Entrevista Opinião Política

Entrevista com o Jornalista Renato Loeb – Parte 1

Essa entrevista foi articulada por mais de 1 ano, Tenho a honra e o prazer de entrevistar o Jornalista Renato Loeb que é um dos jornalistas mais coerentes do Brasil.

Renato Vianna Loeb nasceu na cidade de São Paulo, no dia 17 de novembro de 1977. Se formou jornalista pela Universidade Anhembi Morumbi, em 2009, e, pela mesma instituição, concluiu técnico em jornalismo em 2007.

Começou a carreira como estagiário em produção de programas para a AllTV, no começo apenas no programa diário de entrevistas, o Fala Sério.

Depois foi produzindo outros programas de temas variados, desde talk shows até programas mais segmentados, como foi o caso do Observatório Árabe, que tratava da cultura, política, religião e tradições dos povos dos países árabes, apresentado pelo jornalista Sírio, Mohamad Daoud.

Produziu ainda, os programas Visão Plural e Mulheres Poderosas e exerceu a função de coordenador de produção.

Em 2009, foi diretor de produção do programa Geral. Ainda âncorou os telejornais Web News e Notícias Online.

Foi responsável pela área de jornalismo e apresentou o jornal da casa, o Jornal Interativo, de fevereiro de 2011 até Janeiro de 2015.

Hoje é revisor de textos de catalogação dos acervos da TV da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e da TV da Câmara Municipal de São Paulo.

1. Renato Loeb, desde quando você descobriu que a sua vocação era ser um jornalista?

R.1: Sempre gostei de conhecer e aprender as mais diferentes coisa, meio polivalente e curioso e o jornalismo surgiu nesta busca, descobri nesta profissão a possibilidade de aprender coisas novas diariamente e isso me pareceu fantástico, então posso dizer que nasci jornalista, mas descobri isso com + ou – 25 anos.

2. O Brasil na sua opinião é um país Democrático?

R.2: A democracia é meio utópica e ainda capenga, ela existe, o Brasil é democrático, mas não temos TODOS os mesmos direitos e liberdades, ainda temos o racismo e o preconceito, seja racial, ideológico, religioso e/ou sexual, e isso ainda dita regras e posturas. Então ainda há muito que se fazer neste sentido.

3. O que você acha hoje da Política Brasileira e se existe alguma comparação com algum país desenvolvido no mundo?

R.3: A política brasileira esta desmoralizada, muita corrupção, os mesmos atores, uma infinidade de partidos sem personalidade e o caráter parece ser raro neste atores políticos, acho que grande parte disso se deve a falta de comprometimento e envolvimento popular no processo político, há a obrigatoriedade do voto, mas não a politização, e é proibido dar aulas de política em escolas, o que considero conivente para os atuais atores políticos, exatamente por mantê-los no poder.
Quanto a comparações, prefiro não fazer, mas posso dizer que tem muitos países melhores e até piores que o nosso, no que se refere a política e politicagem!

4. Qual é a sua avaliação sobre o Governo de Dilma Rousseff, Quais os pontos positivos e negativos do Governo dela?

R.4: A Dilma teve um governo tumultuado e confuso, se esperava uma mudança de postura, em relação ao Lula, uma pessoa aparentemente forte e séria, mas se mostrou, ou pelo menos aparentou, uma mulher com ações e discursos dissonantes com a realidade. O lado positivo do governo Dilma e do governo do PT, foi, apesar de apoiar e acolher seus membros, mesmo quando condenados, não travou e proibiu a justiça de se fazer presente e punir quem deva ou deveria ser punido, ao contrário do governo do PSDB, com FHC que travou mais de 600 investigações de denuncia sobre fraudes e irregularidades no seu governo, até mesmo a reeleição, que paira denúncias de compra de votos (mensalão) para sua aprovação no congresso.

5. O que acha de um país que tem uma comissão da verdade com um ex-presidente cassado, por um ministério dos direitos humanos que foi comandado por um homem com suspeitas de ser homofóbico como o Pastor Marco Feliciano?

R.5: Para ser um circo falta só o palhaço… ops, não, não falta nada! rsrsrssrs Mas sério, é vergonhoso e posso dizer até, que é patético.

6. Você acredita em Ideologia política?

R.6: Eu acredito em ideologia, só não a vejo sendo respeitada no país, infelizmente.

7. Qual a sua opinião sobre os partidos políticos pedirem para a população votar num número de cabo a rabo nas eleições como se só o partido deles prestasse, Seria uma espécie de curral político que esses partidos fazem com o povo?

R.7: Não digo curral, mas pior que o partido pedir o voto em legenda é o eleitor votar nesta modalidade, eu defendo e sempre defendi o voto em pessoas e não em partido, exatamente por não ver ideologia partidária no Brasil.

8. O que você acha do visionário do Século da economia Brasileira, Guido Mantega, Por que ele sempre fala que a economia no brasil vai crescer?

R.8: É um otimista e esperançoso, sonhador até, mas de economia parece entender pouco, bem pouco.

9. Como você ver hoje a disputa eleitoral no Brasil?

R.9: Triste, pobre, temos de acabar com a financiamento de campanha por “patrocínio”, tem que ser todos com, unicamente o fundo partidário e o tempo de TV tem que ser o mesmo por político, independente de tamanho da coligação.
“A democracia só é democrática se for justa!”

10. Você acredita em pesquisa de Intenção de votos?

R.10: Essa é Fácil (NÃO).

11. O que acha do coeficiente eleitoral no Brasil?

R.11: mais uma manobra para manipular uma eleição e eleger alguém de maneira não democrática.

12. O que acha de 32 partidos políticos nesse país? Existe 32 ideologias partidárias para se Governar?

R.12: 32 partidos é uma vergonha absurda e não, não existem 32 ideologias, mas sim aproveitadores vivendo de fundo partidário.

13. Loeb, você acredita que algo mudou com as manifestações que ocorreram em 2013 e se mudou alguma coisa porque então o povo em São Paulo, Rio de Janeiro e no Brasil continuou com os mesmos de sempre?

R.13: Não acredito que as manifestações mudaram algo mas sinalizaram para uma mudança de postura da população, com maior interesse na política e vontade de mudança, mas nada é radical e instantâneo!
O importante é que este sentimento e a politização continue, que hajam líderes que mantenham esta chama acesa, não se trata de certo e errado, mas de lutar pelo que acredita, seja lá o que isso for para você!

14. Faça uma avaliação da campanha eleitoral desse ano e você teria uma previsão de como será o futuro político do Brasil nesses próximos 4 anos?

R.14: A campanha eleitoral, como sempre, deixou muito a desejar, poucas propostas e muitos ataques pessoais. A velha forma de se fazer política se vendendo como algo novo e o atual assinalando para uma reformulação, mas depois de 12 anos, só agora quer reformular? É como se situação e oposição chamassem o povo de otários, cada um de sua maneira!
Já sobre previsões, acho complicado, mas os sinais atuais são os piores possíveis, a atual votação de revisão da LDO sinaliza a vergonha que se tornou o Congresso Nacional e a voracidade da bancada de situação do governo estadual em São Paulo, evitando a criação de CPI para investigar as irregularidade nos Trens e Metrôs Paulistas, mostra que todos querem defender suas irregularidades, seus maus feitos.

15.Faça uma Avaliação de cada um dos candidatos a presidência da Republica que tivemos em 2014:

Dilma Rousseff:
Mandona, autoritária e má gestora.

Aécio Neves:
Parece ter um certo receio de ousar, como se tivesse de ter aval de alguém antes! Não passa confiança.

Marina Silva:
Tem boas intenções, mas tem que aprender a separar, completamente, suas ideologias religiosas da política.

Luciana Gerno:
Afobada, tem boas intenções, mas peca pelos excessos, tem que respirar e estudar antes de participar de um debate.

Pastor Everaldo:
Põe sua ideologia política acima da população, não se pode gerir um país laico sendo radical em uma crença religiosa, seja ela qual for!

Eduardo Jorge:
O que a Luciana Genro tem em excesso de afobação ele tem de menos, também acho que tenha boas intenções, mas parece ter medo de se impor.

Levy Fidelix:
Racista, tem que ter seus direitos políticos cassados!

Zé Maria:
Radical esquerdista, acredita em coisas utópicas, pode ser um bom nome para casas legislativas, mas não para cargo no executivo!

Eymael:
Parece que esta brincando de ser candidato, não tenho nem opinião sobre ele, não sei se a famílias dele vota nele!

Mauro Iasi:
Assim como Zé Maria, é um radical esquerdista, acredita em coisas utópicas, pode ser um bom nome para casas legislativas, mas não para cargo no executivo!

Rui Costa Pimenta:
Assim como Zé Maria e Mauro Iasi, é um radical esquerdista, acredita em coisas utópicas, pode ser um bom nome para casas legislativas, mas não para cargo no executivo!

16. Como você se sente com a Reeleição de Geraldo Alckmin no qual tem um governo, na melhor das hipóteses, questionável?

R.16: Eu sinto pena, pena do meu Estado!

17. O que acha do PSDB governando por 24 anos (contando até 2018) o Estado de São Paulo, existe um total esgotamento dos tucanos no poder em SP?

R.17: Acho horrível, acredito no esgotamento, na necessidade de alternância, mas parece que sou a minoria, sei lá! Uma pena!!!

18. Faça uma avaliação sobre os candidatos a Governador em São Paulo que disputaram a esse cargo nessas eleições:

Geraldo Alckmin:
Patético, fraco e hipócrita.

Paulo Skaf:
Poderia ser uma mudança, é administrador, poderia ser algo bom, mas tudo especulativo, já que nunca ocupou cargo público.

Alexandre Padilha:
É uma Haddad, despreparado totalmente para um cargo executivo!

Gilberto Natalini:
Tem boa intenção, mas é acanhado e falta ousadia, como o Eduardo Jorge!

Gilberto Maringoni:
Cheio de boas intenções, mas parece meio utópico em alguns momentos e meio acanhado em outros, tem que confiar nele mesmo antes de tentar cativar os outros!

Laêcio Benko:
Não passa credibilidade, parece estar atuando!

Walter Ciglioni:
Despreparado totalmente para um cargo executivo e representa o partido do racista do Fidelix!

Wagner Farias:
É um radical esquerdista, acredita em coisas utópicas, pode ser um bom nome para casas legislativas, mas não para cargo no executivo!

Raimundo Sena:
É um radical esquerdista, acredita em coisas utópicas, e parece ser despreparado totalmente para um cargo executivo!

19. O que você achou da Campanha suja do PT nessas eleições? Mesmo com a vitória nas urnas o PT sai dessas eleições enfraquecido?

R.19: Bom, no que diz respeito a campanhas sujas, a briga foi feia, não sei dizer quem foi mais sujo ou mais baixo, mas pode ter sido o PT, como você sugere, a pena é que a boa campanha, com projetos e não ofensas, não foi vista, pelo menos eu não ví!
Quanto ao enfraquecimento do Partido dos Trabalhadores, acredito que sim, que ocorra, mas depende de como isso repercutirá nas eleições de 2016, a história ainda tem muitos capítulos, mas parece que são ruins para o PT.

20. Existe suspeitas de que o Freixo estaria tentando uma coligação com o PT para disputar a prefeitura do Rio de Janeiro em 2016, O que pode não ser algo nefasto para a esquerda, mas sim pela forma que me parece que a aliança foi negociada com o Freixo no segundo turno gravando um vídeo anunciando seu apoio a Dilma Rousseff, do PT, que não passa de um partido clientelista e que não atende o que o PSOL quer para a população, e pior, ele que pedia apoio para a Marina Silva em 2012 não se importou com o PT fazendo uma campanha tão suja como fez nesse ano e se aliou a eles. Nesse quadro Freixo sai fortalecido para 2016 ou ele se queimou com seus eleitores e o efeito pode ser bem ao Contrário?

R.20: Difícil analisar assim, pelos contesto de PSOL, PT e Marina Silva, mas o fato de defender o governo de Dilma, que cada dia esta mais sujo, na mídia e nos tribunais, pode ser extremamente maléfico a ele, mas o que ele falar ou fizer agora, e como falar e fizer mostrará, se ele foi enganado ou se tem má fé!

21. O que acha do escândalo da Petrobras? Quem são os culpados e o que fazer para drenar a “0” a corrupção da estatal Brasileira?

R.21: É absurdo, escândalo é uma palavra fraca para o que ele significa, perto do que ele é, se tem dados que seu início se data do segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso e perpetuou-se com Lula e com Dilma, mas alguns falam que é de antes, que a Petrobrás sempre foi uma cortina pra desvios milionários, talvez todos que lá passaram, na gerência e presidência deveriam ser presos, a coisa é muito mais feia que parece!

22. O que você achou da declaração de Levy Fidelix sobre a Comunidade LGBT em um dos debates a Presidência da República que ele participou. O que ele fez é digno de um presidente do Brasil?

R.22: Como disse acima “Racista, tem que ter seus direitos políticos cassados!”

23.O que você acha da Câmara dos Deputados que vamos ter daqui a 4 anos, temos que nos preocupar ou a preocupação é uma coisa que a imprensa aumenta?

R.23: Só o trabalho a partir de Janeiro dirá, a esperança é muita, pois a atual e o senado atual mostraram que são falhos, muito falhos com a aprovação da alteração na Lei de Responsabilidade fiscal do Governo Federal.

24. O que acha das coligações que temos hoje na política no Brasil, Elas são coerentes com as ideologias dos partidos ou são apenas para ter o poder?

R.24: Bom, não acredito em ideologia partidária no Brasil, por isso sou contra o coeficiente eleitoral, sendo assim, nenhuma coalizão tem relação com ideologia se esta não existe, é interesse e busca por favores e poder, só isso!

25. Quais são os Melhores e os piores partidos do Brasil para você em termos Éticos, de Coerência, de Personalidade e de projetos e realizações no Brasil?

R.25: Não acredito nos partidos no Brasil, não sei falar de melhor ou pior, voto e encorajo o voto em pessoas, não em partidos!

26. Qual é a sua maior surpresa política das Eleições 2014 e qual a maior decepção dessas eleições?

R.26: Surpresa foi Tiririca voltar a se eleger, surpresa ruim! Decepção foi o Alckmin ganhar e em 1º Turno.

27. Será que o Governo do Brasil esta realmente, e de fato, investindo no esporte brasileiro? E se esta é o suficiente para melhorar o esporte no Brasil?

R.27: O governo esta gastando com esporte sim, mas investindo é complicado dizer, pois o governo brasileiro sabe gastar, e muito, investir já é outra história, ai acho que não, acho que estamos anos luz do que seria aceitável, não falo do ideal, falo do aceitável!

28. O que você acha das campanhas sendo financiadas por empresas e empreiteiras? É o modelo ideal ou isso precisa mudar para o bem da política no Brasil?

R.28: Precisa de mudança e urgente!!! As campanhas tem que se financiar, única e exclusivamente com verba do fundo partidário, sem doações de empresas ou de Pessoa Física.

29. O povo, agora, depois dessas eleições vai ter alguma moral para voltar as ruas e protestar de novo para que se resolva os problemas do Brasil?

R.29: Sim, sempre, e tem que fazê-lo, se se calará mostrará que foi vencida!

30. Qual a contribuição se é que ela existe do Governo do Brasil e das empresas brasileiras para com o automobilismo?

R.30: Do governo nenhuma, de empresas sim, mas muito pouco, como em qualquer outro esporte, o Brasil não tem tradição de investimento na base, na formação de esportistas, só na elite e mesmo assim, não em todas as modalidades e depender do governo é morrer de fome na grande maioria das vezes, grande mesmo! É lamentável a situação do esportista no país se depender de empresas nacionais e ou do governo!

Teremos em Breve a Segunda Parte da Entrevista com Renato Loeb, Maravilha!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *