Formula Indy – Dixon conquista Pentacampeonato em Sonoma, Com Hunter-Reay vencendo após corrida impecável

Na última prova do campeonato se confirmou o favoritismo do Neozelandês Scott Dixon, Com o segundo lugar ele conquistou o 5ºtítulo da sua carreira na Formula Indy. Em uma corrida calma para o piloto da Ganassi, Ainda mais ajudado pelo erro de Rossi na primeira curva que acabou dando a tranquilidade a Dixon. O Norte-Americano Ryan Hunter-Reay dominou a prova e conquistou a vitória no Circuito de Sonoma, Que vai sair do calendário da categoria em 2019.

O Campeonato que estava favorável para o piloto Neozelandês, ficou bem melhor com a Largada. Enquanto Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon mantiveram as 2 primeiras posições. Alexander Rossi tentou ganhar posições, Mas acabou tocado em Marco Andretti, Quebrando o Aerofólio e furando o seu pneu. O piloto da Andretti foi se arrastando para os boxes. Ao trocar os pneus, Rossi voltou a quase 1 minuto atrás de Hunter-Reay e de Dixon.

Enquanto Hunter-Reay abria vantagem na liderança, Dixon vinha em uma tranquila segunda posição. Newgarden, Andretti e o estreante Patrício O’Ward com o carro da Harding vinha em 5ºlugar. Tony Kannan se aproveitando da confusão da largada, ganhou 5 posições e foi para o 13ºlugar. (O Brasileiro fazia a sua 300ªCorrida seguida na Formula Indy e sua 360ªprova na categoria)

O Estreante O’Ward desgastou muito seus pneus e começou a ser pressionado por Graham Rahal e Will Power fortemente. O Mexicano resistiu a pressão por 3 voltas, Mas como ele desgastou demais os pneus, Foi alvo fácil para Power, que na curva final antes de completar a volta fez uma manobra belíssima, levando a posição do filho do Bobby Rahal.

13ªVolta, Simon Pagenaud foi o primeiro a fazer a primeira parada. A previsão era de 3 a 4 paradas nos boxes. No meio disso, Takuma Sato abandonou com o estouro do seu motor Honda, O Vencedor do GP de Portland foi o primeiro a abandonar a prova.

Na 17ªVolta, Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon foram para a 1ªparada. O piloto da Ganassi escapou por pouco de um choque com Sebastien Bourdais que estava também indo aos boxes para a sua primeira parada. Josef Newgarden na volta 19ª (O motor morreu após a parada e o piloto da Penske perdeu tempo) e Will Power na Volta 20 foram os últimos a pararem nos boxes.

Hunter-Reay voltou a liderança, Com Scott Dixon em 2º e Simon Pagenaud subindo para o terceiro lugar. Rossi foi para o 19ºlugar, Mas adotando a arriscada tática de 2 paradas apenas ele foi superado por pilotos na parte de trás indo para o último lugar. A 43 segundos de Hunter-Reay e a 41 segundos de Dixon.

Rossi para na 26ªVolta, Era bem difícil. Ou melhor, Quase impossível que ele terminasse a prova com apenas mais 1 parada de troca de pneus e reabastecimento. O piloto da Andretti voltou a 1 volta atrás dos líderes. Na volta 28, Power ultrapassa na curva final a Graham Rahal e sobe para o 5ºlugar.

Hunter-Reay e Dixon vinham sobrando e estava a 11 segundos de Pagenaud. O Francês vinha sendo pressionado pelo Marco Andretti.

Rossi foi tentar passa o piloto da Ganassi para tirar a volta de desvantagem para Dixon e tentar volta a corrida. Foram 5 voltas atrás do piloto da Ganassi acabou cedendo a ultrapassagem para o piloto da Andretti Autosport. Nesse meio tempo, O companheiro de equipe de Scott Dixon passou para o 7ºlugar, Superando a Rahal.

Na volta 35, Pagenaud e Rahal foram para a segunda parada. 4 Voltas depois, Hunter-Reay e Dixon foi para a segunda parada deles. Com isso, Rossi voltou a volta do líder. Power assumiu a liderança por uma volta, Na 40ªvolta, Ele e Bourdais foram para os pits. Hunter-Reay abriu 4.5 segundos a frente de Dixon. Simon Pagenaud continuava em 3º, Ainda pressionado pelo Marco Andretti. Depois vinham Power, Bourdais em 5º e 6º, Enquanto que o campeão da temporada de 2017 era pressionado pelo Graham Rahal.

Na volta 43, Rossi vai para os boxes. Durante sua parada. O Norte-Americano Graham Rahal acabou parando seu carro em uma das curvas do circuito, (Na maior reta da pista) Isso provoca a única bandeira amarela da prova. Era disso que Rossi precisava, após a parada ele manteve a Volta e com essa bandeira amarela ele pode se juntar a todo o pelotão. Nesse meio tempo ele foi para os boxes com mais uns 2 pilotos encher o tanque.

Na volta 50 a corrida recomeça. A partir dai começou o Show do piloto da Andretti, Que em um espaço de 3 voltas, Ele passou do 21º para a 9ªposição. Na volta 54, Rossi ultrapassou Tony Kannan subindo para o 8ºlugar. As chances do campeonato estavam aumentando para o norte-americano. Na volta 55, Foi a vez de Ed Jones tomar passada de Rossi que já estava em 7ºlugar em um espaço de 6 voltas, Ganhando 14 posições.

No meio do pelotão, Santino Ferrucci vinha fazendo uma corrida agressiva ao atacar a Jordan King da Carpenter. Atrás deles vinham Jack Harley que tentou passar o inglês, Mas acabou tomando passada do Norte-Americano Zach Veach.

Na entrada da volta 60, Rossi que vinha pressionando Bourdais foi para a sua última parada. Percebendo isso, Dixon abriu mão da vitória e acabou indo para os boxes na volta seguinte. Na entrada da volta 62, Hunter-Reay e Pagenaud foram para a última parada. Os últimos a fazerem isso foram Will Power e Ed Jones na 64ªpassagem.

Hunter-Reay continuava na liderança, Com 4 segundo a frente de Scott Dixon. Alexander Rossi vinha em 5ºlugar a 12 segundos do líder e a 8 segundos de Dixon. Mas não seria tão simples para o piloto da Andretti. Ele tinha 20 voltas para superar  Will Power que subiu do 5º para o 3ºlugar e de Simon Pagenaud que perdeu uma posição.

Porém, O rendimento de Rossi começou a declinar, A 12 voltas do final Rossi perdeu o 5ºlugar para Marco Andretti. A cada volta que passava Dixon estava cada vez mais perto do título e acabou levando seu carro sem riscos até o final da prova.

Lá na frente, Ryan Hunter-Reay teve um brilhante final de semana e levou a vitória na última etapa do Campeonato Mundial de Formula Indy. Porém, A festa ficou mesmo para Scott Dixon que acabou chegando na posição que ele precisava. O 2ºlugar fez com que Dixon conquistasse seu 5ºtítulo de sua carreira. Se tornando o maior campeão da História da Formula Indy, CART e IRL (Contando os títulos desde de 1979 até hoje) De uma temporada aonde o pior resultado de Dixon foi o 12ºlugar em Iowa. Com 3 Vitórias e 9 pódio, Esse título esta em ótimas mãos ao piloto da Chip Ganassi.

O pódio foi completado pelo Australiano Will Power, Que no final da prova chegou a ameaçar o segundo lugar de Dixon. O Australiano ficou com o 3ºlugar na Classificação final. Em 4ºlugar ficou o francês Simon Pagenaud e em 5ºlugar o Norte-Americano Marco Andretti.

Alexander Rossi acabou a corrida em 7ºlugar, Conquistando o vice-campeonato em sua 3ªTemporada na Formula Indy. Sem dúvida é um piloto consolidado na categoria e acabou se recuperando de maneira fantástica na segunda metade de prova. Mas seu erro no começo da corrida acabou por decidir seu destino no campeonato. Sebastien Bourdais na volta final.

Completando os 10 primeiros ficaram Josef Newgarden (que perdeu não só o 3º como também perdeu o 4ºlugar para Ryan Hunter-Reay), Patricio O’ward da Harding e Ed Jones.

A Se destacar o brilhante final de semana do Mexicano, Que foi o campeão da Indy Lights e fez uma bela corrida, Claro que ele perdeu algumas posições no começo da prova. Isso não apaga o que ele fez nos 3 dias de evento. Ele não só ganhou o 9ºlugar em Sonoma como ele provavelmente ganhou um lugar para 2019.

Tony Kannan fez uma boa corrida, Chegando em 12ºlugar. O piloto de 43 anos de idade teve bons desempenhos nas 3 provas finais. Pietro Fittipaldi ficou em 16ºlugar e Matheus Leist ficou em 19ºlugar. Não dava para cobrar muito dos pilotos Brasileiros nesse ano, Eles estavam em equipes de Média para pequeno pote.

Semana que vem teremos uma avaliação da temporada de 2018 da Formula 1 no Portal Sportszone.

Vídeo da prova:

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final da última Etapa
Formula Indy – Temporada 2018

Pos Piloto País Equipe Motor Voltas Tempo
1 28 Ryan Hunter-Reay EUA Andretti Autosport Honda 85 2h 02:19.1667
2 9 Scott Dixon Nova Zelandia Chip Ganassi Racing Honda 85 a 2.7573
3 12 Will Power Austrália Team Penske Chevrolet 85 a 3.6550
4 22 Simon Pagenaud França Team Penske Chevrolet 85 a 4.6306
5 98 Marco Andretti EUA Andretti Herta Honda 85 a 19.8030
6 18 Sebastien Bourdais França Dale Coyne Racing Honda 85 a 21.6393
7 27 Alexander Rossi EUA Andretti Autosport Honda 85 a 28.3778
8 1 Josef Newgarden EUA Team Penske Chevrolet 85 a 34.6288
9 8 Patricio O’Ward México Harding Racing Chevrolet 85 a 42.8662
10 10 Ed Jones EAU Chip Ganassi Racing Honda 85 a 44.2254
11 39 Santino Ferrucci EUA Dale Coyne Racing Honda 85 a 44.6273
12 14 Tony Kannan Brasil A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 85 a 1:00.4138
13 20 Jordan King Inglaterra Ed Carpenter Racing Chevrolet 85 a 1:04.0637
14 26 Zach Veach EUA Andretti Autosport Honda 85 a 1:05.4899
15 5 James Hinchcliffe Canadá Schmidt Peterson Motorsports Honda 85 a 1:12.8026
16 19 Pietro Fittipaldi Brasil Dale Coyne Racing Honda 85 a 1:14.2459
17 60 Jack Harvey Inglaterra Michael Shank Racing Honda 85 a 1:15.6462
18 6 Carlos Muñoz Colômbia Schmidt Peterson Motorsports Honda 85 a 1:18.6345
19 4 Matheus Leist Brasil A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 85 a 1:22.3819
20 88 Colton Herta EUA Harding Racing Chevrolet 85 a 1:23.4673
21 59 Max Chilton Inglaterra Carlin Chevrolet 84 a 1 Volta
22 23 Charlie Kimball EUA Carlin Chevrolet 76 a 9 Voltas
23 15 Graham Rahal EUA Rahal Letterman Lanigan Racing Honda 66 a 19 Voltas
24 21 Spencer Pigot EUA Ed Carpenter Racing Chevrolet 38 Mecânico
25 30 Takuma Sato Japão Rahal Letterman Lanigan Racing Honda 15 Motor

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Rosberg fecha o campeonato com vitória em Abu Dhabi em uma exibição impecável numa corrida sonífera

Nico Rosberg fechou o ano com vitória e deu seu cartão de visitas para a Formula 1 de como ele vai ser em 2016, Em uma corrida impecável Nico venceu pela 6ªVez na temporada sendo a 3ªseguida, pela primeira vez Rosberg emplacou 3 vitórias seguidas na sua carreira.

Uma corrida em que foi um verdadeiro sonífero com poucas emoções com exceção da largada aonde Felipe Nasr acabou Tocando em Alonso de forma involuntária em consequência disso Alonso acabou se chocando de Forma mais forte com o Venezuelano Pastor Maldonado da Lotus que abandonou a corrida na primeira curva praticamente. Já Alonso com danos em seu carro acabou indo para os boxes e depois disso acabou punido com um Drive Through o que acabou com qualquer possibilidade que o piloto da Mclaren tinha na prova. Nico Hulkenberg pulou de 7ª para o 5ªlugar, Carlos Sainz pulou do 10º para o 8ºlugar. Mas a grande largada foi a de Vettel que de 15ª passou para o 12ªlugar.

EAU_Domingo2015 (1)

Alias as provas do piloto da Ferrari e de Romain Grosjean que saiu do 18ºlugar e partiu para a recuperação na prova. Por causa do altíssimo desgaste de pneus logo nas primeiras voltas os pilotos foram obrigados a irem para a primeira troca dos pneus, Acabou não sendo muito bom negócio para Valtteri Bottas que foi ordenado a sair dos boxes no momento errado e com isso ele se chocou na roda traseira de Jenson Button e com isso Bottas teve de voltar aos boxes na volta seguinte para colocar um novo bico no lugar do que foi danificado no incidente, Além disso Bottas teve um Acréscimo de 5 segundos em seu tempo que poderia ser cumprido em uma das paradas.

Sebastian Vettel, Romain Grosjean e Marcus Ericsson prolongaram a suas paradas nos boxes para buscarem uma melhora na classificação na prova. Logo após as paradas dos três a tática deu grandes resultados com o piloto da Ferrari que estava em 4ºlugar, Grosjean e Ericsson estavam de fora dos 10 primeiros colocados, Pouca coisa aconteceu nas voltas seguintes apenas a ameaça de Fernando Alonso que eu posso chutar aqui que ele esta fazendo sua última corrida na Formula 1 de que se não tivesse Safety car ele deixaria a corrida, Ao mesmo tempo que ele esta praticamente fora da prova, Dava para ver que ele não estava nem ai com o projeto da Mclaren, Seria a Hora da equipe Inglesa Dispensar essa figura egocêntrica da equipe e da categoria e Max Verstappen na 23ªVolta acabou fritando demais os pneus e teve de fazer uma parada antecipada nos boxes.

