Comentários sobre a Force India – Temporada 2015

F1_920_Bahrein (39)

Desde de 2008 a equipe de Vijay Mallya foi construindo uma marca que era a Force India e essa marca em 2015 teve sem ápice, Apesar de alguns problemas financeiros que inclusive podem fazer ele perder a equipe para os donos da Marca Johnnie Walker a equipe Indiana conseguiu o seu melhor desempenho da sua história se colocando entre as 5 melhores equipes da temporada com um belo chassi que só estreou no GP da Áustria e a partir dai a equipe fez dos 115 dos 136 pontos. E os seus dois pilotos foram pilotos para lá de inspirados nesse ano e que poderiam embicar a equipe para baixo, Pois o Perez era um piloto questionável muito por ter feito um trabalho ruim pela Mclaren em 2013 e um Nico Hulkenberg já indo para uma principio de acomodação na Formula 1 até quando ele ganhou as 24 Horas de Le Mans e a partir dai o talentoso piloto Alemão cresceu no campeonato e parecia que iria ter uma vaga numa grande equipe, Mas acabou que ele teve de ficar com o time pois a Ferrari preferiu ficar com o Raikkonen e a Williams renovou com o Bottas e dai não teve lugar melhor para o piloto Alemão que acabou dando azar em algumas corridas e isso acabou culminando a espetacular 2ªMetade de temporada de Sergio Perez.

F1_917_Australia (53)

O piloto mexicano acabou fazendo grandes corridas na 2ªmetade de temporada o que ajudou muito o time a consolidar de vez a equipe em 5ºlugar nos construtores. Principalmente no GP da Rússia aonde o Chevo levou o 3ºlugar conquistando o 3ªpódio da história da equipe na Formula 1 e o 5º da sua carreira fechando o ano com 78 pontos contra 58 de Nico Hulkenberg que era visto como o primeiro piloto da equipe que conseguiu como melhor resultado 3 vezes o 6ºlugar (Áustria, Japão e Brasil). Agora em 2016 Hulkenberg vai querer recuperar o seu lugar na Force India e o Perez vai querer estabelecer o seu domínio na Force India que ainda tem dúvida se vai ou não virar Aston Martin, Se virar eu vejo um futuro mais promissor para a equipe, Se não eu também não vejo mal pois posso ver um 2016 até melhor para a equipe e com essa saudável briga entre os pilotos na pista um pode puxar o outro para a frente e dai só vejo o time a ganhar.
Nota: 9.0 (Uma das melhores equipes nessa temporada)

F1_934_Brasil (145)

Nico Hulkenberg: Sua temporada começou em baixa com certa desmotivação e apatia do piloto Alemão que ainda não teve um resultado expressivo na Formula 1 que é um erro histórico nos dias de hoje, Mas a partir da sua vitória nas 24 horas de Le Mans o piloto Alemão Cresceu e acabou se motivando e tendo belos resultados nas corridas da Áustria e da Inglaterra. Mas na segunda parte do ano devido aos acidentes e a ascensão de Perez na segunda metade do campeonato acabou ofuscando ao Hulk que pela segunda vez na sua carreira ele perdeu para um companheiro de equipe. Apesar de alguns azares com batidas Hulkenberg fez um ano razoável e contribuiu a Equipe a fazer o melhor resultado no mundial de construtores. Nota: 7

F1_931_Russia (72)

Sergio Perez: Após a Mclaren em 2013 parecia que Perez só ficaria na Formula 1 devido ao apoio financeiro de Carlos Slim, Em 2014 ele teve um ano Bom, Mas nada de espetacular. Mas dai vem o ano de 2015 e Perez tem nessa temporada o seu melhor desempenho da carreira com várias corridas aonde não se esperava ele entre os primeiros lugares, o ápice foi na segunda metade de temporada aonde Perez mostrou sua velocidade e a sua capacidade de poupar os pneus e foi essa característica (Além da acidente envolvendo Bottas e Raikkonen na Rússia na volta final) que fez Chevo conquistar o pódio em 3ºlugar (O 5º da sua Carreira) Colocar 20 pontos em Nico Hulkenberg é algo para se aplaudir de pé, Perez tem como missão no ano que vem continuar a melhorar e quem sabe voltar a ser cogitado por uma equipe Grande. Nota: 9

F1_931_Russia (79)

Fotos: Force India
Comentários: Deivison da Conceição da Silva

Comentários sobre a Lotus – Temporada 2015

F1_933_mexico (88)

Após um terrível 2014 a Lotus teve um ano de altos e baixos isso devido a um projeto um pouco melhor e aos motores Mercedes que empurraram o E23 Hybrid a melhores resultados nesse ano principalmente em corridas aonde o carro favorecia e quando ela teve condições financeiras para desenvolver o carro, E esse foi sem dúvida o ano de consolidação de Romain Grosjean que teve grandes desempenhos culminando com o pódio em 3ºlugar no Circuito de Spa-Francorchamps apesar de ter cedido em várias vezes o seu carro no primeiro Treino para o Inglês Jolyon Palmer que vai correr pela Renault em 2016, Pastor Maldonado teve algumas boas corridas apesar de algumas batidas e de que não esta a altura para correr na Formula 1, Mas os seus mais de 30 milhões de Dólares vindos da PDVSA é que seguram o piloto que é um desastroso piloto apesar de muito rápido. Mas nesse ano a Lotus acabou sofrendo pelas dívidas enormes que o Grupo Genii de Gerard Lopez acumulou durante os 6 anos de gestão da Renault e que depois transformaram em Lotus e que acabou comprometendo o campeonato da Equipe de Enstone.

F1_927_Belgica (76)

Tanto é que no Japão a equipe chegou a nem ter almoço em um dos dias de eventos em Suzuka, O Bernie Ecclestone ajudou a equipe a ter o ranginho dela mostrando os sinais de pré-falência e isso se estendeu até o final do ano quando a Renault readquiriu a Lotus e volta a Formula 1 em 2016 enterrando de novo a Lotus da categoria e dai fica uma dúvida se os pilotos vão ser Pastor Maldonado e Jolyon Palmer. Existe uma chance de um desses pilotos ou os dois pilotos possam até serem dispensados da equipe para a contratação de dois pilotos que tenham melhor capacidade e melhor ainda que um deles sendo francês, Mas com a Saída de Romain Grosjean (Que vai correr pela Haas) As opções de piloto Francês não são muitas, Mas pode ser que como 2016 é um ano antes das novas regras que vão entrar em rigor em 2017 não seria a hora de mostrar todas as cartas e com isso eles vão manter tanto Maldonado como o Palmer que pagam pelas suas vagas até digo com mais futuro para o Palmer do que para o Maldonado.
Nota: 5.5 (Considero um ano Heroico da Lotus em 2015)

F1_927_Belgica (78)

Romain Grosjean: A Cada ano Grosjean se supera. Fez mais uma grande temporada, Lutando com um carro complicado ele aproveitou os bons momentos desse carro em pistas que favoreciam a Lotus Principalmente com o 3ºlugar no GP da Bélgica, Isso tudo com Grosjean teve de ceder a maioria das corridas a ceder o seu carro para o Inglês Jolyon Palmer que vai substituir a Grosjean na Renault (que comprou a Lotus) em 2016. Festejado pela equipe inteira que esteve o ano inteiro em Crise e isso atrapalhou a Grosjean esse ano além da falta de confiabilidade do carro que acabou deixar o franco-suíço na mão em corridas que ele poderia fazer bons resultados. Após 4 anos de Lotus ele vai para o mais audacioso pulo de sua carreira que é correr pela estreante Haas em 2016. Agora é só esperar um grande trabalho e também que ele possa ser o líder de uma nova que tem uma proposta séria e com grande apoio da Ferrari, Se conseguir isso pode emplacar no futuro uma Grande equipe. Nota: 8

F1_919_China (77)

Pastor Maldonado: Mais um ano Maldonado mostrou sua velocidade e também sua capacidade de fazer idiotices e de batidas, Apesar de que nesse ano foi a temporada aonde ele menos aprontou e conseguiu marcar pontos em 6 corridas, Teve alguns momentos de brilho nesse ano como no Canadá aonde ele ficou em 7ºlugar igualmente na Áustria após uma disputa com Max Verstappen aonde ele quase perdeu o controle do carro, Pelo menos dessa vez Maldonado conseguiu Controlar o carro e ganhar essa disputa. Depois de 5 anos na Formula 1 pode ser que finalmente Maldonado esteja começando a aprender a correr. Mas ainda assim ele ficou abaixo do Romain Grosjean tomando uma surra nos treinos oficiais. Nota: 5.5

Fotos: Lotus
Comentários: Deivison da Conceição da Silva

Comentários sobre a Toro Rosso – Temporada 2015

F1_928_Italia (49)

A Ex equipe Minardi (Toro Rosso) de fato não foi nada burocrática em colocar um piloto de 17 anos para disputar sua primeira temporada da Formula 1, E foi uma aposta muito bem sucedida da equipe de Faenza que teve um ano aonde o carro mostrou o potencial de James Key que deve ser um dos grandes projetistas do Futuro na categoria e tendo principalmente em Max Verstappen que sem dúvida foi o melhor estreante da temporada desse ano aonde várias corridas ele fez brilhantes ultrapassagens desestruturando a linha pragmática da Formula 1 dos dias de hoje que acabou fazendo Max a conquistar por 2 vezes um expressivo 4ºlugar em 2 corridas aonde ele aproveitou todo o seu potencial e erros de adversários mais fortes (Hungria e Estados Unidos) e meio que deixou o seu companheiro de equipe o Espanhol Carlos Sainz jr. que é filho de um grande piloto de Rally Carlos Sainz que teve desempenho muito bom, Mas bem comprometido pelas quebras e por falta de sorte em algumas corridas. Assim mesmo Sainz teve seus méritos nessa temporada.

F1_918_Malasia (71)

Já o Chassi foi muito bom e que foi comprometido pelo fraco motor Renault que comprometeu o desempenho da equipe além da inexperiência dos seus pilotos que pela juventude acabaram por jogar alguns pontos fora o que acabou por fazer o time deixar escapar o 6ºlugar nos construtores sendo que na reta final teve um desempenho melhor do que da Lotus. A Filial da Red Bull não tem pretensões maiores do que fazer bons campeonatos e acabar revelando pilotos como fez com Sebastian Vettel, Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat. Um dos problemas do time foi resolvido para 2016 com a Troca dos motores Renault pelos motores de 2015 da Ferrari que teve uma grande evolução, Um trabalho competente da Filial da Red Bull que deu num campeonato ousado e competente em 2015 e que pode ser melhor em 2016.
Nota: 7.5

F1_932_EUA (147)

Max Verstappen: Eu não fui daqueles a dizer que acreditava nele, Foi um pulo ousado tanto é que a FIA mexeu nas regras e agora só pilotos acima de 18 anos podem obter a superlicença. Mas que o Holandês Max Verstappen que me atrevo a dizer que será o melhor piloto Holandês da História do automobilismo mundial acabou dando um belíssimo e bem dado tapa na cara e mostrou que a contratação foi sim acertada, Principalmente na segunda metade de temporada aonde ele se destacou por várias ultrapassagens e resultados expressivos como os 2 4ºlugares em Hungaroring e em Austin. Mas não só isso, Mas Verstappen foi o piloto mais combatível ou um dos mais combatíveis nas disputas de posição só lembrando da incrível ultrapassagem que ele fez no Perez no S do Senna em Interlagos. Um grande ano e não só espero um grande 2016 como uma grande carreira para ele! Nota: 8.5

F1_926_hungria (50)

Carlos Sainz jr.: Teve um desempenho abaixo de Max Verstappen, Mas ele teve muitas quebras no ano, Que eu esperava que Sainz Jr. filho de Carlos Sainz fosse uma furada total, Mas se mostrou muito boa, Um jovem talento que vai ter a dura missão de no futuro substituir Fernando Alonso. Ele fez um bom trabalho com alguns bons resultados como o 9ºlugar na Espanha que foi bom para o estreante em plena casa e em Austin aonde ele ficou em 7ºlugar. Fechou uma temporada aonde ele sofreu um acidente Grave na Rússia no treino livre de Sábado e milagrosamente voltou para a corrida e fazia uma prova para marcar pontos até bater de novo na mesma curva e deixar a prova. Acredito que possa não ter tanto azar como teve em 2015 e desempenhar um papel melhor. Nota: 7

Comentários sobre a Sauber – Temporada 2015

F1_917_Australia (61)

O que parecia o ano aonde o time iria para o fundo do poço de vez isso desde do começo da temporada devido a confusão que o caso Giedo Van der Garde que não teve seu lugar efetivado nessa temporada de 2015 sendo deixado de lado para a contratação de Marcus Ericsson e Felipe Nasr. Além de ter tido em 2014 o pior ano da sua história sem se quer ter feito nenhum ponto o que fez o time ficar com pouco dinheiro devido à baixa verba de TV (Isso se existiu) muito devido a incompetência de seus dois pilotos em 2014 (Adrian Sutil e Esteban Gutierrez), O ano do time suíço tinha tudo para ser negro.

F1_921_monaco (71)

Mas por incrível que pareça o ano da Sauber dentro de muitas limitações foi muito bom, Seus pilotos acabaram ajudando nessa campanha da Sauber principalmente de Felipe Nasr que levou em sua primeira corrida na Formula 1 um 5ºlugar em Melbourne, 10 pontos para uma Sauber que passou o ano de 2014 zerada e um 6ºlugar em Sochi na Rússia, nisso tudo ele conseguiu colocar sua vantagem em cima do Sueco Marcus Ericsson que apesar de algumas limitações conseguiu se destacar em alguns momentos em relação ao Nasr que estava em um momento difícil em relação ao seu engenheiro que ele teve problemas e o que acabou prejudicando o ano do piloto Brasileiro. Os 36 pontos conquistados foram méritos muito de um carro que não teve muitas quebras e pelos pilotos que fizeram um trabalho muito decente com Ericsson que parece ser um piloto que esta crescendo temporada a temporada, Conforme o seu adversário é forte ele consegue evoluir e foi assim na Caterham aonde tinha o Kobayashi que é mais piloto que Ericsson e nesse ano de 2015 com Nasr sendo e é mais piloto que Ericsson que deu uma evoluída boa, Nada que faça ele virar um pilotaço. O Trabalho de Nasr é muito bom, Mas ele terá em 2016 uma prova de fogo, Será que o Nasr esta em um bom patamar??? Qual será o verdadeiro Nível de Felipe Nasr na Formula 1? Se é um piloto apenas bom, Ou se é um piloto muito bom e que pode ter uma boa carreira ou pode evoluir a ponto de virar um piloto de nível excelente e que pode estabelecer uma grande carreira na Formula 1 e ir para um time de ponta num futuro. Mas para mim pelas confusões e pela incompetência dela em administrar o time durante 3 anos começando de 2013 a Monisha não deveria continuar comandando a Sauber.

Nota: 6.5 (Foi regular apenas como time, Seus pilotos foram bem melhores do que o time)

F1_924_austria (73)

Marcus Ericsson: Eu que não esperava muito dele em 2014 ele deu uma surpreendida e ele arranjou uma vaga na Sauber que precisava dele muito mais pelo dinheiro que ele levou para a equipe Suíça. Apesar de algumas limitações dele eu posso dizer que ele em 2015 superou as minhas expectativas, é um piloto constante e que consegue aproveitar a maior parte das possibilidades de marcar pontos e ainda em algumas corridas ele conseguiu superar ao Desempenho de Felipe Nasr. Ericsson tem uma característica de quanto maior é o desafio dele ele aumentar o Nível de sua pilotagem e isso aconteceu tendo ao seu lado o Brasileiro Felipe Nasr que é evidente ele ter mais talento que o piloto Sueco, Mas isso fez com que ele desse uma evoluída. Tomara que ele me surpreenda de novo em 2016 e que ele suba a Régua e faça mais corridas boas. Nota: 6.5

Felipe Nasr: Teve um ano que começou com o impactante 5ºlugar no GP da Austrália, Mérito dele e dos vários abandonos que tivemos nessa corrida, Mas depois o dá para se perceber que a equipe é limitada e que ele sucumbiu com o time e além disso ele teve problemas de freio mais acentuados do que o Ericsson e também ele estava em conflito com o seu antigo Engenheiro na Sauber. Isso fez com que algumas exibições do estreante ficassem prejudicadas até mesmo perdendo para seu companheiro de equipe. Mas com a vinda de um novo engenheiro ele teve um 6ºlugar no GP da Rússia. No final do ano acabou goleando Ericsson nos pontos, Mas acabou não sendo um ano perfeito, Alguns problemas e falta de adaptações dele aos freios acabam prejudicando um pouco. Mas é um piloto que mostrou seu cartão de visitas querendo ficar por muitos anos na Formula 1. Nota: 7.5

Fotos: Sauber
Comentários: Deivison da Conceição da Silva

Comentários sobre a Mclaren – Temporada 2015

F1_921_Espanha (38)

Quando começou a parceria com a Honda o que se esperava é de um ano de muito trabalho na Mclaren, Mas não esperava um ano tão desastroso como foi esse ano de 2015 para o time de Woking, Mesmo com um chassi muito bom “O que assegurou a Alonso e Button marcar alguns pontos” A Culpa para mim é 80% do motor que não teve como desenvolver devido as restrições do regulamento. O que eu posso esperar é que a Mclaren tenha um motor melhor para 2016, A Honda sabe que o problema esta no sistema de recuperação aonde realmente o motor perde potência. Em corridas com longas retas o carro chegava a ter déficit de 20 a 30 km no final das retas. Com apenas 27 pontos a Mclaren teve a pior classificação dos últimos 30 ou 40 anos da sua história com os seus melhores resultados na Hungria com o 5ºlugar de Fernando Alonso e nos Estados Unidos com Jenson Button ficando em 6ºlugar, Button continua na equipe de Ron Dennis, Mas Fernando Alonso é dúvida para 2016, Ele tinha contrato, Mas sem dúvida ele tá pensando muito em cair fora do Barco e nisso pode ser que Alonso saia para a entrada do Belga Stoffel Vandoorne o que daria sangue novo para o time.

F1_926_hungria (64)

Também seria melhor para o time a saída do egocêntrico Fernando Alonso que não passa de um desagregador e não suporta ficar esse tempo todo sem ganhar, e a declaração dele durante o GP do Japão dizendo que o Motor da Honda era um motor de GP2 Series com certeza pegou muito mal para a cúpula da Honda que paga o Salário do piloto Espanhol. Seria melhor pegar o dinheiro do Salário dele e investir na Mclaren que terá perdas devido a baixa classificação do campeonato. O penúltimo lugar nos construtores vai fazer a Mclaren ter pouco dinheiro da Verba de TV e os patrocinadores grande parte deles estarão pagando menos dinheiro para a próxima temporada. Para mim com tudo isso que aconteceu sem dúvida achei o pior time dessa temporada na Formula 1.
Nota: 2

Pilotos:

Kevin Magnussen: Na sua única participação no ano ele não correu na Austrália, praticamente impossível fazer uma avaliação sobre ele. Sem Nota

A Risada do Hulkenberg e a cara séria do Alonso mostra o que foi o campeonato do bicampeão na Mclaren
A Risada do Hulkenberg e a cara séria do Alonso mostra o que foi o campeonato do bicampeão na Mclaren

Fernando Alonso: Depois de 8 anos Alonso volta para a Mclaren que o chutou depois daquela temporada, Mas em 2007 Alonso era um dos melhores pilotos da Formula 1, Mas hoje não tem nem de longe o mesmo talento e também não se espera mais dele. Eu honestamente não acho que ele sirva para conduzir nenhum time pois apesar do talento e da experiência dele existe uma coisa que torna ele insuportável nele chamado Ego e nisso ele tem muito e não vale a pena ter ele no time, Fazendo críticas no ar desnecessárias como no GP do Japão em plena casa da Honda falando que o motor da Honda era de GP2. Se eu fosse o dono da Honda eu iria preferir dar o dinheiro para desenvolver ou o motor ou dar esse dinheiro para a Mclaren porque a equipe confiou num projeto de Motor que nesse ano afundou o time, Pode ser em 2016 esse motor se comporte de maneira bem melhor e isso fará a Mclaren perder dinheiro dos patrocinadores. Alonso teve o melhor resultado do time no Ano ficando em um inesperado 5ºlugar na Hungria. Tenho dúvidas que ele fique na Formula 1 e eu honestamente torço para ele sair da Categoria pois ninguém merece o Ego e a arrogância desse cidadão. Nota: 5

F1_930_Japão (130)

Jenson Button: De praticamente aposentado ele pode ser o líder da equipe em 2016 caso Alonso pule fora do Barco para a entrada de Vandoorne, E ao contraio do Alonso o Inglês Jenson Button é uma pessoa das mais amigáveis da categoria e que tem também experiência para liderar uma equipe como a Mclaren, Apesar de já não ter a mesma velocidade de antes ele sabe como tratar o carro nos dias de hoje e isso é fundamental numa formula 1 de hoje, Button fechou o ano pífio por que o motor ajudou a ser um ano pífio, Mas sempre ficou na dele e trabalhou: Resultado, Apesar de ter corrida aonde ele ficou no Twitter porque não conseguiu largar (Bahrein) ele terminou o ano 5 pontos a frente de Fernando Alonso. Eu esperava que ele nem corresse na Formula 1 nesse ano que se encerra, Mas não me espantaria se ele ficar para 2017 na Mclaren não. Seu melhor resultado foi um 6ºlugar em Austin. Nota: 6

Fotos: Mclaren
Comentários: Deivison da Conceição da Silva