Moto 2: Oliveira partindo do 11ºlugar para a vitória em Mugello

Treino de Classificação na Moto 2 acabou sendo dividido em 2 partes.

A primeira parte teve em seu começo a queda do Italiano Lorenzo Baldassarri, Que mesmo com a moto danificada na parte de trás continuou na briga. Nessa primeira parte a primeira posição ficou nas mãos do Alemão Marcel Schrotter com a sua Kalex da equipe Dynavolt Intact GP, Com Alex Marquez e Mattia Pasini na segunda e terceira posições. O Líder do campeonato Francesco Bagnaia vinha em 4º

A se destacar naquele momento o ótimo treino de Romano Fenati que vinha em 6ºlugar e um treino muito promissor do Japonês Tetsuta Nagashima em 11ºlugar mostrando um progresso que no inicio do ano não se imaginaria dele pelo ruim histórico na Moto 2.

Schrotter manteve a liderança até quando a 15 minutos do final, O Italiano Mattia Pasini marcou o melhor tempo. O tempo de 1:51.575 não foi superado por mais ninguém até o cronometro zerar. As únicas mudanças na classificação foram a subida de Lorenzo Baldassari para o 8ºlugar e da Subida de Jorge Navarro para o 10ºlugar. De resto, praticamente nada mudou e Pasini comemorou mais uma pole position com a Kalex da equipe Italtrans.

Marcel Schrotter repetiu o seu melhor grid de largada com o 2ºlugar e Alex Marquez fecha a primeira fila com a Marc VDS. Na segunda fila toda formada de Italiano largam o líder do campeonato, Francesco Bagnaia com a moto da equipe de Valentino Rossi. Compõem a fila duas gratas surpresas: Simone Corsi com a moto da equipe Tasca em 5º e Romano Fenati com a moto da Marinelli na 6ªposição.

Luca Larini com a outra moto da Sky Racing VR46 larga em 7º seguido de Lorenzo Baldassarri e do Espanhol Joan Mir que ver 5 espanhóis em sequência na sua frente. A primeira moto que não é uma Kalex é de Miguel Oliveira com sua KTM em 11ºlugar. Atrás de Jorge Navarro e a frente de Jorge Navarro.

Tetsura Nagashima largaria muito bem em 13ºlugar, A Honda Asia Team também conseguiu um razoável grid com o malaio Khairul Idham Pawi largando em 18ºlugar. As decepções do treino foram Brad Binder com o 19º e Hector Barbera que sai apenas em 21ºlugar. O Brasileiro Eric Granado larga apenas em 30ºlugar. O piloto Brasileiro da Forward com problemas físicos não esta mostrando o melhor da sua forma.

Grid de largada do GP da Itália
Mundial de Motovelocidade – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 1’51.575
2 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 1’51.605
3 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’51.642
4 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 1’51.921
5 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’51.959
6 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex 1’51.973
7 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 1’51.979
8 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 1’52.083
9 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’52.100
10 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 1’52.112
11 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 1’52.145
12 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex 1’52.173
13 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’52.227
14 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 1’52.244
15 52 Danny Kent MB Conveyors – Speed Up Racing Speed Up 1’52.245
16 20 Fabio Quartararo MB Conveyors – Speed Up Racing Speed Up 1’52.318
17 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 1’52.387
18 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’52.391
19 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’52.433
20 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter 1’52.618
21 40 Hector Barbera Pons HP40 Kalex 1’52.644
22 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 1’52.668
23 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 1’52.729
24 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex 1’52.840
25 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 1’52.842
26 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 1’52.879
27 66 Niki Tuuli SIC Racing Team Kalex 1’53.390
28 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 1’53.562
29 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 1’53.606
30 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter 1’54.038
31 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’54.389
32 14 Hector Garzo Tech 3 Racing Tech 3 1’54.720
33 18 Xavier Cardelus Team Stylobike Kalex 1’55.485

Schrotter largou muito bem e assumiu a liderança, se aproveitando da largada bem ruim de Pasini. A liderança do piloto Alemão durou apenas 2 curvas, O piloto da Dynavolt Intact GP acabou caindo. A liderança parou nas mãos de Alex Marquez, Com Francesco Bagnaia e Miguel Oliveira que largou do 11ºlugar para estar em 3ºlugar. Romano Fenati vinha em 4º seguido de Mattia Pasini, Simone Corsi, Joan Mir e Lorenzo Baldassarri nas 8 primeiras posições.

Na terceira volta, Os três primeiros colocados acabaram disputando a ponta. Bagnaia se deu melhor e assumiu a liderança com Oliveira em 2º e Marquez caindo para o terceiro lugar.

Oliveira ainda na segunda volta passou Bagnaia, Após largar do 11ºlugar o Português assumia a liderança da prova num espaço de apenas 3 voltas. Mattia Pasini também se recuperava na prova e já vinha em 3ºlugar.

Em uma bela manobra do piloto da Italtrans, Francesco Bagnaia era superado por Mattia Pasini que subiu para o segundo lugar na 4ªVolta. Na volta seguinte Pasini passou Oliveira e passou para a liderança na 5ªVolta. Já era bem mais coisas que aconteceram nesse pequeno tempo de corrida do que no treino inteiro.

Miguel Oliveira não se dava por vencido e por vezes eles conseguia voltar a liderança. Em cima de Pasini que queria repetir a vitória de 2017. Na 7ªVolta Oliveira passou Pasini na curva 1, Porém o Italiano voltou pra cima do Português e retomou a ponta da prova. Na mesma volta Sam Lowes que tem em fraca temporada caiu e deixou a prova.

Lorenzo Baldassarri que chegou a uma velocidade máxima de 289 km por hora, Começava a aparecer na corrida. Na 9ªvolta, o piloto da Pons passou Alex Marquez subindo para o 5ºlugar na marra, Tanto é que o Irmão de Marc Marquez acabou indo para fora do Traçado. Na mesma volta, O líder do campeonato Francesco Bagnaia passou de forma surpreendente ao piloto da KTM voltando ao 2ºlugar.

Baldassarri jantou a Joan Mir e passou ao segundo lugar na volta seguinte.  Quem se destacava na prova era o Sul-Africano Brad Binder que partiu do 19ºlugar para ocupar a 7ªposição. A frente de Xavi Vierge, Luca Marini, Simone Corsi, Andrea Locatelli e Fabio Quartararo. Romano Fenati com problemas na sua moto e Stefano Manzi (Caiu), que vinha para possivelmente pontuar com a Suter da Forward abandonaram a prova.

A 9 Voltas do final Miguel Oliveira retoma ao segundo lugar, Passando a Bagnaia que acaba perdendo o 3ºlugar para Baldassarri. Na volta seguinte, Pasini que parecia com a Vitória encaminhada acabou caindo. O piloto da Italtrans perdeu a chance de uma nova vitória em Mugello.

Oliveira voltou a liderança, Porém estava pressionado por Baldassarri que estava disposto a ganhar pela 3ªvez na temporada. A 7 voltas do final na curva 7, O piloto do carro 7 passou de forma linda em cima do Português e assumiu a liderança. A Partir dai, Os dois passaram a disputar volta a volta. Ultrapassando um para o outro no decorrer das voltas finais.

Hector Barberá acabou na tentativa de ultrapassar Tetsuda Nagashima acabou caindo e levando o piloto da Honda Asia Team. Na minha opinião o Espanhol foi o culpado.

No final da prova, Devido a briga de Baldassarri e Oliveira acabou primeiro Bagnaia e depois Joan Mir chegaram na turma. O piloto da Sky Racing chegou a pressionar Oliveira.

Na volta final Joan Mir ultrapassou Bagnaia assumindo o terceiro lugar. Depois da curva 6, Baldassrri balançou, Foi a deixa para Miguel Oliveira passar o piloto Italiano. Era a ultrapassagem da prova e apesar da tentativa do piloto da Pons voltar ao ponta, acabou que o piloto da KTM segurou a ponta até o final da prova.

Após largar do 11ºlugar, Oliveira conquistou a vitória na melhor prova da moto 2 de 2018 e de uma das melhores da história da categoria. Lorenzo Baldassarri ficou em 2ºlugar com a moto da equipe Pons. E um excelente Joan Mir confirmou o seu 2ºpódio na Moto 2 com o 3ºlugar. Deixando o líder do campeonato Francesco Bagnaia de fora do pódio. O Italiano segue líder do campeonato, Mas agora a 13 pontos de diferença para Miguel Oliveira.

Alex Marquez acabou a prova em 5ºlugar, Após liderar a primeira volta ele não conseguiu voltar a disputa na frente. Depois do piloto Espanhol tivemos a excelente prova de recuperação de Brad Binder que ganhou 13 posições e acabou a prova em 6ºlugar.

Luca Marini com a outra moto da equipe de Valentino Rossi completou em uma boa 7ªposição. Andrea Locatelli com a Italtrans acabou fazendo uma bela corrida e alcançando seu melhor resultado na Moto 2. Completando os 10 primeiros colocados: O Espanhol Xavi Vierge e o Italiano Simone Corsi da Tasca Racing, Chegando a ficar entre os primeiros lugares no começo da etapa.

Essa prova marcou a volta de Dominique Aegerter após algumas corridas ausente devido a lesão terminou a prova em 12ºlugar. E também a NTS marcou seus primeiros pontos no campeonato. Joe Roberts ficou em 14º e Steven Odendall em 15ºlugar. Eric Granado com as dificuldades físicas que ele teve acabou se aproveitando das quedas e acabou sobrevivendo a prova inteira, em 19ºlugar. Seu melhor resultado nessa temporada.

Daqui a 2 semanas teremos a 7ªEtapa do Mundial, No circuito da Catalunha, Em Barcelona para a 2ªProva em Solo Espanhol.

Resultado Final do GP da Itália
Mundial de Motovelocidade – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 39’42.018
2 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 0.184
3 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 0.334
4 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex a 0.484
5 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 3.537
6 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 5.985
7 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 9.908
8 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 11.219
9 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 12.371
10 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 12.675
11 20 Fabio Quartararo MB Conveyors – Speed Up Racing Speed Up a 17.843
12 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 20.353
13 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM a 28.751
14 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 32.436
15 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 32.465
16 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex a 33.054
17 66 Niki Tuuli SIC Racing Team Kalex a 33.505
18 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 43.900
19 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter a 47.264
20 14 Hector Garzo Tech 3 Racing Tech 3 a 56.603
21 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 1’13.609
22 18 Xavier Cardelus Team Stylobike Kalex a 1’27.927
45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 6 Voltas
40 Hector Barbera Pons HP40 Kalex a 6 Voltas
54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 8 Voltas
95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 9 Voltas
62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter a 11 Voltas
52 Danny Kent MB Conveyors – Speed Up Racing Speed Up a 12 Voltas
13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex a 14 Voltas
22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM a 15 Voltas
9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 17 Voltas
64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 a 21 Voltas
23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Valentino Rossi Conquista a pole em Mugello, superando favoritismo de Ducati e Iannone.

O velho Valentino Rossi, Com os seus 39 anos conquistou agora a pouco a pole position no circuito de Mugello na Itália. Superando o favoritismo da Ducati que teria vantagem com a grande reta e o circuito favorável a moto italiana.

Rossi superou Jorge Lorenzo, Marevick Viñales e o seu desafeto Marc Marquez que não conseguiu ir além da 6ªposição.

Q1:

O Favoritismo era de Marevick Viñales e de Dani Pedrosa, Mas o que se viu na pista foi um piloto da Honda completamente perdido o tempo todo. Vendo Marevick Viñales dominar o treino na primeira parte com Esteve Rabat com a Ducati de 2017 da Avintia seguindo o piloto da Yamaha, Em 2ºlugar.

Essa situação durou até os minutos finais. Jack Miller voou com sua Ducati da Pramac e tomou a liderança de Viñales. Na parte final do treino, Percebendo que era um problema a presença de Rabat atrás dele, antes da Volta final o Espanhol deixou Rabat ultrapassar. O piloto da Avintia não teve mais como ameaçar a classificação nem de Viñales e nem de Miller.Pedrosa? foi um vexame e vai largar apenas em 20ºlugar. Em nenhum momento ele conseguiu brigar pela vaga no Q2.

Hafish Syarhin fez um belo treino, Ficando com o 4ºlugar no Q1 e com o 14ºlugar. Destaque negativo para a Aprilla que não teve um bom dia. Aleix Espargaró ficou com o 21ºlugar no Grid de largada e Scott Redding ficou com o 23ºlugar.

Classificação do Q1:

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’46.771
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’46.806
3 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’46.908
4 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’47.188
5 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’47.335
6 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’47.708
7 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’47.818
8 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’47.868
9 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’47.989
10 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’48.065
11 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.286
12 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’48.532
13 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.744
14 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’48.794

No Q2, Marquez começou na frente com a Honda Repsol. Liderança que durou pouco tempo, Um pressionado Jorge Lorenzo passou para o primeiro lugar. O Espanhol tenta se manter na equipe para 2019, Embora seja a cada dia mais e mais insustentável a continuação dele na equipe italiana.

Marquez na sua segunda tentativa baixou seu tempo para 1:46.454 e voltou a ponta. Andrea Iannone que vinha sendo o melhor piloto do final de semana mostrou suas cartas no Q2. Com uma moto de ótima ciclística como é a Suzuki, Acabou superando a formiga Atômica e tomou a pole position provisória. Na metade do Treino, Iannone com Suzuki, Marquez com Honda, Lorenzo e Petrucci com Ducati e Rossi com Yamaha nas 5 primeiras posições. Dovizioso vinha em 7º.

Na tentativa final dos pilotos de ponta, Marc Marquez não conseguiu reverter seu histórico em Mugello, que não é Brilhante. Em nenhuma das duas voltas que ele deu acabou conseguido melhorar seu tempo.

Lorenzo e Rossi foram para as suas voltas rápidas. E ai, Rossi mostrou aos 39 anos que a sua vontade de vence parece não ter sumido. A volta de 1:46.208 superou a volta de Lorenzo que marcou 1:46.243. Os dois pilotos que duelaram por títulos em 2009 principalmente são os 2 pilotos que largam na primeira fila junto de Marevick Viñales que completa a primeira fila. Desalojando Andrea Iannone da fila de frente.

Rossi conquistou sua 66ªpole da sua carreira. Uma festa para os seus torcedores, que podem ter a esperança de ver seu ídolo vencendo de novo.

Andrea Iannone leva a Suzuki para o 4ºlugar, Algo a se comemorar ao se tratar de uma moto sem muita potência. Porém, não foi nada bom para dominou os treinos livres em Mugello.

Danilo Petrucci melhorou seu tempo no final e acabou em 5ºlugar. Jogando Marquez para o 6ºlugar no Grid de largada, Fechando a segunda fila. Andrea Dovizioso em busca da recuperação no campeonato larga em 7ºlugar. Seguido por Cal Crutchlow da LCR Honda, e por Johann Zarco que hoje acabou decepcionando.

Na Quarta fila, Vão largar Alex Rins com Suzuki, Jack Miller com a Pramac Ducati de 2017 e Franco Morbidelli com a Marc VDS, Equipe em plena crise e podendo até mesmo deixar a Categoria Principal do Mundial de Motovelocidade.

Amanhã, As 9 da manhã teremos a largada da 6ªEtapa do Mundial de motovelocidade, No circuito de Mugello, na Itália. Pelo que se viu, É a chance dos adversários tirarem pontos do Marquez na classificação geral do campeonato.

Grid de largada – 6ªEtapa do Mundial de motovelocidade
Mugello – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’46.208
2 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’46.243
3 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’46.304
4 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’46.347
5 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’46.445
6 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’46.454
7 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’46.500
8 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’46.813
9 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’46.830
10 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’46.909
11 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’46.998
12 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’47.002
13 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’46.908
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’47.188
15 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’47.335
16 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’47.708
17 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’47.818
18 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’47.868
19 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’47.989
20 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’48.065
21 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.286
22 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’48.532
23 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.744
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’48.794

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Dakar 2018 – Etapa 13 – Garrouste vence estágio. Campeonato no Geral deve ficar na mão dos Brasileiros

Partice Garrouste conquistou a vitória na penúltima etapa do Dakar na categoria SxS. Em uma longa especial entre San Juan a Córdoba. O Francês junto do suíço Steven Griener chegou 9 minutos e 59 segundos a frente dos Brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin. São essas duas duplas que não tiveram grandes problemas com seus carros nos Sxs e são esses que disputam o Campeonato nessa última especial.

A Vantagem são dos Brasileiros com 53 minutos e 28 segundos da Dupla Franco-suíça, Mas como essa categoria é uma das mais sugestivas a Quebras e portanto ainda não se deve sacramentar o campeonato para Varela e Gugelmin.

Claude Fornier em 3º, Jose Luis Pena Campo em 4º e Camilie Liparoti em 5ºlugar repetiram as mesmas posições da geral no Estágio. O Francês e o Espanhol estão separados em 3 minutos e 49 segundos na disputa pelo pódio.

Resultado Final da 13ªEtapa do Dakar 2018
De San Juan a Córdoba – Categoria SxS

Pos. Piloto Carros Tempo
1 361 Patrice Garrouste (França) POLARIS RZR 1000 TURBO 06h 29′ 40”
Steven Griener (Suíça)
2 356 Reinaldo Varela (Brasil) CAN – AM + 00h 09′ 59”
Gustavo Gugelmin (Brasil)
3 387 Claude Fournier (França) POLARIS RZR 1000 XP + 01h 03′ 37”
 Szymon Gospodarczyk
4 396 Jose Luis Pena Campo (Espanha) POLARIS RZR 1000 + 01h 11′ 20”
Rafael Tornabell Cordoba (Espanha)
5 351 Camelia Liparoti (Itália) YAMAHA YXZ 1000 R + 02h 14′ 26”
Manuel Lucchese (Itália)
6 362 Leo Larrauri (Argentina) CAN – AM + 59h 49′ 22”
Fernando Imperatrice (Argentina)

Classificação Geral

Pos. Piloto Carros Tempo
1 356 Reinaldo Varela (Brasil) CAN – AM 70h 50′ 07”
Gustavo Gugelmin (Brasil)
2 361 Patrice Garrouste (França) POLARIS RZR 1000 TURBO + 00h 53′ 28”
Steven Griener (Suíça)
3 387 Claude Fournier (França) POLARIS RZR 1000 XP + 10h 02′ 12”
 Szymon Gospodarczyk
4 396 Jose Luis Pena Campo (Espanha) POLARIS RZR 1000 + 10h 06′ 01”
Rafael Tornabell Cordoba (Espanha)
5 351 Camelia Liparoti (Itália) YAMAHA YXZ 1000 R + 27h 44′ 01”
Manuel Lucchese (Itália)
6 362 Leo Larrauri (Argentina) CAN – AM + 132h 28′ 16”
Fernando Imperatrice (Argentina)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar 2018 – 12ªEtapa – Sxs: Brasileiros vencem e ficam mais perto do campeonato

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin conquistaram a vitória no 12ºestágio,Que foi de Chilecito até San Juan. A liderança que vinha começando a ser ameaçada por Partice Garrouste e Steven Griener fez com que A dupla Brasileira acelerasse tudo que ele poderiam no estágio de hoje. Após 9 horas, 27 minutos e 12 segundos. Varela e Gugelmin conquistaram a vitória. Com Claude Fournier chegando em 2ºlugar, 11 minutos e 47 segundos atrás. José Luis Pena Campo completou em 3ºlugar, 39 segundos de frente para Garrouste e Griener. Com isso a vantagem aumenta para 1 hora, 3 minutos e 27 segundos.

A Dupla Peruana formada por Juan Carlos Uribe Ramos e Javier Eduardo Uribe Godoy acabou abandonando o Dakar. Com isso a disputa pelo título de 2018 estava entre os 2 primeiros colocados. José Luis Pena Campo vem em 3º, Mas esta a 9 horas do líder e 3 minutos e 54 segundos atrás vem o Francês Claude Fournier. Em 5ºlugar esta a Italiana Camelia Liparoti. 25 horas, 39 minutos e 33 segundos atrás de Varela.

Resultado final da 12ªEtapa do Dakar 2018
De Chilecito a San Juan

POS. Piloto Carros Tempo
1 356 Reinaldo Varela (Brasil) CAN – AM 09h 27′ 12”
Gustavo Gugelmin (Brasil)
2 387 Claude Fournier (França) POLARIS RZR 1000 XP + 00h 11′ 42”
 Szymon Gospodarczyk
3 396 Jose Luis Pena Campo (Espanha) POLARIS RZR 1000 + 00h 18′ 15”
Rafael Tornabell Cordoba (Espanha)
4 361 Patrice Garrouste (França) POLARIS RZR 1000 TURBO + 00h 18′ 54”
Steven Griener (Suíça)
5 351 Camelia Liparoti (Itália) YAMAHA YXZ 1000 R + 01h 35′ 36”
Manuel Lucchese (Itália)
6 378 Jose Jorge de Barros Sawaya (Brasil) POLARIS RZR 1000 + 14h 02′ 48”
Marcelo Duarte Haseyama (Brasil)
7 362 Leo Larrauri (Argentina) CAN – AM + 14h 13′ 09”
Fernando Imperatrice (Argentina)

Classificação Geral

POS. Piloto Carros Tempo
1 356 Reinaldo Varela (Brasil) CAN – AM 64h 10′ 28”
Gustavo Gugelmin (Brasil)
2 361 Patrice Garrouste (França) POLARIS RZR 1000 TURBO + 01h 03′ 27”
Steven Griener (Suíça)
3 396 Jose Luis Pena Campo (Espanha) POLARIS RZR 1000 + 09h 04′ 40”
Rafael Tornabell Cordoba (Espanha)
4 387 Claude Fournier (França) POLARIS RZR 1000 XP + 09h 08′ 34”
 Szymon Gospodarczyk
5 351 Camelia Liparoti (Itália) YAMAHA YXZ 1000 R + 25h 39′ 34”
Manuel Lucchese (Itália)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Carlos Sainz vence e diminui distância para Peterhansel na 6ªEtapa nos Carros

O Espanhol Carlos Sainz e o seu Copiloto Lucas Cruz deram mostras de que ainda não desistiram da disputa pelo título do Dakar 2018. Eles venceram a 6ªEtapa do Dakar e baixaram um pouco a diferença para Stephan Peterhansel e Jean-Paul Cottrer, Que continuam na liderança na classificação geral.

Desde da primeira parcial, O Campeão de 2010 não estava disposto a perder tempo. Já assumia a liderança e colocava 40 segundos a frente de Mikko Hirvonen que vinha logo atrás de Sainz na segunda posição. 2 segundos atrás do piloto Finlandês vinha os líderes Peterhansel/Cottrer em 3ºlugar. Nasser Al-Attiyah com 53 segundos de atraso e Giniel de Villiers com 59 segundos de atraso (Ambos com o carro da Toyota) vinham em 4º e 5º respectivamente.

Orlando Terranova e Bernardo Graue vinham 1 segundo atrás com o melhor Mini do setor. 5 segundos atrás vinha a Dupla Tem Brinke/Perin na 7ªposição com o Toyota. Lucio Alvarez vinha em disputa feroz com Cyril Despres e Jakub Przygonski pelo 8ºlugar, Separados por apenas 1 segundo de diferença entre os 3.

Martin Prokop vinha em 11ºlugar (1 minuto e 43 segundos atrás dos líderes) O Consistente Peter Van Merksteijn vinha em 12ºlugar com seu Toyota, A frente dos Sul-americanos Nicolas Fuchs em 13º e Boris Garafulic em 14º. Eugenio Amos começou muito atrás, 19ºlugar a 3 minutos e 42 segundos dos líderes.

No Segundo Setor, Sainz aumentou sua vantagem na liderança para o seu rival na disputa pelo título. Stephan Peterhansel estava em 2º a 1 minuto e 29 segundos do Líder. 12 segundos depois vinha Mikko Hirvonen com seu carro da Mini que por incrível que pareça vinha muito bem, Já que o Argentino Orlando Terranova, Também em um bom ritmo de prova vinha em 4ºlugar. E o Sul-Africano Giniel de Villiers com o melhor carro da Toyota vinha em 5ºlugar. (2 minutos e 12 atrás de Sainz e 3 segundos atrás de Terranova)

Nasser Al-Attiyah vinha em 6ºlugar, 6 segundos atrás de Villiers. 3 segundos atrás vinha Bernhard ten Brinke e o copiloto Michel Perin. Do Terranova que vinha em 4º até Tem Brinke que vinha em 7º a diferença era de apenas 12 segundos.

Lucio Alvarez vinha em 8ºlugar. Resistia à frente de Martin Prokop com seu Ford em 9º e Jakub Przygonski com seu Mini em 10ºlugar. Depois vinha o Holandês Peter Van Merksteijn em 11ºlugar, Vantagem de 2 segundos para o piloto da Bordward Nicolas Fuchs. Vaidolas Zala vinha sendo o melhor piloto Lituano com o 13ºlugar. (5 minutos e 48 segundos da liderança)

No terceiro setor Carlos Sainz e Lucas Cruz acrescentam mais 17 segundos de vantagem para Peterhansel e Cottret. Os Espanhois não só queriam a vitória, Mas cada segundo a mais que eles deixassem de vantagem era mais uma chance que se abria para eles na disputa pelo título nos carros para eles. Nasser Al-Attiyah subiu do 6º para o 3ºlugar com seu Toyota. Superando Mikko Hirvonen por apenas 1 segundo.

Giniel de Villiers completava os 5 primeiros, 4 segundos a frente do Holandês Bernhard Tem Brinke e 7 segundos a frente do 7ºlugar, Que eram Orlando Terranova e Bernardo Graue com o carro da Mini.

Lucio Alvarez conseguiu uma pequena folga de 23 segundos a frente de Cyril Despres e David Castera e de Martin Prokop e Jan Tomanek que vinham empatados em 9ºlugar. Jakub Pryzgonski superou Peter van Merksteijn e ganhou o 11ºlugar. Nicolas Fuchs vinha 7 segundos atrás do Holandês na luta pelo 12ºlugar. Amos continuava na parte de baixo da tabela. Em 18ºlugar a 9 minutos e 7 segundos de Sainz.

Na quinta parcial, Carlos Sainz aumentou em mais 4 segundos a sua vantagem para Stephan Peterhansel. Mikko Hirvonen estava 24 segundos atrás do maior vencedor da história do Dakar, O Piloto da Mini vinha em um bom dia, Mas Al-Attiyah vinha 2 segundos atrás querendo entrar nessa festa com seu Toyota.

Bernhard tem Brinke e Giniel de Villiers vinham disputando pau a pau o 5ºlugar, Ambos de Toyota, Separados por apenas 4 segundos de diferença. Orlando Terranova saiu da briga pelos 20 primeiros colocados. Em 7ºlugar passou a ser de um outro Argentino. Lucio Alvarez com o carro da Toyota. Martin Prokop em 8ºlugar vinha 4 segundos a frente de Cyril Despres que vinha bem atrasado na classificação geral, Já sem chances de conquistar um bom resultado.

Jakub Pryzgonski assumiu o 10ºlugar a 5 minutos e 36 segundos atrás de Sainz. Depois vinham Peter van Merksteijn, Fuchs, Vaidolas Zala que continuava a surpreender com o 13ºlugar, Garafulic e Erick Welers em 15ºlugar.

Carlos Sainz na 6ªParcial aumentou sua vantagem na liderança para 2 minutos e 49 segundos a frente de Stephan Peterhansel. Nasser Al-Attiyah manteve o terceiro lugar com 42 segundos atrás do piloto da Pegueot. Hirvonen vinha em 4º, 4 segundos de frente para De Villiers nessa disputa entre Mini e Toyota. Bernhard tem Brinke vinha em 6ºlugar. (4 minutos e 39 segundos do líder)

Cyril Despres sobe para o 7ºlugar, A frente de Lucio Alvarez e de Martin Prokop que lutaram pela maioria do tempo com o piloto da Pegueot por essa posição. Przygonski permanecia na 10ªposição. (7 minutos e 52 segundos atrás de Sainz) Nicolas Fuchs com o Bordward ganhou o 11ºlugar do Holandês Peter van Merksteijn. Boris Garafulic subiu para o 13ºlugar com seu Mini, Ultrapassando a Vaidotas Zala que fazia uma belíssima especial. Eugenio Amos completava os Top 15.

No sétimo Setor Sainz liderava com 2 segundos a menos de diferença para Peterhansel. (Ainda tinha 2 minutos e 47 segundos de vantagem para a lenda do Dakar)

Nasser Al-Attihay continuava na terceira posição, 53 segundos atrás de Peterhansel/Cottrer. Giniel de Villiers ganhou o 4ºlugar de Mikko Hirvonen, Que agora estava focado em manter a sua 5ªposição. 9 segundos depois vinha Tem Brinke/Perin com o Toyota Hilux vindo para a briga com o piloto Escandinavo.

Despres, Alvarez, Prokop e Przygonski continuaram em seus respectivos lugares, Completando os 10 primeiros colocados. Boris Garafulic subiu para o 12ºlugar, Ultrapassando a Peter van Merksteijn. Eugenio Amos caiu para o 20ºlugar, 23 minutos e 33 segundos para o líder da parcial.

Na 8ªparcial, Carlos Sainz aumenta sua vantagem para Peterhansel. (Vantagem de 3 minutos e 37 segundos) Com Nasser Al Attiyah em 3ºlugar, A 34 segundos do piloto da Pegueot e 4 minutos e 11 atrás do líder. Enquanto Giniel de Villiers e Mikko Hirvonen manteve o 4º e 5ºlugar. O francês Cyril Despres ganhou a 6ªposição do Holandês Bernhard Tem Brinke.

Alvarez vinha 22 segundos a frente de Martin Prokop em 8ºlugar. Jakub Przygonski completava os 10 primeiros colocados. Fuchs, Garafulic, Van Merksteijn, Vanagas e Yacopini mantiveram suas posições. Vaidotas Zala caiu do 16º para o 18ºlugar.

Ao final do Estágio a vitória ficou mesmo com Carlos Sainz e Lucas Cruz. 4 minutos e 6 segundos a frente de Stephan Peterhansel e Jean-Paul Cottrer e diminui a desvantagem em cima dos campeões do ano passado. Peterhansel tem 27 minutos e 10 segundos de vantagem para os espanhóis.

Nasser Al-Attiyah confirmou a 3ªposição com o Sul-Africano Giniel de Villiers ficou em 4ºlugar, 26 segundos atrás do piloto Qatari da Toyota. Cyril Despres ganhou mais uma posição e terminou em 5ºlugar. (8 minutos e 46 segundos do vencedor) 10 segundos depois vieram o Finlandês Mikko Hirvonen com o melhor carro da Mini nessa etapa.

Bernhard tem Brinke, Apesar do 7ºlugar na especial, (9 minutos e 31 segundos atrás de Sainz) ele vem bem na classificação Geral. Na terceira posição, 1 hora, 20 minutos e 41 segundos de diferença. Nasser al-Attiyah vem em 4ºlugar a 3 minutos e 39 segundos atrás do Holandês. Lucio Alvarez, Martin Prokop e Jakub Przygonski completaram os 10 primeiros colocados. Nicolas Fuchs e Boris Garafulic foram dois pilotos sul-americanos que andaram bem nesse estagio e chegaram perto dos Top 10. Ficaram em 11º e 12ºlugares respectivamente. Van Merksteijn, Vanagas e Yacopini completaram o Top 15 nessa 6ªEtapa do Dakar 2018

Resultado Final da 6ªEtapa do Dakar 2018
Carros – Arequipa a La Paz

POS. Piloto Carro Tempo
1 303 Carlos Sainz (Espanha) 3008 DKR PEUGEOT 02H 53′ 30”
Lucas Cruz (Espanha)
2 300 Stephane Peterhansel (França) 3008 DKR PEUGEOT + 00H 04′ 06”
Jean Paul Cottrer (França)
3 301 Nasser Al-Attiyah (Qatar) HILUX TOYOTA + 00H 05′ 05”
Matthieu Baumel (França)
4 304 Giniel de Villiers (África do Sul) HILUX TOYOTA + 00H 05′ 31”
Dirk Von Zitzewitz (Alemanha)
5 308 Cyril Despres (França) HILUX TOYOTA + 00H 08′ 49”
David Castera (França)
6 305 Mikko Hirvonen (Finlândia) JOHN COOPER WORKS RALLY MINI + 00H 08′ 56”
Andreas Schulz (Alemanha)
7 309 Bernhard Ten Brinke (Holanda) HILUX TOYOTA + 00H 09′ 31”
Michel Perin (França)
8 318 Lucio Alvarez (Argentina) HILUX TOYOTA + 00H 12′ 26”
Robert Howie (África do Sul)
9 311 Martin Prokop (República Tcheca) F150 EVO FORD + 00H 12′ 31”
Jan Tomanek (República Tcheca)
10 312 Jakub Przygonski (Polônia) JOHN COOPER WORKS RALLY MINI + 00H 12′ 39”
Tom Colsoul (Bélgica)
11 313 Patrick Sireyjol (França) BUGGY LCR30 + 00H 16′ 17”
Francois-Xavier Beguin (Bélgica)
12 317 Boris Garafulic (Chile) ALL4 RACING MINI + 00H 17′ 53”
Filipe Palmeiro (Portugal)
13 334 Peter Van Merksteijn (Holanda) HILUX TOYOTA + 00H 19′ 31”
Maciel Marton (Polônia)
14 323 Benediktas Vanagas (Lituania) TOYOTA Hilux + 00H 26′ 31”
Rozwadowski Sebastian (Polônia)
15 326 Alejandro Miguel Yacopini (Argentina) TOYOTA Hilux + 00H 27′ 08”
Marco Scopinaro (Argentina)
16 331 Sebastian Halpern (Argentina) TOYOTA Hilux + 00H 27′ 59”
Edu Pulenta (Argentina)
17 349 Vaidotas Zala (Lituânia) TOYOTA Hilux + 00H 28′ 13”
Saulius Jurgelenas (Lituania)
18 315 Carlos Souza (Portugal) RENAULT DUSTER + 00H 29′ 48”
Pascal Maimon (França)
19 329 Patrick Sireyjol (França) BUGGY LCR30 + 00H 31′ 19”
Francois-Xavier Beguin (Bélgica)
20 365 Erik Wevers (Holanda) BORGWARD BX7 + 00H 31′ 22”
Antono Van Limpt (Holanda)
21 335 Eugenio Amos (Itália) FORD Buggy 2WD + 00H 33′ 07”
Sebastien Delaunay (França)
22 372 Boris VacullK (República Tcheca) FORD F 150 EVO + 00H 37′ 57”
Martin Plechaty (República Tcheca)
23 327 Marco Bulacia (Bolívia) MARCO BULACIA + 00H 38′ 50”
Engenio Arrieta (Argentina)
24 366 Martin Maldonado (Argentina) MERCEDES PROTOTIPO COLCAR + 00H 39′ 20”
Sebastian Scholz Vergnolle (Argentina)
25 343 Jurgen Schroeder (Alemanha) Toyota + 00H 39′ 55”
Maximilian Schroeder (Alemanha)
26 353 Hennie De Klerk (África do Sul) VOLKSWAGEN Amarok + 00H 40′ 05”
Gerhardt Schutter (África do Sul)
27 320 Eric Bernard (França) BUGGY BV2 + 00H 40′ 12”
Alexandre Vigneau (França)
28 321 Antanas Juknevicius (Lituania) HILUX TOYOTA + 00H 42′ 28”
Darius Vaiciulis (Lituania)
29 330 Jerome Pelichet (França) TOYOTA OVERDRIVE + 00H 42′ 46”
Eugenie Decre (Suíça)
30 332 Juan Silva (Argentina) MERCEDES PROTOTIPO COLCAR + 00H 43′ 58”
Andres Young Olivari (Peru)  

Classificação Geral:

POS. Piloto Carro Tempo
1 300 Stephane Peterhansel (França) 3008 DKR PEUGEOT 16H 25′ 02”
Jean Paul Cottrer (França)
2 303 Carlos Sainz (Espanha) 3008 DKR PEUGEOT + 00H 27′ 10”
Lucas Cruz (Espanha)
3 309 Bernhard Ten Brinke (Holanda) HILUX TOYOTA + 01H 20′ 41”
Michel Perin (França)
4 301 Nasser Al-Attiyah (Qatar) HILUX TOYOTA + 01H 24′ 20”
Matthieu Baumel (França)
5 304 Giniel de Villiers (África do Sul) HILUX TOYOTA + 01H 35′ 59”
Dirk Von Zitzewitz (Alemanha)
6 312 Jakub Przygonski (Polônia) JOHN COOPER WORKS RALLY MINI + 02H 25′ 16”
Tom Colsoul (Bélgica)
7 311 Martin Prokop (República Tcheca) F150 EVO FORD + 02H 25′ 52”
Jan Tomanek (República Tcheca)
8 319 Sheikh Khalid Al Qassimi (EAU) PEUGEOT 3008 DKR MAXI + 02H 29′ 06”
Xavier Panseri (França)
9 335 Eugenio Amos (Itália) FORD Buggy 2WD + 02H 30′ 58”
Sebastien Delaunay (França)
10 329 Patrick Sireyjol (França) BUGGY LCR30 + 03H 25′ 35”
Francois-Xavier Beguin (Bélgica)
11 334 Peter Van Merksteijn (Holanda) HILUX TOYOTA + 03H 53′ 24”
Maciel Marton (Polônia)
12 313 Nicolas Fuchs (Peru) BX7 BORGWARD + 04H 37′ 13”
Fernando Adrian Mussano (Argentina)
13 305 Mikko Hirvonen (Finlândia) JOHN COOPER WORKS RALLY MINI + 04H 53′ 46”
Andreas Schulz (Alemanha)
14 318 Lucio Alvarez (Argentina) HILUX TOYOTA + 05H 12′ 37”
Robert Howie (África do Sul)
15 320 Eric Bernard (França) BUGGY BV2 + 05H 22′ 02”
Alexandre Vigneau (França)
16 331 Sebastian Halpern (Argentina) TOYOTA Hilux + 05H 52′ 58”
Edu Pulenta (Argentina)
17 327 Marco Bulacia (Bolívia) MARCO BULACIA + 05H 55′ 59”
Engenio Arrieta (Argentina)
18 326 Alejandro Miguel Yacopini (Argentina) TOYOTA Hilux + 06H 27′ 22”
Marco Scopinaro (Argentina)
19 330 Jerome Pelichet (França) TOYOTA OVERDRIVE + 06H 34′ 24”
Eugenie Decre (Suíça)
20 349 Vaidotas Zala (Lituânia) TOYOTA Hilux + 06H 46′ 17”
Saulius Jurgelenas (Lituania)
21 321 Antanas Juknevicius (Lituania) HILUX TOYOTA + 06H 57′ 22”
Darius Vaiciulis (Lituania)
22 342 Philippe Boutron (França) BUGGY + 07H 32′ 29”
Mayeul Barbet (França)
23 324 Young Zhou (China) TOYOTA Hilux + 07H 37′ 49”
Stephane Prevot (Bélgica)
24 366 Martin Maldonado (Argentina) MERCEDES PROTOTIPO COLCAR + 08H 51′ 58”
Sebastian Scholz Vergnolle (Argentina)
25 315 Carlos Souza (Portugal) RENAULT DUSTER + 09H 51′ 07”
Pascal Maimon (França)
26 317 Boris Garafulic (Chile) ALL4 RACING MINI + 10H 15′ 36”
Filipe Palmeiro (Portugal)
27 336 Isidre Esteve (Espanha) SPRINGBOK MD SODICARS + 10H 32′ 46”
Txema Villalobos (Espanha)
28 314 Yazeed Al Rajhi (Arabia Saudita) JOHN COOPER WORKS RALLY MINI + 11H 08′ 05”
Timo Gottschalk (Alemanha)
29 358 Fernando Ferrand Malatesta (Peru) VOLKSWAGEN Amarok + 11H 47′ 36”
Fernando Ferrand del Busto (Peru)
30 344 Jose Antonio Blangino (Argentina) RAPIDO RASTROJERO + 11H 53′ 58”
Fernando Matias Acosta (Argentina)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar