Dixon supera domínio da Penske e vence no Texas e passa a liderar do campeonato

Mais uma vez, Scott Dixon conquista uma vitória na Formula Indy. Contra toda a logica e  Contra um imenso favoritismo dos pilotos da Penske, O neozelandês venceu os 600 km do Texas realizado na tarde-noite no Oval do Texas.

O trio da Penske largou bem, Com a Liderança de Newgarden e Pagenaud logo atrás abrindo muito do Will Power que ficou para Wickens, Kannan e Rossi. Na Volta 7, Um incidente perigoso com o Brasileiro Matheus Leist que teve de pular fora do carro em Chamas após a quebra do motor. O Carro da Foyt ficou totalmente destruído. Bandeira amarela, Pilotos de trás como Ed Jones, Spencer Pigot, Graham Rahal e Max Chilton mudaram a tática de paradas nos boxes.

8 Voltas depois tivemos uma nova relargada, Com Newgarden e Pagenaud disparando na ponta. Na volta 22, Dixon passou Kannan assumindo a 6ªPosição. Duas voltas depois Rossi passou Wickens assumindo na 4ªposição.

Na volta 28, Tony Kannan vai para os boxes com problemas na suspensão devido a um toque do piloto Brasileiro no Muro. Não foi o final de semana dos pilotos da Foyt, Kannan voltou a prova. Porém ele abandona a prova depois de algumas voltas, Seu carro não tinha a menor condição de continuar.

Alexander Rossi partiu para cima de Will Power. Na volta 44, O piloto da Andretti consegue a ultrapassagem passando ao 3ºlugar. Mais atrás o Inglês Max Chilton acabou arrumando uma confusão para a metade do Grid, Nisso Zack Veach e Ryan Hunter-Reay foram os pilotos que se deram bem, Já Scott Dixon levou a pior e perdeu 2 posições.

Na Volta 58, Wickens passou Power conquistando o 4ºlugar.

Dos líderes o primeiro a parar foi Josef Newgarden na volta 61. Os pilotos da Chevrolet pararam umas 5 voltas antes dos pilotos da Honda que pareciam consumir menos do que os motores Norte-Americanos.

Na volta 75, Pagenaud era o líder comandando o time da Penske nas 3 primeiras posições. Newgarden e Power vinham a seguir. Wickens e Dixon completavam os 5 primeiros colocados. Enquanto isso a Corrida de Gabby Chaves estava bem problemática, Com 4 voltas atrás ele vai para mais uma parada nos boxes.

Na volta 84, O Canadense Robert Wickens passa Will Power e vai para o terceiro lugar, duas voltas depois ele janta Newgarden e depois chega no Pagenaud passa e assume a liderança da prova em menos de 10 voltas. Enquanto isso o Norte-Americano Zach Veach encosta no muro, Quebra sua suspensão e vai para os boxes consertar seu problema. Quem vinha subindo também era Scott Dixon na pressão em cima de Pagenaud.

Os pneus estavam criando bolhas e ficando de uma forma bizarramente radiados, principalmente no carro do piloto da equipe Penske. Não só Dixon passou como também Alexander Rossi passou o piloto Francês da Penske que teve de ir para os boxes.

Durante a segunda rodada de paradas nos boxes, Marco Andretti tem problemas de embreagem e perdeu 4 voltas em relação aos lideres. Pagenaud fez a parada na volta 120. O estado dos pneus do piloto da Penske era lastimável.

Scott Dixon assumiu a liderança após as paradas, 4 segundos a frente de Robert Wickens, Newgarden era o 3º seguido de Newgarden, Bourdais e Rossi. Em poucas voltas o Norte-americano Alexander Rossi evoluiu muito na corrida e já estava em 3ºlugar.

Na Volta 171, Robert Wickens e Ed Carpenter se chocaram e ambos foram para o muro provocando mais uma bandeira amarela em todo o circuito. Todos os pilotos que estava na mesma volta do líder foram para os boxes, Aonde Alexander Rossi teve problemas e acabou se atrasando com os problemas na mangueira de combustível que não conseguia reabastecer o carro 27. Esse problema foi rapidamente resolvido e o Norte-americano voltou a prova sem grandes prejuízos.

Dixon começou a dominar a prova a partir dai, Hinchcliffe, Pagenaud, Hunter-Reay e Power vinham logo atrás tentar superar o neozelandês. A 43 voltas do final. Will Power e Zachary Claman de Melo sofrem um acidente provocando a última bandeira amarela da prova.

Isso foi muito bom para Scott Dixon que além de liderar a prova acabou vendo o líder do campeonato no muro. O piloto da Chip Ganassi não teve adversários para detê-lo. Era a segunda vitória do piloto da Chip Ganassi depois de uma corrida que se imaginava um domínio da Penske nas 3 primeiras posições e que terminou apenas com Simon Pagenaud em 2ºlugar. E Josef Newgarden ficou apenas em 13ºlugar após fazer uma parada extra que comprometeu sua corrida.

Alexander Rossi completou o pódio com o carro da Andretti. James Hinchcliffe com o carro da Schmidt e Ryan Hunter-Reay com a Andretti fecharam as 5 primeiras posições.

Graham Rahal e Takuma Sato levaram os carros da Rahal para o 6º e 7ºlugar, Sebastian Bourdais ficou em 8º, Ed Jones que chegou a ficar voltas atrás do líder chegou em 9º e Charlie Kimball levou a Carlin de novo ao Top 10.

Daqui a duas semanas teremos a 10ªEtapa no Circuito de Road America em Elhkart Lake. Começando a segunda metade de temporada.

Resultado final da 9ªEtapa do Mundial de Formula Indy
600Km do Texas

pos Pilotos Equipe Chassis/Motor Voltas Tempo
1 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 248 2h 00:53.2155
2 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 248 a 4.2943
3 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 248 a 4.5670
4 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 248 a 5.0869
5 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 248 a 6.7301
6 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 248 a 7.2744
7 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 248 a 8.3457
8 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 248 a 9.4523
9 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 248 a 25.0938
10 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 247 a 1 Volta
11 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 247 a 1 Volta
12 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 247 a 1 Volta
13 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 244 a 4 Voltas
14 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 244 a 4 Voltas
15 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 240 a 8 Voltas
16 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 238 a 10 Voltas
17 Zachary Claman Dale Coyne Racing Dallara/Honda 205 Acidente
18 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 204 Acidente
19 Robert Wickens Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 171 Acidente
20 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 168 Acidente
21 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 31 Acidente
22 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 5 Incêndio

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Formula Indy em Alabama teve domínio de Newgarden em corrida dividida em 2 dias

Grid de Largada da 4ªEtapa do Mundial de Formula Indy
GP do Alabama – Barber Motorsport

Pos Piloto Chassi/Motor Equipe Tempo Fase
1 Josef Newgarden Dallara/Chevrolet Team Penske 1’07.4413 Q3
2 Will Power Dallara/Chevrolet Team Penske 1’07.4541 Q3
3 Sebastien Bourdais Dallara/Honda Dale Coyne Racing 1’07.5337 Q3
4 Ryan Hunter-Reay Dallara/Honda Andretti Autosport 1’07.7807 Q3
5 James Hinchcliffe Dallara/Honda Schmidt Peterson 1’07.9472 Q3
6 Scott Dixon Dallara/Honda Chip Ganassi Racing 1’08.0303 Q3
7 Marco Andretti Dallara/Honda Andretti Herta 1’07.6027 Q2
8 Alexander Rossi Dallara/Honda Andretti Autosport 1’07.7488 Q2
9 Simon Pagenaud Dallara/Chevrolet Team Penske 1’07.8409 Q2
10 Robert Wickens Dallara/Honda Schmidt Peterson 1’07.8455 Q2
11 Zach Veach Dallara/Honda Andretti Autosport 1’07.9894 Q2
12 Ed Jones Dallara/Honda Chip Ganassi Racing 1’08.4386 Q2
13 Max Chilton Dallara/Chevrolet Carlin 1’08.0235 Q1
14 Charlie Kimball Dallara/Chevrolet Carlin 1’08.5494 Q1
15 Graham Rahal Dallara/Honda Rahal Letterman Lanigan 1’08.1038 Q1
16 Zachary Claman Dallara/Honda Dale Coyne Racing 1’08.5531 Q1
17 Spencer Pigot Dallara/Chevrolet Ed Carpenter 1’08.1184 Q1
18 Takuma Sato Dallara/Honda Rahal Letterman Lanigan 1’08.5676 Q1
19 Jordan King Dallara/Chevrolet Ed Carpenter 1’08.3997 Q1
20 Gabby Chaves Dallara/Chevrolet Harding Racing 1’08.9763 Q1
21 Matheus Leist Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 1’08.5516 Q1
22 Rene Binder Dallara/Chevrolet Juncos Racing 1’09.5404 Q1
23 Tony Kanaan Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 1’11.2015 Q1

Uma corrida realizada em 2 dias nunca fica perfeita, Mas pelo menos para Josef Newgarden a etapa em Barber passando pela chuva do domingo e pelo passeio da Segunda-feira não se poderia colocar nenhum se não para ele.

Newgarden marcou a pole position com Will Power completando a primeira Fila da Penske. Abrindo a segunda fila largam Sebastien Bourdais e Ryan Hunter-Reay. Na terceira fila largam o Canadense James Hinchcliffe e o Neozelandês Scott Dixon da Chip Ganassi. Completando os 10 primeiros colocados : Marco Andretti da Andretti Herta, Alexander Rossi da Andretti,Simon Pagenaud da Penske e Robert Wickens da Schmidt.

A Foyt fez um péssimo trabalho, Nem Matheus Leist que larga em 21º e nem mesmo Tony Kannan que larga em último lugar poderiam fazer algo melhor do que eles conseguiram.

Com a pista bem molhada, Os pilotos resolveram largar assim mesmo, Newgarden largou bem e como tinha a vantagem de não levar Água na cara. Power, Bourdais, Hunter-Reay e Hinchcliffe mantiveram as 5 primeiras posições. Em 4 voltas o Campeão de 2017 abriu 4 segundos de Power que era pressionado pelo Sebastien Bourdais. Logo depois disso, Power começou a equilibrar o jogo e começou a tirar diferença para seu companheiro de equipe. Marco Andretti acabou nas primeiras voltas Rodando e perdendo muitas posições. Gabby Chaves parou por causa da sobre viseira que ficou embasada, Um pecado para o Colombiano que perdeu uma volta inteira.

Charlie Kimball acabou batendo na volta 11, No final da volta. O norte-americano parou o carro na pista, O que provocou uma bandeira amarela. Simon Pagenaud acabou indo para os boxes. Essa bandeira amarela não durou muito tempo.

Na 13ªVolta a corrida começa. Will Power em plena reta acabou agua planado e indo para  o muro, Danificando o carro do piloto da Penske. Bandeira amarela de novo e logo depois de algumas voltas deram bandeira vermelha . A Pista estava impraticável para uma corrida.

A prova disso foi um dos carros da organização puxar muita água, A drenagem do Circuito do Alabama é ruim e isso contribuiu para a batida de Power. Após 30 minutos tentando secar a pista. Os pilotos voltam para a pista para tentarem voltar a corrida. Tony Kannan teve problemas elétricos, Seu carro acabou parando. O Brasileiro de 43 conseguiu fazer o carro voltar a funcionar e ele voltou a prova em último.

Mas esse não o problemas, O problema era mesmo a aguaplanagem que fez mais uma vitima: Graham Rahal acabou rodando e perdendo posições na volta 21. Não dava mesmo para ter a corrida, 2 Voltas depois tivemos de novo a bandeira vermelha acionada. Os pilotos não voltariam para a pista mais no Domingo. Tiveram que adiar a prova para o Dia seguinte.

Segunda-feira, O tempo esta seco e a corrida ao invés de ter as 90 voltas a corrida passou para a contagem regressiva de 1 hora e 10 minutos. O que fatalmente iria mudar as táticas de paradas nos boxes. Max Chilton acabou tendo problemas em seu carro e parou em uma subida (A Mesma subida que o carro do Kannan parou no dia anterior) Dessa vez o piloto da Carlin não conseguiu fazer o carro voltar a funcionar. Ele teve de ser levado para os boxes rebocado.

A Corrida recomeçou faltando 1 hora e 7 minutos para o final, Com o tempo de uma volta virando 1 minuto e 12 segundos daria umas 50 voltas de corrida.

Newgarden continuava líder, Com Bourdais em 2º, Hunter-Reay em 3º, Rossi em 4º e Hinchcliffe em 5ºlugar. Lá Atrás, Claman de Mello vinha com 2 voltas de atraso e recuperando volta em cima de Graham Rahal e Spencer Pigot que na curva seguinte acabou se precipitando e batendo no piloto Canadense da Dale Coyne. Apesar de ser retardatário, Claman de Melo não poderia ser atingido, Por uma tentativa precipitada pelo piloto da Carpenter.

Newgarden abriu 4 segundos e meio sobre Bourdais, 56 minutos para o final da prova parou Ed Jones da Chip Ganassi. Certamente ele iria para duas paradas. Pigot parou na volta seguinte.

Enquanto isso Zach Veach começava a segurar o ritmo de prova de Wickens, Chaves (Com 1 volta de atraso), Sato e Dixon. E vinham chegando Simon Pagenaud e Graham Rahal. Enquanto Newgarden sobrava na pista, Wickens ira para cima de Veach. Faltando 50 minutos para o termino da corrida, O piloto da Schmidt consegue a ultrapassagem. A partir dai, O piloto da Andretti passou a ser pressionado pelos outros pilotos. Fruto dos desgastes excessivos dos seus pneus mais macios. Dixon passou Zeach faltando 47 minutos e 30 segundos para assumir o 7ºlugar. Hinchcliffe foi para cima de Alexander Rossi e ultrapassou o piloto da Andretti e líder do campeonato para ganhar o 4ºlugar a 44 minutos do final.

Faltando 41 minutos para o final, Newgarden com mais de 10 segundos a frente do Bourdais foi para os boxes para sua primeira parada. O piloto Francês assume a liderança, O piloto da Penske teria de fazer uma nova parada na parte final da corrida. Rossi fez a parada segundos depois. Na volta seguinte Pagenaud fez a parada.

Hunter-Reay em 2º, era pressionado pelo James Hinchcliffe, Faltando 37 minutos para o final, ambos foram para parada. Os dois voltaram disputando posição, Melhor para o piloto Norte-Americano. Rahal, Sato e Veach pararam ao restar 35 minutos para o final. Apenas Bourdais e Dixon ainda não tinham parado. Alexander Rossi fez belas ultrapassagens, Inclusive passando Ed Jones ganhando, o 6ºlugar.

Bourdais parou restando 33 minutos e 40 segundos para a sua única parada dele nos boxes. Newgarden volta a liderança. Dixon parou restando 32 minutos e 10 segundos para o termino da prova. Tanto o piloto da Dale Coyne como da Chip Ganassi poderiam ir até o final da prova com esse tanque de combustível.

Porém, Newgarden vinha 23 segundos a frente de Bourdais. Praticamente com uma parada nos boxes de vantagem para o francês. Hunter-Reay é o terceiro, Hinchcliffe é o 4] e Alexander Rossi completava os 5 primeiros colocados. Ed Jones, Wickens, King, Pagenaud e Dixon completavam os 10 primeiros colocados. Matheus Leist vinha em 11ºlugar, Em uma boa corrida considerando os problemas da sua equipe nesse final de semana.

Newgarden colocava entre 6 a 8 décimos de frente para Bourdais. Faltando 25 minutos para o final, A vitória estava nas mãos dele. Mesmo com a tática diferente de Bourdais e Dixon.

A 22 minutos do final, Dixon vai por fora no mergulho para cima de Pagenaud, Consegue ficar lado a lado e na curva seguinte o Neozelandês executa a velocidade e ganha o 9ºlugar. Alexander Rossi vai para a sua segunda parada. Porém, O tempo estava fechando e as primeiras gotas de chuva caíram no Circuito do Alabama.

Dixon, percebendo que sua tática iria afundar, Foi para cima de Jordan King e ganhou o 8ºlugar. Spencer Pigor foi para a parada a 18 minutos do final. Para quem estava parado nesse momento a torcida é que parasse de chuviscar. Se chovesse de vez, A prova deles iria por água abaixo!

E a chuva cada vez aumentava mais e mais. Newgarden estendeu a sua ida para os boxes. A 14 minutos do final, Ele foi para a parada e colocou os pneus de Chuva, Mesmo assim, A vitória não estava ganha. Se o piloto da Penske exagerasse, Destruiria seus pneus e por consequência sua corrida também. Bourdais, Dixon torciam para a chuva parada. O piloto da Ganassi foi para cima de Robert Wickers, Sabendo que a tática poderia ir para o espaço, era a hora de atacar e conquistar o melhor resultado possível.

A chuva vinha apertando mais e mais. Bourdais e outros pilotos que não tinham parado tentaram até o limite. Porém a chuva apertou mais ainda e dai, O Francês e todos os outros pilotos foram para a parada, Pior para quem já tinha feito parada nos boxes. Bourdais parou a 7 minutos do final. Newgarden voltou a liderança, Com 18 segundos de frente para Hunter-Reay que se deu bem com essas paradas todas. Seguido de Hinchcliffe, Wickers, Bourdais e Dixon. Os seis primeiros colocados.

A 5 minutos do final, Pigot roda e perde muitas posições depois de voltar a pista. Um pequeno susto para Newgarden que quase saiu para a grama no grampo do mergulho. O piloto da Penske fora isso teve tranquilidade para conquistar a 2ªVitória na temporada e a 3ªVitória no Alabama.  O Autodromo do Barber parece se adaptar ao ritmo de Josef Newgarden, Que vai para Indianapolis como líder do mundial de Formula Indy.

Ryan Hunter-Reay em bela corrida com o carro da Andretti e James Hinchcliffe com o Carro da Schmidt Peterson completaram o pódio. Robert Wickers em mais uma bela corrida ficou em 4ºlugar, Novamente ele é o melhor estreante da prova. Sebastian Bourdais e Scott Dixon no final travaram um belo duelo pelo 5ºlugar. Por pouco acabou o piloto da Dale Coyne levando a melhor sobre Dixon.

Fecharam os 10 primeiros colocados: Graham Rahal, Takuma Sato, Simon Pagenaud e Marco Andretti. Matheus Leist levou seu problemático carro para o 13ºlugar. Tony Kannan ficou em 18ºlugar, A 2 voltas do vencedor. Um péssimo final de Semana da Foyt.

A partir de agora, Todas as equipes e pilotos pensam apenas nas 2 corridas em Indianápolis. A prova no Autódromo e na tradicional 500 milhas de Indianapolis.

Resultado final da 4ªEtapa do Mundial de Formula Indy
GP do Alabama – Barber Motorsport

Pos Piloto Chassi/Motor Equipe Voltas Tempo/Abandono
1 Josef Newgarden Dallara/Chevrolet Team Penske 82 2h 01:14.4486
2 Ryan Hunter-Reay Dallara/Honda Andretti Autosport 82 a 9.9607
3 James Hinchcliffe Dallara/Honda Schmidt Peterson 82 a 15.5389
4 Robert Wickens Dallara/Honda Schmidt Peterson 82 a 17.6794
5 Sebastien Bourdais Dallara/Honda Dale Coyne Racing 82 a 26.8897
6 Scott Dixon Dallara/Honda Chip Ganassi Racing 82 a 26.9768
7 Graham Rahal Dallara/Honda Rahal Letterman Lanigan 82 a 30.1194
8 Takuma Sato Dallara/Honda Rahal Letterman Lanigan 82 a 30.5526
9 Simon Pagenaud Dallara/Chevrolet Team Penske 82 a 42.4618
10 Marco Andretti Dallara/Honda Andretti Herta 82 a 44.6892
11 Alexander Rossi Dallara/Honda Andretti Autosport 82 a 45.2334
12 Matheus Leist Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 82 a 57.9291
13 Zach Veach Dallara/Honda Andretti Autosport 82 a 1:05.9298
14 Jordan King Dallara/Chevrolet Ed Carpenter 82 a 1:20.0118
15 Spencer Pigot Dallara/Chevrolet Ed Carpenter 81 a 1 Volta
16 Rene Binder Dallara/Chevrolet Juncos Racing 80 a 2 Voltas
17 Gabby Chaves Dallara/Chevrolet Harding Racing 80 a 2 Voltas
18 Tony Kanaan Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 80 a 2 Voltas
19 Zachary Claman Dallara/Honda Dale Coyne Racing 80 a 2 Voltas
20 Ed Jones Dallara/Honda Chip Ganassi Racing 64 Mecânico
21 Will Power Dallara/Chevrolet Team Penske 53 Acidente
22 Max Chilton Dallara/Chevrolet Carlin 34 Mecânico
23 Charlie Kimball Dallara/Chevrolet Carlin 10 Acidente

Fotos:

 

 

Vídeo da Corrida:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: Indycar

Indy em Toronto – Newgarden vence e principais candidatos ao título não deram sorte

Grid de largada:

pos Piloto Equipe Chassi/Moto Tempo  Fase
1 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 0:58.9124 Q3
2 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 0:59.2245 Q3
3 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 0:59.4345 Q3
4 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 0:59.5430 Q3
5 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 0:59.7970 Q3
6 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1:00.1415 Q3
7 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 0:59.8992 Q2
8 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 1:00.0114 Q2
9 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1:00.1202 Q2
10 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 1:00.1970 Q2
11 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 1:00.3384 Q2
12 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1:02.3040 Q2
13 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 0:59.7585 Q1
14 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1:00.0607 Q1
15 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 0:59.8686 Q1
16 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1:00.0926 Q1
17 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 0:59.9820 Q1
18 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1:00.2713 Q1
19 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1:00.1650 Q1
20 Sebastian Saavedra Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1:00.6272 Q1
21 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1:00.7441 Q1

Nas ruas de Toronto foi realizada a 12ªEtapa do Campeonato Mundial de Formula Indy. Em uma prova que poderia ser melhor em muita coisa e que teve a vitória decidida por causa de uma bandeira amarela e também por uma sorte de um dos pilotos da Penske.

Na pole position larga Simon Pagenaud pela primeira vez na temporada de 2017 com Graham Rahal em uma belíssima segunda posição e vindo de dupla vitória no último circuito de rua que tivemos em Detroit (Corrida 1 / Corrida 2) larga em 2º. Hélio Castroneves sem a pressão do jejum de 3 anos sem vitória após o triunfo da prova de Iowa largam em 3ºlugar e Will Power com a Terceira Penske larga em 4º. Scott Dixon líder do campeonato larga em 5º com o carro da Ganassi e James Hinchcliffe, O dono da Casa com a Schmidt Peterson larga em 6º.

O brasileiro Hélio Castroneves fez uma incrível largada aproveitando a preocupação de Simon Pagenaud com o Norte-americano Graham Rahal e assumiu a liderança da corrida com Pagenaud e Rahal logo a seguir. Sem confusão na primeira curva, Mas na reta oposta tivemos um toque de Scott Dixon em Will Power que aniquilou a suspensão de Power que em troca acabou furando o pneu de Dixon. Resultado disso foram que ambos tiveram problemas:

Power acabou com problemas na suspensão levando o carro com dificuldade aos boxes e dos boxes não voltou mais inclusive precisando de ajuda para ir para o pit do piloto australiano. Já Dixon teve de ir para os boxes ajeitar o seu carro além de trocar os pneus. Além disso, ele acabou punido por entrar com os boxes fechados e com isso perdeu muito tempo e praticamente ficou de Fora da disputa.

A bandeira amarela durou 6 voltas. Na 7ªVolta a corrida recomeça com Castroneves, Pagenaud, Rahal e Newgarden começando a fazer um primeiro pelotão. Com Dixon as coisas que já não vinham bem piorariam um pouco mais. Uma peça aerodinâmica do seu carro solta na pista o que poderia provocar uma bandeira amarela o que acaba não sendo necessário.

James Hinchcliffe em 5ºlugar se distanciava dos 4 primeiros e começava a sofrer a pressão de Alexander Rossi com o carro da Andretti-Herta. Nas primeiras voltas poucas coisas acontecem em Toronto.

A primeira coisa relevante é a ultrapassagem de Tony Kannan sobre Marco Andretti ganhando o 8ºlugar na 12ªvolta. A cada volta que se passava Castroneves que era o líder, Pagenaud, Rahal e Newgarden abriam mais e mais vantagem para Hinchcliffe que nessa altura do campeonato estava segurando a turma inteira. Além de Rossi estavam atrás do Hinchcliffe Sato, Kannan e Pigot que surpreendeu a Kannan e o ultrapassou o piloto da Ganassi para ganhar o 8ºlugar, Logo depois de 1 volta o piloto da Carpenter passou Sato e foi para cima de Rossi e de Hinchcliffe.

O piloto Canadense da Schmidt Peterson e Kannan estavam sofrendo com o desempenho com os pneus desgastados e perdendo posições. Na Volta 21 Hunter-Reay e outros pilotos foram para os boxes anteciparem suas paradas, Na 22ªVolta Kannan e Hinchcliffe foram para a parada antecipada (A Janela de parada ficava entre a 26 a 30 Voltas) Ao sair dos Boxes Tony Kannan erra o ponto da curva com os pneus frios, freia forte e bate nos pneus provocando uma bandeira amarela em todo o circuito. Com isso acabou prejudicando a Hélio Castroneves, Graham Rahal e a Simon Pagenaud. Já Josef Newgarden deu a sorte de parar momentos antes da bandeira amarela foi o principal beneficiado dessa bandeira amarela. Com as paradas dos pilotos que iriam seguir a janela normal Newgarden assumiu a liderança com Ed Jones que não tinha parado foi para o segundo lugar, Kimball passou para a terceira posição. Kannan voltou a prova a 2 voltas dos lideres e sem qualquer chance de qualquer resultado positivo. Castroneves voltou na 14ªposição na frente de Pagenaud e de Rahal. Essa bandeira amarela acabou fazendo Dixon retornar a corrida.

Relargada na volta 28 e Kimball parte para cima de Jones visando não deixar Newgarden escapar. Na volta seguinte o piloto da Ganassi ultrapassou o piloto da Dale Coyne passando a segunda posição e deixando a confusão para Rossi e os demais pilotos mais atrás. Rossi foi para cima de Jones e passou para a 3ªposição na volta 31. Era evidente que o ritmo de prova de Jones era ruim e que ele precisava fazer a parada. Antes disso ele perdeu o 4ºlugar para James Hinchcliffe. Duas voltas depois ele foi para a sua primeira parada nos boxes. Lá Atrás Pagenaud ultrapassou Castroneves ganhando uma importante posição na luta pelo campeonato.

Na Volta 37 Dixon que vinha em 9ºlugar faz sua segunda parada no que definitivamente colocava o piloto Neozelandês na tática das 3 paradas nos boxes enquanto que a maioria dos outros pilotos parecia vim para 2 paradas nos boxes. Na frente Newgarden vinha com uma distância segura para Kimball que faria a parada na 38ªVolta partindo para 2 paradas e Rossi que assumiria a 2ªposição. Nessa altura da prova não havia disputas na parte da frente. A briga mais disputada era pela 9ªposição entre Hélio Castroneves e Graham Rahal. Já Scott Dixon estava tendo trabalho duro lutando por posição com Carlos Muñoz e Spencer Pigot que acabou sumindo na prova.

Quem começava a se aproximar para disputar o 4ºlugar era Ryan Hunter-Reay que se aproximava volta a volta do Marco Andretti que fazia sua melhor corrida na temporada de 2017 da Formula Indy. Os pilotos estavam conseguindo esticar a janela de parada para fazerem apenas 2 paradas nos boxes. Newgarden já vinha abrindo 5 segundos sobre Rossi que vinha com 5 segundos de vantagem para Hinchcliffe. Ou seja a vitória estava nas mãos do piloto mais jovem de Roger Penske.

Sebastian Saavedra que fazia uma bela corrida substituindo a Mikhall Aleshin que parece que levou uma suspensão da sua equipe pelos acidentes que ele vinha sofrendo nas ultimas corridas (O que eu não achei justo não apesar do Russo não estava obtendo resultados expressivos em 2017) foi para os boxes para a segunda e última parada. Todos os pilotos a partir da volta 52, 53 iriam para apenas 2 paradas nos boxes. Na volta 54 pararam os 5 primeiros colocados: Newgarden, Rossi, Hinchcliffe, Andretti e Hunter-Reay. Chilton assumiu a liderança e parou na volta seguinte.

A Liderança também passou a liderança por 2 voltas até ir a parada derradeira na volta 58. Com isso Newgarden voltou a liderança com Rossi e Hinchcliffe completando os 3 primeiros colocados. Dixon em 4º precisaria de mais uma parada nos boxes o que acabou acontecendo na volta 62. A Vantagem do neozelandês é que ele poderia mandar bala já que não precisaria poupar combustível para terminar a corrida ao contraio dos seus adversários que estavam dosando seu ritmo para não ter problemas de Combustível no final da prova. A desvantagem do piloto da Ganassi é que ele estava em 11ºlugar com uma tática que acabou não tendo muito resultado já que apenas com o Dixon é que essa estratégia acabou dando mais ou menos certo.

Pagenaud tentava o ataque para cima de Hunter-Reay tentando buscar mais uma posição (mais 2 pontos com a briga pelo 5ºlugar). O piloto da Andretti estava mais lento do que os outros carros. Tanto é que Chilton chegou nessa disputa de posição. Castroneves e Saavedra também chegariam nessa disputa.

A 15 Voltas do final tudo tranquilo para Newgarden na liderança que estava mantendo a liderança com uma certa folga para o Norte-americano Alexander Rossi que vinha na segunda posição com folga para o piloto da casa James Hinchcliffe vinha em uma tranquila 3ªposição. A disputa por posição no final da prova estava a partir do 5ºlugar entre Hunter-Reay que se defendia muito bem dos ataques de Pagenaud Na volta 75 Pagenaud passou Hunter-Reay no final da reta oposta que depois o norte-americano deu o troco. Mas na volta seguinte o piloto da Andretti erra na volta 76 e o piloto Francês não bobeou e assumiu a 5ªposição.

Hunter-Reay acabou ficando para Max Chilton, Castroneves, Saavedra, Rahal e Dixon que chegaria nessa disputa. O piloto Colombiano no final perdeu posições para Rahal e Dixon que passou para o 10ºlugar. Newgarden levou com tranquilidade a vitória em Toronto que se dizia que iria chover na segunda metade de corrida e nada disso aconteceu. Newgarden tinha equipamento até para ganhar a corrida sem a bandeira amarela e o momento de sorte que ele teve na corrida facilitou as coisas.

Alexander Rossi em uma belíssima corrida ficou em 2ºlugar e James Hinchcliffe levou a bandeira do Canadá para o pódio na terceira posição. Todos os três pilotos que ficaram no pódio estiveram bem colocados sem a sorte que eles tiveram nas ruas de Toronto.

Marco Andretti em sua melhor corrida da temporada disparadamente conquistando um belíssimo e inesperado 4ºlugar. Simon Pagenaud mesmo com a sua falta de sorte ainda arrancou um 5ºlugar e diminuiu a diferença para Dixon que teve sorte na corrida ficando em 10ºlugar perdendo apenas 5 pontos da sua vantagem que era de 8 pontos para Hélio Castroneves que liderou a primeira parte da corrida e que terminou na 8ªposição.

Nesse próximo domingo teremos a 13ªEtapa do mundial de Formula Indy no circuito de Mid-Ohio

Vídeo da Corrida:

Resultado final da 12ªEtapa do Mundial de Formula Indy

pos Piloto Equipe Chassi/Moto Tempo
1 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet  1h 35:05.3522
2 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda  a 1.8704
3 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda  a 4.7020
4 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda  a 18.7408
5 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet  a 19.4274
6 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda  a 27.3905
7 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda  a 28.3386
8 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet  a 28.9415
9 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda  a 29.7693
10 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda  a 30.3369
11 Sebastian Saavedra Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda  a 32.7668
12 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda  a 36.4821
13 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet  a 52.8910
14 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda  a 53.9858
15 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet  a 57.2777
16 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda  a 1:01.8457
17 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet  a 1:02.3752
18 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet  a 1 Volta
19 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda  a 2 Voltas
20 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda  a 10 Voltas – Mecânico
21 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet  a 85 Voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar

Formula Indy Temporada 2015 – 5ªEtapa – Indianapolis (Circuito)

Grid de Largada:

1 Will Power (Dallara Chevrolet Team Penske) 126.357 Milhas
2 Scott Dixon (Dallara Chevrolet Chip Ganassi Racing) 125.946 Milhas
3 Hélio Castroneves (Dallara Chevrolet Team Penske) 125.904 Milhas
4 Juan Pablo Montoya (Dallara Chevrolet Team Penske) 125.781 Milhas
5 Simon Pagenaud (Dallara Chevrolet Team Penske) 125.665 Milhas
6 Tony Kanaan (Dallara Chevrolet Chip Ganassi Racing) 124.940 Milhas
7 Sébastien Bourdais (Dallara Chevrolet KV Racing Technology) 125.393 Milhas
8 Sebastian Saavedra (Dallara Chevrolet Chip Ganassi Racing) 125.153 Milhas
9 Luca Filippi (Dallara Chevrolet CFH Racing) 125.082 Milhas
10 Stefano Coletti (Dallara Chevrolet KV Racing Technology) 124.778 Milhas
11 Jack Hawksworth (Dallara Honda AJ Foyt Racing) 124.623 Milhas
12 Josef Newgarden (Dallara Honda CFH Racing) 123.961 Milhas
13 James Hinchcliffe (Dallara Honda Schmidt Peterson Motorsports) 124.320 Milhas
14 Charlie Kimball (Dallara Chevrolet Chip Ganassi Racing) 124.539 Milhas
15 J.R. Hildebrand (Dallara Chevrolet CFH Racing) 124.301 Milhas
16 Gabby Chaves (Dallara Honda Herta) 124.495 Milhas
17 Graham Rahal (Dallara Honda Rahal) 124.284 Milhas
18 Justin Wilson (Dallara Honda Andretti Autosport) 124.408 Milhas
19 Ryan Hunter-Reay (Dallara Honda Andretti Autosport) 123.957 Milhas
20 James Jakes (Dallara Honda Schmidt Peterson Motorsports) 124.236 Milhas
21 Carlos Muñoz (Dallara Honda Andretti Autosport) 123.879 Milhas
22 Takuma Sato (Dallara Honda AJ Foyt Racing) 124.124 Milhas
23 Carlos Huertas (Dallara Honda Dale Coyne Racing) 121.103 Milhas
24 Marco Andretti (Dallara Honda Andretti Autosport) 123.383 Milhas
25 Francesco Dracone (Dallara Honda Dale Coyne Racing) 120.973 Milhas

C35t2eel o

Na Abertura dos Trabalhos no mês das 500 milhas de Indianápolis pela segunda vez seguida tivemos a etapa no autódromo de Interlagos ou como vocês queriam o circuito misto do Indianapolis Motorspeedway que teve o maior número de pilotos no ano até agora (Com 25 no total) no ano tirando as 500 milhas.

A Corrida começou com Will Power na frente, Mas com uma confusão grande na largada entre Scott Dixon que foi tocado por trás pelo Hélio Castroneves. Além disso outros pilotos se envolveram nesse acidente entre eles Jack Hawksworth e Josef Newgarden. Os Brasileiros acabaram de dando mal nessa. Tony Kannan teve de desviar para não bater e com isso perdeu várias posições e o Brasileiro da equipe Penske acabou tendo de ir aos boxes mudar sua estratégia de corrida.

Axb82lwo o

 

A Partir dai com a volta da Bandeira ver a corrida foi disputada com belos pegas no bloco intermediários como a disputa entre Stefano Coletti e Tony Kannan isso pela 10ªposição. Na frente a disputa ficou entre Power, Pagenaud, Montoya e Bourdais com amplo favoritismo para o time de Roger Penske, Mas o que chamou a atenção foi Graham Rahal que fez uma tática diferente e que deu muito certo fazendo ele entrar na disputa pela vitória. Simon Pagenaud que venceu a corrida no ano passado teve problemas acabou abandonando a corrida.

1vhkrw9y o

O Mesmo aconteceu com Justin Wilson da Andretti Autosport. Na parte final da corrida Rahal chegou a se aproximar de Power, Mas o piloto da equipe Penske estava poupando o combustível e conseguiu controlar a vantagem sobre Rahal conquistando a vitória e sendo o primeiro piloto no ano a ter 2 vitórias. O Filho de Bobby Rahal, Graham fez mais uma vez uma grande corrida completando a prova em 2ºlugar largando da 17ªposição se aproveitando da confusão na primeira volta fazendo no norte-americano ganhar várias posições. 2ºlugar mais uma vez. Que era algo impensável no ano passado aonde o desempenho de Rahal era muito ruim.

I4v29mbs o

Juan Palbo Montoya completou o pódio e continua líder do campeonato. É que bom fique de olho no Colombiano, pois ele esta muito na briga pelo título. Pertinho dele acabou Sebastian Bourdais em 4ºlugar fazendo uma temporada muito forte com o carro da KV Racing que é promissor nesse ano. Um Charlie Kimball numa corrida discreta mas eficiente chegou em 5ºlugar.

 

A Corrida 300 de Hélio Castroneves não foi a corrida perfeita, Mas o piloto brasileiro se recuperou bem chegando em 6ºlugar. logo atrás veio o brasileiro Tony Kannan que passou a corrida inteira atrás de Stefano Coletti da KV Racing que mostra ter muito potencial para a Formula Indy. O Brasileiro no final passou o piloto de Mônaco e chegou em 7ºlugar, Takuma Sato e Scott Dixon que se recuperou muito bem e mesmo tendo danos depois do acidente da Largada completou o Top 10.

Hxjbq5pv o

 

Resultado Final da 5ªEtapa da Formula Indy – Indianapolis (Circuito)

1 Will Power (Dallara Chevrolet Team Penske) 1:42:42.0940 em 82 Voltas
2 Graham Rahal (Dallara Honda Rahal) a 1.5023
3 Juan Pablo Montoya (Dallara Chevrolet Team Penske) a 7.1967
4 Sébastien Bourdais (Dallara Chevrolet KV Racing Technology) a 7.7336
5 Charlie Kimball (Dallara Chevrolet Chip Ganassi Racing) a 25.1179
6 Hélio Castroneves (Dallara Chevrolet Team Penske) a 31.7352
7 Tony Kanaan (Dallara Chevrolet Chip Ganassi Racing) a 32.3191
8 Stefano Coletti (Dallara Chevrolet KV Racing Technology) a 35.3853
9 Takuma Sato (Dallara Honda AJ Foyt Racing) a 40.8267
10 Scott Dixon (Dallara Chevrolet Chip Ganassi Racing) a 47.4715
11 Ryan Hunter-Reay (Dallara Honda Andretti Autosport) a 48.5410
12 James Hinchcliffe (Dallara Honda Schmidt Peterson Motorsports) a 49.5461
13 Carlos Muñoz (Dallara Honda Andretti Autosport) a 54.2372
14 Luca Filippi (Dallara Chevrolet CFH Racing) a 54.8713
15 Gabby Chaves (Dallara Honda Herta) a 1:01.3092
16 Marco Andretti (Dallara Honda Andretti Autosport) a 1:07.2448
17 Sebastian Saavedra (Dallara Chevrolet Chip Ganassi Racing) a 1:09.2079
18 James Jakes (Dallara Honda Schmidt Peterson Motorsports) a 1 Volta
19 Carlos Huertas (Dallara Honda Dale Coyne Racing) a 1 Volta
20 Josef Newgarden (Dallara Honda CFH Racing) a 1 Volta
21 J.R. Hildebrand (Dallara Chevrolet CFH Racing) a 1 Volta
22 Francesco Dracone (Dallara Honda Dale Coyne Racing) a 2 Voltas
23 Jack Hawksworth (Dallara Honda AJ Foyt Racing) a 13 Voltas
24 Justin Wilson (Dallara Honda Andretti Autosport) a 14 Voltas – Problemas Mecânicos
25 Simon Pagenaud (Dallara Chevrolet Team Penske) a 25 Voltas – Problemas Mecânicos

Fotos:

 

Vídeo da corrida:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Indycar/Motorsport
Vídeo: Indycar