MotoGP Motos Motovelocidade TV Vídeos

GP da Alemanha de 1989 – 500cc Mundial de motovelocidade

Grid de largada:

1 Kevin Schwantz Suzuki 2’02.360
2 Wayne Rainey Yamaha 2’02.820
3 Eddie Lawson Honda 2’02.910
4 Christian Sarron Yamaha 2’03.460
5 Pierfrancesco Chili Honda 2’03.720
6 Mick Doohan Honda 2’03.860
7 Niall Mackenzie Yamaha 2’04.110
8 Ron Haslam Suzuki 2’04.650
9 Freddie Spencer Yamaha 2’04.840
10 Kevin Magee Yamaha 2’04.950
11 Norihiko Fujiwara Yamaha 2’05.390
12 Robert McElnea Honda 2’05.510
13 Dominique Sarron Honda 2’06.620
14 Randy Mamola Cagiva 2’06.640
15 Ernst Gschwender Suzuki 2’07.760
16 Alessandro Valesi Yamaha 2’08.870
17 Michael Rudroff Honda 2’10.210
18 Simon Buckmaster Honda 2’10.760
19 Bruno Kneubühler Honda 2’11.600
20 Rachel Nicotte Chevallier 2’11.910
21 Georg Jung Honda 2’12.060
22 Hansjörg Butz Honda 2’12.320
23 Vittorio Scatola Honda 2’12.640
24 Peter Schleef Honda 2’12.920
25 Josef Doppler Honda 2’13.120
26 Niggi Schmassman Honda 2’13.320
27 Marco Gentile Fior/Yamaha 2’14.050
28 Peter Linden Honda 2’14.220
29 Alois Meyer Honda 2’14.900
30 Stefan Klabacher Honda 2’14.990
31 Helmut Schütz Honda 2’15.170
32 Juan Manuel López Mella Honda 2’15.220
33 Hans Klingebiel Suzuki 2’15.370
34 Karl Dauer Honda 2’15.680
35 Roland Busch Honda 2’15.100
36 Martin Trösch Honda 2’15.760

Não se classificaram para a corrida:

– Fernando González de Nicolás Honda 2’16.080
– W. Maier Honda 2’16.150
– Andreas Leuthe Suzuki 2’16.650
– Marco Papa Paton 2’16.650
– Vincenzo Cascino Honda 2’19.480

Rainey vence a Lawson e conquista a vitória em Hockenheim

6ªEtapa do mundial das 500cc de Motovelocidade, realizada na Famosa pista de Hockenheim, em 19 voltas, uma pista rapidíssima e cheia de possibilidades de ultrapassagens e aonde o motor era o fator mais decisivo para se fazer uma boa corrida. Schwantz, Rainey, Lawson, Sarron e Chili na primeira fila. Doohan, Mackenzie, Haslam e Spencer na segunda fila
Na largada é Schwantz que sai na ponta com Chili em segundo, só que na Reta Rainey toma a ponta de Schwantz, Mas na segunda reta Schwantz iria tentando volta a ponta, na terceira Reta veio o Norte-americano Eddie Lawson e colocou todo mundo no chinelo e tomou a ponta da corrida. Só na primeira volta já foram 3 lideres de corrida: Classificação era Lawson, Rainey, Doohan, Schwantz, Chili, Sarron, Haslan, Magee, Fujiwara, D.Sarron, McElnea, Spencer.
Lawson e Rainey começavam a se distanciar dos outros pilotos que eram liderados pelo Schwantz, Doohan, Sarron e Chili na segunda volta. Na volta seguinte Schwantz se desgarra do 2ºpilotão e começa a vim para cima de Lawson e de Rainey para lutar pela ponta da corrida. Michael Doohan que chegou a estar em 3º começava a ser pressionado pelo rápido Christian Sarron, o Francês da moto azul da Yamaha.
Rainey começava a tentar um ataque direto em Lawson, Brigando pela ponta da corrida era a velha briga entre a Honda de Lawson e a Yamaha de Rainey, Schwantz em 3º com Suzuki também chegava a essa briga e fez a melhor volta da corrida, tempo de 2:02.68 – Média de 199.220 km/h. Doohan, Sarron e Chili já estavam mais longe dessa briga e se resumindo ao 4ºlugar. A diferença entre Lawson e Rainey não chegava nem aos 3 décimos de distância. A Moto número 50 era de E. Gschwender, um piloto com a moto Suzuki que estava bem posicionado na corrida, em 14ºlugar.
Na 6ªVolta Waine Rainey iria para cima de Eddie Lawson e vinha junto deles o Norte-americano Kevin Schwantz, Lawson concretiza a ultrapassagem e assume a ponta da corrida com Rainey e Schwantz logo em seguida. Parece brincadeira mas os Retardatários estavam começando a surgir para os líderes da corrida. Na reta dos boxes quando completavam a terceira volta Kevin Schwantz iria para cima de Wainey Rainey para uma primeira tentativa de ultrapassagem, só que não foi suficiente para passar a Rainey.
Classificação após 6 voltas completadas: Lawson 12:27.49 – Rainey a 0.45 – Schwantz a 0.69 – Sarron a 5.74 – Doohan a 6.27 – Chili a 6.66.
A briga segue entre os três primeiros colocados, dessa vez Lawson fugia um pouco e Rainey segurava os ataques de Schwantz. Enquanto isso Sarron tomou o 4ºlugar de Doohan. Dessa forma Sarron tinha agora 5 segundos para tentar tirar de Lawson, Rainey e Schwantz.
Enquanto isso a Moto de número 46 iria praticamente tomar uma volta dos Líderes. Bruno Kneubuehler, suíço estava com a belíssima moto 24 em verde e vermelho com predominância da cor Verde na 19ªposição a 1:10.67 atrás e Lawson.
Mas Rainey assumiu de novo a ponta da corrida passando a Lawson na 8ªvolta da corrida, Agora era Rainey o líder com Lawson o segundo e Schwantz em 3º, eles estavam passando seus primeiros retardatários. Schwantz passou a Lawson e assumiu o segundo lugar da corrida. Enquanto Doohan recuperava o 4ºlugar em cima de Sarron e junto deles vinha o Italiano Chili em 6ºlugar.
Classificação após 10 voltas completadas: Rainey 20:42.79, Schwantz a 0.34, Lawson a 0.65, Doohan a 9.74, Sarron a 9.98 e Chili a 10.53
Na 11ªVolta Lawson voltou a passar a Schwantz e voltava a ponta, não falei que no começo do texto que a corrida proporcionava várias ultrapassagens. Na 12ªVolta Schwantz perdeu tempo ao ultrapassar retardatários e com isso ficou um pouco para trás, Mas ainda acompanhando a Lawson e Rainey. Enquanto isso lá atrás o piloto alemão Ernst Gschwender ultrapassou ao Americano da moto 12 Randy Mamola e assumiu a 13ªposição, o Alemão e Mamola já estavam a mais de 1 minuto atrás dos líderes da corrida.
Sarron pressionava a Doohan na briga pelo 4ºlugar, Doohan substituía a Wayne Gardner que estava lesionado. Niall Mackenzie se acidentou forte com a sua moto 6 e deixou a corrida e teve que ter a ajuda dos fiscais de pista para se levantar e sair da pista.
Na 15ªvolta a briga pela vitória seguia entre Lawson, Rainey e Schwantz e em meio disso eles ultrapassavam os pilotos com motos mais lentas que tomavam uma volta dos líderes, Rainey continuava colado em Lawson e Schwantz acompanhando a 2 primeiros colocados. Mas na 16ªvolta a Suzuki de Schwantz fica lenta e o Norte-americano é obrigado a deixar a corrida, com isso Doohan, Chili e Sarron brigariam pelo terceiro lugar na corrida e a luta pela vitória estava entre Lawson e Rainey, a diferença era de meio segundo apenas restando 2 voltas para o termino da corrida.
Lawson parece ter conseguido uma pequena distância para Rainey, Teoricamente o Tricampeão das 500cc iria conseguir a vitória. Classificação após 16 voltas: Lawson 33:04.05, Rainey a 0.52, Doohan a 15.93, Sarron a 16.24, Chili a 18.90 e Fujiwara a 36.70
Só que Rainey com a Yamaha iria tentar o ataque final em cima do piloto da Honda. Na Volta final briga pela ponta e pelo terceiro lugar. Rainey tentava tirar a vitória de Lawson, ele usa toda a sua potência de sua Yamaha, mas a Honda de Lawson era também uma senhora moto e com isso Lawson Manteve a ponta.
Na volta final Lawson era o líder da corrida, mas acabou sendo um pouco atrapalhado pela moto 46, com isso Rainey se aproveita para passar a Lawson, Mas Lawson na terceira reta assumia de novo a ponta da corrida, Rainey não desistiu e passou de novo a Lawson antes da curva do Estádio, e dai foi só manter nas curvas finais na frente de Lawson para comemorar a vitória em Hockenheim, Doohan ficou em 3ºlugar com Chili em 4º e Sarron em 5º que acabou tendo problemas no final da corrida. O melhor representante da Alemanha foi Ernst Gschwender que terminou em 11ºlugar afrente de Randy Mamola que terminou numa lamentável 12ªposição.
A Lamentar que nesse mesmo dia, faleceu vitima de um acidente durante a corrida das 250cc o piloto da Venezuela Ivan Palazzese faleceu no dia 28 de Maio de 1989.

Resultado Final do GP da Alemanha – 19 Voltas

1 Wayne Rainey Yamaha 39:14.750
2 Eddie Lawson Honda a 0.270
3 Mick Doohan Honda 1a 20.710
4 Pierfrancesco Chili Honda a 25.720
5 Christian Sarron Yamaha a 37.000
6 Norihiko Fujiwara Yamaha a 42.980
7 Kevin Magee Yamaha a 43.540
8 Dominique Sarron Honda a 44.980
9 Freddie Spencer Yamaha a 53.020
10 Robert McElnea Honda a 1:08.530
11 Ernst Gschwender Suzuki a 1:51.390
12 Randy Mamola Cagiva a 1:55.890
13 Alessandro Valesi Yamaha a 1 Volta
14 Simon Buckmaster Honda a 1 Volta
15 Bruno Kneubühler Honda a 1 Volta
16 Hansjörg Butz Honda a 1 Volta
17 Rachel Nicotte Chevallier a 1 Volta
18 Vittorio Scatola Honda a 1 Volta
19 Juan Manuel López Mella Honda a 1 Volta
20 Peter Schleef Honda a 1 Volta
21 Michael Rudroff Honda a 1 Volta
22 Josef Doppler Honda a 1 Volta
23 Peter Linden Honda a 1 Volta
24 Stefan Klabacher Honda a 2 Voltas
25 Helmut Schütz Honda a 2 Voltas
26 Hans Klingebiel Suzuki a 2 Voltas

Não Terminaram a corrida:

– Georg Jung Honda 15 Voltas
– Kevin Schwantz Suzuki 15 Voltas
– Niall Mackenzie Yamaha 12 Voltas
– Martin Trösch Honda 11 Voltas
– Marco Gentile Fior/Yamaha 7 Voltas
– Alois Meyer Honda 5 Voltas
– Ron Haslam Suzuki 3 Voltas
– Niggi Schmassman Honda 2 Voltas
– Roland Busch Honda 2 Voltas
– Karl Dauer Honda 1 Volta

Vídeo:

Creditos: https://www.youtube.com/user/yds250

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.