Formula V8 3.5 – confira como foi a Etapa 4 em Paul Ricard

Provas realizadas nos dias 24 e 25 de Junho

Grid de largada da 7ªCorrida da Temporada
Formula V8 3.5 – Paul Ricard

1    Matthieu Vaxiviere    (SMP Racing)    1’49.087
2    Roy Nissany    (Lotus)    1’49.257
3    Egor Orudzhev    (Arden)    1’49.326
4    Rene Binder    (Lotus)    1’49.356
5    Louis Deletraz    (Fortec)    1’49.610
6    Aurelien Panis    (Arden)    1’49.944
7    Tom Dillmann    (AVF)    1’50.004
8    Yu Kanamaru    (Ted Martin)    1’50.080
9    Vitor Baptista    (RP Motorsport)    1’50.145
10    Beitske Visser    (Ted Martin)    1’50.176
11    Alfonso Celis    (AVF)    1’50.234
12    Matevos Isaakyan    (SMP Racing)    1’50.287
13    Pietro Fittipaldi    (Fortec)    1’50.290
14    Artur Janosz    (RP Motorsport)    1’51.118
15    Giuseppe Cipriani    (Durango)    1’54.670

Como foi a sétima etapa

Antes da Largada o piloto da Arden Aurélien Panis vai para os boxes perdendo o 6ºlugar no grid de largada tendo de largar dos boxes só depois do último carro passar. A primeira largada acabou não valendo porque o carro do piloto Russo Matevos Isaakyan acabou parado e se quer conseguiu largar. Acabou o russo conseguindo largar e se juntar a Panis para a largada nos boxes deixando apenas 13 pilotos para largarem em suas posições originais.

Na Largada que valeu Orudzhev largou muito bem pulando de 3º para a primeira posição seguido de Vaxiviere e os pilotos da Lotus que estavam disputando o 3ºlugar com vantagem para Nissany, Logo Vaxiviere foi para cima do piloto Russo da Arden em busca da recuperação da primeira colocação. Ainda na primeira volta Yu Kanamaru fez bonita ultrapassagem sobre o Suíço Louis Delétraz ganhando o 7ºlugar no começo da segunda parte da primeira volta.

O francês Matthieu Vaxiviere colocava enorme pressão em Egor Orudzhev e ao final da segunda volta a ultrapassagem do piloto da SMP Racing acontece o que fez ele retornar a primeira posição com Orduzhev em segundo e Nissany em 3ºlugar com a Lotus checa que acabou por fazer a volta mais rápida da prova com 1:54.056 na segunda volta.

O Líder do campeonato Tom Dillmann estava em 5ºlugar tentando chegar no Austríaco Rene Binder para disputar o 4ºlugar. OS dois brasileiros estavam lá atrás com Pietro Fittipaldi em 10ºlugar e Vitor Baptista em 11ºlugar ambos disputando os últimos lugares na zona de pontuação. Na frente Vaxiviere estava na frente

com pouco mais de 1 segundo sobre Orudzhev que também estava vendo Roy Nissany de Israel por perto em 3ºlugar, E depois vinham Rene Binder e Tom Dillmann ainda acompanhando de longe os primeiros colocados. Disputando o 6ºlugar o piloto Japonês da Equipe de Ted Martin segurava Delétraz da equipe Fortec.

Com 25 minutos mais uma volta de corrida dos 38 minutos previstos visto que 2 minutos foram excluídos devido a volta de apresentação de acréscimo que teve nessa primeira corrida do final de semana. Após 7 voltas a classificação era essa: 1. Vaxiviere, 2. Orudzhev a 1.333 , 3. Nissany a 2.325, 4. Binder a 3.819 , 5. Dillmann a 5.296 , 6. Kanamaru a 8.696 , 7. Deletraz a 9.162 , 8. Visser a 12.773 , 9. Celis jr. a 14.994, 10. Fittipaldi a 15.987 , 11. Baptista a 16.397 , 12. Panis a 17.180 , 13. Isaakyan a 17.884, 14. Janosz a 18.974, 15. Cipriani a 29.994.

Pelo que se via na prova era que o piloto Francês estava com a corrida sob controle, toda a vez que o Russo tirava alguma vantagem lá vinha Vaxiviere e coloca uma volta colocando mais de meio segundo jogando por terra a reação do piloto da equipe Arden. Enquanto isso o Brasileiro Pietro Fittipaldi que vinha em 10ºlugar foi tocado pelo Vitor Baptista no que resultou no abandono do piloto da Fortec.

Até que na 10ªVolta Orudzhev foi para cima de Vaxiviere e conseguiu retornar a primeira posição e por pouco não perder essa posição pois curvas depois o piloto da Arden passou do ponto e acabou indo um pouco para fora da pista. Na entrada da 11ªVolta Roy Nissany também deixou Vaxiviere assumindo o segundo lugar com a Lotus checa e da forma que estava seu desempenho caiu drasticamente.

Disputando o 10ºlugar os pilotos Matevos Isaakyan e Alfonso Celis jr. enquanto que René Binder chegou em Vaxiviere para tomar o 3ºlugar e deixar o Francês de fora do pódio na entrada da 14ªVolta. Na disputa pela primeira posição Nissany tentava um ataque em cima do piloto Russo que com 1:52.801 fez a melhor volta da prova na 14ªpassagem enquanto que Nissany chega a sair de lado para acompanhar o piloto da Arden enquanto isso Dillmann estava prestes a tomar o 4ºlugar de Vaxiviere.

Classificação após 14 voltas: 1.Orudzhev – 2. Nissany a 0.974 – 3. Binder a 5.806 – 4. Vaxiviere a 6.746 – 5. Dillmann a 7.156 – 6. Kanamaru a 11.529 – 7. Delétraz a 11.703 – 8. Visser a 17.075 – 9. Panis a 19.822 – 10. Isaakyan a 22.440 – 11. Celis a 23.678 – 12. Janosz a 27.350 – 13. Cipriani a 48.319

Orudzhev passou por fora dos limites da pista perdendo três pedaços do seu carro o que poderia criar problemas para o piloto da Arden, Nisso o Israelita Roy Nissany continua na pressão teoricamente com mais carro que o piloto da Rússia.

A 7 minutos do final Vaxiviere perdeu a posição para Dillmann caindo para o 5ºlugar.

O piloto Polônes Artur Janosz que substituiu a Johnny Cecotto jr. estava em 12ºlugar na frente apenas do Veterano Giuseppe Cipriani. Continuava a disputa entre Kanamaru e Delétraz pela 6ªposição em uma disputa que foi desde da primeira volta com vantagem para o bom piloto Japonês enquanto que Nissany partiu para o ataque em cima de Orudzhev definitivamente a menos de 4 décimos atrás do piloto da Arden Motorsport.

Nissany tentou o ataque na última curva faltando 12 segundos para o final da prova e acabou que ele e Orudzhev bateram e se chocaram com o Russo ficando na frente e Nissany sem qualquer dano que comprometesse seu desempenho partiu para o ataque em cima de Orudzhev, Entrando na volta final tentando colocar seu carro em condições de ultrapassagem e com o Russo fazendo a defesa de forma perfeita.

Depois disso Egor Orudzhev conseguiu segurar a primeira posição conquistando a segunda vitória na temporada sendo o primeira a ter 2 vitórias na temporada com Roy Nissany em segundo lugar a 541 milésimos, Rene Binder completou o pódio na 3ªposição.

Tom Dillmann fez uma prova discreta e levou o carro da AVF para o 4ºlugar na frente de Matthieu Vaxiviere que foi caindo, caindo até que no final acabou ficando apenas em 5ºlugar. No final da prova Delétraz finalmente deu o troco em Kanamaru recuperando a 6ªposição. Completando a zona de pontuação os pilotos Yu Kanamaru, Aurelien Panis, Beitske Visser e Matevos Isaakyan.

Resultado final da 7ªCorrida da Temporada

1    Egor Orudzhev        (Arden)        41:42.225 e 22 Voltas
2    Roy Nissany        (Lotus)        a    0.541
3    Rene Binder        (Lotus)        a    5.647
4    Tom Dillmann        (AVF)        a    6.572
5    Matthieu Vaxiviere    (SMP Racing)    a    18.289
6    Louis Deletraz        (Fortec)    a    18.398
7    Yu Kanamaru        (Ted Martin)    a    19.218
8    Aurelien Panis        (Arden)        a    19.642
9    Beitske Visser        (Ted Martin)    a    21.571
10    Matevos Isaakyan    (SMP Racing)    a    23.606
11    Alfonso Celis        (AVF)        a    26.242
12    Artur Janosz        (RP Motorsport)    a    36.470
13    Giuseppe Cipriani    (Durango)    a    1:08.212

Não Terminaram a corrida:

Vitor Baptista        (RP Motorsport)     a 11 Voltas
Pietro Fittipaldi    (Fortec)     a 14 Voltas

Classificação do Campeonato pós 7 corridas:

1. Tom Dillmann 124
2. Louis Delétraz 85
3. Aurélien Panis 80
4. Matthieu Vaxiviere 73
5. Rene Binder 66
6. Roy Nissany 56
7. Egor Orudzhev 52
8. Johnny Cecotto jr. 43
9. Yu Kanamaru 39
10.Alfonso Celis r. 28
11.Vitor Baptista 25
12.Beitske Visser 15
13. Pietro Fittipaldi 10
14. Giuseppe Cipriani 6
15. Matevos Isaakyan 2

Grid de largada da 8ªCorrida da Temporada
Formula V8 3.5 – Paul Ricard

1    Roy Nissany        (Lotus)        1’47.933
2    Egor Orudzhev        (Arden)        1’48.266
3    Louis Deletraz        (Fortec)    1’48.532
4    Matevos Isaakyan    (SMP Racing)    1’48.574
5    Aurelien Panis        (Arden)        1’48.762
6    Rene Binder        (Lotus)        1’48.896
7    Alfonso Celis        (AVF)        1’48.921
8    Tom Dillmann        (AVF)        1’48.981
9    Matthieu Vaxiviere    (SMP Racing)    1’49.090
10    Vitor Baptista        (RP Motorsport)    1’49.330
11    Pietro Fittipaldi    (Fortec)    1’49.359
12    Artur Janosz        (RP Motorsport)    1’49.422
13    Beitske Visser        (Ted Martin)    1’49.881
14    Giuseppe Cipriani    (Durango)    1’53.144
15    Yu Kanamaru        (Ted Martin)    Sem Tempo

Como foi a oitava etapa

Na largada entre Nissany e Orudzhev acabou o piloto de Israel mantendo a liderança com Orudzhev e Delétraz logo a seguir e uma imensa disputa mais atrás com Tom Dillmann em 7ºlugar não estando em bons lençóis no começo de prova.

Nissany começava a tentar impor um ritmo alucinante e dessa forma abrir o máximo possível de Egor Orudzhev que buscava permanecer em 2ºlugar que estava sendo visado por Delétraz que era o vice-líder do campeonato e precisava aproveitar que Tom Dillmann estava em posição não muito favorável para que ele tirasse parte dos 39 pontos de distância que separava ele do piloto Francês. Aurélien Panis se defendeu bem do ataque de Binder valendo o 4ºlugar no começo da terceira volta.

Dillmann em 7º estava mais para Isaakyan do que para passar Vaxiviere que eram ambos pilotos da SMP Racing e o líder do campeonato sendo o recheio do Sanduíche enquanto que por fora no final de uma reta Vitor Baptista passou Pietro Fittipaldi assumindo o 9ºlugar.

Sem querer mais ser o recheio Dillmann foi para os boxes sendo o primeiro a realizar a parada obrigatória o que era uma chance para ele sair dessa dupla da equipe SMP Racing, Com 10 minutos de corrida Nissany não conseguiu abrir uma grande diferença para Orudzhev e Delétraz que vinham perto sem ameaçar o líder da prova, No 12ºminuto de corrida Panis e Fittipaldi foram para os boxes.

Já o Brasileiro Vitor Baptista em bom momento na prova começou a buscar os dois pulotos da equipe SMP Racing buscando um posicionamento melhor na prova. O polonês Artur Janosz fez sua parada nos boxes obrigatória assim como um piloto da SMP Racing e da Ted Martin fizeram o mesmo.

A menos de 25 minutos do final Delétraz que estava em 3ºlugar parou nos boxes sendo o primeiro dos líderes a fazer a sua troca obrigatória enquanto que Nissany e Orudzhev continuavam a prolongar a parada nos boxes. Nissany tinha uma vantagem até que razoável em cima do piloto da SMP Racing que buscava a segunda vitória assim como Nissany na categoria, Além deles os pilotos Rene Binder, Alfonso Celis jr. e Yu Kanamaru que largou do último lugar no Grid de largada não tinham feito a parada obrigatória, Já Delétraz em 6º era o primeiro piloto dos que pararam nos boxes com Panis e Dillmann logo a seguir.

Rene Binder foi para os boxes ao restarem 21 minutos para o final da corrida, Na 11ªVolta Nissany erra a chicane e perde tempo, Assim mesmo ainda manteve a liderança da corrida mas tendo muita ameaça do Russo Orudzhev enquanto que Vitor Baptista que vinha fazendo até uma corrida decente acabou abandonando a prova.

Mais da Metade da prova já tinha passado e nada de Nissany e de Orudzhev pararem o que poderia beneficiar Delétraz que vinha andando muito rápido, Celis e Kanamaru também não tinham parado nos boxes. A 15 minutos e meio do final dos 40 minutos o piloto da Arden acaba parando nos boxes e acabou voltando atrás do piloto da Fortec no que significava que Delétraz tinha acertado na sua tática de corrida e na hora de Nissany, Celis jr. e Kanamaru pararem a liderança seria do piloto Suíço caso não tivesse surpresas nas paradas dos boxes.

Visto que não adiantava ficar mais tempo sem a parada Nissany foi para os boxes assim como Celis jr. e Kanamaru. E não adiantou mesmo já que Delétraz com o carro da Fortec assumiu a liderança da prova com Nissany voltando em 2º e Orduzhev em 3ºlugar na cola do piloto da Lotus checa e a pressão não era pouca não a 12 minutos do final da prova que tinha além desses 3 nos lugares do pódio tinham Panis, Binder, Dillmann, Fittipaldi, Celis, Kanamaru e Visser nas 10 primeiras posições.

E a pressão de Egor continuava sobre o Israelita pelo segundo lugar e que valia pontuação no campeonato mesmo eles estando atrás de Dillmann que vinha não só em corrida discreta como em um final de semana discreto, Já Delétraz vinha com uma grandiosa diferença para os seus adversários mais próximos que se digladiavam pelo 2ºposto.

Na 19ªVolta Matthieu Vaxiviere com muitos problemas na segunda Bateria acabou deixando a corrida, A poucos minutos do final o Suíço já vinha administrando a sua grande diferença para Nissany que conseguiu abrir pequena, Mas importante diferença Para Orduzhev Classificação após 18 Voltas: 1. Delétraz – 2. Nissany a 6.192 – 3. Orudzhev a 7.661 – 4. Panis a 13.302 – 5. Binder a 14.675 – 6. Dillmann a 18.341 – 7. Fittipaldi a 22.464 – 8. Celis jr, 24.485 – 9. Janosz a 29.503 – 10. Kanamaru a 31.759 – 11. Visser a 32.646 – 12. Isaakyan a 34.646 – 13. Vaxiviere a 40.841.

No final da prova acabou o Japonês Kanamaru saindo da pontuação a ser ultrapassada pela Holandesa Beitske Visser que tomou o 10ºlugar em uma disputa caseira por posição. Com menos de 2 minutos para o final da prova, O piloto da Fortec Louis Delétraz estava com a prova ganha com Nissany que já tinha se estabilizado na segunda posição e Orudzhev que não tinha mais carro para acompanhar Nissany e tendo o trabalho de manter a confortável distância que ele  tinha para Panis que vinha em boa 4ªposição.

Ao final da prova a vitória ficou com o Suíço Louis Delétraz que se junta a Egor Orudzhev como os maiores vencedores da temporada com 2 vitórias e além disso tira uma bela diferença para Tom Dillmann que não teve um final de semana dos melhores do campeonato. O pódio foi completado pelo piloto da Lotus checa o Israelita Roy Nissany e o Russo da Equipe Arden Egor Orduzhev.

formulav8_paulricard-1

Resultado final da 8ªCorrida da Temporada

1    Louis Deletraz    (Fortec)    43:44.351 em 23 Voltas
2    Roy Nissany    (Lotus)    a    2.878
3    Egor Orudzhev    (Arden)    a    9.722
4    Aurelien Panis    (Arden)    a    13.381
5    Rene Binder    (Lotus)    a    14.317
6    Tom Dillmann    (AVF)    a    22.114
7    Pietro Fittipaldi    (Fortec)    a    23.489
8    Alfonso Celis    (AVF)    a    24.984
9    Artur Janosz    (RP Motorsport)    a    32.318
10    Beitske Visser    (Ted Martin)    a    37.204
11    Yu Kanamaru    (Ted Martin)    a    39.792
12    Matevos Isaakyan    (SMP Racing)    a    40.632
13    Giuseppe Cipriani    (Durango)    a    1:37.173

Não Terminaram a corrida:

Matthieu Vaxiviere    (SMP Racing)    a 5 Voltas
Vitor Baptista    (RP Motorsport)    a 14 Voltas

Classificação do Campeonato após 8 corridas

1. Tom Dillmann 132
2. Louis Delétraz 110
3. Aurélien Panis 92
4. Rene Binder 76
5. Roy Nissany 74
6. Matthieu Vaxiviere 73
7. Egor Orudzhev 67
8. Johnny Cecotto jr. 43
9. Yu Kanamaru 39
10. Alfonso Celis jr. 32
11. Vitor Baptista 25
12. Pietro Fittipaldi 16
13. Beitske Visser 16
14. Giuseppe Cipriani 6
15. Artur Janosz 2
16. Matevos Isaakyan 2

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Motorsport.com

24 Horas de Le Mans teve um final incrível: Porsche vence e o Ford GT voltou com a vitória

Coluna de Deivison da Conceição

Eu confesso que acompanhei apenas metade das 24 horas desse ano e ouvindo a transmissão pela rádio em inglês e vi pelos on boards e pelo Live timing da Ford que gentilmente deixou que agente colocasse no meu site o player deles na corrida (Não conseguimos arranjar o player oficial da corrida) e dai vi uma parte do começo da corrida que estava por sobre chuva e com isso a corrida começou com Safety Car até a pista dar uma melhorada e dai a corrida começar de verdade.

Pelo que vi da corrida eu posso dizer que não teve em nenhum momento a Audi nessa disputa pela vitória e a disputa ficou mesmo entre os carros da Toyota e da Porsche, Dessa vez a Toyota buscou a confiabilidade que nunca teve para vencer nas primeiras corridas do WEC além de um carro melhor e pelo andar da carruagem na corrida parecia que finalmente a equipe Japonesa iria conseguir a vitória nas 24 horas de Le Mans e que finalmente a Toyota colocaria seu nome na história do automobilismo mundial com Sebastian Buemi/Anthony Davidson/Kazuki Nakajima.

Já estava praticamente ganha a corrida com mais de 30 segundos de vantagem para o Carro da Porsche do Trio Marc Lieb/Romain Dumas/ Nell Jani quando a poucos minutos do final um problema de motor acabou jogando 1 ano de trabalho e tudo que fizeram no lixo, Nem mesmo foram computados na segunda posição pelo regulamento eles foram eliminados e acabaram deixando o segundo lugar para os seus companheiro de equipe na Toyota (Mike Conway/Stéphane Sarrazin/Kamui Kobayaashi)  e a Audi ainda pegou o 3ºlugar na categoria principal do WEC com Löic Duval/Lucas di Grassi/Olivier Jarvis.

Pior que isso é que por causa de um regulamento babaca de que o piloto que não recebia o resultado porque não fez a última volta ou ele faz ela em 11 minutos, Eu teria dado o segundo lugar para o carro que quebrou no final da corrida, Tirando a MotoGP nenhuma categoria no mundo faz isso, Depois da corrida Kazuki Nakajima estava em plantos por perder uma corrida que estava praticamente certa que estaria nas mãos dele, Corridas são assim o imponderável acontece, Mas esse nos últimos anos foi o imponderável que mais tenha doido na alma de quem é apaixonado pelo esporte.

Não vou falar muito da LMP2, Mas quero falar muito da volta do Ford GT que teve coroado seu esforço com a vitória nas 24 Horas na sua categoria com os pilotos Joey Hand/Dirk Müller/Sébastien Bourdais com a associação da Chip Ganassi que coleciona mais um título em seu currículo de grandes vitórias, Acompanhei a corrida por esse vídeo:

Vídeo da corrida da Ford nas 24 Horas de LeMans:

Vídeos: Ford Performance

Todos os 4 carros da Ford completaram as 24 Horas de Le Mans, Mesmo semo player da transmissão eu percebi o momento em que a Toyota quebrou e deixou a vitória com a Porsche, Nisso eu achei a foto aonde eu percebi que os LMP1 da Toyota tinha parado no Twitter isso graças a narração da Rádio que tinha junto desses streamings que só tem as últimas 4 horas de transmissão mas vai valer a pena você ver qualquer um dos onboards, Vocês Vão gosta sem dúvida nenhuma.

Parabéns para os vencedores da competição e para todos que disputaram as 24 Horas de Le Mans que conseguiu suplantar totalmente a Formula 1 nesse final de semana que passou.

Resultado final das 24 Horas de Lemans – Edição 2016

1 LMP1 2 Porsche Team (Alemanha)
Marc Lieb (Alemanha) – Romain Dumas (França) – Neel Jani (Suíça)
Porsche 919 Hybrid – Michelin – 384 Voltas – Porsche 2.0 L Turbo V4

2 LMP1 6 Toyota Gazoo Racing (Japão)
Stéphane Sarrazin (França) – Mike Conway (Inglaterra) – Kamui Kobayashi (Japão)
Toyota TS050 Hybrid – Michelin – 381 Voltas – Toyota 2.4 L Turbo V6

3 LMP1 8 Audi Sport Team Joest (Alemanha)
Loïc Duval (França) – Lucas di Grassi (Brasil) – Oliver Jarvis (Inglaterra)
Audi R18 – Michelin – 372 Voltas – Audi TDI 4.0 L Turbo Diesel V6

4 LMP1 7 Audi Sport Team Joest (Alemanha)
André Lotterer (Alemanha) – Marcel Fässler (Suíça) – Benoît Tréluyer (França)
Audi R18 – Michelin – 367 Voltas – Audi TDI 4.0 L Turbo Diesel V6

5 LMP2 36 Signatech Alpine (França)
Nicolas Lapierre (França) – Gustavo Menezes (Estados Unidos) – Stéphane Richelmi (Mônaco)
Alpine A460 – Dunlop – 357 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

6 LMP2 26 G-Drive Racing (Rússia)
Roman Rusinov (Rússia) – Will Stevens (Inglaterra) – René Rast (Alemanha)
Oreca 05 – Dunlop – 357 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

7 LMP2 37 SMP Racing (Rússia)
Vitaly Petrov (Rússia) – Viktor Shaitar (Rússia) – Kirill Ladygin (Rússia)
BR Engineering BR01 – Dunlop – 353 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

8 LMP2 42 Strakka Racing (Inglaterra)
Nick Leventis (Inglaterra) – Jonny Kane (Inglaterra) – Danny Watts (Inglaterra)
Gibson 015S – Dunlop – 351 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

9 LMP2 33 Eurasia Motorsport (Filipinas)
Pu Jun Jin (China) – Tristan Gommendy (França) – Nick de Bruijn (Holanda)
Oreca 05 – Dunlop – 348 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

10 LMP2 41 Greaves Motorsport (Inglaterra)
Memo Rojas (México) – Julien Canal (França) – Nathanaël Berthon (França)
Ligier JS P2 – Dunlop – 348 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

11 LMP2 27 SMP Racing (Rússia)
Nicolas Minassian (França) – Maurizio Mediani (Itália) – Mikhail Aleshin (Rússia)
BR Engineering BR01 – Dunlop – 347 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

12 LMP2 23 Panis-Barthez Compétition (França)
Fabien Barthez (França) – Timothé Buret (França) – Paul-Loup Chatin (França)
Ligier JS P2 – Michelin – 347 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

13 LMP1 1 Porsche Team (Alemanha)
Timo Bernhard (Alemanha) – Brendon Hartley (Nova Zelândia) – Mark Webber (Austrália)
Porsche 919 Hybrid – Michelin – 346 Voltas – Porsche 2.0 L Turbo V4

14 LMP2 49 Michael Shank Racing (Estados Unidos)
John Pew (Estados Unidos) – Oswaldo Negri (Brasil) – Laurens Vanthoor (Bélgica)
Ligier JS P2 – Dunlop – 345 Voltas – Honda HR28TT 2.8 L Turbo V6

15 LMP2 43 RGR Sport by Morand (México)
Ricardo González (México) – Filipe Albuquerque (Portugal) – Bruno Senna (Brasil)
Ligier JS P2 – Dunlop – 344 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

16 LMP2 30 Extreme Speed Motorsports (Estados Unidos)
Scott Sharp (Estados Unidos) – Ed Brown (Estados Unidos) – Johannes van Overbeek (Estados Unidos)
Ligier JS P2 – Dunlop – 341 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

17 LMP2 25 Algarve Pro Racing (Portugal)
Michael Munemann (Inglaterra) – Chris Hoy (Inglaterra) – France Andrea Pizzitola (França)
Ligier JS P2 – Dunlop – 341 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

18 LMGTE Pro 68 Ford Chip Ganassi Team USA (Estados Unidos)
Joey Hand (Estados Unidos) – Dirk Müller (Alemanha) – Sébastien Bourdais (França)
Ford GT – Michelin – 340 Voltas – Ford EcoBoost 3.5 L Turbo V6

19 LMGTE Pro 82 Risi Competizione (Estados Unidos)
Giancarlo Fisichella (Itália) – Matteo Malucelli (Itália) – Toni Vilander (Finlândia)
Ferrari 488 GTE – Michelin – 340 Voltas – Ferrari F154CB 3.9 L Turbo V8

20 LMGTE Pro 69 Ford Chip Ganassi Team USA (Estados Unidos)
Ryan Briscoe (Austrália) – Richard Westbrook (Inglaterra) – Scott Dixon (Nova Zelândia)
Ford GT – Michelin – 340 Voltas – Ford EcoBoost 3.5 L Turbo V6

21 LMGTE Pro 66 Ford Chip Ganassi Team UK (Estados Unidos)
Olivier Pla (França) – Stefan Mücke (Alemanha) – Billy Johnson (Estados Unidos)
Ford GT – Michelin – 339 Voltas – Ford EcoBoost 3.5 L Turbo V6

22 LMP2 40 Krohn Racing (Estados Unidos)
Tracy Krohn (Estados Unidos) – Niclas Jönsson (Suécia) – João Barbosa (Portugal)
Ligier JS P2 – Michelin – 338 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

23 LMGTE Pro 95 Aston Martin Racing (Inglaterra)
Nicki Thiim (Dinamarca) – Marco Sørensen (Dinamarca) – Darren Turner (Inglaterra)
Aston Martin V8 Vantage GTE – Dunlop – 338 Voltas – Aston Martin 4.5 L V8

24 LMGTE Pro 97 Aston Martin Racing (Inglaterra)
Fernando Rees (Brasil) – Jonathan Adam (Inglaterra) – Richie Stanaway (Nova Zelândia)
Aston Martin V8 Vantage GTE – Dunlop – 337 Voltas – Aston Martin 4.5 L V8

25 LMGTE Pro 63 Corvette Racing – GM (Estados Unidos)
Jan Magnussen (Dinamarca) – Antonio García (Espanha) – Ricky Taylor (Estados Unidos)
Chevrolet Corvette C7.R – Michelin – 336 Voltas – Chevrolet LT5.5 5.5 L V8

26 LMGTE Am 62 Scuderia Corsa (Estados Unidos)
Bill Sweedler (Estados Unidos) – Townsend Bell (Estados Unidos) – Jeff Segal (Estados Unidos)
Ferrari 458 Italia GT2 – Michelin – 331 Voltas – Ferrari F136GT 4.5 L V8

27 LMGTE Am 83 Italy AF Corse
François Perrodo (França) – Emmanuel Collard (França) – Rui Águas (Portugal)
Ferrari 458 Italia GT2 – Michelin – 331 Voltas – Ferrari F136GT 4.5 L V8

28 LMGTE Am 88 Abu Dhabi-Proton Racing (EAU)
Khalid Al Qubaisi (EAU) – Patrick Long (Estados Unidos) – David Heinemeier Hansson (Dinamarca)
Porsche 911 RSR – Michelin – 330 Voltas – Porsche 4.0 L Flat-6

29 LMP1 12 Rebellion Racing
Nicolas Prost (França) – Nick Heidfeld (Alemanha)
Rebellion R-One – Dunlop – 330 Voltas – AER P60 2.4 L Turbo V6

30 LMGTE Am 61 Clearwater Racing (Cingapura)
Weng Sun Mok (Malásia) – Rob Bell (Inglaterra) – Keita Sawa (Japão)
Ferrari 458 Italia GT2 – Michelin – 329 Voltas – Ferrari F136GT 4.5 L V8

31 LMGTE Pro 77 Germany Dempsey-Proton Racing
Richard Lietz (Áustria) – Philipp Eng (Áustria) – Michael Christensen (Dinamarca)
Porsche 911 RSR – Michelin – 329 Voltas – Porsche 4.0 L Flat-6

32 LMP2 22 SO24! by Lombard Racing (França)
Vincent Capillaire (França) – Erik Maris (França) – Jonathan Coleman (Inglaterra)
Ligier JS P2 – Dunlop – 328 Voltas – Judd HK 3.6 L V8

33 LMGTE Am 86 Gulf Racing (Inglaterra)
Mike Wainwright (Inglaterra) – Adam Carroll (Irlanda do Norte) – Ben Barker (Inglaterra)
Porsche 911 RSR – Michelin – 328 Voltas – Porsche 4.0 L Flat-6

34 LMP2 48 Murphy Prototypes (Irlanda)
Ben Keating (Estados Unidos) – Marc Goossens Bélgica) – Jeroen Bleekemolen (Holanda)
Oreca 03R – Dunlop – 323 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

35 LMGTE Am 60 Formula Racing (Dinamarca)
Johnny Laursen (Dinamarca) – Christina Nielsen (Dinamarca) – Mikkel Mac (Dinamarca)
Ferrari 458 Italia GT2 – Michelin – 319 Voltas – Ferrari F136GT 4.5 L V8

36 LMGTE Am 99 Aston Martin Racing (Inglaterra)
Andrew Howard (Inglaterra) – Liam Griffin (Inglaterra) – Gary Hirsch (Suíça)
Aston Martin V8 Vantage GTE – Dunlop – 318 Voltas – Aston Martin 4.5 L V8

37 LMGTE Am 50 Larbre Compétition (França)
Yutaka Yamagishi (Japão) – Pierre Ragues (França) – Jean-Philippe Belloc (França)
Chevrolet Corvette C7.R – Michelin – 316 Voltas – Chevrolet LT5.5 5.5 L V8

38 84 SRT41 by OAK Racing (França)
Fréderic Sausset (França) – Christophe Tinseau (França) – Jean-Bernard Bouvet (França)
Morgan LMP2 – Michelin – 315 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

39 LMGTE Am 57 Team AAI (Taiwan)
Johnny O’Connell (Estados Unidos) – Mark Patterson (Estados Unidos) – Oliver Bryant (Inglaterra)
Chevrolet Corvette C7.R – Michelin – 306 Voltas – Chevrolet LT5.5 5.5 L V8

40 LMGTE Pro 67 Ford Chip Ganassi Team UK (Estados Unidos)
Andy Priaulx (Inglaterra) – Marino Franchitti (Escócia) – Harry Tincknell (Inglaterra)
Ford GT – Michelin – 306 Voltas – Ford EcoBoost 3.5 L Turbo V6

41 LMGTE Am 78 KCMG (Hong Kong)
Christian Ried (Alemanha) – Wolf Henzler (Alemanha) – Joël Camathias (Suíça)
Porsche 911 RSR – Michelin – 300 Voltas – Porsche 4.0 L Flat-6

42 LMP2 31 Extreme Speed Motorsports (Estados Unidos)
Ryan Dalziel (Inglaterra) – Chris Cumming (Canadá) – Pipo Derani (Brasil)
Ligier JS P2 – Dunlop – 297 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

43 LMGTEAm 55 Italy AF Corse (Itália)
Duncan Cameron (Inglaterra)
Aaron Scott (Inglaterra)
Matt Griffin (Irlanda)
Ferrari 458 Italia GT2 – Michelin – 289 Voltas – Ferrari F136GT 4.5 L V8

44 LMP2 34 Switzerland Race Performance
Nicolas Leutwiler (Suíça) – James Winslow (Inglaterra) – Shinji Nakano (Japão)
Oreca 03R – Dunlop – 289 Voltas – Judd HK 3.6 L V8

Não Terminaram a corrida:

LMP1 5 Toyota Gazoo Racing (Japão)
Anthony Davidson (Inglaterra) – Sébastien Buemi (Suíça) – Kazuki Nakajima (Japão)
Toyota TS050 Hybrid – Michelin – 384 Voltas – Toyota 2.4 L Turbo V6

LMP2 28 Pegasus Racing (Alemanha)
Inès Taittinger (França) – Léo Roussel (França) – Rémy Striebig (França)
Morgan LMP2 – Michelin – 292 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

LMP2 44 Manor (Inglaterra)
Tor Graves (Tailândia) – James Jakes (Inglaterra) – Roberto Merhi (Espanha)
Oreca 05 – Dunlop – 283 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

LMGTE Am 98 Aston Martin Racing (Inglaterra)
Paul Dalla Lana (Canadá) – Pedro Lamy (Portugal) – Mathias Lauda (Áustria)
Aston Martin V8 Vantage GTE – Dunlop – 281 Voltas – Aston Martin 4.5 L V8

LMP2 46 Thiriet by TDS Racing (França)
Pierre Thiriet (França) – Mathias Beche (Suíça) – Ryo Hirakawa (Japão)
Oreca 05 – Dunlop – 241 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

LMP2 35 Baxi DC Racing Alpine (China)
David Cheng (China) – Ho-Pin Tung (China) – Nelson Panciatici (França)
Alpine A460 – Dunlop – 234 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

LMP2 38 G-Drive Racing (Rússia)
Simon Dolan (Inglaterra) – Jake Dennis (Inglaterra) – Giedo van der Garde (Holanda)
Gibson 015S – Dunlop – 222 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

LMGTE Pro 64 Corvette Racing – GM (Estados Unidos)
Oliver Gavin (Inglaterra) – Tommy Milner (Estados Unidos) – Jordan Taylor (Estados Unidos)
Chevrolet Corvette C7.R – Michelin – 219 Voltas – Chevrolet LT5.5 5.5 L V8

LMP1 4 ByKolles Racing Team (Áustria)
Simon Trummer (Suíça) – Pierre Kaffer (Alemanha) – Oliver Webb (Inglaterra)
CLM P1/01 – Dunlop – 206 Voltas – AER P60 2.4 L Turbo V6

LMP1 13 Rebellion Racing (Suíça)
Dominik Kraihamer (Áustria) – Alexandre Imperatori (Suíça) – Mathéo Tuscher (Suíça)
Rebellion R-One – Dunlop – 200 Voltas – AER P60 2.4 L Turbo V6

LMGTE Pro 51 AF Corse (Itália)
Italy Gianmaria Bruni (Itália)
Italy Alessandro Pier Guidi (Itália)
James Calado (Inglaterra)
Ferrari 488 GTE – Michelin – 179 Voltas – Ferrari F154CB 3.9 L Turbo V8

LMGTE Pro 71 Italy AF Corse (Itália)
Davide Rigon (Itália)
Andrea Bertolini (Itália)
Sam Bird (Inglaterra)
Ferrari 488 GTE – Michelin – 143 Voltas – Ferrari F154CB 3.9 L Turbo V8

LMGTE Pro 92 Porsche Motorsport (Alemanha)
Frédéric Makowiecki (França) – Jörg Bergmeister (Alemanha) – Earl Bamber (Nova Zelândia)
Porsche 911 RSR – Michelin – 140 Voltas – Porsche 4.0 L Flat-6

LMGTE Pro 91 Porsche Motorsport (Alemanha)
Patrick Pilet (França) – Kévin Estre (França) – Nick Tandy (Inglaterra)
Porsche 911 RSR – Michelin – 135 Voltas – Porsche 4.0 L Flat-6

LMP2 47 KCMG (Hong Kong)
Japan Tsugio Matsuda (Japão) – Richard Bradley (Inglaterra) – Matthew Howson (Inglaterra)
Oreca 05 – Dunlop – 116 Voltas – Nissan VK45DE 4.5 L V8

LMGTEAm 89 Proton Competition (Alemanha)
Leh Keen (Estados Unidos) – Marc Miller (Estados Unidos)
Porsche 911 RSR – Michelin -50 Voltas – Porsche 4.0 L Flat-6

Acompanhe as 24 horas de Lemans aqui

Grid de largada das 24 Horas de Le Mans:

1 LMP1 2 Porsche Team 3:19.733
2 LMP1 1 Porsche Team 3:20.203
3 LMP1 6 Toyota Gazoo Racing 3:20.737
4 LMP1 5 Toyota Gazoo Racing 3:21.903
5 LMP1 7 Audi Sport Team Joest 3:22.780
6 LMP1 8 Audi Sport Team Joest 3:22.823
7 LMP1 13 Rebellion Racing 3:26.586
8 LMP1 12 Rebellion Racing 3:27.348
9 LMP2 26 G-Drive Racing 3:36.605
10 LMP2 35 Baxi DC Racing Alpine 3:37.175
11 LMP2 36 Signatech Alpine 3:37.225
12 LMP2 44 Manor 3:38.037
13 LMP2 49 Michael Shank Racing 3:38.837
14 LMP2 31 Extreme Speed Motorsports 3:39.366
15 LMP2 46 Thiriet by TDS Racing 3:39.375
16 LMP2 42 Strakka Racing 3:39.394
17 LMP2 47 KCMG 3:39.436
18 LMP2 23 Panis-Barthez Compétition 3:39.470
19 LMP2 33 Eurasia Motorsport 3:40.631
20 LMP2 38 G-Drive Racing 3:40.685
21 LMP2 43 RGR Sport by Morand 3:40.899
22 LMP2 37 SMP Racing 3:41.776
23 LMP2 25 Algarve Pro Racing 3:42.088
24 LMP2 41 Greaves Motorsport 3:42.570
25 LMP2 48 Murphy Prototypes 3:43.508
26 LMP2 34 Race Performance 3:43.590
27 84 SRT41 by OAK Racing 3:45.178
28 LMGTE Pro 68 Ford Chip Ganassi Team USA 3:51.185
29 LMGTE Pro 69 Ford Chip Ganassi Team USA 3:51.497
30 LMGTE Pro 51 AF Corse 3:51.568
31 LMGTE Pro 67 Ford Chip Ganassi Team UK 3:51.590
32 LMGTE Pro 66 Ford Chip Ganassi Team UK 3:52.038
33 LMGTE Pro 71 AF Corse 3:52.508
34 LMGTE Pro 82 Risi Competizione 3:53.176
35 LMGTE Pro 92 Porsche Motorsport 3:54.918
36 LMGTE Pro 95 Aston Martin Racing 3:55.261
37 LMGTE Pro 91 Porsche Motorsport 3:55.332
38 LMGTE Pro 97 Aston Martin Racing 3:55.380
39 LMGTE Pro 77 Dempsey-Proton Racing 3:55.426
40 LMGTE Pro 64 Corvette Racing – GM 3:55.848
41 LMGTE Am 61 Clearwater Racing 3:56.827
42 LMGTE Am 98 Aston Martin Racing 3:57.198
43 LMGTE Am 88 Abu Dhabi-Proton Racing 3:57.513
44 LMGTE Am 55 AF Corse 3:57.596
45 LMGTE Am 83 AF Corse 3:57.742
46 LMGTE Am 50 Larbre Compétition 3:58.018
47 LMGTE Am 60 Formula Racing 3:58.760
48 LMGTE Am 78 KCMG 3:59.034
49 LMGTE Am 62 Scuderia Corsa 4:00.008
50 LMGTE Am 89 Proton Competition 4:00.107
51 LMGTE Am 86 Gulf Racing 4:01.046
52 LMGTE Am 57 Team AAI 4:02.326
53 LMGTE Am 99 Aston Martin Racing 4:03.148
54 LMP1 4 ByKolles Racing Team 3:34.168
55 LMP2 27 SMP Racing 3:41.132
56 LMP2 28 Pegasus Racing 3:41.285
57 LMP2 30 Extreme Speed Motorsports 3:41.406
58 LMP2 22 SO24! by Lombard Racing 3:44.347
59 LMP2 40 Krohn Racing 3:45.213
60 LMGTE Pro 63 Corvette Racing – GM 3:57.967

Link para acompanhar as 24 Horas aqui ou se preferir acompanhe aqui mesmo com esse Player cedido pela Ford Performance

FIA proibe participação de Nelsinho Piquet na etapa de Pau na Formula 3 Europeia

Finalmente uma atitude correta da FIA contra Nelsinho Piquet, O Veto de Stefano Domenicali da participação do piloto Brasileiro acabou de certo modo sendo a primeira medida contra essa pessoa que acabou desmoralizando o automobilismo Junto de Flavio Briatore  e de Pat Symonds que acabaram punidos, Mas depois da entrada de Todt eles foram perdoados e continuam no esporte o que é um tapa na cara em todos que gostam do Esporte a Motor e da honestidade que o Esporte tem de proporcionar na maioria dos eventos.

Nelsinho Piquet disputaria a etapa de Pau na França pelo campeonato Europeu de Formula 3 visando disputar a corrida de Macau no final do ano pela equipe Carlin que a princípio a sua inscrição foi aceita, Mas acabou sendo rejeitada nessa quinta-feira porque segundo Domenicali seria desestimular os jovens pilotos que correm em uma das categorias de acesso para a Formula 1.

O Motivo pode ser errado mas ele acabou fazendo de forma acertada, Eu vetaria Nelsinho pelo simples motivo de ele ser um mal exemplo para o Esporte. Bastava isso para sacramentar o impedimento.

Formula 1 Grand Prix, Singapore, Sunday Race

O Fato é que ele jamais deveria voltar a um volante de um carro de corrida depois de constatado que ele não passa de um picareta que forjou a situação patética de 2008 em Cingapura, Uma marca que tentam apagar quando a Formula E fez dele o campeão da categoria e diga-se de passagem um campeão ilegítimo o que mancha a categoria, Cadê o Alejandro Agag para falar sobre isso, cadê ele para devolver os pontos de Lucas di Grassi na prova da Alemanha em 2015 tiradas de maneira patética e sem justificativa Plausível para se fazer isso de maneira. (Já que estamos tanto falando de Golpe no Brasil o que fizeram com o Di Grassi foi um Golpe para favorecer um Sobnome de um tricampeão mundial porque pode ser que esse Sobnome campeão trouxesse mais público a categoria)

Fico feliz com a Decisão da FIA em se fazer isso, Todo o meu desprezo a esse ex-piloto de corrida e todo o apoio aos pilotos que trabalham e lutam pelas suas carreiras de maneira digna.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: Motorsport.com

Na Moto 2 Rins conquista vitória na França e assume liderança do campeonato, Zarco caiu para a decepção de sua Torcida

Alex Rins conquistou uma bela vitória em Le Mans Bugatti pela Moto 2, Os Resultados de Ontem para o Espanhol foram fundamentais para ele assumir a liderança do campeonato da categoria intermediária do Mundial de Motovelocidade.

Na Largada o pole Thomas Luthi largou muito bem e assumiu a liderança, Mas logo Rins, Corsi e Baldassarri superaram o piloto suíço. Rins abriu diferença no começo da prova, Mas logo começou a se incomodado em alguns momentos da prova por Simone Corsi com a Moto da Speed UP que fez uma grande corrida, Para Luthi sobrou disputar o terceiro lugar com o piloto da Forward Racing Lorenzo Baldassarri que tem tido grandes desempenhos. Depois vinham Franco Morbidelli e Takaagi Nakagami em corridas sólidas e Johann Zarco um pouco mais atrás sem apresentar um bom desempenho.

Disputa por posição entre Schrotter e Syarhin
Disputa por posição entre Schrotter e Syarhin

Para jogar por terra o final de semana em casa o dono da casa Johann Zarco acabou caindo a 9 voltas do final da prova, o piloto da Ajo Motorsport acabou voltando a prova sem possibilidades de qualquer resultado.

Luthi conquistou o terceiro lugar de Baldassarri que ainda tentou recuperar o pódio, Mas  a poucas voltas do final o piloto da Forward Racing caiu e perdeu mais um belo resultado voltando a pista nas últimas posições, Corsi no final tentou um ataque para cima de Rins que segurou esse ataque e conquistou a segunda vitória na temporada assumindo a liderança do campeonato graças aos outros adversários não terem conseguido bons resultados.

Em grande corrida o Italiano Simone Corsi completou a prova em 2ºlugar com a Speed UP que teve seu melhor desempenho na temporada e Thomas Luthi completou o pódio após 3 provas sem estar entre os 3 primeiros colocados e com isso o primeiro pódio de Franco Morbidelli vai ficar para uma próxima oportunidade apesar de uma boa corrida do piloto da Estrella Galícia que ficou em 4ºlugar na frente de Takaagi Nakagami em seu melhor resultado na temporada em 5ºlugar e de Sam Lowes em uma corrida bem discreta acabou em 6ºlugar e perdeu com isso a liderança do campeonato que passou para o piloto da equipe Pons.

Alex Pons terminou uma corrida na Moto 2 em 7ºlugar
Alex Pons terminou uma corrida na Moto 2 em 7ºlugar

Axel Pons teve um feliz dia levando a moto da AGR Team para o 7ºlugar na frente de Syarhin que duelou com os pilotos intermediários e teve o 8ºlugar como recompensa após uma corrida combativa, Miguel Oliveira tendo um bom resultado com a moto da Leopard Racing e fechando os 10 primeiros colocados o piloto Luis Salom que leva a moto da Pequena SAG Team a patamares que não tinha chegado nem perto em 2015.

Daqui a duas semanas teremos o GP da Itália em Mugello com Rins, Lowes, Luthi e Zarco continuando a sua batalha pelo título de 2016 da Moto 2.

Pódio de Le Mans Bugatti da Moto 2
Pódio de Le Mans Bugatti da Moto 2

Mundial de Motovelocidade – GP da França (Le Mans Bugatti)
Moto 2 – Resultado Final

1 40 Alex Rins (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) 42’27.312
2 24 Simone Corsi (Speed Up Racing Speed Up) a 1.802
3 12 Thomas Luthi (Garage Plus Interwetten Kalex) a 4.608
4 21 Franco Morbidelli (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Kalex) a 9.148
5 30 Takaaki Nakagami (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) a 9.828
6 22 Sam Lowes (Federal Oil Gresini Moto2 Kalex) a 10.626
7 49 Axel Pons (AGR Team Kalex) a 25.477
8 55 Hafizh Syarhin (Petronas Raceline Malaysia Kalex) a 25.961
9 44 Miguel Oliveira (Leopard Racing Kalex) a 29.481
10 39 Luis Salom (SAG Team Kalex) a 29.368
11 19 Xavier Simeon (QMMF Racing Team Speed Up) a 29.573
12 10 Luca Marini (Forward Team Kalex) a 29.773
13 77 Dominique Aegerter (CarXpert Interwetten Kalex) a 30.183
14 23 Marcel Schrotter (AGR Team Kalex) a 30.244
15 97 Xavi Vierge (Tech 3 Racing Tech 3) a 36.538
16 54 Mattia Pasini (Italtrans Racing Team Kalex) a 38.602
17 7 Lorenzo Baldassarri (Forward Team Kalex) a 44.911
18 70 Robin Mulhauser (CarXpert Interwetten Kalex) a 45.297
19 52 Danny Kent (Leopard Racing Kalex) a 45.755
20 32 Isaac Viñales (Tech 3 Racing Tech 3) a 50.278
21 14 Ratthapark Wilairot (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) a 55.773
22 33 Alessandro Tonucci (Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex) a 1’01.790
23 2 Jesko Raffin (Sports-Millions-EMWE-SAG Kalex) a 1’02.201
24 5 Johann Zarco (Ajo Motorsport Kalex) a 1’02.484
25 69 Danny Eslick (JPMoto Malaysia Suter) a 1’39.502

Não Terminaram a corrida:

73 Alex Marquez (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Kalex) a 13 Voltas
60 Julian Simon (QMMF Racing Team Speed Up) a 19 Voltas
94 Jonas Folger (Dynavolt Intact GP Kalex) a 25 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP