Dakar 2016 – Analise Final dos Quadriciclos

Os quadriciclos no Dakar nesse ano resistiram mais do que em 2015 vistos que tivemos 23 pilotos completando o Evento, O que se esperava uma disputa entre Rafal Sonik e Ignacio Casale os campeões das 2 últimas edições do Dakar com os Irmãos Patronelli (Marcos e Alejandro) também nessa disputa.

Mas de começo o Brasileiro Marcelo Medeiros impressionou com grande velocidade nos primeiros estágios chegando a ficar em 2ºlugar no 4ºEstágio. Mas acabou no dia seguinte sofrendo um acidente deixando a competição infelizmente com a clavícula Quebrada, Mas o Dakar acabou revelando outras boas surpresas como o piloto Peruano Alexis Hernandez que chegou a ameaçar disputar o Dakar e do Sul Africano Brian Baragwanath que também poderia entrar na disputa, Mas ambos enfrentaram problemas e acabaram ficando longe do título.

Dakar2016_estagio12 (7)

Já Rafal Sonic e Ignacio Casale tiveram problemas e acabaram deixando a disputa com os Irmãos Patronelli que acabam disputaram até o final a vitória no Dakar em 2016, Acabou com Marcos Patronelli vencendo o Dakar com apenas 5 minutos na frente do seu irmão Alejandro Patronelli completando a dobradinha da Argentina nos Quadriciclos e que poderia ter o pódio inteiro de Argentinos pois o jovem Jeremias Gonzalez Ferioli disputou o terceiro lugar, Mas acabou no final superados pelo Brian Baragwanath da África do Sul que completou o pódio e do Russo Sergei Karyakin que ficou em 4ºlugar sendo o único Europeu entre os 10 primeiros colocados contra 1 Africano e o resto tudo foram sul-americanos sendo que 4 deles foram Argentinos.

E Deve se falar que foi um domínio total da Yamaha nesse Dakar, colocando 8 Quadriciclos entre as 10 primeiras colocadas. O melhor quadriciclo sem ser a Yamaha foi o boliviano Walter Nosiglia ficando em um honroso 6ºlugar. A CAM-AM teve o outro Boliviano Leonardo Martinez em 12ºlugar.

Dakar_uyun_8116 (6)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar 2016 – Analise Final das Motos

Dakar2016_estagio12 (9)

Vi um grande equilíbrio de Forças entre a Honda e a KTM pelo campeonato desse Dakar, Mas tínhamos a Husqvarna que estava muito forte com Palbo Quintanilla, a Yamaha que foi crescendo durante o Dakar com Helder Rodrigues e com Adrien van Beveren e a Sherco vez em quando chegava entre os 10 primeiros colocados nos estágios, Mas com problemas na parte final do Dakar o que é algo Crônico para a Sherco.

A Disputa do título do Dakar ficou evidenciado entre os pilotos da KTM representado principalmente pelos piloto Toby Price da Austrália, O Eslovaco Stefan Svitko com uma KTM independente e do jovem Austríaco Matthias Walkner, Pelo lado da Honda os candidatos ao Título tivemos os pilotos Paulo Gonçalves que foi vice-campeão do Dakar de 2015, Do rapidíssimo Espanhol Juan Barreda Boat e até mesmo pelo Argentino Javier Pizzolito que era piloto da Honda da América do Sul que fez bonito trabalho no Dakar 2013 onde ele chegou em 8ºlugar na Geral.

Dakar712016_estagio5 (11)

Só que no começo do Dakar não se esperava a grande Surpresa da Competição, Um outro Argentino chamado Kevin Benavides do time da América do Sul da Honda, Chegando a liderar a Competição na Geral Benavides poderia até ter os comentários de que ele seria fogo de palha e que logo iria ficar para trás, Mas o Argentino ficou até o final nas primeiras posições, Já os principais pilotos da Honda acabaram ficando pelo caminho. Barreda Boat que é conhecido pelas quedas acabou tendo problemas de Motor que deixou ele de fora do Dakar e o Português Paulo Gonçalves acabou tomando 2 tombos fortes, No primeiro ele danificou muito sua moto e com isso perdeu muito tempo deixando o título do Dakar nas mãos da KTM que pela 15ªvez conquistou o titulo.

Toby Price fez uma Dakar fortíssimo e bem regular em todos os estágios e conseguiu levar o título, Com isso o Australiano de 28 se torna um candidato para ser o sucessor de Marc Coma que deixou as Motos para ser o Diretor do Evento. Aliás parabéns para Coma por ter feito o Fair Play ter valido a pena, Pois Laia Sanz, Palbo Quintanilla e Paulo Gonçalves acabaram ajudando pilotos acidentados e tiveram os seus tempos recolocados na classificação do Dakar. Um bom exemplo para o Esporte a Motor que esta cheio de exemplos ruins nos dias de hoje.

Dakar_uyun_8116 (10)

Stefan Svitko que já teve um grande destaque no Dakar de 2015 conseguiu se destacar mais ainda em 2016 levando um vice-campeonato, Seu melhor resultado no Dakar e acredito que seja o melhor resultado da Eslováquia nesse Rally, Algo bem raro para um país com pouquíssima tradição em competições de moto e de Carros e com uma KTM que não é oficial, Mostrando que é possível ser competitivo com equipamentos não oficiais no Dakar, Basta ter competência para vencer.

O Chileno Palbo Quintanilla levou a sueca Husqvarna para um pódio na 3ªposição após ter feito um grande Dakar em 2015 e por pouco ter ficado fora do pódio dessa vez não deixou o pódio escapar das suas mãos. Quintanilla fez um Dakar muito regular e sendo rápido conseguiu segurar seus adversários nessa disputa e se colocar entre os 3 melhores do maior Rally do Mundo.

Dakar2016_estagio12 (22)

A Se Destacar os pilotos vindos do Enduro que foram muito bem no Dakar desse ano, Além de Kevin Benavides que levou o 4ºlugar na Geral temos que falar também de Antonie Meo que andou muito mesmo com sua KTM e que se não fosse os problemas no final do Dakar ele poderia muito bem levar o pódio na sua primeira participação no Dakar, Acabou ficando em 7ºlugar com os problemas atrás do Francês Adrien van Beveren que levou a Yamaha a 6ªposição em um Dakar muito competente ficando 1 posição atrás do Português Helder Rodrigues que tem muito mais experiência do que o campeão do Enduro de Touquet em 2 oportunidades. Fechando a Série de Enduristas que brilharam no Dakar o Norte-Americano Ricky Brabec, Campeão do Baja 1000 fez um belo Dakar ficando um pouco mais atrás dos seus colegas de Classe o que não deixou de ser relevante o 9ºlugar no Dakar desse ano.

Helder Rodrigues fez a Yamaha crescer no Dakar desse ano, com desempenhos discretos mas bem eficientes ele levou a sua moto a ficar a muito pouco tempo do pódio nesse Dakar ficando em 5ºlugar, Mas do que se viu no Dakar passado aonde a Yamaha estava muito mal foi uma boa evolução em termos de Classificação.

Bela Participação dos espanhóis Gerard Farreis que registou 173 km/h em um dos estágios fechando o Dakar em 8ºlugar e de Armand Monleón que se aproveitou das quedas e problemas de vários pilotos e com isso obteve uma boa 10ªposição. O Brasileiro Jean Azevedo teve um desempenho decepcionante e não fez praticamente nada isso devido a um acidente no primeiro dia do Dakar.

Dakar_2016_chegada (19)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Avaliação e Resultado Final do Dakar 2015

Avaliação final dos pilotos na categoria Carros:

Nasser Al-Attiyah (Qatar)/Matthieu Baumel (França): Fizeram um Dakar perfeito e nem com a punição de 2 minutos no 1ºestágio muda a minha avaliação, Basta olhar que eles ficaram o tempo todo na liderança do evento e os seus adversários não tiveram equipamento a altura ou tiveram problemas nessa maratona. Nota: 10

Giniel de Villiers (África do Sul)/Dirk von Zitzewitz(Alemanha): Foram os que mais se aproximaram dos campeões, Fizeram o que puderam para deter Al-Attiyah e Baumel, Mas não foi possível e no final do Dakar a diferença entre eles aumentou muito o que mostrou um certo conformismo no final dos pilotos da Toyota com o vice-campeonato. Nota: 9.5

Krzysztof Holowczyc (Polônia)/Xavier Panseri (França): Não vieram com grandes expectativas, Mas fazendo um Dakar regular sempre se colocando nas primeiras 10 posições em quase todas as etapa, Com os problemas de outros competidores a dupla levou o seu carro da Mini ao final da competição ao pódio a 1 hora e meia do Vencedor sendo eficientes se não foram tão rápidos como os campeões. Nota: 8.5

Erik van Loon (Holanda)/Wouter Rosegaar (Holanda): Outra dupla que não teve o nome badalado como favoritos que levou com segurança o Mini ao final do Dakar vencendo uma dura disputa pelo 4ºlugar na classificação Geral. Nota: 8

Vladimir Vasilyev (Rússia)/Konstantin Zhiltsov (Rússia): Quem imaginou que os Russos só estão mandando bem nos caminhões nesse Dakar viram a eficiência desses dois Russos que não só venceram 1 estágio como fizeram bonito com a Mini ficando a poucos minutos do 4ºlugar e resistindo até o final da competição. Nota: 8

Stephane Peterhansel (França)/Jean Paul Cottret (França: Para quem se acostumou com títulos no Dakar nessa edição não chegou nem perto, Com a sua nova equipe que estava a anos fora do Dakar foi uma experiência nova e acabou o Multicampeão pagando pelo noviciado da Pegueot, Ainda assim fez alguns bons estágios o que mostra um pouco de otimismo para a marca Francesa para 2016. Nota: 7.5

Orlando Terranova (Argentina)/Bernardo Graue (Argentina): Se o Dakar fosse por pontuação e não por tempo Terranova e Graue seriam um dos campeões do Dakar, Mas como não é isso, Em um estágio tudo se acabou para os Argentinos que poderiam ser os grandes rivais de Al-Attiyah/Baumel na disputa pelo título do Dakar, Uma pena pois seria uma festa para os Argentinos que viram um piloto que é capaz de disputar com os melhores pelo título do Dakar para 2016. Nota: 9.5

Robby Gordon (Estados Unidos)/Johnny Campbell (Estados Unidos): Talvez o único piloto que não tinha um Mini ou Toyota que poderia brigar de fato pelo título, Mas um problema no segundo dia de competições arruinou as suas chances de título, Mas que não o desmotivou a ele fazer boas Exibições e teve a sua recompensa com a vitória no último Estágio, Pena que os problemas que ele teve tiraram a chance dele lutar pelos primeiros lugares do Dakar. Nota: 9

Emiliano Spataro (Argentina)/Benjamin Lozada (Argentina): o Campeão da Formula 3 Sul-Americano e do TC2000 se aventurou no Dakar desse ano e não fez feio, apesar de uma equipe que não tem a estrutura das principais equipes Spataro junto de Benjamin Lozada fez um papel Digno e teve bons resultados nos últimos estágios da competição e por muito pouco não ficou entre os 20 primeiros colocados. Nota: 7

Ricardo Leal dos Santos (Portugal)/Eduardo Sachs (Brasil): foi uma participação discreta do navegador brasileiro com o piloto Português com a Nissan que dentro do possível cumpriu seu papel de participar e completar o Dakar. Nota: 6

Nani Roma/Michel Perin: Foi um dakar para se esquecer, No primeiro dia logo teve um problema que imediatamente matou as chances de um bicampeonato ele até conseguiu bons resultados no Dakar até ganhando um dos estágios, Mas um acidente na reta final do Dakar o retirou definitivamente da disputa que nem começou para o piloto da Mini. Nota: 7

Cyril Despres (França)/Gilles Picard (França): Estreou com muitos problemas na categoria Carros com o Pegueot e para a alegria de muitos que odeiam o piloto Francês ele nem chegou perto de ter um bom desempenho, Apenas méritos por chegar ao final do Dakar em 34ºlugar na Geral, mesmo com os problemas poderia ter sido melhor. Nota: 5.5.

Gulherme Spinelli/Youssef Haddad: Uma pena nossa dupla brasileira que fazia um Dakar de Regular para bom até a metade do evento, Até que problemas o tiraram do evento quando estavam colocados entre os 15 primeiros colocados e com chances reais de terminarem com o Mitsubishi entre os 10 primeiros colocados. Nota: 7.

Yazeed Al-Rajhi (Arábia Saudita)/Timo Gottschalk (Alemanha): Foram sem dúvida a grande surpresa do Dakar 2015, Com o carro da Toyota com equipe particular eles conseguiram uma vitória (um dos poucos sem terem o carro da Mini a vencer Estágio nesse Dakar, Mas a 3 estágios do Final o Toyota da dupla deu problemas e ambos tiveram que deixar o Evento que esta praticamente certo um lugar no pódio para esse piloto Arabe e o Copiloto Alemão que já foi campeão do Dakar. (em 2011 com Nasser Al-Attiyah) Nota: 9

 

Resultado Final:

1 301 Nasser Al-Attiyah (Qatar)/Matthieu Baumel (França) MINI 040:32:25
2 303 Giniel de Villiers (África do Sul)/Dirk von Zitzewitz (Alemanha) TOYOTA 041:07:59
3 307 Krzysztof Holowczyc (Polônia)/Xavier Panseri (França) MINI 042:04:26
4 314 Erik van Loon (Holanda)/Wouter Rosegaar (Holanda) MINI 043:34:17
5 310 Vladimir Vasilyev (Rússia)/Konstantin Zhiltsov (Rússia) MINI 043:45:06
6 309 Christian Lavielle (França)/Pascal Maimon (França) TOYOTA 043:48:23
7 315 Bernhard Ten Brinke (Holanda)/Tom Colsoul (Bélgica) TOYOTA 044:14:27
8 306 Carlos Souza (Portugal)/Paulo Fiuza (Portugal) MITSUBISHI 044:17:24
9 329 Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão)/Anton Nikolaev (Rússia) MINI 044:41:09
10 320 Ronan Chabot(França)/Gilles Pillot (França) SMG 045:15:01
11 302 Stephane Peterhansel (França)/Jean Paul Cottret (França) PEUGEOT 045:51:40
12 319 Boris Garafulic (Chile)/Filipe Palmeiro (Portugal) MINI 046:00:34
13 332 Yong Zhou (China)/Andreas Schulz (Alemanha) MINI 046:07:49
14 326 Patrick Sireyjol (França)/Francois-Xavier Beguin (Bélgica) BUGGY 046:25:14
15 333 Pierre Lachaume (França)/Jean Brucy (França) BUGGY MD RALLYE 046:42:13
16 327 Leeroy Poulter (África do Sul)/Robert Howie (África do Sul) TOYOTA 046:57:34
17 340 Bauyrzhan Issabayev (Cazaquistão)/Vladimir Demyanenko (Rússia) TOYOTA 047:27:31
18 305 Orlando Terranova (Argentina)/Bernardo Graue (Argentina) MINI 047:39:19
19 308 Robby Gordon (Estados Unidos)/Johnny Campbell (Estados Unidos) HUMMER 048:20:05
20 342 Rodrigo Javier Moreno Piazzoli (Chile)/Jorge Gabriel Araya Diaz (Chile) SAM-MERCEDES 049:08:42
21 316 Emiliano Spataro (Argentina)/Benjamin Lozada (Argentina) RENAULT 049:14:51
22 334 Stephan Schott (Alemanha)/Holm Schmidt (Alemanha) MINI 049:51:23
23 311 Marek Dabrowski (Polônia)/ Jacek Czachor (Polônia) TOYOTA 051:41:08
24 339 Benediktas Vanagas (Lituânia)/Andrei Rudnitski (BieloRússia) TOYOTA 051:42:18
25 360 Ricardo Leal dos Santos (Portugal)/Eduardo Sachs (Brasil) NISSAN 052:01:26
26 362 Jerôme Pelichet (França)/Eugenie Decre (Chipre) TOYOTA 052:55:49
27 317 Federico Villagra(Argentina)/Andres Memi (Argentina) FORD 053:49:01
28 338 Eric Bernard (França)/Alexandre Vigneau (França) TRIO II 053:50:51
29 343 Jun Mitsuhashi (Japão)/Alain Guehennec (França) TOYOTA 054:02:48
30 345 Nicolas Gibon (França)/Akira Miura (Japão) TOYOTA 054:08:48
31 383 Johan Van Staden (África do Sul)/Mike Lawrenson (África do Sul) NISSAN 054:29:41
32 380 David Bensadoun (Canadá)/Patrick Beaule (Canadá) OVERDRIVE 054:57:39
33 368 Piotr Beaupre (Polônia)/Jacek Lisicki (Polônia) BMW 055:21:32
34 322 Cyril Despres (França)/Gilles Picard (França) PEUGEOT 056:10:32
35 370 Dominique Housieaux (França)/Jean Michel Polato (França) OPTIMUS 056:54:16
36 376 Jean Pierre Strugo (França)/Christophe Crespo (França) OPTIMUS 057:44:39
37 352 Jurgen Schroder (Alemanha)/Daniel Schroder (Alemanha) NISSAN 058:48:50
38 335 Adrian Arturo Yacopini (Argentina)/Ricardo Adrian Torlaschi (Argentina) VOLKSWAGEN 058:50:01
39 406 Yannick Commagnac (França)/Herve Lavergne (França) BUGGY 062:01:14
40 328 Thierry Magnaldi (França)/Guy Leneveu (França) BUGGY DESSOUDE 063:57:30
41 367 Albert Llovera (Andorra)/ Alex Haro Bravo (Espanha) BUGGY MD RALLYE 063:59:34
42 358 Peter Jerie(Austrália)/Laurent Lichtleuchter (França) TOYOTA 064:58:43
43 401 Maik Willems (Holanda)/Robert van Robert (Holanda) TOYOTA 065:11:04
44 359 Marco Bulacia (Bolívia)/Ruben Garcia (Argentina) BUGGY 065:57:15
45 323 Guerlain Chicherit (França)/Alexandre Winocq (França) X-RAID 071:48:15
46 350 William Alcaraz (França) POLARIS 072:07:31
47 349 Fernando Ferrand Malatesta (Peru)/Fernando Ferrand del Busto (Peru) VOLKSWAGEN 073:54:17
48 341 Nazareno Lopez (Argentina)/Vitor Dinis Carita de Jesus (Portugal) TOYOTA 073:55:02
49 426 Yves Tartarin (França)/Stephane Duple(França) NISSAN 074:25:16
50 357 Francisco Leon (Peru)/Tomas Hirahoka (Peru) MITSUBISHI 075:01:50
51 374 Evgeny Firsov (Rússia)/Vadim Filatov (Rússia) TOYOTA 075:57:36
52 346 Xavier Foj (Espanha)/Ignacio Santamaria (Argentina) TOYOTA 076:48:11
53 393 Kun Liu (China)/Min Liao (China) PROTO DESSOUDE 077:48:12
54 348 Alejandro Yacopini (Argentina)/Daniel Fernando Merlo (Argentina) TOYOTA 078:24:31
55 385 Jes Munk (Dinamarca)/Sebastien Delaunay (França) POLARIS 080:47:11
56 378 Omar Alberto Campillay Rojas (Chile)/Maurice Andre Maurin Arevalo (Chile) SAM-MERCEDES 087:15:14
57 430 Antonio Hasbun (Chile)/Bryan Garvey (Estados Unidos) FOTON 089:00:15
58 365 Nicolas Falloux (França)/Emmanuel Baltes-Mougeot (França) TOYOTA 090:37:36
59 419 Alvaro Chicharro (Chile)/Alvaro Chicharro jr. (Chile) FOTON 090:55:26
60 379 Antanas Juknevicius (Lituânia)/Edvardas Ouoba (Lituânia) TOYOTA  091:54:35
61 400 Philippe Raud (França)/Patrice Saint Marc (França) TOYOTA 092:23:37
62 431 Lkhamaa Namchin(Mongólia)/Byambadelger Udiikhuu (Mongólia)/Batbold Surendorj (Mongólia) TOYOTA 092:52:25
63 387 Gilles Billaut (França)/Mayeul Barbet (França) BMW 106:45:49
64 409 Alexander Terentyev (Rússia)/Aleksei Berkut (Rússia) FORD 112:42:28
65 373 Juan Manuel Linares (Colômbia)/Daniel Pereira (Colômbia) NISSAN 121:51:17
66 386 Sergey Fomin (Rússia)/Dan Shchemel (Rússia) G-FORCE PROTO 132:24:58
67 364 Luis Fernando Barbery (Bolívia)/Herman Daza (Bolívia) TOYOTA 189:03:38

Motos:

Avaliação:

Marc Coma: Mais uma vez Coma mostrou o porque ele é um dos melhores pilotos nesse tipo de competição. Mas além de contar com uma grande equipe dessa vez teve uma tremenda sorte por que barreda acabou tendo problemas na sua Honda e o título para o Espanhol da KTM seria mais difícil ou poderia não ter acontecido e depois conseguiu manter-se na frente do Português Paulo Gonçalves. Com pode ter tido sorte, mas a Sorte precisa de vez em quando ajudar os campeões e esse foi o caso. Nota: 10

Paulo Gonçalves: Uma atuação brilhante do piloto Português que mostrou seu valor com grandes exibições e estava no momento certo quando Barreda que era o piloto número 1 da equipe acabou perdendo mais de 6 horas e perdendo a disputa pelo título, Pois ele virou o primeiro piloto da Honda e lutou bastante para tomar o título de Coma, Mas não conseguiu e os 15 minutos perdidos por troca de Motor complicaram de vez sua ambições de conquista, Mas não tiraram o vice-campeonato para ele que honrou a presença da Honda no Dakar. Nota: 9.5

Toby Price: Logo em seu primeiro Dakar ele chega com seu companheiro o Austríaco Mattihias Walkner e já faz muito bonito no maior e mais perigoso Rallyno mundo, com sua KTM sem estar entre os favoritos eles foi para cima, Andou entre os primeiros colocados e cresceu no final tirando o pódio das mãos do Chileno Pablo Quintanilla e levando o pódio com uma vitória no penúltimo estágio do Dakar. Merece todos os parabéns para quem sabe um futuro campeão do Dakar. Nota: 10

Pablo Quintanilla: Atuação brilhante do piloto Chileno que foi muito regular durante toda a competição com a sua KTM que foi a melhor moto do Rally, Por algumas etapas chegou a ficar com o 3ºlugar, Mas acabou não segurando a Price e acabou ficando a 1 posição do pódio o que não deprecia em nada o seu grande desempenho. Nota: 9

Stefan Svitko: O piloto Eslovaco que não apareceu entre os principais favoritos foi comendo pelas beiradas do bolo acabou chegando ao final e conquistou o 5ºposto no final do Dakar mostrando o competente piloto que ele é para um Dakar. Nota: 8.5

Ruben Faria: Teve uma exibição prejudicada por um começo de Dakar com alguns problemas, Mas teve um desempenho regular e em alguns momentos brigando por vitória em alguns estágios e com isso ele teve uma boa recuperação do piloto Português com a KTM. Nota: 8

David Casteu: Não teve nenhum grande destaque no Dakar, Mas foi regular em todos os momentos em todos os dias do Dakar e levou o 7ºlugar na classificação geral do Dakar. Nota: 7

Ivan Jakes: Teve menos destaque que o seu companheiro Eslovaco no Dakar, Mas ainda assim conseguiu responder a altura com uma vitória no último estágio. Nota: 7.5

Laia Sanz: Um Dakar espetacular e uma mulher, Essa espanhola teve um belíssimo desempenho do Dakar chegando a entrar no top 5 em um estágio e o 9ºlugar na classificação geral (Sendo o segundo melhor piloto com a Honda) Demonstra que uma mulher pode ser competitiva e lutar por vitórias em competições como o Dakar. Nota: 8

Olivier Pain: Foi uma enorme decepção. Nem de longe disputou o título do Dakar, como sucessor de Cyril Despres na Yamaha esperava-se bem mais do que demonstrou em 2015. O único merito de Pain é que ele foi constante e levou a única Yamaha entre os 10 primeiros colocados. Nota: 6

Joan Barreda Bort: Se no ano passado Barreda acabou errando e caindo no Dakar, Não foi o caso nesse ano que fez um grande Dakar e tinha tudo para vencer a competição, Mas uma quebra do carro no 8ºestágio ele acabou tendo problemas e com prometeu as suas possibilidades no Dakar, Tanto é que na parte final ele continuou competitivo e venceu estágios na reta final o que mostra que poderia ser o campeão dessa edição do Dakar e eu acreditava nisso. Nota: 10

Jean Azevedo: Não teve um desempenho muito feliz no Dakar, na primeira parte ficou muito atrás na classificação, Na parte final o Brasileiro deu uma melhorada e conseguiu levar a sua Honda a uma posição Razoável. Nota: 6

Alain Duclos: è outro que tinha condições plenas de ter um grande resultado no Dakar com sua moto a Sherco que se demonstrou estar muito bem para o Dakar e principalmente na primeira parte do Dakar o Francês foi muito bem no que dava esperança para uma boa classificação entre os 10 primeiros. Mas os problemas mecânicos que ele teve na sua moto o derrubaram para longe desse objetivo. Nota: 6.5

Javier Pizzolito: Dentro expectativas o Argentino teve um bom Dakar com alguns destaques, pode ter um desempenho melhor em 2016. Nota: 6

Resultado final – Motos:

1 1 Marc Coma (Espanha) KTM 046:03:49
2 7 Paulo Gonçalves (Portugal) HONDA 046:20:42
3 26 Toby Price (Austrália) KTM 046:27:03
4 31 Pablo Quintanilla (Chile) KTM 046:42:27
5 18 Stefan Svitko (Eslováquia) KTM 046:48:06
6 11 Ruben Faria (Portugal) KTM 048:01:39
7 9 David Casteu (França) KTM 048:04:03
8 21 Ivan Jakes (Eslováquia) KTM 048:22:07
9 29 Laia Sanz Pla-Giribert (Espanha) HONDA 048:28:10
10 3 Olivier Pain (França) YAMAHA 049:12:58
11 37 Hans Vogels (Holanda) KTM 049:35:39
12 5 Helder Rodrigues (Portugal) HONDA 050:04:04
13 44 Xavier de Soultrait (França) YAMAHA 050:24:07
14 32 Paolo Ceci (Itália) KTM 051:02:03
15 15 Frans Vergoeven (Holanda) YAMAHA 051:17:29
16 79 Txomin Arana Cobeaga (Espanha) YAMAHA 051:25:34
17 2 Bort Joan Barreda (Espanha) HONDA 051:58:24
18 8 Jakub Przygonski (Polônia) KTM 052:25:01
19 22 Javier Pizzolito (Argentina) HONDA 052:26:05
20 160 Ondrej Klymciw (República Tcheca) KTM 052:41:28
21 49 Emanuel Gyenes (Romênia) KTM 052:42:58
22 24 Jean Azevedo (Brasil) HONDA 052:48:02
23 38 Thomas Berglund (Suécia) KTM 052:57:20
24 34 David Pabiska (República Tcheca) KTM 053:21:02
25 14 Alain Duclos (França) SHERCO TVS 053:22:54
26 45 Bruno da Costa (França) YAMAHA 053:56:03
27 161 Ariel Lopez Jove Esteban (Argentina) KAWASAKI 053:56:29
28 35 Miran Stanovnik (Eslovênia) KTM 053:56:35
29 25 Fabien Planet (França) SHERCO TVS 054:03:08
30 151 Milan Engel (República Tcheca) KTM 055:56:24
31 65 Jurgen van der Goorberch (Holanda) KTM 056:49:52
32 103 Gregory Reeve David (Zimbabué) KTM 057:05:55
33 60 Patricio Cabrera (Chile) KAWASAKI 057:53:19
34 63 Patrice Carillon (França) KTM 058:41:09
35 46 Mauricio Javier Gomez (Argentina) YAMAHA 059:48:26
36 59 Shivashankar Santos Chunchunguppe (Índia) KTM 060:39:20
37 73 Francisco Errazuriz (Chile) HUQSVARNA 061:43:22
38 51 Mart Meeru (Estônia) HONDA 061:43:36
39 68 Jan Vesely (República Tcheca) KTM 062:43:56
40 54 Francisco Arredondo (Guatemala) KTM 062:48:55
41 78 Pablo Oscar Pascual (Argentina) KTM 063:23:51
42 61 Alberto Santiago Ontiveros (Argentina) BETA 064:00:57
43 125 Albert Hintenaus (África do Sul) KTM 064:57:20
44 57 Laurent Lazard (Uruguai) KTM 065:36:08
45 83 Boldbaatar Damdinkhorloo (Mongólia) KTM 065:39:18
46 113 Marco Brioschi (Itália) KTM 065:42:56
47 152 Roberto Gajdosech (Argentina) YAMAHA 067:14:46
48 126 Melchior van Heertum (Holanda) KTM 067:25:06
49 72 Philippe Cavelius (França) KTM 067:49:54
50 156 Sakir Senkalayci (Turquia) KTM 070:26:29
51 98 Cristobal Andres Guldman Gonzalez (Chile) KAWASAKI 070:51:43
52 96 Font Rosa Romero (Espanha) KTM 071:18:25
53 97 Antonio Gimeno García (Espanha) KTM 071:24:53
54 167 Jasper Riezebos (Holanda) KTM 071:32:25
55 128 Domingo Fernandez Mendez (Espanha) KTM 071:36:50
56 127 Carlos Fernandez (Espanha) KTM 071:42:20
57 107 Diocleziano Toia (Itália) KTM 071:48:17
58 144 Damien Udry (Chipre) KTM 072:02:24
59 81 Fabricio Fuentes (Bolívia) KTM 072:28:58
60 150 Matteo Casuccio (Itália) GASGAS 072:51:08
61 95 Carlo Vellutino (Peru) KTM 072:56:58
62 75 Llewellyn Sullivan-Pavey (Austrália) KTM 077:25:16
63 76 Simon Pavey (Austrália) KTM 077:46:44
64 135 Jeroen van Daele (Holanda) HONDA 079:02:22
65 118 Leon Amespil (Argentina) YAMAHA 080:28:07
66 132 Caspar van Heertum (Holanda) KTM 080:29:18
67 148 Mikael Berglund (Suécia) KTM 081:24:04
68 64 Twilhaar Jan Bastiaan Nijen (Holanda) KTM 082:00:45
69 108 Charles Monier (França) KTM 082:41:10
70 133 Thierry Domenach (França) KTM 084:00:40
71 138 Caspar Schellekens (Holanda) KTM 085:41:41
72 165 Serkan Ozdemir (Turquia) KTM 086:07:37
73 92 Juan Sebastian Toro (Colômbia) KAWASAKI 086:43:49
74 149 Anders Berglund (Suécia) HUSABERG 088:13:15
75 141 Erik Klomp (Holanda) HONDA 088:43:48
76 91 Axel Heilenkotter (Chile) HUQSVARNA 097:48:05
77 153 Sergio Miguel Petrone (Argentina) YAMAHA 119:43:55
78 117 Anar Chinbataar (Mongólia) KTM 149:24:08
79 124 Yvan Reynaud (França) HONDA 157:00:13

Quadriciclos:

Rafal Sonik: Depois de pódios no Dakar como o segundo lugar em 2014 o Polonês finalmente comemorou o título após um Dakar de onde ele teve Ignacio Casale e Sergio Lafuente como adversários ao campeonato e uma mostra de como é preciso ter confiabilidade Sonik viu ignacio Casale abandonar por causa de problemas na coleira de seu quadriciclo e viu que Lafuente acabou sofrendo um acidente e abandonando o Dakar. A partir dai foi só administrar a sua enorme diferença de quase 3 horas para o Ferioli e comemorar o título. Nota: 10

Jeremias Gonzales Ferioli: Sem chamar a atenção a não ser dos Argentinos esse piloto de Quadriciclo viu favoritos caírem diante das dificuldades, Mas ele não caiu e não teve problemas e com grande propriedade conquistou o vice-campeonato do Dakar e fez os Argentinos vibrarem com o resultado que era improvável antes do Começo do Dakar desse ano acontecer no papel. Nota: 9

Walter Nosiglia: Outro piloto que com os favoritos Casale, Lafuente entre outros não teria chances de pódio, principalmente com o domínio das Yamahas nessa categoria. O Boliviano levou seu quadriciclo da Honda para o pódio fazendo um Dakar bastante regular e crescendo seu desempenho na segunda parte do evento. Nota: 8

Ignacio Casale: O Favorito ao Título desse ano no Dakar correu como nunca e poderia vencer o Dakar pois estava pau a pau com Sonik, Mas no 10ºEstágio seu quadriciclo teve problemas na correia e dessa forma o Chileno deixou o Dakar e deu adeus ao Bicampeonato, Uma Pena. Nota: 9,5

Sérgio Lafuente: Outro que poderia ter vencido o Dakar, era o Terceiro nessa disputa ainda assim perto dos líderes, Mas acabou no 10ºEstágio acabou sofrendo um acidente e com isso acabou deixando o Dakar. Nota: 8

André Suguita: Foi acima do esperado, Para quem só tinha como objetivo terminar o Dakar, conseguiu um brilhante lugar entre os 10 primeiros colocados, Com o Quadriciclo da CAM-AM e acabou sendo o principal brasileiro na competição na categoria aonde a maioria dos pilotos abandonaram o Dakar seja por problemas seja por acidentes. Nota: 7

Resultado Final do Dakar:

1 251 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 057:18:39
2 261 Jeremias Gonzales Ferioli (Argentina) YAMAHA 060:13:29
3 283 Walter Nosiglia (Bolívia) HONDA 061:01:35
4 256 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Paraguai) YAMAHA 061:28:36
5 260 Christophe Declerck (França) YAMAHA 063:07:19
6 270 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 065:54:49
7 257 Sebastian Palma (Chile) CAN-AM 067:48:53
8 265 Santiago Hansen (Argentina) HONDA 070:43:09
9 286 Willen Saaijman (África do Sul) YAMAHA 070:47:17
10 295 André Suguita (Brasil) CAN-AM 079:39:53
11 277 Ricardo Vinet (Chile) CAM-AM 083:42:31
12 268 Giuliano Horário Giordana (Argentina) YAMAHA 088:07:37
13 278 Juan Carlos Carignani (Itália) YAMAHA 088:45:22
14 290 Pablo Luis Bustamante (Argentina) CAN-AM 093:17:48
15 259 Camelia Liparoti (França) YAMAHA 093:46:16
16 281 Carlos Alejandro Verza (Argentina) YAMAHA 098:12:46
17 287 Christian Cajica Pinto (Colômbia) CAN-AM 099:55:50
18 299 Paula Galvez (Chile) CAN-AM 109:40:41

Caminhões:

Kamaz: teve 4 caminhões entre os 5 primeiros colocados, fizeram um Dakar impecavel. A vitória de Airat Mardeev (Rússia)/Aydar Belyaev (Rússia)/Dmitriy Svistunov (Rússia) com o Segundo Lugar de Eduard Nikolaev (Rússia)/Evgeny Yakovlev (Rússia)/Ruslan Akhmadeev (Rússia), O Terceiro Lugar de Andrey Karginov (Rússia)/Andrey Mokeev (Rússia)/Igor Leonov (Rússia) e o 5ºlugar de Dmitry Sotnikov (Rússia)/Igor Devyatkin (Rússia)/Andrey Aferin (Rússia), O que dizer desse Domínio. Nota: 10

Ales Loprais (República Tcheca)/Marco Alcayna Ferran (Espanha)/Jan van der Vaet (Bélgica): Foram os únicos que furaram o domínio da Kamaz, Nota: 9

Gerard de Rooy (Holanda)/Darek Rodewald (Polônia)/ Jurgen Damen (Bélgica): Com problemas do seu Iveco nesse Dakar não conseguiram chegar perto de vencer o Dakar. Nota: 8.5

Resultado final do Dakar:

1 507 Airat Mardeev (Rússia)/Aydar Belyaev (Rússia)/Dmitriy Svistunov (Rússia) KAMAZ 042:22:01
2 502 Eduard Nikolaev (Rússia)/Evgeny Yakovlev (Rússia)/Ruslan Akhmadeev (Rússia) KAMAZ 042:35:53
3 500 Andrey Karginov (Rússia)/Andrey Mokeev (Rússia)/Igor Leonov (Rússia) KAMAZ 043:13:01
4 503 Ales Loprais (República Tcheca)/Marco Alcayna Ferran (Espanha)/Jan van der Vaet (Bélgica) MAN 044:18:38
5 520 Dmitry Sotnikov (Rússia)/Igor Devyatkin (Rússia)/Andrey Aferin (Rússia) KAMAZ 044:46:33
6 504 Hans Stacey (Holanda)/Serge Bruynkens (Bélgica)/Bernard der Kinderen (Holanda) IVECO 044:51:30
7 506 Martin Kolomy (República Tcheca)/Rene Kilian (República Tcheca)/David Kilian (República Tcheca) TATRA 046:29:30
8 508 Marcel van Vliet (Holanda)/Marcel Pronk (Holanda)/Artur Klein (Alemanha) MAN 046:41:42
9 501 Gerard de Rooy (Holanda)/Darek Rodewald (Polônia)/ Jurgen Damen (Bélgica) IVECO 049:30:42
10 535 Aleksandr Vasilevski (Bielorrússia)/Valery Kazlouski (Bielorrússia)/Anton Zaparoshchanka (Bielorrússia) MAZ 049:31:00
11 532 Ton van Genugten (Holanda)/C.W.J. Van Limpt (Holanda)/Eric H.F. Van Gemert (Holanda)DAF 050:46:28
12 522 Jos Smink (Holanda)/Peter Stijkel (Holanda)/Peter Nieuwenburg (Holanda)GINAF 050:51:22
13 509 Pep Vila Roca (Espanha)/Xavi Colome Roqueta (Espanha)/Michel Huisman (Holanda) IVECO 050:57:05
14 517 Tomas Vratny (República Tcheca)/Milan Holan (República Tcheca)/Jaroslav Miskolci (Eslováquia) TATRA 052:17:55
15 523 Steven Rotsaert (Bélgica)/Dirk den Dooven (Bélgica)/Peter Bell (Holanda)MAN 052:47:54
16 516 Teruhito Sugawara (Japão)/Hiroyuki Sugiura (Japão) HINO 053:04:49
17 513 Martin van den Brink (Holanda)/Peter Willemsen (Bélgica)/Richard Mouw (Holanda) RENAULT TRUCKS 053:29:34
18 514 Frits van Eerd (Holanda)/Charly Cotlib (Bélgica)/Peter Vervoort (Holanda) DAF 054:53:27
19 539 Robert Jan Szustkowski (Polônia)/Jaroslav Kazberuk (Polônia)/Filip Skrobanek (República Tcheca) TATRA 055:04:06
20 531 Aart Schoones (Holanda)/Gert Jan Schoones (Holanda)/Enrico van der Donk (Holanda)DAF 056:41:46
21 527 Peter van der Bosch (Holanda)/Marcel Huigevoort (Holanda)/Bart Gloudemans (Holanda) DAF 057:03:13
22 515 Artur Ardavichus (Cazaquistão)/Alexey Nikizhev (Cazaquistão)/Daniel Kozlowsky (República Tcheca) TATRA 060:06:06
23 529 Eimbert Timmermans (Holanda)/Eric Verhagen (Holanda)/Nick Verhoeven (Holanda)DAF 060:58:56
24 518 Joseph Adua (França)/Thomas Robineau (França)/Pedro Jorge Velosa (Portugal) IVECO 061:44:55
25 536 Gert Huzink (Holanda)/Rob Buursen (Holanda)/Gerritse Schooneved (Holanda)TATRA 065:16:43
26 534 Claudio Bellina (Itália)/Giulio Minelli (Itália)/Suardi Massimo (Itália)GINAF 067:31:24
27 537 Adwin Hoondert (Holanda)/Wilko Hoefnagels (Holanda)/Ton van Bussel (Holanda) DAF 068:24:49
28 526 Andres Germano (Argentina)/Esteban Germano (Argentina)/Daniel Camara Ordonez (Espanha)MAN 068:35:42
29 563 Robert Kasak (Eslováquia)/Jaroslav Kolar (República Tcheca) TATRA 068:46:28
30 511 Wulfert van Ginkel (Holanda)/Hugo Kupper (Holanda)/Bert van Donkelaar (Holanda) GINAF 071:23:02
31 519 Pascal de Baar (Holanda)/Wouter de Graaff (Holanda)/Martin Roesink (Holanda) RENAULT TRUCKS 071:27:10
32 524 Yoshimasa Sugawara (Japão)/Katsumi Hamura (Japão)/Yoko Wakabayashi (Japão) HINO 072:01:59
33 528 Edwin van Ginkel (Holanda)/Herman Vaanholt (Holanda)/Emiel Megens (Holanda)GINAF 073:15:07
34 510 Siarhei Viazovich (Bielorrússia)/Pavel Haranin (Bielorrússia)/Andrei Zhyhulin (Bielorrússia) MAZ 073:43:08
35 533 Godefridus (Holanda)/Ben van de Laar (Holanda)/Jan van de Laar (Holanda) DAF 075:03:15
36 559 Paul Verheyden (Bélgica)/Kurt Keysers (Bélgica)/Stefan Teunissen (Holanda) DAF 077:35:04
37 530 Jordi Juvanteny (Espanha)/Jose Luis Criado (Espanha)/Carpi Enric Gonzalez (Espanha) MAN 089:40:43
38 542 Victor Willem Corne Versteijnen (Holanda)/Henric Anton Willem Verschuuren (Holanda)/Henricus Cornelis Josephus Aarts Niels (Holanda) DAF 093:34:37
39 555 Agostino Rizzardi (Itália)/Loris Calubini (Itália)/Paolo Calabria (Itália) MERCEDES 097:11:47
40 545 Antonio Cabini (Itália)/Giulio Verzeletti (Itália)/Jacopo Cabini (Itália) MERCEDES 097:17:03
41 560 Aliaksandr Palishchuk (BieloRússia)/Dzmitry Vikhrenka (BieloRússia)/Aliaksei Neviarovich (BieloRússia) MAZ 097:47:49
42 544 Marco Piana (França)/Steven Griener (Inglaterra)/Norberto Cangani (Itália) MERCEDES 105:15:45
43 553 Georges Ginesta (Andorra)/Jordi Comallonga (Espanha)/Sean Laxon Berriman (África do Sul) DAF 106:08:49

Resumo Final do Dakar:

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

Parte 4:

Todas as Matérias do Dakar 2015 realizadas:

Dakar – Estágio 13 – Consagração dos campeões em Buenos Aires
Dakar – Estágio 12: De termas do Rio Hondo até Rosário – A Um passo da Chegada
Dakar – Estágio 11 – Em Termas de Rio Hondo o Dakar vai se Definindo
Dakar 2015 – 10ºEstágio – Sonik praticamente liquida a fatura nos Quadriciclos com Abandono de Casale e de Lafuente
Dakar 2015 – Estágio 9 – de Iqueque até Calama
Dakar – Estágio 8: Uyuni até Iqueque (Motos e Quadriciclos) Coma e Casale conquistam a Liderança do Dakar, Barreda e Sonik se dão Mal
Dakar no 8ºDia – De Volta ao Trabalho na terra do Evo Morales!
Dakar – Estágio 7 (Carros e Caminhões) Os da Moto e dos quadriciclos de Folga numa rede no Deserto numa boa
Dakar – Estágio 6 – Antofagasta até Iqueque – Sainz abandona o Dakar
Dakar – Dia 5 – Copiapo até Antonfagasta – Russos são os destaques do dia no Deserto do Atacama
Dakar – Estágio 4: Chilecito a Copiapo – Chile ai vamos nós!!!!
Dakar – Estágio 3 – San Juan até Chilecito – Polonês morre desidratado um calor escaldante do estágio
Dakar 2015 – Estágio 2 – Vila Carlos Paz até San Juan
Dakar 2015 – Estágio 1 de Buenos Aires até Villa Carlos Paz:Roma tem problemas e dá adeus ao Bicampeonato
Abertura do Dakar
Lista de Pilotos e Estágios

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar.com
Vídeos: TV Pública da Argentina

Vídeo da Largada do Dakar 2015

Devemos parabenizar a TV Pública da Argentina que fez um grande trabalho nesse Dakar, acompanhei todo o evento com os vídeos do resumo de toda a competição, E aqui esta o Vídeo da apresentação e da Largada do Dakar em 2015 que foi em Buenos Aires na Argentina.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar.com
Vídeos: TV Pública da Argentina

Dakar – Estágio 13 – Consagração dos campeões em Buenos Aires

Carros:

Num estágio bem curto que foi esse último estágio acabou consagrando a Robby Gordon e Johnny Campbell que levou o Hummer a vitória com direito a Salto da vitória e com giros na pista, Mas a festa verdadeira ficou para Nasser Al-Attiyah (Qatar)/Matthieu Baumel (França) com o 6ºlugar conquistou o Rally Dakar desse ano, é o segundo dele na sua carreira, Em um Dakar sem erros aonde predominou nas primeiras posições nos estágios e desde do primeiros dias ele ficou na liderança sem dar a menor chance para seus adversários além de alguns dos principais pilotos terem tido problemas como Nani Roma que já teve problemas no primeiro dia e acabou saindo do Dakar na parte final devido a um acidente, Já Stephane Peterhansel teve problemas com a Pegueot e terminou o Dakar apenas em 11ºlugar.

Sobrou para a Dupla Giniel de Villiers e Dirk von Zitzewitz que com a Toyota tentou tirar o Qatari do Topo, Mas ficou a mais em 2ºlugar a mais de 30 minutos dos vencedores apesar de um belo Dakar que essa dupla da Toyota fez, O pódio do Dakar foi completado pelos pilotos Krzysztof Holowczyc (Polônia)/Xavier Panseri (França) com o carro da Mini que dominou o Dakar ficando com o 4ºlugar Erik van Loon (Holanda)/Wouter Rosegaar (Holanda) MINI, Com o 5ºLugar com a Dupla Vladimir Vasilyev (Rússia)/Konstantin Zhiltsov (Rússia) e com o 9ºlugar de Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão)/Anton Nikolaev (Rússia) mostrando que a Mini mesmo sem pilotos como Peterhansel e com os problemas de Orlando Terranova que certamente chegaria entre os 10 primeiros colocados na Classificação Geral. O Único Brasileiro a chegar ao Final do Dakar foi Eduardo Sachs que foi copiloto de Ricardo Leal dos Santos que ficou em 25ºlugar com o carro da Nissan.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 308 Robby Gordon (Estados Unidos)/Johnny Campbell (Estados Unidos) HUMMER 000:13:16
2 327 Leeroy Poulter (África do Sul)/Robert Howie (África do Sul) TOYOTA 000:13:41
3 316 Emiliano Spataro (Argentina)/Benjamin Lozada (Argentina) RENAULT 000:13:45
4 305 Orlando Terranova (Argentina)/Bernardo Graue (Argentina) MINI 000:13:47
5 303 Giniel de Villiers (África do Sul)/Dirk von Zitzewitz (Alemanha) TOYOTA 000:13:50
6 301 Nasser Al-Attiyah (Qatar)/Matthieu Baumel (França) MINI 000:13:55
7 315 Bernhard Ten Brinke (Holanda)/Tom Colsoul (Bélgica) TOYOTA 000:14:04
8 307 Krzysztof Holowczyc (Polônia)/Xavier Panseri (França) MINI 000:14:05
9 314 Erik van Loon (Holanda)/Wouter Rosegaar (Holanda) MINI 000:14:13
10 310 Vladimir Vasilyev (Rússia)/Konstantin Zhiltsov (Rússia) MINI 000:14:17
11 306 Carlos Souza (Portugal)/Paulo Fiuza (Portugal) MITSUBISHI 000:14:19
12 302 Stephane Peterhansel (França)/Jean Paul Cottret (França) PEUGEOT 000:14:22
13 309 Christian Lavielle (França)/Pascal Maimon (França) TOYOTA 000:14:37
14 329 Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão)/Anton Nikolaev (Rússia) MINI 000:14:52
15 320 Ronan Chabot (França)/Gilles Pillot (França) SMG 000:14:54
16 319 Boris Garafulic (Chile)/Filipe Palmeiro (Portugal) MINI 000:15:08
17 360 Ricardo Leal dos Santos (Portugal)/Eduardo Sachs (Brasil) NISSAN 000:15:24
18 332 Yong Zhou (China)/Andreas Schulz (Alemanha) MINI 000:15:29
19 326 Patrick Sireyjol (França)/Francois-Xavier Beguin (Bélgica) BUGGY 000:15:30
20 333 Pierre Lachaume (França)/Jean Brucy (França) BUGGY MD RALLYE 000:15:41
21 322 Cyril Despres (França)/Gilles Picard (França) PEUGEOT 000:15:46
22 328 Thierry Magnaldi (França)/Guy Leneveu (França) BUGGY DESSOUDE 000:16:09
23 380 David Bensadoun (Canadá)/Patrick Beaule (Canadá) OVERDRIVE 000:16:47
24 334 Stephan Schott (Alemanha)/Holm Schmidt (Alemanha) MINI 000:16:49
25 317 Federico Villagra(Argentina)/Andres Memi (Argentina) FORD 000:17:21
26 368 Piotr Beaupre (Polônia)/Jacek Lisicki (Polônia) BMW 000:19:17
27 362 Jerôme Pelichet (França)/Eugenie Decre (Chipre) TOYOTA 000:19:42
28 345 Nicolas Gibon (França)/Akira Miura (Japão) TOYOTA 000:19:52
29 343 Jun Mitsuhashi (Japão)/Alain Guehennec (França) TOYOTA 000:20:05
30 342 Rodrigo Javier Moreno Piazzoli (Chile)/Jorge Gabriel Araya Diaz (Chile) SAM-MERCEDES 000:20:26
31 383 Johan Van Staden (África do Sul)/Mike Lawrenson (África do Sul) NISSAN 000:22:30
32 340 Bauyrzhan Issabayev (Cazaquistão)/Vladimir Demyanenko (Rússia) TOYOTA 000:23:24
33 352 Jurgen Schroder (Alemanha)/Daniel Schroder (Alemanha) NISSAN 000:26:33
34 393 Kun Liu (China)/Min Liao (China) PROTO DESSOUDE 000:28:10
35 358 Peter Jerie(Austrália)/Laurent Lichtleuchter (França) TOYOTA 000:30:15
36 374 Evgeny Firsov (Rússia)/Vadim Filatov (Rússia) TOYOTA 000:31:16
37 387 Gilles Billaut (França)/Mayeul Barbet (França) BMW 000:34:13
38 311 Marek Dabrowski (Polônia)/ Jacek Czachor (Polônia) TOYOTA 000:36:18
39 378 Omar Alberto Campillay Rojas (Chile)/Maurice Andre Maurin Arevalo (Chile) SAM-MERCEDES 000:38:05
40 339 Benediktas Vanagas (Lituânia)/Andrei Rudnitski (Bielorrússia) TOYOTA 000:39:27

Motos:

podio_dakar_2015_motos

No Estágio final os dois pilotos eslovacos dominaram com a vitória de Ivan Jakes com Stefan Svitko em segundo lugar ambos de KTM, Svitko fechou o Dakar em 5ºlugar, O Chileno Pablo Quintanilla acabou em 4ºlugar na classificação geral e foi o melhor piloto sul-americano do Dakar na categoria Motos (8ºnno último estágio). Mas não foi o Bastante para ficar com o pódio e deter o Australiano Toby Price que fez seu primeiro Dakar nesse ano e acabou conquistando o 3ºlugar na Classificação geral o que foi o mesmo Lugar o que conquistou no 13ºEstágio, Paulo Gonçalves e Marc Coma completaram os 5 primeiros colocados.

Marc Coma venceu pela 5ªVez o Dakar na sua carreira (2006-2009-2011-2014-2015) com sua KTM confirmando seu nome como um dos maiores pilotos do Mundo e o maior em Termos de Rally de longa duração como o Dakar, Mas Coma também contou com a Sorte, pois se o Joan Barreda Bort não tivesse problemas possivelmente seria o vencedor do Dakar desse ano, A Honda mais uma vez ficou sem o título ficando com o Português Paulo Gonçalves como o melhor piloto da Honda no Dakar ficando com o vice-campeonato.

Destaque positivo para as Mulheres foi o desempenho de Laia Sanz que levou sua Honda a uma expressiva 9ªposição na Classificação Geral do Dakar, mostrando que as mulheres podem sim serem competitivas e brigarem a altura dos homens em quaisquer categorias do esporte a motor, Jean Azevedo nosso representante brasileiro fez apenas um Dakar Razoável ficando na 22ªPosição na geral.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 21 Ivan Jakes (Eslováquia) KTM 000:52:06
2 18 Stefan Svitko (Eslováquia) KTM 000:52:51
3 26 Toby Price (Austrália) KTM 000:53:13
4 7 Paulo Gonçalves (Portugal) HONDA 000:53:21
5 1 Marc Coma (Espanha) KTM 000:55:17
6 37 Hans Vogels (Holanda) KTM 000:55:42
7 15 Frans Vergoeven (Holanda) YAMAHA 000:56:41
8 31 Pablo Quintanilla (Chile) KTM 000:56:58
9 44 Xavier de Soultrait (França) YAMAHA 000:58:00
10 29 Laia Sanz Pla-Giribert (Espanha) HONDA 001:00:01
11 3 Olivier Pain (França) YAMAHA 001:00:05
12 9 David Casteu (França) KTM 001:00:22
13 49 Emanuel Gyenes (Romênia) KTM 001:00:41
14 25 Fabien Planet (França) SHERCO TVS 001:01:19
15 32 Paolo Ceci (Itália) KTM 001:01:25
16 11 Ruben Faria (Portugal) KTM 001:01:28
17 38 Thomas Berglund (Suécia) KTM 001:01:57
18 22 Javier Pizzolito (Argentina) HONDA 001:02:54
19 79 Txomin Arana Cobeaga (Espanha) YAMAHA 001:03:12
20 160 Ondrej Klymciw (República Tcheca) KTM 001:04:16
21 73 Francisco Errazuriz (Chile) HUQSVARNA 001:05:26
22 34 David Pabiska (República Tcheca) KTM 001:07:19
23 45 Bruno da Costa (França) YAMAHA 001:07:33
24 24 Jean Azevedo (Brasil) HONDA 001:08:27
25 14 Alain Duclos (França) SHERCO TVS 001:08:47
26 65 Jurgen van der Goorberch (Holanda) KTM 001:09:45
27 35 Miran Stanovnik (Eslovênia) KTM 001:09:59
28 57 Laurent Lazard (Uruguai) KTM 001:10:58
29 151 Milan Engel (República Tcheca) KTM 001:12:21
30 156 Sakir Senkalayci (Turquia) KTM 001:12:43
31 60 Patricio Cabrera (Chile) KAWASAKI 001:12:55
32 161 Ariel Lopez Jove Esteban (Argentina) KAWASAKI 001:13:12
33 153 Sergio Miguel Petrone (Argentina) YAMAHA 001:15:49
34 63 Patrice Carillon (França) KTM 001:16:00
35 83 Boldbaatar Damdinkhorloo (Mongólia) KTM 001:17:17
36 92 Juan Sebastian Toro (Colômbia) KAWASAKI 001:17:27
37 51 Mart Meeru (Estônia) HONDA 001:19:01
38 46 Mauricio Javier Gomez (Argentina) YAMAHA 001:19:47
39 167 Jasper Riezebos (Holanda) KTM 001:19:55
40 128 Domingo Fernandez Mendez (Espanha) KTM 001:20:07

Quadriciclos:

casalecampeaopraticamente

A Vitória ficou para Willen Saaijman no último estágio do Dakar, Mas a festa ficou com o Polônes Rafal Sonik que quebra uma sequência de conquistas de pilotos sul americanos nos Quadriciclos que dominam o dakar desde de 2010 com o domínio de Alejandro Patronelli e de Marcos Patronelli e com o título de 2014 de Ignacio Casale Sonik ficou em 8º no estágio final do Dakar, Sonik contou com quebra do Quadriciclo do Campeão Ignacio Casale e do Acidente grave que teve o Uruguaio Sérgio Lafuente que disputaram o título com o Polonês. As os Argentinos tiveram motivos para comemorar com o vice-campeonato de Jeremias Gonzales Ferioli que fez belíssimo Dakar nesse ano, Em terceiro lugar ficou o Boliviano Walter Nosiglia para a alegria de Evo Morales.

Suguita_dakar

André Suguita resistiu ao Dakar conquistando na classificação Geral a 10ªposição com a CAM-AM, um motivo de muito orgulho para o Estreante brasileiro no Dakar sendo um dos 18 pilotos a completarem o evento aonde 45 pilotos começaram essa aventura.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 286 Willen Saaijman (África do Sul) YAMAHA 001:05:05
2 260 Christophe Declerck (França) YAMAHA 001:05:11
3 270 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 001:05:14
4 278 Juan Carlos Carignani (Itália) YAMAHA 001:05:44
5 256 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Paraguai) YAMAHA 001:08:47
6 290 Pablo Luis Bustamante (Argentina) CAN-AM 001:10:21
7 257 Sebastian Palma (Chile) CAN-AM 001:13:00
8 251 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 001:13:21
9 283 Walter Nosiglia (Bolívia) HONDA 001:14:48
10 261 Jeremias Gonzales Ferioli (Argentina) YAMAHA 001:15:54
11 268 Giuliano Horário Giordana (Argentina) YAMAHA 001:18:21
12 265 Santiago Hansen (Argentina) HONDA 001:18:33
13 295 Andre Suguita (Brasil) CAN-AM 001:18:49
14 287 Christian Cajica Pinto (Colômbia) CAN-AM 001:26:01
15 259 Camelia Liparoti (França) YAMAHA 001:27:21
16 281 Carlos Alejandro Verza (Argentina) YAMAHA 001:31:42
17 277 Ricardo Vinet (Chile) CAM-AM 001:34:56
18 299 Paula Galvez (Chile) CAN-AM 001:37:05

Caminhões:

Campeões_caminhõesdakar2015

Nos caminhões domínio completo da Kamaz tendo os três primeiros lugares no pódio e 4 caminhões entre os 5 primeiros colocados. O título ficou com os Russos Airat Mardeev/Aydar Belyaev/Dmitriy Svistunov que ficaram em 3ºlugar no estágio vencido pelo Caminhão da Iveco do Trio Hans Stacey (Holanda)/Serge Bruynkens (Bélgica)/Bernard der Kinderen (Holanda), Superou seus companheiro de equipe Eduard Nikolaev/Evgeny Yakovlev/Ruslan Akhmadeev que ficaram em segundo lugar e do Trio Andrey Karginov/Andrey Mokeev/Igor Leonov que chegaram em terceiro lugar.

Os únicos que conseguiram classificação além da Kamaz entre os 5 primeiros colocados foi o Trio Ales Loprais (República Tcheca)/Marco Alcayna Ferran (Espanha)/Jan van der Vaet (Bélgica) com o Caminhão da MAN que ficou em 4ºlugar, Em quinto lugar ficou os pilotos da Kamaz Dmitry Sotnikov/Igor Devyatkin/Andrey Aferin. No Dakar na América do Sul acabou sendo um oásis russo de vitórias!

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 504 Hans Stacey (Holanda)/Serge Bruynkens (Bélgica)/Bernard der Kinderen (Holanda) IVECO 000:20:31
2 508 Marcel van Vliet (Holanda)/Marcel Pronk (Holanda)/Artur Klein (Alemanha) MAN 000:21:52
3 507 Airat Mardeev (Rússia)/Aydar Belyaev (Rússia)/Dmitriy Svistunov (Rússia) KAMAZ 000:22:54
4 520 Dmitry Sotnikov (Rússia)/Igor Devyatkin (Rússia)/Andrey Aferin (Rússia) KAMAZ 000:23:16
5 502 Eduard Nikolaev (Rússia)/Evgeny Yakovlev (Rússia)/Ruslan Akhmadeev (Rússia) KAMAZ 000:24:03
6 506 Martin Kolomy (República Tcheca)/Rene Kilian (República Tcheca)/David Kilian (República Tcheca) TATRA 000:25:01
7 501 Gerard de Rooy (Holanda)/Darek Rodewald (Polônia)/ Jurgen Damen (Bélgica) IVECO 000:25:14
8 500 Andrey Karginov (Rússia)/Andrey Mokeev (Rússia)/Igor Leonov (Rússia) KAMAZ 000:25:14
9 513 Martin van den Brink (Holanda)/Peter Willemsen (Bélgica)/Richard Mouw (Holanda) RENAULT TRUCKS 000:26:51
10 510 Siarhei Viazovich (Bielorrússia)/Pavel Haranin (Bielorrússia)/Andrei Zhyhulin (Bielorrússia) MAZ 000:28:19
11 519 Pascal de Baar (Holanda)/Wouter de Graaff (Holanda)/Martin Roesink (Holanda) RENAULT TRUCKS 000:29:40
12 509 Pep Vila Roca (Espanha)/Xavi Colome Roqueta (Espanha)/Michel Huisman (Holanda) IVECO 000:29:47
13 535 Aleksandr Vasilevski (Bielorrússia)/Valery Kazlouski (Bielorrússia)/Anton Zaparoshchanka (Bielorrússia) MAZ 000:33:27
14 503 Ales Loprais (República Tcheca)/Marco Alcayna Ferran (Espanha)/Jan van der Vaet (Bélgica) MAN 000:33:48
15 532 Ton van Genugten (Holanda)/C.W.J. Van Limpt (Holanda)/Eric H.F. Van Gemert (Holanda) DAF 000:33:49
16 514 Frits van Eerd (Holanda)/Charly Cotlib (Bélgica)/Peter Vervoort (Holanda) DAF 000:33:58

Fotos:

Final do Dakar:

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

Parte 4:

Parte 5:

Resumo do 13ºestágio

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar.com
Vídeos: TV Pública da Argentina