F1 Formula 1 Formula 1 - 2006 Fotos História

Especial – Midland

Midland F1 Racing

GPs Disputados: 36
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos: 0
Melhor Grid de largada: 14ºlugar com Crhistjian Albers no GP dos Estados Unidos
Melhor Resultado de Corrida: 9ºlugar com Tiago Monteiro no GP da Hungria
Voltas Completadas: 1.729 voltas completadas
Dono da Equipe: Alex Schneider
Projetista: Mike Gayscoyne
Motor: Toyota RVX-06

Como foi a temporada de 2006 da Midland

Após 15 anos de sucessos e de vários momentos importantes a Jordan deixava o circo da Formula para a entrada da Midland que adquiriu a Jordan através do empresário Russo Alex Schneider. A Midland para 2005 ainda correu com o nome de Jordan, mas o time já estava comandada por Alex Schneider que para 2006 manteve os motores Toyota, Manteve Tiago Monteiro que fez bela temporada com a Jordan em 2005 inclusive com o pódio naquela corrida da Vergonha nos Estados Unidos. Ainda a Jordan teria o 4ºlugar de Narain Karthikeyan na mesma corrida da Vergonha e um 8ºlugar na Corrida da Bélgica sob Chuva com o Português Tiago Monteiro fechando o ano com 12 pontos e terminando em 9ºlugar na classificação do mundial de construtores.

Para 2006 a Jordan contrata para o lugar de Narain Karthikeyan o Holandês Christjian Albers, Trás Mike Gayscoyne, Projetista que teve experiência nas equipes Tyrrell, Jordan, Renault e Toyota. O time tinha o orçamento de 80 milhões de Dólares aproximadamente.
Desde da corrida de Estreia a Midland mostrava esta na frente somente da Super Aguri que faria sua estreia na Formula 1 com uma estrutura bem mais desarrumada que a Midland que teria de lutar com a Toro Rosso (Ex-Minardi) por posições para estar no Q2.

No Bahrein a Midland não passou do Q1 nos treinos e na corrida Apenas Tiago Monteiro terminou a corrida em um Desanimador 17ºlugar a duas voltas do Vencedor da Corrida o Espanhol Fernando Alonso, Na Semana seguinte na Malásia a Midland largou em posições melhores do que no Barhein, Mas se explica isso por causa de punições a vários pilotos que frequentam as posições da Frente, Na Corrida ambos os carros terminaram a corrida Mas bem longe da Zona de Pontuação, Albers ficou em 12ºlugar e Monteiro ficou em 13º com 2 voltas atrás do Vencedor da corrida.

Na Austrália numa corrida confusa demais e cheia de acidentes Albers fez um trabalho razoavelmente bom e levou seu carro ao final completando a prova em 10ºlugar enquanto Monteiro teria problemas mecânicos na volta 39 e abandonou a prova. Mas o que marca a Midland no começo da temporada foi em San Marino, dia 23 de Abril quando o Christijan Albers teve seu carro atingido pelo Patético piloto Yuji Ide fazendo sua Midland capotar na primeira volta logo após a corrida ter tido a sua largada. Com isso Ide saiu da Formula 1 com esse incidente, Monteiro acabou em 16º e último lugar nessa corrida, Longe da Toro Rosso.

Na Europa a Midland tem uma classificação de Grid razoável com Albers em 16º e Monteiro em 18º, Na Corrida apesar de completarem nas últimas posições com Monteiro em 12º e Albers em 13º Ambos tomaram apenas uma volta para o Vencedor da prova mostrando alguma evolução da equipe Russa, Mas na Espanha não foi tão bom assim, a Midland largou na 9ªfila com Monteiro na Frente de Albers, Mas na prova Albers teve seu aerofólio com problemas e Monteiro chegou em 16º a 3 Voltas de Alonso que foi o vencedor da corrida.

Mas viria Mônaco a seguir, prova onde as surpresas aparecem sempre, Para a Midland não foi muita coisa que aconteceu, Mas Albers teve uma boa prova chegando em um honroso 12ºlugar, Já Monteiro ficou em 15º, Não foi fantástico, Mas pelo menos melhor do que muita corrida que a Midland disputou, Na Inglaterra a Midland consegui uma pequena melhora, no Grid Monteiro em 16º e Albers em 18º, Já na corrida Albers superou Monteiro e chegou em 15º a 1 Volta do Vencedor e Monteiro ficou em 16º a 2 Voltas do vencedor, Ambos terminaram a corrida na Frente da Super Aguri. Outra corrida que poderia ser boa para a Midland era o Canadá que marcava a metade do campeonato, só que a corrida não foi boa, Albers bateu na primeira volta e Monteiro acabou em 14º a 4 Voltas do Vencedor.

Nos Estados Unidos na 10ªEtapa do mundial a Midland parecia que iria começar uma Virada, nos Treinos ela conseguiu o melhor grid do ano até aquele Momento, Christijan Albers largaria na 7ªFila em 14º e Monteiro largaria em 15º, A Expectativa era de fazer a Melhor corrida do Ano, Mas nada disso aconteceu. Monteiro acabou sofrendo um acidente na 9ªVolta e com isso abandonando a corrida e Christijan Albers acabou abandonando na volta 37 com problemas de Transmissão e o pior disso é que a Midland viu a Toro Rosso pontuar pela primeira vez na temporada e com isso assumindo de vez o 9ºlugar nos construtores e dessa Forma a Midland teria que ir atrás de fazer pelo menos 1 ponto para igualar essa disputa mas sabendo que seria difícil.

Nos Treinos Albers consegue largar em 15ºlugar, Mas acaba na mesma posição a 2 voltas do Vencedor, longe de marcar algum ponto, Monteiro teve problemas mecânicos. Mas é na Alemanha que a Midland teria seu pior momento no ano. Na prova os seus dois pilotos completaram a corrida, Mas foram desclassificados da prova por usarem Asas Flexíveis o que era proibido pelo regulamento da FIA em 2006.

Após 12 corridas a Midland continuava zerada nos pontos, Mas na Hungria a Midland conseguiu um respeitável 16ºlugar no Grid com Tiago Monteiro, A Corrida foi sobre Chuva e com vários incidentes que tiraram da prova pilotos como Alonso, Raikkonen, Fisichella. A Midland completou com os dois carros a prova com Monteiro em 10º e Albers em 11º, Mas com a Desclassificação de Kubica ambos pularam uma posição e dessa Forma Monteiro completou a corrida em 9º a uma posição de marcar pontos e Albers ficou em 10º fazendo com que os Midland completassem a corrida nas 10 primeiras posições, Mas a Busca para marcar algum ponto continuava assim mesmo já que ainda buscavam a Toro Rosso na luta pelo 9ºlugar nos mundial de construtores.

No GP da Turquia a Midland não completou a prova com nenhum dos dois pilotos, Albers e Monteiro tiveram acidentes que obrigaram ambos a deixarem a corrida. Mas foi nessa corrida em que a equipe foi vendida para a Spyder que era uma marca de Carros Holandesa Com isso a Midland teria seu final de trajetória marcado para o GP de Interlagos. A equipe nas ultimas corridas iria se chamar Spyker MF1 Racing.

No final da temporada a Midland pouco pode fazer e pior ainda ela começava a ser superada pela equipe Super Aguri que estava com um novo carro e com isso a Midland começou a ficar na rabeira definitivamente, Na Itália Albers chegou em 17º e atrás de Takuma Sato com a Super Aguri, Na China Albers conseguiu somente o 15ºlugar no final da corrida e acabou chegando na frente de Yamamoto com a Super Aguri.

No Japão Albers teve problemas mecânicos e Monteiro ficou em 16º e atrás de Takuma Sato com a Super Aguri, Já na corrida final em 2006 a Midland se despediu da Formula 1 como começou, Muda, calada e sem resultados expressivos, Albers Terminou em 14º e Monteiro em 15º. Dessa maneira acabava a história da Midland que pouco acrescentou na história da Formula 1, em 36 corridas o time terminava sua história com 0 ponto e com a Certeza de que não fará falta nenhuma para a Formula 1.

Estatísticas de Cada piloto da Midland em 2006:

Christjian Albers
País: Holanda
Equipe: Midland
Gps: 18
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos: 0
Voltas Completadas : 846

Tiago Monteiro
País: Portugal
Equipe: Midland
Gps: 18
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos: 0
Voltas Completadas : 883

Equipe em 2006:

Gps: 36
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos: 0
Motor: Toyota
Corridas completadas: 23
Pneus: Bridgestone
Número de voltas : 1739

Fotos:

Fotos Pré-Temporada:

 

View post on imgur.com


Fotos da Temporada da Midland:  

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Olivier F1/Midland

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *