Mclaren – Avaliação dos pilotos

Jenson Button - 22
Jenson Button – 22

Jenson Button
País: Inglaterra
Data de Nascimento: 19 de Janeiro de 1980
Currículo:

Piloto Inglês Tem um Currículo Respeitável na Formula 1, Em 1998 foi campeão na Formula Ford Inglesa e campeão da Formula Ford Festival, Ambos os títulos ganhos pela equipe Haywood Racing, Em 1999 acabou correndo na Formula 3 Inglesa onde alcançou o 3ºlugar no campeonato, Foi segundo lugar no GP de Macau e das 24 horas de Spa, Além disso disputou o Masters da Formula 3. O Currículo de 2 anos foi o suficiente para fazer a Williams contratar o Jovem piloto inglês de 20 anos de idade para o lugar de Alessandro Zanardi, Em seu primeiro Ano Button fez boa temporada, marcando 12 pontos em seu ano de Estreia, Acabou sendo emprestado para a Benetton, Mas tem ano ruim em 2001 e quase arruinaria a carreira dele. Em 2002 com a Equipe virando Renault Button estava em rota de colisão com o Chefe de equipe Flávio Briatore, Mesmo com os problemas internos o inglês conseguiu fazer grande ano ficando em 7ºlugar com 14 pontos, Button tratou de acertar sua vida com a BAR sob empréstimo da Williams que era dono de seu mandato. em 2003 Button ajudou a BAR a ficar em 5ºlugar no mundial de construtores marcando 70% dos pontos do time inglês. Em 2004 Button acabou fazendo seu primeiro grande ano na Formula 1 conquistando 10 pódios e 1 pole position o Inglês acabou sendo o 3ºcolocado na temporada. Em 2005 o carro da BAR não permitiu a Button bons resultados, a briga dele foi para se desvincular ao contrato da Williams, a BAR precisou parar mais de 60 milhões de Dólares. Com isso Button pode ficar na BAR que passaria a se chamar Honda a partir de 2006, O ano marca a primeira vitória dele na Categoria, na confusa e caótica corrida na Hungria onde ele larga de 14ºlugar para chegar a vitória. Completa a temporada em 6ºlugar.
Em 2007 e 2008 são anos a serem esquecidos, A Honda produz carros ruins e decide deixar a categoria. Button se ver quase desempregado. Mas dai surgi a equipe Brawn GP e ele fica na Equipe junto com seu companheiro de equipe Rubens Barrichello, Em 2009 Button faz inicio histórico e ganha 6 das primeiras 7 corridas no ano e depois consegue administrar a sua vantagem e conquista o seu primeiro campeonato na Formula 1.
Button com isso acaba acertando a ida para a Mclaren para ser companheiro de Lewis Hamilton, Em 2010 luta pelo título até a penúltima corrida do ano e fecha a temporada em 5ºlugar. Em 2011 Button fez grane temporada, vence 3 corridas da Temporada e foi o piloto mais próximo de Sebastian Vettel e acabou com o vice-campeonato. Em 2012 Button já não repete o grande desempenho de 2011, Mas consegue 3 vitórias e fecha o ano em 5ºlugar, no ano passado Button acabou tendo de lutar com um carro fraco, Mas faz algumas boas corridas e completa a temporada em 9ºlugar.

Números de sua carreira:

GPs: 283
Vitórias: 26
Poles: 20
Melhores Voltas: 19
Pódios: 71

Na Formula 1:

Grandes Prêmios: 249 (Largou em 247 GPs)
Vitórias: 15
Poles: 8
Pódios: 49
Pontos na Carreira: 1.072 Pontos
Pontuação de 61 a 90: 414 Pontos
Pontuação de 91 a 2002: 429 Pontos
Pontuação de 2003 a 2009: 631 Pontos
Pontuação de 2010 a 2013: 1673 Pontos
Melhores voltas: 8
Equipes:

Williams 2000
Benetton 2001
Renault 2002
BAR 2003-2005
Honda 2006-2008
Brawn GP 2009
Mclaren 2010-2014

Títulos:

Formula Ford inglesa 1998
Formula Ford Festival 1998
Formula 1 2009

Avaliação do piloto:

Jenson Button que até sua primeira metade da carreira era visto como uma promessa que não se cumpria acabou em 2009 com o título mundial crescendo seu status e na Mclaren Button se
mostrou forte a ponto de desbancar a Lewis Hamilton e ser o cara na Equipe de Woking, Em 2013 ele conseguiu fazer algumas boas corrida em que ele se sobressaiu sobre o seu companheiro de equipe. Para 2014 Button será um desafio, com um carro melhor provar que pode disputar o título, O regulamento o favorece pelo seu estilo de pilotagem suave e conservador, Espero o inglês nos seus melhores momentos para 2014 na Formula 1.

Em 2013: Acabou em 9ºlugar com 73 pontos pela Equipe Mclaren

Kevin Magnussen - 20
Kevin Magnussen – 20

Kevin Magnusenn
País: Dinamarca
Data de Nascimento: 5 de Outubro de 1992
Currículo:

Kevin Magnussen teve um inicio de carreira correndo em várias categorias, isso em 2008 correndo em Várias categorias da Formula Ford (Dinamarca, Duratec Benelux,Festival-Duratec Class, NEZ) Além de correr algumas corridas na ADAC Formel Masters e da Formula Renault Portugal Winter Series 2.0.
Em 2009 correu a Formula Renault 2.0 NEC, A Eurocup Formula Renault 2.0 e a Renault Clio Cup na Dinamarca. Em 2010 Correu na Formula 3 Alemã e a Formula 3 Euroseries.
Em 2011 Correu na Formula 3 Inglesa, Correu o Masters de Formula 3 e o GP de Macau de Formula 3, Em 2012 e 2013 correu na Renault World Series. Magnussen com o título em 2013 foi contratado pela equipe Mclaren no qual ele era protegido já faz algum tempo. Faz sua estreia na Formula 1 nesse ano, um Risco que pode dar certo pois Hamilton estreou na Mclaren em 2007 e quase foi o campeão.

GPs: 140
Vitórias: 30
Poles: 26
Melhores Voltas: 29
Pódios: 65

Faz sua estreia na Formula 1 em 2014

Títulos:

Formula Ford Denmark 2008
World Series Renault 2013

Em 2013: Campeão da Renault World Series correndo pela equipe DAMS

Avaliação do piloto:

Em 2013: Campeão da World Series Renault pela Equipe DAMS. Kevin é uma aposta da Mclaren, após o insucesso com Sergio Perez a equipe resolve de novo apostar na prata da casa, Isso tem tudo para dar certo, Magnussen tem um currículo muito bom, Com o título da World Series da Renault e dessa forma não repetir o desempenho fraquíssimo do seu pai na Formula 1 que foi considerado o novo Senna e de novo Senna não tinha nada. Kevin Magnussen só não vai poder ser cobrado excessivamente nesse seu primeiro ano, pois se for cobrado desse jeito pode acabara se desestabilizando, É seu primeiro ano. O que espero é um piloto que fará uma grande temporada sem ser pressionado.

Force India – Avaliação dos Pilotos

Nico Hulkenberg - 27
Nico Hulkenberg – 27

Nico Hulkenberg
País: Alemanha
Data de Nascimento: 19 de Agosto de 1987

Currículo:

Nico Hulkenberg estreou na Formula BMW ADAC aonde já foi campeão na temporada de 2005 e na Formula BMW World Final acabou sendo o terceiro colocado, Em 2006 correu na Formula 3 Alemã e duas corridas no Challenge Endurance Moderne, Em 2006-07 venceu a A1 GP pela equipe da Alemanha. Em 2007 disputou a Formula 3 EuroSeries, a corrida tradicional de Macau e o Masters of Formula 3 onde ele conquistou mais um título. Em 2008 Hulkenberg disputou a Formula 3 Euroseries e foi o campeão e foi Vice Campeão da Masters of Masters 3. Em 2009 Hulkenberg ingressa na Formula Gp2 Series e acabou sendo de cara o campeão da Categoria, com tudo isso a Williams contratou o piloto Alemão para Formar dupla com Rubens Barrichello, Em seu primeiro ano ele teve um desempenho que cresceu com o decorrer da temporada, Fez a pole no GP do Brasil. Acabou não continuando na williams em 2011 e foi ser 3ºpiloto na Force India, no ano seguinte após vários treinos livres foi confirmado como o títular da Force India, após outro bom trabalho foi contratado pela equipe Sauber, Em 2013 Hulkenberg foi do inferno ao céu, na primeira metade de temporada o time com a crise financeira e um carro ruim se falava até que o alemão seria dispensado da Sauber por atraso nos salários, Mas na Segunda parte de Temporada o carro  acabou tendo uma melhora e Hulkenberg teve suas melhores atuações de sua carreira. Seu nome foi muito cogitado na Lotus, Mas por não ter patrocinadores acabou sendo preterido, Mas Hulkenberg acabou acertando sua volta a Force India para essa temporada de 2014.

GPs: 186
Vitórias: 37
Poles: 32
Melhores Voltas: 33 *
Pódios:66

Na Formula 1:

Grandes Prêmios: 58 (Largou em 57 GPs)
Vitórias: 0
Poles: 1
Pódios: 0
Pontos na Carreira: 136 Pontos
Pontuação de 61 a 90: 16 Pontos
Pontuação de 91 a 2002: 16 Pontos
Pontuação de 2003 a 2009: 44 Pontos
Pontuação de 2010 a 2013: 136 Pontos
Melhores voltas: 1
Equipes:
Williams 2010
Force India 2012
Sauber 2013
Force India 2014

Títulos:

Formula BMW ADAC em 2005
A1 GP em 2006/07
Masters of Formula 3 em 2007
Formula 3 Euroseries em 2008
GP2 Series em 2009

Em 2013: 10ºlugar com 51 pontos na equipe Sauber

Avaliação do Piloto:

Nico Hulkenberg é sem dúvida uma realidade como piloto, já deixou a tempos em ser apenas uma promessa, Os títulos no seu currículo mostram isso, Mas é um piloto que não teve ainda em sua carreira um carro competitivo mesmo assim tem feito grandes resultados e desempenhos marcantes como a pole position em 2010 pela Williams aqui no GP do Brasil, Agora parece que com um carro da Force India que tem mais estrutura tem a sua melhor chance, até mais do que se estivesse hoje na Endividada Lotus. O Potencial dele já foi comprovado agora se ele ano o Alemão despontar e explodir em termos de resultados pode encravar um lugar numa equipe grande em 2015 ou no futuro próximo.  É um dos pilotos que mais espero nessa temporada.

Sergio Perez - 11
Sergio Perez – 11

Sérgio Perez
País: México
Data de Nascimento: 26 de Janeiro de 1990
Currículo:

Sérgio Perez começou sua trajetória no automobilismo de Formula em 2004 com a Skip Barber National Championship, Nos aos de 2005 e de 2006 correu pela Formula BMW ADAC, Em 2006-07 correu na A1 GP, Em 2007 e 2008 correu pela Formula 3 Inglesa onde em 2007 na Categoria National Class acabou sendo o campeão. Em 2008-09 correu pela GP2 Series da Ásia e consequentemente partiu para a Gp2 Series aonde ele correu duas temporadas sendo o vice-campeão em 2010, Com isso Perez garantiu seu lugar na Sauber levado pelo seu talento além do dinheiro do Bilionário Carlos Slim, Fez uma temporada razoável em 2011 e em 2012 se destacou pelos grandes desempenhos que acabaram levando o mexicano a substituir a Hamilton na Mclaren para a temporada de 2013 aonde ele seria companheiro de Jenson Button. mas a temporada de 2013 foi um balde de Água fria, acabou com a sua irregularidade sendo mandado embora da equipe, Acabou achando um lugar na Force India que por ter uma aproximação com a Mclaren tendo a indicação de Perez para uma das vagas disponíveis no time indiano. Perez vem para a 4ªtemporada na Formula 1.

