F1 Formula 1 Formula 1 - 1986 Fotos História

GP da Inglaterra de 1986

Grid de Largada:

1 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’06.961
2 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’07.399
3 Ayrton Senna (Lotus/Renault) 1’07.524
4 Gerhard Berger (Benetton/BMW) 1’08.196
5 Keke Rosberg (McLaren/TAG) 1’08.477
6 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’09.334
7 Teo Fabi (Benetton/BMW) 1’09.409
8 René Arnoux (Ligier/Renault) 1’09.543
9 Derek Warwick (Brabham/BMW) 1’10.209
10 Johnny Dumfries (Lotus/Renault) 1’10.304
11 Martin Brundle (Tyrrell/Renault) 1’10.334
12 Michele Alboreto (Ferrari) 1’10.338
13 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’10.941
14 Alan Jones (Lola/Ford) 1’11.121
15 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’11.267
16 Philippe Streiff (Tyrrell/Renault) 1’11.450
17 Patrick Tambay (Lola/Ford) 1’11.458
18 Stefan Johansson (Ferrari) 1’11.500
19 Jacques Laffite (Ligier/Renault) 1’12.281
20 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’12.848
21 Andrea de Cesaris (Minardi/Motori Moderni) 1’12.980
22 Jonathan Palmer (Zakspeed) 1’13.009
23 Christian Danner (Arrows/BMW) 1’13.261
24 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’16.134
25 Huub Rothengatter (Zakspeed) 1’16.854
26 Allen Berg (Osella/Alfa Romeo) 1’18.319

Mansell em sua casa para Piquet e conquista 4ªvitória no ano

O Grande Prêmio da Inglaterra tinha um cenário diferente do habitual, dessa vez ele iria ser disputado na lendária pista de Brands Hatch que em 1985 era realizado o GP da Europa de Formula 1, não menos espetacular do que Silvestone a pista. Mais uma vez os treinos livres quem dominou foi as Williams com Piquet largando na pole position e com Mansell em 2º. Senna com a Lotus-Renault largava em 3º com Gerhard Berger ao seu lado na segunda fila e a terceira fila a Dupla da Mclaren com Rosberg em 5º e Prost em 6º, Prost depois de 8 corridas era o líder do campeonato com 39 pontos, com Mansell logo atrás tendo 38 pontos e Senna tinha 36 pontos, Piquet já estava um pouco mais atrás com 23 pontos.

Na primeira largada tivemos o lamentável acidente que envolveu 8 carros, O piloto que mais sofreu foi Jacques Laffite que acabou tendo sérios ferimentos em suas pernas, Laffite que estava igualando a marca de 176 Grandes Prêmios e seria naquele momento o piloto com o maior número de largadas na Formula 1, acabou encerrando a sua carreira na Formula 1 por causa desse acidente. Nessa largada o Carro de Mansell quebrou e isso ocasionou a troca do carro de Mansell para o carro reserva, carro que Nélson Piquet acabou acertando caso ele precisasse, mal sábia Piquet que o feitiço viraria contra o feiticeiro.

Depois de quase 1 hora Laffite foi levado por um helicóptero para o Hospital, e a corrida pode recomeçar, Vale lembrar que um dos primeiros atendimentos foi dado pelo piloto Jonathan Palmer que além de piloto era médico.

Na Segunda largada, a Largada que acabou valendo Piquet manteve a ponta com Mansell em 2º, Berger tomou o 3ºlugar de Senna que teve que se segurar para não perder mais posições, Logo na primeira volta Berger ultrapassou Mansell e assumiu o segundo lugar, já não é surpresa que as Benetton-BMW andavam forte em pistas que valia mais a potência do motor, Apenas 22 pilotos partiam para a segunda largada: Allen Berg, Ghinzani, Danner e Laffite não tiveram condições de largar para a segunda largada.

Mansell na 3ºvolta passou Berger e retomou a 2ºposição e assim se restabeleceu o domínio das Williams, Berger já começava a ficar para Senna e Rosberg que brigavam pelo 4ºlugar enquanto isso Mansell começava a querer se aproximar de Piquet para lutar pela ponta da corrida. Após 7 voltas a Classificação da corrida era a seguinte: Piquet (6), Mansell (5), Berger (20), Senna (12), Rosberg (2), Prost (1).

O primeiro carro a quebrar foi de Keke Rosberg com problemas de Câmbio que deixou na mão o Finlandês. Enquanto isso as Williams dominaram a corrida e já abriram mais de 5 segundos na frente de Berger. Em 10 voltas Piquet e Mansell começou a pegar trafego dos últimos lugares que eram uma Zakspeed e de uma Minardi, No Caso eram Palmer e Nannini que tomaram uma volta dos líderes, enquanto isso Rothengatter foi para a grama mais voltou a pista, Piquet na volta 8 fazia a melhor volta da corrida com 1:12.720 – Média de 208.259 Km/h (129.406 Mph), Alboreto passou Fabi e assumiu a 6ªposição da corrida, Alboreto andando muito bem até nesse momento e Senna tinha dificuldades em segurar o 4ºlugar dos ataques de Alain Prost, Fabi fez uma parada nos boxes, Após 15 voltas completadas a Classificação era Piquet, Mansell, Berger, Senna, Prost, Alboreto e Arnoux. Thierry Boutsen foi para os boxes, mas tinha problemas no seu carro. Prost na volta 17 foi para os boxes fazer sua parada nos boxes, foi uma parada rápida feita em 9.33 segundos, Prost voltou em 9ºlugar mais acabou Patresse passando a Prost, Patresse que corria com o modelo da Brabham de 1985.

Classificação após 18 Voltas: Piquet (22:10.178), Mansell a 1.797, Berger a 16.549, Sena a 26.279, Alboreto a 37.034, Arnoux a 39.154. Um domínio total das Williams em relação a outros pilotos ultrapassando retardatários.

A partir da 20ªvolta foi um festival de abandonos, o primeiro deles foi Stefan Johansson que quebrou o seu motor Ferrari. Enquanto isso Jones e Warwick brigam pelo 8ºlugar. Na mesma volta 20 Mansell fazia a melhor volta da corrida: 1:12.363 – Média 209.288 Km/h – 130.044 Mph. Warwick passou Jones depois de uma luta com o Jones mostrando a força da BMW sobre os motores Ford.

Mansell ira para cima de Piquet para lutar pela liderança da corrida, e na volta 22 Mansell usou a força do seu motor Honda e assumiu a liderança da corrida, Gerhard Berger que estava em 3ºlugar tem problemas elétricos e também deixa a corrida na volta 23, com isso Senna assumiu a 3ªposição. Alan Jones também deixa a corria na mesma volta com problemas no acelerador do seu Lola-Beatrice enquanto isso Mansell e Piquet continuavam brigando pela ponta e ultrapassando a todos os retardatários com muita facilidade, tanto é que depois de 25 voltas Dumfries que era já o nono colocado já tinha 1 volta atrás de Mansell e de Piquet. Na Volta 24 Abandono de Andrea de Cesaris com problemas elétricos e Rothengatter na volta seguinte com problemas de Motor. Com isso depois de um terço de corrida só tínhamos 15 carros na corrida. Classificação após 26 voltas: Mansell 31:57.120, Piquet a 1.533 , Senna a 33.376, Alboreto a 45.712, Arnoux a 47.082, Warwick a 59.948, Patrese, Prost, eles estavam na volta do líder, o Resto estava a 1 volta atrás. Senna foi para os boxes na volta 27, Mas teve problemas, seu motor morreu e a corrida para o Brasileiro acabava por ai. Prost vivia situação difícil estava em 7ºlugar com o abandono de Senna, mas sem ritmo para tentar passar ambas das Brabham.

Na Volta 30 Piquet foi para os boxes e voltou para pista após um bom trabalho da Williams de 9.04 segundos e voltou em segundo. A Williams colocou a praça para Mansell olhar na volta 31 e na volta seguinte Mansell foi para os boxes, com uma rápida parada também de 9.5 segundos, ainda que meio segundo mais lento que Piquet e dai Mansell voltou na ponta, Mas Piquet foi para cima de Mansell e Mansell deu uma fechada em Piquet, foi a pá de cal para Piquet ficar furioso e partir para cima de Mansell como se fosse um monstro na pista, Mas para seu azar Mansell também foi fera e defendeu a posição, Alboreto fez a troca na volta 33. Classificação após 33 voltas: Mansell 40:49.972, Piquet a 0.118, Arnoux a 30.281, Prost a 45.786, Warwick a 46.794, Alboreto a 53.030.

Mansell conseguiu abrir um pouco de Piquet enquanto isso Prost já estava em 4ºlugar e buscando a 3ªposição de Arnoux. Na volta 35 Piquet faz a melhor volta com o tempo de 1:11.250 – 212.555 km/h – 132.076 Mph, estávamos chegando na metade da corrida com 15 carros na corrida, Thierry Boutsen voltou a corrida, mas com Várias voltas atrás do Líder e só para fazer número. Dumfries parou para os boxes para trocar os pneus, ele era a esperança da Lotus para pontuar na Inglaterra. Piquet continua pressionando e indo para trás de Mansell na luta pelo primeiro lugar, Depois das Williams vinha Rene Arnoux muito bem na 3ªposição, Arnoux foi para os boxes e a Ligier fez um trabalho muito ruim com a troca de Arnoux e com isso Prost assumiu a 3ªposição e Alboreto assumiu o Quarto Lugar. Ricardo Patrese deixou a corrida, O Motor BMW não resistiu a corrida e deixou o Italiano na Mão, isso na volta de número 40.

Classificação após 40 voltas: Mansell, Piquet, Prost, Alboreto, Arnoux, Warwick.

Por enquanto Alboreto era um surpresa na 4ªcolocação com a Ferrari que andava mal das pernas na temporada de 1986, uma belíssima corrida de Alboreto com a Ferrari, Tirando a briga pela ponta, as outras posições não tínhamos uma briga intensa por posições pelos primeiros lugares. Prost tranquilo em 3º, Alboreto tranquilo em 4º, Arnoux tranquilo em 5º e Fabi surpreendentemente em 6ºlugar depois de ficar nas últimas posições depois da largada após um pit stop antecipado ultrapassou a Derek Warwick que passava a ser 7ªcolocado.

Enquanto isso Mansell e Piquet dava uma volta em Alboreto que era o Quarto colocado, só tínhamos na volta 43 para 44 Mansell, Piquet e Prost na mesma volta do Líder e Piquet tenta um novo ataque sobre Mansell. Enquanto isso Teo Fabi deixava a corrida após esta durante 3 voltas em 6ºlugar, Com isso Warwick assumia de novo o 6ºlugar. Mansell na volta 48 quebrava de novo os ponteiros do tempo e fazia a melhor volta da corrida 1:10.345 – 215.290 km/h – Média 133.775 mph.

Uma Tyrrell atrapalha a Mansell e Piquet se aproveitou para tentar passar Mansell em mais um round dos dois pilotos da Williams. Prost em 3º já começava a preparar uma nova parada para os boxes, isso que acontece na volta 50 fazendo sua segunda parada em 10 segundos e em 3ºlugar ainda, Nannini deixava a corrida na volta 50, a Minardi que não tinha terminado nenhuma corrida em 86 estava perto disso em Brands Hatch.

Alboreto que tinha uma ótima quarta posições quebrou o Turbo de seu Ferrari e abandonou a corrida, Infelizmente a desgraça da Ferrari continuava em 1986. Classificação após 55 voltas: Mansell a 1:07.02.744 – Piquet a 1.356 – Prost a 1 volta –Warwick a 1 volta – Arnoux a 1 Volta e Tambay a 2 voltas – Depois Brundle, Streiff, Dumfries e Palmer e depois com mais de 10 voltas de atraso estava Thierry Boutsen com a Arrows.

Arnoux com isso assumia o Quarto lugar, e Warwick em 5º e Tambay em 6º cm a Lola-Bearice. Arnoux foi para os boxes na volta 54 e com isso Warwick assumia a 4ªcolocação, Mas Arnoux recuperaria a 4ªposição ultrapassando a Warwick. Enquanto isso Mansell e Piquet continuavam na Briga pelo primeiro lugar Warwick e Arnoux iriam levar 2 voltas do líder.

Na Parte final da corrida Mansell tentava fugir de Piquet que tentava uma cartada final para cima de Mansell. Partick Tambay que vinha em 6ºlugar deixava a corrida com problemas de Câmbio, com isso o primeiro ponto da Lola ficava para a próxima oportunidade. Enquanto isso Mansell fazia a volta mais Rápida com 1:09.808 – Média 216.946 Km/h – 134.804 Mph, Restando 10 voltas para o final da corrida tínhamos apenas 10 carros na corrida, na verdade 9 pilotos, até por que Boutsen estava a mais de 10 voltas e portanto ele não contava para a classificação. Na Volta 68 Mansell fazia 1:09.678 – Média 217.351 Km/h – 135.056 Mph.

Quando finalmente parecia que iria ter um ataque Mansell se distanciou de Piquet e com isso garantiu sua quarta vitória na temporada de 1986. Num dia em que os dois carros da Williams sobraram na turma. Prost completou o pódio em 3ºlugar num dia ruim para ele, mas Salvou o dia com o pódio e vendo Senna fora da corrida e ficava perto de Mansell na luta pelo título, Senna ficaria a 11 pontos e Piquet ficaria um pouco mais longe dos 3. Arnoux garantiu um pouco de alegria para a Ligier se é que se podia ter alegria em um dia tão ruim como a do acidente de Laffite. Para Warwick que tinha num belíssimo 5ºlugar a última volta foi cruel para ele, opois ele perdeu posição para Brundle, Streiff e Dumfries e acabou apenas em 8º deixando o 5º e 6ºlugares para a dupla da Ligier e com Dumfries em 7º, Depois dos 8, apenas Palmer com a Zakspeed terminou a corrida, Mais bem longe mesmo a 6 voltas do vencedor. Já Boutsen ele passou a 13 voltas atrás do vencedor e sua colocação não foi computada por que somente é computada após o piloto completar 90% da corrida.

Para nos ingleses era só festa, Mansell ganhava e a torcida via depois de 10 anos uma vitória de um Inglês em solo natal.
O 1º Boletim médico de Jacques Laffite tinha saído Infelizmente Laffite acabou tendo fratura nas duas pernas e não iria mais correr em 1986, esse acidente acabaria por terminar sua carreira na formula 1, foram necessário muito tempo para ele voltar a andar, e dois anos para ele voltar a um carro de Formula 1, Mas não por competição, só para testes.

Resultado do GP da Inglaterra de 1986

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fontes: Formel1mic, Bestlap

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *