Em Misano – Jorge Martin no final do treino, conquista sua 8ªpole position da temporada

No circuito de Mizano a pole mais uma vez caiu nas mãos do piloto Jorge Martin da equipe Gresini. Conquistada no final da classificação.

Na primeiros 10 minutos a pole estava nas mãos dos pilotos Italianos que vinham colocando 3 ou até mesmo os 4 primeiros lugares. Bezzecchi marcou um belo tempo de 1:42.319, Mas a partir do 11ºminuto de treino, O Argentino Gabriel Rodrigo acabou marcando o melhor tempo, 17 milésimos mais rápido que o piloto da PruestelGP. Segundos depois o pole caiu na curva 1.

Parecia que o treino de Rodrigo seria comprometido. Porém, com o decorrer da classificação, Tivemos poucas mudanças de posição, Com Jakub Kornfeil em 4º e Tony Arbolino em 5ºlugar. Um destaque da Classificação era o piloto convidado Kevin Zannoni com a sua moto da TM Racing, Uma moto fabricada de forma artesanal.

A 10 minutos do final todo mundo começou a colocar um novo pneu. Bezzecchi queria que queria superar Rodrigo, Mas não conseguia acertar uma volta.

No finalzinho, Jorge Martin foi com tudo para conquistar a pole position com 1:41.878, Rodrigo melhorou seu tempo, Mas insuficiente para voltar a liderança, Logo depois, O Espanhol Aron Canet passou para a segunda posição. Na última tentativa com o cronometro zerado, Jorge Martin melhorou ainda mais o tempo para 1:41:823. Jakub Kornfeil acabou marcando o 2ºlugar, Mas sua volta cancelada acabou jogando o Tcheco para o 9ºlugar. Gabriel Rodrigo passou para o segundo lugar e Aron Canet passou para a primeira fila, Com o terceiro lugar para a Estrella Galícia.

Na segunda fila largam Fabio di Giannantonio da Gresini, Enea Bastianini da Leopard Racing e Marco Bezzecchi da Preustel GP.  Niccolò Bulega em péssima temporada consegui uma 3ªFila com o 7ºlugar. A frente de Lorenzo Dalla Porta, Jakub Kornfeil e do Japonês Ayumi Sasaki da Petronas.

E destaque para o belíssimo treino de Kevin Zannoni da TM Racing que larga em 18ºlugar entre os 30 pilotos que vão disputar o GP de San Marino, No Circuito de Misano.

Amanhã, A partir das 6 da manhã teremos a 13ªprova do Mundial de Motovelocidade – Categoria Moto 3. Promessa de mais uma grande disputa pela vitória.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP de San Marino
Misano – Mundial de Motovelocidade – Moto 3

pos Piloto Equipe Motor Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’41.823
2 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’42.134
3 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’42.270
4 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.271
5 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’42.294
6 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’42.318
7 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’42.355
8 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’42.442
9 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’42.474
10 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’42.578
11 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’42.662
12 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’42.681
13 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’42.694
14 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’42.790
15 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’42.860
16 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’43.071
17 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’43.227
18 3 Kevin Zannoni TM Racing Factory 3570 MTA TM RACING 1’43.282
19 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’43.328
20 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’43.370
21 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’43.409
22 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’43.410
23 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’43.632
24 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’43.640
25 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’43.830
26 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’43.962
27 77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM 1’44.163
28 55 Yari Montella SIC58 Squadra Corse Honda 1’44.233
29 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM 1’44.239
30 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’44.556

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Mundial de Motovelocidade – O Relato da prova que não aconteceu em Silverstone por causa do novo asfalto ruim para as duas motos

Moto 3 – Classificação em Silverstone

Sob um sol fraco e pista seca, Começava a classificação da moto 3 no tradicional circuito de Silverstone. Parte do céu estava encoberto, Porém o Sol dava as caras.

A Classificação começa com o Italiano Marco Bezzecchi marcando o melhor tempo (2:13.962), Seguido de Arón Canet da Estrella Galícia e do Fabio di Giannantonio com a Gresini.

No 8ºminuto de treino, O Argentino Gabriel Rodrigo baixou o tempo da pole para 2:13,839. O piloto da RBA ficou com a liderança por 20 segundos. Di Giannantonio marcou 2:13.574 e passou para a ponta. Com uns 10 minutos de treinamento a classificação era: Di Giannantonio, Rodrigo, Bezzecchi, Canet, Martin, Masla, Arenas, Suzuki, Bastianini e McPhee.

Aos 13 minutos, Vários pilotos foram para os boxes, Enquanto Canet e Arbolino ficaram na pista. A Insistência de Arbolino da Marinelli foi recompensava. O Italiano marcou 2:14.284 e subiu do 23º para a 6ºlugar.

Na Metade do treinamento, foi agitada a bandeira indicando que a pista estava ficando molhada. A Chuva era fraca e ainda possibilitava aos pilotos melhorarem seus tempos caso desse tempo para a pista secar, Com ainda 20 minutos para o final da Classificação.

O único piloto que vinha melhorando sua volta naquela pista melada era Niccoló Antonelli que acabou caindo na curva 17. A Situação da pista parecia ter piorado. Se continuassem assim, A pole estaria nas mãos de Di Giannantonio.

Tatsuki Suzuki tentou voltar a pista e melhorar seus tempo, Mas o Japonês não conseguiu essa melhora.

A Minutos do final da classificação a pista parecia seca, Não estava mais melada. Todo mundo foi para a tentativa final.

Aron Canet acabou voltando aos boxes e desistindo da briga, Já Gabriel Rodrigo acabou caindo e abandonando a disputa pela pole. Na metade da volta final, Jorge Martin e Marco Bezzecchi dividiram curva na reta dos boxes do circuito da Formula 1. O piloto da PreustelGP levou a pior e acabou caindo. Já o piloto da Gresini acabou seguindo e frente, Não só isso. Com o tempo de 2:13.292 o Espanhol marcou sua 7ªpole position em 12 corridas. Impressionante o piloto Espanhol que é o mais rápido e experiente piloto de ponta da Moto 3.

1 Milésimo atrás, ficou o Espanhol da equipe Dubai Jaume Masla, Foi Seu melhor grid da carreira. Quem completa a primeira fila é o Italiano Lorenzo Dalla Porta da Leopard Racing.

Quem saiu derrotado da Classificação foi o vice-líder do campeonato Marco Bezzecchi que perdeu a chance de largar bem e parte apenas da 11ªposição.

fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Inglaterra
Mundial de Motovelocidade – Moto 3

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 2’13.292
2 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 2’13.293
3 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 2’13.313
4 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 2’13.443
5 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 2’13.574
6 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 2’13.819
7 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 2’13.839
8 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 2’13.885
9 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 2’13.899
10 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 2’13.940
11 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 2’13.962
12 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 2’14.009
13 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 2’14.035
14 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 2’14.052
15 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 2’14.060
16 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 2’14.140
17 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 2’14.183
18 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 2’14.284
19 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 2’14.311
20 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 2’14.370
21 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 2’14.603
22 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 2’14.946
23 77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM 2’15.022
24 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 2’15.058
25 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 2’15.134
26 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 2’15.171
27 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 2’15.424
28 69 Tom Booth-Amos Leopard Racing Honda 2’15.969
29 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM 2’16.098
30 20 Jake Archer City Lifting RS Racing KTM 2’17.227

MotoGP

A partir dai começaram os problemas no circuito de Silverstone, O Espanhol Tito Rabat sofreu um grave acidente no FP4, (4ºTreino Livre) acabou sofrendo fraturas múltiplas. O piloto acabou indo para o hospital. (Aonde ele foi submetido a uma cirurgia. Hoje ele esta em tratamento e já conseguiu dar os primeiros passos. Toda a sorte do mundo e recuperação para o piloto da Avintia que esta fazendo um grande trabalho nessa temporada) O treino ficou parado por um tempo, Para que os fiscais de pista removessem todo o excesso de Água na pista.

A situação aconteceu porque colocaram um novo asfalto em Silverstone em Fevereiro. Na Formula 1 que aconteceu na primeira metade de Julho, Os pilotos reclamavam da pista recapeada. Ninguém imaginava que o Asfalto seria tão problemático.

Q1:

Smith melhorou ainda mais sua marca para 2:14.939. A menos de 8 minutos do final, Aleix Espargaró marcou o segundo tempo com 2:18.219, Mais de 3 segundos atrás do primeiro colocado.As condições eram criticas, Depois do acidente de Tito Rabat o treino começou com sol fraco e com a pista molhada. Mesmo assim, Bradley Smith com sua KTM começou a dar as cartas e começou na frente com Loris Baz (substituto de Pol Espargaró) em 2ºlugar. Estava dando tudo certo para a fábrica Austríaca.

Thomas Luthi e Franco Morbidelli viram tempos melhores que o piloto da Aprilla. Com metade do Q1, Smith e Morbidelli estariam classificados, Mas o treino estava bem longe do final, Já que a pista estava melhorando volta após volta.

Xavier Simeon fez 2:17.383 a 5 minutos do final, Essa marca durou 15 segundos, Luthi marcou 2:16.052. Depois disso, Smith, Baz e Espargaró foram para a pista melhorar seus tempos. Mesmo com mais de 1 segundo de diferença, A classificação de Smith para o Q2 estava ameaçada.

Dani Pedrosa foi o primeiro a tomar a 1ªposição, Com 2:14.866 superando o piloto da KTM. Na reta final da classificação Smith, Rinz, Pedrosa e Redding foram para a sua última tentativa. O piloto Inglês da KTM marcou 2:13.340 e garantiu sua vaga no Q2. Depois do cronometro zerado, Morbidelli marcou 2:13.945, Mas foi Rins que acabou levando a segunda vaga, Com 2:13.713. A se destacar o bom trabalho de Franco Morbidelli, Scott Redding e Thomas Luthi que ficaram em 3º, 4º e 5ºlugares. Dani Pedrosa teve mais uma participação Lamentável.

Resultado do Q1:

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 2’13.340
2 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 2’13.713
3 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 2’13.945
4 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 2’14.171
5 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 2’14.198
6 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 2’14.866
7 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 2’15.141
8 76 Loris Baz Red Bull KTM Factory Racing KTM 2’15.299
9 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 2’15.377
10 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 2’15.721
11 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 2’16.106
12 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 2’16.451
13 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 2’16.483
53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati Sem Tempo

O Q2 começou após quase 50 minutos de paralização devido à falta de condições da pista. Todo mundo foi para a pista ainda úmida para os 15 últimos minutos da classificação.

Bradley Smith estava inspirado, Em uma primeira tentativa de cada piloto marcou o melhor tempo com 2:12.894 contra 2:12.941 de Marc Marquez que vinha em 2ºlugar. Os outros estavam muito atrás.

Ai a 8 minutos do final apareceu o talento de Jack Miller em pista molhada. Com 2:12.173 tomava a pole position das mãos do piloto da KTM. Johann Zarco a 7 minutos e 30 do final marcou o 2ºtempo com 1:21.524. Na metade do Q2. Miller, Zarco e Dovizioso seria a primeira fila do Grid.

A partir dai, Lorenzo e Marquez entraram no jogo. O piloto da Ducati fez 2:12.001 e o líder do campeonato com a Honda marcou 2:12.009. Ao faltar 3 minutos para o final da classificação, O inglês Cal Crutchlow passa para a liderança com 2:11.394. 16 segundos depois, Zarco melhorou seu tempo para 2:11.219 e colocou a Tech 3 na primeira posição.

Miller tenta melhorar seu tempo com os pneus de pista seca. Porém, alguns pontos da pista ainda estavam bem molhadas, impossibilitando ao piloto da Pramac de melhorar seu tempo. Smith marcou o terceiro tempo com 2:11.544 a 16 segundos do final.

Andrea Dovizioso a 1 segundo do final marcou 2:10.314, assumindo a primeira posição com a sua Ducati. A pole poderia estar nas mãos do piloto cerebral da fábrica Italiana. Mas ainda tinha Jorge Lorenzo na pista. O Espanhol que venceu o GP da Áustria fez uma volta espetacular e acabou marcando 2:10.155 e conquista a pole position.

fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Inglaterra
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 2’10.155
2 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 2’10.314
3 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 2’10.439
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 2’10.615
5 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 2’11.083
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 2’11.317
7 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 2’11.495
8 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 2’11.514
9 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 2’12.173
10 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 2’12.504
11 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 2’12.514
12 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 2’13.504
13 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 2’13.945
14 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 2’14.171
15 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 2’14.198
16 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 2’14.866
17 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 2’15.141
18 76 Loris Baz Red Bull KTM Factory Racing KTM 2’15.299
19 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 2’15.377
20 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 2’15.721
21 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 2’16.106
22 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 2’16.451
23 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 2’16.483
24 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati Sem Tempo

Moto 2

No último treino do dia foi o mais movimentado, Com várias e várias trocas de liderança, Começando pelo Italiano Lorenzo Baldassarri da Pons. A pista estava úmida, Mas já sem chuva. Pasini marcou 2:16.599 e tomou a liderança a 36 minutos do final do treino. 30 segundos depois, Alex Marquez baixou o tempo de Pasini. O piloto da Italtrans baixou por duas vezes sua marca, Sendo a última marca de 2:14.279. Dominique Aegerter estava a 14 milésimos atrás, Na segunda posição.

A partir dai começaram os tempos a baixarem, Aegerter, Baldassarri e Lowes chegaram a liderar o treino. A situação estava tão maluca que Romano Fenati e acredite se quiser, Stefano Manzi com a Suter estava disputando os primeiros lugares.

A 18 minutos do final do Treino o grid estava sendo formado dessa Forma: Pasini, Marquez e Iker Lecouna na primeira fila. Xavi Vierge, Lowes e Remy Gardner na segunda fila. Aegerter, Fenati e Miguel Oliveira na terceira fila. Com a pista secando cada vez mais, As voltas baixavam ainda mais. Lecuona a 16 minutos e 20 segundos do final acabou passou a liderança com 2:10.497, Segundos depois, Marcel Schrotter assumiu o segundo tempo com 2:10.604. Enquanto que o piloto da Tasca Simone Corsi acabou caindo e deixando a classificação.

A 13 minutos do final, Schrotter assumiu a primeira posição, Com 2:10.048. Que estava andando muito era o norte-americano Joe Roberts da NTS que chegou a fazer o 4ºtempo. Porém, sua melhor volta foi anulada por ele ter passado do ponto em uma das curvas do circuito.

A 8 minutos do final a pole passa para o Inglês Sam Lowes, com 2:09.827, O primeiro a baixar da casa dos 2 minutos e 10 segundos. Lecuona a 7 minutos do final passou a liderança com Pasini em 2º. Os tempos baixaram na reta final da classificação.

Schrotter a 2 minutos do final assumiu a liderança, Com Francesco Bagnaia em 2º e Pasini em 3º. Schrotter e Alex Marquez tomaram a pole position do piloto da Dynavolt.

A segundos do final, O Australiano Remy Gardner da Tech 3 marcou 2:08.347 passando para o 1ºlugar. Quando parecia que a pole já estava nas mãos do filho do Wayne Gardner, Francesco Bagnaia da equipe VR46 marcou 2:08.153 e acabou levando a pole position.

O piloto Italiano largaria na frente após uma classificação disputada. (Melhor dos três treinos e o melhor do ano da Moto 2) Reny Gardner teve seu melhor grid de largada da sua carreira, Levando a Tech 3 ao 2ºlugar e fechando a primeira fila o Espanhol Alex Marquez.

Marcel Schrotter abriria a 2ªFila com o 4ºlugar, Com Luca Marini em grande momento na carreira com o 5ºlugar e o Francês Fabio Quartararo em 6ºlugar.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Inglaterra
Mundial de Motovelocidade – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 2’08.153
2 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 2’08.347
3 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 2’08.411
4 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 2’08.442
5 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 2’08.643
6 20 Fabio Quartararo Ego Speed Up Racing Speed Up 2’08.756
7 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 2’08.772
8 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 2’08.774
9 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 2’08.785
10 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex 2’08.908
11 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex 2’08.921
12 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 2’08.976
13 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 2’09.007
14 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 2’09.041
15 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex 2’09.129
16 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 2’09.252
17 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 2’09.301
18 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 2’09.323
19 66 Niki Tuuli Petronas Sprinta Racing Kalex 2’09.578
20 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 2’09.582
21 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’09.706
22 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 2’09.838
23 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 2’09.968
24 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter 2’09.994
25 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 2’10.112
26 52 Danny Kent Ego Speed Up Racing Speed Up 2’10.285
27 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’10.888
28 65 Josh Owens Tickhill Labour and Plant Kalex 2’11.033
29 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 2’11.522
30 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’12.355
31 55 Alejandro Medina SAG Team Kalex 2’12.847
32 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’13.871
33 18 Xavier Cardelus Team Stylobike Kalex 2’14.055

No Domingo, Chuva em Silverstone.

O que acontece, A pista ficou inviável para a pratica do esporte. Em algumas categorias a direção da prova ficaria obrigando os pilotos a largarem, Mas como é Moto GP, Moto 2 e Moto 3 e o risco é muito maior do que o risco de uma corrida de automóvel ou de monoposto.

A Pista ganhou um novo asfalto, Quando vimos a Formula 1 não imaginaríamos que ela estivesse com esse asfalto ruim. A prova em Julho foi feita sem maiores problemas. Já na MotoGP, A pista se mostrou muito problemática. Os pilotos foram até a direção de prova e decidiram que a prova não iria acontecer.

A decisão foi acertada, Poderia até passar a corrida para o dia seguinte, Porém parece que no dia seguinte era feriado e não teria voluntários suficientes para ter a corrida no dia seguinte. Até por que, poderia ter chuva no dia seguinte.

E achei lamentável a prova não ter sido realizada, Mas prefiro uma prova cancelada do que um piloto hoje dentro de um caixão por causa de uma corrida em um circuito impraticável.

Nesse domingo, Teremos o GP de San Marino no circuito de Mizano. Sem dúvida a prova vai acontecer e teremos uma cobertura especial desse evento.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Takuma Sato vence em Portland, Dixon e Rossi disputam o título em Sonoma!

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo Fase
1 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 57.3467 Q3
2 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 57.6877 Q3
3 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 57.7361 Q3
4 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 57.8881 Q3
5 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 57.9699 Q3
6 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 58.1057 Q3
7 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 57.6429 Q2
8 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 57.6499 Q2
9 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 57.7277 Q2
10 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 57.7772 Q2
11 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 57.8554 Q2
12 Jordan King Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 57.9010 Q2
13 Jack Harvey Michael Shank Racing Dallara/Honda 57.9620 Q1
14 Carlos Munoz Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 57.6748 Q1
15 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 57.9865 Q1
16 Pietro Fittipaldi Dale Coyne Racing Dallara/Honda 57.7321 Q1
17 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 57.9939 Q1
18 Santino Ferrucci Dale Coyne Racing Dallara/Honda 57.7735 Q1
19 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 58.0036 Q1
20 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 57.7848 Q1
21 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 58.1635 Q1
22 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 58.0983 Q1
23 Alfonso Celis Juncos Racing Dallara/Chevrolet 58.2735 Q1
24 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 58.2531 Q1
25 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 58.3219 Q1

Portland, depois de 11 anos volta ao cenário da Formula Indy, Um circuito que não deveria sair do calendário. A prova de 2018 foi uma das provas mais confusas e imprevisíveis do ano.

Will Power largou na pole position com Josef Newgarden em 2ºlugar, Ambos estavam jogando suas últimas cartadas para disputarem o título. Na segunda fila larga o vice-líder do campeonato Alexander Rossi e o Francês Sebastien Bourdais da Dale Coyne. A Vantagem era do piloto da Andretti Autosport.

Largada em Portland acabou sendo tranquila, Rossi tomou o segundo lugar das mãos de Newgarden. Depois da chicane, James Hinchcliffe tentou colocar o carro do lado do estreante Zach Veach e acabou rodando. Isso causou um acidente impressionante com Marco Andretti que acabou passando por cima de Hinchcliffe que fez ele capotar seu carro. O piloto da Andretti-Herta nada sofreu.

Hinchcliffe, Rahal, Ed Jones e o líder do Campeonato Scott Dixon acabou se envolvendo nesse incidente. O piloto da Ganassi conseguiu voltar a pista, Com o carro sujo. Porém, Sem danos aparentes em seu carro, e na mesma volta do líder. A Classificação era: Power, Rossi, Hunter-Reay, Newgarden, Veach, Harvey, King, Carpenter, Chilton, Carlos Muñoz, Gabriel Chaves, Pietro Fittipaldi, Tony Kannan (Que saiu do 24ºlugar para o 13ºlugar) e Matheus Leist. Os brasileiros se beneficiaram do incidente da 1ªVolta.

Após 7 voltas para a limpeza da pista, A prova recomeçou. Jordan King passou Jack Harley e Zach Veach passando do 7º para o 5ºlugar. Na segunda metade da volta, Will Power teve problemas e ficou lento na entrada da curva 9 e acabou perdendo 10 posições. Alexander Rossi assumiu a liderança com Ryan Hunter-Reay em 2º. Com Scott Dixon em 19ºlugar dava a liderança para o Norte-americano.

Rossi abriu 2.8 segundos para Hunter-Reay que sofria pressão de Josef Newgarden. O Brasileiro Pietro Fittipaldi foi o primeiro a fazer parada nos boxes, Na 14ªVolta a tática do piloto da Dale Coyne era de 3 paradas. Para fazer 2 paradas seria necessário que um piloto fizesse 3 techos de 35 voltas.

Will Power tinha dificuldades com Gabriel Chaves, O Australiano chegou a passar o piloto da Harding na entrada da chicane. Porém, Tomou o X do piloto Colombiano. O Australiano precisava da recuperação para aumentar suas chances de título. Jack Harley da Michael Shank na Volta 18 e James Hinchcliffe na volta 19 foram os próximos a fazerem a primeira parada.

Rossi abriu mais de 4 segundos para Hunter-Reay. Destaque era Gabriel Chaves em 7ºlugar, Segurando Will Power que vinha a frente de Matheus Leist. O Brasileiro vinha também em uma bela corrida. Tony Kannan parou na volta 27.

Na Volta 28, Alexander Rossi foi para a sua parada. A tática dele era fazer 3 paradas. A liderança passou a ser do seu companheiro de equipe Ryan Hunter-Reay. Na Volta 31, Parou Newgarden. Esse poderia até tentar ainda fazer 2 paradas.

Scott Dixon se aproveitou dos pneus frios para passar o piloto da Penske, Se quisesse ter alguma chance o Neozelandês precisava fazer 2 paradas apenas. Zach Veach parou na volta seguinte. Hunter-Reay parou na volta 34.

Com um terço de prova, Will Power, Takuma Sato e Scott Dixon iriam para a tática de 2 paradas. Power fez sua parada na volta 37, Dixon parou na 39 e Sato parou na volta 40.

Rossi voltou a liderança após as paradas, Hunter-Reay era o segundo. Newgarden, King, Harley, Zeach, Pigot, Muñoz, Power e Leist completavam os 10 primeiros lugares. Dixon vinha em 20ºlugar. A situação da forma que estava era bem favorável para o piloto da Andretti Autosport.

Até que na volta 43, Will Power acabou errando a curva 11 e foi direto para a grama e para a proteção de Pneus. O que provocou a segunda bandeira amarela da prova. Era tudo que Dixon queria. Alguns pilotos pararam, Antecipando a 2ªparada. Matheus Leist ficou na pista e passou para a 6ªposição.

Na relargada, Rossi abre de Newgarden, O brasileiro Matheus Leist foi para cima de Zach Veach. Enquanto que Dixon vinha em 12ºlugar. Na entrada da volta 49, Newgarden ataca Rossi e ultrapassa com muita facilidade o piloto da Andretti, Assumindo a primeira posição. Esse resultado devolvia a Dixon a liderança do campeonato. Ao mesmo tempo, O inglês Jordan King Passou Hunter-Reay e ganhou a 3ªposição. Uma ótima prova do piloto da Carpenter.

A prova chegava na sua metade, Com Newgarden abrindo muito para Rossi que começava a ver de perto Jordan King. Hunter-Reay, Veach e Leist completavam os 6 primeiros.

Na Volta 56, Zach Veach na curva 11 para 12 acaba rodando. Foi o suficiente para acionar mais uma bandeira amarela em todo o circuito.

Essa Bandeira amarela fez com que Newgarden, Rossi, King e Leist foram para uma parada, mudando a tática de paradas. Isso deixou Hunter-Reay de novo na liderança.

Na volta 61 a corrida recomeça. Alexander Rossi em 17º, tem que partir para o ataque. Enquanto que Dixon que começou com sua prova complicada agora vinha em uma boa situação. O Mexicano Alfonso Celis jr. que vinha em sua segunda corrida na Formula Indy acabou se chocando de leve com Josef Newgarden. Isso fez com que o piloto da Andretti ganhasse a posição de Chaves e do mexicano e por muito pouco não passou o Campeão de 2017.

Na volta 67, Rossi passou Jack Harley subindo para o 13ºlugar. Enquanto isso, Hunter-Reay abre 1.2 segundos para o Japonês Takuma Sato e 2.2 segundos a frente de Sebastien Borudais. Dixon continua em 4ºlugar com Spencer Pigot completando os 5 primeiros. A se destacar a prova que estava fazendo Simon Pagenaud, Largando do 22ºlugar para estar em 6ºlugar. Sato largou do 20ºlugar para estar em 2ºlugar, Uma corrida maravilhosa do piloto Japonês da Rahal.

Impressionava era a corrida dos três pilotos da Dale Coyne. Santino Ferrucci vinha em 7ºlugar e Pietro Fittipaldi em 9ºlugar. OS três pilotos da equipe que era uma das mais fracas da categoria vinha tendo seus três pilotos entre os 10 primeiros lugares.

Na volta 72, Ryan Hunter-Reay vai para os boxes. O Japonês Takuma Sato assumiu a liderança. Dixon parou 2 voltas depois para sua segunda e última parada.

Na Volta 75, Todos os pilotos foram para os boxes, E foi na hora certa, já que Santino Ferrucci parou na pista e foi acionada uma nova bandeira amarela. Nessa última parada, Por muito pouco Pagenaud não atinge Newgarden e Rossi.

Max Chilton foi o único a ter ficado na pista, Assumindo a liderança com Takuma Sato em 2ºlugar, Superando Hunter-Reay após as paradas. A Relargada aconteceu na volta 80. Chilton abre vantagem, Mas teria que parar. Spencer Pigot na reta curva do circuito ultrapassa Dixon que não oferece muita resistência. Na entrada da 82ªVolta, Alexander Rossi ultrapassou Josef Newgarden e ganhou a 10ºlugar. Enquanto que Tony Kannan que foi pressionado pelo Gabriel Chaves acabou se segurando na 12ªposição, deixando o piloto da Harding em apuros com o seu compatriota Carlos Muñoz da Schmidt Peterson.

Chilton parou na volta 85, Sato assumiu a liderança, Mas estava com Hunter-Reay e Bourdais por perto. 1.4 segundos era a diferença entre os 3 a 20 voltas do final. Alexander Rossi superou Pietro e ganhou o 8ºlugar. O piloto da Andretti partiu para cima de Charlie Kimball que estava pressionando Pagenaud.

Sato e Hunter-Reay abriram um pouco de Bourdais, Dixon e Pagenaud. A corrida acabou não tendo nenhuma emoção. Parecia que tudo estava decidido até que a 2 voltas do final, Ryan Hunter-Reay partiu para cima de Takuma Sato, O Piloto da Andretti poupou combustível até ter totais condições com o piloto da Rahal.

O piloto Japonês resistiu até o final e conquistou sua terceira vitória na formula Indy. Largando do 20ºlugar para a vitória. Um brilhante resultado para o Nipônico. Ryan Hunter-Reay chegou em 2ºlugar após uma corrida corretíssima e Sebastian Bourdais que caiu para os últimos lugares nas primeiras voltas para o 3ºlugar.

Spencer Pigot termina em 4ºlugar, O Norte-Americano cresceu muito na parte final da temporada, Já Scott Dixon teve um dia de muita sorte: Se envolveu em um acidente e não sofreu nenhum dano seu carro, Executou a sua tática de maneira perfeita e conseguiu levar o carro da Chip Ganassi para o 5ºlugar. Aumentando em mais 3 pontos a diferença para Alexander Rossi que ficou em 8ºlugar para 29 pontos. Os dois estão em disputa direta pelo campeonato.

O Norte-Americano da Andretti Autosport que parecia que iria dominar a corrida acabou sendo prejudicadíssimo pelas bandeiras amarelas. Porém, ainda tem boas chances de título. Simon Pagenaud terminou em 6ºlugar, Largando do 22ºlugar e Charlie Kimball acabou em 7ºlugar (Largando da última posição) com o carro da Carlin que também ganhou em desempenho nesse final de temporada.

Pietro Fittipaldi teve uma bela corrida, aproveitou muito bem o bom desempenho da Dale Coyne para chegar em 9ºlugar, A frente de Josef Newgarden que assim como Will Power ter apenas chances matemáticas de campeonato. Ficou em 10ºlugar.

Tony Kannan que largou em 24ºlugar acabou a prova em 11ºlugar e Matheus Leist completou a prova em 14ºlugar.

Daqui a duas semanas teremos a decisão do título em Sonoma, Com a pontuação dobrada mesmo Dixon com 29 pontos sobre Rossi (Com um segundo lugar Dixon é Campeão independente do Resultado) A disputa do título continua bem aberta para esses dois pilotos.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeo:

Resultado final do GP de Portland – 16ªEtapa
Mundial de Formula Indy – Temporada 2018

Pos Piloto Equipe Chassi/Motor Voltas Tempo
1 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 105 2h 00:09.7537
2 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 105 a 0.6084
3 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 105 a 1.8266
4 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 105 a 4.5557
5 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 105 a 5.3215
6 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 105 a 11.4605
7 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 105 a 12.0057
8 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 105 a 13.3769
9 Pietro Fittipaldi Dale Coyne Racing Dallara/Honda 105 a 18.3753
10 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 105 a 19.8044
11 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 105 a 22.1362
12 Carlos Munoz Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 105 a 22.7069
13 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 105 a 23.7138
14 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 105 a 29.7958
15 Jordan King Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 105 a 32.1352
16 Jack Harvey Michael Shank Racing Dallara/Honda 105 a 32.4191
17 Alfonso Celis Juncos Racing Dallara/Chevrolet 105 a 48.8038
18 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 105 a 55.2123
19 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 104 a 1 Volta
20 Santino Ferrucci Dale Coyne Racing Dallara/Honda 101 a 4 Voltas
21 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 98 a 7 Voltas
22 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 76 a 29 Voltas
23 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 4 Acidente
24 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 0 Acidente
25 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 0 Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar/Blog da Indy TV

Assoalho irregular elimina Grosjean da classificação em Monza

Romain Grosjean acabou perdendo o 6ºlugar que conquistou no GP da Itália no Circuito de Monza. A Desclassificação do piloto Francês aconteceu após um protesto da equipe Renault, Aonde os comissários pediram ao delegado Técnico uma investigação do caso.

Após essa investigação, Foi constatada a irregularidade as regras do Regulamento.

“O plano de referência do carro número 08 não está em conformidade com o artigo 3.7.1 d) e os esclarecimentos dados em TD / 033-18 publicado em 25 de julho de 2018”, disse a FIA.

O artigo mencionado afirma: “A superfície formada por todas as partes situadas no plano de referência deve ter um raio de 50mm (+/- 2mm) em cada canto dianteiro, quando vista diretamente abaixo do carro, sendo aplicada após a superfície ter sido definida. ”

A Haas vai recorrer dessa decisão, Com essa desclassificação. O Resultado da prova mudou como também o campeonato de pilotos e de construtores.

Resultado Final do GP da Itália – Após a Desclassificação de Romain Grosjean

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Voltas Tempo Grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 53 1:16:54.484 3
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 53 a 8.705s 1
3 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 53 a 14.066s 4
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 53 a 16.151s 2
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 53 a 18.208s 5
DES 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 53 a 56.320s 6
6 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 53 a 57.761s 8
7 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 53 a 58.678s 14
8 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 53 a 1:18.140s 7
9 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 52 a 1 Volta 10
10 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 52 a 1 Volta 12
11 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 52 a 1 Volta 15
12 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 52 a 1 Volta 17
13 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 52 a 1 Volta 20
14 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 52 a 1 Volta 9
15 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 52 a 1 Volta 18
16 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 52 a 1 Volta 11
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 23 Motor 19
14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 9 Abandonou 13
28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 0 Suspensão 16

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: Haas

Hamilton supera favoritismo da Ferrari e conquista soberba vitória em Monza

Tudo indicava uma grande vitória da Ferrari em Monza aparece o brilho do Inglês Lewis Hamilton, Com a Mercedes ele acabou fazendo a diferença. Ao conquistar a vitória após uma feroz disputa com o Finlandês Kimi Raikkonen que viveu final de semana iluminado.

A 68ªVitória do piloto Inglês começou a ser desenhada na primeira volta. Raikkonen manteve a ponta com Vettel, Hamilton, Verstappen, Grosjean e Bottas disputando o 5ºlugar. Na segunda chicane, Hamilton por fora  colocou de lado em cima do Vettel. Em um movimento prefeito, O inglês acabou passando o Alemão que acabou rodando e comprometendo sua corrida.

Safety Car na pista. Primeiro pelo acidente de Brendon Hartley que acabou sendo atingido na largada pelo Marcus Ericsson e depois pelo que aconteceu com Vettel.

Vettel, Ricciardo, Ericsson e Hulkenberg foram para os boxes. O piloto da Ferrari fez a parada para trocar a asa e os pneus, Ericsson trocou seu pneu furado. Os outros pararam por mudança de estratégia.

Na volta 4, A corrida recomeça e Hamilton usou o vácuo para assumir a liderança. O piloto Finlandês deu o troco na 2ª chicane e voltou a liderança sem qualquer problema. Era a chance de Kimi Raikkonen quebrar um tabu de 5 anos e meio sem vitória. (última vitória foi na Austrália em 2013 com a equipe Lotus) Sem Vettel na frente, O homem de Gelo não teria de ser o escudeiro, Mas sim o homem a brigar pela vitória.

Vettel vinha em 15ºlugar, Atrás de Daniel Ricciardo no final da 5ªVolta da prova. Enquanto isso, Perez e Magnussen se tocam, Com prejuízo para o piloto da Haas que foi obrigado a fazer a parada.

Vettel tinha uma dura batalha com Daniel Ricciardo pelo 14ºlugar. Na frente deles vinham Alonso, Leclerc e Gasly disputando posições. Na 8ªVolta, Vettel consegue a ultrapassagem sobre o piloto da Red Bull e ganha o 14ºlugar. A partir desse momento o Alemão começou a se recuperar bem rápido.

Fernando Alonso foi para os boxes e abandonou a prova, Em mais um dia problemático para a Mclaren. Vettel por sua vez ultrapassou Gasly e Leclerc subindo para o 11ºlugar. Já Sergio Perez também subia na prova. Passando Sergei Sirotkin na 12ªVolta ganhando o 9ºlugar.

Enquanto isso, Hamilton tirava tudo e mais um pouco de seu carro para ficar perto de Raikkonen, Que por sua vez não conseguia abrir mais do que um segundo de diferença.

Na Volta 14, Esteban Ocon passa Carlos Sainz no final da reta dos boxes e leva o 6ºlugar. A Racing Point mostrando potencial da nova Force India. Lá na frente, Bottas não conseguia passa Verstappen, Que estava dando tudo de si para manter o 3ºlugar. Para uma Red Bull sem um motor potente, Era um resultado maravilhoso.

Vettel chegou nos pilotos da Williams, Na volta 15 passou Siroktin. Na volta seguinte passou Lance Stroll, Chegando ao 9ºlugar. O Alemão da Ferrari parecia que iria passar fácil por Perez, Mas o piloto da Ferrari acabou levando o X na primeira chicane do piloto Mexicano. Claro que a ultrapassagem era inevitável. Porém, O piloto da Force India deu um pouco de trabalho para Vettel. Depois da ultrapassagem na volta 18. O piloto da Ferrari foi para cima de Carlos Sainz e ganha o 7ºlugar.

Lá na frente, Continuava Raikkonen a apenas 1 segundo de frente para Hamilton. Derepente a Mercedes vai para a frente dos boxes. A Ferrari Acreditou e deu a ordem para Raikkonen parar na 20ªVolta. Isso poderia dar a vantagem para Hamilton para fazer volta rápida feito o martelo, Fazer a parada e voltar na frente de Raikkonen.

Porém, Hamilton fica mais uma volta até que a Mercedes decidiu manter-lo na pista. Já que poderia chover a qualquer momento no circuito. Raikkonen começava a fazer volta mais rápida da prova. Vettel na volta 25 Ultrapassou Ocon e assumiu a 5ªposição com a parada de Romain Grosjean.

Na volta 26, Daniel Ricciardo explodiu o motor quando vinha passando um dos pilotos da Williams. O piloto Australiano vive um momento difícil na temporada 2018 após ter obtido 2 vitórias na parte inicial do ano. Na Volta seguinte, Verstappen foi fazer sua parada. Com isso, Hamilton era o líder com Bottas em 2º e Raikkonen vinha na terceira posição. Vettel subiu para o 4ºlugar.

O piloto inglês vinha com 20 segundos a frente de Raikkonen, Na volta 28 o líder do campeonato vai para os boxes e volta em terceiro lugar, Ficando muito mais atrás do Raikkonen do que ele estava antes da parada. Bottas assumiu a liderança.

Na 30ªVolta, Vettel fez a sua segunda parada para recolocar os pneus mais macios e terminar a corrida.

Raikkonen passa a pressionar Bottas. A Partir dai, O piloto da Mercedes começou a se destacar na prova, Segurando Raikkonen pelo tempo necessário para que Lewis Hamilton chegasse no piloto da Ferrari. Não só isso, O tempo que Raikkonen ficou atrás de Bottas foi o bastante para o pneus dele começassem a ficar com bolhas, Que prejudicaria o desempenho do seu carro no final da prova.

Gasly, Leclerc e Stroll foram para a parada obrigatória na volta 35. Na Volta seguinte, Bottas foi para os boxes. Agora a briga era entre Raikkonen e Hamilton pela vitória. Bottas voltou em 4ºlugar, Atrás do Max Verstappen. Ocon parou na volta 39, Isso junto da ultrapassagem em cima de Perez de novo, Vettel recuperou a 5ªposição. Os últimos a pararem nos boxes foram Perez e Sainz na volta 40.

Hamilton passou  seguir de perto Raikkonen na disputa pela vitória. Mais atrás, Verstappen tentava segurar posição em cima de Bottas. Na Volta 44, O piloto da Mercedes tentou passar Verstappen por fora. O Piloto da Red Bull fechou demais a porta em cima do Finlandês e deu um toque que fez Bottas passar pela área de Escape da primeira Chicane. Isso fez o lance fica sob investigação.

Na volta seguinte, Hamilton foi de vez para cima de Raikkonen. Indo Por fora, O piloto da Mercedes foi decisivo e tomou a liderança. Depois disso o inglês abriu em cima de Raikkonen que estava com os seus pneus detonados. Era 1 segundo por volta que Lewis ganhava de vantagem para o Homem de Gelo.

Já no incidente entre Verstappen e Bottas acabou que o piloto da Red Bull tomou 5 segundos de Penalização no seu tempo final de prova. Isso facilitou a vida de Bottas, Que chegou a atacar Verstappen por umas duas vezes. Sem precisar pressionar, Já que o desempenho do piloto da Mercedes permitia a ele ficar atrás do piloto Holandês.

Hamilton faz uma atuação soberba e venceu na casa da Ferrari, Abrindo 32 pontos a frente do Vettel na liderança do Mundial. Uma enorme vantagem para o inglês que busca o pentacampeonato.

Kimi Raikkonen acabou vendo talvez sua última chance de vencer na sua carreira escapar diante dos seus dedos. Ficando com o 2ºlugar em um final de semana iluminado do Finlandês. Que não terá seu contrato renovado para 2019. O piloto Charles Leclerc ao que tudo indica correr pela Ferrari no ano que vem.

Valtteri Bottas que foi apático na primeira parte de corrida acabou melhorando muito, Sendo Fundamental na vitória de Hamilton e também conseguindo superar Verstappen. A punição de 5 segundos deu ao piloto da Mercedes o pódio. Já Verstappen perdeu também o 4ºlugar para Sebastian Vettel, Após a rodada da primeira curva, O piloto Alemão conseguiu recuperar parte do que perdeu na primeira volta. Porém, Um balde de Água fria depois da Vitória no GP da Bélgica.

Também foi um balde de Água fria para Verstappen que na pista ficou em 3º, Mas punido acabou ficando com o 5ºlugar com o carro da Red Bull. Diga-se de passagem, Max se esforçou ao máximo para ficar com esse pódio.

Romain Grosjean fez um belo final de semana, levando a Haas para o 6ºlugar. Isso ajuda a equipe Norte-Americana na disputa pelo 4ºlugar no Mundial de Construtores com a Renault que não teve um bom final de semana em Monza. (Assim como foi na Bélgica) O piloto Francês superou a os dois pilotos da Racing Point Force India. Esteban Ocon em 7º e Sergio Perez que fez uma bela corrida de recuperação em 8º deram mais 10 pontos para a equipe de Laurence Stroll. Em 2 corridas eles já passaram a Williams, Sauber e já estão na cola de Toro Rosso, Em 8ºlugar com 28 pontos. Com os 59 pontos acrescentados, levariam a nova Force India para o 4ºlugar. A frente da Renault e da Haas.

Carlos Sainz jr. salvou dois pontos para a Renault com o 9ºlugar, E a Williams teve finalmente um bom final de semana. Lance Stroll levou seu carro para o 10ºlugar, Fechando a zona de pontuação. O final de semana da equipe inglesa só não foi prefeita porque o Russo Sergei Sirotkin acabou batendo na trave e não conseguiu marcar ponto ao ficar em 11ºlugar.

Charles Leclerc acabou fazendo uma corrida apenas correta, Ficando em 12ºlugar, Seguido pelo pobre Stoffel Vandoorne que esta com um pé fora da Formula 1, Com uma Mclaren que em nada pode ajudar o Belga nesse momento.

Nico Hulkenberg teve um final de semana bem ruim e acabou em 14ºlugar. Pierre Gasly fez milagre na classificação. Porém, não deu para fazer nada na corrida além do 15ºlugar. Marcus Ericsson da Sauber e Kevin Magnussen com a Haas completaram a lista dos pilotos que terminaram a prova.

Daqui a duas semanas teremos em Cingapura a 15ªEtapa do Mundial de formula 1. Com 7 etapas pela frente, Lewis Hamilton teve uma atuação brilhante e agora abriu uma importante vantagem para Vettel, Que agora terá de lutar muito para tirar essa vantagem do Inglês. Ou então, Podemos esta diante de termos um novo pentacampeão do mundo.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP da Itália de Formula 1
14ªEtapa do 69ºMundial de Formula 1 – Temporada 2018

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Voltas Tempo Grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 53 1:16:54.484 3
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 53 a 8.705s 1
3 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 53 a 14.066s 4
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 53 a 16.151s 2
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 53 a 18.208s 5
6 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 53 a 56.320s 6
7 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 53 a 57.761s 8
8 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 53 a 58.678s 14
9 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 53 a 1:18.140s 7
10 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 52 a 1 Volta 10
11 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 52 a 1 Volta 12
12 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 52 a 1 Volta 15
13 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 52 a 1 Volta 17
14 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 52 a 1 Volta 20
15 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 52 a 1 Volta 9
16 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 52 a 1 Volta 18
17 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 52 a 1 Volta 11
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 23 Motor 19
14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 9 Abandonou 13
28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 0 Suspensão 16

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Toro Rosso/Haas/Force India/Williams/Red Bull

Raikkonen conquista pole position em apertada disputa em Monza

A Ferrari confirmou o favoritismo e levou a pole position, Só que não era o que se esperava: Primeiro, Porque foi a disputa teve o Inglês Lewis Hamilton muito perto das duas Ferrari e segundo, A pole ficou com Kimi Raikkonen.

O piloto Finlandês não largava na frente desde do GP de Mônaco de 2017.

Ameaçado sobre chuva, Todos os pilotos já foram para a pista no Q1, Com exceção dos pilotos da Haas e da Red Bull. Logo deu para perceber que a Ferrari estava na frente da Mercedes. Vettel e Raikkonen marcaram os dois melhores tempos, Seguidos de perto por Lewis Hamilton que sabidamente não tinha um carro tão rápido para combater os carros vermelhos.

Tivemos algumas surpresas no Final do Q1. As Eliminações de Sergio Perez da Force India que acabou marcando bobeira e ficando com o 16ºtempo e de Charles Leclerc que acabou também Eliminado. O piloto Monegasco, que é presença certa pelo menos no Q2. As surpresas foram os dois pilotos da Williams classificados para o Q2 e Pierre Gasly que colocou o motor Honda entre os classificados para a segunda fase da Classificação.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:20.542
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:20.722
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:20.810
4 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:21.280
5 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.381
6 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:21.381
7 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.570
8 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:21.732
9 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:21.783
10 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:21.801
11 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.813
12 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:21.834
13 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.838
14 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:21.850
15 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:21.887
16 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.888
17 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:21.889
18 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:21.934
19 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:22.048
20 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:22.085

No Q2, mais uma vez a disputa ficou entre Vettel, Hamilton e Raikkonen. Era impressionante não o fato de Bottas não conseguir acompanhar os três, Mas sim de Hamilton combater quase que de igual para igual os dois pilotos de casa. Claro que a Torcida Italiana estava impulsionando Vettel e Raikkonen para frente.

Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg acabaram não fazendo tempos no Q2, ambos são punidos. Ricciardo trocou componentes do motor e Nico Hulkenberg por causar o acidente da largada no GP da Bélgica. Nisso sobrou 3 vagas de corte. Essas vagas ficaram nas mãos de Kevin Magnussen e Fernando Alonso, Que abrindo as suas voltas se estranharam. Alonso passou o Piloto da Haas na entrada da primeira chicane e pelo que me pareceu, O Espanhol atrapalhou totalmente o piloto Escandinavo que ficou em 11º. Entre os dois ficou o Russo Sergei Sirotkin com a Williams.

Por falar na equipe de Frank Williams, Eles finalmente conseguiram chegar à parte final da classificação. Lance Stroll colocou o problemático FW41 em 8ºlugar e levou a Williams para o Q3. Pierre Gasly que não tem um motor forte acabou se classificando com a Toro Rosso.

Os Classificados do Q2 foram: Vettel, Raikkonen, Hamilton, Bottas, Verstappen, Grosjean, Ocon, Stroll, Sainz e Gasly.

Resultado do Q2:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:19.629
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:19.798
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:19.846
4 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:20.333
5 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:20.427
6 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:21.239
7 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.315
8 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.494
9 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:21.552
10 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:21.667
11 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:21.669
12 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.732
13 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:22.568
14 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 Sem Tempo
15 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer Sem Tempo

No Q3, Ocon, Gasly e Grosjean foram os primeiros a fazerem volta. Porém, A disputa estava totalmente polarizada entre os pilotos da Ferrari e da Mercedes.

As duas tentativas de Vettel, Raikkonen e Hamilton foram sensacionais. Primeiro com Vettel marcando o melhor tempo com 1:19.497, Depois Kimi baixou esse tempo em 38 milésimos e 8 segundos depois, Hamilton leva seu carro ao limite e marca 1:19.390. Por enquanto a pole e da Mercedes. Bottas ficou a mais de meio segundo atrás de Hamilton em 4º. Depois vinha Max Verstappen já na casa do 1 minuto e 20 segundos. Carlos Sainz, Romain Grosjean vinham na casa do 1 minuto e 21 segundos e Gasly com sua Toro Rosso na casa do 1 minuto e 22 segundos. Stroll não marcou tempo na primeira tentativa,

Todos os pilotos foram para os boxes para trocarem os pneus e partirem para a última tentativa perto do final da classificação. Mais uma vez foi disputadíssima até o momento final. Bottas não conseguiu chegar na turma dos 3 primeiros  e ficou mesmo com o 4ºlugar. Já Hamilton fechou sua volta, Baixando o tempo para 1:19.294, Marcando a pole provisória. Vettel veio logo e seguida, Baixando em 14 milesimos o tempo do líder do campeonato.

Quando parecia que a pole ficaria mesmo com Vettel, Raikkonen veio com tudo e marcando o tempo de 1:19.119 (novo recorde do Circuito de Monza) marca a pole position de número 18 da sua carreira. A Ferrari foram a dobradinha na primeira fila, Com Vettel largando em 2ºlugar.

Lewis Hamilton ficou a 14 milésimos que quebrar a dobradinha da equipe italiana na sua casa. o inglês larga em 3º, com seu companheiro de equipe Valtteri Bottas largando em 4ºlugar. Max Verstappen vai largar em 5ºlugar. O piloto Holandês fez o que era possível  no treino de hoje. Romain Grosjean com a Haas foi o melhor do resto, Superando em sua volta final o Carlos Sainz jr. da Renault. E vai largar ao lado do piloto da Red Bull na 3ªFila.

Sainz jr. e Ocon fazem a 4ªFila e Gasly e Stroll fecham a 5ªFila.

Amanhã teremos o GP da Itália, Na prova mais rápida da temporada de 2018. A Ferrari é favorita a vitória, Mas Lewis Hamilton que pode apontar uma vitória épica em cima da Ferrari em pleno circuito de Monza.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de largada do GP da Itália

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Voltas Fase
1 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:19.119 21 Q3
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:19.280 20 Q3
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:19.294 20 Q3
4 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:19.656 18 Q3
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:20.615 15 Q3
6 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:20.936 21 Q3
7 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:21.041 17 Q3
8 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.099 17 Q3
9 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:21.350 24 Q3
10 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.627 14 Q3
11 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:21.669 12 Q2
12 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.732 13 Q2
13 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:22.568 14 Q2
14 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.888 5 Q1
15 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:21.889 10 Q1
16 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:21.934 12 Q1
17 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:22.048 10 Q1
18 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:22.085 9 Q1
19 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 Sem Tempo 12 Q2
20 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer Sem Tempo 3 Q2

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Mercedes/Red Bull/Williams/Haas/Sauber/

Em Gateway, Power leva a vitória e Rossi acabou salvando o segundo lugar

Grid de Largada: (De Acordo com a classificação de Cada carro no Campeonato)

pos Pilotos Equipe Chassi/Motor
1 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda
2 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda
3 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet
4 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet
5 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda
6 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet
7 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda
8 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda
9 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda
10 Marco Andretti Andretti Herta Autosport Dallara/Honda
11 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet
12 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda
13 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda
14 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet
15 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet
16 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda
17 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet
18 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet
19 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet
20 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet
21 Pietro Fittipaldi Dale Coyne Racing Dallara/Honda

Ainda diante do choque do acidente violento de Robert Wickens. Foi realizado no último sábado o GP de Gateway, O último desafio em oval e noturno da temporada.

Não tivemos a prova de classificação, O que foi ruim para Pietro Fittipaldi que teve um belo desempenho em um dos treinos livres. Como foi cancelada a classificação o Grid de largada acabou sendo a ordem de classificação do campeonato.

Scott Dixon ficou em 1º, Mas não teve o ponto da pole position. Com Alexander Rossi em 2º, Josef Newgarden em 3º, Will Power em 4º, Ryan Hunter-Reay em 5º e Simon Pagenaud em 6º. Tony Kannan larga em 15º, Matheus Leist em 18º e Pietro Fittipaldi sairia em 21º e último lugar. Já que a Schmidt-Peterson não colocou um substituto no carro 6 do piloto Canadense.

Dixon largou bem manteve a liderança, Power subiu para o segundo lugar e Newgarden chegou a passar Rossi, Porém ele acabou perdendo a trajetória da curva e a posição para o piloto da Andretti. Na segunda curva, Sebastien Bourdais acaba batendo. O que provocou a primeira bandeira amarela da corrida. Pietro Fittipaldi aproveitou para fazer uma parada na 4ªVolta.

Após 7 voltas, A corrida recomeça e Dixon manteve a liderança. Newgarden superou Rossi e ganhou o 3ºlugar. Rossi estava a frente do companheiro de equipe Ryan Hunter-Reay que completava os 5 primeiros colocados. Os problemas Aerodinâmicos não permitiram grandes disputas por posição. Dixon abre 1.2 segundos em cima de Power e 4 segundos a frente de Josef Newgarden, Que segurava Rossi, que tinha mais rendimento que o piloto da Penske.

Dixon tinha muitas dificuldades para passar retardatários. Em 40 voltas, O único piloto a tomar uma volta foi o Britânico Max Chilton da Carlin.

Rossi ainda não conseguia passar Newgarden, O norte-americano no rádio pedia calma para a equipe, ele estava esperando uma chance. E ela aconteceu Na volta 49, O Piloto da Andretti foi para cima de Newgarden, Puxou para o mais dentro possível da reta dos boxes e deixou o campeão de 2017 para trás ganhando o 3ºlugar. Em poucas voltas ele abriu de Newgarden que ficou para Hunter-Reay.

Após 50 voltas, Anoitecendo por completo Dixon vinha a 0.7 segundos do Power e Rossi diminuía a diferença para 3.3 segundos sobre o líder do campeonato. O primeiro a fazer a parada foi Charlie Kimball na volta 57.

Aos poucos, Os pilotos foram para a primeira parada. Os primeiros da turma dos líderes a fazer a troca foram Josef Newgarden e Ryan Hunter-Reay na volta 60, Simon Pagenaud na volta 61, Na Volta 62 parou Alexander Rossi e Will Power parou na volta 63. Após as paradas, Dixon voltou à liderança. Will Power manteve o 2ºlugar e Alexandre Rossi manteve o 3ºlugar. Newgarden, Pagenaud, Hunter-Reay, Ed Jones, Andretti e Veach completavam os 9 primeiros colocados. A Se destacar uma bela prova de Gaby Chaves que voltava ao carro da equipe Harding após 3 corridas de ausência. Que vinha em 11ºlugar.

Tirando a briga do Zach Veach pra cima do Marco Andretti disputando o 8ºlugar, a corrida acabou dando uma acalmada, muito por causa da dificuldade de se ultrapassar até mesmo os retardatários.

Por mais de 20 voltas, Dixon não conseguiu dar volta em Ed Carpenter. Somente na volta 110, Finalmente o Neozelandês passou dono da Carpenter, que foi para os boxes. Power apertava Dixon e trazia Rossi com ele.

O primeiro piloto a fazer a segunda parada foi o Norte-Americano Ryan-Hunter Reay na volta 117, Duas voltas depois Will Power foi para cima de Scott Dixon, Tentou passar por fora. Porém, O Australiano pega a parte suja e acaba perdendo o segundo lugar para Alexander Rossi. Power pagou caro pela tentativa ousada.

Ao mesmo tempo, Josef Newgarden perdeu a curva e foi para a parte suja da pista e foi obrigado a entrar nos boxes na volta 121, Power parou na mesma volta. Uma volta antes parou Scott Dixon.

Alexander Rossi assumiu a liderança por 1 volta, até ir para a sua segunda parada. Com 123 voltas não seria fácil para entrar na tática de 3 paradas. Os pilotos que estavam melhores nessa tática eram Graham Rahal que parou na volta 126 e Takuma Sato na Volta 127.

Após 130 voltas: Dixon manteve a liderança, Com Rossi em 2º, Pagenaud que saiu ganhando nas paradas e assumiu o terceiro lugar, Power e Hunter-Reay completavam os 5 primeiros colocados. Josef Newgarden perdeu 2 posições caindo para o 6ºlugar, Ed Jones, Zach Veach e Marco Andretti manteve suas posições e Tony Kannan vinha em uma corrida de ascensão, subindo para o 10ºlugar.

Alexander Rossi, Muito atrás de Dixon reclama assim que ultrapassa Gabby Chaves que teve problemas e acabou ficando com 4 voltas de atraso. O piloto da Andretti sabia da necessidade de um bom resultado.

Na Volta 141, Foi à vez de James Hinchcliffe ir para a parte suja da pista. O único piloto da Schmidt perdeu várias posições. A mesma coisa aconteceu com Simon Pagenaud que caiu do 3º para a 9ªposição. O Piloto australiano é que cresceu demais a partir dai. Power foi para cima de Alexander Rossi e conseguiu a ultrapassagem, O piloto da Andretti quase perdeu o controle do carro e por muito pouco Rossi não acabou indo para o muro. Consequência disso foi a perda de posição para o Ryan Hunter-Reay caindo para o 4ºlugar.

Já Power foi para cima de Dixon, Na Volta 150 o piloto da Penske por dentro ultrapassa Dixon e assume a primeira posição após esta em 4ºlugar a 10 voltas atrás.

Depois da ultrapassagem, Power abriu muito sobre Dixon, Mesmo assim a situação do piloto da Ganassi para o campeonato continuava sendo bem favorável. Ele teria 37 pontos de frente para Rossi que estava em 4ºlugar. Quem vinha fazendo uma bela corrida era Tony Kannan que largou do 15ºlugar para estar em 10ºlugar e era o último dos pilotos que estava na mesma volta do líder.

Na volta 164, Charlie Kimball acabou encontrando o muro de leve, Mas foi o bastante para o norte-americano da Carlin acabou abandonando a prova.

Na volta 173, Ryan Hunter-Reay Fica lento pela pista. E é acionado uma bandeira amarela. O Carro parou no meio dos boxes e teve de ser rebocado para os boxes do carro 28. De lá ele não saiu mais e abandonou a prova. Todos os pilotos aproveitaram para fazerem a terceira parada voltas depois. Porém, nenhum deles teria combustível para terminar a prova. A não ser que os pilotos pouparem combustível para completarem a prova. Charlie Kimball voltou à corrida, Mas já a mais de 10 voltas do líder, O piloto da Carlin não poderia fazer muita coisa.

Na Volta 184, Tivemos a relargada com Power, Dixon e Rossi nas 3 primeiras posições. Newgarden, Jones e Pagenaud disputavam posições logo atrás dos líderes. Na Volta 196, Newgarden acabou perdendo posição para Ed Jones e Simon Pagenaud.

A partir dai, Começou o show de Ed Jones que também passou Zach Veach e depois passou Alexander Rossi. Em um espaço de 3 voltas o piloto da Chip Ganassi assumiu o 3ºlugar chegando a pressionar Dixon em busca do Segundo lugar, Mas seria capaz de Jones passar o líder do campeonato que precisava de cada ponto possível na briga pelo campeonato.

Já Alexander Rossi começou a ficar para trás, Ao invés dos outros pilotos teriam um de fazer uma última parada ou de poupar combustível para terminarem a corrida. Enquanto que Power abria cada vez mais e mais para Dixon. Na Volta 207 a Classificação era: Power, Dixon, Jones, Veach e Pagenaud. Alexander Rossi já tinha caído para a 6ªposição.

O piloto da Andretti que é o grande desafiante de Dixon perdeu posição para Spencer Pigot (que estava fazendo uma bela corrida de recuperação) na volta 213 e duas voltas depois perde o 7ºlugar para Newgarden.

A 27 Voltas do final, Zach Veach ganha posição em cima de Ed Jones. O piloto da Ganassi acabou caindo do 4º para o 7ºlugar em poucas voltas e acabou sendo o primeiro a fazer a última parada. A tática de todos com exceção de Rossi era fazer uma parada no finalzinho mesmo. Era esse o momento que Rossi precisava para ganhar posições e de repente até vencer a corrida. Power tinha chegado a até colocar volta em Rossi.

Na volta 231, Power vai para a última parada e volta atrás de Rossi, Mas agora a vantagem era toda para o piloto australiano que poderia usar toda a potência. Enquanto que o vice-líder do campeonato ainda estava poupando combustível. A ultrapassagem era inevitável e acabou acontecendo a 12 voltas para o final. Com facilidade, Power assumiu a liderança enquanto que Rossi não poderia fazer nada a não ser salvar combustível.

A 10 voltas do final, Dixon vai para a sua última parada, Zach Veach e Josef Newgarden foram os últimos a fazerem a parada. Depois disso Rossi estava em 2ºlugar, A frente de Scott Dixon que vinha se aproximando para uma briga direta não só por posição como pelo campeonato.

Will Power de forma soberana acabou conquistando a sua 3ªVitória no ano e continua vivo na disputa pelo título, A 68 pontos de Scott Dixon restando 159 pontos em disputa. (Prova final a pontuação é dobrada)

Alexander Rossi salvou o 2ºlugar, Após uma corrida arrojada, onde ele correu risco até de bater e abandonar a prova. O norte-americano tirou 3 pontos da diferença de Scott Dixon que marcou os 2 pontos por ter feito o maior número de voltas. O Neozelandês completou o pódio.

Simon Pagenaud em uma corrida de altos e baixos acabou em 4ºlugar. Zach Veach que vem crescendo muito na parte final ficou com um belíssimo 5ºlugar após largar em 16ºlugar. Spencer Pigot vindo do 14ºlugar completou em 6ºlugar em uma corrida discreta, Mas que acabou dando as caras na reta final fazendo um bom resultado para a Carpenter.

Completando os 10 primeiros colocados ficaram Josef Newgarden  que deixou a desejar com o 7ºlugar, Ed Jones que chegou a estar em 3ºlugar acabou perdendo rendimento e acabou ficando em 8ºlugar. Takuma Sato e Graham Rahal em uma prova digna para a Rahal acabaram ficando em 9º e 10ºlugar.

Pietro Fittipaldi fez uma boa corrida, O 11ºlugar após largar em 21º mostrou uma evolução do neto de Emerson Fittipaldi com o bom carro da Dale Coyne. Tony Kannan acabou prejudicado pelo Safety Car e ficou em 13ºlugar e Matheus Leist ficou em 16ºlugar.

Domingo teremos a penúltima prova do Mundial de Formula Indy, No circuito de Portland de volta depois de muito tempo a categoria. Com Dixon, Rossi, Power e Newgarden na disputa pelo Título.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeo:

Resultado final da 15ªEtapa do Mundial de Formula Indy
GP de Gateway – 248 Voltas

pos Pilotos Equipe Chassi/Motor Voltas Tempo
1 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 248 1h 59:30.1972
2 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 248 a 1.3117
3 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 248 a 2.8092
4 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 248 a 3.1336
5 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 248 a 7.2693
6 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 248 a 10.5509
7 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 248 a 10.6003
8 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 248 a 22.1362
9 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 247 a 1 Volta
10 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 247 a 1 Volta
11 Pietro Fittipaldi Dale Coyne Racing Dallara/Honda 247 a 1 Volta
12 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 247 a 1 Volta
13 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 246 a 2 Voltas
14 Marco Andretti Andretti Herta Autosport Dallara/Honda 246 a 2 Voltas
15 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 246 a 2 Voltas
16 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 246 a 2 Voltas
17 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 244 a 4 Voltas
18 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 242 a 6 Voltas
19 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 235 a 13 Voltas
20 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 172 Mecânico
21 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 0 Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar

Ericsson bateu violentamente nos treinos de sexta em dia difícil em Monza

Em Monza tivemos uma sexta-feira que acabou não sendo a mais produtiva do ano. Com pista molhada na primeira sessão de treinos e um terrível acidente no começo da segunda sessão acabaram por comprometer parcialmente o dia de trabalho das equipes.

O primeiro treino acabou com Sergio Perez na liderança, Conquistada depois do cronometro ter sido encerrado. O piloto da Racing Point aproveitou a melhora da pista para marcar o melhor tempo da sessão. Kimi Raikkonen com a Ferrari ficou com o segundo lugar e Esteban Ocon da Racing Point ficou com o 3ºtempo.

O treino da manhã teve também, Brendon Hartley em 4º e Pierre Gasly em 6º com a Toro Rosso. A se destacar os pilotos Carlos Sainz jr. que andou muito bem sobre chuva e de Valtteri Bottas, que chegou a liderar por muito tempo a liderança. Ficou em 10ºlugar por causa da melhora da pista, Muito mais que a melhora dos outros carros.

No segundo treino livre, Logo de cara o Sueco Marcus Ericsson acabou perdendo o controle do seu Sauber e batendo a mais de 300 km/h, O Carro capotou algumas vezes. Algo visualmente fortíssimo, Mas Ericsson não sofreu nada de grave. Após o acidente ele foi até o hospital checar sua saúde. Os danos foram apenas materiais para a Sauber que terá trabalho para remontar o carro para amanhã.

A asa móvel acabou subindo acima do que é o funcionamento normal e falhando de maneira clamorosa.

Veja as imagens:

Foram necessários 20 minutos para se retirar o carro acidentado e para consertarem a pista. Depois disso o treino acabou seguindo normalmente. Já com a pista seca, A Ferrari saiu na frente. Sebastian Vettel, Apesar de ter saído da pista acabou ficando com o melhor tempo do dia com 1:21.105. Kimi Raikkonen completou a dobradinha da Ferrari, com 1:21.375 marcando o segundo tempo.

Já a Mercedes ficou com o 3ºtempo marcado por Lewis Hamilton e o 4ºtempo com o Finlandês Valterri Bottas. E a Red Bull colocou seus dois pilotos em 5º com Max Verstappen e em 6ºlugar com Daniel Ricciardo, Mas a equipe Austríaca esta a 1 segundo atrás da Ferrari e a 7 décimos da Mercedes. Sem qualquer chance de vencer em condições normais, Apenas se na corrida no domingo tivemos chuva.

A Se destacar o ótimo desempenho de Esteban Ocon e de Sergio Perez da Racing Point Force India em 7ª e 8ªlugares e ao piloto de Mônaco Charles Leclerc que colocou a única Sauber do segundo treino em uma excepcional 9ªposição. A lamentar o péssimo desempenho da Mclaren que ficou abaixo até mesmo dos pilotos da Williams e da Toro Rosso. (Que teoricamente teria problemas de potência em Monza)

Amanhã, as 7 da manhã teremos o treino livre da Manhã (FP3) e as 10 da manhã teremos a Classificação Valendo para o Grid de largada do GP da Itália de Formula 1.

Resultado dos Treinos livres de Sexta-Feira:

1ºTreino Livre:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Voltas
1 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.000 18
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:34.550 28
3 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.593 17
4 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:35.024 17
5 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:35.207 13
6 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:35.438 19
7 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:35.665 10
8 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:35.995 15
9 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:36.107 15
10 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:36.238 8
11 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:36.546 6
12 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:36.648 10
13 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:37.066 13
14 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:37.426 14
15 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:37.683 13
16 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:37.790 11
17 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:37.867 4
18 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:37.929 10
19 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:38.253 8
20 47 Lando Norris McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:38.282 9

2ºTreino Livre:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Voltas
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:21.105 27
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:21.375 31
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.392 31
4 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:21.803 35
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:22.154 28
6 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:22.296 28
7 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:22.930 30
8 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:22.942 32
9 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:22.965 20
10 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:23.063 30
11 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:23.077 31
12 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:23.193 32
13 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:23.233 28
14 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:23.402 34
15 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:23.514 28
16 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:23.531 16
17 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:23.566 29
18 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:23.741 23
19 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:24.084 30
20 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO Sem Tempo 2

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Force India/Ferrari/Renault

Sebastian Vettel conquista vitória na Bélgica e diferença de Hamilton cai para 17 pontos

Treino de Classificação: Hamilton conquista a pole position, Nova Force India se classifica de maneira triunfal!

No Q1, Sob tempo seco e com sol, Mas com expectativas de chuva se iniciou a classificação. Logo se notou o melhor desempenho dos carros da Mercedes e da Ferrari. Kimi Raikkonen fez 1:42.585 OS carros  da Red Bull estavam 6 décimos atrás dos carros da Ferrari no mínimo. Na metade do treinamento, Os pilotos da Mclaren estavam muito mal, Alonso e Vandoorne vinham em 16º e 17ºlugares. Junto com os pilotos da Williams e Valtteri Bottas que não tinha marcado tempo.

A 5 minutos do final, O piloto da Mercedes foi para a pista marcar sua volta. Classificando na segunda posição. 220 milésimos atrás de Raikkonen.

Os pilotos da Haas foram muito bem no Q1 se colocando em boas colocações. Alonso tentou melhorar seu tempo, Mas não foi o suficiente para evitar a eliminação vexatória. Os pilotos da Mclaren e Williams acabaram de fora do Q2. Triste a situação das duas equipes que nos anos 90 chegaram a disputarem campeonatos estarem nas últimas 4 posições no Q1. Carlos Sainz jr. acabou sendo o 5ºeliminado. A Renault não se adaptou bem ao circuito de Spa, Muito se deve ao fraco motor da equipe. Nico Hulkenberg ficou em 13ºlugar.

Isso acaba chamando a atenção que os dois pilotos da Toro Rosso com os motores Honda conseguiram a classificação. O que pode começar a indicar que o motor Japonês começa a render melhor. Além do ótimo trabalho dos dois pilotos da Sauber.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo
1 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:42.585
2 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.805
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.977
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:43.035
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:43.199
6 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.597
7 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:43.604
8 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:43.654
9 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.834
10 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:43.846
11 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.003
12 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.004
13 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:44.145
14 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:44.153
15 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:44.221
16 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:44.489
17 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:44.917
18 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.998
19 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:45.134
20 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:45.307

No Q2, Com a chuva ameaçando. Todos foram para a pista de imediato, Ninguém marcando bobeira. Raikkonen continuava sendo o que dava as cartas. 1:41.627. Com Hamilton a 104 milésimos atrás e Vettel já a meio segundo do tempo do Homem de Gelo. Bottas e Hulkenberg não marcaram tempos. Além de Hartley, Leclerc e Ericsson que estavam de fora da fase final da classificação. Gasly estava no Risco de perder sua vaga caso Bottas marcasse um tempo. Porém, Não se sabia se o Finlandês iria para a pista, Já que ele sofreria por trocar componentes da unidade de potência assim como Hulkenberg.

Bottas resolveu partir para uma tentativa a 4 minutos do termino do Q2. Leclerc também estava disposto a entrar no Q3. Bottas conseguiu sem problemas passar para o Q3 em 4ºlugar. Vettel ficou com o tempo mais rápido com Raikkonen, Hamilton e Bottas completando os 4 primeiros colocados. Verstappen, Perez, Grosjean, Ricciardo, Ocon e Magnussen foram os outros 6 classificados. A Force India sob nova direção colocou seus dois carros Na fase final da classificação para o Grid de largada.

Sobrou para Gasly, Hartley da Toro Rosso. Leclerc e Ericsson da Sauber e Hulkenberg da Renault (que não saiu dos boxes no Q2) a eliminação.

Resultado do Q2:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:41.501
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:41.533
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:41.553
4 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.191
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:42.554
6 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.014
7 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.042
8 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:43.126
9 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.302
10 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.320
11 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:43.844
12 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:43.865
13 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:44.062
14 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:44.301
15 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 Sem Tempo

No Q3, A Chuva deu as caras logo desde do primeiro segundo. Os pilotos foram para a pista com os pneus de pista seca. A partir do momento que perceberam que a pista estava começando a ficar molhada. A Primeira tentativa dos pilotos foi jogada no lixo. Max Verstappen arrisca de cara a fazer tempo com os pneus intermediários. Aos poucos, Os outros pilotos também estavam saindo da pista.

Verstappen marcou 2:02.849, Seu companheiro de equipe ficou 2 segundos atrás do piloto Holandês. Raikkonen assumiu a liderança com 2:02.671 a 4 minutos e 35 do final da classificação.

Vettel faz 2:02.446 a 2 minutos e 50 do final, A Ferrari tinha nesse momento a dobradinha. Hamilton a tentar melhorar o tempo acaba saindo da pista a 2 minutos do final. Parecia que a pole iria ficar mesmo com o piloto da Ferrari. Porém, Hamilton ainda teria mais uma chance.

Só que Vettel destruiu o cronometro com o tempo de 2:01.188 a 50 segundos do final. A pole estava nas mãos do piloto Alemão, Mas Hamilton estava melhorando o tempo, Colocando pra baixo todas as parciais. O Tempo de 1:58.179 no final do treino foi uma porrada na concorrência. A pole era de Hamilton.

A grande surpresa do treino foi o desempenho de Esteban Ocon que ficou com o 3ºlugar e de Sergio Perez com o 4ºLugar. Os pilotos da Racing Point largariam na segunda fila. Vettel melhorou seu tempo, Só que insuficiente para tirar a 78ª da Carreira de Hamilton.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Bélgica
12ªEtapa do Mundial de Formula 1 – Temporada 2018

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Voltas Fase
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1’58.179 19 Q3
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1’58.905 18 Q3
3 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 2’01.851 16 Q3
4 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 2’01.894 14 Q3
5 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 2’02.122 20 Q3
6 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 2’02.671 13 Q3
7 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 2’02.769 11 Q3
8 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 2’02.939 16 Q3
9 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 2’04.933 19 Q3
10 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1’43.844 7 Q2
11 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1’43.865 14 Q2
12 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1’44.062 13 Q2
13 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1’44.301 14 Q2
14 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1’44.917 11 Q1
15 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1’44.998 3 Q1
16 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1’45.134 6 Q1
17 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ Sem Tempo 6 Q3
18 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 Sem Tempo 6 Q2
19 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1’44.489 6 Q1
20 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1’45.307 8 Q1

Sebastian Vettel confirma favoritismo e conquista vitória na Bélgica

Confirmando o favoritismo da Ferrari, O Alemão Sebastian Vettel não se intimidou com a pole position de Lewis Hamilton e conquistou a vitória praticamente de ponta a ponta.

Na largada tivemos um acidente impressionante. Nico Hulkenberg acabou atropelando o espanhol Fernando Alonso que acabou saltando e passando por cima do Monegasco Charles Leclerc que se salvou graças ao halo. Esse acidente acabou envolvendo Daniel Ricciardo e Kimi Raikkonen. O Australiano acabou sendo atingido por trás e acabou batendo no pneu e na traseira do homem de Gelo.

Antes da bandeira amarela, Na reta oposta, Sebastian Vettel com mais velocidade de reta passou Hamilton. Mas por muito pouco os dois pilotos da nova Force India não pegaram Vettel e Hamilton com as calça nas mãos e assumirem a liderança da prova. Safety Car depois disso foi acionado.

Raikkonen foi as boxes para trocar os pneus, Daniel Ricciardo foi para a parada para consertar o seu aerofólio traseiro e dessa perdendo 2 voltas em relação aos lideres.

A corrida recomeça na volta 5, Vettel e Hamilton disparam na frente, Com Perez muito bem em 3ºlugar. Verstappen começou a partir para cima de Ocon querendo a 4ªposição. Na Reta o motor da nova Force India era difícil de bater, Mas o jovem piloto Holandês passou no final da reta oposta e faturou a posição.  Enquanto que Valtteri Bottas passou Brendon Hartley em plena Eau Rouge. Uma grande manobra que levou o finlandês a subir para o 13ºlugar.

Raikkonen voltou aos boxes pela segunda vez com problemas na sua asa. Ele acabaria por deixar a prova na volta 10.

Na volta 10, Verstappen supera Sergio Perez e assume a terceira posição. Enquanto isso, Com mais de 340 km/h na reta oposta, Bottas passava seus adversários. Primeiro foi o Sueco Marcos Ericsson da Sauber e na volta seguinte ele passou o Francês Pierre Gasly. Com isso o piloto da Mercedes estava já em 8ºlugar.

Hamilton começava a esforçar uma possível aproximação em Sebastian Vettel, Porém tanto ele como Valtteri Bottas estavam com bolhas nos seus pneus.

Na metade da corrida, O líder do campeonato e segundo lugar na prova Lewis Hamilton acabou indo para os boxes para trocar os pneus, não querendo arriscar um pneu estourado a toa. Isso fez a Ferrari chamar Vettel para ele parar na volta seguinte. Isso evitou que o Alemão perdesse a primeira posição para Hamilton que fez uma volta bem rápida. Na volta 23 Hamilton se livra de Max Verstappen e agora tinha um pouco mais de 1 segundo atrás de Sebastian Vettel.

A partir dai os pilotos partiram para a parada obrigatória nos boxes. Valtteri Bottas que larga em 17ºlugar estava na 4ºlugar, Em uma bela prova de recuperação. Na volta 28. Marcus Ericsson e Brendon Hartley travaram um duelo interessante pelo 10ºlugar. O Sueco passou o piloto Neozelandês que deu o troco na reta oposta. (Que mostra o crescimento da Honda em termos de potência em seus motores) Na volta seguinte o piloto da Sauber deu o troco e passou Hartley de maneira definitiva assumindo o 10ºlugar.

Na 30ªVolta, Valtteri Bottas que vinha em 4ºlugar foi para a sua parada nos boxes, Voltou em 6ºlugar. Perto de Ocon e a 8 segundos de Perez. Vettel abriu 5 segundos de Lewis Hamilton. A vitória do piloto Alemão estava mais do que certa. Daniel Ricciardo depois de mais de 30 voltas na pista com 2 voltas de atraso finalmente deixou a prova.

Bottas foi para cima de Esteban Ocon e acabou ganhando a 5ªposição sem qualquer problema, Agora o finlandês foi a caça de Sergio Perez.

O piloto da Mercedes era evidentemente mais rápido que o mexicano da Racing Point. Mesmo com todo o esforço de Perez. Bottas ultrapassou Perez na 40ªvolta para tomar o 4ºlugar. Era o máximo que ele poderia almejar na prova.

Vettel com os seus 10 segundos de frente para Hamilton levou sua Ferrari até o final e confirmou o favoritismo da equipe italiana, Vencendo pela 52ªVez  em sua carreira. O Alemão se torna isolado o 3ºpiloto com mais vitórias na Formula 1. 1 Vitória a mais que Alain Prost. Mais importante disso foi a sua desvantagem para Hamilton cair de 24 para 17 pontos.

Lewis Hamilton mesmo com a pole position não conseguiu reverter o favoritismo da Ferrari na corrida. O segundo lugar minimizou os prejuízos do líder do campeonato que agora tem 17 pontos de frente para Vettel. O pódio foi completado pelo Holandês Max Verstappen, Que pode se dar por satisfeito pelo 3ºlugar. A torcida Holandesa comemorou o Resultado.

Valtteri Bottas também teve um belo dia, Acabou tocando a parte de trás do carro do Stroll na largada, Mas sem maiores prejuízos para a sua corrida. Largando do 17ºlugar o segundo piloto da Mercedes ganhou um belíssimo 4ºlugar em uma de suas melhores atuações do ano.

O Final de semana da Bélgica teve como vencedores morais a nova Force India. Em uma grande corrida de Sergio Perez e de Esteban Ocon em 5º e 6ºlugares respectivamente. Mesmo com os pontos anulados como Force India, A Racing Point já marca 18 pontos superando a Williams.

Romain Grosjean em 7º fez uma prova discreta assim como Kevin Magnussen que chegou em 8ºlugar, Levaram os dois carros da Haas para a zona de pontuação e se aproximaram da Renault na classificação do Mundial de construtores.

Pierre Gasly que vai correr na Red Bull para a temporada de 2019 chega em 9ºlugar, O que mostra que o motor da Honda não esta tão fraco assim como se imagina. E Marcus Ericsson salvou o final de semana da Sauber, Com uma bela corrida e ganhando a briga contra Brendon Hartley acabou fechando a zona de pontuação em 10ºlugar.

Carlos Sainz jr. se esforçou, Mas não conseguiu nada mais que o 11ºlugar. A Renault não tinha um bom carro para o circuito de Spa-Francorchamps. Siroktin que chegou a sonhar com o primeiro ponto dele no ano, Mas acabou em 12º e Lance Stroll que tem futuro certo na Racing Point em 2019 em 13ºlugar. A Williams parece que deu uma melhorada em seu carro, Mas longe de ser algo que anime a equipe de Frank Williams para melhores resultados.

Brendon Hartley mais uma vez ficou muito longe de Pierre Gasly, Um 14ºlugar que não ajuda em nada o Neozelandês a permanecer no Mundial de Formula 1. E Stoffel Vandoorne que parece estar com os dias contados na Mclaren ficando com o 15ºlugar.

Semana que vem teremos a corrida mais rápida do Mundial de Formula 1. No Tradicional Circuito da Itália para a 13ªEtapa do Campeonato que esta ficando cada vez mais disputado entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final do GP da Bélgica
12ªEtapa do Mundial de Formula 1 – Temporada 2018

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Voltas Tempo Grid
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 44 1h 23:34.476 2
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 44 a 11. 061 1
3 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 44 a 31.372 7
4 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 44 a 1:08.605 17
5 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 44 a 1:11.023 4
6 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 44 a 1:19.520 3
7 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 44 a 1:25.953 5
8 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 44 a 1:27.639 9
9 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 44 a 1:45.892 10
10 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 43 a 1 Volta 13
11 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 43 a 1 Volta 19
12 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 43 a 1 Volta 15
13 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 43 a 1 Volta 16
14 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 43 a 1 Volta 11
15 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 43 a 1 Volta 20
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 28 Abandono 8
7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 8 Abandono 6
16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 0 Acidente 12
14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 0 Acidente 14
27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 0 Acidente 18

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Mercedes/Red Bull/Force India/Toro Rosso/Haas/Sauber/Williams/Mclaren

Mercado de Pilotos para 2019 – Os novos rumos da Formula 1

A nova realidade da Formula 1 para 2019, Se modifica mais rápido do que se pensava. Com várias mudanças para a próxima temporada.

Daniel Riccardo e sua aposta na Renault

A escolha de Daniel Ricciardo pela Renault foi uma surpresa. O piloto Australiano faz uma aposta em uma equipe de Fábrica para as próximas temporadas. Faz muito tempo que uma equipe não faz uma aposta em 2 pilotos muito talentosos como Nico Hulkenberg e Daniel Ricciardo.

Foram 5 temporada pela Red Bull, Aonde Ricciardo mostrou muito talento. Esse talento por vezes conseguiu suprir as deficiências de motor que a Equipe Austríaca tem desde de 2014. Terceiro lugar no Mundial de Pilotos de 2014 e de 2016. 7 vitórias até agora em sua carreira (Canada, Hungria e Bélgica em 2014 , Malásia 2016, Azerbaijão 2017, China e Mônaco nessa temporada)

O objetivo e colocar a Renault para disputar o Título. A dupla de pilotos a equipe Francesa tem para 2019. Porém ainda falta 1 segundo para eles começarem a disputarem vitórias. É muito provável que a Renault consiga o 4ºlugar no Mundial de Construtores.

o objetivo da escuderia é “lutar pelo título mundial” da principal categoria do automobilismo mundial. – Falou Jerome Stoll, Presidente da Renault Racing.

Carlos Sainz jr. estava fora da Renault para 2019, Mas ele em alguns dias eles acharia o seu lugar para a temporada que vem. O Espanhol terá a responsabilidade de substituir a Fernando Alonso que após 17 temporadas na Formula 1 e sem expectativas de disputar o título no futuro acabou anunciando que esta fora da categoria em 2019. O Espanhol foi campeão em 2005 e 2006 pela Renault. O provável destino deve ser correr na Formula Indy em uma parceria com a Mclaren.

Red Bull sobe Pierre Gasly a Red Bull

Após perderem Daniel Ricciardo, A Red Bull acabou subindo Pierre Gasly para formar dupla com Max Verstappen. Será o primeiro ano da Red Bull com os motores japoneses. Daí pode se ver uma vantagem para Gasly que já trabalha com esses motores nessa temporada com a Toro Rosso.

A Red Bull finalmente tem uma Fábrica de Motores para trabalhar. Porém, é uma aposta arriscada para ter os motores Honda. Por mais que a Red Bull faça um grande Chassis, O motor pode derrubar um grande carro. Lembre das temporadas ruins que a Mclaren teve em 2015 e 2017 aonde a Mclaren tinha um belo chassi, Mas um péssimo motor o que fez eles ficarem em 9ºlugar no Mundial de Construtores.

Então, Pode ser por causa do Motor Honda é que Daniel Ricciardo preferiu correr pela Renault em 2019 fazendo uma aposta que pode ser uma aposta mais segura.

A Compra da equipe Force India pelo pai de Lance Stroll.

O pai do piloto Lance Stroll, Acabou por salvar a Force India. Lawrence Stroll liderou um consócio de empresários que comprou os ativos da equipe indiana. A Equipe só teve sua participação confirmada no GP da Bélgica, Com a mudança de nome de Sahara Force India para Racing Point Force India. Com isso os 59 pontos que a equipe marcou como Force India foram anulados. A equipe ainda vai ter a premiação do campeonato a partir do GP da Bélgica além do porte financeiro.

Opinião: Mesmo que tenha sido mudado o nome da equipe, Eu não considero justo que se retire os pontos da equipe. Até porque eles não mudaram a estrutura física da equipe, Só mudaram o nome. Com todos os problemas financeiros que a Force India teve acho até que esses problemas demoraram para acontecer. Esperamos que a Racing Point não seja uma aventura e que ela possa continuar uma equipe competitiva. Já na próxima prova do Campeonato podemos ver Lance Stroll na nova equipe no lugar de Esteban Ocon, Que poderá ser emprestado para a Mclaren no Lugar de Stoffel Vandoorne. Com isso sobraria a vaga de Stroll para o Polonês Robert Kubica.

As vagas que resta para 2019

Mercedes, Red Bull, Renault já confirmaram suas vagas, Vettel confirmado na Ferrari, e de Carlos Sains jr. pela Mclaren restam 12 vagas para serem confirmadas para a temporada de 2019.

Equipes e Pilotos para a temporada de 2019:

Equipe Pilotos 2018 Pilotos 2019
Mercedes Lewis Hamilton Valtteri Bottas Lewis Hamilton Valtteri Bottas
Ferrari Sebastian Vettel Kimi Raikkonen Sebastian Vettel A definir
Red Bull Daniel Ricciardo Max Verstappen Max Verstappen Pierre Gasly
Renault Nico Hulkenberg Carlos Sainz jr. Nico Hulkenberg Daniel Ricciardo
Force India Sergio Perez Esteban Ocon Lance Stroll (Provavelmente) A definir
Haas Romain Grosjean Kevin Magnussen A Definir A definir
Mclaren Fernando Alonso Stoffel Vandoorne Carlos Sainz jr. A definir
Toro Rosso Pierre Gasly Brendon Hartley A Definir A definir
Sauber Marcus Ericsson Charles Leclerc A Definir A definir
Williams Lance Stroll Sergei Sirotkin A Definir A definir

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Renault/Red Bull/Force India/Mclaren/Toro Rosso