EAU_Domingo2015

Os pilotos foram para a segunda parada nos boxes por volta da 25ª até 35ªVolta e o quadro da corrida continuou a mesma com Rosberg na frente e Hamilton tentando se aproximar do piloto Alemão tentando a 11ªVitória na temporada, Mas Rosberg não deu qualquer chance para Hamilton e conquistou a 14ªVitória na carreira com Hamilton chegando a 8.2 segundos atrás de Rosberg e Fechando o Ano com 381 pontos contra os 322 pontos de Nico Rosberg e 278 de Sebastian Vettel. Kimi Raikkonen em uma corrida muito correta levou a Ferrari ao pódio com o 3ºlugar concluindo o campeonato com 150 pontos na quarta posição também ajudado pelo resultado pífio de Bottas no dia de hoje, Sebastian Vettel fez bela corrida de recuperação ficando em 4ºlugar após largar do 15ºlugar.

EAU_Domingo2015 (4)

Belíssima corrida de Sergio Perez que fechou seu ano em 5ºlugar seguido de perto por Daniel Ricciardo com a Red Bull que chegou a travar briga com Perez por essa posição, Mais atrás veio Nico Hulkenberg com a Force India, Felipe Massa salvando alguns pontos para a Williams que não foi nada bem em Abu Dhabi, Romain Grosjean que fez a última ultrapassagem da temporada (Sobre Kvyat na penúltima volta) ficando em 9ºlugar em sua última corrida pela Lotus e Daniil Kvyat fechou a zona de pontuação.

Logo a Seguir vieram Carlos Sainz jr. e Max Verstappen ambos da Toro Rosso, Depois vindo Jenson Button que manteve seu Mclaren-Honda na Frente de Valtteri Bottas que ficou em 14ºlugar e com o 5ºlugar no campeonato de pilotos. Marcus Ericsson e Felipe Nasr com a Sauber que andou mal em Yas Marina e nas últimas posições o Espanhol Fernando Alonso em sua pior temporada desde de 2001 quando correu pela Minardi, Will Stevens que ficou na frente de Roberto Mehri que encerrou a temporada pela Manor devido a compromissos de Alexander Rossi com a GP2 Series.

EAU_Domingo2015 (2)

E dessa maneira se encerra a Temporada de 2015 da Formula 1, Uma temporada que por tudo que aconteceu não vai ser uma temporada que vai deixar muitas saudades, Esperamos que em 2016 as coisas sejam melhores para o Esporte e que esse buraco que a categoria possa reencontrar o Caminho do sucesso.

Classificação após 55 Voltas
Piloto Número Equipe-Motor Chassis Voltas Tempo Grid de Largada Pontos
1. Nico Rosberg 6 Mercedes F1 W06 Hybrid 55 1:38:30.175 1 25
2. Lewis Hamilton 44 Mercedes F1 W06 Hybrid 55 a 8.271 2 18
3. Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF15-T 55 a 19.430 3 15
4. Sebastian Vettel 5 Ferrari SF15-T 55 a 43.735 15 12
5. Sergio Perez 11 Force India-Mercedes VJM08 55 a 1:03.952 4 10
6. Daniel Ricciardo 3 Red Bull-Renault RB11 55 a 1:05.010 5 8
7. Nico Hulkenberg 27 Force India-Mercedes VJM08 55 a 1:33.618 7 6
8. Felipe Massa 19 Williams-Mercedes FW37 55 a 1:37.751 8 4
9. Romain Grosjean 8 Lotus-Mercedes E23 Hybrid 55 a 1:38.201 18 2
10. Daniil Kvyat 26 Red Bull-Renault RB11 55 a 1:42.371 9 1
11. Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso-Renault STR10 55 a 1:43.525 10
12. Max Verstappen 33 Toro Rosso-Renault STR10 54 a 1 Volta 11
13. Jenson Button 22 Mclaren-Honda MP4-30 54 a 1 Volta 12
14. Valtteri Bottas 77 Williams-Mercedes FW37 54 a 1 Volta 6
15. Marcus Ericsson 9 Sauber-Ferrari C34 54 a 1 Volta 17
16. Felipe Nasr 12 Sauber-Ferrari C34 54 a 1 Volta 14
17. Fernando Alonso 14 Mclaren-Honda MP4-30 53 a 2 Voltas 16
18. Will Stevens 28 Manor-Ferrari MR03 53 a 2 Voltas 19
19. Roberto Merhi 98 Manor-Ferrari MR03 52 a 3 Voltas 20
Pastor Maldonado 13 Lotus-Mercedes E23 Hybrid 0 a 55 Voltas 13

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mclaren/Mercedes/Ferrari/Lotus/Force India

Em Abu Dhabi Nico Rosberg arrasa Hamilton e conquista 6ªPole em Sequência

Nico Rosberg tentando sua terceira vitória seguida marca a 6ªpole seguida na temporada de 2015, Com um impressionante tempo colocando quase 4 décimos em Lewis Hamilton que fecha 2015 sem conseguir a 50ªpole em sua carreira.

O treino foi dominado pelas Mercedes, Mas acabou revelando algumas surpresas, Algumas muito positivas com a Force India lutando de igual para igual com a Ferrari e superando a Williams e a Red Bull principalmente com o Mexicano Sergio Perez, a Outra é a Mclaren que pareceu superar algumas deficiências com um belíssimo desempenho na parte das curvas do Circuito o que mostra que o problema da Mclaren é realmente motor e não o Chassi MP4-30 que é um dos melhores Chassis do ano, Mas um Furo de Pneu acabou fazendo Alonso não ter a chance de ir ao Q2, Mas a grande surpresa negativa do Treino foi Sebastian Vettel que acabou junto com a Ferrari cometendo um Erro de avaliação no Treino e acabou com o 16ºTempo o que tirou Vettel do Q2. Ericsson, Stevens e Merhi acabaram sendo os outros três Eliminados.

Vettel_fail_EAU15

Classificação do Q1:

1 44 Lewis Hamilton (Mercedes) 1:40.974
2 6 Nico Rosberg (Mercedes) 1:41.111
3 11 Sergio Perez (Force India) 1:41.983
4 27 Nico Hulkenberg (Force India) 1:41.996
5 3 Daniel Ricciardo (Red Bull Racing) 1:42.275
6 19 Felipe Massa (Williams) 1:42.303
7 7 Kimi Räikkönen (Ferrari) 1:42.500
8 26 Daniil Kvyat (Red Bull Racing) 1:42.540
9 22 Jenson Button (McLaren) 1:42.570
10 8 Romain Grosjean (Lotus) 1:42.585
11 77 Valtteri Bottas (Williams) 1:42.608
12 33 Max Verstappen (Toro Rosso) 1:42.889
13 12 Felipe Nasr (Sauber) 1:42.896
14 55 Carlos Sainz (Toro Rosso) 1:42.911
15  13 Pastor Maldonado (Lotus) 1:42.929
16 5 Sebastian Vettel (Ferrari) 1:42.941
17 14 Fernando Alonso (McLaren) 1:43.187
18 9 Marcus Ericsson (Sauber) 1:43.838
19 28 Will Stevens (Manor) 1:46.297
20 98 Roberto Merhi (Manor) 1:47.434

No Q2, houve o mesmo domínio da Mercedes com Hamilton mostrando que queria acabar com a festa de Rosberg, Foram eliminados os pilotos da Lotus com Romain Grosjean que teve problemas com seu motor e nem fez volta, Pastor Maldonado também caiu junto de Felipe Nasr, Jenson Button e Max Verstappen que vinha nas últimas corridas passando para a parte final do Treino. Com isso seu companheiro de equipe Carlos Sainz Jr. acabou passando para o Q3 junto dos pilotos da Mercedes, Kimi Raikkonen com a Ferrari, Williams, Force India e Red Bull. Essas equipes com exceção de Sainz fazem parte das 5 melhores equipes da Formula 1 de hoje.

Button_abu_dhabi

Classificação do Q2:

1 44 Lewis Hamilton (Mercedes) 1:40.758
2 6 Nico Rosberg (Mercedes) 1:40.979
3 11 Sergio Perez (Force India) 1:41.560
4 7 Kimi Räikkönen (Ferrari) 1:41.612
5 3 Daniel Ricciardo (Red Bull Racing) 1:41.830
6 77 Valtteri Bottas (Williams) 1:41.868
7 27 Nico Hulkenberg (Force India) 1:41.925
8 26 Daniil Kvyat (Red Bull Racing) 1:42.328
9 19 Felipe Massa (Williams) 1:42.349
10 55 Carlos Sainz (Toro Rosso) 1:42.482
11 33 Max Verstappen (Toro Rosso) 1:42.521
12 22 Jenson Button (McLaren) 1:42.668
13 13 Pastor Maldonado (Lotus) 1:42.807
14 12 Felipe Nasr (Sauber) 1:43.614
15 8 Romain Grosjean (Lotus) Sem Tempo

No Q3 mais uma vez tivemos a disputa entre Nico Rosberg e Lewis Hamilton pela pole position em Abu Dhabi. Dessa vez Hamilton conseguiu combater Rosberg, Na Volta final ele tomou a primeira posição de Nico Rosberg, Mas dai o piloto Alemão veio e com o tempo de 1:40.237 acabou detonando o tempo de Hamilton que ficou com 1:40.617 e com isso Rosberg levou a 7ªpole na temporada sendo a 6ªVez seguida.

Na Segunda Fila Vão largar o piloto Finlandês Kimi Raikkonen e o Mexicano Sergio Perez com a Force India que tem a expectativa de lutar pelo pódio nessa última corrida da temporada. Na Terceira Fila largam Daniel Ricciardo com a Red Bull e Valtteri Bottas com a Williams. Com o que esta se mostrando nesse grid A Ferrari, Force India, Red Bull e Williams tem possibilidades de lutarem pelo pódio.

Nico Hulkenberg com a Force India, Felipe Massa com a Williams, Danill Kvyat com a Red Bull e Carlos Sainz Jr. com a Toro Rosso completaram os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada
Piloto Número Equipe-Motor Chassi Tempo Etapa
1. Nico Rosberg 6 Mercedes F1 W06 Hybrid 1:40.237 Q3
2. Lewis Hamilton 44 Mercedes F1 W06 Hybrid 1:40.617 Q3
3. Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF15-T 1:41.051 Q3
4. Sergio Perez 11 Force India-Mercedes VJM08 1:41.184 Q3
5. Daniel Ricciardo 3 Red Bull-Renault RB11 1:41.444 Q3
6. Valtteri Bottas 77 Williams-Mercedes FW37 1:41.656 Q3
7. Nico Hulkenberg 27 Force India-Mercedes VJM08 1:41.686 Q3
8. Felipe Massa 19 Williams-Mercedes FW37 1:41.759 Q3
9. Danill Kvyat 26 Red Bull-Renault RB11 1:41.933 Q3
10. Carlos Sainz 55 Toro Rosso-Ferrari STR10 1:42.708 Q3
11. Max Verstappen 33 Toro Rosso-Ferrari STR10 1:42.521 Q2
12. Jenson Button 22 Mclaren-Honda MP4-30 1:42.668 Q2
13. Pastor Maldonado 13 Lotus-Mercedes E23 Hybrid 1:42.807 Q2
14. Felipe Nasr 12 Sauber-Ferrari C34 1:43.617 Q2
15. Romain Grosjean 8 Lotus-Mercedes E23 Hybrid Sem Tempo Q2
16. Sebastian Vettel 5 Ferrari SF15-T 1:42.941 Q1
17. Fernando Alonso 14 Mclaren-Honda MP4-30 1:43.187 Q1
18. Marcus Ericsson 9 Sauber-Ferrari C34 1:43.838 Q1
19. Will Stevens 28 Manor-Ferrari MR03 1:46.297 Q1
20. Roberto Merhi 98 Manor-Ferrari MR03 1:47.434 Q1

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mclaren/Mercedes/Ferrari

GP2 Series em Abu Dhabi: Vandoorne em temporada de Estreia conquista vice-campeonato

Grid de largada:

1.Stoffel Vandoorne    (ART Grand Prix)        1:48.088 11
2.Jolyon Palmer        (DAMS)            1:48.187 10
3.Stéphane Richelmi    (DAMS)            1:48.374 11
4.Mitch Evans        (RT RUSSIAN TIME)        1:48.709 11
5.Felipe Nasr        (Carlin)            1:48.873 11
6.Pierre Gasly        (Caterham Racing)        1:48.973 12
7.Arthur Pic        (Campos Racing)        1:48.985 10
8.Raffaele Marciello    (Racing Engineering)    1:49.023 11
9.Stefano Coletti        (Racing Engineering)    1:49.326    11
10.Rio Haryanto        (Caterham Racing)        1:49.338 11
11.Julian Leal        (Carlin)            1:49.395 11
12.Johnny Cecotto        (Trident)            1:49.430 12
13.Takuya Izawa        (ART Grand Prix)        1:49.500 11
14.Sergio Canamasas    (Trident)            1:49.505 12
15.Nathanaël Berthon    (Venezuela GP Lazarus)    1:49.518 11
16.Kimiya Sato        (Campos Racing)        1:49.618 10
17.Daniel De Jong        (MP Motorsport)        1:49.667 10
18.Nicholas Latifi        (Hilmer Motorsport)        1:49.676 11
19 André Negrao        (Arden International)    1:49.677 11
20.Conor Daly        (Venezuela GP Lazarus)    1:49.721 11
21.Rene Binder        (Arden International)    1:49.721 11
22.Marco Sorensen    (MP Motorsport)        1:49.736 11
23.Simon Trummer    (Rapax)            1:49.794 12
24.Jon Lancaster         (Hilmer Motorsport)     1:49.885 11
25.Kevin Giovesi        (Rapax)            1:50.012 14
26.Artem Markelov    (RT RUSSIAN TIME)        1:50.414    10

Corrida 1:

Bom na largada Vandoorne se manteve na ponta, Já Felipe Nasr fez uma senhora largada subindo de 5º para o Terceiro lugar passando a Evans e Richelmi e na metade da primeira volta o Brasileiro teve um belíssimo momento de ousadia e assumiu a segunda posição ultrapassando ao Inglês Jolyon Palmer, Evans e Richelmi ficaram lutando pelo 4ºlugar, numa bela manobra o Monegasco subiu para o 4ºlugar.

Mas não foi só de ultrapassagens que foi feita a primeira volta, O piloto Rene Binder acabou tocando em Jon Lancaster que rodou e o Dinamarquês Marco Sorensen acabou preso a eles dois, Com isso o Safety Car para retirarem o carro de Rene Binder principalmente, Lancaster e Sorensen voltaram a corrida.
Três voltas depois a corrida recomeça e logo vários dos líderes foram aos boxes para fazerem a parada obrigatória. Enquanto Vandoorne, Nasr e Richelmi foram para a parada Palmer, Mitch, Cecotto jr.Coletti, Marciello, Berthon, Lancaster e Markelov decidiram ficar na pista.
André Negrão e Pierre Gasly acabaram batendo e uma manobra otimista demais do piloto Brasileiro. Gasly continuou na corrida mas Negrão não teve a mesma sorte e também deixou a prova assim como Marco Sorensen que teve problemas com o carro da MP Motorsport.

Vandoorne andou forte para passar Markelov e Lancaster e ganhar tempo, Nasr e Richelmi mais atrás conseguiram passar os dois que eram os primeiros pilotos que viram que a tática que adotaram não iria funcionar.

Coletti foi o primeiro a parar nos boxes e voltou atrás do seu compatriota Stephane Richelmi, Depois foram aos boxes Cecotto Jr. que fez a parada e voltou a frente de Felipe Nasr, Palmer e Evans foram para os boxes juntos e acabou o piloto da DAMS voltando na frente de Evans, Mas com Vandoorne muito na frente em primeiro.

Palmer começou a virar mais rápido que o líder da corrida, Só que os pneus depois de algumas voltas perdiam rendimento e com isso Palmer e Evans ficaram mais atrás do que estavam e ficou impossível de conseguirem a vitória Vandoorne venceu e se aproximou muito do vice-campeonato da GP2 em se primeiro ano na categoria, O Campeão Palmer e o Neozelandês Evans completaram o pódio. Já Cecotto jr. Sofreu com o mesmo problema e com isso acabou sendo ultrapassado por Felipe Nasr e depois por Stephane Richelmi caindo para o 6ªlugar, Já Stefano Coletti conseguiu segurar a Arthur Pic e manter o 7ºlugar com Pic em 8ºlugar com direito a largar na pole position na última corrida da temporada da GP2 Series, Haryanto e De Jong completaram os 10 primeiros colocados.

1    Stoffel Vandoorne    (ART Grand Prix)    1h 00:56.725 em 31 Voltas
2    Jolyon Palmer        (DAMS)    12.157
3    Mitchell Evans        (Russian Time)    19.159
4    Luiz Felipe Nasr        (Carlin)    22.205
5    Stéphane Richelmi    (DAMS)    28.099
6    Johnny Cecotto Jr.    (Trident)    31.375
7    Stefano Coletti   (Racing Engineering)   34.254
8    Arthur Pic    (Campos Racing)    34.499
9    Rio Haryanto    (Caterham)    36.797
10    Daniël de Jong    (MP Motorsports)    46.613
11    Raffaele Marciello    (Racing Engineering)    47.586
12    Julián Leal    (Carlin)    50.140
13    Takuya Izawa    (ART Grand Prix)    54.585
14    Kimiya Sato    (Campos Racing)    57.199
15    Nathanaël Berthon    (Lazarus)    1:05.269
16    Sergio Canamasas    (Trident)    1:08.362
17    Simon Trummer    (Rapax)    1:12.621
18    Jon Lancaster    (Hilmer)   1:19.605
19    Kevin Giovesi    (Rapax)    1:19.877
20    Conor Daly    (Lazarus)    1:25.909
21    Pierre Gasly    (Caterham)    1:26.649
22    Nicholas Latifi    (Hilmer)    1:32.065

Não Completaram a corrida:

Artem Markelov    (Russian Time)    a 15 Voltas
André Negrão    (Arden)   a 22 Voltas
Marco Sørensen    (MP Motorsports)    a 24 Voltas
Rene Binder    (Arden)     a 31 Voltas

2ªProva – última da temporada

Sem dúvida uma prova chata, Sem qualquer emoção, Tivemos a largada aonde teve muita movimentação com Coletti assumindo a liderança com Felipe Nasr fazendo uma largada monumental passando de 5º para o segundo lugar e Arthur Pic em 3º. Ainda na primeira volta Jolyon Palmer acabou rodando quando tentava ganhar posição e acabou abandonando a prova. De Resto a maior parte da prova foi uma procissão enorme em que os pilotos acabaram se mantendo em suas posições, Somente no final da corrida é que tivemos mudanças, Stoffen Vandoorne acabou selando o seu vice-campeonato passando a Johnny Cecotto jr. que tinha também perdido posição para Stéphane Richelmi e Mitch Evans mostrando o alto desgaste com os pneus.

A Vitória acabou ficando mesmo nas mãos de Stefano Coletti com Felipe Nasr em 2º e Arthur Pic fazendo boa temporada de estreia em 3ºlugar, Stéphane Richelmi seria o 4ªcolocado, Mas por vazar a chicane e não devolver a posição a Mitch Evans o piloto perdeu 20 segundo do tempo final de corrida e acabou caindo para o 9ºlugar. Com isso Mitch Evans se beneficiou e passou para o 4ºlugar seguido de Vandoorne que ficou com o vice-campeonato terminando essa corrida em 5ºlugar, Belo campeonato para Johnny Cecotto jr. que mostrou sem dúvida mais cabeça e talento que o seu compatriota Pastor Maldonado na Formula 1 completando a corrida em 6ºlugar, Terminaram completando a zona de pontuação os pilotos Raffaele Marciello que tem grande futuro na GP2 e por incrível que pareça o piloto Espanhol Sergio Caramasas que não é nada Brilhante.

Resultado final da última etapa da GP2 Series:

1 Stefano Coletti (Racing Engineering) 41:37.752 em 22 Voltas
2 Luiz Felipe Nasr (Carlin) 3.787
3 Arthur Pic (Campos Racing) 5.357
4 Mitchell Evans (Russian Time) 12.701
5 Stoffel Vandoorne (ART Grand Prix) 13.764
6 Johnny Cecotto Jr. (Trident) 18.708
7 Raffaele Marciello (Racing Engineering) 19.217
8 Sergio Canamasas (Trident) 24.383
9 Stéphane Richelmi (DAMS) 29.288*
10 Takuya Izawa (ART Grand Prix) 29.345
11 Julián Leal (Carlin) 29.608
12 Rio Haryanto (Caterham) 30.191
13 Nathanaël Berthon (Lazarus) 30.561
14 Jon Lancaster (Hilmer) 36.411
15 Conor Daly (Lazarus) 36.817
16 Simon Trummer (Rapax) 37.962
17 Nicholas Latifi (Hilmer) 41.580
18 Pierre Gasly (Caterham) 42.156
19 Artem Markelov (Russian Time) 44.492
20 Kevin Giovesi (Rapax) 46.210
21 Marco Sørensen (MP Motorsports) 47.308
22 Kimiya Sato (Campos Racing) 47.687
23 Rene Binder (Arden) 48.331
24 André Negrão (Arden)  53.145
Jolyon Palmer (DAMS) a 22 Voltas
Daniël de Jong (MP Motorsports) a 22 Voltas

Melhor volta de Cada piloto no GP de Abu Dhabi

1 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing-Renault 50ªVolta – 1:44.496
2 19 Felipe Massa Williams-Mercedes 47ªVolta – 1:44.826
3 1 Sebastian Vettel Red Bull Racing-Renault 51ªVolta – 1:45.552
4 44 Lewis Hamilton Mercedes 49ªVolta – 1:45.599
5 25 Jean-Eric Vergne STR-Renault 50ªVolta – 1:45.686
6 77 Valtteri Bottas Williams-Mercedes 54ªVolta – 1:45.727
7 27 Nico Hulkenberg Force India-Mercedes 47ªVolta – 1:45.777
8 11 Sergio Perez Force India-Mercedes 49ªVolta – 1:45.808
9 22 Jenson Button McLaren-Mercedes 47ªVolta – 1:46.739
10 20 Kevin Magnussen McLaren-Mercedes 37ªVolta – 1:46.824
11 6 Nico Rosberg Mercedes 17ªVolta – 1:46.869
12 14 Fernando Alonso Ferrari 45ªVolta – 1:47.424
13 10 Kamui Kobayashi Caterham-Renault 38ªVolta – 1:47.431
14 99 Adrian Sutil Sauber-Ferrari 44ªVolta – 1:47.508
15 21 Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari 43ªVolta – 1:47.698
16 7 Kimi Räikkönen Ferrari 46ªVolta – 1:47.736
17 8 Romain Grosjean Lotus-Renault 35ªVolta – 1:47.897
18 46 Will Stevens Caterham-Renault 47ªVolta – 1:48.398
19 26 Daniil Kvyat STR-Renault 10ªVolta – 1:48.748
20 13 Pastor Maldonado Lotus-Renault 9ªVolta – 1:48.933