Quartararo é desclassificado e Bagnaia herda a vitória em Motegi e fica mais perto do título

Na categoria intermediária do Mundial de Motovelocidade tivemos uma bela disputa pela vitória entre Fabio Quartararo e Francesco Bagnaia. O piloto da Speed UP teve uma brilhante exibição, Conquistando a vitória na pista, Mas horas depois acabou tendo a sua vitória cassada por irregularidade na pressão de um dos pneus. O líder do campeonato herdou a vitória e aumentou um pouco mais sua diferença para Miguel Oliveira que acabou indo para o pódio, Herdando a 3ªposição.

Na largada, Bagnaia não largou bem e Quartararo assumiu a liderança, Mas acabou embarrigando a primeira curva e deixando o líder do campeonato voltar a liderança. Miguel Oliveira começou a sua reação, Já nas primeiras curvas passou para o 7ºlugar e na metade da 2ªvolta, o piloto da KTM subiu para o 5ºlugar. Parecia que o piloto da KTM iria subir rapidamente para as primeiras posições.

Quartararo pressionava Bagnaia, No final da 3ªVolta o francês volta para a liderança. A moto da Speed UP vinha muito bem e começou a abrir vantagem na ponta. Lorenzo Baldassarri vem para cima do piloto da VR46. No final da 5ªvolta, Brad Binder ultrapassou Marquez e assumiu a 6ªposição. Na volta seguinte Marquez perde mais duas posições, Para Lecuona e para Joan Mir.

Quartararo abre meio segundo para Bagnaia. Em terceiro vinha Lorenzo Baldassarri e Xavi Vierge em 4ºlugar. Nesse momento da prova Oliveira e Binder estavam segurando Iker Lecuona. A KTM não estava rendendo bem.

Algumas voltas depois, Oliveira consegue chegar em Xavi Vierge para disputar o 4ºlugar, O piloto da Dynavolt sentia o desgaste dos seus pneus, Com Isso Oliveira e Binder vieram para cima enquanto que Lecuona e Marquez disputavam a 7ªposição. Mais atrás, Marcel Schrotter, Joan Mir, Jorge Navarro e Tetsura Nagashima disputavam o 11ºlugar, Na volta seguinte, Navarro acabou caindo e deixando a prova.

Vierge segurava Oliveira como ele podia, Mas com o desempenho das KTM melhor a ultrapassagem foi inevitável e o Português passou para o 4ºlugar. Lecuona se aproveita para Passar Brad Binder e ganhar a 6ªposição, Mas quando ele vai para cima de Vierge o Jovem espanhol que largou na primeira fila acabou errando a curva e caindo para o 9ºlugar. Lá na Frente, Quartararo continuava na frente, Mas Francesco Bagnaia com sua Kalex da VR46 vinha bem perto do piloto da Speed UP. Seria um grande final de prova. Enquanto isso Oliveira que estava em 4ºlugar era pressionado por Alex Marquez e Brad Binder que vinha em 6ºlugar vinha pressionado pelo Espanhol Augusto Fernandez. Isso mostrava que os pilotos da KTM estavam com problemas no final da prova.

Bagnaia tinha a chance de vencer e até tentou partir para cima de Quartararo, Só que não seria interessante para o piloto Italiano. Nas Voltas Bagnaia tenta um ataque, Mas Quartararo segurou a ponta e conquistou a vitória. Era a segunda vitória na Moto 2 e da sua carreira com a moto da SpeedUP. Francesco Bagnaia chegou em 2ºlugar e abriu mais 7 pontos de vantagem para Miguel Oliveira. O piloto da KTM ficou em 4ºlugar, Atrás de Lorenzo Baldassarri que completou o pódio.

Mas após a festa do pódio. Os comissários da prova acabaram constatando uma irregularidade na pressão dos pneus. Isso fez com que Bagnaia herdasse a vitória, Esse resultado favorece em mais 2 pontos a vantagem do piloto Italiano. Com 37 pontos restando 75 em jogo pode ser que o piloto Italiano pode finalizar o campeonato na Austrália semana que vem. Lorenzo Baldassarri também foi beneficiado e terminou em 2ºlugar.

Alex Marquez acabou a prova em 4ºlugar com a moto da Marc VDS, Seguindo de Brad Binder e de Augusto Fernandez, O piloto da Pons conquistou seu melhor resultado em sua curta trajetória no Mundial de motovelocidade. Fechando os 10 primeiros colocados vieram: Xavi Vierge que acabou tendo problemas de rendimento na segunda parte da corrida, Iker Lecuona que poderia ter tido um resultado melhor pelo que mostrou nesse final de semana, Luca Marini que ficou a dever nessa corrida e Marcel Schrotter que não apareceu em nenhum momento no final de semana.

Tetsura Nagashima teve um final de semana muito interessante e conseguiu seu melhor grid da sua carreira, Mas não conseguiu um grande desempenho, Ficou em 12ºlugar atrás de Joan Mir que também não teve um bom dia em Motegi. Aegerter, Pasini e Remy Gardner completaram a zona de pontuação.

Mesmo com a Desclassificação não se deve apagar a brilhante exibição do piloto Francês. Próxima semana em Phillip Island, O título da Moto 2 pode ser decidido caso Bagnaia vença com Oliveira do 5ºlugar para trás.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP do Japão
Mundial de Motovelocidade – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
DES 20 Fabio Quartararo MB Conveyors – Speed Up Speed Up 41’03.849
1 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex a 0.445
2 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 6.672
3 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM a 11.998
4 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 12.528
5 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 12.793
6 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex a 13.146
7 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 14.097
8 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM a 14.256
9 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 16.049
10 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 18.001
11 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 19.666
12 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 20.256
13 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 20.723
14 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 23.536
15 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 24.913
16 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 25.067
17 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM a 26.733
18 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 34.332
19 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 34.519
20 2 Jesko Raffin SAG Team Kalex a 34.748
21 66 Niki Tuuli Petronas Sprinta Racing Kalex a 37.903
22 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 38.366
23 57 Edgar Pons MB Conveyors – Speed Up Speed Up a 43.015
24 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter a 47.112
25 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 56.945
26 32 Isaac Vinales Forward Racing Team Suter a 1’00.104
27 18 Xavier Cardelus Marinelli Snipers Team Kalex a 1’07.510
64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 1 Volta
9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 9 Voltas
21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 13 Voltas
24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 19 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Depois de 113 corridas, Raikkonen conquista vitória e Vettel consegue adiar a decisão

Um longo jejum de mais de 5 anos entre o GP da Austrália de 2013 até o dia de hoje. Foi o que durou o jejum de vitórias de Kimi Raikkonen na Formula 1. Em uma atuação brilhante, O finlandês venceu pela 21ªvez, Se tornando o piloto do seu país com o maior número de vitórias. Os resultados de Lewis Hamilton que ficou em 3ºlugar e Sebastian Vettel em 4ºlugar fazem a definição do campeonato fossem adiado para o GP do México, No próximo domingo.

Para o Homem de Gelo, O Domingo começou a dar tudo certo na Largada aonde ele tracionou melhor que Hamilton e assumiu a liderança no final da reta. Bottas, Ricciardo e Vettel manteram suas posições, Com Hulkenberg e Sainz jr. levando a Renault ao 6º e 7ºlugares. Nas primeiras curvas, Lance Stroll se chocou com Fernando Alonso. Isso fez com que o Canadense ir aos boxes para reparar seu carro e o piloto Espanhol abandona a corrida.

Ainda na primeira volta, Vettel foi para cima de Ricciardo e acabou passando no meio da reta, O Australiano não desistiu da posição, Chegou a voltar ao 4ºlugar e dai, em uma das curvas da parte mais lenta do circuito o Alemão se precipita, toca no piloto da Red Bull e roda, Caindo para o 15ºlugar. Parecia que o campeonato tinha ido para o brejo de forma definitiva. Grosjean também foi para os boxes, Após fazer Charles Leclerc rodar no final da reta oposta.

Impressionante era as primeiras 2 voltas do Verstappen. Que largou do 18ºlugar para o 9ºlugar. 3 Voltas depois,O piloto Holandês passou os dois pilotos da Force India, Subindo para o 7ºlugar. Vettel estava mais atrás, recuperando posições lá atrás.

Na 7ªvolta, Verstappen passou os pilotos da Renault (Hulkenberg e Sainz jr.) e assumiu a 5ªposição e Vettel passou Ocon ganhando o 8ºlugar, Uma recuperação rápida do piloto da Ferrari.

Lá na frente, Raikkonen abre 2 segundos de frente para Hamilton, que estava acompanhando o finlandês. Na 9ªvolta, Daniel Ricciardo abandona a prova , Isso provocou o acionamento do Safety Car virtual a partir da 11ªvolta. Isso fez com que Sirotkin, Vandoorne e Gasly ir para os boxes. Lewis Hamilton aproveitou para ir aos boxes na entrada da 12ªVolta,Tática que Raikkonen não fez e nenhum dos pilotos que estava na frente. Logo depois da Parada de Hamilton, O Safety Car saiu da pista. A corrida recomeça e Vettel na reta oposta passou fácil a Nico Hulkenberg, Passando para o 5ºlugar.

Hamilton voltou a pista e estava bem rápido na pista, Na volta 14 Bottas não deu a menor resistência para o seu companheiro de equipe partir para cima de Raikkonen. Em poucas voltas a vantagem de  6.7 segundos virou pó, Hamilton encostou em Raikkonen na volta 18, A Partir dai o piloto Finlandês começou a segurar o líder do campeonato de maneira heroica durante 3 voltas até que a Ferrari chamou o homem de gelo para a sua parada nos boxes. Hamilton voltava a liderança.

A partir dai começaram os líderes a pararem, Verstappen parou na volta 23 e Bottas na volta 24. O piloto da Red Bull que restou na prova acabou ganhando a posição do piloto da Mercedes nessas paradas. Hamilton era o líder e Vettel era o segundo, O resultado daria uma sobrevida a Vettel no campeonato por 1 ponto no GP do México.

Vettel estava com os pneus desgastados e ficando cada vez mais para trás enquanto que na Volta 25, Raikkonen marcou a melhor volta da prova e passou seu companheiro de equipe. Logo depois o Alemão começou a ficar para Vettel, Com 27 voltas de desgaste dos pneus só restou o piloto da Ferrari ir para a sua parada, Caindo para o 5ºlugar. Todos os outros pilotos fizeram paradas por volta 25 até a 28. Os últimos a fazerem parada nos boxes foram Marcus Ericsson e Kevin Magnussen na volta 31.

Hamilton continuava líder com grande vantagem, para Raikkonen que estava em 2º, Mas a Mercedes vinha consumindo mais pneus que o carro da Ferrari, A cada volta Hamilton perdia de 1 a 1 segundo e meio do Finlandês. Dava para ver que o Hamilton era muito evidente e uma nova parada nos boxes era inevitável. Na volta 38, O piloto inglês foi para os boxes pela segunda vez.

Seriam 18 voltas para Hamilton voar para cima de todo mundo, Para ser campeão. Automaticamente Bottas cedeu o 3ºlugar para seu companheiro de equipe. Nas voltas 39, 40 e 41, Hamilton voou baixo com as melhores voltas da prova e estava se aproximando do Verstappen. Porém Verstappen também se aproximava do Raikkonen e o que estava por vir é um grande final de corrida. Mais atrás, Bottas que sofria com o desgaste dos pneus, começava a sentir a pressão de Sebastian Vettel em disputa a 4ªposição.

A 10 voltas do final, A diferença entre Raikkonen, Verstappen e Hamilton era de apenas 3.7 segundos. O piloto Finlandês tentava escapar do piloto Holandês enquanto que Hamilton tentava se aproximar do piloto da Red Bull, Porém Verstappen estava no ataque também e a turbulência provocada pelo carro do Holandês impedia um avanço do piloto da flecha prateada.

Verstappen e Hamilton tentavam abrir a asa móvel. Por uma volta o Holandês conseguiu abrir a asa móvel. Porém foi Hamilton nas voltas finais é que abriu a asa móvel para chegar em Verstappen.

Na antipenúltima volta, Hamilton foi para cima de Verstappen que acabou dando uma bobeada, Os dois ficaram praticamente lado a lado. Hamilton chegou a passar Verstappen, mas acabou saindo da pista e Verstappen acabou se dando bem e manteve a segunda posição. Com isso, Raikkonen abriu a vantagem suficiente para administrar a liderança até o final da prova.

Após 113 corridas sem vitória, Raikkonen leva a sua vitória de número 21 da carreira. A primeira vitória desde da sua volta a equipe italiana, Que ajudou a Adiar a decisão do título para o GP do México no circuito de Hermanos Rodriguez. Max Verstappen fez uma brilhante prova de recuperação e acabou em 2ºlugar a apenas 1.281 segundos atrás do Homem de Gelo.

Lewis Hamilton acabou não saindo do Texas do título, Mas o 3ºlugar deixa o piloto da Mercedes a apenas um 7ºlugar em qualquer uma das três corridas finais para ser o campeão do Mundo. Sebastian Vettel que viu as suas chances de título acabadas na maior parte da prova acabou ultrapassando no final a Valtteri Bottas ficando com o 4ºlugar. Só que agora não resta outro resultado a Vettel se não vencer as 3 provas finais e que Hamilton não faça mais do que 4 pontos nas três provas finais. Se Vettel deixar de ganhar uma das provas, O título será de Lewis Hamilton. Valteri Bottas acabou em 5º, Com os pneus bem desgastados.

Nico Hulkenberg e Carlos Sainz jr. (Mesmo com uma punição de 5 segundos) fizeram uma grande corrida e com o 6º e 7ºlugares praticamente garantiam o 4ºlugar dos construtores. Já o 8ºlugar tinha ficado com Esteban Ocon, Mas acabou sendo desclassificado após quebra do limite de fluxo de combustível de 100 kg / h durante a 1ªvolta da prova.

Kevin Magnussen que ficou em 9ºlugar também foi desclassificado, Por usar uma quantidade maior do que os 105 kg de combustível permitidos desde do momento da largada até o final da prova. Nisso tudo o 8ºlugar ficou com o Mexicano Sergio Perez com a Force India que sobreviveu da desclassificação.

Brendon Hartley que fez uma belíssima corrida com o carro da Toro Rosso. Com as desclassificações de Ocon e Magnussen o Neozelandês foi do 11º para o 9ºlugar, Seu melhor resultado na Formula 1. E a zona de pontuação é completada pelo Sueco Marcus Ericsson.

Stoffel Vandoorne da Mclaren acabou batendo na trave, Completando em 11ºlugar. Completando os pilotos que terminaram a prova ficaram Pierre Gasly da Toro Rosso, E Sergey Sirotkin e Lance Stroll da Williams.

Semana que vem teremos o GP do México de Formula 1, A prova que provavelmente vai definir o campeonato a favor de Lewis Hamilton, Que só precisa de um 7ºlugar para conquistar o pentacampeonato. Vettel precisa de um milagre para levar a decisão para o Brasil e mais ainda para Abu Dhabi e praticamente um milagre para levar o título em Abu Dhabi. Domingo que vem teremos a segunda tentativa de um Match Point de Lewis Hamilton.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final – GP dos Estados Unidos
18ªEtapa – Mundial de Formula 1 – 2018

pos Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Grid
1 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 56 1:34:18.643 2
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 56 a 1.281s 18
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 56 a 2.342s 1
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 56 a 18.222s 5
5 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 56 a 24.744s 3
6 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 56 a 1:27.210 7
7 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 56 a 1:34.994 11
DES 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 56 a 1:39.288 6
DES 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 56 a 1:40.657 12
8 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 56 a 1:41.080 10
9 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 55 a 1 volta 20
10 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 55 a 1 volta 16
11 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 55 a 1 volta 17
12 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 55 a 1 volta 19
13 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 55 a 1 volta 14
14 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 54 a 2 voltas 15
16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 31 Abandono 9
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 8 Elétrico 4
8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 2 Acidente 8
14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1 Acidente 13

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Renault/Toro Rosso/Force India/Haas

Em Motegi: Martin caiu e Bezzecchi Venceu no final, diferença entre os dos cai para 1 ponto

Uma sensacional prova da Moto 3 aconteceu em Motegi no Japão. Que acabou com a vitória de Marco Bezzecchi nos últimos metros e o Campeonato acabou de novamente embolar. Com a queda de Jorge Martin na 15ªVolta, A diferença passou de 26 pontos para apenas 1 entre o piloto Espanhol da Gresini e o piloto da Pruestel GP.

Gabriel Rodrigo larga bem, Com Bezzecchi, Martin e McPhee a seguir. Na segunda parte da primeira volta, Bezzecchi passou a liderança enquanto que Martin e McPhee disputavam a 3ªposição. Aron Canet caiu na 4ªCurva e abandonou a prova.

Na 2ªVolta, Um acidente feio entre Vicente Perez e Niccolò Antonelli. Sendo o piloto da Avintia o causador desse incidente. Na volta 4, Na entrada da curva do primeiro túnel, Bezzecchi acabou errando e deixando a liderança para Rodrigo novamente, A liderança do Argentino durou pouco, Martin foi para cima e ao ver a porta aberta assumiu a liderança. No final da última reta do circuito, Bezzecchi passou o piloto da RBA e foi para a 2ªposição.

Os dois principais postulantes ao título trocaram de posição na liderança. Na entrada da curva 5, Lorenzo Dalla Porta faz uma manobra bem ousada e que deu certo, Subindo para o 2ºlugar. No final dessa volta, Fabio di Giannantonio sofreu um violento acidente que culminou em um abandono de prova. Pelas informações da Dorna, Ele esta com traumatismo craniano. Dalla Porta assumiu a liderança ao ultrapassar Bezzecchi na 8ªVolta, Já Martin passou Rodrigo indo para o 3ºlugar. No final da volta, O piloto da PruestelGP voltou a liderança. Masaki acabou caindo na curva 3 deixando a prova.

Martin em poucas curvas da 10ªpassagem passou Dalla Porta e Bezzecchi e assumiu a liderança por algumas curvas, Bezzecchi voltou à liderança e Darryn Binder passou para a segunda posição.

Martin na 12ªvolta recuperou a 3ªposição perdida por 1 volta sobre o Dalla Porta e foi para cima de Binder que buscava chegar no vice-líder do campeonato. Na Curva 6 da Volta seguinte Martin passou o Sul-Africano e três curvas depois Martin fica por dentro pra cima do Bezzecchi e Binder tentou uma manobra que quase acabou levando Martin e Bezzecchi para o Chão. Martin assumiu a liderança com Bezzecchi e Binder logo atrás.

Curvas depois houve várias mudanças de liderança. Primeiro, Bezzecchi voltou a liderança deixando Martin para Trás. Depois o Italiano erra e o líder do campeonato e o piloto Sul-Africano passaram as 2 primeiras posições, Mas tudo mudou curvas depois. Na 14ªVolta a liderança estava com Darryn Binder com Bezzecchi, McPhee, Martin e Dalla Porta.

O que não estava muito bom para Martin acabou por piorar, A menos de 5 voltas e meia para o final, O Espanhol acabou caindo na curva 11 e abandonou a prova e perdeu a possibilidade de abrir ou de administrar bem sua vantagem na liderança do campeonato. A 4 voltas do final, Tony Arbolino entra na disputa pela vitória, Binder e Dalla Porta brigavam pelo 2ºlugar e nessa história toda Bezzecchi tentou abrir vantagem para eles. Parecia que a fatura estava liquidada, Mas a batalha não tinha acabado, Já que Darryn Binder buscou tirar essa vantagem de meio segundo que o vice-líder do campeonato tinha ao seu favor.

Na Volta final, Binder foi para cima de Bezzecchi e vai para a liderança, Depois disso o Sul-Africano sofre grande pressão e segura a primeira posição, A vitória parecia certa, Mas Bezzecchi acabou pegando o vácuo na reta e a sorte é do piloto da Preustel é que a reta foi longa o bastante para permitir a ultrapassagem que deu ao Italiano a vitória. Foi o melhor dos Mundos para Bezzecchi, que marcou 25 pontos e acabou tirando praticamente toda a vantagem que Jorge Martin tinha na classificação do campeonato. Agora os dois estão separados por apenas 1 ponto de distância.

Lorenzo Dalla Porta também aproveitou o vácuo e acabou a prova em 2ºlugar com uma vantagem de 1 milésimo sobre Darryn Binder que conquistou seu primeiro pódio na Moto 3. Esse resultado pode ajudar ele a ter uma moto para 2019, Foi a melhor atuação do irmão de Brad Binder no mundial de motovelocidade.

Dennis Foggia fez mais uma bela corrida e ficou em 4ºlugar, O Italiano faz uma grande 2ªMetade de temporada. John McPhee em belo final de semana conquistou a 5ªposição chegando a brigar pelas primeiras posições na primeira parte da prova. Tony Arbolino que chegou a arriscar disputar a vitória acabou em 4ºlugar.

Enea Bastianini ficou abaixo da média ao chegar em 7ºlugar, O pole position Gabriel Rodrigo começou bem, Mas não teve moto para disputar a vitória e ficou em 8ºlugar. O Japonês Ayumu Suzuki terminou o GP de sua casa em 9ºlugar e Jakub Kornfeil venceu a disputa no segundo pelotão fechou os 10 primeiros colocados. Destaque para dois pilotos, Primeiro o Italiano Celestino Vietti que substitui Niccolò Bulega que se machucou na sua casa, Ele mostrou competência e acabou a prova em 14ºlugar e marcou seus 2 primeiros pontos no Mundial de Motovelocidade. E a piloto Shizuka Okazaki que foi a represente feminina nesse final de semana. Ela completou a prova em 23ºlugar.

Semana que vem teremos o GP da Austrália e a disputa do campeonato voltou a ficar indefinida entre Jorge Martin e Marco Bezzecchi.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP do Japão
Mundial de Motovelocidade – Moto 3

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 39’35.653
2 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 0.041
3 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 0.042
4 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 0.212
5 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 0.251
6 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 0.350
7 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 0.404
8 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 1.561
9 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 3.137
10 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 7.965
11 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 8.364
12 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 8.435
13 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 8.561
14 31 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46 KTM a 9.041
15 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 9.237
16 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 9.898
17 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 10.897
18 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 15.691
19 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 15.704
20 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM a 24.185
21 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 24.581
22 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 41.928
23 13 Shizuka Okazaki Kohara Racing Team Honda a 1’48.336
24 36 Yuto Fukushima Team Plus One Honda a 1 Volta
88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 6 Voltas
75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM a 10 Voltas
21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 15 Voltas
23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 19 Voltas
77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM a 19 Voltas
44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 20 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Marquez conquista vitória e o pentacampeonato em Motegi

Marc Marquez, Apesar de largar em uma situação desfavorável no Grid de largada acabou fazendo uma brilhante corrida e travando o duelo com Andrea Dovizioso, A Formiga Atômica conquistou a vitória após um grande duelo com o piloto Italiano que durou até a queda do piloto da Ducati a 1 volta e meia do final. A partir dai Marquez ficou tranquilo para cruzar a linha de chegada e confirmar o campeonato.

Uma corrida que não tinha um quadro dos mais favoráveis começou com Dovizioso na liderança e com quase um acidente entre Jack Miller e Johann Zarco, Nisso o piloto oficial da Ducati disparou na ponta com Miller e Marquez logo a seguir. Antes de Terminar a primeira volta, A Formia Atômica já tinha assumido a segunda posição em cima de Miller. Em um espaço de 1 volta, Marquez anulou a sua desvantagem e começou a partir dai a seguir Andrea Dovizioso.

Enquanto isso, Na segunda volta, Rossi e Rins trocaram ultrapassagens na 5ªposição, Acabou o piloto da Suzuki levando a melhor sobre o piloto da Yamaha. Na terceira volta Cal Crutchlow ultrapassa Miller e assume o terceiro lugar, não contente foi para cima de Marquez e de Dovizioso em busca da vitória.

Mas na 5ªVolta, Cal Crutchlow não tinha nada a ver com a briga pelo título foi pra cima da Formiga atômica e passou para o segundo lugar e foi para o ataque em cima de Dovi. Evidente que o piloto Inglês da LCR vinha em um melhor ritmo de corrida do que o piloto da Ducati que vinha segurando a turma.

Na 7ªVolta, Marquez recuperou o 2ºlugar deixando para trás Crutchlow. Já Valentino Rossi não estava em bons lençóis, Era pressionado pelos dois pilotos da Suzuki. Na 9ªVolta, Iannone passou Rossi e na volta seguinte foi a vez de Rins deixar Rossi em 6ºlugar. Nesse meio tempo, Aleix Espargaró foi para os boxes e abandonou e Jack Miller que vinha caindo na classificação acabou caindo na 10ªVolta deixando a corrida. Outro que caiu foi Karel Abraham, Mas o Checo voltou para a prova.

Marquez estudava os movimentos de Andrea Dovizioso de perto, Com Crutchlow ainda seguindo os dois postulantes ao campeonato. Na 13ªVolta, Alvaro Bautista fez uma linda manobra em cima de Dani Pedrosa ganhando a 8ªposição com sua Ducati de 2017 da Angel Nieto.

Na 14ªVolta, Marquez foi para cima de Dovizioso e na curva 8 ele passa para a liderança da prova. Nesse momento o título seria decidido em Motegi a favor do piloto da Honda. Porém na curva 11, Crutchlow tentou uma manobra ousada e chegou a impressão que o piloto da LCR tomaria a liderança, Mas foi Dovizioso que recuperou a ponta depois de passar Marquez na frenagem da curva 11. Essa Curva era disparada a mais difícil do circuito, A desaceleração de 300 km/h para 70 km/h precisaria de pelo menos de 4 a 5 segundos para fazer essa curva. Na 15ªVolta, Andrea Iannone caiu na entrada da 5ªVolta. O piloto da Suzuki já foi pra curva sem fazer a tomada e a queda foi inevitável.

A 7 voltas do final, Dovizioso e Marquez fugiram de Crutchlow que perdeu rendimento. Agora a briga era entre os dois. O piloto da Honda Repsol queria acabar com o campeonato e o piloto da Ducati queria adiar a disputa para a Austrália… Crutchlow começava a ficar para Alex Rins para brigar pelo pódio.

A 4 Voltas do final, Marquez ultrapassa Dovizioso na curva 9 para assumir a liderança, Era que a Formiga Atômica para ser campeão na casa da Honda. Dovizioso não se entregou e buscou se recuperar. Apesar da liderança, Marquez estava com a moto desequilibrada, Essa era a chance para o piloto da Ducati.

A 1 volta e meia para o final, Dovizioso acaba escapando na curva 10 e  acaba indo para o Chão. Isso era o bastante para Marquez administrar a sua bela vantagem sobre Crutchlow e Rins, O piloto da Honda que largou em 6ºlugar venceu pela 8ªVitória do ano e sacramentou pela 5ªvez na MotoGP (7ºtítulo da Carreira) o campeonato Mundial de Motovelocidade. Na festa dele, Ele foi até um fliperama para simular ter ganhado no jogo de vídeo game o seu 7ºtítulo Mundial, Coloca o Capacete dourado e a camisa do Nível 7 personalizado pela conquista .

Cal Crutchlow da LCR Honda resistiu muito bem a pressão de Alex Rins e cruzou na frente do piloto da Suzuki, Na 2ªposição. Já o piloto da Suzuki comemora mais um pódio na temporada com esse 3ºlugar. Valentino Rossi se aproximou da disputa do vice-campeonato com Andrea Dovizioso após o 4ºlugar, A Yamaha apesar do resultado teve mais um final de semana com muita dificuldade para a fábrica Japonesa que completa 25 corridas sem vitória na categoria principal.

Alvaro Bautista em uma brilhante corrida com sua Ducati 2017, Obteve uma brilhante 5ªposição e foi o melhor piloto da Ducati, Um campeonato dos melhores para o piloto Espanhol. Johann Zarco que largou em 2º não teve nem de longe desempenho para disputar posições melhores, Levou a Yamaha Tech 3 para o 6ºlugar.

Marevick Viñales largou mal e não fez uma prova de recuperação interessante e Dani Pedrosa com a Honda fizeram corridas bem apagadas ao chegarem em 7º e 8ºlugares respectivamente. O mesmo pode-se dizer de Danilo Petrucci, Só que o piloto Italiano acabou tendo uma prova um pouco melhor, massa não justifica o 9ºlugar com uma moto do ano, Visto que Alvaro Bautista tem uma moto do ano anterior. Completando as 10 primeiras posições ficou o malaio Hafizh Syarhin que teve uma boa participação.

Franco Morbidelli acabou logo atrás do Malaio em 11ºlugar, Os dois pilotos da KTM Bradley Smith e Pol Espargaró ficaram logo atrás do Ítalo-brasileiro. Completaram a zona de pontuação os dois Japoneses na disputa. Com o Japonês Katsuyuki Nakasuga chegando na frente de Takaaki Nakagami. O Japonês de 37 anos fez um final de semana muito bom para alguém que só corre em apenas na etapa Japonesa.

Andrea Dovizioso ainda voltou ao final da prova, Mas acabou nem salvando ponto, Ficando em 18ºlugar. Os dirigentes da Ducati, ao terminar a prova cumprimentou os dirigentes da Honda, Um gesto de muita grandeza para a Fabricante Italiana ao parabenizar o sucesso da fábrica japonesa. Parabéns Marc Marquez pela Conquista do 5ºtítulo Mundial da MotoGP.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP do Japão
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 42’36.438
2 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 1.573
3 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 1.720
4 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 6.413
5 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 6.919
6 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 8.024
7 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 13.330
8 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 15.582
9 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 20.584
10 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 24.985
11 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 25.931
12 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 26.875
13 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 27.069
14 89 Katsuyuki Nakasuga Yamalube Yamaha Factory Racing Yamaha a 32.550
15 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 37.718
16 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 39.583
17 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati a 39.839
18 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 42.698
19 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 49.943
20 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 52.707
21 50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 1’01.848
29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 10 Voltas
17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 12 Voltas
43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 14 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 18 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Lewis Hamilton conquista pole em Austin e da um importante passo para ser campeão no Texas

Lewis Hamilton deu o primeiro passo para comemorar o título no dia de Amanhã. Com dificuldades, Mas acabou levando a pole position de número 81 da carreira. E tem uma bela vantagem para Sebastian Vettel que vai partir da 5ªposição.

No Q1, Se destacou Hamilton, Colocando quase 4 décimos de frente para Bottas e Vettel. Fora dos 6 primeiros colocados, Pierre Gasly da Toro Rosso e Esteban Ocon da Force India foram os destaques do grupo intermediário.

Max Verstappen quebra a suspensão faltando 5 minutos para o final do Q1, A preocupação não era mais com a primeira parte, A Classificação para o Q2 tava garantida, Mas a Red Bull parece que não iria conseguir consertar a suspensão. Com isso Verstappen saiu do carro e deixou o treino.

No final, Fernando Alonso tentou de qualquer jeito passar para o Q2, Chega a marcar tempo para classificar. Mas no final da classificação, Brendon Hartley conseguiu um tempo que acabou desalojando o Espanhol do Q2.

No Q1, Foram Eliminados Alonso, Sergey Sirotkin, Lance Stroll, Marcus Ericsson e Stoffel Vandoorne.

Resultado do Q1:

pos Piloto Equipe Chassis Motor Tempo
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.130
2 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.518
3 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:34.569
4 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:34.703
5 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:34.755
6 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:34.766
7 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:34.850
8 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.876
9 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:34.891
10 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:34.892
11 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:34.932
12 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:34.972
13 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:35.069
14 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:35.193
15 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:35.206
16 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:35.294
17 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:35.362
18 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:35.480
19 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:35.536
20 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:35.735

Q2, Nem Hamilton e nem Bottas foram os mais rápidos. Raikkonen com os pneus mais macios marcou o melhor tempo e Vettel marcou o segundo tempo, Com os mesmos pneus médios que os dois pilotos da Mercedes usam, Hamilton foi para tentar uma nova volta para melhorar o seu tempo, E conseguiu marcando 1:33.480, ficando com a terceira posição.

Na metade do treinamento os classificados eram: Raikkonen, Vettel, Hamilton, Bottas, Ricciardo, Leclerc, Grosjean, Perez, Ocon e Hulkenberg. Verstappen não voltaria para o treino com a suspensão quebrada, Sainz, Magnussen, Gasly e Hartley buscavam a vaga para o Q3.

Magnussen tentou tirar a vaga de Hulkenberg, Mas acabou não conseguindo sair do 12ºlugar, E nem mesmo Carlos Sainz jr. conseguiu alguma coisa. Os pilotos da Toro Rosso nem treinaram, Com isso estava definido os pilotos que estavam classificados para o Q3. Sainz jr. , Magnussen, Gasly, Hartley e Verstappen foram eliminados.

Resultado do Q2:

pos Piloto Equipe Chassis Motor Tempo
1 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:32.884
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:33.079
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:33.480
4 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:33.702
5 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:34.185
6 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:34.255
7 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:34.419
8 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.522
9 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.525
10 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:34.564
11 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:34.566
12 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:34.732

No Q3, Ai se mostrou a força de Lewis Hamilton, Mas não foi tão fácil assim, Na sai primeira tentativa, Bottas e Hamilton disputaram pau a pau na briga pela liderança. Bottas fazia as melhores parciais e Hamilton logo depois baixava esse tempo. Resultado disso foi que Bottas marcou 1:32.686 e Hamilton marcou 1:32.567. Raikkonen fez já tempo na casa de 1:33.024.

Mas dai Vettel foi para a sua volta e colocou um belíssimo tempo de 1:32.655 e assumiu o segundo lugar. A apenas 88 milésimos a frente de Hamilton, Mas na verdade Vettel iria largar em 5ºlugar. Ricciardo vinha em 5º com Romain Grosjean em 6ºlugar da Haas.

Na parte final da classificação, Os pilotos foram para a última tentativa de tentarem tirar a 81ªpole de Lewis Hamilton.

Valtteri Bottas ficou a apenas 49 milésimos do piloto Inglês. Segundos depois aparece Kimi Raikkonen passando a liderança, com 1:32.307. Só que Hamilton segundos depois (Com o 2º e 3º melhores setores da classificação) marcou 1:32.237 e passou a frente de Raikkonen.

Vettel foi o último a marcar tempo e ficou perto de Hamilton, Com 1:32.298. O 2ºlugar na classificação acaba jogando Vettel para o 5ºlugar devido à punição que ele sofreu. Vai largar na 3ªFila. Foi difícil, Mas Hamilton acabou ficando com a pole position.

O piloto inglês pode sim ser o campeão da Formula 1. Depende do desempenho do Vettel na prova, Já que a Ferrari mostrou um desempenho tão bom como o desempenho da Mercedes. Kimi Raikkonen divide a primeira fila com o segundo lugar, O homem de gelo pode ser fundamental para ajudar Vettel nessa tentativa de adiar a decisão do campeonato.

Na segunda fila largam Valtteri Bottas que também pode ser importante para ajudar Hamilton e Daniel Ricciardo da Red Bull que é o intruso dessa guerra que vai se travar em Solo Norte-americano.

Vettel vai largar em 5ºlugar, Ao abrir a terceira fila. O piloto da Ferrari vai ter do seu lado Esteban Ocon da Force India. Na quarta fila larga Nico Hulkenberg da Renault e Romain Grosjean da Haas. A equipe Norte-Americana tem uma boa chance de ter uma boa corrida. Fechando os 10 primeiros colocados: Charles Leclerc da Sauber que levou mais uma vez a equipe ao Q3 e Sergio Perez da Force India.

Amanhã, As 15 horas teremos a prova que pode levar o título para Lewis Hamilton. Uma vitória do piloto Inglês com Vettel chegando de 3 para trás já é o bastante para o pentacampeonato. Para Vettel impedir esse campeonato ele precisa chegar à frente do piloto da Mercedes e levar a decisão para México.

A Resposta saberemos amanhã, Por volta das 16 horas e 40 minutos.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de largada do GP dos Estados Unidos
Formula 1 – 18ªEtapa

pos Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Voltas
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:32.237 20
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:32.307 15
3 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:32.616 17
4 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:33.494 14
5 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:32.298 18
6 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.145 18
7 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:34.215 18
8 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:34.250 17
9 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:34.420 17
10 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:34.594 17
11 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:34.566 12
12 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:34.732 12
13 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H Sem Tempo – Q2 13
14 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H Sem Tempo – Q2 13
15 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer Sem Tempo – Q2 4
16 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:35.294 6
17 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:35.362 6
18 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:35.480 8
19 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:35.536 8
20 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:35.735 6

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Sauber/Force India/Renault/Haas