Marc Marquez conquista vitória em Assen e garante a liderança do Mundial para as Férias

Moto GP

Resultado dos Três Treinos Livres:

pos Piloto Equipe Motor FP1 FP2 FP3
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’34.227 1’34.041 1’33.341
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’34.404 1’33.378 1’33.342
3 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’34.898 1’33.812 1’33.347
4 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’34.513 1’33.779 1’33.388
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’34.684 1’33.499 1’33.403
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’35.037 1’33.764 1’33.986
7 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’34.811 1’33.870 1’33.787
8 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’35.289 1’34.318 1’33.825
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’35.096 1’34.484 1’33.848
10 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’34.637 1’33.859 1’33.872
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’35.376 1’34.822 1’33.915
12 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’35.146 1’34.133 1’33.939
13 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’34.548 1’34.535 1’33.968
14 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’35.245 1’34.047 1’34.202
15 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’35.182 1’34.167 1’34.073
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’35.102 1’34.576 1’34.151
17 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’35.838 1’34.246 1’35.576
18 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’35.669 1’34.522 1’35.215
19 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’35.271 1’34.700 1’34.624
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’35.935 1’34.970 1’34.637
21 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’35.955 1’34.855 1’34.722
22 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’34.820 1’35.287 1’34.988
23 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’36.471 1’36.129 1’35.828
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’36.955 1’36.157 1’35.927

Os 10 Classificados para o Q2 automaticamente

pos Piloto Equipe Motor Tempo Treino Livre
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’33.341 FP3
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’33.342 FP3
3 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’33.347 FP3
4 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’33.388 FP3
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’33.403 FP3
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’33.764 FP2
7 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’33.787 FP3
8 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.825 FP3
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’33.848 FP3
10 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’33.859 FP2

Repescagem

pos Piloto Equipe Motor Tempo Treino Livre
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’33.915 FP3
12 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.939 FP3
13 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’33.968 FP3
14 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’34.047 FP2
15 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’34.073 FP3
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’34.151 FP3
17 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’34.246 FP2
18 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’34.522 FP2
19 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.624 FP3
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’34.637 FP3
21 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’34.722 FP3
22 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’34.820 FP1
23 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’35.828 FP3
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’35.927 FP3

Os Favoritos para a Repescagem para o Q2 eram Johann Zarco, Alex Rins e Dani Pedrosa teoricamente. Brigando por fora, O Australiano Jack Miller e o Japonês Takaaki Nakagami com a LCR Honda. A Lamentar a não participação de Franco Morbidelli que sofreu um acidente no 3ºTreino Livre e acabou diagnosticado com uma “pequena fratura” em seu terceiro metacarpo na mão esquerda. Isso impossibilitou a sua participação em Assen.

Os primeiros pilotos que saíram e marcaram tempos foram Bradley Smith, Takaaki Nakagami e Pol Espargaró. Alex Rins com sua Suzuki aos 4 minutos e 10 segundos de treino, assumiu a liderança com 1:34.130. Miller vinha em 2º, Zarco em 3º e Rabat em 4º como um candidato a surpresa para o Q2.

Na sua segunda volta, O Japonês Takaagi Nakagami mostra suas cartas e toma a segunda posição com 1:34.194, Mas isso não durou muito. Rins marcou 1:42.082 e logo em seguida Miller superou o Espanhol e assumiu a liderança.

Ao final da primeira parte do Q1 estava Classificando Jack Miller e Alex Rins. Johann Zarco, Takaaki Nakagami, Esteva Rabat, Dani Pedrosa que largaria em 16ºlugar. Realmente muito mal o piloto da Honda Repsol.

Na Parte final do Q1 Tudo isso mudou, O Malaio Hafizh Syarhin chegou a ficar com o melhor tempo, Porém a glória do piloto da Tech 3 não durou muito. Rins e Nakagami acabaram melhorando seu tempo. Zarco não conseguia melhorar seu tempo, Até que na sua última volta ele consegue tomar a ponta e levar a tech 3 para o Q2.

O Espanhol Alex Rins acabou ficando com a segunda vaga, O Japonês Takaaki Nakagami fica de fora do Q2, apesar do bom treino que ele fez. Esteve Rabat ficou bem colocado no Grid de largada com o 14ºlugar seguido de Sharyin, Miller, Redding e Dani Pedrosa que só larga em 18ºlugar. O Espanhol esta muito longe dos dias de Glória na MotoGP.

Classificação do Q1:

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.578
2 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’33.600
3 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’33.625
4 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’33.666
5 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.666
6 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’33.672
7 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.995
8 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’34.125
9 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’34.145
10 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.149
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.268
12 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’35.192
13 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’35.646

Classificação no Q2, Começou com Lorenzo fazendo o melhor tempo (11 minutos e 50 segundos para o final), Com 1:33.600 contra 1:33.745 de Johann Zarco, Marcado 40 segundos depois que o piloto da Ducati fez essa marca.

A 10 minutos do final, Marquez marcou o melhor tempo, Com 1:33.593. Porém, O treino estava longe de acabar. Danilo Petrucci com a Pramac com 1:33.530, Johann Zarco com 1:33.539 e a 9 minutos e 43 segundos do final do Q2, Alex Rins marcou 1:33.499. A Suzuki estava ficando com a Pole position.

Dai, Marc Marquez em mais uma volta rápida, Um tempo de 1:33.330. Voltou a ter a pole position nas mãos deles. Na metade da Disputa: Marquez, Rins e Petrucci formavam a primeira fila. Com Zarco, Viñales e Lorenzo. Depois vinham Crutchlow, Dovizioso, Rossi, Aleix Espargaró, Iannone e Alvaro Bautista. (Que foi uma surpresa esta no Q2 de forma direta) A Diferença entre Marquez que estava na pole position para o 8ºlugar era de apenas 385 milésimos.

Nos últimos minutos, Lorenzo e Iannone foram para a pista melhorarem seus tempos. A 2 minutos e 25 segundos, O piloto da Ducati passa a liderança com 1:33.167 e o piloto da Suzuki com 1:33.318, Assumindo os 2 primeiros lugares. Só que Marquez na sua última volta, Destroçou todo mundo e marcou 1:32.791. Para ficar definitivamente com a Pole position.

O inglês a Serviço da sua Majestade Cal Crutchlow larga em 2º com 1:32.984, Levando a LCR Honda para a primeira fila. Completando a primeira fila, O bom e velho Valentino Rossi de 39 anos com 1:32.850.

Disposto a reagir e mandar a má fase para longe, Andrea Dovizioso abre a segunda fila com Alex Rins com a Suzuki e Marevick Viñales com a Yamaha na segunda fila. Aleix Espargaró leva a Aprilla a uma impressionante 7ªposição. (Ele já foi pole position em 2014 em Assen) com Zarco e Iannone na 3ªfila.

Jorge Lorenzo que estava a 2 minutos de conquistar a pole, acabou sendo renegado para o 10ºlugar. Abrindo a quarta fila que vai ter Danilo Petrucci e Alvaro Bautista.

Grid de largada da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Holanda – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’32.791
2 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’32.832
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’32.850
4 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’32.870
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’32.933
6 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’32.984
7 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.029
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.072
9 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’33.120
10 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’33.167
11 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’33.292
12 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’34.015
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’33.625
14 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’33.666
15 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.666
16 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’33.672
17 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.995
18 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’34.125
19 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’34.145
20 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.149
21 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.268
22 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’35.192
23 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’35.646

Na largada, Marquez manteve a liderança, Mas quem chamou a atenção foi Jorge Lorenzo que largou do 10º para nas primeiras curvas já de cara assumir a segunda posição. O Gladiador do Asfalto na sua melhor fase na Ducati Foi para cima de Marc Marquez e assumiu a liderança na curva 11. Incrível a 1ªvolta de Lorenzo. Marquez que ainda tentou dar o troco em Lorenzo que se segurou na liderança.

Valentino Rossi vinha em terceiro, Com Dovizioso em 4º, Crutchlow em 5º. Já Dani Pedrosa vinha em uma lamentável 19ªposição.

Marc Marquez volta a liderança no final da 2ªvolta, Mas a disputa estava longe de acabar. Alex Rins fez a melhor volta da prova estava no primeiro pelotão, Em 6ºlugar com sua Suzuki. Na Volta seguinte, Rins passou Crutchlow passando a 5ªposição. Na mesma volta, Lorenzo recupera a liderança passando a Formiga Atômica que perderia a segunda posição para Rossi. Era sem dúvida um momento ruim que Marquez vivia na prova.

 

Andrea Dovizioso começava a aparecer na prova, Travando um duelo pelo terceiro lugar com o líder do campeonato. Relembrando os velhos tempos, Valentino Rossi partiu para a pressão em cima de Lorenzo. O outro piloto Principal da Yamaha, Marevick Viñales faz a melhor volta da prova.

Marquez que vivia um momento ruim da prova, Se recupera e retorna ao segundo lugar, Passando O Doutor, Andrea Dovizioso foi de carona e jogou Rossi para o 4ºlugar. São 8 pilotos que estavam praticamente juntos no Primeiro Bloco da prova. Além de Lorenzo, Marquez, Dovizioso e Rossi tínhamos Rins, Viñales, Crutchlow e Zarco.

Dovizioso vai para cima de Marquez. A dobradinha da Ducati era uma realidade em Assen. Enquanto isso, Rins ultrapassa Rossi, Tomando a 4ªposição. E Logo depois, O piloto da Suzuki não tomou conhecimento de Andrea Dovizioso. Ele detonou o 3ºlugar do vice-campeão de 2017. Esse quadro não duraria muito mais que 1 volta. Dovizioso recuperou o 3ºlugar a superar Rins. Enquanto que Rossi sofria a pressão em cima de Viñales.

Na 11ªVolta, Rins e Rossi ultrapassaram Dovi que caia para o 5º, Era o momento ruim do Italiano na prova. Como também era para Takaagi Nakagami que já não vinha em uma boa corrida e acabou vazando a Chicane. Resultado disso foi uma punição de 1.5 segundo acrescentados para o final da prova.

Na Volta seguinte, Rins força a barra pra cima de Marquez que quase perde o equilíbrio da moto , Acabou se Segurando e evitando a queda. Mas perdeu posição para Rins e Dovizioso. Nessa história toda era Lorenzo que estava gostando muito. Ele vinha na frente sem ser muito ameaçado de forma incisiva.

Dovizioso e Marquez superaram Rins logo depois e foram a caça de Lorenzo. A 12 voltas do final, O Estrategista deu o bote em cima do seu companheiro de equipe passando a liderança. Parecia que os pneus do Piloto Espanhol começava a dar sinais de que tinha acabado. Porém, Lorenzo continuava a tocar no mesmo ritmo de Dovi e de Marques. Tanto é que ele abriam uma distância para Viñales que vinha em 4º após superar Alex Rins. Na volta seguinte, Marquez tomava o segundo lugar ultrapassando Lorenzo, Que parecia estar se retirando da briga pelo desgaste dos pneus.

Porém, Lorenzo ainda tinha bala para Gastar. Passando Marc Marquez (Que ainda tentou revidar a ultrapassagem, Sem Sucesso) E foi para cima de Dovizioso com tudo para ganhar a liderança a 9 voltas do final.

Mas em poucas curvas, Lorenzo foi engolido pelo Dovizioso, Marquez e Viñales caindo para o 4ºlugar. Na Curva seguinte, Viñales ultrapassa Marquez e ganha o segundo lugar e depois passou Dovizioso assumindo a liderança pela primeira vez, como Marquez tomando o segundo lugar do piloto da Ducati.

Na Volta seguinte, Marc Marquez ultrapassa Marevick Viñales para assumir a liderança. O Piloto da Yamaha não desistiu e foi para a pressão em cima do piloto da Honda, Buscando a primeira vitória da fábrica em 2018.

Porém, Precisava ficar de olho no Dovizioso e no Rossi. No final da volta 21, Marquez e Viñales acabaram perdendo a curva, Dovi e Rossi se aproveitaram e passaram a frente.

Rossi queria a vitória e partiu para a briga em cima do Dovizioso, Chegando a passar para a liderança por alguns segundos. Na Volta 23, Marquez em uma grande manobra acabou passando ambos e retornando a liderança. A três voltas do final, Marquez começou a abrir vantagem. Dovizioso era pressionado pelo Rossi em busca do 2ºlugar.

Na Chicane, Rossi passou Dovizioso. O Italiano com a Ducati foi pra cima do Velho de 39 anos que acabou saindo da curva. Mas não foi Dovi que ficou com o 2ºlugar. Ele perdeu posição para Viñales e Rins caindo para o 4ºlugar, Rossi caiu para o 5ºlugar.

Na volta final, Rins foi para cima de Viñales que se segurou na segunda posição até a curva 15 quando o Piloto da Suzuki ganhou o segundo lugar. Ao final da prova Rossi passou Dovizioso que deu o troco na última perna da Chicane, A metros da linha de chegada.

Marquez conquistou sua 4ªvitória em 2018, após 2 provas sem vencer e ver Jorge Lorenzo com a Ducati crescer no campeonato. Uma grande vitória do Piloto Espanhol que sai de Assen com 41 pontos a frente do vice-líder do Campeonato.

Alex Rins com a Suzuki conquista o 2ºlugar em uma bela corrida, O pódio foi completado por Marevick Viñales, Que acabou fechando o pódio todo espanhol com sua Yamaha.

Andrea Dovizioso que poderia ter vencido a prova, Teve uma grande atuação ficando em 4ºlugar, Igualmente o que aconteceu com Valentino Rossi que tem nesse circuito o seu ápice de desempenhos nos últimos anos.

Cal Crutchlow acabou ficando a frente de Jorge Lorenzo em 6ºlugar. Depois de 2 importantes vitórias, Dessa vez o Gladiador do Asfalto ficou muito longe de um bom resultado. Johann Zarco com a Tech 3 de 2016 (Que começa a dar claros sinais de que esta ultrapassada) Acabou em 8ºlugar. Completando os 10 primeiros lugares: O Excelente Álvaro Bautista com a Ducati de 2017 da equipe de Angel Nieto em 9ºlugar e Andrea Iannone que decepcionou com o 10ºlugar.

Jack Miller com a Pramac que sobrou, Os irmãos Espargaró (Pol em 12º e Aleix em 13º), Scott Redding mostrando algum resultado com a Aprilla e Fechando de forma melancólica esse final de semana o Espanhol Dani Pedrosa, Com uma Honda de 2018 da equipe Principal ter feito apenas 1 ponto. Não só isso como ter um final de semana tão horrível como esse.

Nesse final de semana teremos o GP da Alemanha, No Circuito de Sachsenring na Alemanha. No dia da final da Copa do Mundo. Marquez já esta com a liderança do campeonato garantido para as férias. Mas a disputa vai ser para ser “Quem vai derrotar Marc Marquez no circuito Alemão?” O Espanhol desde de 2010 ele não sabe outro resultado a não ser a vitória.

Resultado Final da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Holanda – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 41’13.863
2 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 2.269
3 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 2.308
4 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 2.422
5 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 2.963
6 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 3.876
7 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 4.462
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 7.001
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 7.541
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 13.056
11 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 14.255
12 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 15.876
13 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 15.986
14 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 16.019
15 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 16.043
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 16.416
17 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 29.073
18 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 33.824
19 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 34.037
20 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 47.853
9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 9 Voltas
10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 9 Voltas
17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 15 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Jorge Martin domina Final de semana em Assen. Conquista a vitória e toma a liderança do campeonato

Em Assen tivemos um domínio total do espanhol Jorge Martin, Que fez barba, cabelo e Bigode ao vencer o GP da Holanda.

Na Classificação do Sábado começou com o Italiano Nicolo Bulega em primeiro lugar com 1:43.112, Seguido de Ayumi Sasaki da Petronas, Albert Arenas, Gabriel Rodrigo e Tatsuki Suzuki nas 5 primeiras posições. Depois da sua 1ªVolta Rápida. O Vencedor do GP da França (Albert Arenas) caiu na curva 9 após passar reto.

Dai veio Jorge Martin e acabou com a festa do restante do pelotão, passando para a liderança do treino com Tony Arbolino em 2º deixando Bulega para a 3ªposição. Quem vinha decepcionando era Enea Bastianini que vinha apenas em 14ºlugar.

A 24 minutos para o final, Bezzecchi aparece e marca o terceiro tempo. Na Volta seguinte Canet e Bezzecchi tentaram melhorar os tempos rumo a liderança. O piloto da Estrella Galícia conseguiu superar Martin e assumiu a liderança, com 1:42.562, Lorenzo Dalla Porta surpreendeu marcando o segundo tempo. Martin caiu para 3º e Bezzecchi para o 4ºlugar.

Esse Quadro mudou em poucos segundos. Martin marcou 1:42.528 e a 18 minutos do final o espanhol retomou a pole position.

Depois disso, Uns 7 a 8 pilotos passaram reto na curva 9, Entre eles o Italiano Enea Bastianini que lutava para melhorar seu tempo. Minutos depois, Bastianini faz uma grande volta e toma a liderança de Jorge Martin com 1:42.349 contra 1:42.443 do piloto da Gresini.

Na mesma curva 9, Tony Arbolino caiu. Essa curva trouxe vários problemas para os pilotos na classificação. A 10 minutos do final, apenas Albert Arenas estava na pista, Tentando melhorar da 22ªposição. A 5 minutos do final todos foram para a pista.

Bastianini tinha a pole até quando Jorge Martin a 1 minuto e 20 segundos do Final acabou fazendo 1:42.039 e conquistou a pole position em Assen. Enea Bastianini larga em segundo lugar e Nicolo Bulega na sua última volta superou Aron Canet que acabou caindo na sua última tentativa de volta. O Piloto da equipe de Valentino Rossi completaria a primeira fila.

Canet é jogado para a segunda fila, Que terá Lorenzo Dalla Porta com a outra moto da Leopard e para John McPhee que acabou subindo de maneira impressionante no final, do 18º para a 6ªposição. Fabio di Giannantonio da Gresini, Marco Bezzecchi da Pruster GP, Marcos Ramirez da Dubai e Gabriel Rodrigo da RBA completam os 10 primeiros colocados.

Grid de largada da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Holanda – Moto 3

pos Piloto Equipe Motor Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.039
2 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’42.349
3 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’42.445
4 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’42.562
5 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’42.594
6 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’42.595
7 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.749
8 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’42.764
9 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’42.811
10 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’42.933
11 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’43.091
12 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’43.117
13 11 Livio Loi Reale Avintia Academy 77 KTM 1’43.193
14 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’43.212
15 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’43.275
16 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’43.390
17 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’43.452
18 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’43.527
19 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’43.083
20 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’43.746
21 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’43.894
22 32 Ai Ogura Asia Talent Team Honda 1’43.938
23 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’43.030
24 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’44.271
25 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM 1’44.616
26 18 Ryan van de Lagemaat Lamotec Lagemaat Racing KTM 1’45.879
27 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’43.124
28 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’43.268
29 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’43.290
30 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’43.067

Na prova do Domingo, Confirmou o domínio para o piloto da Gresini

Na largada, Jorge Martin largou muitíssimo bem disparando na liderança, Com Enea Bastianini e Lorenzo Dalla Porta logo a seguir. Aron Canet que começou fora dos 5 primeiros colocados, Na curva 9 já vinha em 5ºlugar.

Marco Bezzecchi passou Dalla Porta no final da primeira volta e assume o 3ºlugar. Canet foi o próximo a deixar Dalla Porta para trás, Sendo pressionado pelo John McPhee e Fabio di Giannantonio.

Bazzecchi no final da segunda volta vinha na segunda posição. Um começo fulminante do piloto da PruestelGP.

Na frente, Jorge Martin com seus 8 décimos a frente, Tentou evitar que o grupo fosse formado. Funcionou até a 5ªVolta, Quando Canet passou para o segundo lugar e foi para cima do piloto espanhol. A Partir dai, Começou a se formar um Grupo com Martin, Canet, Bezzecchi, Bastianini e McPhee começaram a disputar a vitória.

Canet no final da volta assumiu a liderança, Com direito a melhor volta da prova 1:42.007. No segundo pelotão vinham brigando: O jovem Jamie Masla, Fabio di Giannantonio, Marcos Ramirez, Lorenzo Dalla Porta, Darryn Binder e Nicoló Bulega. Alonso Lopes foi punido por vazar uma chicane em 1.5 segundos acrescidos no tempo.

No final da 8ªVolta, Marco Bezzecchi passa a liderar a prova, Com John McPhee assumindo o 2º e Jorge Martin caindo ara o 3ºlugar. O piloto da Gresini acabou dando uma bela volta por cima e na Curva 5 retornou a liderança passando por McPhee e Bezzecchi. Essa liderança duraria algumas curvas, Bezzecchi tratou de voltar a liderança ao final da volta.

Na 10ªVolta, Bezzecchi erra e Martin volta a liderança. As punições por corte de chicane continuaram, Niccolò Antonelli foi punido com 1.7 segundos e depois, Mais dois pilotos punidos: Dennis Foggia com 2 segundos e Marcos Ramirez com 1.3 segundos.

O Escocês John McPhee passou a liderança, Na curva seguinte. Na entrada da 13ªVolta Martin voltou a liderança.

O piloto da CIP estava disposto a vencer sua primeira corrida do ano. Passou do 4ºlugar para a liderança novamente. Porém, Mas uma reviravolta aconteceu. Na Volta seguinte, Martin e Bastianini ultrapassaram McPhee passando aos 2 primeiros lugares. Phillip Oettl foi punido em 1.8 segundos por cortar a chicane. (Quinto piloto a fazer isso)

Um grande número de pilotos brigavam pelo 6ºlugar, que estava nas mãos de Fabio di Giannatonio , Que vinha a frente de Kornfeil, Binder, Gabriel Rodrigo que vinha fazendo uma prova discreta, Jaume Masla, Lorenzo Dalla Porta, Bulega e Ramirez.

Por muito pouco, O Irmão de Brad Binder, Darryn não conseguia uma grande ultrapassagem sobre di Giannantonio. Seria uma linda manobra que levaria o Sul-Africano ao 6ºlugar.

Na volta 18, Bezzecchi voltaria a liderança da prova com Canet, Bastianini, Martin e McPhee bem perto do piloto Italiano. Nada estava definido a 4 voltas do final.

Canet chegou a assumir a liderança por algumas curvas, Quando o Bezzecchi voltou a ponta. A 3 voltas do final, Jorge Martin voltou a liderança e começou a abrir diferença para o Canet e Bastianini que brigavam pelo 2ºlugar. Bezzecchi e McPhee disputavam o 4ºlugar.

A 1 volta e meia, John McPhee que vinha para a sua melhor corrida na temporada acabou caindo. Na volta final, Bezzecchi acabou caindo na curva 10.

Jorge Martin leva a vitória em um final de semana perfeito, Enquanto que Aron Canet na última curva, conseguiu ultrapassar Bastianini para chegar no 2ºlugar, Um resultado muito bom para um piloto que estava em uma fase não muito boa. Bastianini completou o pódio.

Jaume Masla conquistou seu melhor resultado na Moto 3 com o 4ºlugar. Jakub Kornfeil e Lorenzo Dalla Porta completaram os 6 primeiros colocados. Darryn Binder fez sua melhor prova na temporada com o 7ºlugar. Gabriel Rodrigo fez uma corrida discreta após o pódio na Catalunha em 8º, A frente de Fabio di Giannantonio que aproveitou muito pouco do fato de Bezzecchi ter caido na Volta final, apenas 7 pontos que o piloto da Gresini levou com o 9ºlugar. Marcos Ramirez, completou os Top 10.

Resultado final da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Holanda – Moto 3

pos Piloto Equipe Motor Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 37’56.485
2 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 0.665
3 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 0.718
4 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 10.842
5 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 10.953
6 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 11.321
7 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 11.343
8 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 11.737
9 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 11.756
10 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 11.766
11 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM a 11.777
12 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 15.973
13 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 23.283
14 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM a 23.767
15 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 23.827
16 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 23.850
17 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 24.040
18 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 25.802
19 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 27.097
20 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 27.196
21 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 27.260
22 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 27.403
23 32 Ai Ogura Asia Talent Team Honda a 27.644
24 11 Livio Loi Reale Avintia Academy 77 KTM a 28.039
25 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 30.519
26 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 34.938
27 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM a 52.070
28 18 Ryan van de Lagemaat Lamotec Lagemaat Racing KTM a 1 Volta
12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 1 Volta
17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 2 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Dakar 2018, Na Categoria Caminhões: Russos levam o campeonato para a Kamaz

Nos Caminhões, Sem qualquer susto para o trio Russo formado por Eduard Nikolaev, Evgeny Yakovlev e Vladimir Rybakov, Levando a Kamaz para mais um campeonato no Dakar. O 4ºlugar no último estágio a 4 minutos e 17 segundos atrás dos vencedores do Estágio O trio formado Holandês Ton Von Genugten, Bernard Der Kinderen e do Mecânico Peter Willemsen da Iveco levou a vitória, Com 1 hora, 39 minutos e 47 segundos.

Em segundo lugar na Geral foi o Trio da Equipe Maz, Formado por Siarhei Viazovich, Pavel Haranin e Andrei Zhyhulin. Um resultado inédito para a marca. Mesmo com a desvantagem de 3 Horas, 57 minutos e 17 segundos. E o pódio na categoria geral ficou com os Russos Airat Mardeev, Aydar Belyaev e Dmitriy Svistunov com a Kamaz, com mais de 5 horas e 20 minutos atrás dos Campeões.

O melhor Iveco ficou com o Cazaque Artur Ardavichus, Completando os 5 primeiros colocados chegou o Martin Macik (2ºlugar no Estágio), Com o Caminhão da Liaz. Uma surpresa já que não é um caminhão que esta entre os favoritos.

Apesar do título da Kamaz, Dá para se falar em um equilibrio de Forças na Categoria, Com um pelotão de frente que é composto de Kamaz e Iveco. Com Tatra, Renault e MAZ logo a seguir e Hiro, Liaz e Scania formando um 3ºpelotão. Eduard Nikolaev chegou ao seu 4ºcampeonato do Dakar.

Classificação final da 14ªEtapa do Dakar 2018
Categoria Caminhões – Córdoba

Pos. Piloto Caminhões Tempo
1 509 Ton Von Genugten (Holanda) POWERSTAR IVECO 01H 39′ 47”
Bernard Der Kinderen (Holanda)
Peter Willemsen (Bélgica)
2 510 Martin Macik (República Tcheca) LIAZ 111.154 + 00H 00′ 11”
Frantisek Tomasek (República Tcheca)
Michal Mrkva (República Tcheca)
3 502 Dmitry Sotnikov (Rússia) 4326 KAMAZ + 00H 03′ 35”
Ruslan Akhmadeev (Rússia)
I. Mustafin (Rússia)
4 500 Eduard Nikolaev (Rússia) 4326 KAMAZ + 00H 04′ 17”
Evgeny Yakovlev (Rússia)
Vladimir Rybakov (Rússia)
5 517 Gert Huzink (Holanda) Renault K520 + 00H 04′ 55”
Rob Buursen (Holanda)
Martin Roesink (Holanda)
6 507 Airat Mardeev (Rússia) 4326 KAMAZ + 00H 05′ 46”
Aydar Belyaev (Rússia)
Dmitriy Svistunov (Rússia)
7 508 Artur Ardavichus (Cazaquistão) POWERSTAR IVECO + 00H 06′ 02”
Michel Huisman (Holanda)
Serge Bruynkens (Bélgica)
8 512 Siarhei Viazovich (Bielorussia) 5309RR MAZ + 00H 07′ 35”
Pavel Haranin (Bielorussia)
Andrei Zhyhulin (Bielorussia)
9 503 Aleksandr Vasilevski (Bielorússia) 5309RR MAZ + 00H 12′ 33”
Dzmitry Vikhrenko (Bielorussia)
Anton Zaparoshchanka (Bielorussia)
10 511 Terohito Sugawara (Japão) HINO 500 Series + 00H 14′ 45”
Mitsugu Takahashi (Japão)
11 528 Aviv Kadshai (Israel) DAF CF85MX510 + 00H 15′ 02”
Ishar Armony (Malásia)
Maoz Vilder (Israel)
12 530 Mathias Behringer (Alemanha) MAN SX + 00H 15′ 26”
Stefan Henken (Alemanha)
Marco Moreiras (Portugal)
13 518 Aliaksei Vishneuski (Bielorussia) 5309RR MAZ + 00H 15′ 28”
Maksim Novikau (Bielorussia)
Andrei Neviarovich (Bielorussia)
14 532 Martin Soltys (República Tcheca) TATRA BUGGYRA RACING + 00H 17′ 02”
Josef Kalina (República Tcheca)
Tomas Sikola (República Tcheca)
15 516 Maurik Van Der Heuvel (Holanda) SCANIA Torpedo + 00H 18′ 20”
Wilko Van Oort (Holanda)
Martijn Van Rooij (Holanda)
16 522 Rafael Tibau Maynou (Espanha) MERCEDES AXOR + 00H 22′ 27”
Pep Sabate (Espanha)
Rafael Tibau Roura (Espanha)
17 523 Dave Ingels (Bélgica) RTS RACING + 00H 22′ 31”
Michal Wrzos (Poland)
Kurt Keysers (Bélgica)
18 514 Steven Rotsaert (Bélgica) MAN TGA 26.480 + 00H 26′ 41”
Charly Gotlib (Belgica)
Jan Van Der Vaet (Bélgica)
19 505 Martin Kolomy (República Tcheca) Tatra Phoenix + 04H 23′ 45”
Jiri Stross (República Tcheca)
Rostislav Plny (República Tcheca)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Carlos Sainz confirma o campeonato com vitória do Estágio de Giniel de Villiers

Na última etapa do Dakar 2018 em Córdoba, Na categoria Carros a disputa ficou com os pilotos da Toyota, Enquanto que Carlos Sainz faria uma prova cuidadosa para confirmar o campeonato.

No primeiro setor a Liderança era o vice-líder da Geral Nasser Al-Attiyah que teria de tirar 46 minutos para tirar o título das mãos do Sainz, Assumiu a liderança. Tendo 20 segundos de vantagem para o Argentino Lucio Alvarez. Em terceiro lugar vinha o piloto Giniel de Villiers com 48 segundos. O primeiro Pegueot vinha na 4ªposição com o Francês Stephan Peterhansel a 1 minuto e 9 segundos do líder e Martin Prokop com o Ford completava os 5 primeiros lugares.

Sebastian Halpern, Peter van Merksteijn e Jakub Pryzgonski  disputavam o 6ºlugar com 3 segundos entre os 3 pilotos. Carlos Sainz vinha tranquilo em 10ºlugar, a 2 minutos e 17 segundos do primeiro colocado. 12 segundos atrás de Boris Garafulic.

No segundo setor, A liderança troca de mãos e passa para o Sul-Africano Giniel de Villiers, Que abriu 9 segundos de diferença para Lucio Alvarez, Que queria dar a Argentina a vitória no último estágio do Dakar 2018. Nasser Al-Attiyah caiu para o 3ºlugar, 5segundo atrás de Alvarez e 11 a frente de Stephan Peterhansel com o Pegueot em 4º. Qualquer um deles poderia ganhar esse último estágio.

Peter van Merksteijn ganhou as posições de Halpern e de Prokop e assumiu o 5ºlugar. 1 minuto e 9 segundos da liderança. Prokop, Przygonski, Halpern, Carlos Sainz e Al Qassimi completavam os 10 primeiros colocados.

No final. A última vitória em estágio ficou mesmo com Giniel de Villiers da Toyota, Uma vitória até de certo modo tranquila, Com 40 segundos a frente do Francês Stephan Peterhansel que passou a frente de Nasser Al-Attiyah por 1 segundo apenas! E dessa forma ficando com o 2ºlugar. Furando a trinca de pilotos da Toyota que ainda fica com o 4ºlugar para o Argentino Lucio Alvarez.

Peter van Merksteijn em um belo último estágio ficou em 5ºlugar, Seu melhor resultado no Dakar de 2018. Jakub Pryzgonski, Martin Prokop e Sebastian Halpern chegaram perto do piloto Holandês.

Carlos Sainz garantiu seu segundo campeonato no Dakar. Após terminar em 9ºlugar, A Dupla formada pelo piloto Sainz e pelo copiloto Lucas Cruz repetem o feito da Temporada de 2010. Título esse foi decidido praticamente quando Peterhansel acabou perdendo 1 hora no estágio anterior. Coube ao Espanhol apenas administrar sua grande vantagem para Nasser Al-Attiyah que levou o vice-campeonato e Giniel de Villiers que completa o pódio, Ambos com o carro da Toyota que poderia até ter disputado o campeonato do Dakar, Mas o domínio da Pegueot no começo impossibilitou de se ter essa disputa mais evidente.

Stephan Peterhansel acabou em 4ºlugar na classificação geral e salvando a honra da Mini em 2018 Jakub Pryzgonski conquistou o 5ºlugar. Sendo esse o melhor piloto da marca Inglesa nesse Dakar.

Classificação final da 14ªEtapa do Dakar 2018
Categoria Carros – Córdoba

Pos. Piloto Carros Tempo
1 304 Giniel de Villiers (África do Sul) HILUX TOYOTA 01H 26′ 29”
Dirk Von Zitzewitz (Alemanha)
2 300 Stephane Peterhansel (França) 3008 DKR PEUGEOT + 00H 00′ 40”
Jean Paul Cottrer (França)
3 301 Nasser Al-Attiyah (Qatar) HILUX TOYOTA + 00H 00′ 41”
Matthieu Baumel (França)
4 318 Lucio Alvarez (Argentina) HILUX TOYOTA + 00H 00′ 43”
Robert Howie (África do Sul)
5 334 Peter Van Merksteijn (Holanda) HILUX TOYOTA + 00H 02′ 06”
Maciel Marton (Polônia)
6 312 Jakub Przygonski (Polônia) JOHN COOPER WORKS RALLY MINI + 00H 02′ 11”
Tom Colsoul (Bélgica)
7 311 Martin Prokop (República Tcheca) F150 EVO FORD + 00H 02′ 13”
Jan Tomanek (República Tcheca)
8 331 Sebastian Halpern (Argentina) TOYOTA Hilux + 00H 02′ 25”
Edu Pulenta (Argentina)
9 303 Carlos Sainz (Espanha) 3008 DKR PEUGEOT + 00H 03′ 19”
Lucas Cruz (Espanha)
10 319 Sheikh Khalid Al Qassimi (EAU) PEUGEOT 3008 DKR MAXI + 00H 03′ 37”
Xavier Panseri (França)
11 326 Alejandro Miguel Yacopini (Argentina) TOYOTA Hilux + 00H 05′ 10”
Marco Scopinaro (Argentina)
12 317 Boris Garafulic (Chile) ALL4 RACING MINI + 00H 05′ 39”
Filipe Palmeiro (Portugal)
13 308 Cyril Despres (França) HILUX TOYOTA + 00H 06′ 37”
David Castera (França)
14 349 Vaidotas Zala (Lituânia) TOYOTA Hilux + 00H 07′ 48”
Saulius Jurgelenas (Lituania)
15 305 Mikko Hirvonen (Finlândia) JOHN COOPER WORKS RALLY MINI + 00H 08′ 07”
Andreas Schulz (Alemanha)
16 307 Orlando Terranova (Argentina) JOHN COOPER WORKS RALLY MINI + 00H 09′ 06”
Bernardo Graue (Argentina)
17 321 Antanas Juknevicius (Lituania) HILUX TOYOTA + 00H 09′ 43”
Darius Vaiciulis (Lituania)
18 365 Erik Wevers (Holanda) BX7 BORGWARD + 00H 11′ 41”
Antono Van Limpt (Holanda)
19 340 Tomas Ourednicek (República Tcheca) SOUTH RACING + 00H 13′ 20”
David Kripal (República Tcheca)
20 343 Jurgen Schroeder (Alemanha) Toyota + 00H 13′ 49”
Maximilian Schroeder (Alemanha)
21 366 Martin Maldonado (Argentina) MERCEDES PROTOTIPO COLCAR + 00H 16′ 21”
Sebastian Scholz Vergnolle (Argentina)
22 330 Jerome Pelichet (França) TOYOTA OVERDRIVE + 00H 16′ 23”
Eugenie Decre (Suíça)
23 327 Marco Bulacia (Bolívia) Ford Ranger + 00H 17′ 44”
Engenio Arrieta (Argentina)
24 344 Jose Antonio Blangino (Argentina) RAPIDO RASTROJERO + 00H 18′ 45”
Fernando Matias Acosta (Argentina)
25 353 Hennie De Klerk (África do Sul) VOLKSWAGEN Amarok + 00H 19′ 49”
Gerhardt Schutter (África do Sul)
26 360 Yves Tartarin (França) BMW OX6 + 00H 20′ 35”
Jerome Meunier (França)
27 323 Benediktas Vanagas (Lituania) TOYOTA Hilux + 00H 22′ 22”
Rozwadowski Sebastian (Polônia)
28 337 Akira Miura (Japão) TOYOTA VDJ200 + 00H 23′ 17”
Laurent Lichtleuchter (França)
29 336 Isidre Esteve (Espanha) SPRINGBOK MD SODICARS + 00H 23′ 57”
Txema Villalobos (Espanha)
30 347 Tim Coronel (Holanda) JEFFERIES DAKAR RALLY + 00H 25′ 02”
Tom Coronel (Holanda)
31 333 Maik Willems (Holanda) TOYOTA Hilux + 00H 28′ 15”
Robert van Pelt (Holanda)
32 355 Oscar Fuerter Aldanondo (Espanha) SSANGYONG Tivoli + 00H 29′ 39”
Diego Vallejo (Espanha)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar 2018 – Estágio 13 – Nos Caminhões Nikolaev ganha e Argentinos abandonam com problemas mecânicos. Kamaz com o título sacramentado!

A Disputa pelos Caminhões que tinha tudo para ser a mais disputada no Dakar 2018 acabou tendo nessa etapa sua definição do campeonato. Com a quebra do Caminhão de Federico Villagra. O Caminho para o trio Russo formado por Eduard Nikolaev, Evgeny Yakovlev e Vladimir Rybakov para não só vencer a especial como pra confirmar o título nos caminhões. Mais um campeonato para os Russos da Kamaz, Que venceram em 2015, 2017 e nesse ano eles conquistam o Bicampeonato.

50 segundos depois terminaram outro trio russo da Kamaz, Liderado por Airat Mardeev com o copiloto Aydar Belyaev e o mecânico Dmitriy Svistunov. Em terceiro lugar ficou com o Tcheco Martin Kolomy com o Caminhão da Tatra, 6 minutos e 6 segundos dos vencedores. O Trio Bielorusso Siarhei Viazovich, Pavel Haranin e Andrei Zhyhulin ficaram a 27 minutos e 45 segundos, Ficando no 4ºlugar na especial, Mas isso não era o mais importante. Os trio da Mas praticamente garante um importante vice-campeonato do Dakar, Com 3 horas, 53 segundos e 59 segundos dos russos. Em terceiro lugar da Geral esta com o Russo Airat Mardeev, com 5 horas, 21 minutos e 5 segundos de distância para o líder.

Dmitri Sotnikov foi o 5ºcolocado com o Kamaz. O Estágio foi terrível para os caminhões da Iveco que tiveram apenas no Arturo Ardavichus como seu melhor piloto. Em 9ºlugar a 1 hora e 12 segundos dos vencedores, O Cazaque vem em 4ºlugar na geral. Ton van Genugten com seu Iveco fez uma prova bem ruim e caiu para o 9ºlugar na classificação geral. Os Japoneses Terumiro Sugawara e Mitsugu Takahashi que ficaram em 6º no Estagio se deram muito bem e subiram para o 5ºlugar na Classificação Geral.

É de se lamentar mesmo o abandono dos Argentinos, Não só porque seria algo incrível para eles como para a competição que vinha se desenvolvendo em uma grande Briga no final entre esses dois pilotos. Com o que aconteceu o Campeonato esta praticamente sacramentado na mãos de Nikolaev e da competente equipe da Kamaz.

Resultado Final da 13ªEtapa do Dakar 2018
De San Juan a Córdoba – Categoria Caminhões

Pos. Piloto Carros Tempo
1 500 Eduard Nikolaev (Rússia) 4326 KAMAZ 05h 59′ 02”
Evgeny Yakovlev (Rússia)
Vladimir Rybakov (Rússia)
2 507 Airat Mardeev (Rússia) 4326 KAMAZ + 00h 00′ 50”
Aydar Belyaev (Rússia)
Dmitriy Svistunov (Rússia)
3 505 Martin Kolomy (República Tcheca) Tatra Phoenix + 00h 06′ 06”
Jiri Stross (República Tcheca)
Rostislav Plny (República Tcheca)
4 512 Siarhei Viazovich (Bielorussia) 5309RR MAZ + 00h 27′ 45”
Pavel Haranin (Bielorussia)
Andrei Zhyhulin (Bielorussia)
5 502 Dmitry Sotnikov (Rússia) 4326 KAMAZ + 00h 32′ 54”
Ruslan Akhmadeev (Rússia)
I. Mustafin (Rússia)
6 511 Terohito Sugawara (Japão) HINO 500 Series + 00h 39′ 16”
Mitsugu Takahashi (Japão)
7 510 Martin Macik (República Tcheca) LIAZ 111.154 + 00h 52′ 30”
Frantisek Tomasek (República Tcheca)
Michal Mrkva (República Tcheca)
8 532 Martin Soltys (República Tcheca) TATRA BUGGYRA RACING + 00h 57′ 50”
Josef Kalina (República Tcheca)
Tomas Sikola (República Tcheca)
9 508 Artur Ardavichus (Cazaquistão) POWERSTAR IVECO + 01h 00′ 12”
Michel Huisman (Holanda)
Serge Bruynkens (Bélgica)
10 518 Aliaksei Vishneuski (Bielorussia) 5309RR MAZ + 01h 20′ 08”
Maksim Novikau (Bielorussia)
Andrei Neviarovich (Bielorussia)
11 516 Maurik Van Der Heuvel (Holanda) SCANIA Torpedo + 01h 22′ 21”
Wilko Van Oort (Holanda)
Martijn Van Rooij (Holanda)
12 503 Aleksandr Vasilevski (Bielorússia) 5309RR MAZ + 01h 27′ 00”
Dzmitry Vikhrenko (Bielorussia)
Anton Zaparoshchanka (Bielorussia)
13 517 Gert Huzink (Holanda) Renault K520 + 01h 34′ 53”
Rob Buursen (Holanda)
Martin Roesink (Holanda)
14 530 Mathias Behringer (Alemanha) MAN SX + 01h 41′ 42”
Stefan Henken (Alemanha)
Marco Moreiras (Portugal)

Classificação Geral

Pos. Piloto Carros Tempo
1 500 Eduard Nikolaev (Rússia) 4326 KAMAZ 53h 13′ 33”
Evgeny Yakovlev (Rússia)
Vladimir Rybakov (Rússia)
2 512 Siarhei Viazovich (Bielorussia) 5309RR MAZ + 03h 53′ 59”
Pavel Haranin (Bielorussia)
Andrei Zhyhulin (Bielorussia)
3 507 Airat Mardeev (Rússia) 4326 KAMAZ + 05h 21′ 05”
Aydar Belyaev (Rússia)
Dmitriy Svistunov (Rússia)
4 508 Artur Ardavichus (Cazaquistão) POWERSTAR IVECO + 06h 36′ 37”
Michel Huisman (Holanda)
Serge Bruynkens (Bélgica)
5 511 Terohito Sugawara (Japão) HINO 500 Series + 07h 59′ 48”
Mitsugu Takahashi (Japão)
6 510 Martin Macik (República Tcheca) LIAZ 111.154 + 08h 02′ 51”
Frantisek Tomasek (República Tcheca)
Michal Mrkva (República Tcheca)
7 505 Martin Kolomy (República Tcheca) Tatra Phoenix + 09h 01′ 18”
Jiri Stross (República Tcheca)
Rostislav Plny (República Tcheca)
8 517 Gert Huzink (Holanda) Renault K520 + 09h 18′ 45”
Rob Buursen (Holanda)
Martin Roesink (Holanda)
9 509 Ton Von Genugten (Holanda) POWERSTAR IVECO + 09h 29′ 11”
Bernard Der Kinderen (Holanda)
Peter Willemsen (Bélgica)
10 516 Maurik Van Der Heuvel (Holanda) SCANIA Torpedo + 09h 41′ 02”
Wilko Van Oort (Holanda)
Martijn Van Rooij (Holanda)
11 502 Dmitry Sotnikov (Rússia) 4326 KAMAZ + 10h 04′ 29”
Ruslan Akhmadeev (Rússia)
I. Mustafin (Rússia)
12 532 Martin Soltys (República Tcheca) TATRA BUGGYRA RACING + 21h 44′ 54”
Josef Kalina (República Tcheca)
Tomas Sikola (República Tcheca)
13 503 Aleksandr Vasilevski (Bielorússia) 5309RR MAZ + 25h 55′ 42”
Dzmitry Vikhrenko (Bielorussia)
Anton Zaparoshchanka (Bielorussia)
14 518 Aliaksei Vishneuski (Bielorussia) 5309RR MAZ + 42h 51′ 04”
Maksim Novikau (Bielorussia)
Andrei Neviarovich (Bielorussia)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar