Binder conquista vitória em dia de Coadjuvantes em Phillip Island

O GP da Austrália na categoria intermediaria teve um dia de coadjuvantes, Os pilotos que disputaram o título não foram bem e a disputa pela vitória ficou com os pilotos que geralmente não estavam entre os favoritos. Brad Binder acabou conquistando a vitória e praticamente garantiu o terceiro lugar no campeonato de pilotos.

Antes da largada, Marcel Schrotter acabou tendo problemas  com sua moto. Fazendo ele largar dos boxes. Perdendo o 2ºlugar no grid. Com a primeira fila desfalcada a largada acontece em Phillip Island com Pasini largando bem e mantendo o 1ºlugar, Quem largou muito bem foi o Suíço Dominique Aegerter que assumiu o segundo lugar com a KTM de 2017 da Kiefer, Mas acabou superado pelo Vieger e Lecouna caindo para o 4ºlugar.

No começo da volta 2. Pasini, Vieger e Brab Binder começaram a disputar a liderança, O piloto da Italtrains acabou indo para o chão na curva 4 e abandonou a prova. A liderança passou a ficar nas mãos de Xavi Vierge com a outra moto da Dynavolt. Binder, Lecuona, Aegerter, Bagnaia, Marquez e A.Fernandes completavam os 8 primeiros lugares. O líder do campeonato fez uma ótima largada, Saindo do 16º para o 5ºlugar.

Mas logo o piloto da VR46 ficaria para trás, Ele não se acertou nesse circuito, Em poucas curvas ele perdeu posição para Marquez e Baldassarri.

Na 4ªVolta, Binder ultrapassa Vierge e toma a liderança. Na curva 10, Baldassarri e Marini disputaram lado a lado o 5ºlugar com vantagem para o piloto da equipe Pons. Francesco Bagnaia em pouco tempo já caia para o 11ºlugar, A frente de Miguel Oliveira que também não estava com um bom desempenho no final de semana. Um pouco mais a frente Marquez segurava Joan Mir e Remy Gardner disputando o 7ºlugar.

Na 7ªVolta, Lecuona erra a trajetória e acaba indo para o chão e prejudicou Xavi Vierge que precisou  diminuir a velocidade para não cair, perdendo posições. Aegerter voltou ao 2ºlugar, Com Baldassarri e Marini superando o piloto Espanhol da Dynavolt. O piloto da Pons foi para cima do esforçado Aegerter “que vinha em seu melhor final de semana com a moto da quase falida Kiefer) pelo 2ºlugar.

Apesar do melhor equipamento, Baldassarri não conseguia a ultrapassagem mesmo com uma melhor moto que o piloto Suíço. Vierge (que ganhou o 4ºlugar do Luca Marini) acabou não marcou bobeira e tomou o terceiro lugar do piloto Italiano. Na entrada da 10ªVolta, O piloto Espanhol não perdeu tempo e ultrapassou Aegerter ganhando o segundo lugar. O piloto suíço na curva seguinte perdeu posição para Baldassarri e no final da volta foi a vez de Mir tomar posição do piloto da Kiefer.

Lá Atrás, Oliveira e Bagnaia vinham perdendo posições. Em 12º e 13ºlugar, Sendo superados pelo Marcel Schrotter que acabou largando dos boxes.

Na 13ªvolta, Baldassarri tenta passar Binder que se defendeu bem desse ataque na reta dos boxes. Quem vinha muito bem, mas acabou caindo e deixando a prova foi Remy Gardner com sua Tech 3. Uma pena que isso aconteceu com o dono da casa. Na volta 14, Baldassarri depois de superar Binder acaba superando Vierge e assume a liderança. Na curva 4 da mesma volta, Vierge toma a ponta de volta para ele. Binder, Aegerter e Mir vinham completando os 5 primeiros lugares. Oliveira e Bagnaia continuavam a serem superados. Quartararo e Jesko Raffin passaram por eles. Uma triste prova dos dois postulantes ao campeonato.

Binder se aproveitando da briga entre Vierge e Baldassarri (Aonde ele se tocam de leve no curvão antes da reta dos boxes) e ultrapassou ambos com sua KTM oficial, ganhando o primeiro lugar. Ao contraio de Oliveira, O Sul-Africano estava tendo uma excelente corrida, Mas Vierge reagiu e na curva 3 tomou de volta a primeira posição.  Mais atrás, Schrotter passa pela grama ao passar do ponto na curva 1 e perdeu as posições para Raffin e Quaratararo.

A 7 voltas do final, Baldassari ultrapassa Vierge e ganha a liderança, Porém Vierge volta a liderar ultrapassando o piloto da Pons na curva 4. Binder que liderava a prova acabaria por perder o 3ºlugar para Joan Mir (Em suas últimas corridas na Moto 2) Na volta seguinte Baldassarri passa Vierge e liderar por 3 curvas até que Binder retorna a 1ªposição, Mas erra a linha certa da curva e cai para o 4ºlugar. Agora era Baldassarri o líder, Vierge o 2º, Augusto Fernandez em 3º e Binder em 4º, Todos disputando a vitória.

Vierge e Baldassarri disputavam ferozmente a vitória, Vierge era o líder, Mas deu uma brecha para Baldassarri e Fernandez ultrapassagem e formarem uma dobradinha da Pons (Coisa que a muitíssimo tempo não vimos no Mundial de Motovelocidade. Vierge caiu para o 5ºlugar também sendo superado pelo Mir e por Binder.

Em uma incrível recuperação, Vierge na 22ªVolta superou Binder, Mir e na curva 4 passou Fernandez e por muito pouco não passou Baldassarri. O piloto da Dynavolt estava vivo na disputa pela vitória. A três voltas do final, Vierge leva a Dynavolt de volta a liderança ao passar o piloto principal da Pons.

Baldassarri que disputava a vitória acabou errando e caindo na curva 10 na volta 23, Deixando a prova. Parecia que era o dia da primeira vitória do piloto espanhol. Porém, lá vem Brad Binder com sua KTM para tomar a liderança de Vierge, Depois Mir veio com tudo para cima do piloto espanhol, que acabou perdendo posições para Fernandez ficando em 4ºlugar. Marini apareceu de surpresa e passou Vierge e Fernandez e disputar o pódio, Mas acabou recuando na curva 4.

Na volta final, Joan Mir tenta um ataque final em cima de Binder enquanto que Vierge tomou nas curvas finais o 3ºlugar do piloto da Pons. Apesar de quase perder o controle da Moto, O piloto Sul-Africano Brad Binder conquistou sua 3ªvitória na categoria Moto 2. Uma grande vitória para o piloto da KTM que consolida definitivamente o 3ºlugar no Mundial de Pilotos.

Joan Mir conquista seu 4ªpódio na temporada, Em 2ºlugar a 36 milésimos sobre o vencedor da prova. Vierge completou o pódio com a Dynavolt, Faltou pouco para ele conseguir sua primeira vitória na moto 3. O Espanhol segurou o seu compatriota e piloto da Pons Augusto Fernandez, O 4ºlugar foi o resultado não só de sua melhor da sua carreira como foi a sua melhor exibição da sua carreira.

Luca Marini foi o melhor piloto da VR46 com o 5ºlugar, atrás do piloto italiano p suíço Dominique Aegerter, que com todos os problemas da Kiefer e do chassi da KTM de 2017 acabou em 6ºlugar, Concluindo seu melhor final de semana da sua difícil temporada de 2018.

Alex Marquez com a Marc VDS ficou em 7ºlugar, Jesko Raffin em sua 4ªcorrida na SAG marcou um belíssimo 8ºlugar, a Frente de Marcel Schrotter e de Fabio Quartararo (Que já ganhou corrida na Temporada)

Miguel Oliveira com sua KTM ficou em 11ºlugar, Seu resultado só não foi horrível e definitivo para o campeonato porque o líder do campeonato Francesco Bagnaia ficou em 12ºlugar. Ambos tiveram um final de semana péssimo. Mesmo assim o resultado favorece ao italiano, Que agora só precisa ter ir ao pódio em Sepang (Ou marcar 16 pontos nas duas corridas finais) para conquistar o título. Nakashima, Lowes e Pons completaram a zona de pontuação. Provavelmente na semana que vem, Bagnaia deve conquistar o campeonato da Moto 2, Na Malásia, no Circuito de Sepang.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final do GP da Austrália
Mundial de Motovelocidade – Categoria Moto 2

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *