Em meio a tragédia da Chapecoense o Campeão Nico Rosberg anuncia a aposentadoria da Formula 1

Uma semana terrível para o mundo do esporte, principalmente no futebol com a perda de praticamente um time inteiro que estava buscando um feito inédito que era a Copa sul-americana como era a Chapecoense que acabou através dessa lamentável tragédia com a solidariedade do mundo inteiro.

Após um final de temporada de Formula 1 quando agente já começava a voltar as atenções para 2017 quando o novo campeão do Mundo Nico Rosberg iria defender o título de campeão do Mundial de Formula 1 eis que o piloto Alemão em uma entrevista acabou dando como encerrada sua trajetória na categoria após 11 temporadas, 206 Gps, 23 Vitórias, 30 poles, 57 pódios, 20 voltas mais rápidas, 1594,5 Pontos pilotando pela Williams de 2006 a 2009 e correu pela Mercedes a partir de 2010 até o último Domingo que acabou sendo a última prova da sua carreira. Rosberg foi o campeão do primeiro campeonato da GP2 Series em 2005.

Em entrevista coletiva em Viena, Na Áustria aonde vai esta sendo a premiação da FIA aonde o piloto alemão vai receber a taça de campeão mundial de 2016, Rosberg anunciou essa decisão de parar após a sua maior conquista na carreira.

“Para mim é um dia muito especial receber o troféu. Esta noite será incrível, mas por outra razão. Quero aproveitar a oportunidade para anunciar o fim da minha carreira na F1″

Veja o post inteiro que ele colocou nas suas redes sociais:

” Há 25 anos disputando corridas, meu sonho, meu maior desejo, sempre foi ser campeão de Fórmula 1. Através de trabalho duro, dor e sacrifícios, isso tem sido meu objetivo. E agora eu consegui! Escalei minha montanha e estou no topo. Sinto-me bem agora. Meu maior sentimento no momento é de gratidão àqueles que sempre me apoiaram para que esse sonho se tornasse realidade.

Essa temporada, eu lhes digo, foi muito complicada. Eu dei o meu máximo em cada pequeno detalhe depois das frustrações dos últimos dois anos; estes momentos serviram de combustível para aumentar minha motivação em níveis que jamais havia experimentado. E claro que isso acabou impactando aqueles que amo. Foi um sacrifício familiar, deixando tudo para trás em detrimento de um único objetivo. Eu não consigo achar palavras suficientes para agradecer minha esposa Vivian; ela tem sido incrível. Ela entendeu que este era “o ano”, nossa oportunidade real, e criou um ambiente para que eu me recuperasse após cada corrida, cuidando da nossa filha todas as noites, e assumindo as rédeas de tudo quando a situação apertava, colocando nosso campeonato à frente.

Quando venci em Suzuka, momento em que o título ficou nas minhas mãos, uma pressão gigante, eu comecei a pensar em encerrar minha carreira se fosse campeão. Na manhã de domingo, em Abu Dhabi, eu sabia que aquela poderia ser minha última corrida na F1, e aquele pensamento deixou meus pensamentos mais claros. Eu queria aproveitar toda aquela experiência, já que sabia que poderia ser a última… E aí as luzes vermelhas apagaram e eu tive as 55 voltas mais intensas de toda a minha vida. Tomei a decisão na noite de segunda. Depois de refletir durante todo o dia, as primeiras pessoas que falei foram Viviam, Georg (Nolte, da equipe de Nico) e Toto.

A única coisa que tornou minha decisão difícil foi o fato de colocar meu time em uma situação complicada. Mas o Toto entendeu. Ele sabia de cara que eu estava completamente certo da minha decisão. Minha maior conquista no automobilismo sempre será ter vencido um Campeonato Mundial com este time de pessoas incríveis, o time das Flechas de Prata.

Agora estou aqui para aproveitar o momento. Agora é hora para curtir as próximas semanas, pensar na temporada que passou e aproveitar cada experiência que aparecer pelo caminho. Depois disso, eu vou virara a próxima esquina da vida e ver o que está disponível para mim…”

A primeira corrida de Rosberg - GP do Bahrein de 2006 pela Williams
A primeira corrida de Rosberg – GP do Bahrein de 2006 pela Williams

Opinião de Deivison Conceição

Após uma semana duríssima hoje tivemos esse surpreendente fato do termino da carreira de Nico Rosberg na Formula 1 com apenas 31 anos de idade. Uma carreira que poderia ter tido mais êxitos, Mesmo que não conseguisse vencer mais nenhum campeonato de pilotos, Um piloto que esperávamos ver como ele iria defender o título na temporada de 2017 e agora acaba por deixar a Formula 1 bem no topo da colina conquistando o máximo de que um piloto pode conquistar.

Agora se de um lado lamentamos a sua aposentadoria, Por outro lado agente ver que para Rosberg 1 título de Formula 1 era o suficiente para ele. Algo que ele buscou por 25 anos desde do Kart até aqui. Será que ele para de vez com o esporte? Eu não acredito que ele vai fazer isso. Nico certamente pode até parar em 2017 e voltar em 2018 em uma outra categoria e ele tem lugar em todas essas categorias visto o que ele fez na sua trajetória na Formula 1. Ele teve como companheiros 2 pilotos monstros como Michael Schumacher e Lewis Hamilton. O que ele fez foi evoluir de uma maneira que ele conseguiu nas 3 temporadas destruir com o 7 vezes campeão do Mundo, E quando teve Hamilton que foi o mais duro dos seus adversário acabou também mostrando a sua evolução como piloto. Elevou seu nível ao enfrentar gigantes até finalmente em 2016 quando Nico teve o ano que favoreceu a ele em temos de sorte e de total competência, Aonde ele soube aproveitar cada chance e cada oportunidade para levar esse título.

Fica nossos parabéns a Nico Rosberg e que seja feliz no que ele decida fazer em sua vida.

Agora, Fica uma baita vaga na Formula 1 para 2016. Quem será o dono desse carro?

Eu tenho a certeza de que esse carro não sai da mão dessas três opções: Bottas, Wehrlein e um piloto de fora da Formula 1. Mas eu devo falar disso amanhã. Ainda estou afetado com o que aconteceu pela tragédia que tivemos nessa semana.

#ForçaChape

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Williams

Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *