GP de Long Beach de 1987 – Formula Indy

Indy Car: 3ª Vitória de Mario Andretti em Long Beach

Vídeo da corrida

Vídeo do Final da Corrida pela Bandeirantes:

Mario Andretti tinha total domínio da Situação dessa pista, colocou 1 segundo no seu mais próximo concorrente na primeira fila, O Colombiano Roberto Guerreiro, na largada Andretti largou bem e manteve a ponta, Roberto Guerreiro foi mal na largada, quem foi bem nessa largada Foi Michael Andretti, mas acabou custando uma parte do seu spoiler. Emerson Fittipaldi estava em sua cola, já Arie Luyendyk foi tocado e acabou ficando lá para trás. Enquanto Andretti e Fittipaldi estavam disparando na Frente, Kevin Cogan e Roberto Guerreiro ficavam longe devido ao ritmo de corrida de Michael Andretti com o seu Kraco número 18.

Logo depois de algumas voltas Michael Andretti até conseguia abrir distância de Cogan e de Roberto Guerreiro, Na volta 25 Johnny Rutherford abandonaria a corrida com problemas em seu motor, Três Voltas depois Danny Sullivan acabaria também deixando a corrida, problemas de Freio, Enquanto isso Mario Andretti e Emerson Fittipaldi andavam no limite na briga pela 1ªposição, Andretti na frente, Emerson em 2º. A Distância entre os dois, Menos de 1 segundo. Kevin Cogan e Roberto Guerreiro lutavam pelo 4ºlugar deixando Michael Andretti em 3º fazendo a corrida dele, do jeito que ele sabia andar e com a dificuldade que ele tinha no seu carro.

Roberto Guerreiro foi o primeiro a parar do 5 primeiros colocados na corrida, Michael Andretti na volta 33 iria para a sua parada também, os mecânicos se atrapalharam nessa parada, tentando resolver o problema do Spoiler quebrado, Foi um pit muito lento e Andretti foi lá para trás na corrida. Al Unser Jr. e Emerson Fittipaldi também foram para as suas paradas, Enquanto isso Andretti continuava firma na ponta da corrida, mas precisava fazer sua parada.

Kevin Cogan também fazia sua parada, e Finalmente parava Mario Andretti, em um pit bem rápido para os padrões da Indy, Andretti voltava em 1º com bem mais vantagem para Emerson Fittipaldi e os seus outros perseguidores, quem saiu muito prejudicado foi Michael Andretti que caiu na tabela de classificação. A Equipe Penske de Danny Sullivan tentava de todas as Formas devolver o Norte-americano para a pista, mas não conseguiram nada além de tentativas frustradas e sem resultados positivos.

A Classificação era: Mario Andretti/Emerson Fittipaldi/ Kevin Cogan/ Roberto Guerreiro/Al Unser Jr. os 5 primeiros colocados, estávamos chegando na metade da corrida. A Grande briga naquele Momento era de Cogan tentando manter a 3ªposição em cima do Colômbia Roberto Guerreiro que tinha o carro laranja de número 4. Mas Emerson Fittipaldi não queria permitir isso, e abril fogo pra cima de Mario, Mas quando finalmente iríamos ter uma grande briga, o Carro de Emerson falhou e o Brasileiro teve de deixar a corrida, Com isso Mario Andretti na volta 53 era o líder da corrida, e de maneira isolada. Um piloto que estava nas posições finais da Corrida provocou uma rodada de onde vários pilotos que vinham tiveram que mostrar serviço para fugir de um toque.

E Finalmente depois de varias tentativas, Roberto Guerreiro assumia a 2ªposição na corrida, Kevin Cogan companheiro de time de Emerson Fittipaldi estava também com problemas e parou na corrida na volta 56. Eram agora 17 pilotos na corrida.

Com isso tudo: Guerreiro era o 2º e Al Unser jr. era o 3ºlugar, Michael Andretti era já o 4ºlugar, e Geoff Brabham, Filho de Jack Brabham estava em 5ºlugar. com tudo isso Michael Andretti estava em 4º numa brilhante corrida de recuperação do Jovem norte-americano da Clã dos Andretti.

Brabham, Guerreiro e Al Unser jr. foram aos boxes para a segunda e decisiva parada. Com as paradas Michael Andretti estava em 2ºlugar. Al Unser jr. e Guerreiro. Atrás e Tom Sneva em 5ºlugar. Michael Faria outra parada aos boxes, e Outra vez tentaram resolver o problema do Spoiller, mas mais uma vez foram bastante incompetentes para fazer isso, e Andretti voltou de novo mal posicionado na corrida. Os Mecânicos da Kraco mereciam bananas pelo trabalho nessa corrida.

Mario Andretti foi para a Segunda parada, a Vantagem era tão grande que Mario podia pedir um café expresso que ainda sim continuaria líder da competição, Tom Sneva foi também para uma segunda parada. Na Parte final da corrida a Classificação era: Mario Andretti, Al Unser jr, Roberto Guerreiro, Tom Sneva e Miachel Andretti.

Mas Restando poucas voltas para o Final Roberto Guerreiro abandona a corrida, por quebra de motor. O Colombiano perdia seu lugar para o pódio para Tom Sneva, o Velho Tom Sneva, lenda na Formula Indy, Mas no final Sneva tinha Michael Andretti que queria expulsar Sneva desse pódio, mas nada pode fazer a uma volta do Final. E a Vitória ficou mesmo com Mario Andretti que a partir que não teve Emerson em Sua cola, dominou a corrida.o Pódio foi completo pelo Jovem Al Unser Jr. e o Velho Tom Sneva 3º, Michael Andretti e Josele Garza completaram os 5 primeiros colocados.

Grid de largada

1 Mario Andretti (5) (Hanna Car Wash-Lola T8700-Chevy A) 65.886
2 Roberto Guerrero (4) (True Value/STP-March 87C-Cosworth) 66.804
3 Emerson Fittipaldi (20) (Marlboro-March 87C-Chevy A) 66.813
4 Kevin Cogan (7) (Marlboro-March 87C-Chevy A) 66.924
5 Michael Andretti (18) (Kraco/STP-March 87C-Cosworth) 67.148
6 Al Unser, Jr. (30) (Domino’s Pizza-March 87C-Cosworth) 67.364
7 Bobby Rahal (1) (Budweiser/Truesports-Lola T8700-Cosworth) 67.561
8 Geoff Brabham (15) (Team Valvoline-March 87C-Judd) 67.689
9 Danny Sullivan (3) (Miller American-Penske PC-16-Chevy A) 68.465
10 Tom Sneva (33) (Skoal Bandit-March 87C-Cosworth) 68.577
11 Josele Garza (55) (Schaefer/Machinists Union-March 87C-Cosworth) 68.631
12 Arie Luyendyk (71) (Living Well/Provimi Veal-March 87C-Cosworth) 68.773
13 Jeff MacPherson (11) (MacHoward Leasing-March 87C-Judd) 68.996
14 Fabrizio Barbazza (12) (Arciero Wines-March 87C-Cosworth) 69.103
15 Ludwig Heimrath, Jr. (23) (Mackenzie Financial-Lola T8700-Cosworth) 69.449
16 Chip Robinson (44) (Carteret/Machinists Union-March 86C-Cosworth) 69.663
17 Didier Theys (51) (Newman Teamworks-Lola T8600-Cosworth) 69.684
18 Rick Mears (8) (Pennzoil Z-7-Penske PC-16-Chevy A) 69.687
19 Randy Lewis (24) (Western Digital-March 86C-Cosworth) 70.115
20 Rocky Moran (56) (Genesee Beer Wagon-March 86C-Cosworth) 70.234
21 Dick Simon (22) (Soundesign-Lola T8700-Cosworth) 70.287
22 Johnny Rutherford (21) (Vermont American-March 87C-Cosworth) 71.348
23 Dennis Firestone (10) (Raynor Garage Door-Lola T8700-Cosworth) 72.960
24 Tony Bettenhausen, Jr. (16) (Bettenhausen Associates-March 86C-Cosworth) 73.472

Não Classificaram para a corrida:

Dale Coyne (19) (Coyne Racing-March 86C-Chevy)
Mike Nish (59) (Schaefer/Machinists Union-March 86C-Cosworth)

Resultado Final

1 Mario Andretti (5) (Hanna Car Wash-Lola T8700-Chevy A) 95 Voltas 1:51:33.036
2 Al Unser, Jr. (30) (Domino’s Pizza-March 87C-Cosworth) 94 Voltas
3 Tom Sneva (33) (Skoal Bandit-March 87C- Cosworth) 94 Voltas
4 Michael Andretti (18) (Kraco/STP-March 87C-Cosworth) 93 Voltas
5 Josele Garza (55) (Schaefer/Machinists Union-March 87C-Cosworth) 93 Voltas
6 Chip Robinson (44) (Carteret/Machinists Union-March 86C-Cosworth) 92 Voltas
7 Didier Theys (51) (Newman Teamworks-Lola T8600-Cosworth) 91 Voltas
8 Randy Lewis (24) (Western Digital-March 86C-Cosworth) 91 Voltas
9 Rick Mears (8) (Pennzoil Z-7-Penske PC-16-Chevy A) 90 Voltas
10 Jeff MacPherson (11) (MacHoward Leasing-March 87C-Judd) 89 Voltas
11 Tony Bettenhausen, Jr. (16) (Bettenhausen Associates-March 86C-Cosworth) 89 Voltas
12 Roberto Guerrero (4) (True Value/STP-March 87C-Cosworth) 88 Voltas Motor
13 Rocky Moran (56) (Genesee Beer Wagon-March 86C-Cosworth) 86 Voltas
14 Arie Luyendyk (71) (Living Well/Provimi Veal-March 87C-Cosworth) 78 Voltas
15 Ludwig Heimrath, Jr. (23) (Mackenzie Financial-Lola T8700-Cosworth) 66 Voltas Câmbio
16 Geoff Brabham (15) (Team Valvoline-March 87C-Judd) 63 Voltas Acidente
17 Fabrizio Barbazza (12) (Arciero Wines-March 87C-Cosworth) 61 Voltas Motor
18 Kevin Cogan (7) (Marlboro-March 87C-Chevy A) 56 Voltas Motor
19 Emerson Fittipaldi (20) (Marlboro-March 87C-Chevy A) 52 Voltas Freio
20 Dick Simon (22) (Soundesign-Lola T8700-Cosworth) 30 Voltas Bateu
21 Dennis Firestone (10) (Raynor Garage Door-Lola T8700-Cosworth) 34 Voltas Incêndio
22 Danny Sullivan (3) (Miller American-Penske PC-16-Chevy A) 28 Voltas Freio
23 Johnny Rutherford (21) (Vermont American-March 87C-Cosworth) 25 Voltas Motor
24 Bobby Rahal (1) (Budweiser/Truesports-Lola T8700-Cosworth) 5 Voltas Suspensão

Fotos:

longbeach_32_1987.JPGlongbeach_33_1987.JPG

longbeach_34_1987.JPGlongbeach_35_1987.JPGlongbeach_36_1987.JPG

longbeach_38_1987.JPGlongbeach_39_1987.JPGlongbeach_40_1987.JPG

longbeach_41_1987.JPGlongbeach_1_1987.JPGlongbeach_2_1987.JPG

longbeach_3_1987.JPGlongbeach_4_1987.JPGlongbeach_37_1987.JPG

longbeach_5_1987.JPGlongbeach_6_1987.JPGlongbeach_7_1987.JPG

longbeach_8_1987.JPGlongbeach_9_1987.JPGlongbeach_10_1987.JPG

longbeach_11_1987.JPGlongbeach_12_1987.JPGlongbeach_13_1987.JPG

longbeach_14_1987.JPGlongbeach_15_1987.JPGlongbeach_16_1987.JPG

longbeach_17_1987.JPGlongbeach_21_1987.JPGlongbeach_31_1987.JPG

longbeach_18_1987.JPGlongbeach_19_1987.JPGlongbeach_20_1987.JPG

longbeach_22_1987.JPGlongbeach_23_1987.JPGlongbeach_24_1987.JPG

longbeach_25_1987.JPG

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Mercedes e a Flecha Prateada com o bico de carro bonito para 2014

A Mercedes com o seu W05 mostrou um dos carros mais bonitos dessa temporada, A Equipe Vice-campeã em 2013 vive uma nova era, Sem Ross Brawn o time tenta igualar o feito da Brawn GP em 2009, vencendo o Mundial de construtores e de pilotos.

Comparação dos carros:

2013:

A Mercedes Vice-Campeã de 2013 com lewis Hamilton e Nico Rosberg
A Mercedes Vice-Campeã de 2013 com lewis Hamilton e Nico Rosberg

2014:

 

Para o carro de 2014 com o mais belo Bico da temporada.
Para o carro de 2014 com o mais belo Bico da temporada.

Se perceber o novo Mercedes não tem o formato pervertido de outros carros, O Mercedes Tem um Bico mais convencional com o da Ferrari O Mercedes Tem uma linha mais convencional na curvatura do seu chassi o que não feriu a estética de seu carro, Podendo ser a melhor das soluções que arrumaram para obedecerem aos 180 mm impostos no Regulamento da Formula 1.

No Ano passado a Mercedes Chegou ao vice-campeonato sendo seu melhor campeonato na Formula 1 desde de quando ela comprou a Brawn GP que foi a campeã de 2009, Seus pilotos continuam sendo Nico Rosberg e Lewis Hamilton.

As novidades do carro também estão na pintura que destacou um pouco mais o Verde na lateral do carro e a novidade é o preto na carenagem do motor do W05. A Mercedes colocou uma Hashtag #KeepFightingMichael (“continue lutando, Michael) torcendo pela recuperação de seu antigo piloto que correu de 2010 a 2012 na Mercedes.

Fotos:

 

W05_mercedes (1).jpg

W05_mercedes (10).jpg

W05_mercedes (11).jpg

W05_mercedes (12).jpg

W05_mercedes (13).jpg

W05_mercedes (14).jpg

W05_mercedes (15).jpg

W05_mercedes (16).jpg

W05_mercedes (17).jpgW05_mercedes (2).jpgW05_mercedes (3).jpgW05_mercedes (4).jpg

W05_mercedes (6).jpgW05_mercedes (7).jpgW05_mercedes (8).jpgW05_mercedes (9).jpg

W05_mercedes.jpg

Fonte das fotos: F1-gears.com

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Especial Ligier : Temporada de 1979

A Ligier Chegava a sua Quarta temporada de Formula 1 depois de três temporadas medianas, vem com o Chassi JS11, e duas novidades, primeira era o Motor Ford e Segundo é que eles final viriam com 2 carros no Campeonato. e os Pilotos eram os Franceses Jacques Laffite e Partick Depailler.

A Equipe Francesa começa com pinta de campeã, logo na primeira corrida do Ano Laffite consegue a primeira pole position e Partick Depailler sendo o 2ºLugar. Na Corrida. Na Corrida Laffite manteve a ponta e venceu a 1ªCorrida na Temporada, Patrick Depailler ficou em 4ºLugar. Laffite fez também a melhor volta da Corrida, fazendo o Primeiro Hattrick (Melhor Volta da Corrida/ Vencedor e Pole) da História da Ligier.

Mas se na Argentina foi ótimo, no Brasil a coisa seria bem melhor. Novamente nos Treinos em Interlagos a Ligier comandava a primeira fila Com Laffite em 1º e Depailler em 2º. Na corrida um Amplo Domínio da Ligier que Garantiu a primeira Dobradinha da Ligier na História, com Laffite em primeiro e Depailler em Segundo, tudo indicava que com esse Resultado a Ligier era o melhor carro do Ano, com 28 Pontos nos Construtores e 18 Pontos de Laffite, deva a crer que o Titulo seria dela.

Mas a partir da Terceira corrida do Ano, surgiu uma outra Força, maior do que a Ligier, a Ferrari, que em algumas corridas tomou a frente da Ligier tanto no de construtores, tanto no Campeonato de pilotos. E ainda na Segunda parte do Campeonato tinha a Ascendente Williams, isso tudo fez com que a Ligier passar-se a apenas a Terceira Forca do Campeonato. A Ligier ainda assim era um carro muito competitivo, conseguiu ainda uma outra vitória com Patrick Depailler no GP da Espanha, em Jarama. Mas Depailler só iria correr até o GP de Monte Claro, devido a um acidente de Asa Delta acabou dando o Lugar do Belga Jacky Ickx, que não manteve nem de longe o Desempenho de Depailler, Alias Ickx foi o primeiro piloto estrangeiro que correu pela Ligier, Pena que Ickx não fez jus ao equipamento, só fez 3 pontos contra os, 21 pontos de  Laffite, no final do Ano a Ligier não conseguiu pontuar nas últimas três corridas, isso foi fatal para que ela perdesse o Vice Campeonato para a Williams que tinha um carro que seria base para o campeonato de 1980.

A Ligier conseguia seu melhor resultado na sua história com o 3ºlugar no mundial de construtores com 61 Pontos, 3 Vitórias, 4 Poles, 8 Pódios, e 3 Voltas mais rápidas. Um belo campeonato que fez da equipe francesa uma das Grandes equipes da formula 1 e uma das favoritas ao título em 1980.

Ligier

GPS: 30
Vitórias: 3
Poles: 4
Pódios: 8
Pontos: 61
Ford Cosworth DFV
8 Cilindros em V com Ângulo de 90º
2 993 cm³
Potência: 475 Cavalos a 11000 RPM
Pilotos:
Patrick Depailler
Jacques Laffite
Jacky Ickx
Número de voltas completadas: 1.334

Chassi: Ligier JS11
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design) e
Robert Choulet (Aerodinâmica)
Chassis : Monocoque em alumínio
peso :582 kg
Transmissão : Hewland FGA 400 – com 5 Marchas
Combustível e Lubrificante : Eif
Amortecedores : Koni
Freios de disco de Carbono Girling
Comprimento :
Distância entre eixos : 2794 mm
dianteira : 1738 mm
traseira : 1600 mm

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic
Texto: Deivison da Conceição da Silva

Especial Ligier: 197619771978

Corridas Históricas: GP do Japão de 1989

Xkhczmdg

Grid de largada:

1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’38.041
2 Alain Prost (McLaren/Honda) 1’39.771
3 Gerhard Berger (Ferrari) 1’40.187
4 Nigel Mansell (Ferrari) 1’40.406
5 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’40.936
6 Alessandro Nannini (Benetton/Ford) 1’41.103
7 Thierry Boutsen (Williams/Renault) 1’41.324
8 Philippe Alliot (Lola/Lamborghini) 1’41.336
9 Stefano Modena (Brabham/Judd) 1’41.458
10 Nicola Larini (Osella/Ford) 1’41.519
11 Nelson Piquet (Lotus/Judd) 1’41.802
12 Satoru Nakajima (Lotus/Judd) 1’41.988
13 Martin Brundle (Brabham/Judd) 1’42.182
14 Luis Perez-Sala (Minardi/Ford) 1’42.283
15 Alex Caffi (Dallara/Ford) 1’42.488
16 Andrea de Cesaris (Dallara/Ford) 1’42.581
17 Ivan Capelli (March/Judd) 1’42.672
18 Jean Alesi (Tyrrell/Ford) 1’42.709
19 Paolo Barilla (Minardi/Ford) 1’42.780
20 Mauricio Gugelmin (March/Judd) 1’42.880
21 Bernd Schneider (Zakspeed/Yamaha) 1’42.892
22 Emanuele Pirro (Benetton/Ford) 1’43.063
23 Olivier Grouillard (Ligier/Ford) 1’43.379
24 Eddie Cheever (Arrows/Ford) 1’43.511
25 Derek Warwick (Arrows/Ford) 1’43.599
26 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’43.757

Não Largaram:

René Arnoux (Ligier/Ford) 1’44.030
Michele Alboreto (Lola/Lamborghini) 1’44.063
Pierre-Henri Raphanel (Rial/Ford) 1’47.160
Bertrand Gachot (Rial/Ford) 1’47.295
Piercarlo Ghinzani (Osella/Ford) 1’44.313
Roberto Moreno (Coloni/Ford) 1’44.498
Stefan Johansson (Onyx/Ford) 1’44.582
Aguri Suzuki (Zakspeed/Yamaha) 1’44.780
Oscar Larrauri (Euro Brun/Judd) 1’45.446
J J Lehto (Onyx/Ford) 1’45.787
Gabriele Tarquini (AGS/Ford) 1’46.705
Yannick Dalmas (AGS/Ford) 1’48.306
Enrico Bertaggia (Coloni/Ford)

Em Decisão absurda Senna é Desclassificado, Prost é o Campeão de 1989 e Nannini conquista sua 1ªvitória na Formula 1

Suzuka, Japão. Mais uma vez a decisão do campeonato iria para lá e mais uma vez entre Senna e Prost dessa vez com a vantagem para Alain Prost que tinha 76 pontos, Mas já estava limitado pelos descartes e Ayrton Senna com 60 pontos que só poderia ser o campeão se conseguisse vencer as 2 últimas etapas do ano.

O Script do filme estava armado. Com os melhores carros a Mclaren dominou os treinos com Senna largando na pole position e Prost em 2º depois vindo as Ferrari de Berger e Mansell que tomaram 2 segundos das Mclaren na Classificação.

Bgcgg5lx

As Atenções estavam voltadas aos dois pilotos da Mclaren que acabaram por se desentender durante a temporada de 1989. Tanto que Alain Prost iria deixar a Mclaren e correr na Ferrari para 1990. Ambos estavam concentrados para largarem bem, mas na largada Prost pulou mais rápido que Senna e assumiu a ponta da corrida enquanto Senna se manteve na frente de Berger e assumia o 2ºlugar. Quem largou bem foi Alessandro Nannini que pulou de 6º para a 4º já quem perdeu posições foi Mansell que caiu de 4º para 6ºlugar. A Corrida acabou para as duas Minardi na primeira volta Paolo Barilla nem largou e Luis Perez-Sala se acidentou e abandonou a corrida.

Prost logo de inicio impõe ritmo fortíssimo tentando fazer Senna cair em sua armadilha, Senna já ciente disso não adotou essa estratégia de perseguir Prost no começo da corrida.

A Classificação após a primeira volta era: Prost (1:49.369), Senna (a 1.401), Berger (a 2.793), Nannini (a 3.834), Patrese (a 4.917) e Mansell (a 5.393). Na Segunda volta Bernd Schneider com a Zakspeed-Yamaha acabou fora da corrida com problemas de Câmbio (Seria a última vez que a Zakspeed participaria de um Grande Prêmio).

Prost estava impondo um ritmo de corrida fortíssimo fora da principal característica do Francês que era o rei da estratégia. O piloto que mais poupa o carro, Já Senna Andava no ritmo normal. Mansell passou Patrese antes de acabar a 2ªvolta da corrida e assumia o 5ºlugar e agora Mansell partiria pra cima de Nannini na briga pelo 4ºlugar.

Genhcyhu

Prost continuava seu ritmo fortíssimo, Mas Senna não se preocupava em ter o mesmo ritmo de Prost no começo da corrida, procurando poupar o seu carro e atacar na hora certa. Classificação após 5 voltas: Prost (8:55.296), Senna (a 3.815), Berger (a 6.219), Nannini (a 9.635), Mansell (a 12.831) e Patrese (16.242).

Senna já abria 2 segundos na frente de Berger sem ter problemas de se poupar no começo ao contraio de Prost que continuava seu ritmo forte. Lá atrás Nakajima tentava recuperar terreno após ter tido uma largada ruim. Prost fazia a melhor volta da corrida na volta 7 com 1:45.827 – Média de 199.310 km/h (123.845 Mph) Prost tinha 4.5 segundo na frente de Senna, Mas já começava a sentir o maior desgaste de pneus e logo Senna começaria a andar melhor do que Prost.

Na Volta 9 a Classificação era : Prost, Senna, Berger, Nannini, Mansell, Patrese, Boutsen, Alliot, Modena e Piquet.

Na Volta 9 Senna é finalmente mais rápido que Alain Prost. Era a partir daí que Senna começava a sua luta pela vitória. Alesi e Pirro acabaram por se enroscar no grampo e Nakajima ganhou as posições dos dois.

Na Volta 11 Prost e Senna fizeram 1:45.7 mas foi Prost que fez a volta mais rápida com 1:45.722 – Média: 199.508 km/h (123.968 Mph) a Vantagem de Prost era de 5 segundos sobre Senna, Berger estava longe já de Senna. Na volta 12 Senna fazia a melhor volta da corrida 1:45.359 passando dos 200 km de média horária (200.195 km/h).

Senna tentava se aproximar de Prost mas só conseguia tirar 1 décimo por volta. Mas Prost na volta 14 respondia fazendo a melhor volta da corrida 1:45.200 – Média de 200.498 Km/h (124.583 Mph) com isso a diferença deles era de 5 segundos, Berger estava a 12 segundos de Senna e consequentemente a 17 de Prost depois vinha Nannini e Mansell brigando pelo 4ºlugar. Na Volta 15 Senna deu o troco pra cima de Prost. 1:44.960 (200.956 km/h).

Logo Começaria a rodada de paradas para os boxes, Alliot passou reto depois da Degner. Senna na volta 17 tirava 6 décimos de Prost fazendo a diferença cair para 3.8 segundos. Na Volta 18 Mansell fazia sua troca de pneus.

Depois de 17 voltas completadas a classificação era: Prost (30:03.892), Senna (a 3.878), Berger (a 20.332), Nannini (a 24.766), Mansell (a 27.428) e Patrese (a 37.099)

As Mclaren começariam a ter tráfego de retardatários e Prost na volta 18 foi 7 décimos mais rápido do que Senna fazendo a vantagem voltar a casa dos 4 segundos. Prost começava a pegar os retardatários e eram logo três: Alesi, Chevver e Grouillard, E Prost acabou se complicou na ultrapassagem e com isso Senna diminuiu a diferença de 4.6 para 3.1 ao termino da volta 19. Senna também não deu sorte para passar os retardatários. Com isso na volta 20 Senna estava 4.3 segundos atrás de Prost. Na 20ªVolta Alessandro Nannini faz sua parada nos boxes.

Na volta 21 Alain Prost iria para os boxes para fazer a sua primeira troca, Um pit muito rápido que durou 7 segundos e 86 Centésimos. Senna assumia a liderança que era até esperado sendo que Senna não gastou tanto os pneus do que Prost que continuava a passar os retardatários como as duas Dallaras de Caffi e De Cesaris.

Boutsen e Alliot na volta 23 pararam para tocar os seus pneus, ao Final da volta 23 Senna foi para os boxes trocar seus pneus a Mclaren não trabalhou tão bem assim, o tempo foi 9.89 segundos perderam 2 segundos e 3 centésimos. A Classificação da corrida era após 24 voltas: Prost (42:47.274), Senna (4.673) , Berger (24.705), Nannini (28.542) , Mansell (29.617) e Patrese (32.490) . Piquet era o 7ºlugar e ainda não fez a sua primeira parada nos boxes.

Lzi8jvdq

Jonathan Palmer com a Tyrrell e Nicola Larini com a Osella abandonaram a corrida com 20 e 21 voltas respectivamente. (Palmer por problemas na Bomba de combustível e Larini com problemas nos freios)

Senna começava a se aproximar de Prost, sentindo que a hora de atacar Prost era agora. Patrese Trocou os pneus e com isso Nelson Piquet estava em 6ºlugar. Já estávamos na metade da corrida. A volta 25 de Ayrton Senna era a melhor volta da corrida com 1:43.904(202.998 km/h) chegando a 126 mph.

Prost e Senna negociam ultrapassagens sobre os retardatários. Senna fazia a volta mais rápida de novo com 1:43.496 (203.799 km/h) e Diminuía a distância para 3 segundos atrás de Alain Prost e acabou se livrando mais rápido de Warwick e Gugelmin que estavam tomando uma volta de Prost e Senna. Era a primeira vez que Senna começava a se aproximar de vez de Prost para a batalha.

Já Brundle não facilitou para nenhum dos dois (nem Prost, nem Senna tiveram facilidades para passar o Inglês) Na volta 29 Senna virava 2 décimos mais rápido que Prost e continuava a cair a diferença de Prost para Senna. Capelli com a sua March acabou sendo o 6ºpiloto a deixar a corrida com problemas de Suspensão. Na 30 voltas Modena foi o retardatário para ser passado, Ddessa vez nenhum dos dois teve problema e Senna virava 7 décimos mais rápido que Prost e a diferença caia para 2 segundos. Alesi era o retardatário na volta 31, Dessa vez Alesi atrapalha Senna, Mas assim mesmo Senna foi mais rápido que Prost e a diferença dele estava em 1.7 segundos.

Qxolcnaf

Motor de Grouillard na volta 31 pediu Água (quebrou) e abandonou a corrida. Piquet finalmente faz sua troca de pneus, foi o último dos pilotos a parar nos boxes para uma primeira troca. Classificação após 31 voltas: Prost (55:00.179), Senna (a 1.758), Berger (a 28.641), Nannini (a 36.006), Mansell (a 41.877) e Patrese (a 1:07.293).

Prost na volta 32 Consegue ser mais rápido nos centésimos do que Senna. Na Volta 33 Senna comete um erro e acabou e perdeu meio segundo e com isso a vantagem subiu para 2.2 segundos. Nelson Piquet na volta 34 começava a ser alvo de Prost e Senna para ser ultrapassado para levar uma volta dos dois pilotos da Mclaren.

Piquet abriu para Prost passar, Mas Senna teve dificuldade e com isso perdeu tempo e a diferença voltou a estar a casa dos 3 segundos a favor de Prost. Berger com problemas de câmbio abandonou a corrida e com isso Nannini assumiu o 3ºlugar da corrida com Mansell em 4º e Patrese e Boutsen em 5º e 6ºlugar. E Pirro e De Cesaris acabaram se chocando no hairpin e tudo foi culpa do Pirro que se chocou com De Cesaris que defendia sua posição de forma correta.

Senna tentava buscar de novo Prost e precisava ser rápido, O tempo estava acabando ou melhor as voltas estavam acabando (faltavam 16 voltas para o final), para Senna era agora ou nunca, para Prost era só se manter na frente que o Título era dele. Classificação após 36 Voltas: Prost (1:03.40.057), Senna (a 3.337), Nannini (a 46.947), Mansell (a 51.025), Patrese (a 1:17.159) e Boutsen (a 1:23.574).

Na Volta 37 Senna faz a volta mais rápida com 1:43.300 – Média de 204.185 km/h (126.875 Mph), Alliot quebra o motor Lamborghini na volta 36 e deixa a corrida após boa corrida. Jean Alesi também deixa a corrida com problemas de Câmbio. E a briga entre Prost e Senna. Nannini em Terceiro lugar estava a mais de 30 segundos atrás de Senna, mas com o Terceiro lugar administrável. 1:43.025 Senna faz a melhor volta da corrida na volta 38 e baixa a diferença para 2 segundos.

Na Volta 39 Senna baixa a diferença para 1.7 segundos. Enquanto isso Mansell fuma na Pista e com isso Mansell deveria abandonar a corrida, Mas o leão continuava na corrida achando que ainda dava para prosseguir.

No final da volta 40 Prost perde muito tempo atrás da Arrows e acaba Senna se aproximando definitivamente pra cima de Alain Prost e ambos iriam travar a batalha final em Suzuka. O Francês para matar o campeonato a favor dele enquanto Senna tenta levar o título para Adelaide. Nakajima na volta 39 deixou a corrida. (Seu motor Judd não aguentou o tranco da corrida) Mansell depois de muitas voltas fumando acabou parando com problemas com Problemas de Motor o V12 da Ferrari também não aguentou até o final, nisso Nannini se firmava em 3ºlugar que era o máximo que ele poderia conseguir com Prost e Senna na pista.

Yl8gi3mr

Senna buscava a Ultrapassagem, Mas Prost acabava Saindo mais forte na aceleração do que Senna. Nisso dava pra ver que Na reta não iria acontecer a ultrapassagem e que teria que ser numa curva e foi justamente na volta 45 em que Senna subindo a grande reta foi com ação em cima de Prost e quando Senna buscou a ultrapassagem pra cima de Prost na chicane o francês Alain Marie Pascal Prost Teve seu momento mais negro da sua carreira na Formula 1. O francês jogou o carro pra cima de Ayrton Senna, os dois batem, e ficam parados.

Z6ysjybe

Com isso o título era de Prost que estava satisfeito e deixava o carro por aí abandonando a corrida. Já Senna queria voltar e pediu para ser empurrado, com a ajuda necessária dos fiscais de pista acabou voltando ele foi conduzido para fora da Chicane e voltou a corrida com a Asa dianteira quebrada.

5pjuvhhf

Senna ele precisava ir aos boxes para trocar a Asa, mas sem ir rápido Senna acaba quebrando o bico e na Curva Degner passa reto. consegue voltar a pista e vai para os boxes. Nannini que tinha um terceiro lugar garantido e satisfeito por subir ao pódio acabou vendo a chance de vencer pela primeira vez na Formula 1. Nannini Passa depois de Senna ter de ir aos boxes tocar o bico dianteiro. Senna volta longe de Nannini e com 5 voltas para o final.

Nannini tinha uma boa distância sobre Senna e parecia que mesmo com Prost fora o Título ficaria com o Francês, Mas o problema de Prost e de Nannini era que tinha ainda Ayrton Senna na corrida.

Senna foi nas ultimas 5 voltas alucinado em cima de Nannini e mesmo com a suspensão danificada Senna tirava diferença sobre Nannini, na volta 49 a diferença era de 4.6 segundos e na volta 50 Senna se aproximava do jovem Italiano de uma forma impressionante, enquanto isso os comissários e os fiscais e homens da FIA estavam na Torre para avaliar se tinha ou não punição para Senna.

A 3 Voltas para o final da corrida Nannini na frente com Senna na sua cola, Nannini lutava pela primeira vitória na carreira e Senna lutava para vencer a corrida e levar o título para a Austrália. E a menos de 2 voltas para o final Senna passa Nannini na chicane, dessa vez sem incidente restando 2 voltas para o final Senna tinha passado Nannini de forma dramática e emocionante. E Nessas horas é que só mesmo Senna para conseguir isso.

Fplxcoit

Na pista Senna completou as duas últimas voltas na liderança e acabou cruzando na frente, numa das corridas mais emocionantes da história da Formula 1, Senna fez uma das maiores corridas em que um piloto poderia fazer na história de 39 anos de Formula 1 (67 nos dias de Hoje).

Com isso Senna levava a Disputa do título para a Austrália, Mas minutos depois os comissários de prova desclassificam Senna e deram a vitória a Alessandro Nannini. Com isso Prost conquistava o Tricampeonato. Balestre depois de um tempo ele confessava que acabou mandando punir Senna para dar o título para Prost.

Senna e a Mclaren criticaram de forma muito forte a Balestre. Com isso Balestre chegou a dar uma punição de 6 meses sem correr e de 100 mil dólares. E ainda ameaçou Tirar a Mclaren da Formula e de cassar a Superlicença de Senna caso Ron Dennis e Senna não se retratassem das palavras que eles falaram ao presidente da FISA (FIA).

O Caso é que Prost em seu momento mais sujo de sua carreira fantástica chegava ao seu tricampeonato e levava o número 1 para a Ferrari. Mas essa manobra teria uma consequência no ano seguinte. Senna não esqueceria jamais essa derrota política e iria querer a vingança. Nannini comemorava a sua primeira vitória da Carreira (Que acabaria sendo a única da carreira) Junto de Patrese e de Boutsen. Piquet que fez grande corrida com a Carroça da lotus-Judd em 4º, Brundle em 5º e Warwick em 6º Completaram a zona de pontuação.

Resultado final do GP do Japão de 1989

Fotos:

Vídeo da corrida: Motor Sports

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Especial Ligier : Temporada de 1978

Em sua terceira temporada a Ligier queria deixar de ser equipe Média para ser equipe Grande, pelo Terceiro ano Consecutivo o único piloto da Ligier era Jacques Laffite e o Motor era o Matra 12 Cilindros. a Equipe Usou ainda o JS7 nessa temporada mas construiu o Carro JS9 para a disputa desse Campeonato. O Ano começou de uma forma não muito boa para a Ligier mesmo com o 8ºlugar no grid do GP da Argentina, O JS7 fez 6 corridas, sendo que a Ligier não conseguiu um grande grid mostrando que o carro parecia ultrapassado em relação a outros carros inclusive para o Lotus 79 que dominaram o ano. Laffite fez 6 pontos com esse carro, Sendo as três vezes em 5ºlugar, Na África do Sul, Long Beach e Bélgica aonde o JS7 definitivamente se aposentou dando Lugar ao JS9.

Com o JS9 o desempenho do carro melhorou, E Laffite pode conseguir melhores desempenhos nos grid de largada, logo em sua primeira corrida com o JS9 Laffite largou em 10º e chegou em 3ºlugar conquistando o primeiro pódio do ano, O Segundo pódio foi na Alemanha onde Laffite largou em um ótimo 7ºposto e terminou em 3º subindo ao pódio pela segunda vez, Além disso Laffite pontuou na Áustria (5ºlugar) aonde conseguiu seu melhor grid do Ano e um 4ºlugar na Itália. Foram ao todo 7 Vezes na Zona de Pontuação. e Terminando 14 das 16 Corridas da Temporada de 1978. No Final de tudo terminou igual aos 2 anos anteriores com uma Classificação Mediana no Final. 19 Pontos, 2 Pódios e um 6ºLugar na Classificação do Campeonato.

Depois de Três temporadas no Meio na Classificação, estava na Hora da Ligier começar a almejar melhores Resultados.

Gps: 16
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 2
Pontos: 19
Motor: Matra MS 76/78
12 cilindros em V
2993 cm³
Potência: 520 cavalos a 12.300 RPM
Piloto:
Jacques Laffite
Número de voltas percorridas: 944

Ligier JS7
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design) e
Robert Choulet (Aerodinâmica)

Chassi: Monocoque em Fibra de Alumínio
Peso: 580 kg
Transmissão: Hewland TL 2-200- 6 Marchas
Combustível e Lubrificante: Shell
Tanque: 220 Litros

Suspensão: Braço, antebraço e molas (AV) / Arm, pernas e molas empurrados (AR)
Amortecedores: Koni
Freios: Lockheed / Girling
Comprimento
Distância entre eixos: 2608 mm
dianteira: 1536 mm
traseira: 1600 mm

Ligier JS7/9
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design)
e Robert Choulet (Aerodinâmica)
Chassi: Monocoque em Alumínio
Peso: 580 kg
Transmissão: Hewland FGA 400 – 6 marchas
Combustível e Lubrificante: Shell
Amortecedores: Koni
Freios: Lockheed / Girling

Ligier JS9
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design)
e Robert Choulet (Aerodinâmica)
Chassi: Monocoque em Alumínio
Peso: 580 kg
Transmissão: Hewland FGA 400 – 6 marchas
Combustível e Lubrificante: Shell
Amortecedores: Koni
Tanque: 210 Litros
Freios: Lockheed / Girling
Distância entre eixos: 2800 mm
Dianteira: 1625 mm
Traseira: 1515 mm

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Especial Ligier : 1976 1977