GPs: 209
Vitórias: 25
Poles: 15
Melhores Voltas: 10
Pódios: 44

Na Formula 1:

Grandes Prêmios: 58 (Largou em 56 corridas)
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 3
Pontos na Carreira: 129 Pontos
Pontuação de 61 a 90: 21 Pontos
Pontuação de 91 a 2002: 21 Pontos
Pontuação de 2003 a 2009: 43 Pontos
Pontuação de 2010 a 2013: 129 Pontos
Melhores voltas: 2
Equipes:
Sauber 2011-2012
Mclaren 2013
Force India 2014

Título:

Formula 3 Inglesa Classe nacional em 2007

Em 2013: 11ºlugar pela Mclaren com 49 pontos

Avaliação do piloto:

Perez colocou o México no cenário da Formula 1 após muitos e muitos anos, Seu rendicap em 2012 acabou sendo seu máximo conquistando 3 pódios, Mas em 2013 com a Mclaren seu desempenho não foi o mesmo e acabou cometendo erros que acabaram por fazer a Mclaren dispensar seus serviços, Sobrou para Perez a Force India e pode se dizer que foi ajudado pela Mclaren a fechar com o time indiano por causa das relações que a Mclaren tem com a Force India, Perez em 2014 já não vem badalado como vinha em 2013. O que pode ser ruim por uma hora, Mas pode ser por outro lado algo bastante positivo pois sem o peso da cobrança ele pode fazer um trabalho melhor do que ele fez em 2013.

Sauber – Avaliação dos Pilotos

sahkir19022014 (104)Adrian Sutil
País: Alemanha
Data de Nascimento: 11 de Janeiro de 1983
Currículo:

Sutil começou sua trajetória em campeonatos de Formula em 2002 na
Formula Ford 1800 da Suíça vencendo todas as 12 corridas que é
impressionante para um piloto de corrida. Em 2003 correu na Formula
BMW ADAC sem o mesmo sucesso, Nos anos de 2004 e 2005 disputou os
campeonatos da Formula 3 Euroseries e da Masters of Formula 3, Em
2005 e 2006 disputou algumas corridas na A1 GP, Em 2006 Sutil se
consagrou em terras japonesas vencendo o campeonato Japonês de
Formula 3 e ficando em 3ºlugar no GP de Macau de Formula 3, Correu
também no Super GT com o carro da equipe Toyota Team TOM’S ,Nesse
mesmo ao andou em algumas sessões de treino com a Midland.
Em 2007 estreia na Spyker e consegue um ponto após temporada de
aprendizado, mantido na Equipe que mudou seu nome para a Force
India Sutil tem 4 anos de alguns grandes momentos como a corrida de
Mônaco em 2008 e Itália em 2009, Em 2011 Sutil acabou enfrentando
os tribunais pela suposta agressão que ele fez para um diretor da

Renault Eric Lux num clube noturno na China, isso fez com que Sutil fosse condenado a 18 meses em regime aberto, isso faz com que o piloto alemão se ausente por 1 temporada da Formula 1, voltando para a mesma Force India por opção de Vijay Mallya em 2013, Faz um ano mediano com algumas boas exibições e Em 2014 estava prestando seus serviços a Sauber.

Grandes Prêmios: 207
Vitórias: 19
Poles: 20
Pódios: 9 *
Melhores Voltas: 40

Na Formula 1:

Grandes Prêmios: 109
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 124
Pontos na Carreira: 124 Pontos
Pontuação de 61 a 90:  Pontos
Pontuação de 91 a 2002:  Pontos
Pontuação de 2003 a 2009: 41 Pontos
Pontuação de 2010 a 2013: 137 Pontos
Melhores voltas: 1
Equipes:
Spyker 2007
Force India 2008-2011 e 2013
Sauber 2014

Títulos:

Swiss Formula Ford 1800 em 2002
Formula 3 Japonesa em 2006

Em 2013: 13ºlugar com 29 pontos

Avaliação do Piloto:

Adrian Sutil um piloto que vem fazendo bons trabalhos nesses últimos anos acabou tendo um ano de 2012 afastado da Formula 1, e reintegrado a equipe Force India em 2013 Sutil mostrou que ainda pode ser um piloto competitivo, com bons desempenhos mesmo não sendo tão bons como os desempenhos de Paul di resta Sutil acabou com sua experiência e eficiência de um piloto já com alguma experiência na Formula 1 a trabalhar no time suíço em 2014, Honestamente Sutil não é um piloto a altura de Nico Hulkenberg, Mas é uma contratação útil e que pode melhorar a Sauber em 2014, ele sem dúvida vai dar as cartas no time suíço em 2014.

sahkir20022014 (24)Esteban Gutierrez
País: México
Data de Nascimento: 5 de Agosto de 1991
Currículo:

Formula BMW dos Estados Unidos e da BMW ADAC além de correr no Formula BMW World Final em 2007
Formula BMW Europe, voltou a disputar o Formula BMW World Final em 2008 E acabou correndo também a Formula 3 Alemã como convidado.
em 2009 e 2010 disputou a Formula 3 inglesa e a Formula 3 Euro Series, Em 2010 disputou a GP3 Series e foi o campeão se sagrando o primeiro campeão dessa categoria de acesso para a GP2 Series que foi a categoria por onde correu em 2011 e 2012, Foi efetivado na Sauber em 2013 após 2 anos como piloto de testes. esta em sua segunda temporada.

Carreira como piloto:

Grandes Prêmios: 151
Vitórias: 20
Poles: 16
Pódios: 43
Melhores Voltas: 27

Na Formula 1:

Grandes Prêmios: 19
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos na Carreira: 6 Pontos
Pontuação de 61 a 90: 0 Pontos
Pontuação de 91 a 2002: 0 Pontos
Pontuação de 2003 a 2009: 2 Pontos
Pontuação de 2010 a 2013: 6 Pontos
Melhores voltas: 0
Equipes:
Sauber 2013 – 2014

Títulos:

Formula 3 Euro Series em 2008
GP3 Series em 2010

Em 2013: Em 16ºlugar com 6 pontos pela Equipe Sauber

Avaliação do piloto:

Em 2013 o jovem piloto mexicano teve um ano ruim, Apesar de toda a boa expectativa o piloto ficou devendo e muito ao seu companheiro de equipe, tanto é que Nico Hulkenberg fez mais de 80% dos pontos Sauber em 2013, Gutierrez teve poucos momentos de Alta, um deles foi o 7ºlugar no GP do Japão do ano passado, justamente na única corrida em que ele pontuou, Ficou na equipe muito mais por causa do dinheiro de Carlos Slim. Precisa melhorar para 2014 pois quem esta na reserva do time tem dinheiro e só espera uma chance (Outra temporada Ruim de Gutierrez) para acabar com a Festa do mexicano. Minha expectativa sobre o Esteban não é uma das melhores não.

Toro Rosso – Avaliação dos Pilotos

Jean-Éric Vergne
País: França
Data de Nascimento: 25 de abril de 1990
Currículo:

Formula Campus Renault – 2007
Formula Renault Eurocup e da WEC de 2008 e 2009
Em 2010 correu na Formula 3 Inglesa e foi campeão além de disputar o Masters of Formula 3, O GP de Macau, O World Series da Renault e algumas provas na GP3 Series.
Em 2011 Vergne Correu na Word Series da Renault e conquistou o vice-campeonato, E acabou fazendo treinos livres nas provas finais da temporada de 2011 da Formula 1. Com o desempenho dele nos treinos acabou sendo efetivado para títular do time em 2012 e esta em seu terceiro ano na Toro Rosso tendo seu melhor resultado um 6ºlugar no GP do Canadá de 2013.
Grandes Prêmios: 168
Vitórias: 32
Poles: 27
Pódios: 66
Melhores Voltas: 17

Na Formula 1:

Grandes Prêmios: 39
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos na Carreira: 29 Pontos
Pontuação de 61 a 90: 1 Pontos
Pontuação de 91 a 2002: 1 Pontos
Pontuação de 2003 a 2009: 8 Pontos
Pontuação de 2010 a 2013: 29 Pontos
Melhores voltas: 0
Equipes:
Toro Rosso 2011-2014

Títulos:

Formula Campus Renault 2007
Formula 3 Inglesa 2010

Em 2013:  15ºlugar com 13 pontos na Formula 1

Avaliação do Piloto:

Um piloto Correto, Mas sem graça, Burocrático,  Chega a 2014 tendo uma temporada decisiva na sua carreira, Caso ele corra bem e supere a Kyvat ele pode almejar uma manutenção na Toro Rosso no mínimo, Mas se perde do Jovem Russo ai a situação dele vai ficar bem complicada mesmo. O que conta a Favor dele é por que ele tem a experiência de 2 anos na Toro Rosso, Isso pode dar uma vantagem para ele em Relação ao Danill Kyvat, Mas a minha expectativa honestamente é de mais um ano burocrático para o piloto francês.

Danill Kyvat
País: Rússia
Data de Nascimento: 26 de Abril de 1991
Currículo:

Em 2010 correu na Formula BMW Europeia, Formula BMW do Pacifico, Na Formula Renault UK Winter Series e na Eurocup Formula Renault 2.0.

Em 2011 Correu na Formula Renault 2.0, Na Formula Renault 2.0 NEC e na Formula Renault UK Final Series tendo chegado entre os 3 primeiros lugares, Na Toyota Racing Series Ficou em 5ºlugar, Em 2012 Correu na Eurocup Formula Renault 2.0 e a Formula Renault 2.0 Alps onde ele foi o campeão, Em 2013 Na GP3 Series foi o campeão com 168 pontos. Kvyat acabou correndo na Formula 3 Europeia, Mas sem concorrer. A Toro Rosso supriendeu e anunciou a Kyvat Como piloto da equipe para a temporada de 2014.

Grandes Prêmios: 149
Vitórias: 30
Poles: 22
Pódios: 64
Melhores Voltas: 26

Estreia na Formula nessa temporada

Títulos:

Formula Renault 2.0 Alps em 2012
GP3 Series 2013

Em 2013: Campeão da GP3 Series

Avaliação do piloto:

Um piloto que chega muito novo, Mas com requisitos, Além de um combustível financeiro, Aos 19 anos Kyvat tem como missão de representar um país que quer emplacar um piloto, Conseguiu por alguns momentos com Vitaly Petrov que não tinha tantos requisitos como Danill Kyvat que Acabou tomando a vaga que seria de Antonio Felix da Costa, A Expectativa é que ele supere a Jean-Eric Vergne sinceramente, Pois vejo ele com grande potencial.

 

GP da Bélgica de 1991

Treino Oficial

Treino Pre-Qualificatório

1 Martin Brundle (Brabham / Yamaha) 1’54.929
2 Mark Blundell (Brabham / Yamaha) 1’56.446
3 Olivier Grouillard (Fondmetal / Ford) 1’58.447
4 Alex Caffi (Footwork / Ford) 1’59.460
5 Michele Alboreto (Footwork / Ford) 1’59.910
6 Gabriele Tarquini (AGS / Ford) 1’59.972
7 Pedro Matos Chaves (Coloni / Ford) 2’01.921
8 Fabrizio Barbazza (AGS / Ford) 2’03.766

Treino Oficial

O Treino Oficial do GP da Bélgica começa já com alguns dos pilotos mais importantes na pista, Nelson Piquet de Benetton e Nigel Mansell de Williams, já que existia risco de chuva em Spa, Piquet fez uma volta muito boa, 1:51.225 que fazia ele subir de 9ª para a 4ªPosição. Mas a Grande sensação dos treinos era um tal de Michael Schumacher, um desconhecido piloto que tava substituindo Bertrand Gachot que foi preso devido a uso ilegal de arma (spray de pimenta) que acabou provocando uma revolta em todo mundo em Spa, 1:50.296 foi o primeiro tempo que Mansell fez no treino de sábado, pouco para lutar pela pole, ou melhor, insuficiente para a pole. Eric van der Poele com a Fraquíssima Lamborghini tentou uma volta para entrar entre os 26 que largam para a corrida. Mas abortou a volta, pois a volta que ele fazia era muito ruim. Patrese também andou forte para tentar tomar a pole de Senna, mas só consegue 1:49.770, apenas o 3ºlugar, atrás das Mclarens de Senna e de Berger. 1:49.110 era o tempo da pole de Senna. Enquanto isso Boutsen estava lutando com a sua Ligier que estava no Centro das especulações, devido ao Grande desenvolvimento que seria feito para 92, e eles queriam um piloto ganhador, e o seu nome era Nelson Piquet, eles queriam Alain Prost, mas na Ferrari Prost estava ainda se entendendo muito bem com a equipe de Mananello. Pouco depois Michael Schumacher, a revelação dos treinos, fez um grande tempo para as condições da Equipe Jordan, 1:51.213, tempo que dava a Schumacher a 5ªposição no grid até aquele momento. Já Alesi não fazia um grande tempo, apenas o 8ºtempo, 1:51.613.

Classificação após 17 Minutos de Treino:

1. Senna 1:49.100
2. Berger 1:49.485
3. Patrese 1:49.769
4. Mansell 1:50.294
5. M.Schumacher 1:51.212
6. Piquet 1:51.225
7. Prost 1:51.369
8. Alesi 1:51.613
9. Capelli 1:52.121
10. Modena 1:52.899
11. Moreno 1:53.042
12. Martini 1:53.460

Pouco depois por volta dos 20 minutos de treino, Alain Prost vai para a pista e segundos depois Ayrton Senna, pelo menos naquele momento Eles reviviam a velha rivalidade dos últimos 3 anos ambos aquecendo os pneus e abriram suas voltas, Prost abriu a volta e Determinado com a sua Ferrari, fez uma belíssima volta 1:48.878, uma mostra de velocidade da Ferrari nessa corrida, num ano que que ela vivia muitos problemas e assumia a pole. Mas Senna vinha na Volta e vinha também muito bem, e numa grande volta fez 1:47.813, exatamente 1.065 de diferença para Prost, Senna era o pole position com sobras em cima da concorrência.

a Classificação depois de 24 Minutos e dessa disputa particular pela pole era essa:

1. Senna 1:47.811
2. Prost 1:48.878
3. Berger 1:49.485
4. Patrese 1:49.769
5. Mansell 1:50.294
6. Schumacher 1:51.212
7. Piquet 1:51.225
8. Martini 1:51.299
9. Alesi 1:51.613
10. Capelli 1:52.121
11. Modena 1:52.758
12. Moreno 1:53.042

Com 25 minutos de Treinos os pilotos buscavam tempo, mas ainda faltava Berger entrar na pista pra tentar melhorar seu tempo, Pirro tentava um tempo e fez 1:53.839, Na Briga na Leyton House Gugelmin levava desvantagem em cima de Capelli, quase 2 segundos atrás de Gugelmin, também pelo fato de Gugelmin teve problemas o final de semana inteiro. Mansell foi para a segunda tentativa, e acelerou tudo para faz 1:48.828, isso dava a 2ªPosição, mas a 1 segundo atrás de Senna. A Williams tava longe de conseguir algo para bater Senna. Chegamos a Metade do Treino e Piquet fez um tempo melhor para a Benetton com 1:50.54, Com um motor Ford Cosworth que foi abandonado e não evoluía mais.

De Cesaris entrava na pista e tenta ir para superar Schumacher, velocidade para De Cesaris, nunca faltou, Mas Apesar da bela volta De Cesaris fez

Grid de largada 1:52.531, exatamente 1 segundo e 3 decimos acima do Schumacher, mostrando que Schumacher tinha força, Michael Schumacher não tinha experiência nenhuma em um Formula 3,participava do campeonato de protóticos, e não era um piloto de ponta na os protóticos. Moreno que tinha seu emprego ameaçado na Benetton tentava uma boa volta para melhorar seu grid, se as Dificuldades do Piquet eram Grandes, as de Moreno eram um pouco maiores, mas Moreno consegue 1:51.282, e consegue naquele momento o 8ºtempo. bom tempo para Moreno, Boutsen, um dos pilotos da casa tentava melhorar seu tempo com o Difícil carro da Ligier com os motores Lamborghini, Boutsen fazia 1:53.505, muito longe do tempo que daria um resultado Razoável, somente um tempo pra ficar tranquilo para largar no Grid, por volta do 17º, 18ºlugar. Alesi que estava mal nos Treinos iria para a sua volta para tentar dar um salto para os primeiros lugares, e vinha muito bem, muito bem mesmo, até a chicane final da pista, de onde Alesi pegou um tráfego de vários carros e só fez 1:49,974, e apenas conseguia a 6ªposição, quando esse tempo poderia ser a 2ª posição. Maurício Gugelmin apesar dos problemas fez 1:51.6 e melhorava a sua situação com a sua fraca Leyton House, Com 45 minutos de Treino, a classificação era essa:

1. Senna 1:47.811
2. Mansell 1:48.828
3. Prost 1:48.878
4. Berger 1:49.485
5. Patrese 1:49.769
6. Alesi 1:49.974
7. Piquet 1:50.540
8. Schumacher 1:51.212
9. Moreno 1:51.283
10. Martini 1:51.299
11. Modena 1:51.307
12. Capelli 1:52.113
13. Blundell 1:52.377
14. Lehto 1:53.436
15. De Cesaris 1:52.630
16. Gugelmin 1:52.623
17. Boutsen 1:52.703
18. Brundle 1:52.855
19. Morbidelli 1:53.896
20. Bernard 1:53.711
21. Nakajima 1:53.799
22. Hakkinen 1:53.799
23. Pirro 1:53.839
24. Comas 1:53.847
25. Suzuki 1:53.869
26. Herbert 1:54.147
27. Larini 1:54.781
28. Grouillard 1:55.484
29. Caffi 1:57.656
30. Van de poele 1:58.064

Manifesto em Defesa de Bertrand Gachot
Manifesto em Defesa de Bertrand Gachot

Berger finalmente vai para a pista em busca da primeira fila e quem sabe até da pole position do GP da Bélgica, a pista estava vazia, era a chance ideal para ele, mas na metade da pista, o motor pifou, parou de funcionar depois de ter fumado, faltava apenas 11 minutos, Berger tinha que correr para tentar abrir outra volta, tanto é que ele pegou carona com alguém da Mclaren pra buscar o Berger, pra tentativa de colocar Berger na primeira fila, tamanha a superioridade da Mclaren. Restando poucos minutos vários pilotos iriam para a pista como Roberto Pupo Moreno, em busca de tentar melhor o seu tempo nesses minutos finais, Coisa que também De Cesaris Faria, coisa que também os pilotos nas últimas posições também fariam para não ficarem fora do Grid. Moreno fazia 1:52.536, mas não era o melhor tempo, Senna, Prost, Patrese e uma possível participação de Berger, eram os últimos 5 minutos de treino. De Cesaris terminava a sua volta, 1:51.986, o italiano da Jordan melhora seu tempo, mas fica 7 décimos atrás de Schumacher. enquanto isso Senna fazia a volta de aquecimento, era a hora de melhorar o tempo, Senna fazia um tempo melhor que a Volta anterior, mas a Lotus foi na terra e atrapalhou Senna que fez 1:47.9, mesmo assim foi um tempo impressionante. Prost fez 1:48.820, melhorou poucos milésimos que pelo menos o 3ºlugar de Mansell, Patrese fez 1:48.661, a osrte de Patrese, Prost, Mansell e Berger é que Senna não conseguiu terminar perfeitamente sua volta, pois seria um vareio nesse treino. Berger foi para a pista, mas acabou passando depois da Bandeirada final, deu muito azar, e a Mclaren não conseguiu fazer a primeira fila do Grid de largada.

Senna e Patrese fariam a 1ªFila, mas o Carro de Patrese tinha infringido uma regra do Regulamento, a Marcha Ré do carro de Patrese estava desligada, e perdeu seus tempos de Sábado, e vai largar somente na 17ªposição.

Patrese por descuido da Williams teve de largar em 17º
Patrese por descuido da Williams teve de largar em 17º

Grid de Largada:
1ªFila
1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’47.811
2 Alain Prost (Ferrari) 1’48.821
2ªFila
3 Nigel Mansell (Williams/Renault) 1’48.828
4 Gerhard Berger (McLaren/Honda) 1’49.485
3ªFila
5 Jean Alesi (Ferrari) 1’49.974
6 Nelson Piquet (Benetton/Ford) 1’50.540
4ªFila
7 Michael Schumacher (Jordan/Ford) 1’51.212
8 Roberto Moreno (Benetton/Ford) 1’51.283
5ªFila
9 Pierluigi Martini (Minardi/Ferrari) 1’51.299
10 Stefano Modena (Tyrrell/Honda) 1’51.307
6ªFila
11 Andrea de Cesaris (Jordan/Ford) 1’51.986
12 Ivan Capelli (Leyton House/Ilmor) 1’52.113
7ªFila
13 Mark Blundell (Brabham/Yamaha) 1’52.377
14 J J Lehto (Dallara/Judd) 1’52.417
8ªFila
15 Mauricio Gugelmin (Leyton House/Ilmor) 1’52.623
16 Martin Brundle (Brabham/Yamaha) 1’52.626
9ªFila
17 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’52.646
18 Thierry Boutsen (Ligier/Lamborghini) 1’52.709
10ºFila
19 Gianni Morbidelli (Minardi/Ferrari) 1’52.896
20 Éric Bernard (Lola/Ford) 1’53.309
11ªFila
21 Johnny Herbert (Lotus/Judd) 1’53.361
22 Satoru Nakajima (Tyrrell/Honda) 1’53.494
12ªFila
23 Olivier Grouillard (Fondmetal/Ford) 1’53.628
24 Mika Häkkinen (Lotus/Judd) 1’53.799
13ªFila
25 Emanuele Pirro (Dallara/Judd) 1’53.839
26 Erik Comas (Ligier/Lamborghini) 1’53.847

Não Classificados para a corrida:

Aguri Suzuki (Lola/Ford) 1’53.869
Nicola Larini (Lambo/Lamborghini) 1’54.781
Alex Caffi (Footwork/Ford) 1’57.338
Eric van de Poele (Lambo/Lamborghini) 1’57.746
Michele Alboreto (Footwork/Ford) 1’59.910
Gabriele Tarquini (AGS/Ford) 1’59.972
Pedro Chaves (Coloni/Ford) 2’01.921
Fabrizio Barbazza (AGS/Ford) 2’03.766

Senna vence pela 5ªvez em Spa-Francorchamps e se torna o Rei da pista.

Ayrton Senna é o Rei em Spa-Francorchamps, esse titulo pode ser muito bem postado depois da vitória que conquistou no GP da Bélgica. Mas Senna não teve uma vitória fácil, muito pelo contraio, teve uma vitória muito dificil. Vamos para descrever a corrida.

Senna e Prost abriam a primeira fila, Mansell e Berger na Segunda, Alesi e Piquet na Terceira Fila, Schumacher a Grande Revelação do final de semana largava na 7ªposição, Ricardo Patrese com a punição do dia anterior iria largar na 17ªposição, a corrida seria disputada com tempo aberto, um dia ideal para uma formidável corrida.

Na Largada, Senna larga muito bem e mantem a ponta, com Prost mantendo o segundo lugar, Mansell, Berger, Schumacher e Piquet em seguida, muito boa a largada de Schumacher, Sem confusões na largada, só que na subida para a grande reta, um carro verde ficava, era exatamente Schumacher, a corrida da revelação durou apenas 1 Km, A Classificação após a primeira volta: Senna, Prost, Mansell e Piquet, exatamente os 4 pilotos das 4 grandes, Mclaren, Ferrari, Williams e Benetton, Mansell começava a pressionar Prost, e sem demoras passou Prost e assumia a 2ªPosição. No Inicio da Segunda volta, Maurício Gugelmin abandona, de novo com o motor Ilmor quebrado (Motores da Empresa Mercedes diga-se de passagem) Mansell já vinha pra pressão pra cima de Senna, Prost no começo da terceira volta acabou abandonando a corrida, com a fumaça achava-se que era motor, mas acabou tendo problemas de combustível. Classificação na volta 3: Senna, Mansell, Piquet, Berger, Alesi e Modena.

Mansell e Senna começavam uma batalha pela liderança, uma luta que teve intensamente no GP da Hungria, de onde Senna venceu, Patrese já estava em 10ºlugar, e vinha pra cima de Capelli e Moreno. Classificação Após 4 Voltas: Senna 8:01.298, Mansell 0.647, Piquet 4.968, Berger 7.266, Alesi 8.050, Modena 10.157, Na Parte das Retas Senna conseguia se distanciar em cima de Mansell, nas Curvas Mansell andava mais perto, Enquanto isso em busca da Recuperação Ricardo Patrese fazia a melhor volta da corrida na volta 4. 1:58.471, Média de 210.89 Km/h e Patrese na volta 6 passou Capelli e assumia a 9ªposição, e iria pra cima de Moreno. Enquanto isso Mansell faz 1:57.904, a melhor volta da corrida feita na volta 6, com muito apetite vem Mansell pra tentar passar Senna, uma luta feroz, com a vantagem para Senna, devido a melhor velocidade de reta da Mclaren-Honda V12, mas nas curvas a Williams estava mais equilibrada, enquanto isso os dois abrem um caminhão de vantagem pra cima de Nelson Piquet com a Benetton-Ford V8, um motor fraco para a pista de Spa, mas abria de Berger que estava pressionado por Alesi, Depois vinham Modena, De Cesaris e Patrese que tinha passado Moreno e assumido a 8ªposição. E quem rodava na pista lá para Trás era o Nakajima-san ou simplesmente Satoru Nakajima dando uma rodada ao estilo Nakajima, e abandonava a corrida. por pouco Bernard acabou se envolvendo na rodada de Nakajima, E Patrese continuava a sua saga pra subir na Classificação no final da 8ªVolta Patrese passava Modena e assumia a 7ºposição.

Senna sofreu com o Câmbio de seu carro.
Senna sofreu com o Câmbio de seu carro.

Classificação após 9 Voltas: Senna 17:54.080, Mansell 0.657, Piquet 8.642, Berger 11.518, Alesi 12.498, De Cesaria 17.338. e Continuava Mansell perseguindo Senna, e Senna mantinha a liderança, era uma corrida a parte dos dois, o resto é que brigava pelo 3ºlugar pra trás. Essa posição era ocupada por Piquet que tinha boa vantagem em cima de Berger e Alesi, 3 segundos e meio praticamente. Na Volta 13 Senna e Mansell começava a pegar retardatários, exatamente Erik Comas com a sua Ligier-Lamborghini que vivia péssima temporada em 91. Ivan Capelli com uma quebra de Motor deixava a corrida, com isso a Medíocre Leyton House abandona a corrida.

Com 14 pra 15 Voltas Ayrton Senna foi para os Boxes, a Mclaren trabalhou rápido, mas acabou um dos mecânicos demorando pra colocar um dos pneus novos, resultado uma troca que era pra ser de 6 segundos foi em 9 segundos 87 Centésimos, um prejuízo de 3 segundos, que dava margem para Mansell tomar a frente de Senna. Começavam as trocas de pneus para os pilotos das Equipes Grandes.

Mansell na volta seguinte foi para os Boxes, num trabalho não tão espetacular mais eficiente de 7.40 fez Mansell voltar na Frente de Senna, a Classificação era: Piquet, Berger, Mansell, Alesi e Senna. Mansell logo depois da troca de Pneus foi pra cima de Berger e logo passou Mansell, sem cerimônias nenhuma, Piquet e Berger vieram para os boxes na volta 16, a Mclaren pisou na bola feio com Berger e fez o horrível Pitstop de 16.98 segundos, e depois Berger acabou atravessando depois do pit, aborrecido com a péssima parada da Mclaren com ele. e voltou atrás de Modena, um prejuízo muito grande na corrida. A Corrida tinha Mansell na Frente, Alesi em 2º que não foi para a parada, Senna em 3º, Patrese também foi aos boxes, ele esperava correr a corrida toda sem trocar os pneus mas não deu pra fazer isso, Moreno também fez sua parada, não muito rápida, com 12 segundos de parada. A corrida parecia ser do Mansell, mesmo com a corrida ainda pra completar a Metade da Corrida.

Mas na Volta 22, Mansell passou nos boxes com o motor da sua Williams não funcionando para Mansell um desespero, para Alesi, a liderança da corrida e para Senna é uma ótima notícia pios Mansell tenha 12 pontos e tinha o controle da corrida na mão. Alesi assim assumia a ponta, e eis a questão para Senna, lutar pela vitória ou manter a segunda lugar para abrir mais do Mansell, Ao Mesmo tempo Eric Bernard abandonou a corrida com problemas de Câmbio. Com isso tínhamos na pista 19 pilotos, muito grande o número de pilotos na corrida, Alesi na Ponta e Senna não chegava nele, problemas ou cautela apenas? Com o Tempo Alesi mantinha a ponta e Senna não estava se aproximando de Alesi, esperando o final da corrida, mas Senna parecia começar a ter problemas de Câmbio. Piquet em 3º, mas Patrese estava chegando para lutar pelo 3ºlugar, e em 5ºAndrea de Cesaris que estava também chegando a essa briga. Gerhard Berger fazia a volta mais rápida da corrida, 1:56.070, na volta 25. Mika Hakkinen roda e abandona a corrida.

de Cesaris ficou perto de conseguir um grande resultado para a Jordan na Bélgica.
de Cesaris ficou perto de conseguir um grande resultado para a Jordan na Bélgica.

Na Volta 27 Alesi passa na reta voando, e Senna fica na subida, e perde muito tempo, e Piquet, Patrese e De Cesaris chegaram perto, problemas no carro de Senna, com isso Alesi era mais líder que nunca, agora podendo até administrar a vantagem que tinha sobre Senna e poupar os seus pneus, afinal ele não tinha trocado os pneus, Alesi na volta 27 Fez 1:58.9, Senna 2:08.2. Senna, Piquet, Patrese e um pouco mais atrás De Cesaris formavam um grupo que lutava pelo 2ºlugar. Comas abandonou a corrida. deixando apenas 17 carros na luta. Restando 15 voltas para o Final, se aguardava um final de arrepiar.

Na Volta 30 Patrese vai pra cima de Piquet, na Força do Motor passa Piquet, mas o veterano Patrese se empolgou um pouquinho além da conta e passou na Grama, Piquet e De Cesaris tomaram posição de Patrese, mas Patrese iria pra briga de novo, o seu carro era o melhor de todos os 4 pilotos. Morbidelli com a Minardi quebrou o Câmbio de seu carro. Mas Segundos depois para a Ferrari número 28,de Jean Alesi, mas para com problemas em seu carro, o Motor Ferrari não aguenta, e tira uma possível Vitória de Alesi. Senna reassumia a ponta com Piquet em Segundo, mas Piquet teria o segundo lugar por pouco tempo, De Cesaris colocava na Reta e passava Piquet assumindo o 2ºlugar, e tendo carro pra ganhar corrida, a Estreante Jordan Poderia vencer, e De Cesaris andando bem na corrida, Piquet em 3º estava sem ritmo para se manter nas primeiras posições.

Classificação após 31 Voltas: Senna 1:01:43.478, De Cesaris a 2.579, Piquet 4.146, Patrese 5.336, Berger 9.904, Modena 21.239. De Cesaris também adotou a tática igual do Alesi, não trocou os pneus, Patrese chegava de vez em Piquet, e na volta 34 Patrese chega no Final da Reta e passa Piquet e assume a 3ªposição, e Berger chegava em cima d Piquet, a corrida que era muito boa para Piquet na Benetton por causa das deficiências do carro acabava com indícios de um final bem frustrante para o Brasileiro. Modena também abandonava a corrida por vazamento de óleo em seu Tyrrell, com isso Moreno assumia a 6ªposição.

De Cesaris passava por fora do traçado ideal na primeira curva, tudo isso para buscar Senna e tentar vencer a corrida pela primeira vez da equipe e da sua carreira, Berger passou Piquet e assumiu a 4ªposição, Piquet estava sem a menor condição em seu carro, Lehto abandonou a corrida. Com 35 voltas completadas tínhamos 13 carros ainda na corrida, metade dos que largaram, Berger se aproximava de Patrese na briga pelo 3ºlugar, enquanto isso Senna lutava pela sua 6ª vitória na temporada, Mas com os problemas de câmbio de sua Mclaren tinha um forte adversário que era De Cesaris com sua Jordan que queria buscar a sua primeira vitória para coroar a brilhante estreia da Jordan na formula 1. a 8 Voltas para o Final da corrida Moreno decide ir aos boxes, para tentar ganhar posição, Mesmo que estivesse longe de Piquet, até prevenindo pra garantir o ponto que ele tinha. Martini tava longe de Moreno. Berger na Volta 37 é que realmente voou, 1:55.963, a melhor volta da corrida para o Austríaco Gerhard Berger. Piquet se arrastava na pista em 5º. Senna e De Cesaris ultrapassavam Pirro e Brundle que eram retardatários e lutavam pelo 10ºlugar, enquanto isso Berger continuava a voar na pista, mas uma vez a volta mais rápida da corrida. 1:55.601 na volta 39. Nessa Altura do campeonato De Cesaris já ficava mais para Patrese e Berger pelo 2ºlugar.

4 Voltas para o Final era uma Briga intensa pelo 2ºlugar, Senna estava um pouco mais tranquilo, mas com seus problemas não se sabia se o carro iria chegar ao final bem, Enquanto isso Roberto pupo Moreno Fazia a melhor volta da corrida, 1:55.161 na volta 40, uma mostra de que fez a escolha certa Moreno em trocar os seus pneus. a 3 voltas do Final Senna na ponta com De Cesaris e Patrese na 2ª e 3ªposições, Mas de repente um carro verde parava, era De Cesaris parando após brilhante corrida (Pena, seria a consagração dele no ano). Berger chegou rápido em Patrese, e já ultrapassou faltando 2 voltas e meia para o Final, o motor de Patrese entrega os pontos, e Patrese não tem mais potência, dobradinha da Mclaren, Senna e Berger nas duas primeiras posições. uma corrida que era dificílima para Senna, virou uma dobradinha para a Mclaren, e logico que Berger não iria passar nunca Senna, pois essa vitória daria 10 pontos para Senna que colocaria 22 de vantagem para Mansell. Enquanto isso Patrese estava se arrastando para ficar com o terceiro lugar, mas já era difícil ele ficar em 3º, faltando 2 voltas em uma pista de Alta, Senna partia para a última volta lento, mas partia para a vitória, Piquet na última volta passou para o 3ºlugar, Patrese ficava em 4ºlugar, mas Moreno estava chegando rápido em Patrese, e pode chegar em 4ºlugar. Berger se aproximava muito de Senna, Mas Berger Sabia como era para ser o resultado Final da corrida, Berger não se impôs, preferiu ajudar Senna e chegar em 2º com a vitória de Senna, Piquet em 3º após os problemas do seu conjunto Benetton-Ford v8-Pirelli, Moreno termina em 4ºlugar e com a melhor volta da corrida, Patrese em 5º após largar em 17º mesmo com a quebra do motor, uma belíssima recuperação na corrida, mas não valeu muito para Patrese essa Quebra. Uma Grande corrida que coroa Senna como o Rei de Spa-Francorchamps. Só lembrando, Blundell com a Brabham terminou em 6º e marcou o 1 ponto do time em 1991, e 13 carros terminaram. pois De Cesaris mesmo que tenha parado a 3 voltas do Final completou mais de 90% da corrida.

Resultado Final do GP da Bélgica de 1991

Fotos:

 

View post on imgur.com

Vídeo da corrida:

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif