Sorte de Rosberg termina com quebra de câmbio e Hamilton vence em casa

Jenson Button com o capacete Rosa em Homenagem a John Button que faleceu em Janeiro desse ano Foto: Mclaren

Quando tudo indicava que Rosberg iria emplacar uma vitória para desestabilizar de vez Hamilton no campeonato ai veio um problema de Câmbio no meio da corrida e dai Hamilton aproveitou isso para ele vencer a 9ªEtapa do mundial de Formula 1 realizado em Silverstone.

Uma corrida que teve uma largada confusa, bem complicada. Na parte da frente, nada demais a não ser á largada ruim de Vettel que perdeu posições para Button, Magnussen e Hamilton com o Rosberg na liderança da prova. Curvas depois no primeiro setor o piloto Finlandês Kimi Raikkonen escapa da pista e acaba traído pelo degrau entre o limite da pista e da área de escape e acabou rodando e batendo muito forte e acabou levando Felipe Massa a também bater. Resultado disso uma bandeira vermelha que durou quase 1 hora de duração e Felipe massa saindo da corrida com problemas na suspensão, se for só isso era para tentarem arrumar isso, pois com 1 hora de retardo da largada valia pelo menos fazer uma tentativa, mesmo que tivesse sido inútil pois o Regulamento permitia.

Mas pelo que o Massa fez para evitar o acidente o Brasileiro evitou que o pior acontece o que seria uma batida de frente, Seria catastrófico e além do Massa o Kobayashi também evitou o acidente, O Japonês teve danos em seu carro, mas pode voltar a corrida.

Max Chilton que foi para os boxes sem autorização por causa de danos em seu carro, O pneu que se soltou da roda do Raikkonen acabou batendo no carro do Chilton, por sorte, nada aconteceu com o piloto inglês que acabou sendo punido pela infração de ter ido aos boxes de forma ilegal, Mas pelo que ele quase sofreu o inglês acabou no lucro.

Depois de 1 hora de paralisação depois dos comissários terem limpado a pista e consertado um guard-rail a corrida recomeçou após os pilotos darem uma volta de apresentação por Safety Car, A partir dai se viu o que a Mercedes pode fazer. Em 3 voltas Hamilton já tinha passado tanto Magnussen que estava em 3º como o Button que estava em 2º e com isso as Mercedes começavam a sua corrida e os outros começavam uma outra corrida atrás das Mercedes. Quem se deu bem nesse Safety Car foi Alonso que começou com os pneus Médios e passou para os Macios e com isso não precisaria mais andar com os pneus duros e por isso seu desempenho seria o melhor possível.

Assim como estava sendo o desempenho de Valtteri Bottas que também subia muito na Classificação da Corrida mesmo largando do 14ºlugar. Enquanto isso Gutierrez acabou dando sua vingança a Maldonado, Só que com resultado foi desastroso para o Mexicano que não sei como ainda continua na Formula 1 pois acabou deixando a corrida duas curvas depois parando seu carro na caixa de brita.

Caterham vivendo um inferno no fundo do pelotão Foto: Caterham

Outro que deixou a corrida foi Marcus Ericsson com problemas de Suspensão na sua Lamentável Caterham que definitivamente deixou de ser competitiva na Formula 1 e cada dia ver a Marussia que chegou a estar em 10ºlugar na corrida com Jules Bianchi, Mas que em poucas voltas acabou indo para mais atrás por que a equipe Russa ainda não tem carro para disputar posições como essas.

As primeiras paradas aconteceram a partir da volta 15, Os pneus dessa vez não tinham um desgaste crítico e, portanto deu para fazer um gerenciamento bom o bastante para boa parte dos pilotos fazerem uma parada apenas, Já para Vettel e Rosberg eles foram para 2 Paradas. Outros como Bottas e Hamilton foram para uma única parada nos boxes. Dai Rosberg avisa que ele tinha um problema de câmbio na diminuição de marchas, A corrida se mantia disputada lá atrás com Vettel, Alonso e Bottas se destacando, mas com Jenson Button se superando com sua Mclaren e cm seu capacete rosa em homenagem ao seu pai.

Até que na 29ªVolta Nico Rosberg tem seu problema de Câmbio consolidado e acabou abandonando a corrida e com isso Hamilton assumiu a liderança da prova, E por incrível que pareça o Vice-Líder era Valtteri Bottas e Sebastian Vettel era o terceiro lugar. Enquanto Hamilton administrava sua vantagem, Bottas fazia sua parada única nos boxes e voltou atrás de Vettel ainda na terceira posição. Só que Bottas com melhores pneus que Vettel conseguiu a ultrapassagem assumindo o 2ºlugar na corrida, Já Vettel foi para os boxes para uma segunda parada nos boxes assim como Hamilton, Mas A Mercedes preferiu ser cautelosa e acabou por realizar essa troca.

Na Parte final de corrida a briga da prova estava entre Alonso sobre Vettel pelo 5ºlugar, Uma briga dura, uma briga entre 2 campeões mundiais, Alonso lutou como nunca, Só que Vettel conseguiu passar Alonso após o Espanhol após voltas e voltas de uma intensa Briga, Vettel reclamou demais de Alonso por que ele acabou passando do limite da pista o que eu já tinha falado ontem que achava isso uma tremenda de uma besteira e depois Alonso também reclamou da manobra do Vettel para ultrapassar ele. Foi uma briga que valeu um 5ºlugar, Mas que foi para todos os campos, Desde nas pistas até pelos mimimi de ambos.

De Resto Button tentou tirar tudo de uma limitada Mclaren para conseguir o pódio para fazer a Homenagem devida ao seu pai, Só que acabou Ricciardo segurando o 3ºlugar. Hamilton ao cruzar a linha de chegada conseguiu eliminar 25 dos 29 pontos de vantagem que Rosberg tinha e passa a pressão para o piloto Alemão que corre no dia 20 em Casa. Valtteri Bottas numa espetacular segunda posição com a Williams numa corrida fantástica de recuperação e da mostra de que o carro da Williams melhorou muito e que já é a segunda força do Grid, Daniel Ricciardo em 3ºlugar mais uma vez andando melhor que Vettel e fazendo uma bela corrida e segurando a Jenson Button que fez um final de semana brilhante, Até acho uma judiação ele ter ficado fora desse pódio, Até por que o trabalho de Button foi para chegar ao pódio, Mas faltou foi um carro melhor para ele fazer isso.

Sebastian Vettel com uma belíssima ultrapassagem conseguiu o 5ºlugar e apesar disso mais uma vez ficou atrás de Ricciardo, Dessa vez o Alemão realmente não casou com esse carro de forma nenhuma, Ele já deve estar pensando em 2015, pois nesse ano já não pode mais fazer nada pelo que vem caminhando esse campeonato.

Se para Vettel esta difícil, Para Alonso esta pior, só não esta tão pior por que ele é que carrega a Ferrari nas costas mesmo com um carro difícil nas mãos, O 6ºlugar até não chega a ser ruim, Mas esse carro se mostra um carro ruim para ser um carro campeão e que mais uma vez Alonso não vai ver a cor do título, ou melhor, nem chega perto disso.

Kevin Magnussen diria que fez uma corrida dentro da normalidade da Mclaren atual ficando em 7ºlugar, Logo depois Nico Hulkenberg numa Force India que nunca andou em Silverstone  em 8ºlugar salvando pontos no campeonato e nada, nada, nada veio a Toro Rosso com uma corrida correta colocando seus pilotos em 9º e 10ºlugar, lugar exato aonde eles largaram com Danill Kvyat em 9º e Jean-Eric Vergne em 10º.

Sergio Perez que acabou indo para fora da pista na primeira volta e depois fez uma recuperação que foi inútil para chegar aos pontos ficando em 11ºlugar. E dai veio Grosjean se arrastando com a Lotus, Sutil com o lixo chamado Sauber que não mostra a menor condição para ser competitivo, Bianchi que foi limitado pela Marussia que melhora, mas ainda pouco para quem quer virar time médio. Kobayashi carregando a Caterham que se mostra cada dia mais decepcionante em 15º e depois Chilton em 16º e para completar com problemas no final da prova Pastor Maldonado que continua muito mal nesse ano, Mas que dessa vez fique claro que o incidente com o Gutierrez que ele não foi o culpado.

Daqui a 2 semanas teremos o GP da Alemanha de Formula 1 com a disputa pelo título pegando fogo entre Rosberg que agora tem de novo Hamilton na sua cola a 4 pontos dele, a Vitória de hoje faz o campeonato ficar mais emocionante.

Hamilton volta a vence com Bottas e Ricciardo junto do Inglês para fazer a Festa. Foto: Mercedes

Resultado Final do GP da Inglaterra de Formula 1

Pos Pilotos Equipe Chassis Motor Voltas Tempo grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W05 Mercedes PU106A Hybrid 52 2:26:52.094 6
2 77 Valtteri Bottas Williams FW36 Mercedes PU106A Hybrid 52 a 30.135s 14
3 3 Daniel Ricciardo Red Bull RB10 Renault Energy F1-2014 52 a 46.495s 8
4 22 Jenson Button McLaren MP4-29 Mercedes PU106A Hybrid 52 a 47.390s 3
5 1 Sebastian Vettel Red Bull RB10 Renault Energy F1-2014 52 a 53.864s 2
6 14 Fernando Alonso Ferrari F14 T Ferrari 059/3 52 a 59.946s 16
7 20 Kevin Magnussen McLaren MP4-29 Mercedes PU106A Hybrid 52 a 62.563s 5
8 27 Nico Hulkenberg Force India VJM07 Mercedes PU106A Hybrid 52 a 88.692s 4
9 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR9 Renault Energy F1-2014 52 a 89.340s 9
10 25 Jean-Eric Vergne Toro Rosso STR9 Renault Energy F1-2014 51 a 1 Volta 10
11 11 Sergio Perez Force India VJM07 Mercedes PU106A Hybrid 51 a 1 Volta 7
12 8 Romain Grosjean Lotus E22 Renault Energy F1-2014 51 a 1 Volta 11
13 99 Adrian Sutil Sauber C33 Ferrari 059/3 51 a 1 Volta 13
14 17 Jules Bianchi Marussia MR03 Ferrari 059/3 51 a 1 Volta 12
15 10 Kamui Kobayashi Caterham CT05 Renault Energy F1-2014 50 a 2 Voltas 22
16 4 Max Chilton Marussia MR03 Ferrari 059/3 50 a 2 Voltas 17
17 13 Pastor Maldonado Lotus E22 Renault Energy F1-2014 49 a 3 Voltas – Exaustor 20
6 Nico Rosberg Mercedes F1 W05 Mercedes PU106A Hybrid 28 a 24 Voltas – Câmbio 1
9 Marcus Ericsson Caterham CT05 Renault Energy F1-2014 11 a 41 Voltas – Suspensão 21
21 Esteban Gutierrez Sauber C33 Ferrari 059/3 9 a 43 Voltas – Acidente 19
19 Felipe Massa Williams FW36 Mercedes PU106A Hybrid 0 a 52 Voltas – Acidente 15
7 Kimi Räikkönen Ferrari F14 T Ferrari 059/3 0 a 52 Voltas – Acidente 18

Melhor volta de Cada piloto na Corrida:

1 44 Lewis Hamilton (Mercedes) 26ªVolta – 1:37.176
2 1 Sebastian Vettel (Red Bull Racing-Renault) 52ªVolta – 1:37.481
3 6 Nico Rosberg (Mercedes) 26ªVolta – 1:38.091
4 77 Valtteri Bottas (Williams-Mercedes) 34ªVolta – 1:38.264
5 22 Jenson Button (McLaren-Mercedes) 52ªVolta – 1:38.284
6 26 Daniil Kvyat (STR-Renault) 45ªVolta – 1:38.407
7 3 Daniel Ricciardo (Red Bull Racing-Renault) 34ªVolta – 1:38.459
8 14 Fernando Alonso (Ferrari) 52ªVolta – 1:38.587
9 27 Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) 52ªVolta – 1:38.625
10 20 Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes) 32ªVolta – 1:38.677
11 11 Sergio Perez (Force India-Mercedes) 41ªVolta – 1:38.716
12 8 Romain Grosjean (Lotus-Renault) 48ªVolta – 1:38.919
13 25 Jean-Eric Vergne (STR-Renault) 44ªVolta – 1:39.261
14 17 Jules Bianchi (Marussia-Ferrari) 51ªVolta – 1:39.961
15 99 Adrian Sutil (Sauber-Ferrari) 34ªVolta – 1:40.041
16 13 Pastor Maldonado (Lotus-Renault) 48ªVolta – 1:40.314
17 4 Max Chilton (Marussia-Ferrari) 50ªVolta – 1:40.399
18 10 Kamui Kobayashi (Caterham-Renault) 31ªVolta – 1:41.462
19 21 Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) 7ªVolta – 1:42.566
20 9 Marcus Ericsson (Caterham-Renault) 7ªVolta – 1:44.319

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mclaren/Caterham/Mercedes

Rosberg na casa do Hamilton conquista a pole sob Silverstone melada

Em plena casa, os Ingleses viram seu piloto acabar perdendo mais um duelo com o seu companheiro de equipe o Alemão Nico Rosberg, Num dia de tempo feio e de chuva leve os pilotos foram para o Q1.

No Q1 a pista estava úmida, e isso fez com que tudo virasse uma loteria, No final do treino quem adotou os pneus intermediários se deram bem e classificaram seus carros no Q2.
Williams e a Ferrari erraram feio nas táticas de pneus e acabaram tendo seus pilotos fora do Q2 e as Caterham acabaram fora dos 107% e deverão correr caso recebam autorização Todos eles acabaram usando pneus de pista seca numa pista molhada.
Agora a Ferrari errar nas estratégia é algo que virou corriqueiro faz muito tempo, desde da saída de Jean Todt da categoria. Amora méritos totais para a Marussia que aproveitou esse deslize dessas equipes e acabou conseguindo levar os dois pilotos para o Q2.

No Q2 Sutil já não iria para a pista porque ele no final do Q1 saiu da pista e foi para a caixa de Brita, Mas como garantiu lugar entre os 16 pilotos para o Q2 ele garantiu pelo menos o 16ºlugar, No Q2 a pista começou ainda molhada, Mas acabou o tempo secando e se formou um trilho bastante constante para se usar os pneus de pista seca, A Marussia lutou muito, Mas seus pilotos ficaram mesmo com o 12ªlugar com o Bianchi e o 13ºlugar com o Chilton. (Que vai perder 5 posições por causa de uma troca da caixa de Câmbio)
Pior mesmo ficou com o Venezuelano Pastor Maldonado que acabou sendo desclassificado por irregularidades em seu carro e com isso ele larga em último lugar amanhã, Esteban Gutierrez continuando o inferno astral da Sauber bateu no final do Q2 e só conseguiu o 14ºlugar e Quem ficou por pouco de chegar ao Q3 foi Romain Grosjean que leva sua Lotus nas Costas e vai largar da 11ªposição.

No Q3 ai a Estrela de campeão de Nico Rosberg apareceu, A pista ainda não muito seca no começo do Q3 Hamilton fez tempo 2 décimos na frente de Nico Rosberg, Mas as coisas iriam mudar para a favor do Filho de Keke Rosberg.

No finalzinho do treino tudo mudou, a pista acabou secando e Rosberg aproveitou isso e com o tempo de 1:35.766 conquistou a pole position enquanto que Hamilton acabou não conseguindo melhorar e com isso perdeu posições para Sebastian Vettel que levou de novo a Red Bull até a primeira fila de novo com 1:37.386.

Jenson Button em terceiro com a Mclaren, o Inglês esta correndo nessa corrida com o capacete rosa em homenagem ao seu pai que faleceu no ano passado, Nico Hulkenberg largando em 4ºlugar com a Force India que indicava esta mal pelo desempenho fraco nos treinos livres e em 5ºlugar larga Kevin Magnussen confirmando um belo dia para a Mclaren que passa por um ano irregular.

Hamilton larga apenas em 6ºlugar mostrando perda do controle emocional, errar na volta derradeira mostra que Rosberg tem melhor momento na Formula 1 e passa a ser o favorito a vitória amanhã. Sergio Perez e Daniel Ricciardo largam na 4ªfila e a Dupla da Toro Rosso vão largar na 5ªfila com o Russo Danill Kvyat largando na frente de Vergne, continua impressionando o jovem piloto russo que veio da GP3 Series e não vem tomando conhecimento de ninguém mesmo.

Grosjean tirando leite de pedra largando em 11ºlugar com Bianchi em 12º alcançando o melhor Grid da Marussia na Formula 1, Logo depois largam Gutierrez e Sutil ambos da Sauber na 7ªFila, Bottas e Massa na Williams na 8ªFila, Chilton e Alonso na 9ªFila (Quem diria que o Chilton largaria na frente de Alonso no Grid de Largada), Raikkonen e Maldonado na 10ªFila e se forem autorizados a largarem poderão as duas Caterham.

Agora um protesto, Essa coisa dos comissários apagarem os tempos por que o piloto passou fora da pista uma palhaçada. Tudo bem que a área de escape não é pista, Mas se querem fazer isso então façam o seguinte coloquem grama em todas as áreas de escape. Punir o piloto por que um piloto colocou o carro fora da pista por 20 centímetros ou por uma bobagem, Tá tudo ficando chato demais, Mas esse é o reflexo daquele velho gagá chamado Bernie Ecclestone, que é conhecida pelo meio como a Múmia viva de 700.000 anos. Segundo minhas contas tem a ver com o elo perdido.

Grid de largada do GP da Inglaterra de Formula 1

Pos Pilotos Equipe Chassis Motor Tempo Voltas
1 6 Nico Rosberg Mercedes F1 W05 Mercedes PU106A Hybrid Hybrid 1:35.766 21 Voltas
2 1 Sebastian Vettel Red Bull RB10 Renault Energy F1-2014 1:37.386 19 Voltas
3 22 Jenson Button McLaren MP4-29 Mercedes PU106A Hybrid 1:38.200 24 Voltas
4 27 Nico Hulkenberg Force India VJM07 Mercedes PU106A Hybrid 1:38.329 19 Voltas
5 20 Kevin Magnussen McLaren MP4-29 Mercedes PU106A Hybrid 1:38.417 23 Voltas
6 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W05 Mercedes PU106A Hybrid Hybrid 1:39.232 19 Voltas
7 11 Sergio Perez Force India VJM07 Mercedes PU106A Hybrid 1:40.457 20 Voltas
8 3 Daniel Ricciardo Red Bull RB10 Renault Energy F1-2014 1:40.606 18 Voltas
9 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR9 Renault Energy F1-2014 1:40.707 21 Voltas
10 25 Jean-Eric Vergne Toro Rosso STR9 Renault Energy F1-2014 1:40.855 21 Voltas
11 8 Romain Grosjean Lotus E22 Renault Energy F1-2014 1:38.496 17 Voltas
12 17 Jules Bianchi Marussia MR03 Ferrari 059/3 1:38.709 17 Voltas
13 99 Adrian Sutil Sauber C33 Ferrari 059/3 Sem Tempo 8 Voltas
14 77 Valtteri Bottas Williams FW36 Mercedes PU106A Hybrid 1:45.318 5 Voltas
15 19 Felipe Massa Williams FW36 Mercedes PU106A Hybrid 1:45.695 5 Voltas
16 14 Fernando Alonso Ferrari F14 T Ferrari 059/3 1:45.935 6 Voltas
17 4 Max Chilton Marussia MR03 Ferrari 059/3 1:39.800 14 Voltas
18 7 Kimi Räikkönen Ferrari F14 T Ferrari 059/3 1:46.684 7 Voltas
19 21 Esteban Gutierrez Sauber C33 Ferrari 059/3 1:40.912 16 Voltas
20 13 Pastor Maldonado Lotus E22 Renault Energy F1-2014 Sem Tempo 15 Voltas
21 9 Marcus Ericsson Caterham CT05 Renault Energy F1-2014 1:49.421 7 Voltas*
22 10 Kamui Kobayashi Caterham CT05 Renault Energy F1-2014 1:49.625 8 Voltas*

Tempo dos 107% no Q1 – 1:47.406

*Correm apenas por autorização das outras equipes.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Marussia/Force India

Mulher volta a andar na Formula 1 em um evento de Grande Prêmio

Susie Wolff andou muito pouco, Foram somente 4 voltas devido a problemas com a Williams, esses problemas também afetaram o piloto Brasileiro Felipe Massa, Valtteri Bottas cedeu o lugar para Wolff enquanto isso Frinjs com a Caterham substituiu Kamui Kobayashi, Daniel Juncadella substituindo a Nico Hulkenberg na Force India e Giedo van der Garde substituindo a Adrian Sutil na Sauber, Claro no segundo treino livre todos os titulares voltaram aos seus lugares.

Se os titulares voltaram aos seus carros, Os que lideram continuam os mesmos carros prateados da Mercedes GP com Lewis Hamilton e Nico Rosberg, Com Ferrari e Red Bull disputando a segunda posição como equipe que esta mais perto da Mercedes, Mas não acredito que os carros Alemães irão sofrer pressão nessa corrida. As Williams voltaram a estar naquele nível de antes do GP da Áustria, É um carro rápido de reta, Mas instável é difícil e numa pista ainda que rápida, Mas com curvas as coisas se complicam um pouco. Quem não andou bem foi a Force India que ficou lá embaixo no Treino livre, Será que isso indica problemas da Force India em Silverstone?

Amanhã a partir das 6 da Manhã teremos o Terceiro Treino livre e as 9 da Manhã o Treino Oficial.

Resultado dos Treinos Livres do GP da Inglaterra

1ºTreino Livre

1 6 Nico Rosberg (Mercedes) 1:35.424 – 25 Voltas
2 44 Lewis Hamilton (Mercedes) 1:36.155 – 22 Voltas
3 14 Fernando Alonso (Ferrari) 1:36.263 – 23 Voltas
4 3 Daniel Ricciardo (Red Bull Racing-Renault) 1:36.623 – 21 Voltas
5 7 Kimi Räikkönen (Ferrari) 1:36.703 – 23 Voltas
6 1 Sebastian Vettel (Red Bull Racing-Renault) 1:36.921 – 20 Voltas
7 22 Jenson Button (McLaren-Mercedes) 1:36.963 – 25 Voltas
8 26 Daniil Kvyat (STR-Renault) 1:37.175 – 29 Voltas
9 25 Jean-Eric Vergne (STR-Renault) 1:37.227 – 25 Voltas
10 20 Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes) 1:37.231 – 30 Voltas
11 11 Sergio Perez (Force India-Mercedes) 1:37.720 – 22 Voltas
12 8 Romain Grosjean (Lotus-Renault) 1:37.910 – 21 Voltas
13 21 Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) 1:38.056 – 18 Voltas
14 34 Daniel Juncadella (Force India-Mercedes) 1:38.083 – 23 Voltas
15 36 Giedo van der Garde (Sauber-Ferrari) 1:38.328 – 19 Voltas
16 17 Jules Bianchi (Marussia-Ferrari) 1:38.917 – 12 Voltas
17 19 Felipe Massa (Williams-Mercedes) 1:39.461 – 7 Voltas
18 4 Max Chilton (Marussia-Ferrari) 1:39.814 – 24 Voltas
19 9 Marcus Ericsson (Caterham-Renault) 1:40.597 – 19 Voltas
20 46 Robin Frijns (Caterham-Renault) 1:42.261 – 11 Voltas
21 41 Susie Wolff (Williams-Mercedes) 1:44.212 – 4 Voltas
22 13 Pastor Maldonado (Lotus-Renault) Sem tempo – 2 Voltas

2ºTreino Livre

1 44 Lewis Hamilton (Mercedes) 1:34.508 – 14 Voltas
2 6 Nico Rosberg (Mercedes) 1:34.736 – 35 Voltas
3 14 Fernando Alonso (Ferrari) 1:35.244 – 32 Voltas
4 3 Daniel Ricciardo (Red Bull Racing-Renault) 1:35.511 – 11 Voltas
5 1 Sebastian Vettel (Red Bull Racing-Renault) 1:35.627 – 27 Voltas
6 77 Valtteri Bottas (Williams-Mercedes) 1:36.016 – 33 Voltas
7 22 Jenson Button (McLaren-Mercedes) 1:36.228 – 34 Voltas
8 20 Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes) 1:36.299 – 35 Voltas
9 7 Kimi Räikkönen (Ferrari) 1:36.554 – 29 Voltas
10 25 Jean-Eric Vergne (STR-Renault) 1:36.583 – 26 Voltas
11 19 Felipe Massa (Williams-Mercedes) 1:36.671 – 29 Voltas
12 26 Daniil Kvyat (STR-Renault) 1:36.778 – 31 Voltas
13 21 Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) 1:36.951 – 35 Voltas
14 13 Pastor Maldonado (Lotus-Renault) 1:37.064 – 35 Voltas
15 8 Romain Grosjean (Lotus-Renault) 1:37.097 – 33 Voltas
16 11 Sergio Perez (Force India-Mercedes) 1:37.236 – 37 Voltas
17 27 Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) 1:37.449 – 27 Voltas
18 99 Adrian Sutil (Sauber-Ferrari) 1:37.520 – 25 Voltas
19 17 Jules Bianchi (Marussia-Ferrari) 1:38.658 – 11 Voltas
20 10 Kamui Kobayashi (Caterham-Renault) 1:39.068 – 31 Voltas
21 4 Max Chilton (Marussia-Ferrari) 1:39.224 – 28 Voltas
22 9 Marcus Ericsson (Caterham-Renault) 1:39.762 – 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: Williams

Corridas Históricas: GP da Inglaterra de 1986

Grid de Largada:

1 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’06.961
2 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’07.399
3 Ayrton Senna (Lotus/Renault) 1’07.524
4 Gerhard Berger (Benetton/BMW) 1’08.196
5 Keke Rosberg (McLaren/TAG) 1’08.477
6 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’09.334
7 Teo Fabi (Benetton/BMW) 1’09.409
8 René Arnoux (Ligier/Renault) 1’09.543
9 Derek Warwick (Brabham/BMW) 1’10.209
10 Johnny Dumfries (Lotus/Renault) 1’10.304
11 Martin Brundle (Tyrrell/Renault) 1’10.334
12 Michele Alboreto (Ferrari) 1’10.338
13 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’10.941
14 Alan Jones (Lola/Ford) 1’11.121
15 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’11.267
16 Philippe Streiff (Tyrrell/Renault) 1’11.450
17 Patrick Tambay (Lola/Ford) 1’11.458
18 Stefan Johansson (Ferrari) 1’11.500
19 Jacques Laffite (Ligier/Renault) 1’12.281
20 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’12.848
21 Andrea de Cesaris (Minardi/Motori Moderni) 1’12.980
22 Jonathan Palmer (Zakspeed) 1’13.009
23 Christian Danner (Arrows/BMW) 1’13.261
24 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’16.134
25 Huub Rothengatter (Zakspeed) 1’16.854
26 Allen Berg (Osella/Alfa Romeo) 1’18.319

Mansell em sua casa Para Piquet e conquista 4ªvitória no ano

O Grande Prêmio da Inglaterra tinha um cenário diferente do habitual, dessa vez ele iria ser disputado na lendária pista de Brands Hatch que em 1985 era realizado o GP da Europa de Formula 1, não menos espetacular do que Silvestone a pista. Mais uma vez os treinos livres quem dominou foi as Williams com Piquet largando na pole position e com Mansell em 2º. Senna com a Lotus-Renault largava em 3º com Gerhard Berger ao seu lado na segunda fila e a terceira fila a Dupla da Mclaren com Rosberg em 5º e Prost em 6º, Prost depois de 8 corridas era o líder do campeonato com 39 pontos, com Mansell logo atrás tendo 38 pontos e Senna tinha 36 pontos, Piquet já estava um pouco mais atrás com 23 pontos.

Na primeira largada tivemos o lamentável acidente que envolveu 8 carros, O piloto que mais sofreu foi Jacques Laffite que acabou tendo sérios ferimentos em suas pernas, Laffite que estava igualando a marca de 176 Grandes Prêmios e seria naquele momento o piloto com o maior número de largadas na Formula 1, acabou encerrando a sua carreira na Formula 1 por causa desse acidente. Nessa largada o Carro de Mansell quebrou e isso ocasionou a troca do carro de Mansell para o carro reserva, carro que Nélson Piquet acabou acertando caso ele precisasse, mal sábia Piquet que o feitiço viraria contra o feiticeiro.

Depois de quase 1 hora Laffite foi levado por um helicóptero para o Hospital, e a corrida pode recomeçar, Vale lembrar que um dos primeiros atendimentos foi dado pelo piloto Jonathan Palmer que além de piloto era médico.

Na Segunda largada, a Largada que acabou valendo Piquet manteve a ponta com Mansell em 2º, Berger tomou o 3ºlugar de Senna que teve que se segurar para não perder mais posições, Logo na primeira volta Berger ultrapassou Mansell e assumiu o segundo lugar, já não é surpresa que as Benetton-BMW andavam forte em pistas que valia mais a potência do motor, Apenas 22 pilotos partiam para a segunda largada: Allen Berg, Ghinzani, Danner e Laffite não tiveram condições de largar para a segunda largada.

Mansell na 3ºvolta passou Berger e retomou a 2ºposição e assim se restabeleceu o domínio das Williams, Berger já começava a ficar para Senna e Rosberg que brigavam pelo 4ºlugar enquanto isso Mansell começava a querer se aproximar de Piquet para lutar pela ponta da corrida. Após 7 voltas a Classificação da corrida era a seguinte: Piquet (6), Mansell (5), Berger (20), Senna (12), Rosberg (2), Prost (1).

O primeiro carro a quebrar foi de Keke Rosberg com problemas de Câmbio que deixou na mão o Finlandês. Enquanto isso as Williams dominaram a corrida e já abriram mais de 5 segundos na frente de Berger. Em 10 voltas Piquet e Mansell começou a pegar trafego dos últimos lugares que eram uma Zakspeed e de uma Minardi, No Caso eram Palmer e Nannini que tomaram uma volta dos líderes, enquanto isso Rothengatter foi para a grama mais voltou a pista, Piquet na volta 8 fazia a melhor volta da corrida com 1:12.720 – Média de 208.259 Km/h (129.406 Mph), Alboreto passou Fabi e assumiu a 6ªposição da corrida, Alboreto andando muito bem até nesse momento e Senna tinha dificuldades em segurar o 4ºlugar dos ataques de Alain Prost, Fabi fez uma parada nos boxes, Após 15 voltas completadas a Classificação era Piquet, Mansell, Berger, Senna, Prost, Alboreto e Arnoux. Thierry Boutsen foi para os boxes, mas tinha problemas no seu carro. Prost na volta 17 foi para os boxes fazer sua parada nos boxes, foi uma parada rápida feita em 9.33 segundos, Prost voltou em 9ºlugar mais acabou Patresse passando a Prost, Patresse que corria com o modelo da Brabham de 1985.

Classificação após 18 Voltas: Piquet (22:10.178), Mansell a 1.797, Berger a 16.549, Sena a 26.279, Alboreto a 37.034, Arnoux a 39.154. Um domínio total das Williams em relação a outros pilotos ultrapassando retardatários.

A partir da 20ªvolta foi um festival de abandonos, o primeiro deles foi Stefan Johansson que quebrou o seu motor Ferrari. Enquanto isso Jones e Warwick brigam pelo 8ºlugar. Na mesma volta 20 Mansell fazia a melhor volta da corrida: 1:12.363 – Média 209.288 Km/h – 130.044 Mph. Warwick passou Jones depois de uma luta com o Jones mostrando a força da BMW sobre os motores Ford.

Mansell ira para cima de Piquet para lutar pela liderança da corrida, e na volta 22 Mansell usou a força do seu motor Honda e assumiu a liderança da corrida, Gerhard Berger que estava em 3ºlugar tem problemas elétricos e também deixa a corrida na volta 23, com isso Senna assumiu a 3ªposição. Alan Jones também deixa a corria na mesma volta com problemas no acelerador do seu Lola-Beatrice enquanto isso Mansell e Piquet continuavam brigando pela ponta e ultrapassando a todos os retardatários com muita facilidade. tanto é que depois de 25 voltas Dumfries que era já o nono colocado já tinha 1 volta atrás de Mansell e de Piquet.

Na Volta 24 Abandono de Andrea de Cesaris com problemas elétricos e Rothengatter na volta seguinte com problemas de Motor. Com isso depois de um terço de corrida só tínhamos 15 carros na corrida. Classificação após 26 voltas: Mansell 31:57.120, Piquet a 1.533 , Senna a 33.376, Alboreto a 45.712, Arnoux a 47.082, Warwick a 59.948, Patrese, Prost, eles estavam na volta do líder, o Resto estava a 1 volta atrás. Senna foi para os boxes na volta 27, Mas teve problemas, seu motor morreu e a corrida para o Brasileiro acabava por ai. Prost vivia situação difícil estava em 7ºlugar com o abandono de Senna, mas sem ritmo para tentar passar ambas das Brabham.

Na Volta 30 Piquet foi para os boxes e voltou para pista após um bom trabalho da Williams de 9.04 segundos e voltou em segundo. A Williams colocou a praça para Mansell olhar na volta 31 e na volta seguinte Mansell foi para os boxes, com uma rápida parada também de 9.5 segundos, ainda que meio segundo mais lento que Piquet e dai Mansell voltou na ponta, Mas Piquet foi para cima de Mansell, Que deu uma fechada em Piquet, foi a pá de cal para Piquet ficar furioso e partir para cima de Mansell como se fosse um monstro na pista, Mas para seu azar Mansell também foi fera e defendeu a posição. Alboreto fez a troca na volta 33. Classificação após 33 voltas: Mansell 40:49.972, Piquet a 0.118, Arnoux a 30.281, Prost a 45.786, Warwick a 46.794, Alboreto a 53.030.

Mansell conseguiu abrir um pouco de Piquet enquanto isso Prost já estava em 4ºlugar e buscando a 3ªposição de Arnoux. Na volta 35 Piquet faz a melhor volta com o tempo de 1:11.250 – 212.555 km/h – 132.076 Mph, estávamos chegando na metade da corrida com 15 carros na corrida, Thierry Boutsen voltou a corrida, mas com Várias voltas atrás do Líder e só para fazer número. Dumfries parou para os boxes para trocar os pneus, ele era a esperança da Lotus para pontuar na Inglaterra. Piquet continua pressionando e indo para trás de Mansell na luta pelo primeiro lugar, Depois das Williams vinha Rene Arnoux muito bem na 3ªposição, Arnoux foi para os boxes e a Ligier fez um trabalho muito ruim com a troca de Arnoux e com isso Prost assumiu a 3ªposição e Alboreto assumiu o Quarto Lugar. Ricardo Patrese deixou a corrida, O Motor BMW não resistiu a corrida e deixou o Italiano na Mão, isso na volta de número 40.

Classificação após 40 voltas: Mansell, Piquet, Prost, Alboreto, Arnoux, Warwick.

Por enquanto Alboreto era um surpresa na 4ªcolocação com a Ferrari que andava mal das pernas na temporada de 1986, uma belíssima corrida de Alboreto com a Ferrari, Tirando a briga pela ponta, as outras posições não tínhamos uma briga intensa por posições pelos primeiros lugares. Prost tranquilo em 3º, Alboreto tranquilo em 4º, Arnoux tranquilo em 5º e Fabi surpreendentemente em 6ºlugar depois de ficar nas últimas posições depois da largada após um pit stop antecipado ultrapassou a Derek Warwick que passava a ser 7ªcolocado.

Enquanto isso Mansell e Piquet dava uma volta em Alboreto que era o Quarto colocado, só tínhamos na volta 43 para 44 Mansell, Piquet e Prost na mesma volta do Líder e Piquet tenta um novo ataque sobre Mansell. Enquanto isso Teo Fabi deixava a corrida após esta durante 3 voltas em 6ºlugar, Com isso Warwick assumia de novo o 6ºlugar. Mansell na volta 48 quebrava de novo os ponteiros do tempo e fazia a melhor volta da corrida 1:10.345 – 215.290 km/h – Média 133.775 mph.

Uma Tyrrell atrapalha a Mansell e Piquet se aproveitou para tentar passar Mansell em mais um round dos dois pilotos da Williams. Prost em 3º já começava a preparar uma nova parada para os boxes, isso que acontece na volta 50 fazendo sua segunda parada em 10 segundos e em 3ºlugar ainda, Nannini deixava a corrida na volta 50, a Minardi que não tinha terminado nenhuma corrida em 86 estava perto disso em Brands Hatch.

Alboreto que tinha uma ótima quarta posições quebrou o Turbo de seu Ferrari e abandonou a corrida, Infelizmente a desgraça da Ferrari continuava em 1986. Classificação após 55 voltas: Mansell a 1:07.02.744 – Piquet a 1.356 – Prost a 1 volta –Warwick a 1 volta – Arnoux a 1 Volta e Tambay a 2 voltas – Depois Brundle, Streiff, Dumfries e Palmer e depois com mais de 10 voltas de atraso estava Thierry Boutsen com a Arrows.

Arnoux com isso assumia o Quarto lugar, e Warwick em 5º e Tambay em 6º cm a Lola-Bearice. Arnoux foi para os boxes na volta 54 e com isso Warwick assumia a 4ªcolocação, Mas Arnoux recuperaria a 4ªposição ultrapassando a Warwick. Enquanto isso Mansell e Piquet continuavam na Briga pelo primeiro lugar Warwick e Arnoux iriam levar 2 voltas do líder.

Na Parte final da corrida Mansell tentava fugir de Piquet que tentava uma cartada final para cima de Mansell. Partick Tambay que vinha em 6ºlugar deixava a corrida com problemas de Câmbio, com isso o primeiro ponto da Lola ficava para a próxima oportunidade. Enquanto isso Mansell fazia a volta mais Rápida com 1:09.808 – Média 216.946 Km/h – 134.804 Mph, Restando 10 voltas para o final da corrida tínhamos apenas 10 carros na corrida, na verdade 9 pilotos, até por que Boutsen estava a mais de 10 voltas e portanto ele não contava para a classificação. Na Volta 68 Mansell fazia 1:09.678 – Média 217.351 Km/h – 135.056 Mph.

Quando finalmente parecia que iria ter um ataque Mansell se distanciou de Piquet e com isso garantiu sua quarta vitória na temporada de 1986. Num dia em que os dois carros da Williams sobraram na turma. Prost completou o pódio em 3ºlugar num dia ruim para ele, mas Salvou o dia com o pódio e vendo Senna fora da corrida e ficava perto de Mansell na luta pelo título, Senna ficaria a 11 pontos e Piquet ficaria um pouco mais longe dos 3. Arnoux garantiu um pouco de alegria para a Ligier se é que se podia ter alegria em um dia tão ruim como a do acidente de Laffite. Para Warwick que tinha num belíssimo 5ºlugar a última volta foi cruel para ele, Que perdeu posição para Brundle, Streiff e Dumfries e acabou apenas em 8º deixando o 5º e 6ºlugares para a dupla da Tyrrell. Johnny Dumfries em 7º, Depois dos 8, apenas Palmer com a Zakspeed terminou a corrida, Mais bem longe mesmo a 6 voltas do vencedor. Já Boutsen ele passou a 13 voltas atrás do vencedor e sua colocação não foi computada por que somente é computada após o piloto completar 90% da corrida.

Para nos ingleses era só festa, Mansell ganhava e a torcida via depois de 10 anos uma vitória de um Inglês em solo natal.
O 1º Boletim médico de Jacques Laffite tinha saído Infelizmente Laffite acabou tendo fratura nas duas pernas e não iria mais correr em 1986, esse acidente acabaria por terminar sua carreira na formula 1, foram necessário muito tempo para ele voltar a andar, e dois anos para ele voltar a um carro de Formula 1, Mas não por competição, só para testes.

Resultado do GP da Inglaterra de 1986

Fotos:

View post on imgur.com

Fontes: Formel1mic, Bestlap

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Vettel vence de maneira avassaladora o GP da Inglaterra

Como uma rajada de vento, O Alemão Sebastian Vettel venceu de Forma incontestável o GP da Inglaterra, disputado hoje em Silverstone que pode ter sido a última corrida em Silverstone da história, pois pode ser que Donington Park seja a sede para a corrida inglesa em 2010.

Vettel na pole manteve a ponta da corrida, com Rubens Barrichello em 2º e Mark Webber em 3º. Quem largou muito bem foi Felipe Massa que passou de 11º para a 8ºPosição, Não foi o mesmo caso de Jenson Button que largou mal e perdeu 3 posições, caindo para a 9ªPosição.

Desde do começo da prova foi constratado o ritmo esmagador do Alemão da Red Bull, em poucas voltas Vettel abria por volta 1 segundo em cima de Rubens Barrichello e Mark Webber. Nada se modificava na primeira parte da corrida, na Parte de Trás quem chamava a atenção era de Fernando Alonso tentando ultrapassar o Alemão Nick Heidfeld que estava com o bico danificado e mesmo assim conseguiu segurar o Espanhol com o seu medíocre carro da Renault.

Até que chegaram os pits, que se iniciou pelo Kazuke Nakajima que fazia um excelente inicio de corrida, figurando uma ótima 4ªPosição. Nas paradas de Pit, o Japonês da Williams foi o mais prejudicado perdendo 5 posições e caindo para o nono lugar. Após as paradas, Mark Webber tomou o 2ºLugar do Barrichello, e dai em diante foi um passeio para as Red Bull. Enquanto que Rubens Barrichello Brigava com o Carro para manter o 3ºLugar, atrás pressionando Nico Rosberg e Felipe Massa, Jenson Button ficou numa corrida muito apagada, quase desapercebido e em Nenhum momento  fez frente ao seu companheiro de equipe.

Em nada mudou na segunda parada de todos os pilotos. A Red Bull sobrou na turma, Sebastian Vettel venceu e Mark Webber chegou em segundo lugar. A Segunda Dobradinha da equipe Austríaca no ano. Rubens Barrichello conquistou o terceiro lugar e pela primeira vez no ano terminou na Frente do seu companheiro de equipe.  Jenson Button que chegou a ficar de fora da zona de pontos, Reagiu após a segunda parada, Ganhou 2 Posições e tentou buscar Nico Rosberg, mas não conseguiu ir além da  6ºposição.

Felipe Massa fazendo excelente corrida, largando da 11ºPosição para terminar a prova em  4ºLugar, Nico Rosberg também foi  muito bem, Levando a Williams ao 5º. Jarno Trulli da Toyota e Kimi Raikkonen da Ferrari completaram a Zona de Pontos. Timo Glock e Giancarlo Fisichella completaram os 10 primeiros.

Nelsinho Ângelo Piquet terminou em 12ºLugar e pela primeira vez na temporada superou Fernando Alonso que terminou numa patética 14ªPosição. Lewis Hamilton correu dentro da media da Patética Mclaren de hoje, terminando em 16ºLugar.

A Próxima Corrida é o GP da Alemanha, a pergunta que não quer calar, será que as Red Bull superaram as Brawn?

Resultado final do GP da Inglaterra
Temporada 2009

pos Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo
1 15 Sebastian Vettel Red Bull RB5 Renault RS27 60 1:22:49.328
2 14 Mark Webber Red Bull RB5 Renault RS27 60 a 15.188s
3 23 Rubens Barrichello Brawn BGP 001 Mercedes FO 108W 60 a 41.175s
4 3 Felipe Massa Ferrari F60 Ferrari 056 60 a 45.043s
5 16 Nico Rosberg Williams FW31 Toyota RVX-09 60 a 45.915s
6 22 Jenson Button Brawn BGP 001 Mercedes FO 108W 60 a 46.285s
7 9 Jarno Trulli Toyota TF109 Toyota RVX-09 60 a 1:08.307s
8 4 Kimi Räikkönen Ferrari F60 Ferrari 056 60 a 1:09.622s
9 10 Timo Glock Toyota TF109 Toyota RVX-09 60 a 1:09.823s
10 21 Giancarlo Fisichella Force India VJM02 Mercedes FO 108W 60 a 1:11.522s
11 17 Kazuki Nakajima Williams FW31 Toyota RVX-09 60 a 1:14.023s
12 8 Nelson Piquet Renault R29 Renault RS27 59 a 1 Volta
13 5 Robert Kubica BMW Sauber F1.09 BMW P86/9 59 a 1 Volta
14 7 Fernando Alonso Renault R29 Renault RS27 59 a 1 Volta
15 6 Nick Heidfeld BMW Sauber F1.09 BMW P86/9 59 a 1 Volta
16 1 Lewis Hamilton McLaren MP4-24 Mercedes FO 108W 59 a 1 Volta
17 20 Adrian Sutil Force India VJM02 Mercedes FO 108W 59 a 1 Volta
18 12 Sebastien Buemi Toro Rosso STR4 Ferrari 056 59 a 1 Volta
11 Sebastien Bourdais Toro Rosso STR4 Ferrari 056 37 Colisão
2 Heikki Kovalainen McLaren MP4-24 Mercedes FO 108W 36 Colisão

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: