Largando de trás Pawi sobra na chuva e conquista 2ªVitória na sua carreira

Sob chuva o piloto Malaio Khairul Idham Pawi que largou do 20ºlugar se sentiu a vontade no circuito de Sachsering e fez uma prova irretocável para a sua segunda vitória no campeonato e da sua carreira na Moto 3. Na Largada o piloto Enea Bastianini continuou na liderança, Mas logo o piloto Holandês Bo Bendsneyder veio disputar o primeiro lugar com o piloto da Gresini nas primeiras voltas, Nessas primeiras voltas pela primeira vez na sua história a Pegueot liderou uma corrida do Mundial de motovelocidade com o piloto Escocês John McPhee que andou muito bem a corrida inteira.

A Honda chegou a fazer uma Dobradinha em Sachsering
A Honda chegou a fazer uma Dobradinha em Sachsering

Mas logo Pawi e seu companheiro de equipe Hiroki Ono foram para cima dos líderes e assumiram as duas primeiras posições com o piloto Malaio no comando e com Ono na cola dele até a 9ªVolta quando o piloto Japonês acabou salvando uma queda praticamente certa e acabou indo para a brita perdendo muitas posições, 3 Voltas depois a queda do piloto da Honda Team Asia que o fez ele deixar a corrida.

Sachsering_alemanha_moto3_2016 (3)

Pawi no decorrer da prova teve mais de 10 segundos de diferença, Já disputando o pódio Andrea Locatelli acabou subindo para o 2ºlugar, Bastianini em 3ºlugar conseguia segurar a pilotos como John McPhee que estava querendo um grande resultado para a estreante Pegueot e para o Kornfeil e Fabio di Giannantonio que estavam em uma crescente na prova.

A Disputa que chamou a atenção da corrida foi a briga entre os 2 primeiros colocados do campeonato Brad Binder e Jorge Navarro disputando uma posição intermediária na zona de pontuação (7ºLugar). Com uma moto Melhor O Espanhol ganhou essa posição e chegou a ganhar mais duas posições subindo para o 5ºlugar, Mas acabou cometendo um erro caindo para o 7ºlugar e com isso conseguindo marcar um ponto a mais que o Brad Binder.

Pawi foi até o final da prova e acabou levando a vitória no molhado pela 2ªVez (A Primeira foi na Argentina nesse ano) mostrando uma impressionante habilidade de correr em uma situação de tempo (Com Chuva) Critica colocando 11 segundos sobre o segundo colocado o Italiano Andrea Locatelli que conquistou o primeiro pódio na carreira e o primeiro da Leopard na temporada e Enea Bastianini completou o pódio com a Moto da Gresini.

A Melhor corrida da Pegueot na Moto 3 até agora
A Melhor corrida da Pegueot na Moto 3 até agora

uma bela corrida de Jakub Kornfeil que cresceu muito na corrida e chegando na 4ªposição, O jovem Fabio di Giannantonio que continua impressionando muito na sua temporada de estreia chegando em 5ºlugar e uma belíssima corrida de John McPhee que ainda tem uma moto em começo de desenvolvimento e acabou aproveitando a chuva para colocar a Pegueot na 6ªposição. Jorge Navarro conseguiu tirar 1 ponto da distância ainda confortável de Binder na luta pelo título do Mundial de Motovelocidade na categoria inicial ficando em 7ºlugar, Completaram os 10 primeiros colocados o piloto da Ongetta-Rivacold Jules Danilo que teve de ser o único piloto do time na linha de combate que acabou tendo a ausência de Niccolò Antonelli que sofreu um acidente no Warm Up e não pode correr devido a gravidade do acidente (O mesmo aconteceu com a Maria Herrera) e o Vencedor da corrida em Assen Francesco Bagnaia ficou em 10ºlugar.

No dia 14 de Agosto teremos a 10ªetapa do Mundial da Moto 3 em Red Bull Ring na Áustria que volta ao Mundial de Motovelocidade nesse ano.

Sachsering_alemanha_moto3_2016 (1)

Mundial de Motovelocidade – Moto 3
Resultado final – GP da Alemanha

1 89 Khairul Idham Pawi (Honda Team Asia Honda) 47’07.763 – 27 Voltas
2 55 Andrea Locatelli (Leopard Racing KTM) a 11.131
3 33 Enea Bastianini (Gresini Racing Moto3 Honda) a 13.359
4 84 Jakub Kornfeil (Drive M7 SIC Racing Team Honda) a 18.541
5 4 Fabio di Giannantonio (Gresini Racing Moto3 Honda) a 20.620
6 17 John McPhee (Peugeot MC Saxoprint Peugeot) a 20.698
7 9 Jorge Navarro (Estrella Galicia 0,0 Honda) a 20.910
8 41 Brad Binder (Red Bull KTM Ajo KTM) a 23.333
9 95 Jules Danilo (Ongetta-Rivacold Honda) a 30.318
10 21 Francesco Bagnaia (Pull & Bear ASPAR Mahindra Team Mahindra) a 31.095
11 24 Tatsuki Suzuki (CIP-Unicom Starker Mahindra) a 37.688
12 64 Bo Bendsneyder (Red Bull KTM Ajo KTM) a 45.005
13 19 Gabriel Rodrigo (RBA Racing Team KTM) a 47.793
14 11 Livio Loi (RW Racing GP BV Honda) a 48.073
15 44 Aron Canet (Estrella Galicia 0,0 Honda) a 56.921
16 10 Alexis Masbou (Peugeot MC Saxoprint Peugeot) a 1’10.787
17 65 Philipp Oettl (Schedl GP Racing KTM) a 1’13.873
18 5 Romano Fenati (SKY Racing Team VR46 KTM) a 1’14.813
19 97 Maximillian Kappler (KRM-RZT KTM) a 1’15.203
20 43 Stefano Valtulini (3570 Team Italia Mahindra) a 1’15.434
21 27 Tim Georgi (Freudenberg Racing Team KTM) a 1’23.906
22 22 Danny Webb (Platinum Bay Real Estate Mahindra) a 1’38.548
23 20 Fabio Quartararo (Leopard Racing KTM) a 1 Volta

Não Completaram a corrida:

8 Nicolo Bulega (SKY Racing Team VR46 KTM) a 13 Voltas
7 Adam Norrodin (Drive M7 SIC Racing Team Honda) a 15 Voltas
76 Hiroki Ono (Honda Team Asia Honda) a 16 Voltas
88 Jorge Martin (Pull & Bear ASPAR Mahindra Team Mahindra) a 17 Voltas
16 Andrea Migno (SKY Racing Team VR46 KTM) a 17 Voltas
40 Darryn Binder (Platinum Bay Real Estate Mahindra) a 19 Voltas
58 Juanfran Guevara (RBA Racing Team KTM) a 19 Voltas
77 Lorenzo Petrarca (3570 Team Italia Mahindra) a 20 Voltas
36 Joan Mir (Leopard Racing KTM) a 27 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 2: Zarco resiste as quedas e conquista vitória na Alemanha abrindo 25 pontos na liderança

Uma prova de quedas e quedas o Francês Johann Zarco que fez uma prova até burocrática em relação aos pilotos que tiveram destaque para a pista acabou conquistando a vitória, Sobre uma chuva feroz na largada Nakagami perdeu a primeira posição para Zarco e Rins, Antes mesmo do final da primeira volta o japonês voltou a liderança com Rins e Zarco a seguir, A Se destacar uma largada fantástica de Jonas Folger que em poucas voltas já estava entre os 5 primeiros colocados e levava junto ao Marcel Schrotter com a AGR Team que acabou caindo ainda nas primeiras voltas.

Nakagami liderou até cair na 7ªVolta
Nakagami liderou até cair na 7ªVolta

Nakagami liderou a prova até o começo da 7ªVolta aonde ele acabou caindo e deixando a liderança para Alex Rins com o Zarco em 2º e depois vinha Folger que conseguiu passar o Zarco para buscar a liderança com Lins (Que chegou a se desequilibrar da Moto e ainda recuperar sem perder muito tempo) e chegou a conseguir essa ultrapassagem e assumiu a primeira posição. Mas Folger acabou recuando e perdeu posições para Rins, Zarco e o Morbidelli que foi caminhando, Caminhando, Caminhando e da metade da corrida para a frente ele estava disputando a liderança da prova.

Enquanto isso Alex Marquez, Thomas Luthi, Xavier Simeon que venceu a corrida no ano passado, Sam Lowes, Alex Pons acabaram caindo, Alguns deles abandonaram e outros acabaram voltando no que não adiantou nada pois acabaram caindo de novo na parte final de prova. Morbidelli acabou assumindo a liderança com Rins em 2º e Zarco em 3º.

sachsering_domingo_2016_moto2 (5)

Dai apareceu a sorte do Zarco, A 7 voltas do final Franco Morbidelli que estava a mais de 1.5 segundo sobre Rins acabou caindo e deixando a disputa pela vitória (4 voltas depois ele que voltou a corrida acabou tendo uma segunda queda e deixou de vez a corrida) e a 3 voltas do final Rins que já tinha recuado para o 3ºlugar após ultrapassagem de Zarco  e de Folger acabou caindo e deixando a prova, Zarco no final da prova teve de segurar um último ataque do piloto Alemão para vencer a corrida que deu a ele a liderança isolada do campeonato e sendo o único a marcar pontos entre os líderes ele abriu 25 pontos sobre Alex Rins e 30 sobre Sam Lowes, Ainda é cedo, Mas da para se dizer que Zarco vai vender caro esse Bicampeonato e que ele é o cara a ser batido.

Mattia Pasini foi um dos pilotos que mandaram bem na chuva
Mattia Pasini foi um dos pilotos que mandaram bem na chuva

Jonas Folger largando da 5ªFila levou a moto da Dynavolt Intact GP ao 2ºlugar em uma grande exibição aonde ele poderia ter até vencido a corrida e o Espanhol Julian Simon com o time da federação de Motociclismo do Qatar conquistou o pódio em 3ºlugar aonde ele não conseguia estar desde do final de 2012, Destaque para Mattia Pasini com a Italtrans que decaiu nesse ano e que nessa prova conseguiu um bom 4ºlugar na frente de Lorenzo Baldassarri e de Luca Marini Ambos com a Forward Team sendo que o resultado de Marini é o melhor da sua carreira.

Marini conquistou seu melhor resultado na carreira
Marini conquistou seu melhor resultado na carreira

Também tivemos o melhor resultado do Jesko Raffin que terminou em 8ºlugar atrás de Hafizh Syarhin que ficou em 7º. De Isaac Viñales que ficou em 9ºlugar e de Remy Gardner que acabou a prova em 12ºlugar, Takaaki Nakagami se recuperou e conseguiu ainda arranjar um 11ºlugar salvando 5 pontos.

Daqui a 4 semanas teremos o GP da Áustria no Red Bull Ring com Zarco disparando em 25 pontos para o Rins que se quiser ser campeão terá de reaver esse prejuízo.

Bela Corrida de Jonas Folger!
Bela Corrida de Jonas Folger!

Mundial de Motovelocidade – Moto 2
GP da Alemanha – Sachsering

1 5 Johann Zarco (Ajo Motorsport Kalex) 47’18.646 – 29 Voltas
2 94 Jonas Folger (Dynavolt Intact GP Kalex) a 0.059
3 60 Julian Simon (QMMF Racing Team Speed Up) a 20.433
4 54 Mattia Pasini (Italtrans Racing Team Kalex) a 30.455
5 7 Lorenzo Baldassarri (Forward Team Kalex) a 31.771
6 10 Luca Marini (Forward Team Kalex) a 34.201
7 55 Hafizh Syarhin (Petronas Raceline Malaysia Kalex) a 41.942
8 2 Jesko Raffin (Sports-Millions-EMWE-SAG Kalex) a 47.955
9 32 Isaac Viñales (Tech 3 Racing Tech 3) a 49.759
10 77 Dominique Aegerter (CarXpert Interwetten Kalex) a 51.047
11 30 Takaaki Nakagami (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) a 1’05.386
12 87 Remy Gardner (Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex) a 1’13.865
13 70 Robin Mulhauser (CarXpert Interwetten Kalex) a 1’19.545
14 57 Edgar Pons (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) a 1’30.502
15 11 Sandro Cortese (Dynavolt Intact GP Kalex) a 2 Voltas

Não Completaram a corrida:

40 Alex Rins (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) a 3 Voltas
21 Franco Morbidelli (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Kalex) a 3 Voltas
22 Sam Lowes (Federal Oil Gresini Moto2 Kalex) a 4 Voltas
73 Alex Marquez (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Kalex) a 5 Voltas
19 Xavier Simeon (QMMF Racing Team Speed Up) a 7 Voltas
12 Thomas Luthi (Garage Plus Interwetten Kalex) a 12 Voltas
49 Axel Pons (AGR Team Kalex) a 19 Voltas
14 Ratthapark Wilairot (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) a 21 Voltas
24 Simone Corsi (Speed Up Racing Speed Up) a 24 Voltas
97 Xavi Vierge (Tech 3 Racing Tech 3) a 24 Voltas
23 Marcel Schorotter (AGR Team Kalex) a 25 Voltas
44 Miguel Oliveira (Leopard Racing Kalex) a 26 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Nos últimos segundos de Treino Nakagami supera Zarco e Conquista Pole na Alemanha

Na Moto 2 em um treino que foi dominado pelo piloto Johann Zarco e por muitas quedas (Uma delas envolvendo o inglês Sam Lowes) O Japonês Takaagi Nakagami embalado pela vitória em Assen conquistou sua 4ªpole no Mundial de motovelocidade e a primeira na temporada.

Quando tudo parecia que a pole caminhava para as mãos do Johann Zarco que tinha o primeiro lugar nas mãos durante o treino inteiro até os últimos segundos quando o piloto da IDEMITSU Honda Team Asia tirou uma da cartola e fez um magnifico tempo de 1:24.274 superando e muito o 1:24.514 de Johann Zarco, Alex Rins em 3º fecha a primeira fila. Simone Corsi em um bom trabalho com o Chassi da Speed Up larga em 4ºlugar com Franco Morbidelli da Estrella Galícia Marc VDS subindo para o 5ºlugar no final do Treino e Sandro Cortese que corre em casa assim como o Também Alemão Jonas Folger tendo um desempenho bem superior ao seu companheiro ficando em 6ºlugar contra o 13º do piloto da Moto 94.

Edgar Pons fecha o Grid da Moto 2 na Alemanha
Edgar Pons fecha o Grid da Moto 2 na Alemanha

Lorenzo Baldassari, Alex Marquez, Marcel Schrotter e Sam Lowes completaram as 10 primeiras posições, Amanhã a Moto 2 começa seus trabalhos as 7 e 20 da manhã.

Mundial de Motovelocidade – Grid de Largada
GP da Alemanha – Moto 2

1 30 Takaaki Nakagami (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) 1’24.274
2 5 Johann Zarco (Ajo Motorsport Kalex) 1’24.514
3 40 Alex Rins (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) 1’24.641
4 24 Simone Corsi (Speed Up Racing Speed Up) 1’24.680
5 21 Franco Morbidelli (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Kalex) 1’24.731
6 11 Sandro Cortese (Dynavolt Intact GP Kalex) 1’24.754
7 7 Lorenzo Baldassarri (Forward Team Kalex) 1’24.845
8 73 Alex Marquez (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Kalex) 1’24.942
9 23 Marcel Schrotter (AGR Team Kalex) 1’24.964
10 22 Sam Lowes (Federal Oil Gresini Moto2 Kalex) 1’24.976
11 55 Hafizh Syarhin (Petronas Raceline Malaysia Kalex) 1’25.004
12 12 Thomas Luthi (Garage Plus Interwetten Kalex) 1’25.030
13 94 Jonas Folger (Dynavolt Intact GP Kalex) 1’25.053
14 49 Axel Pons (AGR Team Kalex) 1’25.056
15 10 Luca Marini (Forward Team Kalex) 1’25.089
16 44 Miguel Oliveira (Leopard Racing Kalex) 1’25.173
17 60 Julian Simon (QMMF Racing Team Speed Up) 1’25.182
18 19 Xavier Simeon (QMMF Racing Team Speed Up) 1’25.236
19 2 Jesko Raffin (Sports-Millions-EMWE-SAG Kalex) 1’25.412
20 54 Mattia Pasini (Italtrans Racing Team Kalex) 1’25.481
21 87 Remy Gardner (Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex) 1’25.871
22 97 Xavi Vierge (Tech 3 Racing Tech 3) 1’25.876
23 77 Dominique Aegerter (CarXpert Interwetten Kalex) 1’25.945
24 32 Isaac Viñales (Tech 3 Racing Tech 3) 1’26.101
25 14 Ratthapark Wilairot (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) 1’26.143
26 70 Robin Mulhauser (CarXpert Interwetten Kalex) 1’26.378
27 57 Edgar Pons (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) 1’26.707

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Em busca do Top 3, Force India apresentou o VJM09 com o mesmo design e mesmos pilotos

Desde de 2008 a Force India só vem a melhorar o seu desempenho e a sua classificação no Mundial de Construtores, Com o melhor desempenho da sua história no ano passado ficando em 5ºlugar com um grande desempenho principalmente do mexicano Sergio Perez que teve o seu melhor ano na Formula 1 superando o desempenho de Nico Hulkenberg que ficou em parte do campeonato desmotivado ou sofrendo com batidas.

Para esse ano a equipe manteve o elenco de pilotos e o novo chassi o VJM09 me parece o mesmo carro ou recebeu poucas modificações com a pintura muito semelhante do ano passado. A pretensão da equipe é brigar por pódios e pelo 3ºlugar com a Williams e a Red Bull no Mundial de construtores.

Só que ela tem alguns problemas nessa história para Resolver. Uma delas são os problemas com o Grupo Sahara que esta vivendo problemas financeiros e esta tentando suas ações mostrando para angariar fundo para tirar o seu fundador da cadeira Subrata Roy, Também ao dono da equipe Vijay Mallya que tem de deixar a presidência da United Spirits Limited (USL) apesar de esta dizendo que continua no controle da equipe, Mas acredito que isso vai desestabilizar a equipe se não agora possa no futuro levar o time a se perder em termos do desenvolvimento do carro não desse ano, Porem nos próximos anos devido a instabilidade financeira assim como aconteceu com a Lotus nos últimos anos que viveu sobre dívidas o que fez afetar os carros de 2014 e 2015 e até não conseguiram pagar salário e premiações do Kimi Raikkonen que saiu do time devido aos problemas financeiros, Além disso a Force India não teve um acerto com a Aston Martin que quer realmente entrar na Formula 1 como equipe e seria uma boa esse acerto com o time indiano até para amenizar os problemas financeiros.

Só que diante dos problemas financeiros até agora não tem afetado o desempenho da equipe, Pois parece que tem todas os componentes certos da Receita para vencer, Exceto o dinheiro que ainda falta no time Indiano que ainda esta buscando sua primeira vitória na Formula 1, Tem Pilotos que em equipes grandes poderiam chegar a disputar títulos. Acho que em condições normais O Alemão Nico Hulkenberg derrota Perez apesar do piloto Mexicano ter algo que o Hulkenberg não tem que é a incrível capacidade de conseguir conservar os pneus por várias voltas sendo rápido o que é importante dizer e o fato importante é que Perez deixou o fantasma que ele teve devido a sua péssima passagem na Mclaren na temporada de 2013.

Já Hulkenberg depois da vitória das 24 Horas de LeMans começou a ter resultados muito positivos, Agora precisa provar em 2016 para até se manter na Formula 1 mesmo sendo talentoso e sempre cotado para grandes equipes o Fato dele ter corrido no WEC pode levar a ele partir para lá caso ele tenha um ano nada impressionante e se não tiver nenhuma oferta de um grande time. Então vamos acompanhar o que vai acontecer com o time que é um dos mais simpáticos da Formula 1 já que ela vem de um berço muito simpático que  era a Jordan que surgiu em 1991 e ficou na categoria até 2005 e foi substituída por Midland e Spyker até chegar a Force India e se estabelecer na Formula 1 até hoje como uma equipe muito boa.

Fotos do VJM09:

Nome: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Force India

Dakar 2016 – Analise Final dos Caminhões

Pela terceira vez que eu acompanho o Dakar posso dizer que a competição de Caminhões que mais me agradou com uma grande disputa pelo título entre 4 Marcas de Caminhões. A Iveco, Man, Kamaz e a Tatra.

Dessa vez o Holandês Gerard de Rooy conseguiu vencer a Kamaz junto do Espanhol Moises Torrallardona e do Polonês Darek Rodewald com mais de 1 hora sobre o Trio Russo da Kamaz Airat Mardeev, Aydar Belyaev e Dmitriy Svintunov (Campeões em 2015) que teve muitos problemas nos primeiros estágios e que nesse Dakar ficou evidente que os caminhões Russos dessa vez ficaram alguns patamares abaixo da Iveco. Agora o grande destaque nesse Dakar para os Caminhões foi o trio Argentino formado por Federico Villagra, Jorge Perez Companc e Andres Memi que andaram o tempo todo nas primeiras posições e foram recompensados com o pódio na terceira posição com o Caminhão da Iveco.

Dakar_2016_chegada (21)

a MAN e a Tatra tiveram seus destaques também Hans Stacey, Serge Bruynkens e Jan Van Der Vaet com o Caminhão da MAN Ficou em 4ºlugar e aTatra mesmo com alguns problemas acabou colocando um caminhão em 8ºlugar com os Tchecos Jaroslav Valtr, Josef Kalina e Jiri Stross. A Renault mesmo sem um caminhão a altura de disputar a vitória o trio Holandês formado por Pascal de Baar, Martin Roesink e  Wouter de Graaff conseguiram vitória em uma especial e se colocaram em 6ºlugar.

A se destacar aos poucas desistências desse ano nos caminhões no Dakar, 41 Caminhões completaram o Rally nesse ano.

Dakar_dia14116_estagio112016 (8)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar