Temporada de 2019 da Indycar Abre com vitória de Josef Newgarden em St.Petersburg

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotorTempoFase
112Will PowerTeam PenskeChevrolet1:00.459Q3
22Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet1:00.557Q3
310Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda1:00.688Q3
49Scott DixonChip Ganassi RacingHonda1:00.854Q3
528Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda1:01.078Q3
627Alexander RossiAndretti AutosportHonda1:01.773Q3
760Jack HarveyMeyer Shank RacingHonda1:00.953Q2
823Charlie KimballCarlinChevrolet1:01.014Q2
95James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsHonda1:01.018Q2
1015Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda1:01.094Q2
1188Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda1:01.418Q2
1281Ben HanleyDragonSpeedChevrolet1:02.370Q2
1322Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet1:04.629Q1
1426Zach VeachAndretti AutosportHonda1:00.906Q1
1520Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet1:06.142Q1
1621Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet1:00.949Q1
1798Marco AndrettiAndretti Herta AutosportHondaSem TempoQ1
187Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsHonda1:01.134Q1
1918Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHondaSem TempoQ1
2030Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda1:01.151Q1
2114Tony KanaanA. J. Foyt EnterprisesChevroletSem TempoQ1
224Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet1:01.157Q1
2319Santino FerrucciDale Coyne RacingHondaSem TempoQ1
2459Max ChiltonCarlinChevrolet1:01.378Q1

Realizada nesse domingo a primeira etapa do Mundial de Formula Indy, Nas ruas de St.Petersburg, Os 24 pilotos que disputaram a etapa de abertura do Mundial tiveram 110 voltas em 2 horas de uma prova em um circuito que é um misto de circuito de rua e de autódromo. Will Power largou na pole position com o Estreante Felix Rosenquist da Chip Ganassi ao seu lado, Na segunda fila largam Josef Newgarden da Penske e Scott Dixon com o carro da Ganassi. Na Terceira fila largam 2 pilotos da Andretti: Ryan Hunter-Reay e na quarta fila largaram duas boas surpresas: Jack Harvey da equipe de Michael Shank e Charlie Kimball da Carlin.

 Largada para a abertura da Formula Indy em 2019, Power largou bem, Quem deu bobeira foi Josef Newgarden que acabou perdendo o 2ºlugar para o estreante Felix Rosenquist. De resto, Dixon manteve o 4ºlugar e Rossi ganhou o 5ºlugar do seu companheiro de equipe Ryan Hunter-Reay. O Campeão de 2012 chegou a tocar no piloto sueco da Chip Ganassi.

Power e Rosenquist abriram sobre os outros pilotos. Newgarden em 3º estava já a 2.2 segundos. Dixon vinha em 4º, Rossi, Hunter-Reay, Jack Harwey e Charlie Kimball completavam os 8 primeiros lugares.

Marcus Ericsson com 7 voltas faz a primeira parada. Ele vinha pelo 21ºlugar para arriscar uma tática diferente. Nessas primeiras voltas não teve brigas ou tentativas de brigas por posição. Power era seguido de perto pelo estreante Felix Rosenquist. O piloto da Ganassi chegou a correr pela Indy Lights e passou os dois últimos anos pela famigerada Formula E. O Norte-Americano Santino Ferrucci faz sua primeira parada na 10ªpassagem.

Os pilotos de trás foram os primeiros a pararem e de forma antecipada. Poderia ser fazer 35 a 40 voltas com o mesmo tanque de combustível. Na 12ªVolta já tinha 7 pilotos que tinham antecipado a sua 1ªparada.

Rahal fez sua parada na 13ªparada. Ao mesmo tempo o motor de Sebastien Bourdais acabou fumando, Era o fim de corrida para o piloto principal da Dale Coyne. O Líder da prova Will Power faz a parada, Uma surpresa que o líder mudasse a sua tática. O Estreante Sueco Rosenquist passou para a liderança. Newgarden, Dixon, Rossi, Hunter-Reay eram os 5 primeiros. Jones passou a ser o 6ºlugar foi para a parada na 15ªVolta. Apenas Rosenquist, Newgarden, Dixon, Rossi, Hunter-Reay, Kannan e Hanley não tinham ido para a primeira parade.

Na 17ªVolta, O líder faz sua parada e voltou atrás de Will Power que liderou as primeiras 11 voltas. O Piloto da Penske Josef Newgarden assumiu a liderança com Scott Dixon em 2º. Os dois pararam na 18ªVolta assim como parou também Ryan Hunter-Reay. Rossi passou para a liderança, O piloto da Andretti liderou por uma volta (O piloto ganha um ponto se liderar uma volta inteira). Apenas Tony Kannan não tinha parado nos boxes e vinha em 5ºlugar a frente de Alexander Rossi. Power voltou a liderança após as paradas, abrindo 3.5 segundos sobre Rosenquist.

Na 20ªVolta o motor de Ryan Hunter-Reay quebra no final da reta. No que provocou a primeira bandeira amarela da prova. O Ponto que o carro 28 parou era bem perigoso. Kannan foi para os boxes durante essa bandeira amarela.

Rosenquist relargou muito bem e assumiu a liderança na entrada da 24ªVolta, E depois segurando a ponta da tentativa de volta de Will Power. Depois disso o piloto da Ganassi abriu sobre Power que quase perder o 2ºlugar para Josef Newgarden, Scott Dixon e Alexander Rossi. O Inglês Jack Harvey que vai fazer 10 corridas em 2019 vinha em uma boa 6ªposição segurando dos ataques de Graham Rahal. Na 26ªVolta, O piloto Ed Jones bateu no muro e o Brasileiro Matheus Leist da A.J.Foyt acabou atingindo o carro do piloto da Carpenter/Corsa com o pneu traseiro provocando a segunda bandeira amarela na 27ªVolta. O Piloto dos EAU errou feio na curva passando reto e batendo.

Na 34ªVolta à corrida iria recomeçar, Mas a direção de prova adiou por uma volta. Na Volta 35 a corrida recomeçou, Dixon tentou passar Newgarden que fechou por duas vezes a porta. Rossi tentou se aproveitar e passar o campeão de 2018 por fora, Manobra que não obteve sucesso. Rosenquist continuou na ponta com Power em 2ºlugar.

Disputa pelo 6ºlugar entre Jack Harvey e James Hinchcliffe, O piloto Canadense estava bem mais rápido, mas o inglês se defendia muito bem. Simon Pagenaud vinha em 8º, Takuma Sato que largou em 20ºlugar estava em 9ºlugar e Marcus Ericsson completava os 10 primeiros lugares. Na entrada da 38ªVolta, O piloto da Harding Colton Herta passou Zach Veach e assumiu o 11ºlugar.

Rosenquist continua na liderança com uma boa distancia para Power (Um pouco mais de 1 segundo a frente) Sato e Herta na volta 43 foram os primeiros a fazerem a segunda parada nos boxes. A liderança entre os 5 primeiros colocados estavam separados por apenas 3.8 segundos e já estavam a 5 segundos a frente de Harvey que segurava bravamente o 6ºlugar dos ataques de James Hinchcliffe. Sem conseguir essa ultrapassagem, O Piloto Canadense foi para a sua segunda parada junto de Marcus Ericsson na volta 45. A Intenção do primeiro piloto da Schmidt era ganhar nessas paradas a posição do Harvey da equipe de Michael Shank associado a Schmidt Peterson.

Os pilotos da parte de trás vinham fazendo a 2ªparada deles enquanto que Power buscava se aproximar de Rosenquist. Pagenaud lutava por posição com Harvey, Chegou a passar o piloto inglês que voltou a se aproveitar do francês que perdeu a trajetória da curva 1 no final da reta. O piloto da Michael Shank foi para os boxes na volta 48 e a tática da Schmidt com Hinchcliffe deu certo, O piloto inglês voltou bem atrás do piloto Canadense.

Tony Kannan parou na volta 50, Logo os pilotos da frente iriam para a parada. Os primeiros deles foi Will Power e Alexander Rossi da Penske na volta 51. Um pouco mais atrás Simon Pagenaud fez a parada em 6ºlugar. Na volta 52, Rosenquist faz sua segunda parada e Newgarden passou para a liderança de novo. E por muito pouco o piloto da Ganassi voltou a frente do piloto da Penske, Power ganhou a posição após as paradas.

Newgarden abre 2.3 segundos a frente de Scott Dixon, Os dois certamente iriam para a tática de 3 paradas nos boxes. Dixon parou na 55ªVolta, Metade da prova. Voltando próximo de Power e logo atrás de Will Power. Na 56ªVolta, Newgarden vai para os boxes e colocaram os pneus de faixa vermelha (Você precisa usar pelo menos 1 jogo de pneus de cada tipo na corrida) e voltou a frente de Power (que ficou preso por causa da Marco Andretti que não tinha feito a parada segurando o segundo lugar) e assumiu a liderança colocando 2.5 segundos de frente para os dois.

Após a parada de Marco Andretti na volta 61. Newgarden era o líder com Dixon em 2º (Que fez uma brilhante ultrapassagem sobre Power na 58ªVolta) Rosequist vinha em 4º e Rossi mais atrás completava os 5 primeiros colocados. No segundo pelotão vinham James Hinchcliffe liderando esse Grupo em 6ºlugar. Rahal, Pagenaud, Sato e Herta completavam os 10 primeiros colocados.

A Corrida deu uma parada, Newgarden vinha tranquilamente na primeira posição tentando passar o piloto da Carlin Charlie Kimball que vinha em 18ºlugar. (ultrapassagem feita na 66ªvolta) O piloto da Penske vinha a frente de Scott Dixon que abriu bastante vantagem para o Australiano Will Power da penske em 3º, Rosenquist e Rossi completava os 5 primeiros colocados. Na Volta 71, Newgarden colocou 1 volta sobre Chilton e estava com vantagem de 5.6 segundos na liderança. Ainda haveria uma parada de troca de pneus e combustível.

Newgarden abriu mais diferença para Dixon, O Neozelandês pegou os dois pilotos da Carlin como retardatários. A Equipe de Origem Inglesa não deu um salto de qualidade nessa temporada como se esperava. Em 6ºVinha tinha o Canadense James Hinchcliffe que tentava se aproximar de Alexander Rossi. O outro piloto da Schmidt Peterson Marcus Ericsson abandonou com problemas de Pressão de Água.

Hinchcliffe fez sua 3ªparada na volta 79, Assim como Marco Andretti e Takuma Sato. Newgarden foi para a parada na 80ªVolta, Com 30 voltas para o final tinha tudo para terminar a prova tranquilamente. Já Takuma Sato com problemas acabou não voltando mais e deixando a corrida.

Dixon que liderou uma volta foi para os boxes, Igualmente fez Will Power, Alexander Rossi, Simon Pagenaud. Rosenquist ficou mais uma volta na pista e foi fazer sua última parada na 82ªVolta. Depois das paradas a liderança voltou às mãos de Josef Newgarden que vinha 8.1 segundos a frente de Scott Dixon. O piloto neozelandês Scott Dixon estava 5 segundos a frente de Will Power que vinha em 3ºlugar. Felix Rosenquist vinha em 4º. Rossi, Hinchcliffe, Pagenaud, Rahal, Herta e Ferrucci completavam os 10 primeiros colocados. Tony Kannan vinha em 15ºlugar após uma parada aonde a Foyt se enrolou toda com uma das mangueiras da porca dos pneus.

Newgarden vinha mantendo um ótimo ritmo de corrida no final de prova, Apesar de Dixon ter baixado a vantagem para 5.3 segundos a 24 voltas do final. Kannan já tinha tomado volta do líder os próximos a tomarem volta seriam Veach, Pigot e Andretti que vinham disputando o 12º,13º e 14ºlugares. Para não dizer que nada estava acontecendo, Simon Pagenaud vinha se aproximando de James Hinchcliffe na disputa pelo 6ºlugar. Mais a frente vinha Alexander Rossi em um tranquilo 5ºlugar atrás de Newgarden, Dixon, Power e Rosenquist.

Mesmo Dixon diminuindo a diferença para 3.9 segundos, O piloto da Penske Josef Newgarden vinha colocando retardatários na hora certa para manter uma tranquilidade na liderança. A 12 voltas do final Newgarden vinha o duríssimo Marco Andretti para colocar uma volta no piloto norte-americano. Dessa vez o campeão de 2017 teve dificuldades e muitas dificuldades para passar o piloto da Andretti-Herta, Apenas na entrada da 102ªVolta ele conseguiu colocar uma volta nele. Dixon não teve grandes dificuldades para passar Andretti. No que dava chances para Dixon ir para cima de Newgarden e disputar a vitória.

A 7 voltas do final, Dixon tinha que tirar 1.8 segundos em cima do Newgarden para decidir a prova com o piloto da Penske. Eram os dois últimos campeões da Formula Indy na disputa pela vitória.

Mas essa disputa não aconteceu, Josef Newgarden segurou a vantagem de 2 segundos e acabou conquistando a vitória na abertura do Mundial de Formula Indy. O piloto da Penske construiu sua vitória a partir da metade da corrida na segunda parada dos boxes. Scott Dixon com a Ganassi tentou buscar a vitória, Mas ficou a 2.8 segundos em segundo lugar. Will Power, Pole position completou o pódio com o segundo carro da Penske. O Estreante Felix Rosenquist com a Ganassi fez uma belíssima estreia e acabou em 4ºlugar, Após liderar por boas 20 voltas e fazer frente na primeira parte da prova. Completando os 5 primeiros colocados ficou o piloto da Andretti Alexander Rossi.

James Hinchcliffe segurou o 6ºlugar do ataque final de Simon Pagenaud. O Norte-Americano Colton Herta leva a Harding ao melhor resultado da sua história em meio a uma crise financeira que acabou tirando Patricio O’Ward da equipe e da Temporada inteira ao chegar em 8ºlugar. Completando os 10 primeiros colocados o Norte-Americano Santino Ferrucci e o Inglês Jack Harvey. O Brasileiro Tony Kannan completou a prova em 15ºlugar, Vai ser mais um ano duro para a Foyt.

Daqui a 2 semanas teremos a estreia do Circuito das Américas na Formula Indy. No circuito de Austin.

Fotos:

Resultado final do GP de St.Petersburg

posPilotoEquipeMotorVoltasTempoGrid
12Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet1102:04:18.2582
29Scott DixonChip Ganassi RacingHonda110a 2.8994
312Will PowerTeam PenskeChevrolet110a 12.7441
410Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda110a 14.5853
527Alexander RossiAndretti AutosportHonda110a 18.3616
65James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsHonda110a 31.1599
722Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet110a 31.44013
888Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda110a 40.47011
919Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda110a 57.60223
1060Jack HarveyMeyer Shank RacingHonda110a 59.1907
1121Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet110a 1:02.68616
1215Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda109a 1 Volta10
1398Marco AndrettiAndretti Herta AutosportHonda109a 1 Volta17
1426Zach VeachAndretti AutosportHonda109a 1 Volta14
1514Tony KanaanA. J. Foyt EnterprisesChevrolet109a 1 Volta21
1659Max ChiltonCarlinChevrolet109a 1 Volta24
1723Charlie KimballCarlinChevrolet109a 1 Volta8
1881Ben HanleyDragonSpeedChevrolet108a 2 Voltas12
1930Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda75Câmbio20
207Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsHonda54Pressão da Água18
2120Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet25Acidente15
224Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet25Acidente22
2328Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda19Motor5
2418Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHonda11Motor19

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Kaito Toba conquista primeira vitória na carreira em disputada estreia da Moto 3 em Losail

Nem de longe candidato a vitória, Kaito Toba em uma grande exibição conquistou a vitória na primeira etapa do Mundial de motovelocidade da Moto 3. O piloto da Honda Asia Team quebra o Jejum de 11 anos sem vitória de um piloto Japonês na categoria inferior. (125cc e Moto 3) Como a maior parte das provas da Moto 3, Foi muito disputada a prova com outros 4 pilotos durante as 18 voltas da prova.

Na largada, Canet largou muito bem e manteve a liderança, Dalla Porta vinha em segundo com sua moto da Leopard e Tony Arbolino passou para o 3ºlugar, Logo na curva 6, Albert Arenas passou Arbolino e ganhou o 3ºlugar. Kaito Toba perdeu 2 posições e estava em 5ºlugar. Ainda sobre o Sol do final da tarde, No final da primeira volta, Dalla Porta voltou a ponta.

Um pouco mais atrás vários pilotos disputaram posição. Na 6ªcurva da primeira volta: Yurchenko, Booth-amos, Sasaki e Masia caíram. Os dois primeiros voltaram à prova, Os outros deixaram a prova. Na segunda volta, Darryn Binder caia e deixava a prova na curva 13. Em 13ºlugar, Romano Fenati fazia a melhor volta da corrida.

Canet e Dalla Porta disputavam a primeira posição nas primeiras voltas, Tony Arbolino, Albert Arenas e Celestino Vietti completavam os 5 primeiros colocados na 4ªvolta. O Piloto da equipe Angel Nieto (Aspar Martinez) Albert Arenas chegou a passar Arbolino e Dalla Porta se colocando em 2ºlugar, O piloto da Leopard conseguiu recuperar a posição.

Na 5ªVolta caíram Kazuki Masaki, Dennis Foggia e Tatsuki Suzuki. Quase que ao mesmo tempo Aron Canet recuperava a liderança em cima de Dalla Porta. Kaito Toba que acabou caindo muito no começo de prova já estava em 5ºlugar, Atrás de Arbolino e de Arenas. No começo da 6ªvolta tudo mudou, Dalla Porta voltou a ponta, Com Toba subindo para o 2ºlugar e Aron Canet para o 3ºlugar. Curvas depois o Japonês passava Dalla Porta e assumia a primeira posição. Tinha pelo menos 8 pilotos no primeiro pelotão, Com mais uns 8 ou 9 pilotos bem perto desse primeiro pelotão. Dalla Porta acabou voltando a primeira posição no começo da volta.

Acabou que o piloto da Leopard e o piloto da Honda Asia Team trocaram de posição por algum tempo. Toba acabou se sobre saindo e Dalla Porta perdeu o 2ºlugar para Nicollò Antonelli. Canet, Vietti, Kornfeil, Arenas, Arbolino, Fenati e Ramirez completavam os 10 primeiros lugares. No começo da 8ªVolta, Dalla Porta voltou a liderança e a disputa pela corrida. Novamente o Japonês e o Italiano estavam trocando de posição na ponta. Antonelli e Canet estavam logo atrás.

Na metade da prova, Começava a aparecer o Italiano Romano Fenati em mais uma tentativa de recuperar sua carreira já estava em 3ºlugar vindo lá de trás. Atrás de Antonelli e de Toba. O piloto da Sic58 liderava a corrida, Mas Fenati no final da 9ªVolta foi para cima de Antonelli e tomou a ponta da prova com a sua moto da Snipers Team. Mas na reta acabou engolido e caiu para o 5ºlugar. Dalla Porta vinha na ponta com Toba, Canet e Vietti nas 4 primeiras posições.

Romano Fenati estava alucinado e queria a vitória, Vinha em 2º entre Toba, e Canet e Dalla Porta. Os 3 mais regulares na parte da frente. Renascido, Fenati passou Toba e voltou a liderança e começava a abrir alguma vantagem e parecia que ele estaria que iria rumo a vitória pelo seu ímpeto. Mas na reta, a vantagem foi dizimada e Dalla Porta, Toba e Canet superaram Fenati, que na parte das curvas se recuperava.

A 6 Voltas do final, Canet é o líder, Mas tudo poderia acontecer. E vinha lá de trás na largada o piloto Marcos Ramirez estava já em 6ºlugar. Albert Arenas que vinha nas primeiras posições nas primeiras voltas estava mais afastado da Briga em 10ºlugar, Atrás do companheiro de equipe Raul Fernandez. A 5 Voltas do final, Lorenzo Dalla Porta era o líder, Com Kaito Toba, Marcos Ramirez, Romano Fenati e Aron Canet nas 5 primeiras posições.

O piloto da Leopard Marcos Ramirez vinha em 3ºlugar, Após um sábado ruim vinha respondendo em uma belíssima prova de recuperação. A 4 voltas do final, Fenati recebeu uma advertência e acabou tendo de passar por uma parte mais alongada na curva 6, Caindo para o 13ºlugar e deixando a disputa pela vitória. Dalla Porta, Toba, Ramirez e Canet disputavam a vitória.

A menos de 3 voltas para o final, O Espanhol Marcos Ramirez assumiu a liderança com Kaito Toba, Aron Canet, Lorenzo Dalla Porta muito perto disputando a vitória. Na curva 12 para a 13, O Japonês Volta à liderança. A 2 Voltas do final, Dalla Porta voltou a liderança com Toba em 2º e Ramirez em 3ºlugar, Curvas depois Canet ganhou o 3ºlugar.

Na última volta, Kaito Toba passou a liderança e ficou disputando a vitória com Lorenzo Dalla Porta que voltou a liderança na segunda parte da última volta. Até a que na reta o Japonês  usando o vácuo do piloto Italiano acabou puxando para a ultrapassagem que deu ao piloto da Honda Asia Team a primeira vitória da sua carreira na abertura do Mundial da Moto 3.

Lorenzo Dalla Porta  acabou em 2ºlugar a 53 milésimos do vencedor e Aron Canet estreou com sua nova equipe com um pódio com uma bela exibição. Marcos Ramirez que largou do longuiguo 20ºlugar para um belíssimo 4ºlugar. Completando os 5 primeiros colocados o Italiano Celestino Vietti da Sky Racing VR46.

Albert Arenas completou a prova em 6ºlugar seguido de seu companheiro de equipe Raul Fernandez em sua primeira temporada completa fez uma boa corrida. Niccolò Antonelli que chegou a liderar acabou com um digno, mas modesto 8ºlugar.

Romano Fenati em 9ºlugar, foi um dos nomes da corrida acabou fazendo uma grande corrida. Mostrou que pode ser um dos candidatos ao título e se colocar a cabeça em seu lugar definitivamente, A punição a voltas do final acabou tirando ele dos primeiros lugares. Jakub Kornfeil completou os 10 primeiros colocados. Gabriel Rodrigo, Um final de semana apagado acabou fechando a zona de pontuação em 15ºlugar devido a não esta 100% Fisicamente por causa de uma operação na clavícula.

Fotos:

Resultado final do GP do Qatar
Mundial de Motovelocidade – Temporada 2019

posPilotoEquipeMotorTempo
127Kaito TobaHonda Team AsiaHonda38’08.887
248Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHondaa 0.053
344Aron CanetSterilgarda Max Racing TeamKTMa 0.174
442Marcos RamirezLeopard RacingHondaa 0.505
513Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 0.584
675Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 0.818
725Raul FernandezSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 0.846
823Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 0.850
955Romano FenatiSnipers TeamHondaa 0.890
1084Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTMa 0.903
1179Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 0.956
1221Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Hondaa 1.755
1317John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 1.849
1416Andrea MignoBester Capital DubaiKTMa 3.450
1519Gabriel RodrigoKommerling Gresini Moto3Hondaa 3.514
1614Tony ArbolinoSnipers TeamHondaa 4.201
1777Vicente PerezReale Avintia Arizona 77KTMa 4.267
1861Can OncuRed Bull KTM AjoKTMa 26.272
1922Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 31.779
206Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 31.820
2112Filip SalacRedox PruestelGPKTMa 31.943
2254Riccardo RossiKommerling Gresini Moto3Hondaa 31.979
2376Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 1’23.259
2469Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTMa 3 Voltas
OUT24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 14 Voltas
OUT7Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTMa 14 Voltas
OUT40Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 17 Voltas
OUT71Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHondaa 18 Voltas
OUT5Jaume MasiaBester Capital DubaiKTMa 18 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Com os Motores Triumph , Baldassarri segura Luthi e conquista vitória em Losail

Primeira prova com os Motores Triumph, com seus 765cc. Com mais potência que os motores Honda com suas 600cc. Nessa primeira prova da nova era da Moto 2, Muita disputa e uma vitória categórica de Lorenzo Baldassarri que comeu pelas beiradas o final de semana inteiro e mostrou sua força na corrida. Manteve a liderança a maior parte do tempo de maneira segura e segurou a vitória em cima dos ataques de um revigorado Thomas Luthi, Que largou do 11ºlugar para ficar a 26 milésimos da vitória.

 Vierge largou melhor que Schrotter e assumiu a liderança, Um Acidente na primeira curva envolveu 3 pilotos: Navarro, Bulega e Lecuona e alguns outros que foram atrapalhados.

Baldassarri passou ao segundo lugar, Schrotter caiu para o 3ºlugar e Brad Binder colado nele em 4ºlugar. Na segunda volta, Vierge é superado pelo Baldassarri que assumiu a liderança. Remy Gardner ganhou o 4ºlugar de Brad Binder. Stefano Manzi da Forward com o chassi da MV Agusta que fez sua estreia ganhou 11 posições e subiu para o 15ºlugar. As primeiras voltas foram voltas de muitas quedas e abandonos.

Após 4 voltas os 4 primeiros vinham um pouco a frente dos demais pilotos do pelotão: Baldassarri, Vierge, Schrotter e Gardner. Aos poucos o piloto da Pons aumenta sua vantagem para Vierge que hora consegue respirar e hora era pressionado pelo Schrotter que era pressionado pelo Australiano Remy Gardner.

Enquanto o piloto da Pons começava a abrir uma pequena vantagem, O Espanhol Xavi Vierge era pressionado pelo Schrotter, Ao mesmo tempo que o 5ºcolocado Alex Marquez começava a chegar em Gardner. Brad Binder, Sam Lowes, Luca Marini, Thomas Luthi e Augusto Fernandez completavam os 10 primeiros lugares.

Curvas depois, Na 7ªVolta Vierge perdeu rendimento e num espaço de poucas curvas o piloto da Marc VDS caiu do 2º para o 5ºlugar. Quem agradeceu foi Schrotter, Gardner e Marquez que subiram para o 2º, 3º e 4ºlugares respectivamente. Baldassarri ao final da 8ªvolta abria quase 8 décimos de vantagem sobre Marcel Schrotter. Mais atrás Binder erra a trajetória da primeira curva e quase perde a 6ªposição para o Inglês Sam Lowes.

Thomas Luthi começava a subir na prova, Após cair para o 11ºlugar depois da largada o Suíço vinha recuperando posições e já estava em um respeitável 7ºlugar. Um pouco mais a frente San Lowes deixou Vierge para trás ganhando o 5ºlugar. Porém em poucas curvas, Luthi tomou duas posições subindo para o 5ºlugar e fazendo a volta mais rápida da prova. Na metade da prova ele vinha pressionando e ultrapassando a Alex Marquez já assumindo o 4ºlugar na entrada da 11ªVolta. O Irmão da Formiga Atômica recuperou a posição curvas depois, A ultrapassagem definitiva a favor do Suíço foi na ultima curva da volta 11. Luthi acabou ganhando de vez o 4ºlugar.

Lá na frente, Baldassarri continuava com uma pequena, Mas consistente vantagem para Schrotter e Gardner que tentavam diminuir a diferença para o piloto da Pons e ao mesmo tempo brigando pelo 2ºlugar. Luthi em Quarto parecia estar com melhor desempenho do que os três e começava a se aproximar dos dois. Mais atrás, Marquez liderava o segundo bloco, Com O Jovem Augusto Fernandez da Pons pressionando o piloto da Marc VDS. Lowes, Marini, Vierge, Brad Binder completavam os 10 primeiros colocados. Enea Bastianini estava fazendo uma boa estreia, Em 11ºlugar a frente de Andrea Locatelli, Companheiro de equipe da Italtrans.

A 7 Voltas do final, Luthi foi para cima de Remy Gardner que estava disposto a manter seu lugar no pódio na SAG. Na entrada da 15ªVolta, Luthi passou Gardner, Porém o Australiano recuperou a posição. O piloto da Dynavolt insistiu e acabou na curva 6 ganhando de novo a 3ªposição e agora tinha seu companheiro de equipe na sua alça de mira. Enquanto isso, Alex Marquez e Sam Lowes disputavam o 6ºlugar atrás de Augusto Fernandez da Pons.

Nas 4 voltas finais Luthi passou Schrotter e a partir dai começou a aproximação para cima de Baldassarri, Volta após volta ele tirava a vantagem para o piloto da Pons, O Desempenho da Dynavolt era melhor que o desempenho da Pons na reta final de prova.

Na volta final o suíço pressionou de todas as maneiras para tomar a vitória do Piloto da Pons. No final, Por muito pouco o Italiano resiste e conquista a vitória em Losail. Sem tanta mídia como os pilotos como Alex Marquez, Brad Binder, Marcel Schrotter, Thomas Luthi, Luca Marini, Mas também é um dos postulantes ao campeonato.

Thomas Luthi terminou em 2ºlugar, Depois de um terrível ano de 2018 na motoGP parece que a sua volta a Moto 2 pela Dynavolt foi um acerto para ambos (Tanto para o piloto como para a equipe) Nas últimas voltas a disputa pelo pódio entre Marcel Schrotter e Remy Gardner se intensificou. Na Volta final o piloto da SAG passou para o terceiro lugar e ficou com a posição até a metros do final. Foi quando Schrotter pegou o vácuo e ultrapassou Gardner e conquistou o último lugar no pódio. (2ºpódio da carreira)

O 5ºlugar ficou o Espanhol Augusto Fernandez, que já foi muito bem no final da temporada passada começa o ano muito bem, Tornando a Pons uma das mais fortes equipes do Mundial da Moto 2. Sam Lowes terminou em 6ºlugar na sua volta a Gresini superando o Espanhol Alex Marquez que mais uma vez deixa a desejar em relação as suas expectativas e da equipe nessa Temporada. Luca Marini não foi além do 8ºlugar com a moto da equipe de Valentino Rossi.

Boa estreia de Enea Bastianini na Moto 2, Superando no final Xavi Vierge e conquistando um importante 9ºlugar pela Italtrans. Vierge também decepcionou e acabou em 10ºlugar.

Fabio di Giannantonio com a Speed UP fez sua estreia na Moto 2 ficando em 11ºlugar, Outra decepção foi Brad Binder com o 12ºlugar, A KTM terá de melhorar mais se quiser dá a chance para seu principal piloto disputar o título. Andrea Locatelli, Jesko Raffin (Em bom final de semana com o Chassi NTS e substituindo a Steven Odendaal) e Jorge Martin completaram a zona de pontuação. A MV Agusta não teve uma estreia dos sonhos, Mas o 18ºlugar de Dominique Aegerter e o 20ºlugar de Stefano Manzi dão esperanças para a Marca nessa temporada de estreia na Moto 2.

Fotos:

Resultado final do GP do Qatar
Mundial de Motovelocidade – Temporada 2019

posPilotoEquipeMotorTempo
17Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40 Kalex39’56.109
212Thomas LuthiDynavolt Intact GP Kalexa 0.026
323Marcel SchrotterDynavolt Intact GP Kalexa 2.123
487Remy GardnerONEXOX TKKR SAG Team Kalexa 2.125
540Augusto FernandezFlexbox HP 40 Kalexa 2.305
622Sam LowesFederal Oil Gresini Moto2 Kalexa 3.334
773Alex MarquezEG 0,0 Marc VDS Kalexa 5.018
810Luca MariniSKY Racing Team VR46 Kalexa 7.336
933Enea BastianiniItaltrans Racing Team Kalexa 12.949
1097Xavi ViergeEG 0,0 Marc VDS Kalexa 13.865
1121Fabio di GiannantonioEgo Speed UpSpeed UP a 15.525
1241Brad BinderRed Bull KTM Ajo KTM a 16.591
135Andrea LocatelliItaltrans Racing Team Kalexa 18.667
142Jesko RaffinNTS RW Racing GP NTS a 18.916
1588Jorge MartinRed Bull KTM Ajo KTM a 22.771
1664Bo Bendsneyder NTS RW Racing GP NTS a 22.822
1789Khairul Idham PawiPetronas Sprinta Racing Kalexa 23.978
1877Dominique AegerterMV Agusta Idealavoro Forward MV Agusta a 26.904
1924Simone CorsiTasca Racing Scuderia Moto2 Kalexa 27.030
2062Stefano ManziMV Agusta Idealavoro Forward MV Agusta a 40.274
213Lukas TulovicKiefer Racing KTM a 43.003
2216Joe RobertsAmerican Racing KTM KTM a 44.212
2365Philipp OettlRed Bull KTM Tech 3 KTM a 47.657
2420Dimas Ekky Pratama IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 57.596
2518Xavi Cardelus Sama Qatar Angel Nieto Team KTM a 1’18.749
2672Marco Bezzecchi Red Bull KTM Tech 3 KTM a 1’35.817
OUT45Tetsuta NagashimaONEXOX TKKR SAG Team Kalex a 18 Voltas
OUT96Jake DixonSama Qatar Angel Nieto Team KTM a 18 Voltas
OUT35Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 19 Voltas
OUT9Jorge NavarroEgo Speed UpSpeed UP  a 20 Voltas
OUT11Nicolo BulegaSKY Racing Team VR46 Kalex a 20 Voltas
OUT27Iker LecuonaAmerican Racing KTM KTM a 20 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Assim como 2018, Dovizioso novamente em cima de Marquez conquista vitória em Losail

Repetindo o ano de 2018 e o duelo das duas últimas temporadas o piloto da Ducati Andrea Dovizioso conquistou a vitória em Losail, Repetindo a vitória do ano passado e também repetindo praticamente a mesma vantagem em cima de Marc Marquez com a Honda. Uma atuação praticamente impecável do piloto Italiano, Que resistiu aos ataques não só do Marquez como de alguns ataques de Alex Rins com a Suzuki.

Viñales largou bem mal e Dovizioso passou para a ponta com Jack Miller subindo para o segundo e Marquez manteve o 3ºlugar. Viñales caiu para o 6ºlugar atrás de  Crutchlow e de Nakagami que subiu do 9º para o 5ºlugar.

Marquez foi para cima de Miller e ultrapassou o piloto Australiano que voltou no final da primeira curva da segunda volta. Viñales perdeu 2 outras posições para os pilotos da Suzuki (Mir e Rins) caindo para o 8ºlugar. Jorge Lorenzo estava no fundo do pelotão, Em 19ºlugar.

No final da segunda volta, Miller teve problemas com a peça do seu banco da sua moto e acabou despencando para o 12ºlugar. Marquez passou para o segundo lugar, Com Crutchlow, Mir e Rins nas 5 primeiras posições. As suas motos da Suzuki que não foram muito bem na classificação estavam muito bem no começo de corrida, Na 4ªVolta.

Lá atrás, Fábio Quartararo vinha fazendo volta mais rápida em cima de volta mais rápida. Estava em 23ºlugar devido ao problema que ele teve na volta de apresentação. Ao terminar a 5ªvolta Rins e Mir da Suzuki superaram o inglês Cal Crutchlow passando para o 3º e 4ºlugares. Na metade da 5ªVolta, Rins passou Marquez e assume o segundo lugar, Era impressionante o desempenho da Suzuki. No final da volta 5, Rins passou para a liderança, Bastou uma reta para Dovi voltar a liderança usando a potência da Ducati.

Dovizioso, Rins, Marquez, Mir, Crutchlow, Petrucci, Viñales, Rossi e Morbidelli estavam no primeiro pelotão da prova. Petrucci no final da 7ªvolta supera Crutchlow e assumiu o 5ºlugar. Rins superou Dovizioso e reassumiu a liderança. Na volta seguinte Dovizioso na curva 1 voltou a liderança superando Alex Rins. Nas curvas a Suzuki é uma moto melhor de ciclística, Nas Retas a Ducati se sobressai na potência em cima das outras. Marquez em 3º esta apenas superando o momento certo de atacar. Na 10ªVolta, Curva 6 Petrucci tomou o terceiro lugar das mãos de Marquez, Logo o Espanhol recuperou a posição.

Marquez na 11ªVolta passou Rins e deu um chega pra lá no piloto da Suzuki e assumiu o segundo lugar com Petrucci se aproveitando e ganhando posição do piloto Espanhol da Suzuki. Na metade da prova: Dovi, Marquez, Petrucci, Rins e Crutchlow estavam nas 5 primeiras posições. Mir vinha perto em 6º, Um pouco mais atrás vinham a trinca da Yamaha: Viñales, Rossi e Morbidelli.

Na marra e na raça, Na 12ªVolta Rins passou Petrucci voltando aos Top 3. Enquanto isso Quartararo lá atrás ultrapassou Lorenzo e assumiu o 16ºlugar. Uma tristeza a estreia do Gladiador do Asfalto na Honda. Com 14 Voltas completadas os dois pilotos da Pramac abandonaram com problemas na moto de ambos os pilotos (Bagnaia e Miller)

Marquez vinha pressionando Dovizioso, Rins em 3º muito perto do dois e Crutchlow tentando ganhar o 4ºlugar do Danilo Petrucci. A 7 Voltas do final, Rins conseguiu a ultrapassagem sobre Marquez ganhando o 2ºlugar. Enquanto que Valentino Rossi largando em 14ºlugar passou o pole position Marevick Viñales ganhando o 7ºlugar.

Rins passou Marquez e vinha resistindo a pressão de Marquez, não só isso. Na parte das curvas ele se aproximava de Dovizioso. Marquez em 3º tinha a incomoda companhia de Cal Crutchlow que vinha em 4ºlugar a frente de Petrucci e de Rossi que já estava em 6º a menos de 5 voltas do final. Na entrada da 19ªVolta Marquez supera Rins e assume de novo o 2ºlugar.

A três voltas do final Rins erra na curva 1 e Crutchlow passou para o 3ºlugar, Rossi passou Petrucci e assumiu o 5ºlugar aos 40 anos de idade completados no dia 16 de Fevereiro. A 2 voltas do final parecia que o confronto era mesmo entre os rivais das 2 voltas temporadas. Se aproveitando do erro de Dovi, Marquez assumiu a liderança. Além deles Crutchlow e Rins vinham perto ainda acreditando na vitória.

Na começo da Volta final Dovizioso toma a ponta de novo, Marquez precisava pressionar o piloto da Ducati para ter alguma chance de vitória, Um pouco mais atrás Crutchlow, Rins e Rossi disputavam o pódio. Na curva 8, 9 e 10 Marquez e Dovizioso ficaram lado a lado com vantagem para o piloto da Ducati. Dovi parecia estar com a vitória encaminhada mais para ele, Na curva final Marquez foi com tudo para cima do piloto Italiano e chegou a passar Dovizioso. Porém o piloto da Ducati recuperou a ponta e dai não perdeu mais a vitória ganhando pela 12ªVez na Carreira e a segunda vez em Losail. Uma grande vitória do piloto da Ducati que começa o ano na frente. Marc Marquez ainda não esta 100% fisicamente chegou em 2ºlugar, Colado em Dovizioso.

Completando o pódio o piloto da LCR Honda Cal Crutchlow que andou muito bem e mostra que pode ser um bom aliado da Honda enquanto que Jorge Lorenzo da vexame com a moto da Honda em sua estreia. O Inglês superou o Espanhol Alex Rins no final da prova. Apesar do 4ºlugar o piloto da Suzuki fez uma grande corrida, Chegou a lutar pela vitória até o finalzinho quando acabou sendo superado pelo piloto da equipe satélite da Honda.

Corridão de Valentino Rossi que saiu do 14ºlugar para levar sua Yamaha para o 5ºlugar. Superando vários pilotos com melhores motos. Danilo Petrucci fez uma corrida apenas regular, Chegou a ficar em 3ºlugar, Mas usando pneus mais macios acabou por sofrer pelo desgaste no final da prova e chegou em 6ºlugar. Quem não foi nada bem foi o Maverick Viñales que largou na pole e fez uma péssima largada e não conseguiu mais se recuperar ficando em 7ºlugar.

Joan Mir estreou bem na MotoGP, Não foi tão bem como Rins, Mas o 8ºlugar não ficou nada mal. Completando os 10 primeiros colocados o japonês Takaagi Nakagami em grande desempenho no final de semana e de Aleix Espargaró tirando tudo e mais um pouco para levar a Aprilla ao 10ºlugar. Franco Morbidelli estreia na nova equipe da Yamaha em 11ºlugar após andar a primeira parte da prova no primeiro pelotão. Pol Espargaró levou o 12ºlugar com o melhor resultado da KTM.

Jorge Lorenzo em uma péssima corrida acabou em 13ºlugar, Muito pouco para a Honda. Andrea Iannone com a Aprilla e Johann Zarco com a KTM completaram os 15 primeiros colocados. Fabio Quartararo acabou não conseguindo entrar na zona de pontuação. Daqui a 3 semanas teremos a segunda etapa do Mundial de motovelocidade na Argentina, em Termas de Rio Hondo.

Fotos:

Resultado final do GP do Qatar
Mundial de Motovelocidade – Temporada 2019

posPilotoEquipeMotorTempo
14Andrea DoviziosoMission Winnow DucatiDucati42’36.902
293Marc MarquezRepsol Honda TeamHondaa 0.023
335Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 0.320
442Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 0.457
546Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 0.600
69Danilo PetrucciMission Winnow DucatiDucatia 2.320
712Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 2.481
836Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 5.088
930Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 7.406
1041Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 9.636
1121Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 9.647
1244Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 12.774
1399Jorge LorenzoRepsol Honda TeamHondaa 14.307
1429Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniApriliaa 14.349
155Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTMa 15.093
1620Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 15.905
1788Miguel OiveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 16.377
1817Karel AbrahamReale Avintia RacingDucatia 22.972
1953Tito RabatReale Avintia RacingDucatia 23.039
2055Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTMa 43.242
OUT38Bradley SmithAprilia Factory RacingApriliaa 2 Voltas
OUT43Jack MillerAlma Pramac RacingDucatia 10 Voltas
OUT63Francesco BagnaiaAlma Pramac RacingDucatia 13 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP