Analises dos Testes de Pré-Temporada

Encerrado os testes de pré-temporada, Pela primeira vez a Formula 1 tem transmissão desses testes no Circuito de Barcelona. Isso já deveria ser feito isso a muito tempo. No que ficou muito bom, Apesar de que não tivemos a marcação dos tempos em tempo real, Quando aparecia os caracteres já aparecia com o melhor tempo de cada piloto registado.

Sobre o nível das equipes nessa temporada acredito que só vamos ter uma consolidação de como cada equipe está quando tivemos o Grande Prêmio da Austrália. A Ferrari pode ter o melhor carro do ano, Foi a equipe que dominou a maior parte dos testes. Porém, A Mercedes que teve problemas na primeira parte dos testes acabou reagindo nessa segunda parte dos testes de Pré-Temporada e foi a equipe que mais deu voltas nessa pré-temporada, Foram 1190 voltas e 18 Gps percorridos nesses testes. Essas duas equipes certamente disputarão o campeonato de 2019. A Red Bull é uma incógnita por causa do Motor Honda. Nem mesmo o 3ºlugar como equipe na minha opinião esta garantida.

Eu pessoalmente acredito e muito na Renault como uma possível terceira força ou pelo menos como um fator que possa atrapalhar as equipes grandes. É bom lembrar: Uma equipe que contrata Daniel Ricciardo e tem Nico Hulkenberg como o primeiro piloto não estará satisfeito com o título de “Melhor do resto”.

Fala-se muito bem da equipe Alfa Romeo (Antiga Sauber), Mas não tenho certeza que eles vão já de cara fazer bons resultados. Com os investimentos vinda da Ferrari (Dona da Alfa Romeo) deve ser refletir no decorrer da temporada os resultados vão aparecer. Duas equipes podem fazer bonito e tem potencial para evoluir muito por causa do dinheiro são a Racing Point (Agora comandado pelo pai de Lance Stroll) e a Mclaren. (Mais pela sua tradição e pela sua estrutura) Haas e Toro Rosso para mim são incógnitas, Porém acho que ambas poderão fazer bonito nessa temporada e até mesmo surpreenderem, Mas ambas podem acabar na parte de trás.

Agora quem não foi bem nesses testes foi a Williams, Não parece ter feito um bom carro. O pior disso foi que praticamente perderam grande parte da primeira sessão de treinamento. Isso é um prejuízo que vai ser difícil ser recuperado no desenvolvimento e nas sessões de treinamento das primeiras etapas do campeonato. Por mais que tenham pilotos com muito talento como George Russell e Robert Kubica, Um piloto pode tirar alguma coisa do Braço como 1,2 ou 3 voltas bem rápidas, Mas em uma corrida inteira? Praticamente impossível de se tirar do braço o tempo inteiro.

Para se ter a ideia do Nível que esta a Williams, Eles deram 567 voltas. O Inglês Lewis Hamilton andou 638 voltas. Ou seja, uma equipe com dois pilotos andou menos do que o Campeão do Mundo de 2018 com a Melhor equipe da Formula 1 nos últimos 5 anos.

Agora o que resta é esperar o campeonato Mundial de Formula 1 começar, Daqui a 2 semanas em Albert Park na Austrália.

Número de voltas de cada piloto:

Equipenº de VoltasKm PecorridosGP Percorridos
Lewis Hamilton6382969,899,666666667
Valtteri Bottas5522569,568,363636364
Sebastian Vettel5342485,778,090909091
Nico Hulkenberg5092369,3957,712121212
Kimi Raikkonen4972313,5357,53030303
Alexander Albon4892276,2957,409090909
Carlos Sainz jr.4732201,8157,166666667
Charles Leclerc4632155,2657,015151515
Daniel Ricciardo4522104,066,848484848
Daniil Kvyat4492090,0956,803030303
Pierre Gasly4392043,5456,651515152
Antonio Giovinazzi4251978,3756,439393939
Romain Grosjean4071894,5856,166666667
Kevin Magnussen4031875,9656,106060606
Lando Norris40018626,060606061
Max Verstappen3941834,075,96969697
Lance Stroll3361564,085,090909091
George Russell2991391,8454,53030303
Sergio Perez2891345,2954,378787879
Robert Kubica2681247,544,060606061
Pietro Fittipaldi61283,9550,924242424

Número de voltas de cada equipe:

Equipenº de VoltasKm PecorridosGP Percorridos
Mercedes11905539,4518,03
Ferrari9974641,03515,1
Toro Rosso9354352,42514,16
Alfa Romeo9224291,9113,96
Mclaren8734063,81513,22
Haas8714054,50513,19
Red Bull8333877,61512,62
Renault8263845,0312,51
Racing Point6252909,3759,46
Williams5672639,3858,59


Melhor tempo de cada piloto:

posPilotoEquipeMelhor Tempo
15Sebastian VettelFerrari1:16.221
244Lewis HamiltonMercedes1:16.224
316Charles LeclercFerrari1:16.231
477Valtteri BottasMercedes1:16.561
527Nico HülkenbergRenault1:16.843
623Alex AlbonToro Rosso1:16.882
726Daniil KvyatToro Rosso1:16.898
855Carlos SainzMcLaren1:16.913
98Romain GrosjeanHaas1:17.076
104Lando NorrisMcLaren1:17.084
1110Pierre GaslyRed Bull1:17.091
123Daniel RicciardoRenault1:17.114
137Kimi RäikkönenAlfa Romeo1:17.239
1418Lance StrollRacing Point1:17.556
1520Kevin MagnussenHaas1:17.565
1699Antonio GiovinazziAlfa Romeo1:17.639
1733Max VerstappenRed Bull1:17.709
1811Sergio PerezRacing Point1:17.791
1963George RussellWilliams1:18.130
2088Robert KubicaWilliams1:18.993
2151Pietro FittipaldiHaas1:19.249

Todos os tempos de cada piloto:

posPilotoEquipe1ºDia2ºDia3ºDia4ºDia5ºDia6ºDia7ºDia8ºDia
15Sebastian VettelFerrari1:18.161Não Participou1:18.350Não Participou1:18.1951:17.925Não Participou1:16.221
255Carlos SainzMcLaren1:18.558Não Participou1:19.354Não Participou1:17.144Não ParticipouNão Participou1:16.913
38Romain GrosjeanHaas1:19.159Não Participou1:19.0601:18.5631:18.330Não Participou1:17.8541:17.076
433Max VerstappenRed Bull1:19.426Não Participou1:18.787Não Participou1:18.395Não ParticipouNão Participou1:17.709
57Kimi RäikkönenAlfa Romeo1:19.462Não Participou1:17.762Não Participou1:18.209Não ParticipouNão Participou1:17.239
626Daniil KvyatToro Rosso1:19.464Não Participou1:17.704Não Participou1:18.682Não ParticipouNão Participou1:16.898
711Sergio PerezRacing Point1:19.944Não Participou1:20.102Não Participou1:17.842Não ParticipouNão Participou1:17.791
877Valtteri BottasMercedes1:20.1271:19.5351:20.6931:17.8571:18.9411:20.1671:18.8621:16.561
944Lewis HamiltonMercedes1:20.1351:19.9281:20.8181:17.9771:18.9431:20.3321:18.0971:16.224
1027Nico HülkenbergRenault1:20.9801:19.8371:18.8001:17.3931:19.0561:20.3481:17.4961:16.843
113Daniel RicciardoRenault1:20.9831:19.8861:18.1641:17.7851:22.5971:20.1071:17.2041:17.114
1216Charles LeclercFerrariNão Participou1:18.247Não Participou1:18.046Sem Tempo1:18.6511:16.231Não Participou
134Lando NorrisMcLarenNão Participou1:18.553Não Participou1:18.431Não Participou1:17.7091:17.084Não Participou
1420Kevin MagnussenHaasNão Participou1:19.206Não Participou1:18.720Não Participou1:18.7691:18.1991:17.565
1523Alex AlbonToro RossoNão Participou1:19.301Não Participou1:17.637Não Participou1:18.6491:16.882Não Participou
1699Antonio GiovinazziAlfa RomeoNão Participou1:19.312Não Participou1:18.511Não Participou1:18.5891:17.639Não Participou
1710Pierre GaslyRed BullNão Participou1:19.814Não Participou1:18.780Não Participou1:17.7151:17.091Não Participou
1818Lance StrollRacing PointNão Participou1:20.433Não Participou1:19.664Não Participou1:17.8241:17.556Não Participou
1951Pietro FittipaldiHaasNão Participou1:21.8491:19.249Não ParticipouNão ParticipouNão ParticipouNão ParticipouNão Participou
2063George RussellWilliamsNão ParticipouNão Participou1:25.6251:20.997Não Participou1:19.6621:18.130Não Participou
2188Robert KubicaWilliamsNão ParticipouNão ParticipouNão Participou1:21.5421:19.367Não ParticipouNão Participou1:18.993

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari

Moto 3 : Enea Bastianini domina final de semana, conquista a vitória e quebra jejum de 2 anos

Treino de Classificação para a 7ªEtapa do Mundial – GP da Catalunha

De começo dos 40 minutos da classificação, Martin com 1:49.522 assumiu a liderança.
Porém Ayumi Sasaki assumiu a liderança por poucos segundos, Aos 31 minutos e 30 segundos para o final, Enea Bastianini assumiu a liderança com 1:48.891. Deixando o piloto da Petronas Sprinta Racing em 2ºlugar. Canet, Martin, Rodrigo e Dalla Porta completavam os 6 primeiros lugares. Logo no começo do Treino, O Italiano Fabio Di Giannantonio da Gresini acaba caindo.

Jorge Martin logo depois, Aos 12 minutos de treino acabou caindo para o chão.

Marco Bezzecchi, Líder do campeonato vinha em 11ºlugar e buscou uma nova tentativa de melhora com sua moto KTM da equipe Redox PruestelGP. A 19 minutos do final ele ganhou 3 posições subindo para o 8ºlugar.

Na segunda metade de treinamento, Tatsuki Suzuki subiu do 14º para o 2ºlugar, Com 1:49.057. Bastianini continuava com a pole position. A 15 minutos do final, Jorge Martin volta para a pista assim como fez Di Giannantonio. Enquanto os pilotos da Gresini voltavam a pista com suas motos consertadas, O Japonês Kaito Toba que vinha em uma ótima 5ªposição acabou indo para o Chão.

A 10 minutos do Final, Martin melhora seu tempo e marca o segundo tempo, Com 1:48.913. Fábio di Giannantonio a 6 minutos do final marca apenas o 22ºtempo entre os 29 pilotos que disputavam essa prova. Nos minutos finais, Poucas foram as mudanças no Grid de largada. Apenas de destaque, A subida de Ayumi Sasaki que acabou o treino com um importante 4ºlugar. Jorge Martin tentou a pole position acabou perdendo tempo no último setor.

Na curva 5, a Segundos do final. Vicente Perez e Albert Arenas se chocaram, Segundos depois, O Argentino Gabriel Rodrigo caiu e a moto dele atingiu uma das motos acidentadas. Foram apenas prejuízos materiais, Vicente Perez teve de ficar em observação e não pode correr a prova no dia seguinte.

Enea Bastianini conquistou a pole position. Com a Moto da Leopard ele supera os pilotos da Gresini que eram favoritos. Jorge Martin com a moto da Gresini larga em 2º. Depois vem 2 japoneses: Tatsuki Suzuki da Sic58 e Ayumu Sasaki com a moto da Petronas em 3º e 4ºLugares.

Aron Canet da Estrella Galicia e Kaito Toba do Japão completam a 2ªFila do Grid. Um ótimo desempenho dos pilotos Japoneses na Catalunha. John McPhee da CIP abre a 3ªFila com Gabriel Rodrigo da RBA e Marco Bezzecchi completando a terceira fila. Eles são os melhores pilotos com a moto da KTM que viu os 6 primeiros colocados com a Moto da Honda.

Grid de Largada do GP da Catalunha
Moto 3 – 7ªEtapa

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’48.806
2 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’48.913
3 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’49.057
4 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’49.059
5 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’49.115
6 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’49.185
7 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’49.191
8 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’49.233
9 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’49.299
10 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’49.379
11 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’49.398
12 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’49.400
13 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’49.414
14 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’49.498
15 25 Raul Fernandez Angel Nieto Team KTM 1’49.565
16 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’49.578
17 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’49.655
18 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’49.691
19 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’49.736
20 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’49.897
21 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’49.983
22 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’50.012
23 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 1’50.022
24 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’50.186
25 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’50.197
26 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’50.247
27 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’51.306
28 11 Livio Loi Reale Avintia Academy 77 KTM 1’50.183

Corrida:

Enea Bastianini não largou bem, E com isso permitiu para Jorge Martin tomar a liderança da prova. Com Tatsuki Suzuki em 2º, Gabriel Rodrigo, Enea Bastianini que recuperou o 4ºlugar após as primeiras curvas da corrida e Kaito Toba nas 5 primeiras posições. Já John McPhee, Ayumi Suzuki disputavam posição logo atrás com muita coragem.

Martin e Suzuki logo na segunda volta já estavam quase 2 segundos a frente de John McPhee, Aron Canet, Enea Bastianini e Gabriel Rodrigo. OS dois tentam evitar que se formem um grande bloco de pilotos que na maior parte das provas acontece na Moto 3. A Se destacar o piloto Escocês que fazia seu melhor final de semana da temporada disparado em 2018.

Na 4ªVolta, Fabio di Giannantonio teve problemas na sua Moto e caiu para o 26ºlugar. Por incrível que pareça o Italiano não deixou a prova e foi a luta em busca de uma recuperação. Enquanto isso, Jorge Martin estava segurando a pressão de Tatsuki Suzuki que estava mantendo os 2 segundos de distância para o Enea Bastianini que vinha em 3º. Porém essa posição mudava de dono volta após volta. Era exatamente isso que Martin e Suzuki estavam querendo evitar.

Na 7ªVolta, Enea Bastianini vinha se segurando de forma heroica em 3ºlugar, Dos ataques de Aron Canet, Jaume Masla e Marco Bezzecchi. Na volta seguinte, Canet passou Masla que levou um chega pra lá do piloto da Estrella Galícia.

A corrida vinha tranquila para Martin e Suzuki. Até que a 13 voltas do final, Jorge Martin acaba caindo na curva 9. A Liderança passava a ser do piloto Japonês da Tatsuki Suzuki. Porém, O piloto da Equipe Sic 58 perdeu em 2 voltas toda a vantagem de 2 segundos e ele acabou vendo o Grupo não só chegar nele como engolir a ele.

 

Bastianini assume a liderança a 11 voltas do final, Com Masla e Canet superando Suzuki que caiu para o 4ºlugar. Jakub Kornfeil foi punido com 1.8 segundos por ter levado vantagem por ter furado as curvas 1 e 2.

Jaume Masla passou a liderança com Nicolo Bulega na segunda posição, Por algumas curvas o piloto da VR46 passou a liderança, Porém essa liderança foi por poucas curvas. Masla recuperou a liderança. Bastianini, Canet e Suzuki completavam os 5 primeiros colocados.

A 7 Voltas do final, Bastianini voltava a liderança da prova. Essa liderança durou apenas 1 volta. Bastianini foi ultrapassado pelo Masla que voltou a ponta. Curvas depois, Em uma manobra infeliz de Albert Arenas atingiu Aron Canet que levou junto Bulega. Os três abandonaram a prova.

A 5 Voltas do final, Andrea Migno em busca da primeira vitória na temporada assumiu a liderança. No começo da volta 18, John McPhee e Jaume Masla se tocam e o piloto da Dubai leva a pior e acabou atingindo Migno. Fim de prova para os dois pilotos e o Escocês da equipe CIP assumiu a liderança.

Parecia que John McPhee finalmente faria as pazes não só com uma bela corrida como também com a vitória. Porém na volta final, Bastianini, Rodrigo e Bezzecchi vieram com tudo querendo também a vitória. Acabou Bastianini assumindo a liderança com Rodrigo em segundo vendo a chance de ganhar pela primeira vez em sua carreira e Bezzecchi em 3º.

O piloto da Leopard abriu nas curvas finais e conquistou sua primeira vitória depois de 2 anos de seca. No metros finais, Marco Bezzecchi ganhou o segundo lugar que estava nas mãos de Gabriel Rodrigo, 3 milésimos a frente do piloto Argentino. O piloto da Redox PruestelGP que continua na liderança do campeonato. O Argentino Gabriel Rodrigo fez uma bela corrida e finalmente conquista seu primeiro pódio da sua carreira.

John McPhee teve sua melhor atuação no ano, Ficando em 4ºlugar e Tatsuki Suzuki completa os 5 primeiros colocados, Chegando a 6 décimos do vencedor.

A Punição de 1.8 segundos tirou Jakub Kornfeil do 6ºlugar e acabou jogando o tcheco para o 11ºlugar. O Japonês Kaito Toba da equipe Honda Asia Team ficou em 6ºlugar e vem fazendo atuações cada vez melhores. Fabio di Giannantonio que chegou a ficar em 26ºlugar em uma brilhante corrida de recuperação acabou em 7ºlugar, Salvando o final de semana da Gresini.

Alonso Lopez, Dennis Foggia e Raul Fernandez completaram os 10 primeiros colocados. A Se destacar mais uma boa prova de Makar Yurchenko que ficou em 12ºlugar e do Tailandês Nakarin Atiratphuvapat que fez seus 2 primeiros pontos do ano.

No dia 1 de Julho teremos a prova da Holanda, No lendário circuito de Assen, Na Holanda.

Resultado final do GP da Catalunha
Moto 3 – 7ªEtapa – 21  Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 38’36.883
2 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 0.167
3 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 0.170
4 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 0.257
5 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 0.639
6 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 6.801
7 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 6.872
8 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 6.600
9 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 7.315
10 25 Raul Fernandez Angel Nieto Team KTM a 7.507
11 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 7.638
12 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM a 8.263
13 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 15.256
14 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 26.621
15 11 Livio Loi Reale Avintia Academy 77 KTM a 28.559
16 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 32.980
17 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 2 Voltas
5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 4 Voltas
16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 4 Voltas
44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 6 Voltas
8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM a 6 Voltas
75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM a 6 Voltas
14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 6 Voltas
71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 6 Voltas
42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 7 Voltas
88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 13 Voltas
22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 17 Voltas
40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 2 na Catalunha, Fábio Quartararo conquista vitória inedita na carreira leva a Speed UP para a vitória após 3 anos de seca

Treino de Classificação.

O Intervalo entre o GP da Itália com o GP da Espanha na moto 2 foi agitada. A principal novidade foi a entrada de Augusto Fernandez no lugar de Hector Barberá que acabou tendo seu contrato rompido por ele ter sido pego dirigindo acima do limite de Alcool no corpo.

A Equipe de Sito Pons sem duvida viu essa situação como algo frustrante. Principalmente para um piloto que tinha ido tão bem em 2016 na Avintia e que era o cara que lideraria o time nessa temporada. Mas em 6 corridas, Barberá não correspondeu. Marcou apenas 10 pontos.

Vamos finalmente para o treino de Classificação: Nos primeiros muitos quem deu as cartas foi o Alemão Marcel Schrotter da Dynavolt que marcou o melhor tempo por três vezes seguidas, Da terceira vez ele marcou 1:43.619. Com Pasini, Bagnaia e Alex Marquez nas 4 primeiras posições. Do Outro lado, Stefano Manzi começou o treino caindo e Lorenzo Baldassarri com uma nova roupagem da sua moto acabou também caindo.

Com 12 minutos de treino, Alex Marquez marca o segundo treino com 1:43.820. Era bem possível que Schrotter ficasse com a pole, Já que geralmente os melhores tempos e as poles são definidas nos primeiros minutos de treino.

Outro convidado era o Edgar Pons que vinha em 15ºlugar. Já a Honda criou seu próprio Chassi e colocou nas mãos do piloto Indonésio Dimas Ekky Pratama, Com muito pouca experiência ele estava nas últimas posições assim como o Brasileiro Eric Granado com sua problemática Suter.

Quem vinha muito mal era o Português Miguel Oliviera, Que estava em uma terrível 20ºposição com sua KTM, Enquanto isso Brad Binder vinha em 12ºlugar, em uma situação um pouco melhor. A se destacar o treino do Japonês Tetsuta Nagashima que vinha em uma bela 9ªposição.

Fábio Quartararo subiu uma posição, indo para o 5ºlugar a 19 minutos do final. A partir dai Alex Marquez partiu para tentar a pole position. Foram 3 tentativas de volta. As duas primeiras ele fazia as melhores parciais, Porém não conseguia melhorar o tempo no final. Até que na terceira, Alex Marquez supera Schrotter e assumiu a liderança com 1:43.590.

A pole estava nas mãos do piloto da Marc VDS, Até que Fábio Quartararo foi para a sua última tentativa de melhorar seu já muito bom grid de largada. Na sua primeira rápida, O Piloto Francês subiu para o 3ºlugar. E na sua volta derradeira, O piloto da Speed UP marca 1:43.474 a 2 minutos e meio do final. O Francês que não tinha nenhuma vitória na carreira e nenhuma conquista relevante nos seus 3 anos de Mundial de motovelocidade conquistava a pole position. Alex Marquez com a Marc VDS largava em 2ºlugar e Marcel Schrotter completa a primeira fila com sua moto da Dynavolt.

O líder do campeonato Francesco Bagnaia saia na 4ªposição, Com Brad Binder largando bem a frente de Miguel Oliveira com o 5ºlugar enquanto que o Português vai sair na 17ªposição. Mattia Pasini fecha a segundafila com a moto da Italtrans Racing.

Os Espanhóis Xavi Vierge e Joan Mir, O Inglês Sam Lowes e o Italiano Lorenzo Baldassarri completaram os 10 primeiros colocados.

Tetsuta Nakashima fez um belo treino e larga em 12ºlugar com a moto da Honda Asia Team. Augusto Fernandez larga em 20ºlugar com a sua moto da Sito Pons de número 40. Eric Granado larga em 32ºlugar.

Grid de Largada do GP da Catalunha
Moto 2 – 7ªEtapa

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 20 Fabio Quartararo HDR – Speed Up Racing Speed Up 1’43.474
2 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’43.590
3 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 1’43.619
4 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 1’43.821
5 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’43.867
6 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 1’43.905
7 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex 1’44.136
8 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’44.170
9 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 1’44.215
10 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 1’44.227
11 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’44.232
12 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’44.244
13 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 1’44.269
14 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 1’44.314
15 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex 1’44.383
16 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 1’44.419
17 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 1’44.429
18 57 Edgar Pons AGR Team Kalex 1’44.512
19 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 1’44.551
20 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex 1’44.564
21 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex 1’44.725
22 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’44.735
23 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 1’44.760
24 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 1’44.780
25 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 1’44.972
26 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 1’45.089
27 52 Danny Kent HDR – Speed Up Racing Speed Up 1’45.155
28 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 1’45.366
29 66 Niki Tuuli SIC Racing Team Kalex 1’45.477
30 30 Dimas Ekky Pratama Astra Honda Racing Team Honda 1’45.532
31 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter 1’45.560
32 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter 1’45.605
33 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 1’45.902
34 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’46.544

E dai partimos para o Domingo, Aonde se imaginava que Quartararo não teria moto para suportar a pressão dos favoritos a vitória que estavam usando a Kalex.

Na Largada, Alex Marquez acabou assumindo a liderança, seguido de Schrotter, Bagnaia, Xavi Vierge e Fábio Quartararo que não foi bem na largada caindo para o 5ºlugar. Já Miguel Oliveira fez uma senhora largada. Do 17ºlugar para o 6ºlugar, Inclusive a frente de Brad Binder que largou bem mais a frente. Stefano Manzi, Bo Bendsneyder e Niki Tuuli acabaram caindo na curva 4.

Quartararo começou a se recuperar na prova. O piloto Francês ultrapassou Vierge e Bagnaia na segunda volta assumindo a 3ªposição. O piloto da VR46 perdeu posição para Miguel Oliveira que já estava em 4ºlugar em 2 voltas.

Marcel Schrotter partiu para cima Alex Marquez, O piloto da Dynavolt não teve velocidade suficiente para ultrapassar o piloto da Marc VDS que manteve a liderança da prova.

Na 5ªVolta: Marquez, Schrotter, Quartararo e Oliveira vinham comandando a corrida. Curvas depois, Quartararo aproveitou a brecha deixado pelo piloto alemão e passou para o segundo lugar levando com ele o Português Miguel Oliveira que assumiu a 3ªColocação, Duas curvas depois, O piloto da KTM foi pra cima do piloto da Speed UP e levou o 2ºlugar. Em menos de 5 voltas Oliveira subiu do 17º para o 2ºlugar.

Mais atrás. Xavi Vierge, Mattia Pasini e Lorenzo Baldassarri disputavam a 7ªposição de forma intensa. Lá na frente, Miguel Oliveira estava impossível e partiu para cima de Alex Marquez. Quartararo chegou nessa briga, Já Marcel Schrotter acabou  errando a curva 1 e 2 e caiu pra o 8ºlugar. Brad Binder assumiu a 4ªposição, porém ele era pressionado pelo líder do Campeonato Francesco Bagnaia.

Na 8ªVolta, Oliveira ultrapassa Alex Marquez e assume a liderança após largar do 17ºlugar. O Português já fez uma recuperação dessas na Itália aonde ele venceu após largar em 11ºlugar queria uma nova vitória ainda mais épica do que ele já teve na corrida passada. Quartararo foi para cima de Alex Marquez e por muito pouco o Francês não bateu no Marquez e acabou evitando perder a 3ªposição para Brad Binder.

No fim da volta, Quartararo ultrapassou Marquez e assumiu o segundo lugar e partiu para cima de Miguel Oliveira, Na 9ªVolta o piloto da Speed UP passou a liderança da prova ao superar o piloto da KTM na curva 4. Momentos antes Vierge ultrapassou Bagnaia. O piloto Italiano não estava com uma boa moto na Catalunha.

Quartararo buscava abrir vantagem, Já Oliveira não desistiu e vinha logo atrás. Ambos abriram diferença para Alex Marquez que segurava o 3ºlugar dos possíveis ataques do Sul-africano Brad Binder. Logo atrás vinham Vierge, Bagnaia, Schrotter, Pasini, Mir e Baldassarri completando os 10 primeiros colocados.

A 12 voltas do final, Romano Fenati caiu e abandona a prova. 2 Voltas depois Xavi Vierge ganha a 4ªposição de Brad Binder. Seu companheiro de equipe, O Alemão Marcel Schrotter também avançou para o 6ºlugar ultrapassando Bagnaia. Um bom momento da Dynavolt na prova. Joan Mir acaba caindo na curva 14, deixando a prova.

Quartararo na parte final da prova começou a abrir diferença para Oliveira, Contrariando a logica que seria a KTM por ter melhor desempenho com pneus mais desgastados. O piloto da Speed UP vinha fazendo as melhores voltas da prova. Mattia Pasini abandonou a prova a 8 Voltas do final.

Alex Marquez brigava pelo pódio com Xavi Vierge enquanto que Schrotter acabou ganhando o 5ºlugar ao superar Binder. Francesco Bagnaia vinha em uma apática 7ªposição com Baldassarri se aproximando do piloto da Sky Racing VR46. Reny Gardner que voltava após um acidente que impossibilitou de correr por 3 corridas vinha brigando pelo 14ºlugar com o Augusto Fernandez que estreava pela Pons.

Marcel Schrotter passou Xavi Vierge a 5 voltas do final e chegava para o 4ºlugar. Lá Atrás Isaac Viñales foi para o chão quando disputava posição com Pawi e Luca Marini que vinha fazendo uma corrida horrível.

Ao final da prova, Quartararo tinha 1.5 segundos a frente de Miguel Oliveira. Bastou o piloto Francês levar sua moto até o final para conquistar a primeira vitória da sua Carreira no Mundial de Motovelocidade. E 3 anos depois, A Speed UP conquista uma nova vitória na Moto 2. A última das vitórias foi com Sam Lowes no GP da Argentina em 2015.

Muita festa para um piloto que passou na Moto 3 por 2 anos e pulou para a Categoria intermediária no ano passado. Agora não só veio a primeira pole position como veio a sua primeira vitória na categoria. Miguel Oliveira ficou em 2º e com o 8ºlugar de Francesco Bagnaia a vantagem entre os 2 caiu para apenas 1 ponto de vantagem. O português fez uma corrida maravilhosa, Largando do 17ºlugar para ficar em 2ºlugar.

Alex Marquez que liderou as primeiras voltas fica em 3ºlugar e novamente se coloca no pódio. Marcel Schrotter bateu na trave e ficou por muito pouco fora do pódio. O Alemão ficou em 4ºlugar depois de se recuperar do erro que ele cometeu durante a prova. Xavi Vierge também fez boa corrida. A Dynavolt colocando seus dois pilotos entre os 5 primeiros colocados.

Brad Binder começou muito bem o final de semana, Mas faltou algo para o campeão da Moto 3 de 2016 para chegar além do 6ºlugar, apesar de largar bem a frente de Miguel Oliveira. Lorenzo Baldassarri fez um final de semana apagado. Porém, Conseguiu uma bela ultrapassagem sobre Francesco Bagnaia e acabou em 7ºlugar. O piloto da equipe de Valentino Rossi acabou fazendo uma prova fraca e ficou em 8ºlugar deixando sua vantagem cair para um ponto.

Sam Lowes e Iker Lecouna com a moto da equipe Swiss Innovative Investors fecharam os 10 primeiros colocados. Andrea Locatelli chegou em 11º e deu a Italtrans mais 5 pontos no campeonato, O Italiano já é nome constante na Zona de pontuação. Simone Corsi em uma corrida mediana ficou em 12º, Tetsura Nagashima em belo final de semana fechou a prova em 13ºlugar.

Fechando a zona de pontuação: Augusto Fernandez em uma boa estreia na Pons e Remy Gardner que acabou voltando após 3 corridas de ausência. O Resultado pode ser considerado heroico com sua Tech 3 em sua volta.

Resultado final do GP da Catalunha
Moto 2 – 7ªEtapa – 22 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 20 Fabio Quartararo HDR – Speed Up Racing Speed Up 38’22.059
2 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM a 2.492
3 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 3.485
4 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 4.398
5 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 4.687
6 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 7.637
7 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 7.724
8 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex a 10.611
9 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM a 13.909
10 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM a 15.124
11 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 15.983
12 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 16.405
13 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 18.995
14 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex a 20.241
15 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 20.409
16 57 Edgar Pons AGR Team Kalex a 24.538
17 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 27.609
18 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 28.226
19 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 28.640
20 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 29.217
21 52 Danny Kent HDR – Speed Up Racing Speed Up a 30.295
22 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 37.600
23 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 38.649
24 30 Dimas Ekky Pratama Astra Honda Racing Team Honda a 44.604
25 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter a 49.491
32 Isaac Vinales SAG Team Kalex a 4 Voltas
13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex a 6 Voltas
54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 8 Voltas
36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 10 Voltas
21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 10 Voltas
9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 15 Voltas
64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 a 22 Voltas
66 Niki Tuuli SIC Racing Team Kalex a 22 Voltas
62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter a 22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Lorenzo domina final de semana na Catalunha e emplaca segunda vitória seguida pela Ducati

MotoGP

16 pilotos disputando 2 vagas para o Q2. Entre eles estava o líder do Campeonato. O Espanhol Marc Marquez que ficou fora dos 10 primeiros colocados na soma dos 3 treinos livre. A Formiga Atômica era o franco favorito para o Q2 e os outros 15 que disputem a segunda vaga.

Rins e Bradley Smith largaram na frente, Essa realidade não durou muito tempo. Marc Marquez a 9 minutos e meio do final faz 1:39.439 e abriu 4 décimos a frente de Jack Miller que fez 1:39.876 e de Sharyin com 1:40.042.

A primeira vaga na repescagem já estava nas mãos de Marquez. A segunda vaga estava ainda em disputa. A Formiga Atômica melhorou ainda mais sua marca, para 1:39.374. A 4 minutos do final, começa a surgir o Japonês Takaaki Nakagami no treino. A sua primeira volta já o levou o piloto da LCR Honda para o quarto lugar. Alex Rins segundos depois passou para o terceiro lugar. O piloto da Suzuki visava a posição de Jack Miller.

Porém, Foi Nakagami que superou Miller com 1:39.663 e garantiu a segunda vaga. Pela primeira vez o Japonês iria para o Q2 nesse ano de estreia. Marquez consolidou o primeiro lugar, Com 1:39.213.

Classificação do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’39.217
2 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’39.663
3 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’39.732
4 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.879
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.918
6 41 Bradley Smith Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.010
7 38 Franco Morbidelli Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.019
8 21 Pol Espargaro EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.058
9 44 Aleix Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.178
10 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.300
11 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’40.449
12 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’40.524
13 36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.572
14 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.590
15 50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’40.834
16 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’41.369

Parte final do treino, Quase todos os pilotos foram para a pista imediatamente para a pista. Valentino Rossi e Jorge Lorenzo foram para a pista fora do grupo de pilotos. Na primeira tentativa, Lorenzo marcou 1:39.331 assumindo a liderança. Porém vários pilotos não fizeram a primeira volta rápida. Entre eles vindo do Q2, Marc Marquez foi para a sua volta rápida assim como vários outros pilotos fizeram suas voltas rápidas.

Ninguém superou Lorenzo, com exceção de Marquez, Que quebrou os cronômetros fazendo 1:38.886 e com Valentino Rossi marcando o segundo tempo com 1:39.278. Na metade do treinamento a primeira fila seria formada pelos maiores Rivais de Marquez. Com Andrea Iannone, Marevick Viñales e Cal Crutchlow fazendo a segunda fila. Na metade da classificação.

A 5 minutos do final, todos vão para a pista. Lorenzo repete o ritual de sair em posição diferente dos outros pilotos. O Espanhol embalado pela vitória em Mugello queria marcar uma nova pole position. Seu companheiro de equipe Andrea Dovizioso a 2 minutos e 40 do final apareceu marcando o segundo melhor tempo com 1:38.923.

Marquez melhorou sua marca para 1:38.746. O que não foi suficiente para deter Jorge Lorenzo, O Espanhol tomou a pole de Marquez com 1:38.680. Marc Marquez com a Honda e Andrea Dovizioso com a Ducati. Na Segunda fila largam Maverick Vinales com a melhor moto da Yamaha, Andrea Iannone de Suzuki e Danilo Petrucci com a Pramac Ducati.

Valentino Rossi com a Yamaha larga em 7ºlugar e abre a terceira fila. Johann Zarco com a Moto de 2016 larga em 8 e em mais um treino muito bom, Esteve Rabat iria largar em 9ºlugar. Completando os 12 primeiros colocados: Cal Crutchlow, Dani Pedrosa e Takaaki Nakagami.

Grid de Largada do GP da Catalunha
Moto GP – 7ªEtapa

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’38.680
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’38.746
3 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’38.923
4 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’39.145
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.148
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’39.178
7 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’39.266
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.331
9 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’39.504
10 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’39.556
11 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’39.695
12 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’39.888
13 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’39.732
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.879
15 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.918
16 41 Bradley Smith Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.010
17 38 Franco Morbidelli Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.019
18 21 Pol Espargaro EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.058
19 44 Aleix Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.178
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.300
21 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’40.449
22 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’40.524
23 36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.572
24 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.590
25 50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’40.834
26 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’41.369

Domingo, Lorenzo queria confirmar o seu final de semana maravilhoso que ele estava tendo, Marquez queria a 4ªvitória e Dovizioso buscava repetir a vitória no ano anterior.

Na largada, Marquez assumiu a liderança, Com uma bela largada de Andrea Iannone que partiu do 5ºlugar no Grid para a 2ªposição. Lorenzo tinha caído para o 3ºlugar. Dovizioso, Rossi e Pedrosa completavam os 6 primeiros colocados.

O piloto da Suzuki foi com tudo para cima de Marquez. Iannone passou o piloto da Honda, Mas logo depois tomou o X do Marquez e perdeu posição para Lorenzo Para Dovizioso e no começo da volta 2 para Valentino Rossi que ganhou a 4ªposição. No final da primeira volta Lorenzo acabou ultrapassando Marquez e assumiu a liderança.

A partir dai começou o duelo entre os dois pilotos, Dovizioso vinha perto deles e um pouco mais atrás vinha Valentino Rossi. Mais atrás, Andrea Iannone perdeu mais duas posições. Para Dani Pedrosa e para Danilo Petrucci e caiu para o 7ºlugar. Já o piloto da Reysol e da Pramac disputando o 5ºlugar.

Na volta 5, Lorenzo fez a melhor volta da prova, Com Marquez na sua cola e Dovizioso se afastando um pouco mais da briga em 3ºlugar, Sem ser pressionado por Rossi. Mas atrás Petrucci estava com vontade de lutar com Pedrosa pela 5ªposição. Crutchlow e Viñales pressionavam Iannone pelo 7ºlugar. Johann Zarco da Tech 3 e Jack Miller com a segunda Pramac vinham em 10º e 11º respectivamente.

Lorenzo continuava vento Marquez na sua cola, Fazendo a melhor volta da prova, Com 1:40.023 na 10ªvolta. Na Volta seguinte, Andrea Dovizioso acabou caindo pela terceira vez em 4 corridas. O que complica demais as possibilidades de título para o Italiano. A corrida ficaria definitivamente entre Lorenzo e Marquez. Rossi em 3º estava longe dos dois primeiros e não sendo ameaçado pelos demais.

Aos poucos Lorenzo foi mantendo o ritmo e deixando Marc Marquez para trás. Cal Crutchlow passou Petrucci e assumiu a 5ªposição. Zarco, Viñales, Jack Miller e Iannone que chegou a disputar a liderança com o Marquez completavam os 10 primeiros colocados. A Briga daquele momento era mesmo pela 4ªposição.

Até a metade da prova, Eram 7 pilotos que tinham deixado a prova dos 26 pilotos que largaram para a corrida.

A 11 voltas do final Crutchlow partiu para cima de Pedrosa em busca do 4ºlugar. Johann Zarco subiu muito e aparecia em 6ºlugar com sua Yamaha 2016 da Tech 3. Viñales ganhou a 7ªposição do Danilo Petrucci. Um pouco mais atrás, ao tentar ultrapassar Bradley Smith, O Japonês Takaaki Nakagami acaba caindo e levando com ele o piloto da KTM. Ambos fizeram coisa positivas nesse final de semana. O piloto da LCR Honda passou para o Q2 pela primeira vez no ano e Bradley Smith fez uma brilhante largada. (Do 16ºlugar para o 7º em 3 curvas) Depois pela limitações da KTM ele ficou mais para trás.

Viñales partiu para cima de Zarco, Briga valendo o 6ºlugar. Enquanto que continuava a briga de Crutchlow para passar Pedrosa pelo 4ºlugar. A  7 Voltas do final após boa disputa, O piloto da LCR Honda passou o piloto da Repsol ganhando o 4ºlugar. Enquanto isso, O Espanhol Jorge Lorenzo estava com 2 segundos a frente de Marc Marquez e se encaminhando para a segunda vitória seguida.

A 6 Voltas do final, Um azar lamentável com Esteve Rabat que fez um belo final de semana e estava bem colocado. O motor da Ducati de 2017 da Avintia acabou estourando, Ele teve de deixar a prova com a moto pegando fogo.

A 5 Voltas do final, Jack Miller cai e deixa a prova, Franco Morbidelli também tem o chão como destino. Porém ele acaba continuando na prova se arrastando praticamente. A 4 Voltas do final Hafish Sharyin acabou caindo e sua moto ficou em ponto perigoso na minha opinião. O piloto Malaio vinha em uma boa posição.

Jorge Lorenzo levou tranquilo sua Ducati para a segunda vitória seguida, O gladiador do Asfalto que esta contratado para correr na Honda Repsol em 2019 ao lado de Marc Marquez que terminou a prova na segunda posição.

O Pódio foi completado pelo Italiano Valentino Rossi que esta na vice-liderança no campeonato. 27 pontos atrás de Marc Marquez.

Cal Crutchlow tem um bom dia, Em uma corrida sólida o Inglês ficou em 4ºlugar. A frente do piloto da equipe oficial da Honda. Daniel Pedrosa, que esta com os dias contados na equipe Honda Repsol e quem sabe também da MotoGP. Ele conseguiu segurar a Marevick Viñales que fez mais uma largada ruim e teve de reagir na parte final da prova e ficou em 6ºlugar a frente de Johann Zarco com sua Tech 3.

Danilo Petrucci começou bem, Mas não manteve o ritmo e acabou perdendo posições. Terminando a prova em 8ºlugar. Andrea Iannone foi um autêntico fogo de palha. Chegou a passar Marquez na disputa pela liderança acabou depois caindo e caindo volta após volta. O Final foi um com chave de ouro (Só que não) Foi ultrapassado pelo Alvaro Bautista que deixou Iannone apenas em 10ºlugar.

Pol Espargaró com a KTM, Scott Redding com a Aprilla, Karel Abraham da Aspar Martinez e Franco Morbidelli a 2 voltas do Vencedor com a Marc VDS completaram a zona de pontuação.

Dia primeiro de Julho teremos o GP da Holanda. No circuito de Assen, Catedral da Motovelocidade.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 40’13.566
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 4.479
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 6.098
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 9.805
5 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 10.640
6 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 10.798
7 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 13.432
8 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 15.055
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 22.057
10 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 24.141
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 36.560
12 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 38.229
13 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’21.526
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 3 Voltas
55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 4 Voltas
53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 6 Voltas
43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 7 Voltas
38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 11 Voltas
30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 11 Voltas
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 13 Voltas
4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 16 Voltas
10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 17 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 20 Voltas
12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 21 Voltas
50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 22 Voltas
36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM a 24 Voltas

Resultado final do GP da Catalunha
Moto GP – 7ªEtapa – 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

 

Hamilton domina prova e conquista vitória na Catalunha

Em sua melhor atuação na temporada 2018, O inglês Lewis Hamilton conquistou a vitória no circuito da Catalunha com muita facilidade, Não teve se quer ameaça de nenhum outro piloto durante as 66 voltas.

As emoções no circuito Espanhol não foram muitas no dia de hoje. Vettel largou bem e ganhou o segundo lugar que estava nas mãos de Valtteri Bottas. Na terceira curva tivemos o grande incidente da prova com a Rodada de Romain Grosjean com a Haas que além de rodar acabou atingido a traseira de Nico Hulkenberg e em cheio a parte dianteira de Pierre Gasly, em uma manobra totalmente irresponsável de um piloto que cai cada dia mais no mercado de pilotos.

O Safety Car entrou na pista e ficou durante 5 longas voltas para a limpeza da pista. Na volta a corrida recomeçou, tão logo recomeça a prova Alonso passou por fora o Francês Esteban Ocon ganhando o 10ºlugar.

Hamilton volta após volta abria vantagem para Vettel que conseguia sustentar o segundo lugar, Valtteri Bottas vinha 1 segundo e meio atrás do piloto da Ferrari. Raikkonen, Verstappen e Ricciardo completava os 6 primeiros lugares. Magnussen já ficava mais atrás como o melhor piloto do 2ºpelotão da Formula 1. A se destacar a ótima 9ªposição de Charles Leclerc com o carro da Sauber. Stoffel Vandoorne sofreu punição de 5 segundos a mais que ele teria de cumprir (Por não ter passado pela traçado quando ele passou reto na curva 1) Punição que me pareceu desnecessária.

Nada de relevante aconteceu até a volta 18, Quando Vettel foi para a sua primeira parada. Os mais duros (Médios). Nisso a Mercedes pede para Bottas andar o mais rápido possível para tentar tomar o segundo lugar do piloto da Ferrari. O Finlandês justificou seu nome e andou o mais rápido do que pode. Porém, a parada na 20 volta a Mercedes não foi tão rápida na hora de trocar os pneus. Com isso Bottas voltou atrás de Vettel e de Magnussen.

Hamilton continuava na liderança. Raikkonen, Verstappen e Ricciardo não tinham parado nos boxes vinham em 2º e 3ºlugares. Até que o homem de gelo teve problemas mecânicos. Raikkonen deixou a prova na 26ªVolta, Na mesma volta que Hamilton fez a sua parada nos boxes e voltou atrás de Verstappen que assumiu a liderança.

Para a Mercedes, O que pode se imaginar que a prova estava tranquilo, Não era tão bem assim. A Red Bull tentava dar um pulo do gato. Esticar a hora da parada para fazer apenas 1 troca. A Mercedes e Ferrari poderiam fazer 2 paradas nos boxes.

Na Volta 28, Carlos Sainz jr. e Marcus Ericsson disputaram roda com roda o 9ºlugar. O piloto da Sauber que não tinha feito parada manteve a posição.

Daniel Ricciardo parou na volta 34 e Max Verstappen foi para a parada na volta 35, Era certo que a Red Bull faria apenas 1 parada nos boxes. Para a equipe das Latinhas Energéticas era só esperar as supostas segundas paradas dos pilotos da Mercedes e da Ferrari de Sebastian Vettel para Verstappen e Ricciardo se beneficiarem.

Na volta 41, Esteban Ocon com problemas de motor acaba abandonando a prova, Encostando o seu carro na brita e em um ponto  que dava para tirarem o seu Force India sem muitos problemas.

O Safety Car virtual é acionado e dai Vettel e a Ferrari fazem a tremenda bobagem de fazerem uma 2ªparada durante o regime do Safety Car Virtual. O Alemão volta atrás de Max Verstappen que acabou atingido o pneu do Russo Sergei Sirotkin com o bico dianteiro do seu carro, Quebrando o bico e furando o pneu de Sirotkin.

Quando acabou o regime de Safety Car virtual, Alonso conquistou a ultrapassagem sobre Leclerc, Ganhando o 8ºlugar.

Vettel partiu para cima de Verstappen , porém o piloto da Ferrari não conseguia se aproximar de Verstappen, O que poderia na pratica recolocar o piloto da Ferrari de volta ao pódio, Na pratica foi que o piloto da Ferrari não conseguiu se quer ameaçar e fazer uma tentativa de ultrapassagem.

Os pilotos da Mercedes com grande vantagem resolveram arriscar em manter seus carros até o final da prova. Apesar do enorme número de voltas com os pneus médios. Tanto Hamilton, Tanto Bottas não sofreram muito com o desgaste dos pneus. Hamilton levou o carro com segurança para a sua segunda vitória na temporada 2018 e aumenta a sua diferença na liderança do Mundial de Pilotos.

A primeira dobradinha da Mercedes em 2018 foi completada pelo Finlandês Valtteri Bottas que começou a prova em 2ºlugar.

Max Verstappen conquistou seu primeiro pódio na temporada, Com o 3ºlugar a sua situação ameniza um pouco em relação a tudo que ele aprontou no começo da temporada. (Nas 4 primeiras corridas) Isso graças a péssima tática da Ferrari e de Vettel que poderia até terminar em 2ºlugar e completou a prova em 4ºlugar. Com 3 corridas seguidas fora do pódio, O alemão vive momento difícil na temporada que ele chegou a liderar com 50 pontos em 50 disputados (Com as vitórias na Austrália e no Bahrein) agora começa a ver Hamilton disparar na liderança do campeonato.

Daniel Ricciardo, Que fez uma prova discreta na maior parte do tempo, Acabou no final da prova fazendo melhores voltas da prova e completou em 5ºlugar, O último dos carros que completou todas as 66 voltas do GP da Espanha. A partir de Kevin Magnussen da Haas, Que fez uma belíssima corrida e completou o 6ºlugar. Ajudando a recolocar a Haas para o 6ºlugar no Mundial de Construtores.

Carlos Sainz jr. com a Renault e Fernando Alonso com a Renault, não decepcionaram o torcedor espanhol. Com uma bela corrida dos dois pilotos da casa. O príncipe das Asturias ficou a corrida toda perguntando se iria chover (Existia possibilidade grande de chuva durante a prova) Porém a chuva não veio dessa vez.

Sergio Perez superou Charles Leclerc e conquistou o 9ºlugar salvando 2 pontos para a Force India. Charles Leclerc leva a Sauber pela segunda vez seguida a Zona de pontuação com o 10ºlugar.

Lance Stroll conseguiu algo melhor do que ficar no fundo do pelotão, O 11ºlugar foi lucro para o piloto da pior equipe da Formula 1 hoje. Brendon Hartley da Toro Rosso ficou em 12ºlugar, Marcus Ericsson que chegou a andar em 7ºlugar acabou a prova em 13º e Sergei Sirotkin fechou a fila dos pilotos que terminaram a prova em 14º.

Detalhe, Somente os 5 primeiros colocados terminaram na mesma volta do líder, O 6º, 7º e 8ºlugares ficaram uma volta atrás. Do 9º até o 13ºlugar completou 2 voltas atrás e somente o pobre piloto Russo da Williams ficou a 3 voltas do líder.

Daqui a duas semanas teremos o tradicional GP de Mônaco, Nas ruas de Monte Carlo será jogado a disputa pela vitória. A Gloria de uma grande conquista ou a desgraça de parar em um muro.

Resultado final do GP da Espanha – Mundial de Formula 1
5ªEtapa – Catalunha (Barcelona)

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Voltas Tempo Grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 66 1h 35:29.972 1
2 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 66 a 20.593 2
3 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 66 a 26.873 5
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 66 a 27.584 3
5 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 66 a 50.058 6
6 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 65 a 1 Volta 7
7 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 65 a 1 Volta 9
8 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 65 a 1 Volta 8
9 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 64 a 2 Voltas 15
10 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 64 a 2 Voltas 14
11 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 64 a 2 Voltas 18
12 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 64 a 2 Voltas 20
13 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 64 a 2 Voltas 17
14 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 63 a 3 Voltas 19
15 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 45 Mecânico 11
16 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 38 Motor 13
17 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 25 Câmbio 4
18 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 0 Acidente 16
19 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 0 Acidente 12
20 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 0 Acidente 10

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Haas/Renault/Sauber/Mclaren