Especial F1 Formula 1 - 1992 Fotos História Ligier

Especial Ligier : Temporada de 1992

Para a Ligier a temporada de 1992 poderia marcar o recomeço da retomada as vitórias, Saíram os motores Lamborghini V12 e entravam os campeões motores Renault (Renault RS3C V10 – uma versão anterior aos da Williams que usavam o Renault RS4 V10 a partir da Corrida da Hungria) os mesmos motores que a Williams tinham, entrava também na equipe o Gérard Ducarouge como novo diretor Técnico da Ligier que ao lado de Frank Dernie (Design) e Loic Bogois (Aerodinâmica) e criaram o Chassi JS37 que tinha a missão de devolver a Ligier para o a primeira parte da tabela.

Os pilotos acabaram sendo os mesmos (O Rápido e Experiente Thierry Boutsen que era um ótimo acertador de carros e consistente e o Rápido e talentoso Francês Eric Comas. Cogitou-se que o Francês Alain Prost recém saído da Ferrari após afirmar que o carro dele em 1991 era um caminhão, O Francês convidado pelo dono da equipe Cyril de Rouvre acabou fazendo testes com o carro de 1992, Mas acabou não aceitando o convite, O Tri-campeão naquela época falou que o carro não era competitivo e com isso o negócio não foi para frente, Antes a Ligier tinha tentado Nelson Piquet para correr ao Lado de Thierry Boutsen. Mas com o acerto não se concretizando ficou mesmo com Boutsen e Comas a missão de trazer melhores dias para a equipe Francesa.

saf92 (32)

No dia 1º de Março igual ao samba do Salgueiro de 1991 na África do Sul em clima de carnaval Boutsen e Comas colocam os carros da Ligier em uma honrosa 7ªFila com Erik Comas em 13º e Thierry Boutsen em 14º. Na Corrida ambos foram consistentes apesar de Boutsen ter tido seu motor quebrado a 12 voltas do final, Seu companheiro Erik Comas chegou ao final da prova em 7ºlugar. Saindo da África para ir até a América do Norte em Território Mexicano para o rápido circuito de Hermanos Rodrigues e por muito pouco não se ver um enorme vexame de Comas e Boutsen. Enquanto o Belga ficou em 22º o piloto Francês ficou na 26ªposição ficando a apenas 65 milésimos da Eliminação do Grid de largada. No domingo a corrida já foi melhor com uma boa recuperação. Comas fechou em 9º e Boutsen em 10ºLugar ambos a 2 Voltas do Vencedor.

No Brasil Thierry Boutsen largou em 10º e Erik Comas em 15ºlugar, Na Corrida Boutsen e Comas chegaram a Frequentar a zona de pontuação e parecia que pela primeira vez teríamos um carro Azul Francês na zona de pontuação desde de 1989. Mas na 37ªVolta o piloto Thierry Boutsen tentou numa manobra infeliz sobre Erik Comas lutando pela 8ªposição acabou ele rodando na entrada da Curva do S deixando a corrida. Erik Comas não iria também muito longe, não por causa desse acidente aonde Boutsen acabou tocando o seu carro na Roda de Comas nesse acidente que ele provocou mas sim pelo Motor que quebrou na 43ªVolta.

Partindo para a fase Europeia começando pela Etapa Espanhola aonde Comas largou em 10º e Boutsen largou em 14º que deixou a prova na 11ªvolta com problemas de Motor, Comas estava em 7ºlugar quando deixou a prova devido a uma rodada, Em San Marino em Imola na 5ªEtapa Thierry Boutsen largou em 10ºlugar e estava tendo uma prova promissora até ter problemas na bomba de combustível na 30ªVolta o que fez ele abandonar a corrida, Já Comas que largou em 13ºlugar chegou ao final da corrida em 9ºlugar a 2 voltas do líder. Em Mônaco uma prova para se esquecer Boutsen largou uma posição na frente de Comas na 22ªPosição mostrando que o JS37 não se adaptou a circuitos lentos no começo de ano, Mas pelo menos ambos Terminaram a corrida com Comas terminou a prova em 10ºlugar e Boutsen em 12ºlugar.

Comas levou a Ligier ao 10ºlugar em Mônaco

Comas levou a Ligier ao 10ºlugar em Mônaco

Após 6 corridas a Ligier estava amargando um fracasso de não marcar pontos no campeonato quando via Lotus, Tyrrell, Footwork e até a Dallara e Venturi marcando pontos na temporada de 1992.

Voltando para a América do Norte no circuito de Montreal no Canadá nos treinos oficiais parecia que seria o mesmo desastre de Mônaco lá no fundo do pelotão, Boutsen e Comas dividiram a 11ªFila no Grid de largada, Mas na corrida Erik Comas foi ganhando posição por posição até chegar em 7ºposição e nas voltas finais teve a quebra do motor de Ukyo Katayama o que levou o piloto Francês a 6ªposição e para quebrar o jejum que quase 3 anos sem marcar pontos (Desde do GP da França de 1989 quando Olivier Grouillard conseguiu a 6ªposição) Thierry Boutsen acabou a prova em 10ºlugar.

Voltando para a corrida em Casa já mais aliviados pelo fato de terem pontuado novamente depois de muito tempo em Magny-Cours o desempenho em treinos melhorou e saíram bem mais na frente na largada: Thierry Boutsen largou em 9º e Comas em 10º fincaram bandeira na 5ªfila do Grid, Na Corrida tanto Boutsen como Comas estavam para marcar pontos. Mas o Belga Thierry Boutsen acabou rodando quando estava em 6ºlugar na 47ªVolta, Já Erik Comas resistiu até o final da prova terminando a corrida em 5ºlugar marcando mais 2 pontos para o time de Guy Ligier fechando a primeira metade da temporada de 1992 com 3 pontos na 8ªposição ao Lado da March.

Começando a segunda metade da Temporada em Silverstone na Inglaterra acabou Erik Comas largou em 10ºlugar, Mas esteve longe da disputa por pontos chegando ao final da corrida em 8ºlugar e seu companheiro de Equipe Boutsen largou em 13º e Chegou em 10ºlugar. Em Hockenheim Comas e Boutsen prometiam uma bela corrida já que o motor Renault iria conta muito nessa prova e eles largaram na 4ªFila com Comas na frente, Na Largada Tanto Comas como Boutsen perderam posições e caíram para o 9º e 10ºlugares, Mas com as quebras que aconteceram na corrida os dois ligier recuperavam posições até que na volta final Ricardo Patrese acabou rodando e deixando a prova fazendo com que Comas assumisse o 6ºlugar e terminasse a 7 décimos na frente de Thierry Boutsen que ficou logo atrás em 7ºlugar.

ger92 (18)

Na Hungria um belo Grid com Boutsen em 8ºlugar e Comas em 11º, Mas a corrida durou pouquíssimos metros com ambos os pilotos se acidentando deixando a prova logo após a primeira curva, Depois desse fiasco na prova Belga em Spa-Francorchamps teve um fato que marcou a carreira de Erik Comas acabou batendo forte em uma das curvas rápidas de Spa-Francorchamps e acabou desmaiado no carro, O Brasileiro Ayrton Senna viu o acidente e parou o seu carro e percebendo o perigo que o piloto Francês corria ele acabou desligando o motor pois com o pé de comas acelerando o carro ainda teria riscos de explosão do carro. Com essa atitude o brasileiro acabou salvando a vida do piloto da Ligier que acabou não indo para a corrida. Coube a Thierry Boutsen representar bem a equipe nessa prova e ele nos treinos não decepcionou na corrida em sua casa colocando o Ligier-Renault até o 7ºlugar no Grid de largada, Na corrida ele vinha tentando ir para a zona de pontuação, Mas deixou a prova devido a um acidente na 27ªVolta.

Os dois Ligier se acidentaram na primeira volta na Hungria

Os dois Ligier se acidentaram na primeira volta na Hungria

Na Itália o Belga Thierry Boutsen fez uma grande corrida, Largando da 8ªposição o experiente piloto de 35 Anos andou praticamente o tempo inteiro na zona de pontuação chegando a estar em 5ºlugar por mais de 10 voltas e quando estava em 6ºlugar acabou tendo um problema de eletricidade na 42ªVolta fez com que o carro da Ligier deixasse a prova. Cinco voltas antes Comas que largou em 15ºlugar e vinha em uma belíssima recuperação acabou se acidentando e deixando uma corrida aonde a Ligier poderia facilmente marcado pelo menos 3 pontos. Na última prova na Europa em Portugal no circuito de Estoril Boutsen largou em 11º e Comas largou em 14ºlugar. Na corrida Comas quebrou o motor na 48ªvolta, Enquanto que Boutsen levou o Ligier ao final da corrida chegando em 8ºlugar.

Vídeo do Acidente de Erik Comas na Bélgica: (sennavive)

Indo para o Oriente para a prova do Japão a Ligier comprovou que tinha um carro que já era um dos melhores do Grid, Comas largou em 8º e Boutsen em 10ºlugar. A corrida não durou muito para o Belga que deixou a corrida na segunda volta com problemas de Câmbio, Já Comas vinha marcar bons pontos e estava em 6ºlugar quando abandonou a corrida com problemas de pressão de óleo. Na última etapa da temporada na Austrália no Grid muito bom para Comas largando em 9ºlugar, Mas logo na 5ªVolta seu motor quebrou e ele deixou a prova. Já Boutsen largou em 22ºlugar em um grid péssimo do piloto da Ligier, Dai seria praticamente impossível para ele ter uma reação na corrida. Mas não é que Boutsen depois de 15 corridas conseguiu fazer uma prova irretocável com o Ligier-Renault e levou seu carro para o 5ºlugar com ultrapassagens na pista e levando 2 pontos para a Ligier (Seus últimos pontos na sua carreira) para fechar bem a temporada de 1992.

Boutsen marca seus 2 últimos pontos na sua carreira com o 5ºlugar na Austrália.

Boutsen marca seus 2 últimos pontos na sua carreira com o 5ºlugar na Austrália.

Ao Final da temporada a Ligier ficou colocada em 8ºlugar com 6 pontos, Se consideramos o potencial do carro e dos pilotos foi pouco, Mas para quem não tinha pontuado em dois anos seguidos e pelo que o carro andou em 1992 foi uma mostra de renascimento da equipe Francesa e uma esperança de que dias melhores iriam vim para Guy Ligier e o seu time com um motor fortíssimo e profissionais competentes para 1993. Já os Pilotos não continuaram na equipe, Tanto Boutsen como Comas saíram para a entrada de dois pilotos Ingleses que você vai saber quem são eles como eles foram no capitulo de 1993 da Ligier.

Números da Ligier em 1992:

Gps: 32 (Largou em 31 Gps)
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos: 6
Motor: Renault RS3C V10
Capacity: 3500cc
Power: 750bhp at 14,200rpm
Pilotos:
25. Thierry Boutsen
26. Erik Comas
Número de Voltas Completadas: 1480

Chassi JS37

Desenhista :

Gérard Ducarouge (Diretor Técnico)
Frank Dernie (Design)
Loic Bigois (Aerodinâmica)

Chassi :  Monocoque em Fibra de Carbono e Kelvar
Peso :  505 kg
Transmissão :  Ligier / XTrac com 6 marchas em sequência
Combustível / Lubrificante :  Elf
Tanque :  205 Litros
Suspensão :  Poussoirs
Amortecedores :  Koni/Bilstein
Freios :  Discos de Carbono Industrial/Brembo
Comprimento :
Distância entre eixos :  2900 mm
dianteira :  1800 mm
traseira :  1680 mm

Fotos:

 

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/Formel1mic

Especial Ligier: 19761977197819791980198119821983 –19841985 –1986 – 1987 – 19881989 – 1990 – 1991

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.