Wickens sobre contusão pulmonar em terrível acidente em Pocono

Ontem a ontem, Foi divulgado o estado de saúde do Canadense Robert Wickens. O Comunicado divulgado pela Schmidt Peterson Motorsports e da Indy Car fala que o piloto esta sendo tratado das lesões nas duas pernas , Braço direito e na coluna após o acidente que ele se envolveu no dia de ontem.

Além disso Wickens acabou sofrendo uma contusão pulmonar. Ele vai ser submetido a uma a uma ressonância magnética e provável cirurgia no Lehigh Valley Hospital – Cedar Crest. Outras atualizações sobre sua condição serão fornecidas quando disponíveis.”

Vários pilotos prestaram solidariedade a Robert Wickens. Entre eles os Brasileiros Tony Kannan e Pietro Fittipaldi além de outros pilotos em todo o mundo.

Vídeo do Acidente:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Em Pocono, Rossi domina as 500 milhas e conquista vitória em Prova marcada por violento acidente de Robert Wickens

Alexander Rossi dominou o domingo em Pocono que foi palco de um acidente impressionante e violentíssimo que ocorreu nas primeiras voltas da prova. Com o Canadense acabou atendido, Segundo as informações que foram divulgadas Wickens foi para o Hospital consciente.

Antes mesmo de partirem para a primeira volta da prova. Graham Rahal atropelou Spencer Pigot que acabou indo para o muro externo e batendo de leve. O piloto da Carpenter acabou deixando a prova. Já Rahal ficou com a Asa danificada. Certamente ele teria de ir para os boxes. Carpenter, Daly e Max Chilton foram com Rahal aos boxes. Em busca de uma tática diferente de corrida.

Corrida começa de vez na 7ªVolta, Rossi assume a liderança em cima de Will Power, No final da volta, Um acidente horrível. O Carro de Robert Wickens ao tocar em Ryan Hunter-Reay acabou se desintegrando.

O Acidente foi assustador, A prova foi paralisada por 2 horas para o atendimento do piloto da Schmidt e para o conserto do muro de proteção. Nesse acidente acabaram se envolvendo James Hinchcliffe, Pietro Fittipaldi, Ryan Hunter-Reay e Takuma Sato. Nenhum deles puderam voltar a corrida.

Durante o Safety Car, Simon Pagenaud, Scott Dixon e outros pilotos foram para do boxes. O francês da equipe Penske estava com problemas em seu carro. Dixon estava trocando sua asa dianteira. Spencer Pigot voltou para a corrida com 10 voltas de atraso.

A Relargada aconteceu na volta 13. Rossi disparou na liderança, Seguido de Power e Newgarden. Dixon que fez sua parada com o Safety Car já estava em 9ºlugar após a volta 14.

Tony Kannan nos boxes na volta 17. Problemas de motor com o piloto da Foyt obrigaram ele a deixar a corrida.

Rossi vinha 3.5 seg a frente de Will Power, A prova vinha de certo modo, Bem monótona. Após a sua recuperação incrível, Dixon estacionou na 8ªposição. Matheus Leist que largou em 20ºlugar já estava em 9ºlugar. Spencer Pigot abandonou na volta 17, Seu carro não estava em condições depois da presepada que ele sofreu do Graham Rahal.

Leist parou na volta 38, Começando a 1ªrodada de paradas nos boxes. Alexander Rossi para na volta 38. A liderança passava para as mãos de Will Power, O Australiano junto de Newgarden e outros pilotos pararam nessa mesma volta. Ed Carpenter foi para a parada na volta 41. Dixon assumiu a liderança.

A Liderança do Neozelanes durou até a volta 44 quando ele foi para os boxes. Rossi voltou a liderança com Power e Newgarden passou a 3ªposição.

Rossi começa a pegar os retardatários, Com 6 segundos a frente de Power e a 9.5 segundos de Newgarden. Zach Veach fazia uma bela corrida, Seguindo de perto Newgarden, Mas sendo seguido de perto pelo Sebastien Bourdais.

Rossi domina a prova, Com 12 segundos. Seu carro sobra na turma. Na volta 68 Leist fez sua segunda parada. Na Volta 69 foi a vez de Scott Dixon a fazer uma parada. Lá na frente, Veach recupera posição em cima de Bourdais e assume o terceiro lugar.

Newgarden para na volta 71 e volta exatamente a frente de Scott Dixon. Com os pneus mais aquecidos, Foi fácil para o piloto da Ganassi ganhar posição. Rossi parou na volta 72, O que fez novamente a liderança ficar nas mãos de Power por uma volta. O Australiano parou na volta seguinte devolvendo a liderança para Rossi.

Após 78 Voltas, Rossi continua tranquilo na liderança, Com 11.2 segundos a frente de Will Power e 21.8 segundos de frente para Marco Andretti. Scott Dixon subiu muito e já estava em 4ºlugar. Newgarden, Bourdais, Veach (A equipe se atrapalhou e perdeu muito tempo na parada do jovem piloto da Andretti) e Pagenaud completavam os 8 primeiros colocados. Até Matheus Leist que vinha em 10ºlugar continuavam na mesma volta do líder, O Restante da turma já tinha tomado volta do líder.

Pagenaud estava colocando Veach na sua alça de mira, Disposto a levar de bandeija o 7ºlugar. Com 117 Voltas ainda por serem disputadas.

Matheus Leist resiste às tentativas de Rossi colocar uma volta nele. Will Power se aproveita disso e faz a desvantagem cair de 11 para 3 segundos. Na metade da prova, Os pilotos partem para a 3ªparada, No que deixa a possibilidade de se se precise fazer apenas mais duas paradas até o final da prova.

Alexander Rossi e Will Power faz sua terceira parada na volta 105. A Penske parece ter trabalhado melhor e se aproximou da liderança, Que voltou as mãos do piloto da Andretti após a terceira parada de Sebastien Bourdais.

Rossi e Power estavam separados por 1 segundo de diferença. Andretti vinha em 3º, Dixon em 4º e Newgarden completava os 5 primeiros colocados. Leist vinha em 10ºlugar com 1 volta de atraso.

Rossi manteve a diferença de 1 segundo a 1.5 segundo durante essa 4ªParte da corrida. Andretti vinha em terceiro com Scott Dixon em 4º, Mas estava já a mais de 25 segundos de distância.

Na 4ªRodada de paradas, Todos os pilotos tiraram um pouco o pé para terminarem a prova com apenas 5 paradas. Os primeiros a pararem foram Matheus Leist e Ed Carpenter.

Rossi fez a parada na volta 137, Power passou a liderança e acabou indo para a 4ªparada na volta 138, E assumiu a liderança após ficar até 12 segundos de diferença para Rossi. Parecia que o Australiano iria despachar na frente. Porém, três voltas depois Rossi colou em Rossi e com muita facilidade passou Power e recuperou a liderança.

A partir dai, Rossi disparou mais uma vez. Abrindo diferença cada vez mais sobre Will Power. Scott Dixon vinha 30 segundos atrás em 3ºlugar. Rossi ultrapassou Simon Pagenaud, Depois Zach Veach que era o 7ºlugar e depois o Norte-Americano Marco Andretti. Colocando 1 Volta em cima do 6ºcolocado.

A última parada nos boxes aconteceu a partir da volta 165 com o Brasileiro Matheus Leist, Para completar a corrida um piloto tinha que levar o carro até a volta 167 na pior das hipóteses. Rossi parou na volta 168 enquanto que Power parou duas voltas depois.

A partir dai praticamente nada mais mudou na corrida até o final da prova. Rossi continuou abrindo e continuou colocando em outros pilotos, inclusive no 5ºlugar. (Josef Newgarden) Nas voltas finais, O piloto da Andretti Autosport tentou colocar volta em Bourdais e Dixon. Não conseguiu, Nas 3 voltas finais, Rossi tirou o pé para evitar uma pane seca e foi levando dessa forma até a linha de chegada.

Rossi dominou quase toda a prova e levou sua 3ªVitória me 2018 e esta mais perto de Scott Dixon, na liderança do campeonato. Will Power da Penske chegou em 2º, Sendo o único a tentar bater de frente com o piloto Norte-Americano, Porém ele só conseguiu fazer isso por uma parte da corrida. Desde do começo da 4ªParte da prova até o Começo da 5ªParte da Prova.

O pódio foi completado pelo Líder do Campeonato, Scott Dixon suportou a pressão do Francês Sebastien Bourdais, O piloto da Dale Coyne fez mais uma bela corrida, levando a pequena equipe a um importante 4ºlugar. Já o neozelandês fez mais uma grande corrida, Na relargada partiu lá de trás para subir com o decorrer da prova.

Josef Newgarden acabou ficando em 5ºlugar, 1 volta atrás de Alexander Rossi. Zach Veach que teve uma bela corrida, Prejudicada por uma parada ruim que a Andretti fez com ele. Ainda sim acabou passando Marco Andretti na reta final da prova, garantindo o 6ºlugar. Marco Andretti que chegou a andar em 3ºlugar ficou em 7ºlugar.

Fechando os 10 primeiros colocados vieram: Simon Pagenaud que teve problemas com a suspensão no procedimento de retornada da largada, Charlie Kimball da Carlin e Ed Carpenter que deixou a desejar com um pífio 10ºlugar.

Matheus Leist teve uma prova consistente, A Foyt não permitiu a ele mais do que o 11ºlugar a 3 voltas do vencedor. Esse foi o melhor resultado do Brasileiro na sua temporada de Estreia na Formula Indy.

Próximo sábado, teremos o GP de Gateway. A última prova em circuito oval da temporada. Ficaremos de plantão para informar o estado de saúde do Canadense Robert Wickens.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final da 14ªEtapa do Mundial de Formula Indy
500 milhas de Pocono

pos Piloto Equipe Chassi/Motor Voltas Tempo Grid
1 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 200 2h 36:49.1128 3
2 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 200 a 4.4982 1
3 Scott Dixon Chip Ganassi Dallara/Honda 200 a 41.3557 13
4 Sebastien Bourdais Dale Coyne Dallara/Honda 200 a 42.0120 8
5 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 199 a 1 Volta 2
6 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 199 a 1 Volta 7
7 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 199 a 1 Volta 11
8 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 199 a 1 Volta 5
9 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 198 a 2 Voltas 19
10 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 197 a 3 Voltas 15
11 Matheus Leist A.J.Foyt Dallara/Chevrolet 197 a 3 Voltas 20
12 Ed Jones Chip Ganassi Dallara/Honda 197 a 3 Voltas 12
13 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 196 a 4 Voltas 21
14 Graham Rahal Rahal Lettermann Lanigan Dallara/Honda 196 a 4 Voltas 18
15 Conor Daly Harding Racing Dallara/Chevrolet 162 Acidente 22
16 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 17 Acidente 16
17 Tony Kanaan A.J.Foyt Dallara/Chevrolet 16 Acelerador 14
18 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 6 Acidente 4
19 Robert Wickens Schmidt Peterson Dallara/Honda 6 Acidente 6
20 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Dallara/Honda 6 Acidente 9
21 Takuma Sato Rahal Lettermann Lanigan Dallara/Honda 6 Acidente 10
22 Pietro Fittipaldi Dale Coyne Dallara/Honda 6 Acidente 17

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Preview das 500 milhas de Pocono – Formula Indy 2018

O Pocono Raceway vai para a sua 5ªEdição, Depois de sua volta a Formula Indy que ocorreu em 2013, com vitória de Scott Dixon. Essa prova é a última das corridas de longa duração em circuito oval dessa temporada. Seu piso é irregular, não tem o mesmo cuidado do circuito de Indianápolis.

Esse circuito tem como uma mancha em sua história recente. Foi em 2015 nesse circuito aonde o Inglês Justin Wilson acabou morrendo após um acidente de Sage Karam, Uma das peças do carro do piloto da Chip Ganassi acabou acertando a cabeça dele. O piloto de 37 acabou falecendo no dia seguinte a corrida.

Scott Dixon que tem 44 pontos de frente para Alexander Rossi, Busca sua segunda vitória em Pocono. Porém, Quem dar as cartas é Will Power que ganhou em 2016 e 2017. O Australiano é sem dúvida um dos favoritos a vitória. Para os Brasileiros a expectativa é que melhorem os seus desempenhos depois do resultado ruim que tiveram em Mid-Ohio. (Diga-se de passagem pelo carro ruim que eles tiveram)

Matéria das provas

2014:

Montoya faz final de semana impecável e vence em Pocono

2015:

Formula Indy 2015 – Round 15 – Pocono entre disputas e acidentes Hunter-Reay vence e Montoya fica mais próximo do título

2016:

Indy Car em Pocono : Power vence e com Batida de Pagenaud o campeonato fica em aberto

2017:

Indycar – 500 milhas de Pocono : Will Power em uma incrível recuperação conquista vitória em Pocono

Lista de pilotos para as 500 milhas de Pocono:

Previsão do Tempo : accuweather

Sexta-Feira

Sábado

Domingo

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Lorenzo conquista vitória em Spielberg, após pega sensacional com Marc Marquez

O Duelo que era esperado no domingo entre Marquez, Dovizioso e Lorenzo acabou acontecendo. A prova foi dominada pelos três pilotos, Sendo que na parte final a disputa pela vitória ficou entre Lorenzo e Marquez, fazendo um final sensacional.

Na largada, Quem pulou melhor foi Andrea Dovizioso que assumiu a liderança. Marquez foi para cima do vencedor do GP da República Tcheca, A Formiga atômica passou a frente de Dovi, Mas acabou errando e segurando Marquez. Lorenzo se aproveitou disso e assuma a liderança e as outras motos ficaram emboladas, Logo Marquez e Dovizioso voltaram ao 2º e 3ºlugares.

A liderança de Lorenzo durou apenas 1 volta. Marquez na curva 3 passou para a liderança, Dovizioso vinha em 3º com Crutchlow, Rinz, Petrucci e Rabat em uma ótima 7ªposição. Johann Zarco vinha com a melhor moto da Yamaha em 8ºlugar. Rossi vinha em 10ºlugar e Marevick Viñales em uma lamentável 16ªposição.

Marquez, Lorenzo e Dovizioso começavam a dispararem na frente. Rossi ultrapassou Zarco para ganhar a posição (9ªposição) de melhor piloto da Yamaha, Um final de semana bem difícil da fábrica Japonesa que não ganha a mais de um ano, Atrás de um piloto da Avintia com a Ducati do ano passado. Um vexame.

Rossi depois foi para o ataque em cima de Aleix Espargaró, e acabou superando o piloto da Aprilla na entrada da 8ªVolta, Porém o espanhol se aproveitou do erro de Rossi e voltou a ficar na frente. Na volta seguinte, O Doutor recuperou o 8ºlugar.

Marquez abriu um segundo sobre Lorenzo e Dovizioso. O piloto da Honda quer quebrar o domínio da fabrica Italiana que venceu em 2016 e 2017. Dovizioso estava querendo tomar o 2ºlugar do Lorenzo.

A Moto de Marquez compensava a falta de potência nas retomadas, A Moto da Ducati nas retas se aproximava muito da Honda da Formiga Atômica. A 12 voltas do final, Lorenzo com os pneus mais macios chegou em Marquez levando Dovizioso com ele.

Na volta 18, Lorenzo tentou passar Marquez por fora na curva 3, não conseguiu. A ultrapassagem de Lorenzo aconteceu na volta 19, Na reta dos boxes. Dovizioso acabou perdendo a trajetória correta da curva e ficou um pouco para trás.

Nas voltas finais o duelo ficou entre Lorenzo e Marquez. A 3 voltas do final, A formiga Atômica na curva 3 se aproveitou do erro do Gladiador do Asfalto assumiu a liderança. No final da 26ªVolta Lorenzo volta a liderança.

Na penúltima volta, Marquez volta à ponta. Porém, na volta final Lorenzo favorecido pela potência da sua Ducati assumiu a liderança. Marc Marquez tentou reverter até a última curva, Mas Lorenzo segurou a pressão e conquistou a 3ªVitória em 2018 e manteve o domínio da Ducati na Áustria com 3 vitórias seguidas. (Iannone em 2016, Dovizioso em 2017 e Lorenzo em 2018)

Marc Marquez chegou em 2ºlugar e aumenta mais ainda sua vantagem na liderança do campeonato. Com 201 pontos contra 142 de Valentino Rossi, Com 59 pontos de vantagem. O piloto da Honda caminha para o 5ºcampeonato de Forma antecipada.

Andrea Dovizioso completou o pódio em 3ºlugar. É a primeira vez desde de 2017 que Dovizioso fica em pontuação atrás de Jorge Lorenzo. No campeonato o Espanhol assumiu a terceira posição com 130 pontos contra 129 de Dovizioso. Cal Crutchlow em uma grande corrida acabou no final abrindo vantagem sobre Danilo Petrucci e acabou em 4ºlugar. O piloto que vai para a equipe oficial da Ducati com a moto de 2018 acabou ficando a desejar com o 5ºlugar.

Valentino Rossi, com uma moto muito difícil nas mãos, Largou em 14ºlugar acabou a prova em 6ºlugar. Na reta final o Doutor passou Tito Rabat e Alex Rins no final, Dá para ver que a moto de 2018 da Yamaha não esta a altura do talento do Valentino Rossi. Dani Pedrosa fez uma corrida decente e chegou em 7ºlugar, Bem longe do Cal Crutchlow. Alex Rins começou bem, Mas não passou do 8ºlugar.

Johann Zarco com a moto de 2016 da Yamaha fechou a prova em 9ºlugar e Alvaro Bautista completando os 10 primeiros. Tito Rabat ficou em 11ºlugar, O piloto da Avintia fez uma bela corrida.

A se destacar a lamentável prova de Marevick Viñales. Começo a acreditar que o seu desempenho na Yamaha deixa a desejar, Talvez sua contratação pela Yamaha foi um passo errado na carreira. A moto não é uma boa moto, Mas os desempenhos de Rossi com os 39 anos estão melhores do que o desempenho do Viñales.

Fechando a zona de pontuação: Andrea Iannone em uma lamentável corrida em 13ºlugar, Bradley Smith fazendo uma prova digna com a sua KTM em 14ºlugar e Takaagi Nakagami fechando a zona de pontuação.

Daqui a duas semanas teremos o GP da Inglaterra, No Circuito de Silverstone teremos mais uma batalha pela vitória entre Marc Marquez e os pilotos da Ducati principalmente. A moto vermelhinha hoje é a mais forte do grid. Porém, A Formiga Atômica é o melhor piloto do Grid do mundial de Motovelocidade.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP da Áustria
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 39’40.688
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 0.130
3 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 1.656
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 9.434
5 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 13.169
6 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 14.026
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 14.156
8 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 16.644
9 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 20.760
10 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 20.844
11 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 21.114
12 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 22.939
13 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 26.523
14 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 29.168
15 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 30.072
16 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 30.343
17 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 31.775
18 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 34.375
19 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 40.171
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 53.020
21 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 53.261
22 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 54.355
10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 18 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

No final, Bagnaia dá o bote em Oliveira, Ganha na Áustria e retorna a liderança do Campeonato

A Corrida de hoje na Áustria mostrou a polarização entre os pilotos Miguel Oliveira da KTM e Francesco Bagnaia da Sky Racing VR46. Um belíssimo duelo entre os prováveis postulantes ao título.

Na largada, Bagnaia partiu na frente, Mas perdeu velocidade e acabou sendo ultrapassado pelo Miguel Oliveira, Ainda por cima foi quase que atropelado pelo Francês Fábio Quartararo.
Bagnaia ainda se sustentou nas primeiras posições, enquanto que o piloto da Speed UP caiu para o 22ºlugar.

Quem se beneficiou foi Jorge Navarro que subiu do 4º para o segundo lugar, Com Bagnaia em 3º. Um segundo a frente vinha o Português Miguel Oliveira que disparou na ponta. Quem largou brilhantemente foi Joan Mir, largando do 20ºlugar ele subiu para o 7ºlugar. Na frente dele, Pasini e Binder disputavam a 5ªposição.

Na 4ªVolta, Lorenzo Baldassarri atingiu Iker Lecouna e acabou caindo, Levando com ele ao Chão: Simone Corsi e Augusto Fernandez. O Causador dessa confusão ainda voltou a prova, na última posição. Remy Gardner que fez uma boa classificação acabou caindo e deixando a prova também.

No final da 5ªVolta, Bagnaia ultrapassou Navarro e assume o segundo lugar. Enquanto que Joan Mir ganha a 6ªposição ao ultrapassar o Sul-africano Brad Binder, Mas logo depois o piloto da Marc VDS acabou sendo ultrapassado pelo Binder e pelo Luca Marini, caindo para o 8ºlugar.

Bagnaia começava a tirar diferença para Oliveira a partir da 10ªvolta. Na mesma volta que Navarro acabou perdendo a terceira posição para Alex Marquez, E na volta seguinte foi a vez de Pasini ultrapassar o piloto da Gresini. Na 12ªVolta, Marini foi para cima de Navarro e ganhou o 5ºlugar.

Na volta 14, Bagnaia chega de vez em Miguel Oliveira, Enquanto que Mattia Pasini pressionava a Alex Marquez na disputa pelo 3ºlugar. A ultrapassagem foi inevitável a favor do piloto da Italtrans. Na volta 15, Marini passou o irmão de Marc Marquez e ganhou a 4ªposição, Mas curvas depois o piloto da Marc VDS devolve a ultrapassagem.

A 7 Voltas do final, Luca Marini passou Mattia Pasini e assumia a 3ªposição. Enquanto isso continuava a disputa entre Oliveira e Bagnaia pela vitória e pela liderança do campeonato. Tudo poderia acontecer, Até mesmo os dois caírem e a vitória ficar entre Marini, Pasini e Marquez.

No final da 21ªVolta, Francesco Bagnaia ultrapassa o piloto Português que acaba dando o troco na curva seguinte. As últimas voltas seriam emocionantes. Bagnaia mais uma vez passa Oliveira na curva 9 da penúltima volta, Na curva seguinte o piloto da KTM deu o X e continuou na liderança, Abrindo a volta final na ponta.

Na volta final, Francesco Bagnaia continuou pressionando a Miguel Oliveira. Na penúltima curva novamente o piloto da VR46 passou Miguel Oliveira, Que deu o troco. Porém, dessa vez o Italiano acabou ficou por dentro, retomou a velocidade melhor e cruzou na frente. Além da vitória, o piloto da Sky Racing VR46 assumiu a liderança do campeonato. Um grande duelo entre os dois pilotos.

Uns 500 metros do final da prova, Alex Marquez cai e acabou perdendo um pódio certo. Luca Marini ganhou de presente o 3ºlugar, Subindo mais uma vez ao pódio segurando a Mattia Pasini que ficou a 161 milésimos do pódio.

Bela corrida do Espanhol Jorge Navarro, Um 5ºlugar que recompensa o grande trabalho desse final de semana. Brad Binder completa os 6 primeiros colocados com a outra KTM da equipe Red Bull Ajo.

Marcel Schrotter honrou a Dynavolt que vai ter em 2019 o Suíço Thomas Luthi. O Alemão ficou em 7ºlugar. Joan Mir teve uma bela corrida de recuperação, Mas ficou a impressão de que ele poderia ter feito um pouco mais do que o 8ºlugar na Áustria.

Os pilotos Fabio Quartararo que se recuperou bem após a atrapalhada na largada (Jogando para o 22ºlugar na primeira volta) ficando em 9º e Fechando os 10 primeiros colocados Iker Lecuona.

Romano Fenati voltou a marcar pontos com o 11ºlugar, Seguido de Danny Kent da Speed UP, Andrea Locatelli da Italtrans, De Stefano Manzi que conseguiu levar a Suter na zona de pontuação em 14º e Tetsuta Nahashima fechou a zona de pontuação, Ganhando o Duelo com Khairul Idham Pawi, Seu companheiro de equipe na Honda Asia Team.

Daqui a duas semanas teremos o GP da Inglaterra, em Silverstone. Palco de mais um duelo entre Oliveira e Bagnaia pelo título da Moto 2.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final do GP da Áustria
Mundial de Motovelocidade – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 37’45.914
2 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM a 0.264
3 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 5.953
4 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 6.114
5 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 8.554
6 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 8.944
7 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 9.126
8 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 12.404
9 20 Fabio Quartararo (a )Ego – Speed Up Racing Speed Up a 16.250
10 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM a 16.718
11 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex a 16.829
12 52 Danny Kent (a )Ego – Speed Up Racing Speed Up a 17.716
13 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 23.200
14 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter a 27.944
15 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 27.994
16 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 28.493
17 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 29.043
18 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 38.176
19 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 40.544
20 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 41.655
21 66 Niki Tuuli Petronas Sprinta Racing Kalex a 41.727
22 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 a 42.766
23 32 Isaac Vinales Forward Racing Team Suter a 43.811
24 55 Alejandro Medina SAG Team Kalex a 45.372
25 18 Xavier Cardelus Team Stylobike Kalex a 51.185
26 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 1’13.901
73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 1 Volta
22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM a 8 Voltas
21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 8 Voltas
24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 22 Voltas
87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 22 Voltas
40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex a 22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP