Formula Indy – Dixon conquista Pentacampeonato em Sonoma, Com Hunter-Reay vencendo após corrida impecável

Na última prova do campeonato se confirmou o favoritismo do Neozelandês Scott Dixon, Com o segundo lugar ele conquistou o 5ºtítulo da sua carreira na Formula Indy. Em uma corrida calma para o piloto da Ganassi, Ainda mais ajudado pelo erro de Rossi na primeira curva que acabou dando a tranquilidade a Dixon. O Norte-Americano Ryan Hunter-Reay dominou a prova e conquistou a vitória no Circuito de Sonoma, Que vai sair do calendário da categoria em 2019.

O Campeonato que estava favorável para o piloto Neozelandês, ficou bem melhor com a Largada. Enquanto Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon mantiveram as 2 primeiras posições. Alexander Rossi tentou ganhar posições, Mas acabou tocado em Marco Andretti, Quebrando o Aerofólio e furando o seu pneu. O piloto da Andretti foi se arrastando para os boxes. Ao trocar os pneus, Rossi voltou a quase 1 minuto atrás de Hunter-Reay e de Dixon.

Enquanto Hunter-Reay abria vantagem na liderança, Dixon vinha em uma tranquila segunda posição. Newgarden, Andretti e o estreante Patrício O’Ward com o carro da Harding vinha em 5ºlugar. Tony Kannan se aproveitando da confusão da largada, ganhou 5 posições e foi para o 13ºlugar. (O Brasileiro fazia a sua 300ªCorrida seguida na Formula Indy e sua 360ªprova na categoria)

O Estreante O’Ward desgastou muito seus pneus e começou a ser pressionado por Graham Rahal e Will Power fortemente. O Mexicano resistiu a pressão por 3 voltas, Mas como ele desgastou demais os pneus, Foi alvo fácil para Power, que na curva final antes de completar a volta fez uma manobra belíssima, levando a posição do filho do Bobby Rahal.

13ªVolta, Simon Pagenaud foi o primeiro a fazer a primeira parada. A previsão era de 3 a 4 paradas nos boxes. No meio disso, Takuma Sato abandonou com o estouro do seu motor Honda, O Vencedor do GP de Portland foi o primeiro a abandonar a prova.

Na 17ªVolta, Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon foram para a 1ªparada. O piloto da Ganassi escapou por pouco de um choque com Sebastien Bourdais que estava também indo aos boxes para a sua primeira parada. Josef Newgarden na volta 19ª (O motor morreu após a parada e o piloto da Penske perdeu tempo) e Will Power na Volta 20 foram os últimos a pararem nos boxes.

Hunter-Reay voltou a liderança, Com Scott Dixon em 2º e Simon Pagenaud subindo para o terceiro lugar. Rossi foi para o 19ºlugar, Mas adotando a arriscada tática de 2 paradas apenas ele foi superado por pilotos na parte de trás indo para o último lugar. A 43 segundos de Hunter-Reay e a 41 segundos de Dixon.

Rossi para na 26ªVolta, Era bem difícil. Ou melhor, Quase impossível que ele terminasse a prova com apenas mais 1 parada de troca de pneus e reabastecimento. O piloto da Andretti voltou a 1 volta atrás dos líderes. Na volta 28, Power ultrapassa na curva final a Graham Rahal e sobe para o 5ºlugar.

Hunter-Reay e Dixon vinham sobrando e estava a 11 segundos de Pagenaud. O Francês vinha sendo pressionado pelo Marco Andretti.

Rossi foi tentar passa o piloto da Ganassi para tirar a volta de desvantagem para Dixon e tentar volta a corrida. Foram 5 voltas atrás do piloto da Ganassi acabou cedendo a ultrapassagem para o piloto da Andretti Autosport. Nesse meio tempo, O companheiro de equipe de Scott Dixon passou para o 7ºlugar, Superando a Rahal.

Na volta 35, Pagenaud e Rahal foram para a segunda parada. 4 Voltas depois, Hunter-Reay e Dixon foi para a segunda parada deles. Com isso, Rossi voltou a volta do líder. Power assumiu a liderança por uma volta, Na 40ªvolta, Ele e Bourdais foram para os pits. Hunter-Reay abriu 4.5 segundos a frente de Dixon. Simon Pagenaud continuava em 3º, Ainda pressionado pelo Marco Andretti. Depois vinham Power, Bourdais em 5º e 6º, Enquanto que o campeão da temporada de 2017 era pressionado pelo Graham Rahal.

Na volta 43, Rossi vai para os boxes. Durante sua parada. O Norte-Americano Graham Rahal acabou parando seu carro em uma das curvas do circuito, (Na maior reta da pista) Isso provoca a única bandeira amarela da prova. Era disso que Rossi precisava, após a parada ele manteve a Volta e com essa bandeira amarela ele pode se juntar a todo o pelotão. Nesse meio tempo ele foi para os boxes com mais uns 2 pilotos encher o tanque.

Na volta 50 a corrida recomeça. A partir dai começou o Show do piloto da Andretti, Que em um espaço de 3 voltas, Ele passou do 21º para a 9ªposição. Na volta 54, Rossi ultrapassou Tony Kannan subindo para o 8ºlugar. As chances do campeonato estavam aumentando para o norte-americano. Na volta 55, Foi a vez de Ed Jones tomar passada de Rossi que já estava em 7ºlugar em um espaço de 6 voltas, Ganhando 14 posições.

No meio do pelotão, Santino Ferrucci vinha fazendo uma corrida agressiva ao atacar a Jordan King da Carpenter. Atrás deles vinham Jack Harley que tentou passar o inglês, Mas acabou tomando passada do Norte-Americano Zach Veach.

Na entrada da volta 60, Rossi que vinha pressionando Bourdais foi para a sua última parada. Percebendo isso, Dixon abriu mão da vitória e acabou indo para os boxes na volta seguinte. Na entrada da volta 62, Hunter-Reay e Pagenaud foram para a última parada. Os últimos a fazerem isso foram Will Power e Ed Jones na 64ªpassagem.

Hunter-Reay continuava na liderança, Com 4 segundo a frente de Scott Dixon. Alexander Rossi vinha em 5ºlugar a 12 segundos do líder e a 8 segundos de Dixon. Mas não seria tão simples para o piloto da Andretti. Ele tinha 20 voltas para superar  Will Power que subiu do 5º para o 3ºlugar e de Simon Pagenaud que perdeu uma posição.

Porém, O rendimento de Rossi começou a declinar, A 12 voltas do final Rossi perdeu o 5ºlugar para Marco Andretti. A cada volta que passava Dixon estava cada vez mais perto do título e acabou levando seu carro sem riscos até o final da prova.

Lá na frente, Ryan Hunter-Reay teve um brilhante final de semana e levou a vitória na última etapa do Campeonato Mundial de Formula Indy. Porém, A festa ficou mesmo para Scott Dixon que acabou chegando na posição que ele precisava. O 2ºlugar fez com que Dixon conquistasse seu 5ºtítulo de sua carreira. Se tornando o maior campeão da História da Formula Indy, CART e IRL (Contando os títulos desde de 1979 até hoje) De uma temporada aonde o pior resultado de Dixon foi o 12ºlugar em Iowa. Com 3 Vitórias e 9 pódio, Esse título esta em ótimas mãos ao piloto da Chip Ganassi.

O pódio foi completado pelo Australiano Will Power, Que no final da prova chegou a ameaçar o segundo lugar de Dixon. O Australiano ficou com o 3ºlugar na Classificação final. Em 4ºlugar ficou o francês Simon Pagenaud e em 5ºlugar o Norte-Americano Marco Andretti.

Alexander Rossi acabou a corrida em 7ºlugar, Conquistando o vice-campeonato em sua 3ªTemporada na Formula Indy. Sem dúvida é um piloto consolidado na categoria e acabou se recuperando de maneira fantástica na segunda metade de prova. Mas seu erro no começo da corrida acabou por decidir seu destino no campeonato. Sebastien Bourdais na volta final.

Completando os 10 primeiros ficaram Josef Newgarden (que perdeu não só o 3º como também perdeu o 4ºlugar para Ryan Hunter-Reay), Patricio O’ward da Harding e Ed Jones.

A Se destacar o brilhante final de semana do Mexicano, Que foi o campeão da Indy Lights e fez uma bela corrida, Claro que ele perdeu algumas posições no começo da prova. Isso não apaga o que ele fez nos 3 dias de evento. Ele não só ganhou o 9ºlugar em Sonoma como ele provavelmente ganhou um lugar para 2019.

Tony Kannan fez uma boa corrida, Chegando em 12ºlugar. O piloto de 43 anos de idade teve bons desempenhos nas 3 provas finais. Pietro Fittipaldi ficou em 16ºlugar e Matheus Leist ficou em 19ºlugar. Não dava para cobrar muito dos pilotos Brasileiros nesse ano, Eles estavam em equipes de Média para pequeno pote.

Semana que vem teremos uma avaliação da temporada de 2018 da Formula 1 no Portal Sportszone.

Vídeo da prova:

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final da última Etapa
Formula Indy – Temporada 2018

Pos Piloto País Equipe Motor Voltas Tempo
1 28 Ryan Hunter-Reay EUA Andretti Autosport Honda 85 2h 02:19.1667
2 9 Scott Dixon Nova Zelandia Chip Ganassi Racing Honda 85 a 2.7573
3 12 Will Power Austrália Team Penske Chevrolet 85 a 3.6550
4 22 Simon Pagenaud França Team Penske Chevrolet 85 a 4.6306
5 98 Marco Andretti EUA Andretti Herta Honda 85 a 19.8030
6 18 Sebastien Bourdais França Dale Coyne Racing Honda 85 a 21.6393
7 27 Alexander Rossi EUA Andretti Autosport Honda 85 a 28.3778
8 1 Josef Newgarden EUA Team Penske Chevrolet 85 a 34.6288
9 8 Patricio O’Ward México Harding Racing Chevrolet 85 a 42.8662
10 10 Ed Jones EAU Chip Ganassi Racing Honda 85 a 44.2254
11 39 Santino Ferrucci EUA Dale Coyne Racing Honda 85 a 44.6273
12 14 Tony Kannan Brasil A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 85 a 1:00.4138
13 20 Jordan King Inglaterra Ed Carpenter Racing Chevrolet 85 a 1:04.0637
14 26 Zach Veach EUA Andretti Autosport Honda 85 a 1:05.4899
15 5 James Hinchcliffe Canadá Schmidt Peterson Motorsports Honda 85 a 1:12.8026
16 19 Pietro Fittipaldi Brasil Dale Coyne Racing Honda 85 a 1:14.2459
17 60 Jack Harvey Inglaterra Michael Shank Racing Honda 85 a 1:15.6462
18 6 Carlos Muñoz Colômbia Schmidt Peterson Motorsports Honda 85 a 1:18.6345
19 4 Matheus Leist Brasil A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 85 a 1:22.3819
20 88 Colton Herta EUA Harding Racing Chevrolet 85 a 1:23.4673
21 59 Max Chilton Inglaterra Carlin Chevrolet 84 a 1 Volta
22 23 Charlie Kimball EUA Carlin Chevrolet 76 a 9 Voltas
23 15 Graham Rahal EUA Rahal Letterman Lanigan Racing Honda 66 a 19 Voltas
24 21 Spencer Pigot EUA Ed Carpenter Racing Chevrolet 38 Mecânico
25 30 Takuma Sato Japão Rahal Letterman Lanigan Racing Honda 15 Motor

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Analises do primeiro dia de atividades em Silverstone – GP da Inglaterra

Hoje tivemos os 2 primeiros treinos livres do GP da Inglaterra de Formula 1 com os dois pilotos da Mercedes andando muito na frente da concorrência apenas com o porém do problema com o Nico Rosberg que não foi para a pista no 2ºtreino livre com problemas de Vazamento de Água do seu carro isso provocado entre o 1º e o 2º Treino. No Treino da Manhã foi um treino com o dia nublado com o Sol aparecendo no Treino da Tarde e em ambos os treinos Lewis Hamilton foi o primeiro colocado.

Nico Hulkenberg que esta com a cotação cada vez menor no mercado fez o 3ºlugar no 1ºtreino, Mas ficou em 15ºlugar no Segundo treino logo a frente de Sergio Perez. A Force India para mim não esta na briga para brigar nas primeiras posições. Ferrari e Red Bull (que teve Daniel Ricciardo em 2º  e Max Verstappen em 3ºlugar no treino da Tarde) é o duelo que parece que vai ser feito na disputa pelo pódio podendo entrar nessa disputa a Williams que tem um carro muito bom para esse tipo de circuito e não será surpresa nenhuma que Romain Grosjean com a Haas possa surpreender e também a Mclaren que vem com o Motor Honda melhorado e que pode levar tanto a Alonso como a Button fazerem a melhor corrida na temporada após uma grande corrida de Button na Áustria.

Silverstone16_sexta (4)

Tivemos nesse treino pela primeira vez num evento de um final de semana da Formula 1 o piloto Charles Leclerc de 18 anos de idade que fez o 18ºtempo substituindo o Esteban Gutierrez no primeiro treino livre, Outro piloto que entrou no lugar de um titular no primeiro treino livre foi Esteban Ocon que ficou em 19ºlugar substituindo ao Dinamarquês Kevin Magnussen

A Sauber que é a única equipe a não marcar pontos nessa temporada dar alguma esperança de melhora devido ao novo motor da Ferrari, O brasileiro Felipe Nasr conseguiu um importante 14ºlugar o que pode dar alguma chance para o time Suíço para a corrida.

Esteban Ocon
Esteban Ocon

Amanhã as 6 da Manhã teremos o 3ºTreino livre e as 9 da Manhã teremos o Treino de Classificação para a definição do Grid de largada para o GP da Inglaterra.

Resultado do primeiro treino livre

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Número de Voltas completadas
1 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:31.654 30
2 Nico Rosberg 6 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:31.687 34
3 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:32.492 30
4 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:32.501 20
5 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:32.773 30
6 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:33.039 28
7 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:33.202 22
8 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:33.235 30
9 Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:33.446 19
10 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:33.527 22
11 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:33.738 20
12 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:34.132 24
13 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:34.263 38
14 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:34.456 34
15 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:34.547 24
16 Jolyon Palmer 30 Renault RS16 Renault RE16 1:34.787 29
17 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:34.805 21
18 Charles Leclerc 50 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:35.869 26
19 Esteban Ocon 45 Renault RS16 Renault RE16 1:35.980 31
20 Marcus Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:36.003 19
21 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:36.136 25
22 Rio Haryanto 88 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:36.647 29

Silverstone16_sexta (1)

Resultado do segundo treino livre

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Número de Voltas completadas
1 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:31.660 36
2 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:32.051 30
3 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:32.286 36
4 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:32.570 40
5 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:32.736 38
6 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:33.040 31
7 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:33.493 38
8 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:33.614 32
9 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:33.763 20
10 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:33.801 29
11 Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:33.840 27
12 Esteban Gutierrez 21 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:34.000 32
13 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:34.139 35
14 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:34.154 25
15 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:34.321 35
16 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:34.356 37
17 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:34.549 40
18 Jolyon Palmer 30 Renault RS16 Renault RE16 1:34.610 41
19 Marcus Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:34.722 36
20 Kevin Magnussen 20 Renault RS16 Renault RE16 1:34.959 41
21 Rio Haryanto 88 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:35.841 36
22 Nico Rosberg 6 Mercedes W97 Mercedes PC106C Hybrid Sem Tempo 0

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Red Bull/Renault/Haas

Em Busca do orgulho perdido Mclaren parte para o segundo ano com a Honda apresentando o MP4-31

Após o péssimo ano de 2015 aonde a Mclaren teve um bom chassi, Mas com um motor terrível nas mãos que era segundo Fernando Alonso um motor de GP2 Series como era o motor Honda as perspectivas para a temporada de 2016 da Mclaren são melhores, o MP4-31 foi apresentado ontem com um tom mais escuro, Mas se espera que o obscuro esteja somente na pintura do carro, Espera-se mais do motor Honda nesse ano e que tenham resolvido os problemas que estão principalmente no sistema de recuperação de Energia que é o maior problema que o motor mostrou em 2015 além da falta de confiabilidade que fez a Mclaren ser punida várias e várias vezes.

OS pilotos continuam sendo os veteranos Fernando Alonso e Jenson Button que apesar do vexame decidiram ficar para tentarem a volta por cima e voltar a disputar pelo menos posições decentes em 2016, Se temia e se teme ainda que Alonso possa sair do time caso o carro seja um bomba igual ou pior do que em 2015 o que eu não acredito e não creio que um time como a Mclaren junto com a Honda trabalhe tão mal por 2 anos seguidos.

As minhas expectativas para a Mclaren são de melhora, Mas até quanto vai melhorar isso veremos nesses testes e veremos se a Honda resolveu os problemas do seu motor e se os pilotos vão estar motivados a passarem mais um ano em posições longe das vitórias, Acredito que Button terá mais facilidade de trabalhar para mudar a situação, Já Alonso pode pular do Barco a qualquer momento caso a coisa esteja preta.

MclarenMP431_2016

Ficha Técnica da Mclaren MP4-31

Monoposto composto de Fibra de Carbono que incorpora os volante do piloto e o tanque de combustível, Célula de sobrevivência Testada e aprovada pelo test-crash da FIA que é exigido pela entidade para ser autorizado a disputar o campeonato.
Carroceria composta de Fibra de carbono que incui a cobertura do motor, Pontos de Fixação das coberturas, aerofólio dianteiro e traseiro com DRS acionado pelo piloto.
Suspensões: Duplo triangulo de fibra de carbono com elementos Pushrod que colocam em funcionamento a barra de torção e o sistema de amortecedor
Peso total: 702 kg (Incluindo o piloto sem o combustível) sendo 802 kg com o tanque cheio
Eletrônica da McLaren que incue Controle do Chassis, Controle da Unidade de potência, Aquisição de dados, Sensores, Analises de dados e Telemetria.
Lubrificantes:

Grasa Mobilith SHC™ 1500 para altas temperaturas
Grasa Mobilith SHC™ 220 – Lubrificante para componentes de Baixa resistência
hidráulico Mobil SHC™ –Lubrificante para Chassis, Transmissão e Unidade de Potência
Pneus: Pirelli P Zero
Motor: HONDA RA616H
peso mínimo: 145 kg
componentes primários: Motor de combustão interna (ICE)
Motor-generador – Cinético (MGU-K) e Calor (MGU-H)
Armazenamento de energia, Turbocompressor e Controle da eletrônica

Moro de Capacidade de 1.6 litros, 6 Cilindros.
ângulo de Inclinação: 90ºGraus de ângulo de Abertura
24 Válvulas
Rotação máxima: 15.000 rpm
Fluxo de Combustível máximo: 100 kg/Hora – A cima de 10.500 RPM
Combustível: Esso tendo 5,75% de Biocombustível
Lubrificante: Mobil 1

Sistema de recuperação de energia

Sistema de recuperação de energia híbrida integrada através dos motores-Geradores
armazenamento de energia: Bateria de lítio de entre 20 a 25 kg
Armazenamento máximo de energia: 4 MJ por volta
MGU-K     Velocidade máxima: 50.000 rpm
Potencia máxima: 120 kW
Recuperação máxima de energia: 2 MJ por Volta
potência máxima de energia: 4 MJ por volta
MGU-H     Velocidade máxima: 125.000 rpm
Potencia máxima e Recuperação máxima de energia: ilimitada

Transmissão: 8 Marchas com uma Marcha ré, Composto de Fibra de Carbono, Montada longitudinalmente, Acionado de de forma eletrohidráulicamente

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Informações : Mclaren

Dakar 2016 – Analise Final dos Carros

O que se percebeu nesse Dakar para a categoria Carros é que houve um domínio muito grande entre 3 Marcas que foram os carros da Mini, da Pegueot e da Toyota, Dificilmente você conseguia ver um marca diferente disputando com esses carros que praticamente dominaram o Dakar desse ano.

No começo de Prova houve o total domínio dos Pegueot que foram comandados pelo Francês Multicampeão do Dakar Sebastian Loeb que dominou a primeira semana do Evento em cima de Stephane Peterhansel e de Carlos Sainz companheiros de equipe na Pegueot e do campeão de 2015 do Dakar Nasser Al-Attiyah com a Mini, Mas a partir da parte final do Dakar Loeb teve vários problemas e Carlos Sainz acabou quebrando o câmbio de seu carro e isso fez com que Stephane Peterhansel que junto de seu copiloto Jean Paul Cottret fizesse a diferença e com sua experiência ele ratificou o título levando a Peugeot ao campeonato em seu segundo ano de volta da Marca Francesa ao Dakar, foi a 5ªVitória da História da Peugeot no Dakar já que ela tinha conquistado um Tetracampeonato seguido de 1987 a 1990. Foi o 12ºTitulo de Peterhansel no Dakar, Um dos mitos desse evento que ainda esta com 50 anos podendo competir ainda por alguns bons anos.

Dakar_2016_chegada (30)

O Campeão do Dakar de 2015 Nasser Al-Attiyah junto do copiloto Matthieu Baumel Acabaram tendo problemas em uma especial e isso pode ter feito a diferença para não conseguir disputar o titulo com Peterhansel, Ficando a mais de meia hora atrás dos campeões desse ano. Completaram o pódio os vice-campeões de 2015 o Sul-africano Giniel de Villiers e o Alemão Dirk von Zitzewitz com o Carro da Toyota. Só para ter uma ideia dos 15 primeiros colocados tivemos 7 carros da Mini, 5 da Toyota e 3 da Peugeot, O primeiro carro sem ser uma dessas três marcas foi o carro da Hummer de Miroslav Zapletal e Maciej Marton que ficaram em 16ºlugar a quase 6 horas dos vencedores.

Dakar_estagio10_Belen_la2016 (10)

Sebastian Loeb disputou seu primeiro Dakar como se fosse um veterano ganhando estágios nos primeiros dias e parecia que iria vencer o que seria mais uma pagina brilhante na sua grande carreira, Mas acabou tendo problemas por dois dias seguidos aonde ele perdeu muito tempo devido a quebras e a um acidente o que fez Loeb e Daniel Elena ficarem sem chances de titulo ficando apenas em 9ºlugar o que não corresponde com o Dakar que ele fez e que não lhe tira todos os méritos dele nesse Dakar.

Destaque além de Sebastian Loeb que deu um show no Dakar desse ano vai para o vice-campeão do WRC por 4 Vezes ( E ai agente precisa se corrigir porque achamos que o Mikko Hirvonen foi campeão 4 vezes do WRC, Até poderia ter sido caso não tivesse um Loeb como adversário) O Finlandês Hirvonen junto do copiloto campeão do Dakar de 2014 Michel Perin fizeram um belíssimo Rally Dakar sendo regular o tempo inteiro terminando o Dakar em 4ºlugarna Geral.

Cyril Despres junto de David Castera apesar do 7ºlugar mostrou um desempenho muito abaixo dos demais pilotos da Pegueot, Acho que Despres não esta a altura de ser campeão do Dakar, pelo menos num futuro próximo pelo que ele tomou dos seus companheiro de equipe nesse ano. Já Carlos Sainz estava a altura de ser campeão do Dakar e quando parecia que iria conquistar a vitória depois de ter assumido a liderança, Mas a quebra do Câmbio acabou tirando o espanhol de 53 anos na parte final do evento.

Dakar_2016_chegada (24)

A se Destacar o desempenho do Argentinos Emiliano Spataro e Benjamin Lozada que até o final do Dakar chegasse como o melhor piloto com um carro sem ser dos G3 (Mini, Peugeot e Toyota), Mas problemas no final do Dakar acabou jogando os Argentinos para um 18ºlugar, Também deve se lembrar de Robby Gordon com a Gordini Hammer que teve boas exibições no Dakar, Mas acabou não chegando ao final do Evento.

Dakar2016_etapa7_uyuni_salta (4)

Já os Brasileiro que completaram o Dakar acabaram nas últimas posições. Leandro Torres e Lourival Roldan com o Carro da Polaris ficou em 57ºlugar e João Antonio Franciosi e Gustavo Gugelmin que tinha um Mitsubishi ficaram em 58ºlugar, Ambos tiveram grandes problemas, Mas levaram seus carros ao final da corrida, Já as maiores esperanças de um bom Resultado Guilherme Spinelli e Youssef Haddad acabaram deixando a prova ainda na primeira metade de prova assim como os Brasileiros Jorge Wagenfuhr e Joel Kravtchenko que não terminaram a corrida.

É Só isso Brasil!! No Dakar de 2016?
É Só isso Brasil!! No Dakar de 2016?

Só para encerrar, É absurdo o Brasil ter tão pouco representante no Dakar, Se fosse na África até não falava nada, Mas sendo praticamente na casa vizinha na Argentina e Bolívia deveríamos ter pelo menos o Dobro de pilotos em todas as categorias e pelo menos 1 trio nos Caminhões o que não tivemos nesse ano. Por isso que eu digo no final dessa analise: E Só Isso Brasil?

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar
Print: Vídeo de Daniel Marques (Youtube)

Formula Renault 3.5 – Ellinas e Rowland vencem em Silverstone e Pietro Fantin conquista pódio na corrida no Domingo

Depois de quase  2 meses de férias a Formula Renault chega para Setembro com 3 das 4 rodadas decisivas do campeonato, Uma delas foi realizada nesse último domingo em Silverstone na Inglaterra com a 6ªEtapa da Renault World Series categoria 3.5

Na primeira corrida realizada no sábado acabou consagrando ao piloto do Chipre Tio Ellinas que marcou a pole position e largou muito bem assumindo a primeira posição com Jazeman Jaafar tendo uma ótima largada assumindo o segundo lugar, Mas logo ele sentiu problemas com um toque que quebrou a sua asa dianteira fazendo um buraco que sem dúvida afetou o desempenho do carro, Nisso ele passou o primeiro terço de prova segurando os demais pilotos nisso Ellinas disparava na liderança da prova.

Matthieu Vaxiviere tentando descontar vantagem de Rowland no campeonato.
Matthieu Vaxiviere tentando descontar vantagem de Rowland no campeonato.

Deve-se dizer que mesmo com o dano em seu carro Jaafar teve um desempenho impecável e segurou como pode a Rowland, Vaxiviere, Dillmann e os demais que vinham atrás. Mas não teve jeito perto da metade da corrida Olivier Rowland achou uma brecha na defesa da Flecha do Oriente e passou assumindo o segundo lugar, Logo o piloto Malaio sentiu os problemas de seu carro e foi caindo posição a posição. Rowland tentava buscar Ellinas e consegue tirar 6 segundos do tempo do piloto cipriota, Mas Ellinas consegue administrar bem a diferença que tinha chegado a 14 segundos e com uma vantagem de 8.025 conquistou a primeira vitória na temporada tendo os dois postulantes ao título de 2015 completando o pódio, Olivier Rowland da Fortec e Matthieu Vaxiviere da Lotus.

Jazeman Jaafar lutou muito, Mas com a aerodinâmica de seu carro afetada acabou sendo impossível ele ficar bem posicionado na corrida
Jazeman Jaafar lutou muito, Mas com a aerodinâmica de seu carro afetada acabou sendo impossível ele ficar bem posicionado na corrida

 

Depois vieram Nyck de Vries que venceu na novatos, Tom Dillmann que chegou a sair da pista quando postulava até o 3ºlugar, Gustav Malja que vem em crescimento na categoria, Egor Orudzhev que venceu corrida já esse ano, Nicholas Latifi que também deve ser observado pelo seu talento que demonstrou em algumas corridas, Roy Nissany que é piloto de Israel e vem como uma agradável surpresa e Jazemar Jaafar arrastando o seu carro para salvar um ponto apenas em 10ºlugar.

Pietro Fantin lá atrás não teve boa atuação ficando em 11ºlugar, Bruno Bonifácio acabou rodando e deixando a prova na 15ªVoltas.

Resultado final da 10ªetapa da Renault 3.5

1     11     Tio Ellinas            (STRAKKA RACING)             42:07.547   em 24 Voltas
2     4     Oliver Rowland            (FORTEC MOTORSPORTS)         a 8.025
3     9     Matthieu Vaxiviere         (LOTUS)     a 9.017
4     1     Nyck de Vries             (DAMS)     a 19.947
5     26     Tom Dillmann             (JAGONYA AYAM WITH CARLIN)     a 21.459
6     12     Gustav Malja             (STRAKKA RACING)     a 24.387
7     6     Egor Orudzhev             (ARDEN MOTORSPORT)     a 35.177
8     5     Nicholas Latifi         (ARDEN MOTORSPORT)     a 35.563
9     17     Roy Nissany             (TECH 1 RACING)     a 39.122
10     3     Jazeman Jaafar             (FORTEC MOTORSPORTS)     a 43.841
11     19     Pietro Fantin             (INTERNATIONAL DRACO RACING)     a 56.276
12     40     William Bratt             (PONS RACING)     a 1:02.106
13     15     Alfonso Celis Jr         (AVF)     a 1 Volta
14     10     Nicholas Yelloly         (LOTUS)     a 1 Volta

Não Terminaram a corrida:

16     Beitske Visser             (AVF)     20     a 4 Voltas
20     Bruno Bonifácio            (INTERNATIONAL DRACO RACING)     a 10 Voltas
39     Philo Paz Patrick Armand    (PONS RACING)         a 10 Voltas
2     Dean Stoneman             (DAMS)     a 23 Voltas
18     Aurelien Panis             (TECH 1 RACING)  a 24 Voltas
25     Sean Gelael             (JAGONYA AYAM WITH CARLIN)     a 24 Voltas

Na Segunda corrida que aconteceu no domingo Vaxiviere largou na pole position com Rowland em 2º, Fantin largava em 4ºlugar, Na largada o Brasileiro toma o terceiro lugar e tenta tomar o segundo lugar de Rowland e até consegue por alguns momentos esta na frente do piloto Inglês que logo depois retomou o segundo lugar e começou a partir a cada de Vaxiviere, Seu arquirrival na luta pelo título, Já Pietro Fantin conseguia manter distância segura para Dean Stoneman que era piloto da casa e representava bem a equipe DAMS.

Pietro Fantin na sua melhor corrida na temporada.
Pietro Fantin na sua melhor corrida na temporada.

Mas Nyck de Vries não teve o mesmo desempenho, Na largada ele bota Tio Ellinas para fora da pista e voltas depois acaba botando para fora o Brasileiro Bruno Bonifácio que não tem tido sorte nas corridas, ora por causa de erros dele que não são muitos, ora por equipamento e ora por envolverem ele em acidentes e confusões. O piloto protegido pela Mclaren com a suspensão quebrada deixou a prova.

Olivier Rowland não conseguiu pegar Vaxiviere na pista, Mas acabou fazendo uma tática melhor que o piloto da Lotus, retardou a sua parada por algumas voltas, foi virando mais rápido que Vaxiviere com pista limpa e acabou indo para a parada obrigatória e a Fortec foi mais competente no trabalho que a Lotus devolvendo o piloto Britânico para o primeiro lugar para alegria da torcida que foi para Silverstone.

O Francês Tom Dillmann acabou parando num ponto que poderia proporcionar perigo a outros pilotos, Isso fez com que o safetycar entrasse na pista para o carro de Dillmann fosse retirado, Após esse procedimento a corrida recomeçou e Vaxiviere tentou buscar a ultrapassagem sobre Rowland, Mas não conseguiu fazer nada o carro da Fortec estava melhor que o carro da Lotus enquanto que Stoneman tentava tomar o pódio de Pietro Fantin, Mas o Brasileiro estava com o 3ºlugar sobcontrole. E acabou a corrida com essas posições mantidas. Olivier Rowland conquistando a vitória e consolidando a liderança do campeonato com 209 pontos com Matthieu Vaxiviere ficando em 2ºlugar na corrida e vendo sua desvantagem para Rowland aumentar para 36 pontos. Completando o pódio o Brasileiro Pietro Fantin com o carro da Draco, Esse e o primeiro pódio do ano para a equipe e para o piloto que vem em 9º no campeonato, Dean Stoneman ficou em 4ºlugar e ganhou a corrida de novatos e com a quebra do carro de Jaafar ele assumiu o 3ºlugar no campeonato de pilotos mas bem longe do segundo colocado.

Oliver Rowland vence para a festa da torcida Inglesa
Oliver Rowland vence para a festa da torcida Inglesa

Nicholas Latifi e Egor Orudzhev ambos pilotos da Arden mostraram bom desempenho ficando em 5º e 6ºlugares. Depois vieram Nick Yelloly que veio disputar a prova na Lotus e conseguiu um 7ºlugar, geralmente ele corre de GP2 series, Gustav Malja terminou um bom final de semana para ele em 8ºlugar, Aurelien Panis no final da corrida acabou batendo em Tio Ellinas que vinha em bela recuperação na prova, Ainda assim ficou em 9ºlugar com Gelael em 10ºlugar. Na minha opinião o Panis merecia uma punição. O Substituto de Roberto Merhi que teve de correr o GP da Itália pela Manor foi o piloto William Bratt que teve um discreto 15ºlugar na corrida de domingo, No Sábado foi um pouco melhor ficando em 12ºlugar.

Pódio da corrida de Domingo
Pódio da corrida de Domingo

A proxíma rodada é nesse próximo final de semana em Nurburgring na Alemanha.

Resultado final da 11ªetapa da Renault 3.5

1     4     Oliver Rowland            (FORTEC MOTORSPORTS)     43:24.786 em 24 Voltas
2     9     Matthieu Vaxiviere         (LOTUS)     a 1.204
3     19     Pietro Fantin             (INTERNATIONAL DRACO RACING)     a 3.384
4     2     Dean Stoneman             (DAMS)     a 4.056
5     5     Nicholas Latifi         (ARDEN MOTORSPORT)     a 10.255
6     6     Egor Orudzhev             (ARDEN MOTORSPORT)     a 14.166
7     10     Nicholas Yelloly         (LOTUS)     a 15.776
8     12     Gustav Malja             (STRAKKA RACING)     a 22.536
9     18     Aurelien Panis             (TECH 1 RACING)     a 31.772
10     25     Sean Gelael             (JAGONYA AYAM WITH CARLIN)     a 31.938
11     11     Tio Ellinas             (STRAKKA RACING)     a 34.014
12     15     Alfonso Celis Jr         (AVF)     a 34.619
13     16     Beitske Visser             (AVF)     a 39.690
14     17     Roy Nissany             (TECH 1 RACING)     a 40.105
15     40     William Bratt             (PONS RACING)     a 40.404
16     39     Philo Paz Patrick Armand     (PONS RACING)     a 50.302

Não Terminaram a corrida:

26     Tom Dillmann             (JAGONYA AYAM WITH CARLIN)     a 16 Voltas
1     Nyck de Vries             (DAMS)     a 18 Voltas
20     Bruno Bonifácio         (INTERNATIONAL DRACO RACING)     a 19 Voltas
3     Jazeman Jaafar             (FORTEC MOTORSPORTS)     a 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: Motorsport.com