Marquez tem muito trabalho, Mas conquista a 9ªpole seguida em Sachsenring

Desde de 2010, A Formiga Atômica estava invicto no circuito de Sachsering. No dia de hoje essa invencibilidade de 8 anos poderia ir por terra até que na volta final, Marquez conquistou a pole position que estava nas mãos do Italiano Danilo Petrucci.

No Q1, Andrea Dovizioso teve mais dificuldades do que se imaginaria para levar a Classificação para o Q2. No Começo de treino Zarco começou bem com Aleix Espargaró, Pol Espargaró e Esteve Rabat.

Dovizioso marcou o segundo tempo, Com Aleix Espargaró na Liderança com sua Aprilla. Logo atrás do vice-campeão de 2017 vinha Takaaki Nakagami em ótima fase e Johann Zarco em má fase com a Yamaha chassi 2016 da Tech 3.

A Vaga de Dovizioso só foi confirmado a 2 minutos e 10 segundos do final, O piloto da Ducati marcou 1:20.751 e ficou de forma definitiva com o primeiro lugar. Nakagami segundos antes Marcou 1:20.963 e levou a segunda vaga para o Q3.

Aleix Espargaró ficou a 9 Milésimos de levar a Aprilla para a Classificação. Vai largar em 19º Porque foi punido por ter atrapalhado uma volta rápida de Marc Marquez no treinos Livres, Johann Zarco em um treino decepcionante vai largar em 13ºlugar com a melhor Tech 3 Yamaha 2016 do Grid, Já que o Malaio Hafizh Sharyin vai largar em 15º. Na frente dele larga Bradley Smith com sua KTM em boa 14ªposição, Duas posições a frente de Pol Espargaró, Seu companheiro de equipe.

A Nota positiva fica para Stefan Bradl que superou Thomas Luthi, Tendo que substituir Franco Morbidelli que decidiu não correr por não achar que tenha condições de disputar a prova após a primeiro treino livre.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’20.751
2 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’20.963
3 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’21.059
4 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’21.183
5 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’21.242
6 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’21.287
7 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’21.460
8 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’21.546
9 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’20.972
10 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’21.749
11 6 Stefan Bradl EG 0,0 Marc VDS Honda 1’21.802
12 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’22.012
13 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’22.159
14 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’22.709

No Q2, Todos iriam querer tirar Marquez da pole position que ele ocupa na MotoGP desde de 2013. Lorenzo em ótima fase, Marca o melhor tempo com 1:20.443 contra 1:20.866 de Viñales e 1:20.953 de Marc Marquez com 4 minutos de Q2.

O piloto da Honda foi para uma nova volta assim como Marevick Viñales com sua Yamaha. O Rei de Sachsenring acabou ficando a 1 décimo de Lorenzo e marcou o 2ºtempo. Acabou Viñales a 9 minutos e 50 do final passando a liderança. A Yamaha que não vence corridas desde do GP da Holanda de 2017. Na metade da Classificação: Viçnales, Lorenzo e Marquez estariam fazendo a primeira fila com Crutchlow, Rins e Dovizioso na segunda fila.

Marquez foi para a pista tentar melhorar esse tempo, Acabou a 6 minutos para o final melhorando para 1:20.530, Depois disso ele vai para os boxes. Algo estava errado com sua moto ou então não tinha mais nada a tirar da sua Honda.

Enquanto Marquez acertava sua moto, Os seus adversários vinham forte para buscar a pole. Lorenzo foi para a volta disposto a ganhar a liderança. O Gladiador do Asfalto marcou 1:20.327, A pole seria dele se não fosse o Intruso da Pramac, Danilo Petrucci com 1:20.295 era pole naquele momento do treino. Viñales não conseguiu melhorar seu tempo.

Faltando segundos para o final, Petrucci estava próximo de quebrar a sequência do Marquez. Principalmente com a volta de 1:20.309 do piloto da Honda a 50 segundos para o final. Marquez foi para a sua última tentativa e foi nessa última tentativa que acabou dando certo, Com 1:20.270 na última volta deu a Marquez a 9ªpole seguida na Alemanha.

O piloto da Honda partirá para sua 9ªVitória seguida em Solo Alemão na pole position, Com Danilo Petrucci que ficou a 25 milésimos da primeira pole da carreira e de Jorge Lorenzo que vai querer a 3ªvitória nas últimas 4 corridas.

Na Segunda fila, Largam Marevick Viñales que chegou a ter a pole position nas mãos, Andrea Dovizioso que costuma largar dessa posição mesmo, vindo do Q1 para a segunda fila e Valentino Rossi fazendo o sanduiche da Yamaha com Dovi como presunto. Na terceira fila largam Cal Crutchlow da LCR Honda, Andrea Iannone que esta virando um leão de Treino Livre (Por voar nos treinos livres e na hora do vamos ver não mostra o mesmo desempenho) e Alvaro Bautista com um belíssimo 9ºlugar com sua Ducati 2017 da Angel Nieto.

Completam os 12 primeiros colocados. Dani Pedrosa com a Honda Repsol, Alex Rins que deixou a desejar após um segundo lugar na prova de Assen e fechando os 12 primeiros o Japonês Takaagi Nakagami com a segunda moto da LCR Honda.

Amanhã, as 9 da manhã teremos a última prova antes das Férias, Veremos se Marquez vai para a 9ªVitória seguida ou teremos um piloto que quebre a sequência da Formiga Atômica e lhe tire o Reinado em Sachsenring? A Resposta será dada após a corrida.

fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Alemanha
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’20.270
2 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’20.295
3 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’20.327
4 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’20.441
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’20.444
6 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’20.532
7 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’20.675
8 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’20.682
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’20.700
10 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’20.831
11 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’20.847
12 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’20.938
13 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’21.059
14 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’21.183
15 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’21.242
16 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’21.287
17 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’21.460
18 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’21.546
19 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’20.972
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’21.749
21 6 Stefan Bradl EG 0,0 Marc VDS Honda 1’21.802
22 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’22.012
23 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’22.159
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’22.709

Aleix Espargaró perdeu 6 posições no grid de largada por ter Bloqueado Marc Marquez no FP3.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Marc Marquez conquista vitória em Assen e garante a liderança do Mundial para as Férias

Moto GP

Resultado dos Três Treinos Livres:

pos Piloto Equipe Motor FP1 FP2 FP3
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’34.227 1’34.041 1’33.341
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’34.404 1’33.378 1’33.342
3 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’34.898 1’33.812 1’33.347
4 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’34.513 1’33.779 1’33.388
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’34.684 1’33.499 1’33.403
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’35.037 1’33.764 1’33.986
7 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’34.811 1’33.870 1’33.787
8 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’35.289 1’34.318 1’33.825
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’35.096 1’34.484 1’33.848
10 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’34.637 1’33.859 1’33.872
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’35.376 1’34.822 1’33.915
12 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’35.146 1’34.133 1’33.939
13 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’34.548 1’34.535 1’33.968
14 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’35.245 1’34.047 1’34.202
15 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’35.182 1’34.167 1’34.073
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’35.102 1’34.576 1’34.151
17 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’35.838 1’34.246 1’35.576
18 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’35.669 1’34.522 1’35.215
19 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’35.271 1’34.700 1’34.624
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’35.935 1’34.970 1’34.637
21 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’35.955 1’34.855 1’34.722
22 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’34.820 1’35.287 1’34.988
23 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’36.471 1’36.129 1’35.828
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’36.955 1’36.157 1’35.927

Os 10 Classificados para o Q2 automaticamente

pos Piloto Equipe Motor Tempo Treino Livre
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’33.341 FP3
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’33.342 FP3
3 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’33.347 FP3
4 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’33.388 FP3
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’33.403 FP3
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’33.764 FP2
7 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’33.787 FP3
8 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.825 FP3
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’33.848 FP3
10 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’33.859 FP2

Repescagem

pos Piloto Equipe Motor Tempo Treino Livre
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’33.915 FP3
12 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.939 FP3
13 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’33.968 FP3
14 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’34.047 FP2
15 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’34.073 FP3
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’34.151 FP3
17 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’34.246 FP2
18 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’34.522 FP2
19 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.624 FP3
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’34.637 FP3
21 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’34.722 FP3
22 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’34.820 FP1
23 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’35.828 FP3
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’35.927 FP3

Os Favoritos para a Repescagem para o Q2 eram Johann Zarco, Alex Rins e Dani Pedrosa teoricamente. Brigando por fora, O Australiano Jack Miller e o Japonês Takaaki Nakagami com a LCR Honda. A Lamentar a não participação de Franco Morbidelli que sofreu um acidente no 3ºTreino Livre e acabou diagnosticado com uma “pequena fratura” em seu terceiro metacarpo na mão esquerda. Isso impossibilitou a sua participação em Assen.

Os primeiros pilotos que saíram e marcaram tempos foram Bradley Smith, Takaaki Nakagami e Pol Espargaró. Alex Rins com sua Suzuki aos 4 minutos e 10 segundos de treino, assumiu a liderança com 1:34.130. Miller vinha em 2º, Zarco em 3º e Rabat em 4º como um candidato a surpresa para o Q2.

Na sua segunda volta, O Japonês Takaagi Nakagami mostra suas cartas e toma a segunda posição com 1:34.194, Mas isso não durou muito. Rins marcou 1:42.082 e logo em seguida Miller superou o Espanhol e assumiu a liderança.

Ao final da primeira parte do Q1 estava Classificando Jack Miller e Alex Rins. Johann Zarco, Takaaki Nakagami, Esteva Rabat, Dani Pedrosa que largaria em 16ºlugar. Realmente muito mal o piloto da Honda Repsol.

Na Parte final do Q1 Tudo isso mudou, O Malaio Hafizh Syarhin chegou a ficar com o melhor tempo, Porém a glória do piloto da Tech 3 não durou muito. Rins e Nakagami acabaram melhorando seu tempo. Zarco não conseguia melhorar seu tempo, Até que na sua última volta ele consegue tomar a ponta e levar a tech 3 para o Q2.

O Espanhol Alex Rins acabou ficando com a segunda vaga, O Japonês Takaaki Nakagami fica de fora do Q2, apesar do bom treino que ele fez. Esteve Rabat ficou bem colocado no Grid de largada com o 14ºlugar seguido de Sharyin, Miller, Redding e Dani Pedrosa que só larga em 18ºlugar. O Espanhol esta muito longe dos dias de Glória na MotoGP.

Classificação do Q1:

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.578
2 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’33.600
3 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’33.625
4 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’33.666
5 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.666
6 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’33.672
7 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.995
8 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’34.125
9 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’34.145
10 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.149
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.268
12 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’35.192
13 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’35.646

Classificação no Q2, Começou com Lorenzo fazendo o melhor tempo (11 minutos e 50 segundos para o final), Com 1:33.600 contra 1:33.745 de Johann Zarco, Marcado 40 segundos depois que o piloto da Ducati fez essa marca.

A 10 minutos do final, Marquez marcou o melhor tempo, Com 1:33.593. Porém, O treino estava longe de acabar. Danilo Petrucci com a Pramac com 1:33.530, Johann Zarco com 1:33.539 e a 9 minutos e 43 segundos do final do Q2, Alex Rins marcou 1:33.499. A Suzuki estava ficando com a Pole position.

Dai, Marc Marquez em mais uma volta rápida, Um tempo de 1:33.330. Voltou a ter a pole position nas mãos deles. Na metade da Disputa: Marquez, Rins e Petrucci formavam a primeira fila. Com Zarco, Viñales e Lorenzo. Depois vinham Crutchlow, Dovizioso, Rossi, Aleix Espargaró, Iannone e Alvaro Bautista. (Que foi uma surpresa esta no Q2 de forma direta) A Diferença entre Marquez que estava na pole position para o 8ºlugar era de apenas 385 milésimos.

Nos últimos minutos, Lorenzo e Iannone foram para a pista melhorarem seus tempos. A 2 minutos e 25 segundos, O piloto da Ducati passa a liderança com 1:33.167 e o piloto da Suzuki com 1:33.318, Assumindo os 2 primeiros lugares. Só que Marquez na sua última volta, Destroçou todo mundo e marcou 1:32.791. Para ficar definitivamente com a Pole position.

O inglês a Serviço da sua Majestade Cal Crutchlow larga em 2º com 1:32.984, Levando a LCR Honda para a primeira fila. Completando a primeira fila, O bom e velho Valentino Rossi de 39 anos com 1:32.850.

Disposto a reagir e mandar a má fase para longe, Andrea Dovizioso abre a segunda fila com Alex Rins com a Suzuki e Marevick Viñales com a Yamaha na segunda fila. Aleix Espargaró leva a Aprilla a uma impressionante 7ªposição. (Ele já foi pole position em 2014 em Assen) com Zarco e Iannone na 3ªfila.

Jorge Lorenzo que estava a 2 minutos de conquistar a pole, acabou sendo renegado para o 10ºlugar. Abrindo a quarta fila que vai ter Danilo Petrucci e Alvaro Bautista.

Grid de largada da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Holanda – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’32.791
2 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’32.832
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’32.850
4 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’32.870
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’32.933
6 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’32.984
7 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.029
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.072
9 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’33.120
10 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’33.167
11 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’33.292
12 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’34.015
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’33.625
14 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’33.666
15 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’33.666
16 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’33.672
17 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.995
18 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’34.125
19 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’34.145
20 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.149
21 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’34.268
22 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’35.192
23 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’35.646

Na largada, Marquez manteve a liderança, Mas quem chamou a atenção foi Jorge Lorenzo que largou do 10º para nas primeiras curvas já de cara assumir a segunda posição. O Gladiador do Asfalto na sua melhor fase na Ducati Foi para cima de Marc Marquez e assumiu a liderança na curva 11. Incrível a 1ªvolta de Lorenzo. Marquez que ainda tentou dar o troco em Lorenzo que se segurou na liderança.

Valentino Rossi vinha em terceiro, Com Dovizioso em 4º, Crutchlow em 5º. Já Dani Pedrosa vinha em uma lamentável 19ªposição.

Marc Marquez volta a liderança no final da 2ªvolta, Mas a disputa estava longe de acabar. Alex Rins fez a melhor volta da prova estava no primeiro pelotão, Em 6ºlugar com sua Suzuki. Na Volta seguinte, Rins passou Crutchlow passando a 5ªposição. Na mesma volta, Lorenzo recupera a liderança passando a Formiga Atômica que perderia a segunda posição para Rossi. Era sem dúvida um momento ruim que Marquez vivia na prova.

 

Andrea Dovizioso começava a aparecer na prova, Travando um duelo pelo terceiro lugar com o líder do campeonato. Relembrando os velhos tempos, Valentino Rossi partiu para a pressão em cima de Lorenzo. O outro piloto Principal da Yamaha, Marevick Viñales faz a melhor volta da prova.

Marquez que vivia um momento ruim da prova, Se recupera e retorna ao segundo lugar, Passando O Doutor, Andrea Dovizioso foi de carona e jogou Rossi para o 4ºlugar. São 8 pilotos que estavam praticamente juntos no Primeiro Bloco da prova. Além de Lorenzo, Marquez, Dovizioso e Rossi tínhamos Rins, Viñales, Crutchlow e Zarco.

Dovizioso vai para cima de Marquez. A dobradinha da Ducati era uma realidade em Assen. Enquanto isso, Rins ultrapassa Rossi, Tomando a 4ªposição. E Logo depois, O piloto da Suzuki não tomou conhecimento de Andrea Dovizioso. Ele detonou o 3ºlugar do vice-campeão de 2017. Esse quadro não duraria muito mais que 1 volta. Dovizioso recuperou o 3ºlugar a superar Rins. Enquanto que Rossi sofria a pressão em cima de Viñales.

Na 11ªVolta, Rins e Rossi ultrapassaram Dovi que caia para o 5º, Era o momento ruim do Italiano na prova. Como também era para Takaagi Nakagami que já não vinha em uma boa corrida e acabou vazando a Chicane. Resultado disso foi uma punição de 1.5 segundo acrescentados para o final da prova.

Na Volta seguinte, Rins força a barra pra cima de Marquez que quase perde o equilíbrio da moto , Acabou se Segurando e evitando a queda. Mas perdeu posição para Rins e Dovizioso. Nessa história toda era Lorenzo que estava gostando muito. Ele vinha na frente sem ser muito ameaçado de forma incisiva.

Dovizioso e Marquez superaram Rins logo depois e foram a caça de Lorenzo. A 12 voltas do final, O Estrategista deu o bote em cima do seu companheiro de equipe passando a liderança. Parecia que os pneus do Piloto Espanhol começava a dar sinais de que tinha acabado. Porém, Lorenzo continuava a tocar no mesmo ritmo de Dovi e de Marques. Tanto é que ele abriam uma distância para Viñales que vinha em 4º após superar Alex Rins. Na volta seguinte, Marquez tomava o segundo lugar ultrapassando Lorenzo, Que parecia estar se retirando da briga pelo desgaste dos pneus.

Porém, Lorenzo ainda tinha bala para Gastar. Passando Marc Marquez (Que ainda tentou revidar a ultrapassagem, Sem Sucesso) E foi para cima de Dovizioso com tudo para ganhar a liderança a 9 voltas do final.

Mas em poucas curvas, Lorenzo foi engolido pelo Dovizioso, Marquez e Viñales caindo para o 4ºlugar. Na Curva seguinte, Viñales ultrapassa Marquez e ganha o segundo lugar e depois passou Dovizioso assumindo a liderança pela primeira vez, como Marquez tomando o segundo lugar do piloto da Ducati.

Na Volta seguinte, Marc Marquez ultrapassa Marevick Viñales para assumir a liderança. O Piloto da Yamaha não desistiu e foi para a pressão em cima do piloto da Honda, Buscando a primeira vitória da fábrica em 2018.

Porém, Precisava ficar de olho no Dovizioso e no Rossi. No final da volta 21, Marquez e Viñales acabaram perdendo a curva, Dovi e Rossi se aproveitaram e passaram a frente.

Rossi queria a vitória e partiu para a briga em cima do Dovizioso, Chegando a passar para a liderança por alguns segundos. Na Volta 23, Marquez em uma grande manobra acabou passando ambos e retornando a liderança. A três voltas do final, Marquez começou a abrir vantagem. Dovizioso era pressionado pelo Rossi em busca do 2ºlugar.

Na Chicane, Rossi passou Dovizioso. O Italiano com a Ducati foi pra cima do Velho de 39 anos que acabou saindo da curva. Mas não foi Dovi que ficou com o 2ºlugar. Ele perdeu posição para Viñales e Rins caindo para o 4ºlugar, Rossi caiu para o 5ºlugar.

Na volta final, Rins foi para cima de Viñales que se segurou na segunda posição até a curva 15 quando o Piloto da Suzuki ganhou o segundo lugar. Ao final da prova Rossi passou Dovizioso que deu o troco na última perna da Chicane, A metros da linha de chegada.

Marquez conquistou sua 4ªvitória em 2018, após 2 provas sem vencer e ver Jorge Lorenzo com a Ducati crescer no campeonato. Uma grande vitória do Piloto Espanhol que sai de Assen com 41 pontos a frente do vice-líder do Campeonato.

Alex Rins com a Suzuki conquista o 2ºlugar em uma bela corrida, O pódio foi completado por Marevick Viñales, Que acabou fechando o pódio todo espanhol com sua Yamaha.

Andrea Dovizioso que poderia ter vencido a prova, Teve uma grande atuação ficando em 4ºlugar, Igualmente o que aconteceu com Valentino Rossi que tem nesse circuito o seu ápice de desempenhos nos últimos anos.

Cal Crutchlow acabou ficando a frente de Jorge Lorenzo em 6ºlugar. Depois de 2 importantes vitórias, Dessa vez o Gladiador do Asfalto ficou muito longe de um bom resultado. Johann Zarco com a Tech 3 de 2016 (Que começa a dar claros sinais de que esta ultrapassada) Acabou em 8ºlugar. Completando os 10 primeiros lugares: O Excelente Álvaro Bautista com a Ducati de 2017 da equipe de Angel Nieto em 9ºlugar e Andrea Iannone que decepcionou com o 10ºlugar.

Jack Miller com a Pramac que sobrou, Os irmãos Espargaró (Pol em 12º e Aleix em 13º), Scott Redding mostrando algum resultado com a Aprilla e Fechando de forma melancólica esse final de semana o Espanhol Dani Pedrosa, Com uma Honda de 2018 da equipe Principal ter feito apenas 1 ponto. Não só isso como ter um final de semana tão horrível como esse.

Nesse final de semana teremos o GP da Alemanha, No Circuito de Sachsenring na Alemanha. No dia da final da Copa do Mundo. Marquez já esta com a liderança do campeonato garantido para as férias. Mas a disputa vai ser para ser “Quem vai derrotar Marc Marquez no circuito Alemão?” O Espanhol desde de 2010 ele não sabe outro resultado a não ser a vitória.

Resultado Final da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Holanda – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 41’13.863
2 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 2.269
3 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 2.308
4 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 2.422
5 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 2.963
6 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 3.876
7 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 4.462
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 7.001
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 7.541
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 13.056
11 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 14.255
12 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 15.876
13 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 15.986
14 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 16.019
15 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 16.043
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 16.416
17 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 29.073
18 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 33.824
19 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 34.037
20 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 47.853
9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 9 Voltas
10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 9 Voltas
17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 15 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Após 1 ano e meio, Lorenzo Finalmente conquista sua primeira vitória pela Ducati

Depois de tanto tempo e de tantas tentativas, Finalmente o Espanhol Jorge Lorenzo que foi contratado a peso de ouro pela Ducati e que passou em branco em 2017. Conseguiu a sua primeira vitória. Após uma corridaça do Gladiador do Asfalto que levou de ponta a ponta.

Na largada, Lorenzo manteve a liderança, Com Rossi em 2º e Marquez passando Petrucci na marra. No que fez o Italiano da Pramac sair da trajetória da pista na segunda curva, Aonde aconteceu o acidente com Dani Pedrosa e com Takaagi Nakagami que acabaram caindo. O Japonês voltou a prova, Mas já muito atrás.

Na primeiras duas voltas tivemos 5 pilotos deixando a prova. Além de Pedrosa e Nakagami acabaram caindo Karel Abraham, Jack Miller e Thomas Luthi.

Marquez foi para cima de Valentino Rossi e acabou levando a segunda posições na 3ªVolta, Com os pneus duros assim como na França ele apostava em ter um melhor desempenho na parte final de prova. Até que na 5ªVolta, Marquez tentou salvar a queda no final do 2ºterco de pista e acabou caindo. Mesmo voltando a prova ele estava já sem possibilidades de um bom resultado.

Ao mesmo tempo que Marquez caiu, Quem crescia na prova era Dovizioso que estava em 4ºlugar. Na 7ªVolta o piloto da Ducati passou Andrea Iannone já entrando no pódio. Na volta seguinte, O Vencedor do ano passado em Mugello deixou para trás o doutor e formou a dobradinha da Ducati. Com os pneus mais duros para o piloto Italiano a prova se encaminhava para Dovi em relação ao Lorenzo que vinha com pneus mais macios.

Rossi começou a perder posições, Andrea Iannone foi para cima do piloto da Yamaha e voltou para o 3ºlugar com sua Suzuki, Voltas depois Rossi vinha sido pressionado pelo Danilo Petrucci com a sua Pramac preta e amarela. (Em uma parceria com a Lamborghini)

No começo da 12ªVolta, em uma linda manobra Danilo Petrucci passava Iannone e Rossi ao mesmo tempo e assumia o 3ºlugar em uma grande corrida de recuperação. O piloto da Movistar Yamaha levou a pior e caiu para o 5ºlugar. Pior estava Marevick Viñales estava em 8ºlugar, Pressionado pelo Álvaro Bautista que vinha fazendo uma belíssima corrida.

Dovizioso vinha na perseguição em cima de Lorenzo, A tendência era ver o Espanhol começar a perder rendimento para o piloto Italiano.

Porém aconteceu exatamente ao contraio da lógica. Com 54ºGraus de temperatura no Asfalto, E com o Decorrer das voltas, Lorenzo continuava rápido enquanto Dovizioso começava a ficar mais atrás a cada volta.

Já Petrucci que chegou a abrir uma pequena vantagem para Rossi, Iannone, Rins e Crutchlow começou a ser pressionado por todos eles na parte final de prova. Provavelmente pelo enorme desgaste de seus pneus. A 4 Voltas do final, Valentino Rossi reassume o 3ºlugar, O piloto da Pramac foi engolido por Iannone, Rins e Crutchlow caindo para o 7ºlugar.

Nas voltas finais, Andrea Iannone tentou por duas vezes passar Rossi. Mas sempre que ele conseguia fazer isso na curva 1 acabava passando do traçado, O Velho italiano conseguiu voltar a posição. Nas últimas voltas, Alex Rins ainda tentou tomar posição do Iannone.

Jorge Lorenzo na reta final de prova disparou na liderança e acabou com mais de 6 segundos de diferença para Andrea Dovizioso conquistando a vitória que ele vinha perseguindo a 24 corridas na Ducati. Foi sua primeira vitória pela fábrica Italiana. Depois da prova ele cravou a sua bandeira na brita do circuito italiano, Ao voltar aos boxes ele estava visivelmente emocionado com sua conquista.

Andrea Dovizioso após 2 quedas, voltou ao pódio com o 2ºlugar que ele teve de segurar na parte final. Valentino Rossi conseguiu tirar 2 segundos da vantagem para o piloto da Ducati que chegou 2 décimos a frente dele.  O piloto da Yamaha com seus 39 anos fechou o pódio e agora esta a 23 pontos atrás de Marc Marquez, Na vice-liderança do Mundial de Pilotos.

Andrea Iannone e Alex Rins com a Suzuki fizeram um bom papel e conquistaram o 4º e 5ºlugares separados por 22 milésimos a favor do Italiano.

Cal Crutchlow em corrida discreta, Porém levou bem a melhor Honda da prova até o 6ºlugar. Um final de semana bem fraco da toda poderosa após 4 vitórias seguidas. (Com o próprio Crutchlow na Argentina e com as 3 vitórias de Marquez: EUA, Espanha e França)

Apesar do 7ºlugar, Danilo Petrucci fez uma bela corrida de recuperação após ser empurrado pelo Marquez na 2ªcurva e isso teve consequências com o seu final de prova. Já que ele precisou desgastar muito mais os pneus para subir na classificação. Marevick Viñales foi apagado, Com uma largada ruim acabou fazendo corrida ruim ficando em 8ºlugar, Sendo pressionado pela Ducati de 2017 do Espanhol Álvaro Bautista que ficou em 9ºlugar em um dia bom para o experiente piloto da Angel Nieto. (Aspar Martinez)

Johann Zarco fez uma corrida bem fraca ficando em 10ºlugar após em nenhum momento ter se destacado minimamente na prova. Pol Espargaró foi o 11ºlugar com a KTM. Seguido pelo Malaio Hafizh Syarhin, Esteve Rabat, Bradley Smith e Franco Morbidelli que completaram a zona de pontuação.

Marc Marquez acabou em 16ºlugar, Sem pontuar o campeonato volta a ficar em aberto. A próxima corrida será no Circuito da Catalunha, a 7ªEtapa do campeonato e a 2ª em Solo espanhol.

Resultado final da 6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
MotoGP – GP da Itália – Mugello

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 41’43.230
2 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 6.370
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 6.629
4 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 7.885
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 7.907
6 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 9.120
7 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 10.898
8 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 11.060
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 11.154
10 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 17.644
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 20.256
12 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 22.435
13 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 22.464
14 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 22.495
15 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 26.644
16 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 39.311
17 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 1’01.211
18 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 5 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 4 Voltas
43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 22 Voltas
12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 22 Voltas
26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 23 Voltas
17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 23 Voltas
45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 23 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Valentino Rossi Conquista a pole em Mugello, superando favoritismo de Ducati e Iannone.

O velho Valentino Rossi, Com os seus 39 anos conquistou agora a pouco a pole position no circuito de Mugello na Itália. Superando o favoritismo da Ducati que teria vantagem com a grande reta e o circuito favorável a moto italiana.

Rossi superou Jorge Lorenzo, Marevick Viñales e o seu desafeto Marc Marquez que não conseguiu ir além da 6ªposição.

Q1:

O Favoritismo era de Marevick Viñales e de Dani Pedrosa, Mas o que se viu na pista foi um piloto da Honda completamente perdido o tempo todo. Vendo Marevick Viñales dominar o treino na primeira parte com Esteve Rabat com a Ducati de 2017 da Avintia seguindo o piloto da Yamaha, Em 2ºlugar.

Essa situação durou até os minutos finais. Jack Miller voou com sua Ducati da Pramac e tomou a liderança de Viñales. Na parte final do treino, Percebendo que era um problema a presença de Rabat atrás dele, antes da Volta final o Espanhol deixou Rabat ultrapassar. O piloto da Avintia não teve mais como ameaçar a classificação nem de Viñales e nem de Miller.Pedrosa? foi um vexame e vai largar apenas em 20ºlugar. Em nenhum momento ele conseguiu brigar pela vaga no Q2.

Hafish Syarhin fez um belo treino, Ficando com o 4ºlugar no Q1 e com o 14ºlugar. Destaque negativo para a Aprilla que não teve um bom dia. Aleix Espargaró ficou com o 21ºlugar no Grid de largada e Scott Redding ficou com o 23ºlugar.

Classificação do Q1:

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’46.771
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’46.806
3 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’46.908
4 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’47.188
5 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’47.335
6 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’47.708
7 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’47.818
8 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’47.868
9 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’47.989
10 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’48.065
11 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.286
12 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’48.532
13 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.744
14 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’48.794

No Q2, Marquez começou na frente com a Honda Repsol. Liderança que durou pouco tempo, Um pressionado Jorge Lorenzo passou para o primeiro lugar. O Espanhol tenta se manter na equipe para 2019, Embora seja a cada dia mais e mais insustentável a continuação dele na equipe italiana.

Marquez na sua segunda tentativa baixou seu tempo para 1:46.454 e voltou a ponta. Andrea Iannone que vinha sendo o melhor piloto do final de semana mostrou suas cartas no Q2. Com uma moto de ótima ciclística como é a Suzuki, Acabou superando a formiga Atômica e tomou a pole position provisória. Na metade do Treino, Iannone com Suzuki, Marquez com Honda, Lorenzo e Petrucci com Ducati e Rossi com Yamaha nas 5 primeiras posições. Dovizioso vinha em 7º.

Na tentativa final dos pilotos de ponta, Marc Marquez não conseguiu reverter seu histórico em Mugello, que não é Brilhante. Em nenhuma das duas voltas que ele deu acabou conseguido melhorar seu tempo.

Lorenzo e Rossi foram para as suas voltas rápidas. E ai, Rossi mostrou aos 39 anos que a sua vontade de vence parece não ter sumido. A volta de 1:46.208 superou a volta de Lorenzo que marcou 1:46.243. Os dois pilotos que duelaram por títulos em 2009 principalmente são os 2 pilotos que largam na primeira fila junto de Marevick Viñales que completa a primeira fila. Desalojando Andrea Iannone da fila de frente.

Rossi conquistou sua 66ªpole da sua carreira. Uma festa para os seus torcedores, que podem ter a esperança de ver seu ídolo vencendo de novo.

Andrea Iannone leva a Suzuki para o 4ºlugar, Algo a se comemorar ao se tratar de uma moto sem muita potência. Porém, não foi nada bom para dominou os treinos livres em Mugello.

Danilo Petrucci melhorou seu tempo no final e acabou em 5ºlugar. Jogando Marquez para o 6ºlugar no Grid de largada, Fechando a segunda fila. Andrea Dovizioso em busca da recuperação no campeonato larga em 7ºlugar. Seguido por Cal Crutchlow da LCR Honda, e por Johann Zarco que hoje acabou decepcionando.

Na Quarta fila, Vão largar Alex Rins com Suzuki, Jack Miller com a Pramac Ducati de 2017 e Franco Morbidelli com a Marc VDS, Equipe em plena crise e podendo até mesmo deixar a Categoria Principal do Mundial de Motovelocidade.

Amanhã, As 9 da manhã teremos a largada da 6ªEtapa do Mundial de motovelocidade, No circuito de Mugello, na Itália. Pelo que se viu, É a chance dos adversários tirarem pontos do Marquez na classificação geral do campeonato.

Grid de largada – 6ªEtapa do Mundial de motovelocidade
Mugello – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’46.208
2 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’46.243
3 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’46.304
4 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’46.347
5 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’46.445
6 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’46.454
7 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’46.500
8 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’46.813
9 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’46.830
10 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’46.909
11 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’46.998
12 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’47.002
13 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’46.908
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’47.188
15 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’47.335
16 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’47.708
17 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’47.818
18 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’47.868
19 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’47.989
20 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’48.065
21 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.286
22 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’48.532
23 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.744
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’48.794

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Na lendária Le Mans, Marc Marquez vence em uma corrida perfeita conquista terceira vitória seguida em 2018 e dispara na liderança

Moto GP – Treino de Classificação no Sábado

Na primeira parte da Classificação: Os favoritos para as 2 vagas para o Q2 eram Dani Pedrosa, Cal Crutchlow e Alex Rins. Porém no começo do Treino foi Danilo Petrucci, Com a Pramac Ducati de 2018. Na primeira volta colocando quase meio segundo em cima de Pedrosa.

O piloto da Honda Repsol foi atrás do prejuízo e mesmo perdendo o segundo lugar para Alex Rins por 30 segundos o Espanhol melhorou sua marca e recuperou a posição de classificação ao Q2. Porém, Sua situação era de perigo, Já além de Rins, tinha Crutchlow e Syarhin (que começava muito bem o treino) e algum piloto poderia surpreender. (Pol Espargaró ou Franco Morbidelli)

Na reta final, O malaio Hafish Syarhin e o Inglês Cal Crutchlow melhoraram seus tempos, O piloto da LCR Honda estava muito perto do tempo de Pedrosa. Pol Espargaró tinha uma chance boa de fazer uma bela volta, Porém ele acabou quase caindo e perdeu tempo e a sua boa volta que estava desenvolvendo.

Quem não teve sorte foi mesmo Cal Crutchlow que acabou caindo a 1 minuto e 40 segundos do final. Ao mesmo tempo Petrucci melhorou sua marca e consolidou a primeira posição. A queda do piloto Britânico da LCR Honda determinou o final da 1ªFase de Classificação: Petrucci e Pedrosa garantiram suas vagas no Q2.

Resultado do Q1:

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’31.818
2 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’32.061
3 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’32.315
4 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’32.397
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’32.401
6 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’32.770
7 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’32.795
8 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’32.988
9 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’33.062
10 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’33.324
11 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’33.439
12 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.676
13 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’33.802
14 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’33.839

Parte final do treino com Zarco na pista, Na casa da Tech 3. Desde do começo do treino houve muita disputa pela pole position. Johann Zarco marcou o melhor tempo, Apenas 5 milésimos a frente de Jorge Lorenzo com a Ducati. Valentino Rossi e Marevick Viñales vinham em 3º e 4ºlugares. Enquanto isso Aleix Espargaró acabou caindo logo após ter dado sua volta rápida. O piloto da Aprilla nem quis tentar levar a moto titular aos boxes, Já foi correndo a pé para pegar a reserva e continuar o Treino.

Marc Marquez que fez uma volta de aquecimento de pneus foi para a volta rápida e com 1:31.893 derrubando o tempo de Zarco assumindo a liderança do Treino, Porém Iannone superou em 1 milésimo o tempo do líder do campeonato e logo depois o próprio Zarco, Com 131.645 voltando a liderança, Com Danilo Petrucci que já impressionou no Q1 marcando o segundo tempo, 13 milésimos atrás voltou para a primeira posição.

Na metade do treino a primeira fila estava nas mãos de Zarco, Petrucci e Iannone. Com Marquez, Lorenzo e Dovizioso na segunda fila.

Nos minutos finais, todos foram para a pista estragar a festa de Johann Zarco e da Tech 3. Jorge Lorenzo em seus melhores momentos, Com 1:31.590 o Gladiaor do Asfalto assumiu a liderança do Treino a 1 minuto e 45 segundos do final.

Infelizmente para Lorenzo, A Formiga Atômica em segundos acabou passando por cima de seu tempo tomando a pole position, Andrea Iannone veio na carona para a 2ª posição. Num brilhante momento da Suzuki na MotoGP.

Mas o dia não poderia acabar com um espanhol na frente. Johann Zarco na sua tentativa final, Levou a Yamaha de 2016 ao limite e fazendo 1:31.185. Festa para os franceses, Zarco conquista a pole em sua casa. A última vez que isso aconteceu foi com o Francês C.Sarron em 1988, Com uma Yamaha da equipe Gauloises em Paul Ricard.

Festa para os torcedores franceses em Le Mans Bugatti. Completando a 1ªfila Marc Marquez, Líder do campeonato que busca sua terceira vitória em 2018 e Danilo Petrucci, Liderando a turma da Ducati na primeira fila, Vindo do Q1 para a 3ªposição no Grid de largada.

A segunda fila será liderada pelo Italiano Andrea Iannone, Com a Suzuki que vem de 3 pódios seguidos em grande momento na MotoGP. Andrea Dovizioso no final do treino tomou a posição de Jorge Lorenzo e vai largar na frente do Gladiador do Asfalto por 37 milésimos de diferença entre os dois.

Jack Miller superou os dois pilotos oficiais da Yamaha que parece não achar o caminho para essa moto de 2018. Marevick Viñales em 8º e Valentino Rossi em 9º vão precisar de uma grande corrida para tentarem a 1ªVitória na temporada. Dani Pedrosa teve mais um dia difícil, Depois de acabar sofrendo um acidente em Jerez. O 10ºlugar não ajuda em nada o segundo piloto da Honda Repsol.

Ao contraio de Pedrosa, Rabat com a moto da Avintia em 11º e Aleix Espargaró em 12º com a Aprilla estão no lucro, Ambos podem almejar uma boa corrida. Principalmente Rabat que vive o seu melhor momento na MotoGP.

Grid de largada:

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’31.185
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’31.293
3 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’31.381
4 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’31.454
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’31.553
6 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’31.590
7 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’31.683
8 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’31.784
9 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’31.900
10 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’32.024
11 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’32.049
12 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’32.455
13 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’32.315
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’32.397
15 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’32.401
16 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’32.770
17 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’32.795
18 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’32.988
19 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’33.062
20 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’33.324
21 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’33.439
22 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’33.676
23 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’33.802
24 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’33.839

Marc Marquez teve um dia perfeito, Além de unir a uma tática perfeita de pneus (O Único a usar 2 pnues médios) e aliada a sorte de ver seus oponentes ao título caírem. A Vitória fez a Formiga Atômica disparar na liderança do campeonato.

Johann Zarco era a esperança dos franceses de vitória, Largando na pole position com a sua Yamaha da Tech 3. Porém a largada não foi boa para o Francês que perdeu a liderança para Jorge Lorenzo que largou muito bem. Zarco teve que na marra manter o segundo lugar em cima de Marquez que perdeu o 3ºlugar para Iannone após a primeira chicane, Porém na curva 6 o piloto da Suzuki caiu e foi o primeiro a deixar a prova.

Lorenzo partindo com opção de pneus mais mole tentava abrir de Zarco, Dovizioso, Petrucci, Marquez e Rossi. Sendo que o piloto da Honda estava com o ritmo mais lento no começo da prova. Nas 2 primeiras voltas da prova Iannone, Bautista e Rabat já tinham caído. A pista estava complicada e muito propensa a quedas.

Johann Zarco começou a pressionar o Gladiador do Asfalto nas primeiras voltas de prova. Apesar disso, Na volta 4, Dovizioso passou Zarco e assumiu o segundo lugar, Fazendo dobradinha com o tricampeão do Mundo.

A situação de Lorenzo não estava fácil, Mesmo com os pneus mais rápidos ele vinha sendo pressionado pelo seu companheiro de equipe, Zarco e Marquez que começava a ter um ritmo de corrida melhor. Na volta 6, Dovizioso ultrapassou Lorenzo na chicane, Porém, 2 curvas depois o vice-campeão de 2017 vai um pouco pra fora da trajetória e acaba encontrando o chão e abandona a prova. Para Marquez e Lorenzo era uma grande notícia o abandono do piloto da Ducati.

Marquez foi para cima de Zarco, Em busca do 2ºlugar. A Formiga atômica chegou a passar Zarco que na curva seguinte acabou recuperando a posição, Mas para sorte de Marquez e azar de Johann Zarco e da torcida, O piloto da tech 3 acabou indo para o chão na curva 8. Deixando Marquez em 2º e a meio segundo atrás de Lorenzo  que começava a sentir os problemas de desgaste dos seus pneus. Os seja, A corrida estava toda para Marc Marquez.

Petrucci já vinha em 3º segurando a Valentino Rossi com a Melhor Yamaha da prova em 4º, Jack Miller com a Pramac Ducati de 2017 em 5º e um ainda não 100% Dani Pedrosa em 6º.
destaques para Aleix Espargaró e Franco Mirbidelli que vinham em 7º e 8ºlugares na frente de pilotos com mais equipamento que eles dois. Enquanto que Marevick Viñales fazia uma corrida bem sofrível em 12ºlugar.

Marquez foi para cima de Lorenzo, A ultrapassagem aconteceu na 11ªvolta, Marquez passou a primeira posição. Na volta seguinte foi Petrucci que passou para o 2ºlugar.

Lorenzo começava a sentir seriamente o desgaste dos pneus e foi ficando cada volta mais para trás. Rossi passou para o 3ºlugar ao ultrapassar o piloto da Ducati, e depois Miller passou Lorenzo que via sua situação na prova piorar cada vez mais.

Enquanto isso Marquez começava a abrir diferença para Petrucci que tentava a aproximação no piloto da Honda Repsol e tinha uma distância razoável para Rossi e Miller. A disputa mais forte estava entre Lorenzo e Pedrosa pelo 5ºlugar. Uma briga mais dura por posição que acabou com Pedrosa ganhando a posição, Mesmo não tendo as melhores condições físicas.

Quem estava em condições piores era Cal Crutchlow que teve complicações Sérias após o acidente fortíssimo que sofreu no Sábado. O inglês vinha no sacrifício disputando posições intermediárias.

Marquez manteve o desempenho e volta após volta eliminou qualquer chance Petrucci tentar se aproximar da Formiga Atômica que venceu pela 3ªvez seguida em 2018. Após uma corrida impecável em todos os sentidos. Uma vitória que deixa Marquez na liderança do campeonato, Com 37 pontos a frente de Marevick Viñales que acabou apenas em 7ºlugar. Em mais uma prova apagada do piloto da Yamaha.

Danilo Petrucci conquistou mais uma vez o segundo lugar, Após as primeiras corridas tendo levado tempo de Miller parece que o Italiano voltou a toda e o pódio de hoje ajuda ele na briga pela vaga da equipe Oficial da Ducati. O pódio foi completado por Valentino Rossi que partiu do 8ºlugar para salvar um pódio (2ºpódio da temporada), Esse talvez foi o único ponto negativo para Marquez. Ver seu desafeto junto dele no pódio.

Jack Miller fez um belo trabalho e ficou de novo perto do pódio. Um 4ºlugar para um piloto em franca evolução. Dani Pedrosa fez uma boa corrida ao ficar em 5ºlugar sem estar ainda 100% fisicamente. Jorge Lorenzo apesar de ter sucumbido na segunda parte da prova pelo desgaste de seus pneus acabou ficando em 6ºlugar. (Seu melhor resultado em 5 corridas do campeonato)

Marevick Viñales deu uma boa reagida no final da prova, Porém sua atuação foi muito abaixo do esperado, Mesmo com a vice-liderança do campeonato (Muito pela regularidade e não pelos desempenhos no ano) não parece vim bem nessa temporada o piloto da Yamaha que ficou na frente de um heroico Cal Crutchlow que levou a LCR Honda ao 8ºlugar.

O Acidente dele fez ele perder proteína no coração e ele ficar com sangue nos pulmões, Um milagre ele ter corrido nesse final de semana e não ter tido as piores complicações possíveis para ele. Completando os 10 primeiros colocados vieram os pilotos Aleix Espargaró da Aprilla que segurou Alex Rins da Suzuki. O Espanhol fez uma prova bem apagada.

Pol Espargaró marca mais alguns pontos para a KTM com o 11ºlugar seguido de Syarhin que superou Franco Morbidelli da Marc VDS e ficou em 12ºlugar. Franco não manteve o mesmo desempenho da primeira parte de corrida e acabou ficando apenas em 13ºlugar.

Bradley Smith e Takaaki Nakagami completaram a zona de pontuação. Luthi, Abraham e Simeon completaram a turma de pilotos que terminaram a prova. Daqui a 2 semanas teremos a 6ªetapa do Mundial de Motovelocidade no circuito de Mugello.

Resultado Final – MotoGP
GP da França – Mundial de Motovelocidade

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 41’49.773
2 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 2.310
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 5.350
4 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 6.314
5 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 7.419
6 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 10.355
7 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 23.758
8 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 25.795
9 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 26.206
10 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 27.937
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 32.304
12 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 34.962
13 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 37.881
14 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 38.299
15 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 41.986
16 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 45.260
17 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 56.872
18 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 1’12.117
45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 17 Voltas
53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 17 Voltas
5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 19 Voltas
4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 23 Voltas
19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 26 Voltas
29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 27 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP