Miguel Oliveira fecha sua trajetória na Moto 2 com vitória em piso molhado em Valencia

A última corrida do ano na Moto 2, Tivemos uma corrida com piso molhado e com muitos acidentes. Na Largada, Vierge passou a liderança. Logo na segunda curva, Luca Marini caiu, levando com ele Joan Mir e Lorenzo Baldassarri. Francesco Bagnaia e Augusto Fernandez perderam muitas posições.

Na primeira volta ainda, Pasini, Vierge e Oliveira disputaram a primeira posição. Na segunda volta a liderança foi parar nas mãos de Miguel Oliveira que partiu do 10ºlugar, Com Pasini em 2º e Alex Marquez largando do 17ºlugar estava em 3ºlugar à frente de Xavi Vierge, Iker Lecouna (Que largou do 21ºlugar) Na 3ªVolta, Já tinham ido ao chão 6 pilotos: Além dos três da largada: Carderus, Pawi e Danilo.

Na 4ªVolta, Sam Lowes que vinha em 6ºlugar foi ao chão pela última vez em 2018 com sua KTM de 2017. Xavi Vierge e Iker Lecouna disputam com muita coragem o 3ºlugar.

Na volta 5, Alex Marquez partiu para cima de Miguel Oliveira. A ultrapassagem do irmão de Marc Marquez aconteceu na volta seguinte. Alex foi para a liderança e abriu diferença para o vice-campeão do mundo da Moto 2. Vierge, Lecouna, Pasini, Corsi, Locatelli, Schrotter, Nakagami e Roberts nas 10 primeiras posições. Quartararo que teve problemas e largou dos boxes estava em 9ºlugar. Bagnaia já vinha nos pontos em 12ºlugar.

Joe Roberts com a NTS que anda bem na chuva vinha evoluindo muito na corrida, Chegou a estar em 7ºlugar. Porém, No final da volta 9, O norte-americano cai e deixa a prova.

Marquez abria diferença para Oliveira, A briga pelo 3ºlugar entre Vierge e Lecuona acabou na 13ªvolta, Quando o piloto da Dynavolt acabou indo para o Chão, Deixando a prova e a posição para o jovem piloto da Swiss Innovative Investors, que acabou cometendo um pequeno erro na última curva do circuito perdendo contato com Oliveira.

Marquez vinha com o controle da corrida, Até que ele cai no final da 15ªVolta e deixa a liderança com Miguel Oliveira, O piloto da Marc VDS consegue ainda volta em 3ºlugar, A frente de Mattia Pasini, Mas com a moto avaliada poderia ter tido algum prejuízo em desempenho.

Outro que vinha muito bem e acabou caindo era o finlandês Niki Tuuli que vinha em 5ºlugar. Miguel Oliveira na parte final da prova abria 9 segundos de frente para o Lecouna. Marquez conseguiu se consolidar em 3ºlugar. Mais atrás, Simone Corsi que vinha muito bem acabou perdendo rendimento no final. O 5ºlugar passou a ser disputado por Fabio Quartararo e Remy Gardney, Disputa que acabou o Australiano levando a melhor.

Miguel Oliveira acabou levando sua KTM com cuidado para a 3ªVitória no ano e completando sua história na Moto 2 com chave de ouro e com o vice-campeonato no bolso. Iker Lecouna fez sua melhor corrida do ano e acabou levando o seu primeiro pódio da sua carreira, O jovem de 18 anos terminou o ano em ótima forma.

Alex Marquez que largou em 16ºlugar acabou liderando a prova e mesmo com a queda no meio da corrida ainda conseguiu salvar o pódio, Com o terceiro lugar. Após um ano muito irregular do piloto Espanhol. Mattia Pasini acabou em 4ºlugar e por enquanto não tem uma moto para 2019.

O australiano Remy Gardner teve seu melhor resultado na Moto 2. Levando o Chassi Tech 3 a encerrar sua trajetória com dignidade ao 5ºlugar, Superando Fabio Quartararo, Que também fez uma sensacional corrida. Dos boxes para o 6ºlugar.

Marcel Schrotter que largou na primeira fila não conseguiu ir além do 7ºlugar, Augusto Fernandez fechando o ano com o 8ºlugar, Andrea Locatelli com um decente 9ºlugar e Simone Corsi ainda fechando os Top 10. O Campeão Francesco Bagnaia terminou em 14ºlugar e termina sua trajetória no Mundial de motovelocidade com 30 corridas seguidas na zona de pontuação.

Dessa forma o ano no Mundial da moto 2 se encerra com a disputa mais apertada na classificação final, Bagnaia e Oliveira ficaram separados por apenas 9 pontos. (306 a 297 a favor do piloto da VR46) e com a promessa de um 2019 mais disputado e com os novos motores triumph que estrelam no GP do Qatar no ano que vem.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final da última etapa da Moto 2
GP da Comunidade Valenciana – Mundial de Motovelocidade

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 45’07.639
2 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM a 13.201
3 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 22.175
4 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 28.892
5 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 30.106
6 20 Fabio Quartararo HDR Heidrun – Speed Up Speed Up a 32.126
7 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 33.086
8 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex a 33.950
9 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 35.707
10 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 37.019
11 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 43.844
12 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 45.871
13 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 49.113
14 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex a 53.288
15 2 Jesko Raffin SAG Team Kalex a 1’08.712
16 32 Isaac Vinales Forward Racing Team Suter a 1’25.666
17 18 Xavier Cardelus Marinelli Snipers Team Kalex a 1’32.166
18 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 1’47.502
19 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 1 Volta
20 3 Lukas Tulovic Forward Racing Team Suter a 1 Volta
66 Niki Tuuli Petronas Sprinta Racing Kalex a 6 Voltas
97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 12 Voltas
16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 17 Voltas
70 Tommaso Marcon HDR Heidrun – Speed Up Speed Up a 18 Voltas
9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 20 Voltas
41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 22 Voltas
22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM a 22 Voltas
89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 23 Voltas
10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 25 Voltas
7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 25 Voltas
36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 25 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP