F1 Formula 1 Formula 1 - 1987 Fotos História

GP da Itália de 1987

Grid de largada:

1 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’23.460
2 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’23.559
3 Gerhard Berger (Ferrari) 1’23.933
4 Ayrton Senna (Lotus/Honda) 1’24.907
5 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’24.946
6 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’25.004
7 Teo Fabi (Benetton/Ford) 1’25.020
8 Michele Alboreto (Ferrari) 1’25.247
9 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’25.525
10 Andrea de Cesaris (Brabham/BMW) 1’26.802
11 Stefan Johansson (McLaren/TAG) 1’27.031
12 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’27.543
13 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’28.022
14 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’28.160
15 René Arnoux (Ligier/Megatron) 1’28.946
16 Christian Danner (Zakspeed) 1’29.465
17 Martin Brundle (Zakspeed) 1’29.725
18 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’29.738
19 Piercarlo Ghinzani (Ligier/Megatron) 1’29.898
20 Adrián Campos (Minardi/Motori Moderni) 1’30.782
21 Alex Caffi (Osella/Alfa Romeo) 1’31.029
22 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’33.028
23 Philippe Alliot (Lola/Ford) 1’33.170
24 Philippe Streiff (Tyrrell/Ford) 1’33.264
25 Ivan Capelli (March/Ford) 1’33.311
26 Franco Forini (Osella/Alfa Romeo) 1’33.816

Não Terminaram a corrida:

27 Nicola Larini (Coloni/Ford) 1’35.721
28 Pascal Fabre (AGS/Ford) 1’36.679

Piquet da aula de pilotagem e vence GP da Itália pelo segundo ano consecutivo.

A 11ªEtapa do Campeonato de 1987 estava com seus dois pilotos da Williams e Ayrton Senna com a Lotus disputando o título pau a pau, Todos eles tendo os poderosos motores Honda Turbo. Tanto é que as Williams dominaram os treinos sendo que Nelson Piquet marcou a pole position e em 2º o inglês Nigel Mansell, Depois vinha Gerhard Berger com a Ferrari que subiu muito de desempenho nessa parte do campeonato e ao seu lado o Brasileiro Ayrton Senna com a Lotus-Honda, na terceira Fila vinha Alain Prost com pouquíssimas chances de título com a Mclaren-Porsche e o Belga Thierry Boutsen de uma Benetton que melhorava a cada corrida também. A Se destacar que essa corrida foi a Estreia da Equipe Coloni a Formula 1, Eles não correram na sua estreia, ficaram a quase 2 segundos atrás de Franco Forini que foi o último que conseguiu vaga no Grid de largada.

Todos foram para a volta de apresentação, Mas quando iria ser dada a largada aconteceu um problema com o carro de Ricardo Patrese da equipe Brabham que foi fogo em seu carro isso decorrente de uma quebra, Resultado disso foi que a largada foi abortada e, portanto teria que ser dada uma nova volta de apresentação, Nova volta de apresentação foi dada, e Dessa vez a largada valeu de verdade. Na largada Piquet manteve a ponta com Mansell em Segundo e depois Berger, prost e Boutsen. Senna largava mal e caiu de 4º para o 6ºlugar, mas na terceira curva Boutsen passou Prost e assumiu o 4ºlugar da corrida. Após a primeira volta Piquet abriu muita distância da concorrência. Classificação: Piquet, Mansell, Berger, Boutsen, Pros, Senna, Alboreto, Johansson, Fabi, Patrese, De Cesaris, Warwick, Danner, Nakajima. Logo na segunda volta Berger tenta passar Mansell sem sucesso, mas aconteceu um enrosco entre os dois, os dois chegaram a um levantar a roda do outro e quem se aproveitou disso foi o Belga Thierry Boutsen que passava a ser o segundo colocado da corrida. No Replay Mostrou que Mansell escorregou na chicane e o Berger não teve tempo para evitar o Choque, Ambos continuam na corrida com Berger em 3º e Mansell em 4º.. Isso completando a 2ªVolta da corrida

Classificação após 2 voltas:

1. Piquet 3:10.008
2. Boutsen a 2.130
3. Berger a 3.491
4. Mansell a 4.358
5. Prost a 4.589
6. Senna 5.025

Na 4ªvolta Nakajima quando tentava passar Danner acabou deixando o carro rodar, perdeu muito tempo com isso passando a ser o último colocado da corrida.

Na 5ªvolta o motor de Patrese abriu o Bico e ele teve de abandonar a corrida e como foi o dia de sorte para a Brabham na 7ªvolta Andrea de Cesaris com problemas de Suspensão abandonava a corrida deixando a Brabham fora da corrida, e na 10ªVolta Warwick deixava a corrida com problemas elétricos de sua Arrows. Classificação após 10 voltas: Piquet, Boutsen, Berger, Mansell, Senna, Alboreto, Johansson, Fabi e Prost que caiu muito na classificação da corrida e foi para os boxes na 11ªvolta confirmando que o seu carro não andava bem, tanto que a equipe demorou voltas para Francês voltar para a pista. Piquet enquanto isso pegava seus primeiro retardatários que usavam em sua maioria motores aspirados e tento é que tinham um campeonato só de pilotos e equipes com motores aspirados. Classificação após 12 voltas: Piquet, Boutsen, Berger, Mansell, Senna, Alboreto, Johansson, Fabi, Cheever, Danner, Brundle, Arnoux, Ghinzani, Nannini. Apesar de Piquet manter uma boa distância em cima de Boutsen, O Belga estava bem por perto para tentar pegar a ponta da corrida.

Prost voltava para a corrida Já o mesmo não se diga de corrida mesmo sabendo que não teria como ele vencer e nem marcar pontos, mas o mesmo não pode se dizer de Alboreto que deixou a corrida com problemas com problemas de Turbo para a tristeza dos torcedores italianos, enquanto isso a outra Ferrari iria sofrer a pressão de Nigel Mansell numa briga que valia o 3ºlugar. Com 14 voltas completadas a Classificação continuava a mesma: Piquet, Boutsen, Berger, Mansell, Senna e Johansson. Piquet estava lá na frente sem ser incomodado por ninguém, E Boutsen um pouco mais na Frente e depois Berger e Mansell lutando pelo 3ºlugar enquanto Senna em 5º ainda não tinha mostrado todos os seus trunfos na corrida, pois estava muito quieto, muito quieto mesmo parecendo que ele nem estava na corrida e Johansson em 6ºlugar de uma Mclaren que parecia ter o máximo que conseguia extrair dessa pista com um motor sem perspectiva de desenvolvimento.

Mansell conseguiu passar Berger e assumir a terceira posição, agora a classificação em 17 voltas tinha: Piquet, Boutsen, Mansell, Berger, Senna, Johansson, Fabi, Chevver, Danner, Brundle, Arnoux, Ghinzani, Nannini, Campos, Alliot, Streiff, Nakajima, Capelli, Palmer, Caffi e Prost. Na Briga dos motores aspirados o líder era P.Alliot com Streiff em segundo e Capelli em 3º.

Mansell já vinha para a Briga em cima de Boutsen que já buscava uma linha defensiva, mesmo com um motor muito inferior aos motores Honda Boutsen conseguiu se defender na reta dos boxes, mas na Segunda Chicane não foi mais possível se defender e com isso Mansell em 3 voltas passou de 4º para o 2ºlugar. Boutsen agora teria de aguentar os ataques de Berger e quem chegava para a briga era Ayrton Senna que estava começando a aparecer no retrovisor de Berger, Fabi e Johansson fizeram trocas de pneus. Na volta 20 Mansell foi para os boxes fazer troca de pneus. Com isso Boutsen voltava a ser o Segundo com Berger e Senna por perto. Enquanto isso na Frente Piquet tranquilo em primeiro com uma grande vantagem para Boutsen que agora não tinha Berger no seu encalço, mas sim Ayrton Senna que estava pressionando ao Belga da Benetton e seu amigo pelo 2ºlugar, Berger caia para o 4ºlugar com Mansell em 5º sendo que dos 5 primeiros só Mansell trocou os pneus e teoricamente todos deveriam parar 1 vez.

Logo Senna assumia o Segundo lugar passando ao Belga Thierry Boutsen que foi para os boxes trocar seus pneus, com isso a classificação da corrida era a seguinte: com 23 voltas Piquet era o líder com Senna em 2º e Depois Mansell, Berger, Boutsen e Johansson os 6 primeiros colocados. Piquet e Senna não tinham parado para troca de pneus ; Mas Piquet no final da volta 24 foi para os boxes, com isso a liderança da corrida passava a ser de Ayrton Senna que tinha 10.721 segundos na frente do seu compatriota. Senna tinha 14.789 de diferença para Mansell, 23.889 para Boutsen, e 25.148 do Berger, já do Johansson era outro mundo, porque já estava em 51.067 a diferença do líder para o 6ºcolocado.

Mansell pressionava Piquet na briga do segundo lugar, numa briga que tava valendo o campeonato entre os 2 pilotos da Williams, enquanto Senna aproveitava disso e tentava abrir dos dois para tentar voltar na frente de ambos depois da sua parada, por enquanto ele não tinha tempo o bastante para tirar a ponta das Williams.

Ao Chegar ao Meio da corrida somente 5 carros deixaram o GP da Itália: Patrese, De Cesaris, Warwick, Alboreto e Caffi. E com 27 voltas Franco Forini e Eddie Cheever também abandonaram a corrida. Classificação após 32 voltas: Senna 48:14.161, Piquet a 6.354, Mansell a 12.626, Boutsen a 24.417, Berger a 25.650 e Johansson a 1:01.478. Com isso já começava a até arriscar dizer que Senna começou no começo da corrida a poupar seus pneus por que não queria fazer parada e até aquele momento estava dando tudo certo para ele.

Na Volta 33 Berger conseguiu a ultrapassagem em cima de Thierry Boutsen e assumia a 4ºposição. Restando 15 voltas para o final da corrida a liderança entre os pilotos de motor aspirado continuava sendo Phillipe Alliot com 2 voltas atrás do líder da corrida. E Chegando a 35 voltas Senna tinha sua vantagem ampliada para 6.620 segundos na frente de Nelson Piquet, Depois vinham Mansell a 20.446, Berger a 31.528, Boutsen a 32.637 e Johansson a 1:07.256. Parecia realmente que Senna escondeu o jogo e estava rendendo muito bem para correr a corrida inteira com o mesmo pneu e a tática parece ser sido acertada e ele estava a caminho de sua 3ªvitória no ano e de cada vez mais incomodar os pilotos da Williams que são os favoritos para o titulo de 1987. Enquanto isso Adrian Campos estava bem devagar encaminhando para os boxes para deixar a corrida, com problemas no seu motor Motori Moderni, A 13 voltas para o Final da corrida Alliot que tinha a liderança da corrida dos aspirados acabou rodando e deixando a corrida que ele tinha uma boa colocação levando em conta que Monza era uma pista de alta e ele tinha um motor pouco potente.

Piquet começava a tirar diferença dele para Senna, mas pouco para tentar a vitória, O Desempenho da Lotus-Honda de Ayrton era muito constante mesmo com os pneus velhos, Mas a 7 voltas do final Senna tentava passar Piercarlo Ghinzani para colocar a 2ª volta em cima do carro da Ligier, mas acaba saindo de traseira seu carro e acabou Senna saindo da pista e perdendo a liderança da corrida para Nelson Piquet, Senna ainda voltava a corrida em segundo, mas sem chances e sem pneus para recuperar a vitória em cima de Piquet, tanto é que na volta em que ele voltou da brita o carro soltou muita terra de seu carro. Classificação após 43 voltas: Piquet, Senna, Mansell, Berger, Boutsen e Johansson. Piquet tinha quase 8 segundos na frente de Senna.

Mansell também passou por um susto, ele teve de desviar de uma Tyrrell para não bater nela, acabou saindo do traçado da pista e indo para a grama, mas sem muito prejuízo em relação a sua posição que estava confortável. Quem perdia muito desempenho era Thierry Boutsen que estava muito lento nas voltas finais e com Stefan Johansson se aproximando dele para lugar pelo 5ºlugar. Martin Brundle abandonou a corrida na volta 43 com problemas de Câmbio.

Piquet só precisou levar seu Williams para a sua 3 vitória no ano de 1987 e abrir 14 pontos na Frente de Ayrton Senna que tinha uma vitória na mão, pelo que o carro rendeu no final da corrida, pois depois de acabar escapando da pista ele se aproximou rápido de Piquet e conseguiu chegar a apenas 1.806 segundos, Piquet tinha 20 pontos na frente de Mansell e 32 pontos na frente de Prost que com 5 corridas ainda para serem disputadas praticamente dava adeus ao Título. O pódio tinha Piquet, Senna e Mansell. Com Berger, Boutsen e Johansson completando os 6 primeiros colocados. Nannini parou a 2 voltas do final mas seu resultado foi computado por ter completado 90% da corrida. Entre os pilotos de motor aspirado Phillipe Streiff venceu com Capelli em 2º e Palmer em 3º.

Resultado do GP da Itália de 1987

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.