Crutchlow conquista pole position em Jerez

Um inglês roubou a cena em Jerez de la Fronteira, Cal Crutchlow em ótima fase conquistou hoje a pole position que tinha Dani Pedrosa e Marc Marquez como os principais favoritos a essa conquista.

Crutchlow em sua volta final a menos de 1 minuto do final marcou 1:37.653 e abaixou o tempo de Pedrosa em quase 2 décimos, O piloto da LCR não foi mais alcançado. Apesar do esforço de Jorge Lorenzo que marcou uma boa volta, Que permite o espanhol da Ducati abrir a segunda fila do Grid. Marc Marquez não acertou as 2 últimas voltas e vai largar em 5ºlugar, Alex Rins em um bom treino levou a melhor Suzuki para o 6ºlugar ao fechar a segunda fila.

A primeira fila será completado pelo Francês Johann Zarco que vai correr pela KTM na temporada de 2019. Marcando no final do Treinamento o tempo de 1:37.969.

Andrea Dovizioso fez um treino apenas razoável, Vindo do Q1 aonde ele sobrou na turma, Classificando com facilidade em 1ºlugar. O líder do campeonato larga no meio da 3ªfila. Atrás de Andrea Iannone da Suzuki e a frente de Danilo Petrucci com a Pramac Ducati de 2018. Fechando os 12 primeiros lugares, na 4ºfila largam: Valentino Rossi, Marevick Viñales e o Australiano Jack Miller.

A situação das motos da Yamaha é frustrante em temos de desempenho, Como uma moto oficial consegue ficar atrás e muito atrás do Johann Zarco da Tech 3, Com uma Yamaha-Chassi de 2016. Um tapa na cara na cúpula dos projetistas da moto de 2018. Vinãles garantiu a vaga no Q2 por apenas 4 centésimos a frente de Aleix Espargaró que sempre leva a Aprilla ao limite e por muito pouco não conseguiu tomar o lugar de um dos favoritos na primeira fase.

Bom trabalho de Takaaki Nakagami e de Franco Morbidelli, completando a 5ªFila. Com a mesma moto da Honda, Com a diferença de que o Japonês corre com a LCR Honda de 2017 e o Ítalo-brasileiro. Mika Kallio que corre nesse final de semana com a 3ªMoto da KTM larga em 19ºlugar, A frente de Bradley Smith. Quem deixou a desejar foram Hafisz Syarhin com o fraquíssimo 22ºlugar com a Tech 3 e Scott Redding que vai largar na última posição.

Amanhã, 9 da manhã teremos a largada para a 4ªEtapa da Categoria principal do Mundial de Motovelocidade

Grid de largada do Mundial de Motovelocidade
GP da Espanha – MotoGP – 2018

pos Pilotos Equipe Motos Tempo
1 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’37.653
2 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’37.912
3 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’37.956
4 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’37.969
5 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’37.977
6 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’37.984
7 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’37.987
8 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’38.029
9 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’38.086
10 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’38.267
11 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’38.281
12 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’38.522
13 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’38.389
14 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’38.481
15 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’38.544
16 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’38.598
17 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’38.610
18 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’38.752
19 36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’38.759
20 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’38.838
21 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’38.961
22 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.135
23 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’39.146
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’39.708
25 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’39.918

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Corridas Histórias: GP de Waltins Glen – IRL 2005 (Formula Indy) – Dixon vence após 2 anos na Seca, Andretti-Green comemora campeonato de Dan Wheldon

Grid de Largada

Pos Pilotos Chassi/Motor Equipe Tempo
1 Helio Castroneves Dallara/Toyota Marlboro Team Penske 1’30.6688
2 Giorgio Pantano Panoz/Toyota Target Chip Ganassi Racing 1’30.6903
3 Patrick Carpentier Dallara/Toyota Cheever Racing 1’30.7889
4 Scott Dixon Panoz/Toyota Target Chip Ganassi Racing 1’30.8783
5 Tony Kanaan Dallara/Honda Andretti Green Racing 1’30.9576
6 Dario Franchitti Dallara/Honda Andretti Green Racing 1’31.2215
7 Vitor Meira Panoz/Honda Rahal Letterman Racing 1’32.5647
8 Buddy Rice Panoz/Honda Rahal Letterman Racing 1’32.8638
9 Dan Wheldon Dallara/Honda Andretti Green Racing 1’32.9704
10 Tomas Scheckter Dallara/Chevrolet Panther Racing 1’33.0504
11 Sam Hornish Jr. Dallara/Toyota Marlboro Team Penske 1’33.3512
12 Tomas Enge Dallara/Chevrolet Panther Racing 1’33.3885
13 Alex Barron Dallara/Toyota Cheever Racing 1’33.4835
14 Bryan Herta Dallara/Honda Andretti Green Racing 1’33.6694
15 Kosuke Matsuura Panoz/Honda Aguri-Fernández Racing 1’33.7564
16 Danica Patrick Panoz/Honda Rahal Letterman Racing 1’33.8566
17 Roger Yasukawa Dallara/Honda Dreyer & Reinbold Racing 1’34.5492
18 Scott Sharp Panoz/Honda Aguri-Fernández Racing 1’34.9094
19 Jeff Bucknum Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 1’35.4310
20 Ed Carpenter Dallara/Toyota Vision Racing 1’37.9000

Final da temporada de 2005 da Indy Racing League. A primeira com Circuitos mistos. Era dia de decisão, Dan Wheldon com uma diferença enorme na liderança do campeonato, Tudo que bastava para Dan Wheldon era largar para confirmar o título da temporada de 2005. Porém, não foi motivo para essa prova não ter sido importante apenas pelo campeonato do piloto Inglês. A prova teve sua importância. Era a primeira corrida em termos internacional de categorias de Formula, desde do GP de Watkins Glen de 1980 do Mundial de Formula 1.

Hélio Castroneves largava da pole position com Giorgio Pantano da Chip Ganassi ao seu lado, Na segunda fila largavam Partick Carpantier e Scott Dixon, Na terceira Fila largam o Escocês Dario Franchitti e o Brasileiro Tony Kannan (que tinha alguma chance de título). Dan Wheldon larga do 9ºlugar.

Castroneves manteve a liderança da prova, Enquanto que Pantano perdeu terreno e Tony Kannan deu um pulo enorme para o 2ºlugar. Sem incidentes nas primeiras curvas. Após a primeira volta: Castroneves e Kannan lideravam. Depois vinham Dixon, Franchitti, Carpantier e Pantano que não estava acostumado com as largadas lançadas.

Scott Dixon com o carro ruim da Ganassi nesse ano tenta o ataque em cima de Kannan, Mas precisava se cuidar com Franchitti. Um pouco mais atrás, Enge e Scheckter se pegavam pelo 9ºlugar na 3ªVolta.

Helinho estava com uma pequena vantagem para Kannan que vinha Dixon e Franchitti por peto e Carpentier mais atrás no 5ºlugar.

Na 5ªVolta, Tomas Scheckter que prometia uma corrida de recuperação (Sendo a esperança da Chevrolet para a prova) acabou rodando e indo para a caixa de brita devido a uma Suspensão que quebrou, O Sul-africano abandona e foi acionada a primeira bandeira amarela da prova.

Quem estava do meio para trás a bandeira amarela acabou indo para a 1ªparada. Dessas paradas acabou Wheldon saindo na frente, Com a Danica Partick e Sam Hornish jr. logo a seguir. As equipes da Danica e do Ed Carpenter trabalham muito bem e ganharam posições. Já Buddy Rice, Alex Barron e Bryan Herta foram os pilotos que mais perderam.

Relargada na volta 9: Castroneves, Kannan, Dixon, Franchitti, Carpentier, Pantano, Meira e Enge eram os pilotos que não tinham parado nessa. Toyota e Honda dominavam os 7 primeiros colocados. O primeiro piloto da Chevrolet era Enge na 8ªposição. Os pilotos da Penske usavam motores Toyota e os Carros da Andretti usavam motores Honda.

Enge ganhou a 7ªposição do Meira, Enquanto isso o Canadense Partick Carpentier ganhou o 4ºlugar do Franchitti, Aproveitando a relargada. Dessa vez, Pantano largou bem e segurou o 6ºlugar. Castroneves manteve uma pequena vantagem para Kannan e Dixon, ainda não tinha disputa direta entre os 3 pela liderança na 11ªVolta. Carpentier conseguiu se livrar um pouco da pressão de Franchitti. 2 Voltas depois, O virtual campeão Dan Wheldon passou Vitor Meira (Da Rahal que teria um dia infernal) e ganhou o 8ºlugar.

Tirando a largada, A prova ainda não tinha esquentado em termos de disputa. Castroneves, Kannan, Dixon e Carpentier formavam o primeiro grupo da prova, Com Franchitti tentando alcançar a turma e Pantano mais atrás em 6ºlugar, Na Volta 16.

2005 WGI IRL

Dixon na volta 18 fez uma tentativa de ultrapassagem sobre Kannan e começou a ir a caça do piloto Brasileiro que se defende bem dos ataques do piloto da Ganassi. Nessa história, Castroneves disparou na liderança e com essa disputa: Partick Carpentier, Dario Franchitti e Giorgio Pantano se juntaram ao Grupo.

Pantano e Carpantier foram para a primeira parada deles na volta 21, Meira também parou nessa volta. O que já colocariam os 3 na tática de 2 paradas nos boxes. Na volta 22 pararam Castroneves e Scott Dixon. Kannan era o líder com Franchitti na segunda posição. Pantano passou de novo nos boxes, Perdendo tempo com uma punição que ele provavelmente pagou.

Kannan e Franchitti pararam na 23ªVolta. Após as paradas: Castroneves saiu na frente de com Dixon em 2º se aproveitando da falta de aquecimento dos pneus de Kannan que ficou em 3º, Franchitti subiu do 5º para o 4ºlugar dos que pararam. Wheldon estava na liderança com Sam Hornish jr. em 2º e Matsuura em 3º, logo eles iriam fazer a suas paradas nos boxes. O piloto Inglês da Andretti já tinha garantido o campeonato de 2005, Poderia na tática ganhar mais uma prova.

Na 25ªVolta, Hornish jr. da Penske foi para cima de Wheldon, Buscando a liderança mesmo não tendo muita experiência nos ovais. Kosuke Matsuda da equipe Aguri Suzuki Fernandes parou nos boxes na 26ªVolta. Não iria demorar muito para os dois que vinham disputando a liderança fazerem a 2ªparada.

Buddy Rice parou nos boxes na mesma e acabou batendo na saída dos boxes com seu carro (o Histórico dessa Curva após a saída dos boxes não era só da prova de 2017 em Walkins Glen) O piloto da Rahal-Letterman não fazia uma boa corrida como não fazia um bom campeonato. Enquanto Rice se arrastava na pista, Hornish jr. acabava de fazer a sua segunda parada nos boxes (Certamente iria para 3 paradas)

Na mesma volta, O Carro de Danica Patrick fica parado na entrada de uma curva, Não tinha como não da bandeira amarela em um ponto perigoso da pista. O problema pode ter sido ou mecânico ou eletrônico, O Carro tinha parado do nada. Logo depois de uma ajuda do rebocador Danica consegue pegar no tranco e voltar a corrida. O Mesmo não se podia dizer de Buddy Rice que voltou para os boxes e abandonou a prova.

Quem levou a pior nessa foi Wheldon que estava em 1º, Porém era o único que não tinha feito a segunda parada dos pilotos que optaram por outra tática e caindo para os últimos lugares. Na frente Herta, Sharp e outros dois pilotos também tiveram que fazer a segunda parada nos boxes. Para Danica a situação era péssima! Foi para os boxes e quase não conseguiu partir de volta a prova.

Relargada na Volta 31, Com o Brasileiro Hélio Castroneves na liderança, com Dixon, Kannan e Franchitti na perseguição. Tomas Enge fez uma bonita ultrapassagem sobre Matsuda e assumiu o 8ºlugar, Ele era o melhor representante dos motores Chevrolet. Quase ao mesmo tempo Dixon ultrapassou Castroneves e assumiu a liderança.

Franchitti partia para cima de Tony Kannan, Em disputa pelo 3ºlugar. A equipe Andretti já estava colocando o cartaz de campeão para o Britânico que vinha em 12ºlugar. Vitor Meira com problemas em seu carro estava nos boxes. Um dia péssimo para a Rahal Lettermann

Classificação após 33 Voltas: Dixon, Castroneves, Kannan, Franchitti, Carpantier, Enge , Scott Sharp, Kosuke Matsuda e Jeff Bucknum. Em 6ºlugar, O piloto Tcheco da Vision fazia grande corrida assim como Jeff Bucknum da equipe A.J.Foyt. (Que na época era uma das piores equipes da categoria)

Dixon vinha disparado na liderança, Castroneves tinha pequena vantagem para Kannan que estava mantendo o 3ºlugar da ameaça do Escocês Dario Franchitti. Carpentier e Enge mostravam um ótimo trabalho usando a experiência deles em circuitos mistos na formação dos 2. Whekdon vinha um pouco atrás de Matsuda e Bucknum, Em 12ºlugar. O que derrubou a prova dele foi a bandeira amarela que fez ele perder a vantagem que ele tinha na sua tática de corrida que adotou.

Com 36 voltas completadas, Começava a preocupação com a 2ªparada dos líderes. Enquanto isso continuava Dixon a frente, Com Castroneves, Kannan, Franchiti e Carpantier na balada, disputando o 2ºlugar, Mas não tinha disputa praticamente e nem uma real tentativa de ultrapassagem. Prova começava a dar sono e começando a ficar muito nas mãos do Neozelandês.

Alex Barron fez uma troca complicada com o carro da equipe Cheever, Possivelmente a segunda e última nos boxes. Castroneves parou na volta 42 para a derradeira parada nos o Boxes, Assim como Tomas Enge e Kosuke Matsura fizeram a suas paradas.

Dixon foi para a sua última parada de boxes na 43ªVolta. Kannan voltava a liderança com Franchitti na sua cola o tempo inteiro da prova praticamente. Carpantier que tinha feito a parada foi para cima de Castroneves da Penske. Enquanto que Kannan e Franchitti pararam na volta 44º. Novamente a equipe de Kannan trabalhou melhor e voltou a frente do escocês Voador. Dan Wheldon para pela última vez na 44ªvolta.

Na volta seguinte ele foi para a briga com Franchitti e ganhou posição na Marra. Aliás a parada não foi tão boa para Dion que perdeu posições para Kannan e Andretti. Porém, Dixon foi para cima de Kannan e no começo da volta 46, Colocou por dentro no final da reta e ultrapassou. O Neozelandês estava possuído naquele dia.

San Hornish jr. era o líder, Mas teria de fazer a parada. Foi exatamente o que ele fez na entrada da volta 47. A liderança volta para as mãos de Dixon, Com Kannan em 2º, Franchitti em 3º, Jack Bucknum em 4º (Piloto da Foyt ainda teria de fazer a segunda parada) Carpentier em 5º, Castroneves em 6º. O Brasileiro perdeu muito rendimento após a sua parada final. Pantano e Enge vinham logo atrás de Hornish jr. em 8º e 9º.

Agora Dixon tinha nos seus calcanhares Tony Kannan, que se livrou da pressão de mais de 35 voltas de Franchitti. A corrida chegava perto do seu final, Com promessa de disputa pela vitória.

A 10 voltas do final, O Japonês Roger Yasukawa (16ºlugar) levou uma volta assim como Kannan, Começava os líderes a terem retardatários. Os dois postulantes a vitória não tinham problemas em ultrapassar eles. Já Franchitti já teve mais problemas para passar o piloto da Dreyer & Reinbold Racing.

A 7 voltas do final, Alex Barron roda e fica em posição perigosa. Bandeira amarela Acionada pela terceira vez! O final de prova iria ser arrepiar. Dixon, Kannan, Franchitti, Carpenter, Pantano, Castroneves, Wheldon, Hornish jr., Enge e Sharp estavam entre os 10 primeiros colocados a 6 voltas do final.

De maneira até rápida, Tiraram o carro de Barron da pista e limparam o ponto aonde foi a rodada, Tudo para que a bandeira verde fosse dada ao restarem 4 voltas para o final. Dixon dispara na liderança com Kannan e Franchitti tentando alcançar o piloto da Chip Ganassi. Lá atrás teve confusão com os retardatários Roger Yasukawa e Ed Carpenter, Pantano e Wheldon levaram a melhor, Ganharam posições de Castroneves e Carpentier e Faturando o 4º e 5ºlugares respectivamente.

Kannan partia para o ataque em cima de Dixon, Porém o Neozelandês estava muito a frente do Brasileiro que também não via o segundo lugar dele ameaçado, Pois Franchitti vinha 2 segundos atrás do companheiro de equipe na Andretti.

Na volta final, Na parte intermediária tivermos confusão: Enquanto Dixon, Kannan e Franchitti passavam limpos, Tomas Enge e Hélio Castroneves acabaram batendo ao saírem da reta oposta (Os dois se colidiram disputando posição). Final de prova, A vitória ficou com Dixon que quebrava um jejum de quase 2 anos sem vitória. Kannan ficou em 2º e Franchitti em 3º. Wheldon ficou com o 5ºlugar e confirmou o título da temporada de 2005 da Indy Racing League.

Diga-se de passagem, um título merecido para saudoso piloto da Andretti. Depois da prova, A Equipe Andretti foi para a festa na pista, Com os zerinhos de Kannan e a grande festa de Dan Wheldon.

Kosuke Matsura, Sam Hornish jr., Bryan Herta, Scott Sharp e Partick Carpantier completaram os 10 primeiros colocados.

Resultado final do GP de Walkins Glen
16ªEtapa da Indy Racing League – 2005

Pos Pilotos Chassi/Motor Equipe Voltas Tempo
1 Scott Dixon Panoz/Toyota Target Chip Ganassi Racing 60 1h 45:42.3804
2 Tony Kanaan Dallara/Honda Andretti Green Racing 60 a 0.6540
3 Dario Franchitti Dallara/Honda Andretti Green Racing 60 a 1.1457
4 Giorgio Pantano Panoz/Toyota Target Chip Ganassi Racing 60 a 1.8799
5 Dan Wheldon Dallara/Honda Andretti Green Racing 60 a 2.1267
6 Kosuke Matsuura Panoz/Honda Aguri-Fernández Racing 60 a 11.4438
7 Sam Hornish Jr. Dallara/Toyota Marlboro Team Penske 60 a 12.5652
8 Bryan Herta Dallara/Honda Andretti Green Racing 60 a 18.1812
9 Scott Sharp Panoz/Honda Aguri-Fernández Racing 60 a 18.3781
10 Patrick Carpentier Dallara/Toyota Cheever Racing 60 a 39.8163
11 Jeff Bucknum Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 60 a 41.8182
12 Helio Castroneves Dallara/Toyota Marlboro Team Penske 59 Acidente
13 Tomas Enge Dallara/Chevrolet Panther Racing 59 Acidente
14 Ed Carpenter Dallara/Toyota Vision Racing 59 a 1 Volta
15 Roger Yasukawa Dallara/Honda Dreyer & Reinbold Racing 58 a 2 Voltas
16 Danica Patrick Panoz/Honda Rahal Letterman Racing 58 a 2 Voltas
17 Alex Barron Dallara/Toyota Cheever Racing 58 a 2 Voltas
18 Vitor Meira Panoz/Honda Rahal Letterman Racing 48 Elétrico
19 Buddy Rice Panoz/Honda Rahal Letterman Racing 27 Acidente
20 Tomas Scheckter Dallara/Chevrolet Panther Racing 4 Suspensão

Fotos:

 

Vídeo da Prova:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar/MotorSport.com

Com muita sorte, Hamilton conquista vitória em Baku e vira líder do Mundial

Em sua 3ªEdição, O GP do Azerbaijão mais uma vez se mostrou imprevisível, Até o final da corrida não se pode dar por certo quem vai ganhar. Baku tem seus mistérios, Essa edição tinha tudo para esta nas mãos de Sebastian Vettel e de Valtteri Bottas, Mas foi Lewis Hamilton quem acabou levando a vitória. (63ªVitória da sua carreira)

Vettel largou bem, Com Hamilton e Bottas logo a seguir. Verstappen e Ricciardo disputavam o 4ºlugar. Lá atrás, Muita confusão. Primeiro, Sergei Sirotkin toca na traseira de Perez e seu bico dianteiro quebra. Segundos depois Sirotkin acaba espremido por Hulkenberg e Alonso, Com isso a suspensão do Russo quebra. Um pouco mais a frente, Raikkonen que perdeu a posição para Ocon, que foi para cima do Francês que tentou manter a 6ªposição e acabou se chocando com  o homem de gelo, Levando a pior e indo parar no Muro.

O Safety Car entrou na pista. Raikkonen teve de ir para os boxes, Assim como alguns pilotos que se envolveram na confusão. A imagem do começo da prova foi Fernando Alonso tendo de ir aos boxes com 2 pneus furados, 1 com a borracha dechapando e o outro no aro apenas. Foi um milagre o Espanhol não ter abandonado pelos danos que teve em seu assoalho do seu Mclaren-Renault.

Foram 5 voltas para limparem a pista, Na 6ªVolta a corrida recomeça. Verstappen foi para o ataque e passou Ricciardo que por excesso de precaução, Perdeu posição para Carlos Sainz jr.

Vettel vinha na liderança e abria de Hamilton que abria de Bottas. Os 3 abriam diferença para os dois da Red Bull que vinham sendo pressionados por Sainz jr (Verstappen). e Hulkenberg (Ricciardo). Com pneus mais duros e com problemas na recarga de energia os dois viraram alvo fácil para os pilotos da equipe Francesa que passaram ao mesmo tempo. Destaço que a disputa entre Verstappen e Sainz jr. que ficaram 3 voltas trocando posição. Na 10ªVolta, Hulkenberg passou Verstappen para ganhar o 5ºlugar.

Porém, A prova do piloto Alemão acabaria na volta 11, Quando ele acaba saindo de traseira e acabou indo para o Muro, Danificando sua posição e abandonando a prova. Enquanto isso Raikkonen já aparecia entre os 10 primeiros lugares, Já atrás de Stroll e Leclerc. Enquanto isso quem vinha abrindo diferença era

Na volta 15, Verstappen passou Sainz que aproveitou e foi para a primeira parada nos boxes, Colocando os pneus mais duros para completar a prova. Enquanto isso Leclerc vinha muito bem, Superou Lance Stroll se destacando na corrida. Ao contraio de seu companheiro de equipe. Marcus Ericsson acabou passando reto e perdendo muito tempo, E ainda por cima ele acabou tomando penalização de 10 segundo por um incidente com Magnussen. (Como eu não vi, Não tem como dar uma opinião)

Continuava a disputa entre Verstappen e Ricciardo pelo 4ºlugar, Trocando de posição em intensa disputa. Raikkonen passou Stroll e e também passou pelo Leclerc, Na volta 17, o finlandês passou para o 6ºlugar. Na volta 21, O mexicano Sergio Perez em belíssima corrida de recuperação ultrapassa Lance Stroll que acabou alongando a primeira curva e perdendo algum tempo.

Na volta seguinte, Hamilton que vinha tirando aos poucos a vantagem de Sebastian Vettel, Acabou também alongando a curva, travando os pneus e deixando esses pneus quadrados. A parada foi antecipada, Na 23ªVolta com os pneus médio que teriam de aguentar 28 voltas até o final da prova. Vettel vinha agora 13 segundos de frente para Bottas e 30 segundos a frente do Hamilton. A Corrida estava se encaminhando para as mãos do líder do campeonato.

A corrida chegava na sua metade. Os pneus estavam durando muito, O Desgaste dos pneus que já é baixo. Com o tempo encoberto e frio era mais baixo ainda. Grosjean que largou do último lugar já vinha em 8ºlugar, logo após a parada de Charles Leclerc da Sauber. Todos os pilotos iriam para 1 única parada nos boxes.

Na 27ªVolta, Ricciardo tenta o ataque em cima de Verstappen, Consegue passar na curva 1, O jovem piloto Holandês voltou pra cima do Australiano e deu o troco, Voltando ao 4ºlugar.

Enquanto isso, Alonso perde tempo e perdeu o 11ºlugar para Stroll, Era um final de semana bem difícil para a Mclaren. Vandoorne vinha em 16º, 1 volta atrás dos líderes.

Vettel, Bottas, Verstappen e Ricciardo ainda não tinham parado nos boxes, poderiam tentar fazerem a parada e irem para os pneus mais macios para ganharem a corrida. Na volta 30 é Vettel, O líder para para colocar os pneus mais duros. Bottas assume a liderança com 11 segundos de frente para Vettel que vinha 8.3 a frente de Hamilton.

Os pneus mais novos demoravam para renderem bem, algo muito estranho. Já que a tendência é os pneus é geralmente os mais novos renderem melhor do que os mais novos. Bottas fez a melhor volta da prova. Com pneus de mais de 35 voltas de uso. O Finlandês teria de parar nos boxes assim como Verstappen e Ricciardo.

Na volta 35, Ricciardo foi para uma nova tentativa de ultrapassagem sobre Verstappen e por fora realizou a ultrapassagem e levou a 4ªposição. E assim quando ele começou a abrir diferença praticamente poderíamos concluir que era assunto encerrado em relação a essa disputa.

Na Volta 38, Ricciardo foi para a sua única parada, Colocando os pneus ultrasoft. Na Volta seguinte foi a vez de Verstappen ir para os pneus ultrasoft e devido a demora dos pneus de Ricciardo esquentarem. O holandês ganhou a posição de número 4. Enquanto que Valtteri Bottas faz melhor volta da corrida com os pneus mais gastos. Mesmo assim, quando parar Vettel teria 8 segundos.

Até que Ricciardo foi para cima de Verstappen que sutilmente muda duas vezes a trajetória e acabou o Australiano atropelando Verstappen e acabou ambos saindo reto. Provocando uma bandeira amarela. Isso facilitou a vida de Bottas que foi aos boxes colocarem os pneus mais macios. A corrida estava nas mãos do piloto da Mercedes. Vettel, Raikkonen, Alonso e outros pilotos foram fazer a parada para colocarem pneus mais macios. (Ultrasoft)

Após 3 voltas para limparem a pista e deixarem todos os retardatários recuperarem a volta, Quando parecia que iriamos ter a relargada, Na volta 44: Romain Grosjean conseguiu a façanha de bater quando esquentava os pneus. Jogou fora o 6ºlugar para a Haas e afundando ainda mais no seu inferno astral sem qualquer bom resultado em 2018. Esse acidente prolongou o safetycar. Mais 4 voltas para limpar a pista. Muita gente não ficou feliz com o que o Francês fez, Ao voltar aos boxes, Grosjean atirou a sua luva que quase acertou um dos membros da equipe. O Clima não esta bom para ele que disse que foi o Ericsson que tocou nele (Aonde????, Em qual universo isso aconteceu???) O Sueco estava 1 volta atrás e ele tinha recuperado volta.

Com 4 voltas para o final a corrida recomeça e Vettel foi para cima de Bottas que deixou o Alemão passar, Provavelmente prevendo que o Alemão iria travar os pneus. E foi isso que aconteceu. Tanto é que Hamilton e Raikkonen ganharam posições. Bottas voltou a liderança.

O piloto da Ferrari com os pneus quadrados perdia rendimento. A Dobradinha da Mercedes estava nas mãos. Até que no final da volta 48, Bottas passa por cima de um detrito e logo depois acaba furando o seu pneu, Após uma corrida impecável, Bottas não tinha nada mais a fazer. Apenas encostar o carro dele e abandonar.

Hamilton ganhou a liderança de graça, Com Raikkonen em segundo e Perez praticamente ao mesmo tempo Bottas teve a infelicidade ele conquistava a posição em cima de Vettel. De 5º para um lugar no pódio com a Force India que não vive seus melhores momentos.

O piloto Inglês que vinha apenas para tentar manter o pódio acabou levando uma vitória nas ruas de Baku. Essa pista tem mistérios que não se pode explicar. A 63ªVitória da carreira do piloto da Mercedes e a liderança do campeonato após um começo de ano difícil. Kimi Raikkonen que teve um dia que começou difícil acabou ficando em 2ºlugar e Sergio Perez que vinha sem marcar pontos, Lavou a alma da Force India com o 3ºlugar. Um grande final de semana da equipe indiana que passou do penúltimo lugar para o  6ºlugar no Mundial de Construtores.

Sebastian Vettel sai derrotado em Baku, o 4ºlugar tira o piloto Alemão da liderança do Campeonato. Com 70 pontos, Hamilton passa a liderar o campeonato, 4 pontos de frente de Vettel.

Carlos Sainz jr. teve um belo final de semana, acabou ficando em 5ºlugar em uma prova combativa. E um corridão de Charles Leclerc com a Sauber, Um incrível 6ºlugar para o piloto de Mônaco. Também corridão de Alonso, que depois ter de levar o seu carro com 2 pneus furados para os boxes na primeira volta ainda consegue levar a Mclaren para o 7ºlugar, Um final de semana bem ruim para o time de Woking.

Lance Stroll consegue levar a Williams aos primeiros pontos do ano, Em 8ºlugar. Stoffel Vandoorne no final chegou ao improvável 9ºlugar após ficar 1 volta atrás do líder em penúltimo lugar em certo momento da prova. E mais improvável foi o 10ºlugar de Brendon Hartley que marcou assim o primeiro ponto na Formula 1.

Marcus Ericsson ainda levou a outra Sauber para o 11ºlugar, Pierre Gasly começou muito bem, Chegando a ficar em 7ºlugar, Porém acabou só em 12º e Kevin Magnussen ficou em 13º com a única Haas que marcou pontos no ano. Valtteri Bottas que chorou depois de abandonar a prova ainda terminou qualificado em 14º.

Esperamos que Baku não saia do calendário do campeonato, Porém que a pista deveria ter uma limpeza melhor dos detritos, Isso sim! Daqui a 2 semanas teremos a primeira corrida da fase europeia. No circuito da Catalunha, Em Barcelona veremos mais uma disputa emocionante pela vitória e pelo título do 69ºCampeonato Mundial de Formula 1!

Resultado final do GP do Azerbaijão
Circuito de Rua de Baku – 4ªEtapa do Mundial de Formula 1

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Voltas Tempo/Abandono Grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 51 1h 43:44.291 2
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 51 a 2.460 6
3 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 51 a 4.024 8
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 51 a 5.329 1
5 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 51 a 7.515 9
6 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 51 a 9.158 13
7 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 51 a 10.931 12
8 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 51 a 12.546 10
9 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 51 a 14.152 16
10 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 51 a 18.030 19
11 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 51 a 18.512 18
12 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 51 a 24.720 17
13 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 51 a 30.663 15
14 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 48 Pneu Furado 3
15 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 42 Acidente 20
16 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 39 Colisão 5
17 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 39 Colisão 4
18 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 10 Acidente 14
19 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 0 Acidente 7
20 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 0 Acidente 11

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Williams/Force India/Red Bull/Toro Rosso/Sauber/Mclaren

Resultado do 3ºTreino Livre – GP do Azerbaijão

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Voltas
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:43.091 17
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.452 16
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:43.493 17
4 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:43.519 17
5 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.569 20
6 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.936 9
7 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.958 11
8 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.123 8
9 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.220 11
10 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.534 9
11 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:44.763 12
12 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:44.861 17
13 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:44.905 16
14 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:45.218 15
15 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:45.261 12
16 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:45.432 15
17 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:45.456 11
18 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:45.505 13
19 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:45.910 17
20 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:46.186 11

Sebastian Vettel supera Hamilton e Bottas em Baku e leva a 53ªpole da Carreira

Vettel marcou sua 53ªpole de sua carreira, E a terceira na temporada 2018, O piloto da Ferrari mais uma vez superou os dois pilotos da Mercedes e seu companheiro de equipe. Um treino que teve muita disputa, Mas com os carros italianos parecendo estarem 1 degrau acima dos seus principais adversários.

O Q1 nem  esquenta e Romain Grosjean saiu da pista, O piloto da Haas teve problemas e abandonou o treino. Alías, O final de semana não estava sendo dos melhores para a Haas que vinha deixando a desejar nos treinos livres em relação as 3 primeiras corridas.

Enquanto os pilotos vinham fazendo suas voltas, O Carro do piloto Francês era recolhido. E o bom trabalho dos pilotos da Force India nos treinos se Sexta se confirmaram hoje com uma ótima atuação de Esteban Ocon. Ricciardo e Verstappen chegaram a ocupar os 2ºprimeiros lugares, Depois foram superados por Raikkonen e Vettel.

Nos minutos finais, a Toro Rosso acaba tendo um problema, Por muito pouco seus dois pilotos não se chocam. Hartley com problemas estava lento e Gasly desviou na hora certa da trajetória e acabou indo para a área de Escape. Apesar de evitar a batida, Gasly não evitou a eliminação já no Q1. Quem caiu fora além de Grosjean, Hartley e Gasly foram Marcus Ericsson e Stoffel Vandroome. Lance Stroll na sua última volta assegurou um lugar entre os 15 que partiram para o Q2. Com isso, A Williams pela primeira vez tinha seus dois pilotos na segunda fase da Classificação.

Classificação do Q1:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo
1 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:42.538
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:42.642
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.693
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:42.762
5 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:42.857
6 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.021
7 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.355
8 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:43.426
9 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.674
10 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:43.746
11 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:43.752
12 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.992
13 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:44.010
14 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.261
15 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.359
16 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:44.489
17 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:44.496
18 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:45.541
19 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:57.354

Bottas fez um brilhante tempo no Q2, Para compensar o fraco tempo do Q1, Esse tempo só foi superado pelo seu companheiro de Equipe Lewis Hamilton, Por apenas 3 milésimos de segundo. Tanto no Q1 tanto no Q2 tivemos muitas escapadas de pista, Inclusive dos dois pilotos da Ferrari.

Na reta final do treino, Raikkonen vivia um drama. Ele vinha na última posição até a sua última volta nos últimos segundos. O homem de gelo justificou seu nome. Do último lugar entre os 15 para uma grande volta e para marcar o melhor tempo do Q2, Com 1:42.510. A Ferrari coloca no bolso os dois pilotos da Mercedes que ficaram em 2º e 3ºlugares. Verstappen ficou em 4º com Ocon da Force India em 5º e Vettel num 6ºlugar.

Daniel Riccardo acabou arriscando andar de pneus SuperSoft ao invés dos Ultrasoft, Por muito pouco o Australiano não ficou de fora da parte final do Treino. Passando para o Q3 em 10ºlugar. Atrás de Nico Hulkenberg, Sergio Perez e de Carlos Sainz jr.  que acabaram classificados para o Q3. Ferrari, Mercedes, Red Bull, Force India e Renault acabaram colocando os seus dois carros na parte final do treino.

Ficaram eliminados, Os dois pilotos da Williams que parece estar bem melhor (Pelo menos em Baku) Com Stroll em 11º e Sirotkin em 12º, Marcando os melhores grid de largada de ambos nessa temporada. Fernando Alonso em 13º com uma Mclaren-Renault que não se deu bem. Os outros eliminados foram Charles Leclerc que classificou pela primeira vez no Q2 e Kevin Magnussen com uma Haas Problemática nesse final de semana.

Resultado do Q2:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo
1 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:42.510
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.676
3 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.679
4 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:42.901
5 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.967
6 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:43.015
7 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:43.232
8 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.366
9 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:43.464
10 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:43.482
11 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.585
12 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.886
13 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:44.019
14 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:44.074
15 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:44.759

No Q3, Red Bull, Force India e Mercedes foram os primeiros a entrarem na pista. Pouco depois vinha Hulkenberg e os pilotos da Ferrari e Sainz jr. por último.

Verstappen marcou o melhor tempo, Até Bottas e Hamilton marcarem suas voltas em seguida e colocarem os dois pilotos da Mercedes nas 2 primeiras posições. Sebastian Vettel estraçalhou o tempo das Mercedes, Com 1:41.498 ele tomou a pole das mãos dos carros germânicos.

A 2 minutos do final, Todos os pilotos vão para a última tentativa. Bottas e Hamilton são os primeiros a tentarem, Apesar de melhorarem seus tempos não conseguem chegar ao tempo de 1:41.498 de Vettel.

Kimi Raikkonen, Em sua última volta conseguiu a 1ª e a 2ªmelhores parciais, Parecia que a pole iria para as mãos do Finlandês. Até que ele quase perde o controle do carro na última curva do circuito. Resultado disso foi a perda de mais de 1 segundo no último setor, A pole escapou das mãos de Raikkonen e se confirmou a pole 53 de Vettel na Formula 1.

Hamilton, O grande rival de Vettel, 9 pontos atrás do piloto alemão larga ao seu lado em segundo. Na segunda fila largam Valtteri Bottas com a Mercedes e Daniel Ricciardo que superou em 80 milésimos a Max Verstappen. O Holandês larga na terceira fila junto de Kimi Raikkonen.

Os dois pilotos da Force India largam na Quarta fila: Ocon ficou a 24 milésimos a frente de Sergio Perez e sai na 7ªposição. Um grande final de semana da equipe Indiana que vem no penúltimo lugar no campeonato de Construtores. E a Renault ficaria com a 5ªfila, Se Não tivessem trocado o Câmbio de Nico Hulkenberg que perde 5 posições no Grid. (Caindo do 9º para o 14º) Carlos Sainz jr. Larga em 9º e Lance Stroll fica com o 10ºlugar, Colocando a Williams pela primeira vez no ano em uma posição digna com sua história na Formula 1.

Amanhã, As 9 da manhã teremos o GP do Azerbaijão, Direto do circuito de Baku para mais um duelo pela vitória e pela liderança do campeonato.

Grid de Largada do GP do Azerbaijão
4ªEtapa do 69ºCampeonato Mundial de Formula 1

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Voltas
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:41.498 19
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:41.677 21
3 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:41.837 21
4 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:41.911 20
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:41.994 19
6 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:42.490 20
7 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.523 20
8 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.547 20
9 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:43.351 20
10 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.585 16
11 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.886 17
12 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:44.019 16
13 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:44.074 17
14 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:43.066 20
15 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:44.759 14
16 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:44.489 8
17 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:44.496 9
18 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:45.541 10
19 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:57.354 5
20 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO Sem Tempo 2

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Mercedes/Force India/Williams/Toro Rosso