Na Espanha, Max Verstappen vence sua primeira vitória da Carreira com a Red Bull

Max Verstappen em sua estreia na Red Bull conquista vitória na Catalunha após ter largado na 4ªposição, Um dos pontos chave para isso acontecer foi logo depois a largada que teve Rosberg largando melhor que Hamilton e assumindo a liderança da prova quando Hamilton de maneira estupida acabou rodando e levando Rosberg  junto para a Caixa de Brita fazendo os dois carros da Mercedes abandonando a corrida e impedindo Rosberg de chegar ao 8ºtriunfo consecutivo na sua carreira.

O Safety Car entrou na pista para a limpeza da pista, Com isso Ricciardo era o líder seguido de Verstappen, Sainz que pulou do 8º para o 3ºlugar, Vettel, Raikkonen e Bottas. A Relargada aconteceu na volta 3 com Riccardo e Verstappen na frente e com Sainz jr. segurando a Vettel que tentou passar de todas as formas ao piloto Espanhol da Toro Rosso fato conseguido na volta 8 conquistando o 3ºlugar na volta anterior Vettel tentou a ultrapassagem por fora sem sucesso, Com a ultrapassagem ele partia para cima dos dois carros da Red Bull, Ficou a cargo de Raikkonen partir para cima de Sainz jr.

Na volta 9 Raikkonen tentou passar Sainz por fora, Mas passou por fora da pista e teve de devolver posição para o piloto da Toro Rosso. A primeira rodada de parada nos boxes começou com Sérgio Perez na 10ªVolta na mesma volta que Raikkonen conseguiu a ultrapassagem sobre Sainz jr. assumindo o 4ºlugar. Dos 4 primeiros colocados Daniel Ricciardo parou na volta 11 para 12 com 2.5 segundos o tempo da parada nos boxes. Na volta seguinte Verstappen foi para os boxes com 2.7 segundos, Raikkonen com 2.6 segundos e Bottas com 2.3 segundos na volta 13. Os últimos a pararem foram Vettel, Grosjean, Gutierrez e Haryanto sendo que o piloto da Manor com os pneus duros e fez tempos bem razoáveis no começo de prova.

Vettel fez a parada na 16ªVolta, na mesma volta de Romain Grosjean e Esteban Gutierrez.

Massa começava a atacar Fernando Alonso numa disputa pelo 10ºlugar, Mesmo com a falta de Potência do motor Honda a Mclaren com a Honda mostra evolução por não esta tomando ultrapassagens como no ano passado, Massa teria o incomodo de Romain Grosjean atrás na disputa pelo 11ºlugar, A Dificuldade de um espaço das ultrapassagens na Espanha tem suas vantagens mas não favorece uma corrida em muitos aspectos, Alonso segurava a turma formada pelo Massa, Romain Grosjean e Nico Hulkenberg.

Espanha_Domingo16 (3)

Na frente Ricciardo, Verstappen e Vettel faziam a disputa pela primeira posição da corrida com o Raikkonen mais atrás. Depois disso Bottas em 5º e Sainz jr. estava em uma boa 6ªposição. Hulkenberg na volta 21 deixava a corrida com problemas em seu carro deixando a corrida, Haryanto levou o pneu Médio até a volta 24 e acabou indo para os boxes e voltou exatamente frente dos lideres. O piloto Indonésio não atrapalhou os lideres e acabou quase parando do carro para eles passarem.

Massa foi o primeiro a parar nos boxes para a segunda parada na 26ªVolta. O primeiro dos líderes a parar foi Daniel Ricciardo na 28ªVolta, Vettel na 30ªVolta fez sua segunda parada. Verstappen na liderança e Raikkonen em 2º não pararam nos boxes indicando que poderiam ir para 2 paradas.

Verstappen parou na volta 35 e Raikkonen parou na volta 36 ambos com pneus duros para irem até o final da prova enquanto que Ricciardo e Vettel tinham que fazer mais uma parada nos boxes e disputavam posição. Mas Vettel na volta 38 foi para os boxes para usar os pneus médios para ir até o final da prova.

Ricciardo manteve a tática de três paradas e foi para os boxes na 43ªVolta para colocar os pneus médios para terminar a corrida e tirar 10 segundos dos líderes e passar Vettel, Raikkonen e Verstappen para vencer a corrida. Na volta 46 Alonso que tinha feito uma bela corrida em Barcelona acabou deixando a prova com a Mclaren.

Na Parte final da corrida Verstappen, Raikkonen e Vettel com 2 paradas na frente de Ricciardo que tinha melhores pneus e na teoria ele poderia vencer a prova, Na 59ªVolta Daniel Ricciardo passou Vettel, Mas perdeu a curva e com isso o piloto Alemão teve a chance de voltar ao 3ºlugar, Aliás Vettel teve uma defesa impecável impedindo essa ultrapassagem de acontecer por várias voltas e com o decorrer das voltas e das tentativas os Pneus de Ricciardo foi para o Espaço e o piloto da Red Bull ficou para trás, Na disputa pela vitória Verstappen manteve-se firme na ponta suportando a pressão em cima de Kimi Raikkonen e conquistou sua primeira vitória na sua carreira.

Mas que primeira vitória foi essa, Tapando uma falta de esportividade, Um tapa na cara do esporte em favor dos negócios, Minha opinião é essa: “Tem a vitória, Mas não terá minhas palmas, Nem meus parabéns e isso vale para a equipe também!” Raikkonen em 2º posso considerar como o vencedor moral da corrida (Seria muito bom para o Esporte que o Finlandês tivesse vencido) Numa bela corrida chegando na frente de Vettel que teve uma brilhante defesa em Daniel Ricciardo ficando em 3ºlugar, Já o Australiano teve um pneu furado e com isso teve de fazer uma parada extra para ficar com o 4ºlugar.

Valtteri Bottas ficou a mais de 40 segundos do vencedor em 5ºlugar o que demonstra que a Williams esta longe de disputar posições com a Ferrari e Red Bull e muito atrás mesmo da Mercedes.

Espanha_Domingo16 (1)

Carlos Sainz jr. correndo em casa conquistou um bom 6ºlugar com a sua Toro Rosso, Em corrida discreta o Mexicano Sergio Perez levou o melhorado VJM09 para um animador 7ºlugar para um time que vive problemas com o dono da equipe enfrentando problemas com a justiça, Felipe Massa numa recuperação muito boa saiu do 18ºlugar para ficar em 8ºlugar a menos de 1 segundo de Perez. Completaram a Zona de pontuação os pilotos Jenson Button com a Mclaren e Daniil Kvyat com a Toro Rosso em 10ºlugar, Ele acabou sendo a vitima de um golpe e se a Red Bull tiver um pouco de moral que ainda tem que desfaça esse absurdo já para Mônaco para o bem do esporte.

Esteban Gutierrez caiu para o 11ºlugar no Final com a Haas, Marcus Ericsson dando mais uma Surra em Felipe Nasr com o 12ºlugar na frente dos dois pilotos da Renault (Dessa vez com Jolyon Palmer ficando na frente de Kevin Magnussen) Felipe Nasr em mais uma corrida ruim (Talvez o pior piloto até agora da temporada) em 15ºlugar e completando os pilotos que completaram a prova os dois pilotos da Manor Pascal Wehrlein e Rio Haryanto que teve uma tática interessante em largar com os pneus médios e ficar 24 voltas com esse pneu no começo da corrida chegando a ficar em 9ºlugar, Destaco isso em um piloto que se batia muito que seria o novo Maldonado da Categoria. Daqui a 2 semanas teremos o GP de Mônaco de Formula 1.

Resultado Final do GP da Espanha de Formula 1:

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Abandono Grid
1 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 Tag Heuer 66 1:41:40.017 4
2 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 66 a 0.616 5
3 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 66 a 5.581 6
4 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 Tag Heuer 66 a 43.950 3
5 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 66 a 45.271 7
6 Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 66 a 1:01.395 10
7 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 66 a 1:19.538 8
8 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 66 a 1:20.707 18
9 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 65 a 1 volta 12
10 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 65 a 1 volta 13
11 Esteban Gutierrez 21 Haas VF-16 Ferrari 059/5 65 a 1 volta 16
12 Marcus Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 059/5 65 a 1 volta 19
13 Jolyon Palmer 30 Renault RS16 Renault RE16 65 a 1 volta 17
14 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 059/5 65 a 1 volta 20
15 Kevin Magnussen 20 Renault RS16 Renault RE16 65 a 1 volta 15
16 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 65 a 1 volta 21
17 Rio Haryanto 88 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 65 a 1 volta 22
18 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 059/5 56 a 10 Voltas Freios 14
19 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 45 a 21 Voltas Unidade de Potência 9
20 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 20 a 46 Voltas Vazamento de Óleo 11
21 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 0 a 66 Voltas Acidente 1
22 Nico Rosberg 6 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 0 a 66 Voltas Acidente 2

Kevin Magnussen foi Punido em 20 Segundos acrescentados ao seu tempo de corrida..

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Williams/Renault/Manor

Pela troca troca de pilotos injustificável Red Bull de forma negativa chama atenção no final de semana do GP da Espanha

GP da Espanha vai ser marcada pela lamentável atitude da Red Bull que em uma atitude canalha trocou os pilotos em Detrimento do Russo Daniil Kvyat e em favorecimento ao Max Verstappen isso em 4 corridas do campeonato desse ano o que eu já expliquei na minha coluna sobre isso (Link da Coluna Aqui) Confesso que me revoltei muito com essa situação que acontece com as equipes ligadas ao Grupo da Red Bull.

O fato é que todos os fãs e jornalistas do mundo inteiro deve considerar essa punição como imoral esse ato como deve ser imoral a Dick Mateschitz ter 2 equipes na Formula 1 como ele é dono da Red Bull e da Toro Rosso para evitar que esse tipo de manobra que se começar a virar pratica comum caso a Alfa Romeo compre a Sauber e qualquer uma equipe grande compre uma pequena e torne ela uma equipe Filial com 1 só dono (Quem tiver vontade e desejar que isso mude assine essa petição online para pedir a volta de Kvyat a Red Bull e a volta de Verstappen a Toro Rosso)

O que fez a Red Bull é falta de Respeito e um absurdo com o Esporte a Motor.
O que fez a Red Bull é falta de Respeito e um absurdo com o Esporte a Motor.

Sobre os treinos livres a Ferrari pode sim disputar me pé de igualdade com a Mercedes, Mas é difícil pelo desempenho das Mercedes com os pneus duros conseguindo fazer tempos semelhantes a Ferrari com os pneus médios o que leva a crer que em ritmo de classificação a diferença entre os dois deve estar entre 4 a 6 décimos ainda a favor da Mercedes e na corrida o ritmo das duas equipes pode diminuir dependendo do que acontecer na prova, Mas ainda é pouco para evitar uma possível vitória da equipe Alemã e pela fase de Nico Rosberg possivelmente podemos ver o líder do campeonato partir para a 8ªVitória seguida.

Com isso Nico (esta invicto desde do GP do México de 2015) estaria a 1 vitória de se igualar a Sebastian Vettel como o piloto que mais venceu seguidamente na Formula 1 com 9 vitórias consecutivas desde do GP da Bélgica de 2013 até o GP do Brasil de 2013.

A Williams e a Red Bull devem disputar o 3ºlugar entre as equipes com vantagem para o time Austríaco devido a pista favorecer a aerodinâmica ao invés da Motorização da Williams que tem seguramente um motor melhor, Mas não tiro dessa Briga a Toro Rosso, a Force India e até a Haas que tem apanhado sempre no primeiro dia de atividades para disputar posições na frente e evoluindo durante o final de semana assim como acontece com a Renault que tem problemas em extrair velocidade do seu carro nos treinos e melhora durante a corrida. Já a Sauber com sérios problemas financeiros estaria cada vez mais próximo de perder posicionamento para a Manor que esta com uma evolução de seu carro.

Amanhã teremos o 3ºTreino Livre e a Classificação para o Grid de Largada do GP da Espanha de Formula 1 a partir das 9 da manhã Horário de Brasília

Resultado dos Treinos Livres de Sexta-feira – GP da Espanha

1ºTreino Livre

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Número de Voltas completadas
1 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:23.951 22
2 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:24.089 18
3 Nico Rosberg 6 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:24.454 34
4 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:24.611 33
5 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 Tag Heuer 1:25.416 25
6 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 Tag Heuer 1:25.585 29
7 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:25.672 36
8 Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:26.078 19
9 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:26.186 32
10 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:26.243 18
11 Kevin Magnussen 20 Renault RS16 Renault RE16 1:26.576 30
12 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:26.583 21
13 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:26.938 27
14 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:27.064 9
15 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:27.253 27
16 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:27.258 17
17 Esteban Gutierrez 21 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:27.283 18
18 Marcus Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:27.392 24
19 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:27.610 19
20 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:28.084 29
21 Rio Haryanto 88 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:29.052 34
22 Esteban Ocon 45 Renault RS16 Renault RE16 6
Manor pode realmente superar a Sauber na Catalunha
Manor pode realmente superar a Sauber na Catalunha

2ºTreino Livre

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Número de Voltas completadas
1 Nico Rosberg 6 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:23.922 35
2 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:24.176 31
3 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:24.641 27
4 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:25.017 35
5 Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:25.131 39
6 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 Tag Heuer 1:25.194 37
7 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:25.342 31
8 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 Tag Heuer 1:25.375 31
9 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:25.437 32
10 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:25.453 35
11 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:25.708 30
12 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:25.893 20
13 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:25.899 33
14 Kevin Magnussen 20 Renault RS16 Renault RE16 1:26.244 40
15 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:26.375 44
16 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:26.491 36
17 Jolyon Palmer 30 Renault RS16 Renault RE16 1:26.770 16
18 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:26.960 40
19 Rio Haryanto 88 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:27.252 39
20 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:27.812 40
21 Esteban Gutierrez 21 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:28.205 9
22 Marcus Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:28.501 42

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Red Bull/Toro Rosso/Manor

Em cima dos Espanhóis Rossi de ponta a ponta conquista vitória em Jerez

Valentino Rossi depois de um fracasso nas Americas e de inicio tímido de temporada finalmente desencantou em 2016 em uma exibição perfeita em Jerez o Italiano venceu a primeira das três provas na Espanha.

Na Largada Rossi manteve a liderança com Lorenzo em Segundo e Dovizioso em 3º, Mas logo Marquez e Pedrosa em grande largada saiu do 7º para o 4ºlugar, O Veterano Rossi que completa 20 anos de Mundial de Motovelocidade começou a abrir diferença para Lorenzo que estava duelando com Marc Marquez numa bela disputa pelo segundo lugar, Enquanto uma Honda atacava a outra Honda a de Dani Pedrosa sofria pressão de Aleix Espargaró com a Suzuki que tem uma boa ciclística que favorecia as motos Japonesas ao contraio da Ducari que não se adaptava tão bem a Jerez. Andrea Dovizioso acabou perdendo posições para ambas das Suzuki e acabou com problemas em sua moto abandonando a corrida em uma fase aonde nada da certo para o piloto Italiano.

jejrez_domingo_2016_motogp (1)

Lorenzo resistiu a pressão de Marc Marquez que aos poucos foi percebendo que não estava com condições de disputar posição com as Yamaha e tratou de manter o 3ºlugar enquanto que Lorenzo foi para cima buscar Valentino Rossi que manteve a diferença de 3 segundos na liderança da prova que teve muita poucas disputas, A se destacar a recuperação de Andrea Iannone que conseguiu ao menos salvar o 7ºlugar, Já Dani Pedrosa segurou a pressão de Aleix Espargaró (Em sua melhor corrida da temporada) na frente de Marevick Viñales que vem sendo a estrela da Suzuki nesse ano.

jejrez_domingo_2016_motogp (8)

Rossi levava assim sua primeira vitória na temporada de 2016, totalizando 113 vitórias em sua carreira como piloto do Mundial de Motovelocidade de ponta a ponta para não deixar dúvidas de que derrotou seus principais adversários na disputa pelo titulo (Ou diria inimigos mortais) Jorge Lorenzo que completou a prova em segundo lugar e a Marc Marquez que continua líder do campeonato em 3ºlugar na prova de Domingo.

jejrez_domingo_2016_motogp (4)

Dani Pedrosa com uma boa largada ficou mesmo em 4ºlugar na frente dos dois pilotos da Suzuki que aproveitaram a boa ciclística da Moto aliada ao traçado muito favorável de Jerez para  levarem Aleix Espargaró ao 5ºlugar e Marevick Viñales para o 6ºlugar. Ao contraio da Ducati que teve como melhor resultado o 7ºlugar de Andrea Iannone que não fez um bom final de semana. Mesmo assim Iannone ficou na frente de Pol Espargaró que continua vindo de forma constante no campeonato com a Tech 3 em 8ºlugar, Destaque para Eugene Laverty que andou muito bem mesmo com a Ducati de 2014 levando um belíssimo 9ºlugar, Fechando os 10 primeiros o Espanhol Hector Barberá com a Avintia Ducati 2014.

Apesar de um desempenho pífio pela moto que tem Cal Crutchlow marcou seus primeiros pontos na temporada com o 11ºlugar com a LCR Honda, Bradley Smith em dificuldades de acompanhar seu companheiro de equipe ficou em 12 assim como o Loris Baz que ficou em 13º. Stefan Bradl salvou dois pontos com a Aprilla em 14º e Yonny Hernandez que vem tomando uma surra do Laverty fechou a zona de pontuação, Para fechar um desempenho ruim da Marc VDS e horroroso da Pramac em Jerez.

Daqui a 2 semanas teremos o GP da França em Le Mans no circuito de Bugatti com Marquez na liderança depois de 2 vitórias e 2 terceiros lugares com Lorenzo e Rossi em busca da Formiga Atômica.

jejrez_domingo_2016_motogp (9)

Resultado final da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Espanha – Jerez de la Fronteira

1 46 Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) 45’28.834
2 99 Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) a 2.386
3 93 Marc Marquez (Repsol Honda Team Honda) a 7.087
4 26 Dani Pedrosa (Repsol Honda Team Honda) a 10.351
5 41 Aleix Espargaró (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 14.143
6 25 Maverick Viñales (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 16.772
7 29 Andrea Iannone (Ducati Team Ducati) a 26.277
8 44 Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 30.750
9 50 Eugene Laverty (Aspar Team MotoGP Ducati) a 32.325
10 8 Hector Barbera (Avintia Racing Ducati) a 32.624
11 35 Cal Crutchlow (LCR Honda Honda) a 38.497
12 38 Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 39.669
13 76 Loris Baz (Avintia Racing Ducati) a 45.227
14 6 Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 47.886
15 68 Yonny Hernandez (Aspar Team MotoGP Ducati) a 47.988
16 51 Michele Pirro (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) a 49.414
17 43 Jack Miller (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda) a 49.513
18 53 Tito Rabat (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda) a 53.334
19 45 Scott Redding (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) a 1’05.555

Não Terminaram a corrida:

4 Andrea Dovizioso (Ducati Team Ducati) a 18 Voltas
19 Alvaro Bautista (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Espanha de 1991 – Epson Nakajima Araujo

Grid de Largada:

GP da Espanha de 1991

1.Gerhard Berger (McLaren-Honda) 1:18.751
2.Nigel Mansell (Williams-Renault) 1:18.970
3.Ayrton Senna (McLaren-Honda) 1:19.064
4.Riccardo Patrese (Williams-Renault) 1:19.643
5.Michael Schumacher (Benetton-Ford) 1:19.733
6.Alain Prost (Ferrari) 1:19.936
7.Jean Alesi (Ferrari) 1:20.197
8.Ivan Capelli (Leyton House-Ilmor) 1:20.584
9.Emanuele Pirro (Dallara-Judd) 1:20.651
10.Nelson Piquet (Benetton-Ford) 1:20.676
11.Martin Brundle (Brabham-Yamaha) 1:20.677
12.Mark Blundell (Brabham-Yamaha) 1:20.724
13.Maurício Gugelmin (Leyton House-Ilmor)1:20.743
14.Stefano Modena (Tyrrell-Honda) 1:20.788
15. Jyrki Järvilehto (Dallara-Judd) 1:20.967
16.Gianni Morbidelli (Minardi-Ferrari) 1:21.801
17.Andrea de Cesaris (Jordan-Ford) 1:21.865
18.Satoru Nakajima (Tyrrell-Honda) 1:22.114
19.Pierluigi Martini (Minardi-Ferrari) 1:22.510
20.Alessandro Zanardi (Jordan-Ford) 1:22.580
21.Mika Häkkinen (Lotus-Judd) 1:22.646
22.Gabriele Tarquini (Fondmetal-Ford) 1:22.837
23.Éric Bernard (Lola-Ford) 1:22.944
24.Michele Alboreto (Footwork-Ford) 1:23.145
25.Érik Comas (Ligier-Lamborghini) 1:23.359
26.Thierry Boutsen (Ligier-Lamborghini) 1:23.553

Não se classificaram

27.Aguri Suzuki (Lola-Ford) 1:24.211
28.Nicola Larini (Lambo-Lamborghini) 1:25.330
29.Michael Bartels (Lotus-Judd) 1:25.392
30. Eric van de Poele (Lambo-Lamborghini) 1:27.501
31.Alex Caffi (Footwork-Ford) –
32.Fabrizio Barbazza (AGS-Ford) –
33.Olivier Grouliard (AGS-Ford) –

GP da Espanha de 1991 – Pro Epson Araujo

Vitória de Nigel Mansell botando fogo no campeonato, e empurrando novamente a decisão para o GP do Japão.

A expectativa era enorme para a equipe McLaren e Williams.
A principal estratégia da McLaren era que Gerhard Berger saísse na frente e mantivesse um ritmo forte para que ganhasse a corrida e desse o título ao Senna.
Na largada deu tudo certo para a McLaren, os dois pilotos saem na frente deixando Mansell em terceiro e Schumacher em quarto, largada boa não foi de Prost, que caiu da sexta para décima primeira posição.
Logo nas primeiras curvas acontecem dois acidentes,
A batida de Thierry Boutsen com Éric Bernard e a rodada de Stefano Modena, que o deixou para trás a corrida inteira…
Logo depois Schumacher passa Mansell, deixando o em quarto, no final da primeira volta Schumacher tenta passar Senna, mas não consegue.

No retão os seis primeiros colocados eram: Berger, Senna, Schumacher, Mansell, Alesi e Pirro.
Na segunda volta, na segunda curva Capelli e Pirro se envolvem num acidente e Capelli levou a pior, saindo da corrida, e depois no final da segunda volta Mansell passa Schumacher e parte para passar Senna.
No final da terceira volta era cronometrado 6.106 se Berger para Senna.
Quando Senna e Mansell completa a quarta volta e abrindo a quinta, Mansell no vácuo do Senna, bota o seu carro do lado de Senna, ficando roda a roda a reta inteira, como Mansell tava por dentro, Mansell faz a ultrapassagem.

514 (10)

Na sétima volta Mika Häkkinen bate com a sua Lotus, uma volta depois Berger vai para o box, mas a equipe se atrapalha marcando 16.66 segundos.
Na volta de número 9, Senna e Mansell param juntos, e o que era melhor, o box e ao lado do outro, mas a equipe McLaren foi mais rápida botando Senna a frente de Mansell, e Senna volta exatamente na frente de Berger, e Mansell fica atrás de Berger por 6 segundos.
Senna e Berger passam para primeiro e segundo, pois Patrese e Alesi não tinham parado e na décima volta os dois param, dando a seguinte classificação: Senna, Berger, Mansell, Prost, Schumacher e Piquet.
E na volta seguinte Senna e Berger trocam de posição voltando a tática da McLaren de Berger se mandar, e na mesma reta no mesmo momento, Schumacher passa Prost,
e ficando na seguinte classificação: Berger, Senna 2.843, Mansell 4.401, Schumacher 4.810, Prost 6.824 e Piquet 9.072.
Mas Senna tem um mal rendimento, recomeça a chover na décima terceira volta, Mansell chega em Senna na mesma volta, no retão Senna roda passando entre Mansell e Schumacher caindo para sétima posição atrás de Brundle, tudo isso na décima terceira volta.
Mansell se aproxima de Berger, a diferença que era de 4.401 caiu para 2.756 e na volta seguinte caiu para 1.850, e na mesma volta já no retão Mansell bota o seu carro ao lado de Berger, que nem fez com o Senna na 5ª volta, só que Berger foi mais esperto, fechou “a porta” durante a reta e Berger consegue defender a sua posição, enquanto Senna e Alesi passam Brundle e Piquet, e a volta dezesseis teve a seguinte classificação: Berger, Mansell 0.006, Schumacher 9.406, Prost 9.883, Senna 15.698 e Alesi 16.073.
A cada volta Schumacher chegava em Mansell e Berger e na vigésima volta Schumacher já tava 3.869 atrás de Mansell.
Na vigésima primeira volta a corrida é decidida a corrida, quando Mansell passa Berger por dentro, numa maneira arrojada que faz o Berger balançar e na mesma volta Schumacher roda, faltava experiência no garoto, pois era o seu primeiro ano na F-1 e entrou somente no final do ano, Schumacher então caiu para sexto, ficando a seguinte classificação: Mansell, Berger 1.334, Prost 8.863, Senna 13.970, Alesi 14.348 e Schumacher 18.063.
Mansell e Berger chegam em Tarquini na vigésima segunda volta, e Berger se atrapalha de novo, na hora de passar o Tarquini Mansell também se atrapalha, mas consegue se manter a frente de Tarquini, Berger chegou para ultrapassar a Fondmetal de Tarquini e consegue só que o seu carro escapa e Tarquini passa para frente, só no final da volta no retão Berger passa Tarquini, perdendo muito tempo.
As voltas foram se passando e dava para ver todos os seis primeiros no retão, somente depois de Mansell e Berger ultrapassaram todos os retardatários que estavam naquele trecho, os dois conseguiram abrir bastante diferença
O que atrapalhou Alesi na corrida foi a punição dele que ele recebeu na vigésima oitava volta e caiu para oitava posição, e a classificação na vigésima oitava posição era o seguinte: Mansell, Berger 2.538, Prost 11.625, Senna 16.383, Schumacher 17.782 e Patrese 22.766.
A Benetton vacila quando Piquet passou lotado no box.
A corrida toma o seu rumo de uma vez quando Berger abandona aprova com problemas elétrico na volta 33 nos boxes.
E a McLaren de Ayrton Senna foi se arrastando na pista e na volta 38 Senna é ultrapassado por Patrese e caiu para a quarta posição.
Na volta 47 a classificação era seguinte: Mansell, Prost 15.846, Patrese 31.764, Senna 44.228, Alesi 44.637 e Schumacher 1:02.694.
E a quinze voltas para o final Alesi passa Senna que caiu para quinto, e algumas voltas depois dava para perceber que Senna estava muito lento, estava tão lento que a Tyrrell de Modena que estava alguns segundos atrás se aproxima do brasileiro e não sai da sua cola até o final da corrida.
As últimas voltas foram chegando e Prost, Patrese e Alesi se aproximavam cada vez mais, e Mansell era o único que tinha folga na frente, e ainda na última volta aconteceu um acidente estranho: Zanardi, Morbidelli estavam brigando pela nona posição, os dois se tocam, Zanardi roda e sai da pista, Morbidelli roda também mas ele atinge o seu próprio companheiro, Morbidelli acerta a asa traseira de Martini, deixando a sua Minardi torta, a roda traseira direita se arrasta no chão soltando faísca e a roda dianteira esquerda empinada.
Vitória de Nigel Mansell, empurrando a missão de Senna e de Mansell para o Japão, Prost chega em segundo, Patrese em terceiro, Alesi em quarto, Senna em quinto e Schumacher em sexto.

514 (11)

Balanço das equipes que participaram


 

McLaren-Honda:

Não se esperava muito da equipe nessa corrida por causa do tipo de aerofólio, além da pista ter muitas curvas, a pista estava escorregadia, então o carro tinha que ter a pressão do aerofólio para se manter na pista com boa aderência.
O começo foi bom, a equipe começou com as duas primeiras posições conquistadas, mas a Williams de Mansell foi melhor ofuscando a atuação da equipe McLaren que só marcou dois pontos ficando atrás da Williams por um ponto no campeonato de construtores.


 

Tyrrell-Honda:

Realmente não foi um bom dia para Tyrrell, ter as duas últimas posições a três voltas atrás não foi bom, se Modena não rodasse na primeira volta teria sido uma boa corrida para ele, e Nakajima faltou competitividade.


 

Williams-Renault:

Esse sim foi um dia de festa para equipe, um ótimo carro um aerofólio com um grande downforce nesta pista molhada e cheia de curva.
O que não foi bom foi o trabalho da equipe nos boxes, ela atrapalhou o Mansell quando foi parar nos boxes.
O rendimento foi incrível, o carro esteve bom em todo o tempo, com o Patrese não foi igual, no começo da corrida ele chegou esta em oitavo, mas no final o rendimento cresceu chegando em terceiro.


 

Brabham-Yamaha:

Nada mal, o rendimento não era muito bom, mas não figurava as últimas posições.
A melhor posição da equipe na corrida foi em sexto colocado com Brundle, já o Blundell não estava ruim, mas não estava bom, mas ele não chegou ao final, porque o seu motor estourou feio.
A Brabham de Brundle chegou em décimo.


 

Footwork-Ford:

Ruim, só andava lá trás nas últimas posições e teve o seu motor estourado.
Poderia ter sido melhor, se o carro continuasse na corrida poderia ter chegado entre a décima quinta posição…


 

Lotus-Judd:

Além de Mika ter largado bem, a corrida da Lotus foi curta, logo na sexta volta Mika escorrega abandonando a corrida.


 

Fondmetal-Ford:

Além de ter tomado duas voltas foi uma boa corrida, o carro se comportou bem no seu limite chegando até o final na décima segunda posição.


 

Leyton House-Ilmor:

A equipe poderia ter sido muito melhor se Capelli não rodasse na primeira volta já o Maurício no começo da corrida ele ficava só lá trás mostrando que não ia fazer uma corrida boa, mas não foi assim, não lembro que volta mais provavelmente foi na metade da corrida, em que Prost passou Gugelmin como retardatário e a partir daí não saiu da vista de Prost, igualando o rendimento da Ferrari até o fim e Gugelmin chegou na sétima posição.


 

Benetton-Ford:

Mais uma vez o carro se mostrou ser bom, mas não ter um rendimento constante, Schumacher chegou ficar em terceiro, mas ao longo da corrida o carro não agüentou o rendimento forte e foi ficando para trás, terminando em sexto.
Já Piquet não teve um bom resultado por causa das paradas no Box, Piquet parou 5 vezes.


Dallara-Judd:

No começo Pirro se mostrou estar bem na corrida, sexta posição, estava bem na fita, mas o rendimento do carro não aguentou e terminou em décimo quinto a três voltas atrás.
Já Lehto mostrou ser um bom piloto chegando em oitavo, mantendo o ritmo ideal do carro.


 

Minardi-Ferrari:

Não foi bom e também não foi ruim, um ritmo fraco, mas não horrível, o problema que os dois carros se tocaram no final, deixando só um da equipe a terminar a corrida.


 

Ligier-Lamborghini:

No grid de largada os dois carros largaram em último, Boutsen bate na primeira volta e Comas abandona com problemas elétricos.
O carro teve um rendimento ruim, figurando nas últimas posições.


 

Ferrari:

Pode ter sido em resultado regular para a Ferrari, segundo e quarto lugar, mas o que apimentou a “não vitória” é que a Ferrari completou um ano sem vitória, um tabu ruim para a equipe italiana.
Fora desse fato à equipe foi bem, com Jean Alesi fazendo as melhores voltas, e uma boa estratégia de Prost, que largou sexto, caiu para décimo, parou cedo e chegou em segundo.


 

Lola-Ford:

Não tem muito que falar visto que Aguri Suzuki não se classificou e Éric Bernard e também.


 

Jordan-Ford:

Foi uma atuação regular e, na tabela, poderia ter sido melhor se de Cesaris não tivesse o seu carro com problemas elétricos e Zanardi não batesse na última volta.


Resultado da Corrida

Fotos:

 

View post on imgur.com

Vídeo:

Fonte das Fotos: Bestlap / Formel1mic
Vídeo: Pabloctf1