Bourdais vence depois de Empurrada de Rossi em Wickens no final da prova

Em St.Petersburgh, Local que abriu a temporada de 2018 da Formula Indy. O Francês Sebastien Bourdais contou com uma ajuda da sorte para levar a vitória. Tudo graças a uma tentativa mal sucedida de ultrapassagem de Alexander Rossi em cima de Robert Wickens, que liderou grande parte da prova.

Uma corrida bem confusa no começo, Na largada Will Power tentou tomar a ponta de Wickens e acabou rodando na entrada da segunda curva e batendo de traseira, Danificando o seu carro. Também tivemos a Rodada de Tony Kannan que foi atingido quando defendia posição no meio do pelotão. O Norte-Americano Charlie Kimball acaba parando na área de escape da última curva do circuito. Com todos esses incidentes foi dada a bandeira amarela na 3ªVolta.

Sebastian Bourdais e outros pilotos lá de trás (Incluído os envolvidos em acidentes) fizeram uma parada nos boxes. A Relargada aconteceu  na volta 6 e Jordan King por fora ganhou a primeira posição em cima do Wickens. Já Alexander Rossi conseguiu a ultrapassagem em cima de Matheus Leist, Assumindo o 3ºlugar. Logo depois disso tivemos uma bandeira amarela, Graças a Graham Rahal que atingiu o carro do Norte-americano Spencer Pigot. (que não apareceu praticamente o final de semana inteiro)

Na 11ªVolta tivemos nova relargada, Desta vez sem bandeira amarela por um bom tempo. King acaba perdendo a curva e Wickens da Schmidt Petersen volta a liderança. Rossi tenta se aproveitar da bobeada de King, Mas ele não realiza bem a manobra de ultrapassagem, Perde tempo e perde também a posição para Matheus Leist que vinha fazendo um final de semana exemplar. Logo depois disso o Norte-americano da equipe Andretti em duas voltas recuperou a posição que tinha perdido para o piloto Brasileiro e na volta seguinte passou King e assumiu a segunda posição.

Na 15ªVolta o carro de Matheus Leist acaba travando na 3ªMarcha e o piloto Brasileiro que fazia uma bela estreia na Indy foi para os boxes, O problema era muito sério, O que tirava qualquer chance de um bom resultado para o Gaúcho de Novo Hamburgo.

Wickens e Rossi tinha uma bela vantagem para Jordan King que acabou ficando mais para os outros pilotos que vinham lá atrás como o Canadense James Hinchcliffe da Schmidt Petersen.

Aos poucos os pilotos foram para a sua parada, Na volta 24 parou o Norte-americano Alexander Rossi, Na Volta 26 parou o líder Robert Wickens. A Liderança passou para as mãos de Sebastién Bourdais da Dale Coyne que vinha em uma tática diferente das demais.

Até que Matheus Leist acabou voltando para a pista e por razões ainda não explicadas o piloto da A.J.Foyt acabou batendo e abandonando a prova. E provocando uma bandeira amarela na 28ªVolta. Isso fez com que Bourdais perdesse a vantagem que ele tinha por não ter feito a parada, Assim como Pigot, Zach Veach e Claman de Melo que teriam de fazer a parada.

Na relargada Bourdais e Pigot nas duas primeiras posições com Vickers como o primeiro dos pilotos que já tinham feito a primeira parada com a tática convencional.

Mas acabou durando muito pouco essa bandeira verde, Já que Scott Dixon acabou atingindo de forma grotesca o Japonês Takuma Sato (Que vinha bem no começo de prova e depois disso acabou caindo) provocando uma nova bandeira amarela. Dixon foi punido pela manobra caindo para o final da fila enquanto que Pigot foi para a sua parada nos boxes, Deixando Vickens na cola do piloto Francês.

Na volta 38 a corrida recomeça com estreante canadense da Schmidt Petersen passando Bourdais e assumindo a liderança enquanto o piloto da Dale Coyne (Com o desgaste dos pneus mais macios que vinham de quase 40 voltas de uso) vinha sofrendo para manter o segundo lugar dos ataques principalmente de Alexander Rossi. Na volta 40 Rodada de Jack Harley da equipe de Michael Shank acaba na grama. Nova Bandeira amarela (5ªBandeira Amarela antes da metade da prova)

Com essa bandeira amarela Bourdais foi para a parada, Assim como metade do pelotão foi para os boxes para fazer uma parada, Mudando a estratégia dos boxes deles. Josef Newgarden teve um pneu furado, Por sorte ele levou rapidamente aos boxes não comprometendo completamente a sua prova. (Num final de semana bem difícil para o campeão de 2017)

A Relargada aconteceu na volta 46. A Partir dai a corrida realmente se desenvolve normalmente. Com o recorrer da prova a disputa pela vitória vinha se encaminhando para ser entre Robert Wickers da Schmidt Petersen e o Norte-americano Alexander Rossi da Andretti Autosport, Mas o Bourdais vinha bem colocado e com a possibilidade de fazer a parada a menos  funcionar e que ele pudesse entrar na disputa pela vitória.

Wickers parou na 60ºVolta e Rossi parou na 2 Voltas depois. A liderança voltava as mãos de Bourdais, Que precisava pelo menos fazer 15 voltas para fazer a parada e conseguir levar o carro até o final da prova.

Bourdais voltas antes da parada era pressionado pelo piloto da Schmidt que liderava a prova, Wickers não poderia se descuidar com Rossi que vinha tirando a diferença para ele. Quem também vinha na mesma estratégia eram Graham Rahal, Ed Jones, Josef Newgarden e Claman de Melo.

Na volta 78, Bourdais parou e provavelmente iria terminar a prova com um pouco de economia de combustível. Wickers e Rossi assumiram as 2 primeiras posições, Fizeram suas paradas a menos de 30 voltas para o final e partiram para o duelo pela vitória.

Com melhor desempenho, Rossi se aproximou de Wickers e partiu para cima em busca da vitória. Enquanto isso Bourdais vinha Economizando o combustível e se distanciando dos dois primeiros colocados. Hinchcliffe vinha brigando com Graham Rahal pelo 4ºlugar.

Wickers vinha resistindo a pressão de Rossi, Quando eles chegaram em Charlie Kimball e em Claman de Melo acabou Rossi da Andretti Autosport passando reto e quase batendo no muro, Isso foi um respiro que o piloto Canadense precisava na liderança. A vantagem foi para 3 segundos e pelo andar da carruagem estava pintando a vitória de um estreante na Formula Indy.

Até que a 9 voltas, O piloto Austríaco Rene Binder, da estreante Juncos Racing acabou passando reto e indo de leve para o muro. Bandeira amarela em todo o circuito e todo mundo se juntava e que parecia uma vitória tranquila do Canadense agora estava tudo indefinido, Até mesmo Bourdais, Rahal e Hinchcliffe entrarem nessa disputa.

Bandeira verde foi acionada a 5 voltas do final. Wickens segurava a liderança, Enquanto que Rossi escorregava um pouco e deixava o piloto Canadense abrir diferença. A3 voltas no final o Inglês Max Chilton para na pista e aciona a bandeira amarela. E dai se tem um trabalho incrivelmente rápido para religarem o carro do piloto da Carlin. Conseguiram e isso fez com que pudessem acionar a bandeira verde a 2 voltas do final.

Foi ai que Rossi tentou a cartada final assim que foi acionada a bandeira verde, O Norte-Americano foi para cima do Canadense, se posicionou por dentro e mesmo sem estar com o carro de lado acabou entrando na curva com condições de ultrapassar, Mas acabou por escorregar e atingir Wickens que teve o final de sua corrida o muro como destino. Com tudo isso Sebastien Bourdais assumiu a liderança com Rahal em 2º e Rossi ainda mantendo a 3ºposição.

Com isso acionaram a bandeira amarela. Bourdais que largou em 14ºlugar e adotou a tática diferente dos favoritos acabou tendo a sorte ao seu lado e conquistou a sua 36ªvitória de sua Carreira. O piloto da Dale Coyne repete a dose do ano passado aonde ele venceu na abertura do campeonato na Mesma St.Petersburgh.

Graham Rahal também adotando tática diferente após ter atropelado Spencer Pigot ficou em 2º e Alexander Rossi acabou completando o pódio em 3º.(Na minha opinião ele deveria ter levado acréscimo de 20 segundos no tempo final de corrida) Completando os 5 primeiros colocados ficaram: James Hinchcliffe e Ryan Hunter-Reay que começou a corrida com problemas em seu carro e conseguiu uma recuperação muito boa.

Scott Dixon teve um dia para esquecer, Errou no lance aonde ele atropelou Takuma Sato, Sofreu uma punição de Drive Turogh por ter excedido o limite de velocidade. O 6ºlugar do piloto da Chip Ganassi é um grande lucro. Pois não fez corrida para essa posição.

Os 6 primeiros colocados foram todos motores da Chevrolet. Só ai você ver o primeiro Penske e o primeiro Motor Chevrolet em 7ºlugar. Com um sumido Josef Newgarden. O time de Roger Penske ainda teria Will Power que bateu no começo da prova chegando no 10ºlugar, Atrás de Ed Jones que estreou na Chip Ganassi e de Marco Andretti que corre esse ano pela Andretti-Herta.

O Único Brasileiro que terminou a prova foi Tony Kannan, Estreando pela A.J.Foyt acabou tendo uma estreia apenas regular na equipe de uma das lendas do automobilismo Norte-Americano, Ao completar a prova em 11ºlugar. Das equipes novatas acabou a Harding Racing de Gabby Chaves obtendo um desempenho bem melhor, Apesar do 14ºlugar do Colombiano. Ela se mostrou melhor do que a Juncos Racing e do que a Carlin.

Robert Wickens, Que liderou a maior parte da prova acabou apenas em 18ºlugar. Uma judiação para quem merecia vencer a prova de hoje.

Daqui a 3 semanas a IndyCar 2018 volta com o primeiro desafio em circuito oval. O GP de Phoenix, No deserto do Arizona.

Resultado final do GP de St.Petersburg
1ªEtapa da IndyCar 2018

Pos Piloto Equipe Carro/Motor Voltas Tempo/Abandono
1 18 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 110 2h17m48.4954s
2 15 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 110 0.1269s
3 27 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 110 0.7109s
4 5 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 110 1.5175s
5 28 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 110 1.9907s
6 9 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 110 2.2716s
7 1 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 110 3.3842s
8 10 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 110 4.2992s
9 98 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 110 4.8363s
10 12 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 110 6.1272s
11 14 Tony Kanaan AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 110 6.5176s
12 30 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 110 7.4005s
13 22 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 110 7.9903s
14 88 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 110 9.2272s
15 21 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 109 1 Volta
16 26 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 109 1 Volta
17 19 Zachary Claman Dale Coyne Racing Dallara/Honda 109 1 Volta
18 6 Robert Wickens Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 108 Acidente
19 59 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 108 2 Voltas
20 23 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 107 3 Voltas
21 20 Jordan King Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 107 3 Voltas
22 32 Rene Binder Juncos Racing Dallara/Chevrolet 100 Acidente
23 60 Jack Harvey Michael Shank Racing Dallara/Honda 38 Abandonou
24 4 Matheus Leist AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 16 Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar

Carros: Príncipe do Qatar sai na frente, piloto Peruano é surpresa do dia e Pegueot fica para trás

O Piloto do Catar Nasser Al-Attiyah foi o mais rápido na primeira especial do Dakar. Com o carro da Toyota e junto do seu co-piloto Matthieu Baumel ele fecharam os 31 km em apenas 21 minutos e colocaram 25 segundos sobre a dupla Bernhard Ten Brinke e Michel Perin que também usam o carro da Toyota.

A surpresa do dia é o piloto da Casa Nicolas Fuchs e do Co-piloto Fernando Adrian Mussano com um carro da Bordward, Que não faz parte do chamado trio de Ferro (Mini, Toyota e Pegueot) colocou-se em 3ºlugar a apenas 34 segundos dos vencedores e a 9 do segundo colocado.

Bryce Menzies e Peter Mortensen em 4º e Nani Roma e Alex Haro Bravo em 5º representaram bem a Mini nesse primeiro estágio. ficando a menos de 1 minuto dos vencedores. Dentro da casa do menos de 1 minuto de diferença ficou a dupla Giniel de Villiers e seu co-piloto Dirk Von Zitzewitz com o carro da Toyota.

Completando os 10 primeiros vieram: O Argentino Lucio Alvarez que voltou ao Dakar esse ano e me parece estar muito bem nessa disputa junto do co-piloto Robert Howie com um Toyota, em 8ºlugar Mikko Hirvonen que é uma das esperanças da Mini nesse Dakar e Andreas Schulz como co-piloto novamente. Jakub Przygonski e Tom Colsoul também de Mini chegando em 9ºlugar e Fechando os top 10 a Dupla Tcheca da equipe oficial da Ford, Formada pelo piloto Martin Prokop e pelo Co-piloto Jan Tomanek que ficaram a 2 minutos e 4 segundos dos vencedores.

E a Pegueot? não teve ninguém entre os 10 primeiros! O primeiro deles foi Stephan Peterhansel e Jean Paul Cottrer que ficaram logo atrás dos Tchecos em 11ºlugar. O prejuízo é pequeno. Apenas 2 minutos e 15 segundos. O impressionante é a posição que acabou eles chegando nesse estágio. Cyril Despres e David Castera ficaram em 15ºlugar, Carlos Sainz e Lucas Cruz em 16ºlugar. Agora a Situação de Sebastien Loeb junto do seu co-piloto Daniel Elena foi a mais complicada. Eles ficaram em 26º a 5 minutos e 37 segundos dos lideres. O que pode ser tranquilamente revertido no dia seguinte.

A dupla Brasileira formada pelo piloto Jorge Wagenfuhr e pelo Co-piloto Idali Bosse Rodrigues ficou ficaram muito atrás e terminaram o dia em 76ºlugar a 42 minutos e 58 segundos do Vencedor.

Resultado final da primeira especial do Dakar 2018
Lima-Pisco – 31 km

pos piloto País Equipe Carro Tempo
1 301 Nasser Al-Attiyah (Qatar) Matthieu Baumel (França) Toyota Gazoo Racing Sa HILUX TOYOTA 21:51
2 309 Bernhard Ten Brinke (Holanda) Michel Perin (França) Toyota Gazoo Racing Sa HILUX TOYOTA a :25
3 313 Nicolas Fuchs (Peru) Fernando Adrian Mussano (Argentina) Borgward Rally Team BX7 BORGWARD a :34
4 310 Bryce Menzies (Estados Unidos) Peter Mortensen (Estados Unidos) X-Raid Team JOHN COOPER WORKS RALLY MINI a :38
5 302 Nani Roma (Espanha) Alex Haro Bravo (Espanha) X-Raid Team JOHN COOPER WORKS RALLY MINI a :53
6 304 Giniel de Villiers (África do Sul) Dirk Von Zitzewitz (Alemanha) Toyota Gazoo Racing Sa HILUX TOYOTA a :54
7 318 Lucio Alvarez (Argentina) Robert Howie (África do Sul) OVERDRIVE TOYOTA TOYOTA Hilux a 1:12
8 305 Mikko Hirvonen (Finlândia) Andreas Schulz (Alemanha) X-Raid Team JOHN COOPER WORKS RALLY MINI a 1:36
9 312 Jakub Przygonski (Polônia) Tom Colsoul (Bélgica) X-Raid Team ALL4 RACING MINI a 1:45
10 311 Martin Prokop (República Tcheca) Jan Tomanek (República Tcheca) Mp-Sports F150 EVO FORD a 2:04
11 300 Stephane Peterhansel (França) Jean Paul Cottrer (França) Team Peugeot Total 3008 DKR PEUGEOT a 2:15
12 317 Boris Garafulic (Chile) Filipe Palmeiro (Portugal) X-Raid Team ALL4 RACING MINI a 2:23
13 314 Yazeed Al Rajhi (Arabia Saudita) Timo Gottschalk (Alemanha) X-Raid Team JOHN COOPER WORKS RALLY MINI a 2:26
14 307 Orlando Terranova (Argentina) Bernardo Graue (Argentina) X-Raid Team JOHN COOPER WORKS RALLY MINI a 2:33
15 308 Cyril Despres (França) David Castera (França) Team Peugeot Total 3008 DKR PEUGEOT a 2:36
16 303 Carlos Sainz (Espanha) Lucas Cruz (Espanha) Team Peugeot Total 3008 DKR PEUGEOT a 2:39
17 326 Alejandro Miguel Yacopini (Argentina) Marco Scopinaro (Argentina) OVERDRIVE TOYOTA TOYOTA Hilux a 3:22
18 335 Eugenio Amos (Itália) Sebastien Delaunay (França) TWO WHEELS DRIVE FORD Buggy 2WD a 3:32
19 349 Vaidotas Zala (Lituânia) Saulius Jurgelenas (Lituania) AGRORODEO TOYOTA Hilux a 4:00
20 334 Peter Van Merksteijn (Holanda) Maciel Marton (Polônia) OVERDRIVE TOYOTA TOYOTA Hilux a 4:17
21 324 Young Zhou (China) Stephane Prevot (Bélgica) OVERDRIVE TOYOTA TOYOTA Hilux a 4:25
22 320 Eric Bernard (França) Alexandre Vigneau (França) SODICARS RACING BUGGY BV2 a 4:58
23 330 Jerome Pelichet (França) Eugenie Decre (Suíça) RAIDLYNX TOYOTA OVERDRIVE a 5:03
24 319 Sheikh Khalid Al Qassimi (EAU) Xavier Panseri (França) PH-SPORT PEUGEOT 3008 DKR MAXI a 5:16
25 327 Marco Bulacia (Bolívia) Engenio Arrieta (Argentina) MARCO BULACIA Ford Ranger a 5:29
26 306 Sebastian Loeb (França) Daniel Elena (Mônaco) Team Peugeot Total 3008 DKR PEUGEOT a 5:37
27 333 Maik Willems (Holanda) Robert van Pelt (Holanda) BASTION HOTELS DAKAR TEAM TOYOTA Hilux a 6:47
28 365 Erik Wevers (Holanda) Antono Van Limpt (Holanda) BORGWARD RALLY TEAM BORGWARD BX7 a 6:49
29 342 Philippe Boutron (França) Mayeul Barbet (França) SODICARS RACING BUGGY a 6:52
30 352 Francisco Leon (Peru) Tomas Hirahoka (Peru) ALTA RUTA 4X4 PERU MITSUBISHI L200 DKR a 7:02
76 350 Jorge Wagenfuhr (Brasil) Idali Bosse Rodrigues (Brasil) LIFESIL MITSUBISHI L200 a 42:58

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Reveja como foi o GP dos Estados Unidos

Pmvbcv0z o

Classificação:

Pos. Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Fase Penalizações
1 44 Lewis Hamilton Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:33.108 Q3
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF70H Ferrari 062 1:33.347 Q3
3 77 Valtteri Bottas Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:33.568 Q3
4 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:33.577 Q3
5 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF70H Ferrari 062 1:33.577 Q3
6 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:34.647 Q3
7 55 Carlos Sainz Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:34.852 Q3
8 14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:35.007 Q3
9 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:35.148 Q3
10 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:35.155 Q2
11 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:35.529 Q2
12 8 Romain Grosjean Haas VF-17 Ferrari 062 1:35.870 Q2
13 9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 1:36.842 Q1
14 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:35.641 Q2 5
15 94 Pascal Wehrlein Sauber C36 Ferrari 061 1:37.179 Q1
16 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:36.868 Q1 3
17 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:33.658 Q3 15
18 20 Kevin Magnussen Haas VF-17 Ferrari 062 1:37.394 Q1 3
19 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 Sem Tempo Q2 20
20 39 Brendon Hartley Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:36.889 Q1 25

Fonte: http://portalsportszone.com.br/?p=11891

Resultado final:

Pos. Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 56 1:33:50.991 1
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF70H Ferrari 062 56 a 10.143s 2
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF70H Ferrari 062 56 a 15.779s 5
4 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 56 a 16.768s 17
5 77 Valtteri Bottas Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 56 a 34.967s 3
6 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 56 a 1:30.980s 6
7 55 Carlos Sainz Renault R.S.17 Renault R.E.17 56 a 1:32.944s 7
8 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 55 a 1 Volta 9
9 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 55 a 1 Volta 10
10 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 55 a 1 Volta 11
11 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 55 a 1 Volta 16
12 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H 55 a 1 Volta 14
13 39 Brendon Hartley Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 55 a 1 Volta 20
14 8 Romain Grosjean Haas VF-17 Ferrari 062 55 a 1 Volta 12
15 9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 55 a 1 Volta 13
16 20 Kevin Magnussen Haas VF-17 Ferrari 062 55 a 1 Volta 18
14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H 24 a 32 Voltas 8
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 14 a 42 Voltas 4
94 Pascal Wehrlein Sauber C36 Ferrari 061 5 a 51 Voltas 15
27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 3 a 53 Voltas 19

Fonte: http://portalsportszone.com.br/?p=11905

Reveja a prova inteira:

Foto: Mercedes

Como foram os 3 treinos livres – GP dos Estados Unidos

Ykojue1x o

O primeiro treino livre começou com a pista molhada. Nessas condições a Red Bull com Max Verstappen acabou se equivalendo ao carro da Mercedes com Lewis Hamilton. O que mostra que a Red Bull tem um grande chassi que é limitado pelo motor Renault (Que claramente é inferior aos motores Mercedes e os Motores Ferrari)

Quando a pista secou, A Mercedes sobrou na turma e a Ferrari voltou ao posto de segunda equipe, Deixando a Red Bull com o 3ºposto das equipes. Hamilton deixou 593 milésimos de distância para Sebastian Vettel e mais de 6 décimos para Valtteri Bottas que definitivamente não esta andando bem nessa segunda metade de campeonato. Max Verstappen ficou em 4ºlugar a 1.004 Milésimos atrás de Hamilton.

Stoffel Vandoorne levou a Mclaren para o 5ºlugar. Mostrando evolução do Motor Honda e do Chassi da Mclaren que chegou a ficar no fundo do pelotão na parte inicial da temporada. Felipe Massa andando muito bem com a Williams, Até de forma surpreendente na 6ªposição. Na frente de Kimi Raikkonen e Daniel Ricciardo (Claro que não representa nada), Mas deve ser usado como uma forma de motivação no final de semana.

Pa1daank o

Carlos Sainz jr. no primeiro treino livre com a Renault acabou colocando mais de 8 décimos de frente para Nico Hulkenberg. Brendon Hartley que estreia nesse final de semana ficou em 14ºlugar, Muito a frente de Sean Gelael que andou no lugar de Kvyat nesse treino livre.

Resultado do 1ºtreino livre

Pos. Piloto Equipe Chassis Motor Tempo NºVoltas
1 44 Lewis Hamilton Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:36.335 18
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF70H Ferrari 062 1:36.928 20
3 77 Valtteri Bottas Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:36.979 10
4 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:37.339 21
5 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:37.352 26
6 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:37.570 23
7 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF70H Ferrari 062 1:37.598 20
8 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:37.808 25
9 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:37.861 20
10 55 Carlos Sainz Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:38.093 24
11 20 Kevin Magnussen Haas VF-17 Ferrari 062 1:38.408 16
12 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:38.534 25
13 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:38.904 19
14 39 Brendon Hartley Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:39.267 28
15 8 Romain Grosjean Haas VF-17 Ferrari 062 1:39.336 17
16 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:39.366 14
17 38 Sean Gelael Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:40.406 25
18 9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 1:40.448 19
19 37 Charles Leclerc Sauber C36 Ferrari 061 1:40.828 25
20 14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H Sem tempo 4

No segundo treino fica bem clara a superioridade de Lewis Hamilton. Com piso seco o piloto da Mercedes colocou praticamente 4 décimos de frente para o segundo colocado o Holandês Max Verstappen, Com sua Red Bull pelo menos dá claros sinais de que o carro melhorou nessa parte final de temporada.

Vettel com sua Ferrari, Parece não tem rendimento para superar os carros da Mercedes. Nas 3 últimas provas da temporada foram apenas 12 pontos do Alemão contra 68 pontos de Lewis Hamilton que pode fechar o campeonato nesse domingo se vencer com o Vettel da 6ªposição para baixo. Hamilton precisa sair de Austin com 75 pontos de vantagem para sair com o título em suas mãos.

Fizjj3mm o

Valtteri Bottas com a Mercedes ficou em 4º, Daniel Ricciardo com a Red Bull em 5º e Kimi Raikkonen com a Ferrari em 6ºlugar. Eu acredito que a disputa da pole fique mesmo com Hamilton como franco favorito, Com Vettel, Bottas e Verstappen brigando por fora.

Fernando Alonso com a Mclaren em 7º e Felipe Massa com a Williams em 8ºlugar fizeram um treino acima das expectativas dos seus carros. Ainda mais a Mclaren com os fracos motores Honda, Que são recompensados pelo Chassi da Mclaren. Enquanto Felipe Massa esta fazendo todo o possível para mostrar a Williams de que não precisam procurar um substituto para liderar a Williams em 2018. Ambos superaram os dois pilotos da Force India (Que esta em um patamar melhor do que as duas equipes)

Vbgtffds o

Destaque para Carlos Sainz jr. que parece não ter sentindo nada de diferença entre a Toro Rosso e a Renault. O 11ºlugar a frente de Nico Hulkenberg foi um belo cartão de visitas para o seu companheiro de equipe. O Espanhol pode ajudar a Renault a pelo menos chegar em 7ºlugar e quem sabe lutar pelo 6ºlugar no mundial de construtores.

Já o estreante Brendon Hartley acabou fazendo mais um treino para reconhecer o carro da Toro Rosso. Foram 41 Voltas dadas no segundo treino livre. (69 na Sexta-feira) Ele ficou em 17ºlugar, A 1.2 segundos do Russo Daniil Kvyat que volta ao cockpit da Toro Rosso depois  de 2 corridas de ausência.

Vttqfz14 o

Resultado do 2ºtreino livre

Pos. Piloto Equipe Chassis Motor Tempo NºVoltas
1 44 Lewis Hamilton Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:34.668 26
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:35.065 30
3 5 Sebastian Vettel Ferrari SF70H Ferrari 062 1:35.192 11
4 77 Valtteri Bottas Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:35.279 39
5 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:35.463 24
6 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF70H Ferrari 062 1:35.514 29
7 14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:36.304 28
8 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:36.460 30
9 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:36.481 28
10 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:36.490 34
11 55 Carlos Sainz Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:36.529 30
12 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:36.534 18
13 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:36.761 40
14 20 Kevin Magnussen Haas VF-17 Ferrari 062 1:37.285 17
15 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:37.463 31
16 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:37.788 27
17 39 Brendon Hartley Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:37.987 41
18 94 Pascal Wehrlein Sauber C36 Ferrari 061 1:38.165 35
19 9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 1:38.262 22
20 8 Romain Grosjean Haas VF-17 Ferrari 062 1:38.387 26

No treino livre do Sábado, Hamilton acabou marcando o melhor tempo, Mas não foi com o domínio que aconteceu nos dois treinos livres de sexta-feira. Foram apenas 92 milésimos de diferença entre ele e o Alemão Sebastian Vettel que ficou com o segundo tempo. Valtteri Bottas teve um desempenho bem mais digno ficando a 2 décimos do seu companheiro de equipe em 3ºlugar. Kimi Raikkonen com a Ferrari ficou em 4º.

C4j9kmou o

A Red Bull depois de um bom trabalho na Sexta-Feira acabou vendo seus adversários avançarem enquanto que as deficiências do Motor Renault seguraram o desempenho de Max Verstappen que ficou com o 5ºlugar. Ricciardo ficou com o 9ºtempo. Felipe Massa demonstrou mais uma vez um belo desempenho no final de semana em Austin com o 6ºtempo.

Nico Hulkenberg conseguiu superar Carlos Sainz jr. com 42 milésimos de segundo na Briga interna da equipe Renault. Ricciardo e Sergio Perez (Force India) fecham os 10 primeiros colocados.

O Treino de Classificação vai acontecer as 7 da noite – Horário de Brasília.

Resultado do 3ºTreino livre

Pos. Piloto Equipe Chassis Motor Tempo NºVoltas
1 44 Lewis Hamilton Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:34.478 15
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF70H Ferrari 062 1:34.570 19
3 77 Valtteri Bottas Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:34.692 17
4 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF70H Ferrari 062 1:34.755 17
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:35.103 14
6 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:35.346 11
7 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:35.608 21
8 55 Carlos Sainz Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:35.650 16
9 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:35.723 17
10 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:35.802 16
11 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:35.965 17
12 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:36.118 12
13 14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:36.239 15
14 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:36.599 14
15 39 Brendon Hartley Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:36.818 26
16 20 Kevin Magnussen Haas VF-17 Ferrari 062 1:37.271 16
17 9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 1:37.319 17
18 94 Pascal Wehrlein Sauber C36 Ferrari 061 1:37.807 15
19 8 Romain Grosjean Haas VF-17 Ferrari 062 1:37.891 9
20 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:38.500 6

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Williams/Renault/Toro Rosso

Corridas Históricas : IRL – GP de Walkins Glen de 2005

Grid de largada do GP de Walkins Glen de 2005:

pos. Piloto Chassis Motor Equipe Mph
1 Hélio Castroneves 3 Dallara Toyota Penske 133.806
2 Giorgio Pantano 10 Panoz Toyota Ganassi 133.774
3 Patrick Carpentier 83 Dallara Toyota Cheever 133.629
4 Scott Dixon 9 Panoz Toyota Ganassi 133.497
5 Tony Kanaan 11 Dallara Honda Andretti Green 133.381
6 Dario Franchitti 27 Dallara Honda Andretti Green 132.995
7 Vitor Meira 17 Panoz Honda Rahal 131.065
8 Buddy Rice 15 Panoz Honda Rahal 130.643
9 Dan Wheldon 26 Dallara Honda Andretti Green 130.493
10 Tomas Scheckter 4 Dallara Chevrolet Panther 130.381
11 Sam Hornish, Jr. 6 Dallara Toyota Penske 129.961
12 Tomáš Enge 2 Dallara Chevrolet Panther 129.909
13 Alex Barron 51 Dallara Toyota Cheever 129.777
14 Bryan Herta 7 Dallara Honda Andretti Green 129.519
15 Kosuke Matsuura 55 Panoz Honda Fernandez 129.399
16 Danica Patrick 16 Panoz Honda Rahal 129.261
17 Roger Yasukawa 24 Dallara Honda Dreyer and Reinbold 128.314
18 Scott Sharp 8 Panoz Honda Fernandez 127.827
19 Jeff Bucknum 14 Dallara Chevrolet Foyt 127.129
20 Ed Carpenter 20 Dallara Toyota Vision 123.922

Dixon conquista vitória na volta de Walkins Glen. Wheldon confirma o título do campeonato de 2005.

Penúltima corrida da temporada de 2005 da Formula Indy na tradicional Walkins Glen que teria sua primeira vez na Indy Racing League. Uma etapa sobre pista seca com o tempo fechado e com um título praticamente nas mãos de Dan Wheldon que só precisava largar para confirmar o campeonato.

Kannan praticamente sem chance nenhuma de título tinha que fazer a corrida dele. A pole position é do Brasileiro Hélio Castroneves com a Penske com Giorgio Pantano que foi convidado pela Ganassi a correr nessa prova no lugar do Jaques Lazier (Que estava fazendo uma temporada vexatória) Dividia a 1ªfila do grid. Na segunda fila largam Patrick Carpentier da Red Bull Cheever e Scott Dixon da Ganassi. Tony Kannan iria largar em 5ºlugar enquanto que Dan Wheldon iria largar para o quase certo título do piloto Britânico em 9ºlugar.

Largada para a penúltima prova do campeonato e Castroneves largou muito bem mesmo e manteve a liderança. Carpenter largou bem, Mas passou para fora da pista e deixou a 2ªposição para Tony Kannan com Dixon, Franchitti e Carpenter completando os 5 primeiros lugares.

Na segunda volta Kannan com o Motor Honda passou a ser pressionado pelo Dixon com os Motores Toyota. Era a disputa do 2ºlugar. Honda e Toyota eram os melhores motores da Categoria. A Chevrolet estava atrás nessa história dos Motores. O Sul-Africano Tomas Schekter da Tradicional Panther era o melhor deles com os propulsores Norte-Americanos na 10ªposição.

Giorgio Pantano que largou na 2ªposição acabou perdendo posições na largada descendo para o 6ºlugar já um pouco longe do Carpenter. Kannan vinha a mais ou menos 1 segundo de diferença atrás de Castroneves e vinha com Dixon, Franchitti colados com Carpenter estava perto também dessa disputa.

No final da 4ªVolta Schekter teve uma quebra de suspensão ou um furo de pneu que fez el e ir para a caixa de brita, Era bem da caracterizava do sul-africano. Piloto muito rápido, Mas muito batedor. Nesse caso a rodada dele foi devido a uma quebra de uma suspensão, Não pode atribuir a culpa a ele por uma falha de um componente de carro.

Os pilotos que estavam na parte de trás como San Hornish jr., Scott Sharp, Dan Wheldon foram para os boxes na volta 7 aproveitando da bandeira amarela em todo o circuito jogando com uma tática diferente. Wheldon, Danica Partick que entrou em 7º dessa turma e voltou em 2º e Sam Hornish jr. Voltaram foram os 3 que saíram melhor dessa parada. Já a Equipe de Ed Carpenter fez um grande trabalho fazendo o norte-americano ganhar 6 posições nessa disputa.

Castroneves, Kannan, Dixon, Franchitti, Carpentier, Pantano vinham nas 6 primeiras posições. Vitor Meira vinha logo atrás na 7ªposição. A relargada aconteceu na volta 9. Castroneves, Kannan mantiveram suas posições, Já o Tcheco Tomas Enge (Sim o Maconheiro! risos) passou Meira assumindo o 7ºlugar e já partindo pata cima do Pantano enquanto que Carpantier tomou o 4ºlugar do Franchitti. Dan Wheldon vinha em 9ºlugar o que daria de qualquer maneira o título da temporada 2005.

Olhando a telemetria do carro do Dixon o carro dele com o Motor Toyota chegava à reta a 172 milhas por hora (276,748 km/h) Castroneves estava abrindo enquanto que Kannan estava ficando mais para o Neozelandês da equipe Chip Ganassi.

Castroneves (Penske-Toyota), Kannan (Andretti-Honda), Dixon (Ganassi-Toyota), Carpentier (Cheever-Toyota), Franchitti (Andretti-Honda), Pantano (Ganassi-Toyota), Enge (Vision-Chevrolet), Wheldon (Andretti-Honda), Meira (Rahal-Honda), San Hornish jr. (Penske-Toyota) eram os 10 primeiros colocados.

Por incrível que pareça o Câmbio era ainda do lado direito do piloto e não embutido ao volante. Os 4 primeiros colocados estavam mais ou menos separados a 1 segundo cada um com Franchitti um pouco mais atrás no 5º, Mas bem a frente de Pantano que vinha no 6ºlugar que também tinha uma diferença grande para Tomas Enge da Vision que tinha os motores Chevrolet (Que eram os mais fracos da categoria). Danica Patrick que vinha em 12º estava a 28 segundos de Castroneves.

Scott Dixon começou a mostrar as suas cartas e partiu para cima de Kannan com seu chassi Panoz contra o Dallara do piloto Brasileiro da equipe Andretti e na volta 20 Dixon com mais velocidade na reta dos boxes passa Kannan e assume a segunda posição. O piloto da Andretti tentou dar o troco sem sucesso. Dixon disparou no segundo lugar enquanto que Kannan começava a ficar mais para Carpentier, Franchitti e Pantano.

Carpentier, Pantano e Vitor Meira foram para os boxes na 21ªVolta. Era o começo das paradas dos líderes que ainda não tinham feito a parada. Pantano perdeu tempo na parada por ter passado um pouco do ponto de parada, Carpentier perdeu tempo em sair da área de pit lane.

Na Volta 22 Castroneves e Dixon pararam nos boxes. O Piloto da Penske voltou na frente do piloto da Ganassi. Kannan era o líder com Franchitti em segundo, Ambos foram para a parada na 23ªVolta. Giorgio Pantano teve de passar de novo pelos boxes (Foi punido por passar em cima da mangueira de troca de pneus). Após as paradas a liderança estava nas mãos de Dan Wheldon com Hornish jr. Em 2º, Matsuura em 3º, Castroneves em 4º, Dixon em 5º e depois disso vem Franchitti, Kannan, Sharp, Rice e Carpentier os 10 primeiros colocados na 24ªVolta de 60 voltas programadas.

Logo Wheldon, Hornish jr., Matsuura e os outros que parara naquela 7ªVolta iriam ter de voltar aos boxes para a segunda parada deles (Iriam partir para 3 paradas nos boxes) Enquanto que os líderes de fato iriam para 2 paradas apenas. Hornish jr. Vinha chegando em Wheldon na disputa pela liderança da prova e virando 0,5 Milhas mais rápido que Wheldon.

Matssura para na volta 27 assim como Danica Partick. Buddy Rice acabou batendo logo depois de ter feito a parada nos boxes. Um erro amador por parte de alguém que já ganhou 500 milhas de Indianapolis como foi o caso dele. Hornish jr. Fez à parada nos boxes

Bandeira amarela foi acionada na volta 28 a Norte-americana Danica Partick teve problemas em seu carro e acabou parando em um ponto razoavelmente perigoso na pista. Danica voltou a corrida, Graças ao resgate que deu uma ajuda a ela.

Wheldon não tinha feito a parada e acabou se dando mal nessa, Ele teria de fazer a parada em breve que poderia ser na bandeira amarela o que colocaria o inglês na última posição. Na volta 29 o Inglês fez sua parada e Castroneves voltou à liderança da prova. Outros pilotos aproveitaram e fizeram outra parada. Danica Partick continuava com problemas, Quando saiu dos boxes para mais uma parada o seu motor morreu e ela perdeu mais tempo ainda.

Bandeira Verde na volta 31. Chegamos a metade da prova com Castroneves na frente. Enge passou Matsuura passando para 7ºlugar e depois passando Hornish jr. Passando para o 6ºlugar. Já lá na frente Scott Dixon passou Helinho e assumiu a liderança da corrida com um carro que estava mal a temporada inteira (2005 foi um ano terrível para a Ganassi) Enquanto isso a equipe de Dan Wheldon já esta preparando a festa para o título do piloto da Andretti. Nos boxes o Brasileiro Vitor Meira com problemas em seu carro via a sua corrida ir por água abaixo.

Dixon abriu de Castroneves e disparava na liderança. Kannan, Carpenter e Franchitti completavam os 5 primeiros lugares na 33ªVolta. Enge, Hornish jr., Sharp, Matsuura e Jeff Bucknum da A.J.Foyt completavam os 10 primeiros lugares. Novamente os 5 primeiros colocados estavam bem a frente de Tomas Enge que se segurava na 6ªposição. Dan Wheldon estava em 12ªposição a 20 segundos de Scott Dixon. Ele só precisava terminar a prova para festejar o título.

A Segunda parada dos líderes seria entre a volta 40 até a volta 45 no máximo para irem até o final da prova. Dixon ainda tinha 2 a 3 segundos a frente de Helinho e dos demais. É realmente um piloto completo já em 2005 era um pilotaço o neozelandês que é um dos maiores pilotos que a categoria já teve na sua história desde de 1979.

Bryan Herta e Alex Barron que estavam totalmente sumidos nas últimas posições fizeram a parada na volta 41 para levarem seus carros até o final da prova. Castroneves para na volta 42 para a segunda e última parada nos boxes com seu Dallara-Toyota o que igualmente faz Carpentier e Scott Sharp da equipe de Adrian Fernandez, Tomas Enge e Kosuke Matsuura que largou do 15ºlugar e vinha subindo com o decorrer da prova.

O líder parou na volta 43. Kannan voltou a liderança com Franchitti em 2º muito perto do piloto Brasileiro e de seu companheiro de equipe na Andretti. A Prova dos pilotos da Rahal era um desastre. Danica Partick vinha em 17ºlugar e Vitor Meira com 2 voltas atrás vinha no 18ºlugar com o Buddy Rice já fora da prova desde da 27ªvolta.

Castroneves era pressionado pelo por Carpentier, estava valendo posição. Kannan e Franchitti foram para os boxes na 45ªvolta literalmente disputando posição diretamente. Wheldon também parou nessa volta.

Hornish jr. Assumiu a liderança. Kannan voltou à frente de Dixon. O neozelandês estava disposto a recuperar essa posição, O que ele conseguiu na entrada da volta 46 quando ultrapassa Kannan e volta a ficar a frente do piloto Brasileiro, Castroneves acabou despencando na classificação. Hornish jr. Foi para os boxes no final da volta 47. Dixon voltou a liderança com Kannan e Franchitti logo atrás. Após todos os pilotos terem feito a parada (Após a parada de Jack Buckman nos boxes): Dixon, Kannan, Franchitti, Carpentier, Castroneves, Hornish jr., Pantano, Wheldon, Sharp e Enge após 48 voltas.

Kannan foi para cima de Dixon. Naquela altura do campeonato a vitória era o que mais valia para o piloto da Andretti. O campeonato já esta fora de alcance para o campeão da temporada 2004. Giorgio Pantano que correu pela Jordan em 2004 vinha em 7ºlugar em uma corrida pelo menos honesta com um carro da Ganassi que vinha me uma fase não muito boa.

Dixon e Kannan a 9 voltas do final polarizaram a disputa pela vitória, Ainda dava para Dixon ter o ponto por liderar o maior número de voltas. Ele precisava liderar até o final da corrida para ganhar esse ponto. 4 das 5 voltas mais rápidas da prova eram do Scott Dixon sendo a 38ªVolta em 1:32.347 a melhor delas da prova. Partick Carpentier da Red Bull Cheever era o primeiro a fazer volta mais rápida sem ser o Dixon. A sua volta de 1:32.770 era a 5ªmelhor volta da corrida.

Dario Franchitti em 3ºlugar não parecia ter equipamento para disputar a vitória. Tanto é que já estava ficando para trás. A 7 Voltas do final Alex Barron acaba rodando com o carro da Cheever, Uma corrida ruim do norte-americano. A poucas voltas do final Dixon teria Kannan colado nele e junto vinham Franchitti, Carpentier e Giorgio Pantano. Já os pilotos da Penske estavam totalmente fora da corrida com Castroneves ficando para trás e Sam Hornish jr. Que ficou sempre de fora dos 5 primeiros a não ser com as paradas nos boxes quando ele liderava a corrida de forma esporádica.

Bandeira Verde a 4 Voltas do final da 1ªprova da IRL em Walkins Glen. Dixon, Kannan e Franchitti disparavam nas 3 posições. Já Partick Carpentier ficou para trás deixando o 4ºlugar com Giorgio Pantano seguido de Dan Wheldon e Hélio Castroneves. Com toda essa confusão acabou Dixon, Kannan e Franchitti ficando muito na frente dos demais a 2.5 segundos a frente de Pantano.

Dixon levou o seu Panoz-Toyota até o final da prova e conquistou a vitória depois de mais de 2 anos de jejum. Desde da prova de Richmond em 2003 que Dixon não conquistava uma vitória na Formula Indy. Tony Kannan ficou em 2ºlugar e o Escocês Dario Franchitti que fez uma corrida apenas correta completou o pódio.

Pantano e Dan Wheldon completaram os 5 primeiros lugares. O inglês Dan Wheldon confirmou o título de campeão da temporada de 2005 após uma temporada que ele e a sua equipe Andretti Green obtiveram domínio do campeonato.

Na Volta final, Os pilotos Hélio Castroneves e Tomas Enge provocam um acidente fortíssimo acionando uma bandeira amarela a meia volta do final, Mesmo assim não mudaria nada se a bandeira amarela não fosse acionada. Kosuke Matsuura, Sam Hornish jr., Bryan Herta, Scott Sharp e Partick Carpentier fecharam as 10 primeiras posições.

Depois da prova só restou os pilotos da equipe de Michael Andretti Green comemorarem pelo Segundo ano seguido o título nas mãos deles.

Resultado Final do GP de Walkins Glen – IRL 2005

pos. Grid piloto Chassis Motor Equipe Voltas Tempo Premiação
1 4 Scott Dixon 9 Panoz Toyota Ganassi 60 1h 45:42.3804 120800
2 5 Tony Kanaan 11 Dallara Honda Andretti Green 60 a 0.6540 90200
3 6 Dario Franchitti 27 Dallara Honda Andretti Green 60 a 1.1457 75400
4 2 Giorgio Pantano 10 Panoz Toyota Ganassi 60 a 1.8799 60700
5 9 Dan Wheldon 26 Dallara Honda Andretti Green 60 a 2.1267 55300
6 15 Kosuke Matsuura 55 Panoz Honda Fernandez 60 a 11.4438 50600
7 11 Sam Hornish Jr. 6 Dallara Toyota Penske 60 a 12.5652 47200
8 14 Bryan Herta 7 Dallara Honda Andretti Green 60 a 18.1812 46000
9 18 Scott Sharp 8 Panoz Honda Fernandez 60 a 18.3781 46000
10 3 Patrick Carpentier 83 Dallara Toyota Cheever 60 a 39.8163 44600
11 19 Jeff Bucknum 14 Dallara Chevrolet Foyt 60 a 41.8182 43200
12 1 Hélio Castroneves 3 Dallara Toyota Penske 59 a 1 Volta – Acidente 51900
13 12 Tomáš Enge 2 Dallara Chevrolet Panther 59 a 1 Volta – Acidente 40700
14 20 Ed Carpenter 20 Dallara Toyota Vision 59 a 1 Volta 39100
15 17 Roger Yasukawa 24 Dallara Honda Dreyer and Reinbold 58 a 2 Voltas 37900
16 16 Danica Patrick 16 Panoz Honda Rahal 58 a 2 Voltas 36600
17 13 Alex Barron 51 Dallara Toyota Cheever 58 a 2 Voltas 35200
18 7 Vitor Meira 17 Panoz Honda Rahal 48 a 12 Voltas – Elétrico 35200
19 8 Buddy Rice 15 Panoz Honda Rahal 27 a 33 Voltas – Acidente 33800
20 10 Tomas Scheckter 4 Dallara Chevrolet Panther 4 a 56 Voltas – Acidente 32600

Fotos:

Vídeo da corrida:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Indycar/Motorsport
Vídeo: