Marquez conquista vitória em Aragón após batalha com Dovizioso e os pilotos da Suzuki

Classificação – Q1

Os dois pilotos da Yamaha eram os favoritos para as duas vagas na parte inicial da Classificação. Que normalmente seria fácil a Classificação acabou virando um calvário para Valentino Rossi.

Principalmente porque Takaagi Nakagami da LCR Honda, Franco Morbidelli da Marc VDS e Johann Zarco da Tech 3 entraram nessa mesma disputa desde da primeira volta. O que era problema para Rossi acabou não sendo problema para Viñales que marcou uma grande volta, 4 décimos a frente do Morbidelli.

Ao final da primeira parte do Q1 os classificados eram Viñales e Morbidelli. Com Nakagami, Zarco e Rossi logo atrás. O Doutor vinha a 6 décimos de Viñales e a 4 décimos de Morbidelli. Mesmo com o ruim desempenho da Yamaha no ano, O piloto espanhol vinha fazendo o seu papel no Q1.

A 4 minutos do final os pilotos foram para a segunda e derradeira tentativa. A 1 minuto e meio do Final, Bradley Smith faz um bom terceiro tempo, Mas teve sua volta cancelada. Quem não teve sua volta cancelada foi Zarco que ficou a muito pouco de colocar sua moto na segunda posição. Bandeirada dada. Viñales não conseguiu melhorar seu tempo. Mas o 1:47.825 foi o suficiente para deixar ele classificado em primeiro lugar.

Zarco tentou uma última volta a acabou errando no último setor, E quando tudo parecia que Franco Morbidelli iria levar a segunda vaga, Ai veio Takaagi Nakagami com seu 1:47.946 e acabar por levar essa vaga ao Q2 para a LCR Honda. Já Valentino Rossi terminou seu calvário do dia em 8ºlugar. O que faz o piloto da Yamaha largar em 18ºlugar, Fechando a 6ªfila e atrás de Bradley Smith e Karel Abraham. A Fase do piloto Italiano não é uma das melhores da sua carreira. Jordi Torres que faz sua estreia, No lugar de Esteve Rabat (Que se recupera do acidente grave que ele teve na não corrida em Silverstone) vai largar em último.

Classificação do Q1:

Pos Piloto Equipe Equipe Tempo
1 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’47.823
2 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’47.946
3 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’48.009
4 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’48.052
5 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.181
6 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’48.216
7 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’48.398
8 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’48.627
9 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’48.975
10 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’48.988
11 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’49.303
12 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’49.699
13 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati 1’50.336

Disputa incrível pela pole position, Na primeira tentativa dos 12 pilotos no Q2, Marquez sobrou, Marcando um tempo bem superior ao tempo dos outros pilotos, Com 1:46.974. Faltando 10 minutos para o final, Lorenzo marcou o segundo tempo.

Marquez continuou na luta e acabou mais ainda seu tempo, Porém a concorrência chegou perto do tempo da Formiga Atômica. Lorenzo vinha em 2º a 124 milésimos de Marquez, Cal Crutchlow em 3º e  Andrea Dovizioso em 4ºlugar. Os pilotos mais rápidos e os únicos vencedores de prova da temporada 2018. Andrea Iannone vinha a 209 milésimos da pole. Na metade do treino.

Estavam nos boxes, Miller já foi para a segunda tentativa a 6 minutos do final do Q2. Os outros pilotos saíram 1 minuto depois, Era a hora de definir a pole position. Na primeira tentativa, Ninguém melhorou sua marca, Todos frustraram as expectativas dos espectadores que estavam vendo a Classificação.

A Volta final poderia reservar outra volta ruim dos pilotos, O que resultaria em uma pole de Marquez, Mas foi essa a volta que Dovizioso, Marquez e Lorenzo vinham melhorar seu tempos. O Vencedor da prova passada 1:46.895 e ficou com a pole por alguns segundos, Até que Lorenzo marcou 1:46.881 e levou a 3ªPole Seguida, Com 14 milésimos de vantagem para seu companheiro de equipe. A primeira fila vai ser completado pelo Formiga Atômica. Marquez leva a Honda para o 3ºlugar.

A Segunda Fila será composta pelo Inglês Cal Crutchlow da LCR Honda, que apesar da queda só recuou 1 posição a posição que ele tinha antes da queda no final da classificação. Andrea Iannone, Levando a Suzuki a 2ªFila com o 5ºlugar e Dani Pedrosa com a segunda moto da Honda Repsol.

Danilo Petrucci da Pramac Ducati abre a 3ªFila e terá a companhia de Alvaro Bautista da Angel Nieto Team e de Alex Rins com a outra Suzuki. Completando os 12 primeiros colocado vão largar Jack Miller com a moto da Pramac Ducati de 2017, Takaagi Nakagami com a LCR Honda e Johann Zarco, O piloto da Tech 3 foi beneficiado pelas punições de Marevick Viñales, e de Franco Morbidelli.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de largada – Mundial de Motovelocidade
GP de Aragón – Moto GP

Pos Piloto Equipe Equipe Tempo Fase
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’46.881 Q2
2 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’46.895 Q2
3 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’46.960 Q2
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’47.146 Q2
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’47.169 Q2
6 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’47.224 Q2
7 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’47.351 Q2
8 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’47.678 Q2
9 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’47.737 Q2
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’47.792 Q2
11 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’48.284 Q2
12 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’48.052 Q1
13 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.181 Q1
14 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’47.810 Q2
15 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’48.216 Q1
16 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’48.398 Q1
17 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’48.627 Q1
18 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’48.975 Q1
19 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’48.009 Q1
20 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’48.988 Q1
21 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’49.303 Q1
22 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’49.699 Q1
23 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati 1’50.336 Q1

No Domingo, Tivemos um dia quente em Aragón. Um problema, Já que o desgaste dos pneus iria ser alto. Mas alguns pilotos como Zarco, Rossi arriscaram colocar uma composição de pneus mais macios. Enquanto que Dovizioso optou por pneus mais duros. Marquez optou por um pneu mais macio atrás e mais duro na frente.

Marquez larga melhor que Lorenzo e toma a liderança nos primeiros metros da prova, Na entrada da primeira curva, Lorenzo perde o controle da sua Ducati e acaba sendo injetado da Moto, Deixando a prova logo no começo da prova. 2 curvas depois, Marquez perdeu a ponta para Andrea Dovizioso que vinha embalado de vitória em 2 das últimas 3 corridas. Iannone, Rins, Pedrosa, Aleix Espargaró completa os 6 primeiros colocados.

A Largada do piloto da Aprilla foi fantástica, Subindo do 13º para o 6ºlugar. Na segunda volta Aleix passou Dani Pedrosa e assumiu o 5ºlugar.

Logo no começo da prova, Os dois pilotos da Suzuki não só vinham muito bem em 3º e 4ºlugar, (alternando posições na 3ªVolta) Como também vinham acompanhando o ritmo dos dois primeiros lugares. O Espanhol Alvaro Bautista acabou caindo na curva 14 da segunda volta quando vinha em uma boa 8ªposição.

Mais atrás, Valentino Rossi vinha fazendo uma grande corrida, O Doutor vinha em 11ºlugar e se aproximando de Johann Zarco. No Começo da 5ªVolta, O Inglês Cal Crutchlow da LCR Honda se juntou a turma dos pilotos que abandonaram a corrida, Após uma queda na entrada da primeira curva.

Pedrosa chegou a passar Iannone, Por algumas curvas o piloto da Repsol lutou com o piloto da Suzuki, Que conseguiu voltar ao 4ºlugar. Já Valentino Rossi em 5 voltas passou da 17ª para a 9ªposição. Enquanto o Doutor subia, O Francês Johann Zarco vinha em 10º, Sofrendo pressão de Bradley Smith com KTM, Takaaki Nakagami da LCR Honda e de Franco Morbidelli da Marc VDS.

Lá na Frente, Marquez estudava Dovizioso enquanto poupava os pneus, Mas precisava ficar com o olho em Rins, que vinha logo atrás de Marquez tentando tomar a 2ªposição. O Desempenho da Suzuki estava muito bom. Também a se elogiar o desempenho da Aprilla de Aleix Espargaró, Que vinha disputando o 5ºlugar com Dani Pedrosa. Já a Honda vinha muito mal. Rossi era o melhor dos pilotos da Fabrica Japonês em 9ºlugar. Viñales vinha em 13º e Zarco caiu para o 14ºlugar.

Marquez e Dovizioso se distanciaram de Rins e Iannone e a Formiga Atômica foi para cima de Dovizioso. A 10 voltas do final, Marquez em uma manobra arriscada e audaciosa ultrapassou Andrea Dovizioso para assumir a liderança. Porém, Dovi não iria desistir tão fácil. A 8 Voltas do final, O Italiano e o Espanhol trocavam de ultrapassagens, Até que o piloto da Ducati voltou a liderança.

Marquez viu que iria ter mais trabalho do que ele pensou que tivesse e voltou a brigar com Dovizioso. Nisso eles começaram a ver Andrea Iannone chegar na disputa, Levando por ele o Espanhol Alex Rins que acabou superado pelo companheiro de equipe.

A 5 Voltas do Final. Marquez foi para o ataque e novamente na curva 12 ele ultrapassa Dovizioso que dá o troco 2 curvas depois levando seu adversário quase ficando pra fora da pista. Nessa briga quem se aproveitou foi Iannone, Que chegou a pular para a ponta, Mas Dovizioso e Marquez acabaram na reta oposta voltando aos 2 primeiros lugares.

Na entrada da antepenúltima volta, Marquez passou  para a liderança, Dovizioso tentou um contra-ataque, Mas o Espanhol segurou a liderança e depois ganhou uma pequena vantagem para garantir a vitória. Depois de 3 provas seguidas em 2ºlugar, Marquez conquista a 6ªvitória em 2018 e abre 72 pontos de frente para Andrea Dovizioso, Que chegou em 2ºlugar. Com os resultados a 5 provas do final, Marquez se ficar em 4ºlugar em todas as provas ele garante o pentacampeonato.

O pódio ficou com o Italiano Andrea Iannone. Foi uma grande corrida tanto dele como de Alex Rins que chegou ao 4ºlugar. A Suzuki deu uma moto muito bem acertada para Aragón. Iannone levou seu terceiro pódio de 2018. Dani Pedrosa realizou sua penúltima prova na Espanha de sua carreira e fez uma boa corrida, Terminando em 5ºlugar. A frente de Aleix Espargaró. O piloto da Aprilla fez sua melhor prova em 2018 e levou a moto da equipe Gresini ao 6ºlugar. Danilo Petrucci ficou longe dos pilotos da Ducati oficial, Acabou em 7ºlugar numa prova burocrática.

Valentino Rossi tirou leite de pedra de uma moto ruim. A Yamaha precisa definitivamente esquecer a temporada 2018, Com 23 provas sem vitória a fábrica Japonesa chega a seu maior jejum de vitórias no Mundial de Motovelocidade. (Última vitória foi com Valentino Rossi no GP da Holanda de 2017) Jack Miller chegou em 9ºlugar com a moto de 2017 da Ducati e completando os 10 primeiros colocados chegou o Espanhol Marevick Viñales. Mais uma vez o piloto Espanhol não acertou sua largada e fez um começo lamentável, Reagindo no final. Porém, Acabou sendo mais uma corrida para se esquecer (Como é um ano para se esquecer para Viñales).

Franco Morbidelli da Marc VDS superou Takaagi Nakagami por 932 milésimos e acabou em 11ºlugar. Os dois pilotos são os melhores novatos da Temporada. Bradley Smith representou bem a KTM, Marcando mais 3 pontos para a equipe Austriaca.

A se lamentar o desempenho de Zarco, A Tech 3 esta sendo totalmente sabotada pela Yamaha, O 14ºlugar do piloto Francês e o 18º do Hafizh Syarhin mostra que a Yamaha de 2016 esta completamente superada. Karel Abraham completou a zona de pontuação.

Depois do piloto Tcheco vieram: Scott Redding, Thomas Luthi (14 corridas sem pontuar, uma decepção total em relação ao piloto suíço), Hafizh Syarhin, Xavier Simeon e Jordi Torres. Daqui a 2 semanas teremos a estreia da Tailândia do Mundial de Motovelocidade. Com 72 pontos a frente, Marquez esta mais próximo do pentacampeonato.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de largada – Mundial de Motovelocidade
GP de Aragón – Moto GP

Pos Piloto Equipe Equipe Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 41’55.949
2 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 0.648
3 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 1.259
4 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 2.638
5 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 5.274
6 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 9.396
7 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 14.285
8 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 15.199
9 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 16.375
10 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 22.457
11 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 27.025
12 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 27.957
13 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 28.821
14 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 32.345
15 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 37.639
16 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 39.585
17 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 40.763
18 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 56.296
19 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 58.981
20 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati a 59.513
35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 19 Voltas
19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 22 Voltas
99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 23 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: MotoGP

Marc Marquez leva pela 6ªVez em Seu quintal em Austin e Fica a 1 ponto da liderança do campeonato

Apesar das criticas sofridas e da punição de 3 posições no Grid de largada por ter prejudicado uma volta rápida de Viñales no Sábado, O Espanhol Marc Marquez confirmou o favoritismo e conquistou pela 6ªvez o GP dos Estados Unidos em Austin, No Texas. Com muita tranquilidade em seu quintal de casa.

Foi muito importante à largada que ele fez, Ao sair do 4ºlugar, A Formiga Atômica pulou de 4º para o 2º. Andrea Iannone largou em 3ºlugar e assumiu a liderança. E antes mesmo de completar a primeira volta, Marquez ultrapassou o piloto da Suzuki e assumiu a liderança, E Mesmo com todo o esforço de Iannone, Ninguém conseguiu ser páreo a Velocidade do piloto Espanhol. Enquanto ele abria diferença para Iannone que vinha em um bom ritmo de prova, Os pilotos da Yamaha vinham muito bem em 3º com Marevick Viñales e em 4º com Valentino Rossi que ultrapassou a Zarco e a Crutchlow que acabaram ficando para trás.

Zarco, Crutchlow, Dovizioso e Pedrosa vinham mais atrás, Disputando o 5ºlugar com Lorenzo e Rins brigando pelo 10ºlugar. Era nítida a Dificuldade da Ducati em Austin, Andrea Dovizioso era o melhor piloto da fábrica italiana em 7ºlugar com Crutchlow em 6º que era o piloto com o melhor equipamento na pista.

Viñales e Rossi partiram para cima de Iannone. Primeiro o Espanhol conseguiu na 6ªVolta a ultrapassagem para assumir o 2ºlugar. Rossi vinha atrás para também realizar a ultrapassagem sobre Iannone.

Na disputa pelo 5ºlugar, Crutchlow vinha com melhor moto do que Zarco e Dovi, Mas vinha afobado para conseguir logo essas ultrapassagens. Em duas oportunidades ele consegue passa Zarco, Mas acaba freando muito em cima da curva, perde a tomada e perde a posição para Dovizioso. E a afobação e até excesso de empolgação por liderar o campeonato terminou por leva o Britânico da LCR ao Chão. Ele ainda volta a prova, Mas longe dos pontos na última posição.

Jorge Lorenzo continua com seu calvário na Ducati, Ele perdeu a posição para Alex Rins e vinha ficando para Rabat e Miller que disputavam a 10ªposição. O Espanhol ainda levou alguma sorte por causa da queda de Rins (Que por sinal, sua moto ficou em ponto bem perigoso do Circuito) E recuperou o 8ºlugar. Porém Rabat, Miller e Aleix Espargaró com a Aprilla já vinham encostados no tricampeão do Mundo.

Marquez lá na frente vinha abrindo, abrindo e abrindo mais e mais vantagem para Viñales que tentava ainda diminuir a sua diferença. O piloto da Yamaha vinha com vantagem segura para Iannone que vinha tranquilo em 3º, Com uma diferença boa para Valentino Rossi que ficava mais longe de brigar pelo pódio.

Apesar de toda a luta do de Lorenzo, A ultrapassagem acabou acontecendo na volta 16 quando ele tomou do Rabat e depois desconcentado acabou perdendo posição para Miller e Aleix Espargaró caindo para o 11ºlugar.

Na mesma equipe oficial da Ducati, Dovizioso lutou, batalhou com a falta de rendimento de sua moto, Partiu para cima de Zarco, Já com os pneus mais desgastados do que os pneus de Dovi, Que acabou suando para conquistar a 5ªposição. A 4 voltas e meia do final. Essa ultrapassagem dava a Dovi a liderança do campeonato.

Marc Marquez, Sem qualquer polêmica e respondendo as criticas de forma impecável , Vence a primeira no ano e pela 6ªvez seguida em Austin. O piloto da Honda tem 100% das vitórias disputadas na MotoGP no Circuito das Américas (Assim como em Saschering a pista parece casar com o estilo de pilotagem da Formiga atômica.

Marevick Viñales conquistou o primeiro pódio do ano com o segundo lugar, A Yamaha se comportou bem em Austin, Porém não conseguiu colocar duas motos no pódio. Andrea Iannone com a Suzuki conseguiu o 3ºlugar, chegando bem a frente de Valentino Rossi que perdeu rendimento no final da prova e ficou em 4ºlugar. um pouco menos de 4 segundos de frente para Andrea Dovizioso.

Com o seu resultado, Dovi é o líder do campeonato, 1 ponto a frente de Marquez e 4 a frente de Viñales. Para uma Ducati que vinha bem mal em Austin até que ele sai no lucro para a fase europeia. Johann Zarco com a Yamaha Chassis 2016 da Tech 3 ficou em 6ºlugar, 661 milésimos atrás. Dani Pedrosa em uma corrida heroica, Superando as dores pela cirurgia um pulso direito, levou sua Honda Repsol para o Respeitável 7ºlugar.

 

Tito Rabat de novo é uma das boas surpresas da prova, Após dois anos ruins na Marc VDS parece que o Campeão de 2015 da Moto 2 se encontrou com a Ducati de 2017, Após dura batalha com Jack Miller (Que também fez bela corrida) acabou levando a melhor o piloto da Avintia no 8ºlugar. Completou os 10 primeiros colocados Aleix Espargaró com a Aprilla, que alcança o melhor resultado do ano.

Jorge Lorenzo em mais um dia triste, Acabou em 11ºlugar e só não foi mais para trás porque não tínhamos outros pilotos em melhor forma (Por adaptação as motos novas ou mal desempenho, motos melhores ou pilotos que abandonaram a prova. Danilo Petrucci decepcionou mais uma vez, Com a Ducati do ano ele fica em 12ºlugar, bem longe do desempenho de Jack Miller.

Fechando a zona de pontuação: Pol Espargaró, Takaaki Nakagami que vem evoluindo prova a prova e Alvaro Bautista que salvou um ponto para a equipe de Aspar Martinez. A Marc VDS teve um dia também trágico: Luthi em 18º e Morbidelli em 21º.

Daqui a 2 semana teremos a 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade. Em Jerez, a fase europeia ira começar na Temporada 2018 da MotoGP. Com um grande número de pilotos com condições de buscar a liderança do campeonato.

Resultado Final do GP dos Estados Unidos
Moto GP – Mundial de Motovelocidade

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 41’52.002
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 3.560
3 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 6.704
4 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 9.587
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 13.570
6 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 14.231
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 18.201
8 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 28.537
9 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 28.671
10 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 28.875
11 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 31.355
12 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 34.993
13 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 37.264
14 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 39.335
15 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 40.887
16 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 48.475
17 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 49.995
18 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 51.115
19 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 59.055
20 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 59.747
21 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 1’00.513
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 10 Voltas
55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 12 Voltas
17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 12 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP