Dixon aproveita erro de Newgarden, Vence e abre 62 pontos na liderança do campeonato

Grid de Largada:

pos Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo Fase
1 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 59.4956 Q3
2 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 59.6920 Q3
3 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 59.7630 Q3
4 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 59.8818 Q3
5 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 1’006273 Q3
6 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1’006615 Q3
7 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 59.0712 Q2
8 Jordan King Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 59.0862 Q2
9 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 59.1581 Q2
10 Robert Wickens Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 59.1705 Q2
11 Conor Daly Harding Racing Dallara/Chevrolet 59.3133 Q2
12 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 59.4528 Q2
13 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 1’14.7769 Q1
14 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 1’00.1721 Q1
15 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1’14.9691 Q1
16 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1’00.1838 Q1
17 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1’15.1429 Q1
18 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 1’00.2694 Q1
19 Rene Binder Juncos Racing Dallara/Chevrolet 1’15.8928 Q1
20 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 1’00.4313 Q1
21 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda Q1
22 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 1’00.5564 Q1
23 Zachary Claman Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1’00.6416 Q1

Um final de semana que novamente se desenhava para a equipe Penske que colocou seus 3 carros entre os 4 primeiros colocados. A pole position ficou com o Norte-Americano Josef Newgarden da Penske. Com Scott Dixon da equipe Chip Ganassi dividindo a primeira fila. Na segunda fila, Os outros dois pilotos da Penske: Simon Pagenaud e Will Power, Na terceira fila largam Alexander Rossi e Ryan Hunter-Reay da equipe Andretti Autosport.

Completando os 10 primeiros lugares: Takuma Sato da Rahal, Jordan King da Ed Carpenter, e James hinchcliffe e Robert Wickens da Schmidt Peterson. Os dois pilotos Brasileiros da Foyt tiveram uma classificação bem melhor. Matheus Leist larga em 12º e Tony Kannan em 15ºlugar.

Scott Dixon foi com tudo para cima de Josef Newgarden assim que deu a largada. O piloto da Penske segurou o ataque na reta oposta. Hunter-Reay subiu do 5º para o 3ºlugar. Enquanto que Will Power no final da volta passou Alexander Rossi na raça. Sato se aproveitou e também tomou posição de Power. Mais atrás, Os dois pilotos da Schmidt se tocaram. Quem levou a melhor na briga dos canadenses foi Wickens que ficou a frente de Hinchcliffe.

Rene Binder que estava de volta na equipe Juncos acabou quase batendo no muro da curva 4. Enquanto que Newgarden e Dixon abriam diferença para Hunter-Reay e Power que vinham um pouco mais atrás. Sato, Rossi, Pagenaud que perdeu 4 posições na largada, Wickens, Andretti e Hinchcliffe completavam os 10 primeiros. Kannan estava em 11ºlugar.

Na Volta 10, Hinchcliffe foi para cima de Andretti que segurava a posição. O piloto Canadense estava com mais rendimento que o piloto da Andretti Herta. Enquanto que Dixon tentava chegar em Newgarden. Na 13ªVolta, Ed Jones foi para a primeira parada, Ao sair o piloto dos EAU acaba deixando o motor morreu, Perdendo muito tempo ele acabou voltando para a prova exatamente atrás do líder da prova. Como um piloto pode lutar para não tomar volta na Indy, Jones segura o piloto da Penske e Dixon acabou se aproximando e tornando a briga mais interessante. Claro que isso revoltou a Penske. Uma infelicidade do piloto da Ganassi acabou sendo útil para que o principal piloto chegasse em cima do piloto da Penske.

Os pilotos Canadenses Hinchcliffe na volta 15 e Wickens na volta 16 iriam para 3 paradas nos boxes. Para irem a 2 paradas o piloto tinha que andar entre 20 a 22 voltas no primeiro trecho de prova para ter chance de realizar essa estratégia.

Não foi o caso de Rossi e Andretti que pararam na volta 19. Na volta seguinte parou  o inglês Jordan King que já poderia até tentar a estratégia de 2 paradas, Assim como o Japonês Takuma Sato que parou na volta 21.

Na volta 22, Bourdais roda e isso fez com que Hunter-Reay e Pagenaud fossem para os boxes com medo de uma bandeira amarela, Que não aconteceu já que Bourdais acabou voltando a prova. Com o seu carro soltando pedaços. (A peça que se soltou foi para fora da pista) O piloto da Dale Coyne voltou aos boxes para colocar um novo aerofólio.

Newgarden e Dixon pararam na volta 24, Will Power assumiu a liderança por uma volta até que ele foi para a sua troca. Jordan King com os pneus mais duros assumiu a liderança, Com Graham Rahal em 2º. Newgarden era o terceiro e Dixon vinha perto dele em 4ºlugar.

Spencer Pigot tentou passar Will Power, Por fora. A Audácia do norte-americano vindo do 2ºlugar em Iowa custou caro, Ele foi empurrado pelo piloto da Penske e acabou perdendo posição para Hunter-Reay e para Sato. Na volta 28, Alexander Rossi acabou batendo a asa dianteira no pneu traseiro. Isso quebrou a Asa do norte-americano. Isso não foi tudo, Ryan Hunter-Reay acabou batendo de leve e quebrando sua asa.

Com isso foi acionada a primeira bandeira amarela da prova. Isso comprometeu a tática de King e Rahal que acabaram indo para os boxes e caindo para os últimos lugares. Rossi, Hunter-Reay e Power foram para os boxes. O pior caso foi para o piloto da Penske que além de não ter potência estava com problemas de suspensão, Perdendo inclusive voltas para o líder.

Bandeira verde, Josef Newgarden acabou cometendo o erro que comprometeu definitivamente sua corrida, Dixon se aproveitou e assumiu a liderança. Robert Wickens se aproveitou e subiu para o segundo lugar. Mas se pensa que a confusão acabou. Graham Rahal bate em um carro e acabou causando uma confusão, o Carro de Rossi saltou, Ryan Hunter-Reay bateu no carro do Rahal. Não foi só isso: Max Chilton acabou indo para o Muro, Igualmente aconteceu com o Australiano Will Power, O que fez mais uma vez temos uma bandeira amarela.

Rahal, Newgarden, Power e Rossi foram para os boxes recuperarem seus carros. Já Matheus Leist e a Foyt parou nos boxes para fazer uma tática diferente. Com tudo isso, Os 10 primeiros colocados eram: Dixon, Wickens, Pagenaud, Sato, Andretti, Hinchcliffe, Kannan, Kimball, Daly e Claman de Mello.

Relargada na volta 39, Sato segurava Andretti enquanto que Kannan passou Hinchcliffe e assumiu a 6ªposição. Andretti chegou a passar Sato no meio da Reta oposta. Porém, O Japonês Arriscou tudo e conseguiu reverter a ultrapassagem. Na Volta seguinte o Norte-Americano assumiu o 4ºlugar. Na volta 42, O Austríaco Rene Binder que fazia uma corrida até certinha com uma posição razoável acabou deixando o motor morrer e provocou mais uma bandeira amarela.

Como não tivemos ninguém batendo e indo para o muro, Essa bandeira amarela durou pouco. Na Volta 45 a corrida recomeça, Dixon largou bem enquanto que Wickens ficou mais para Simon Pagenaud que colocou pressão no piloto da Schmidt-Peterson. Porém o francês começou a ser pressionado pelo Marca Andretti, Que definitivamente fazia uma boa exibição em Toronto.

Quem vinha em bela recuperação era Zach Veach, Largando dos últimos lugares ele já estava em 9ºlugar, Pressionando a Charlie Kimball que vinha levando a Carlin para um belo 8ºlugar. Dixon abria volta após volta do Pagenaud. O ritmo de corrida do Neozelandês era impressionante bom. Lá atrás, Josef Newgarden estava em 12ºlugar, Pressionando a Jordan King. Porém era pressionado pelo Alexander Rossi, A situação do piloto da Penske era bem complicada.

Faltava 33 voltas, Ajudado pelas bandeiras amarelas todos poderiam fazer só mais uma parada que já era o bastante para terminar a prova. Sato foi o primeiro a fazer a parada na volta 32. No Caso do Japonês, Teria que tirar o pé e poupar combustível para terminar a prova.

mesmo caso de Ed Jones (Parada na volta 53), Hinchcliffe e Veach (parada na Volta 54), E mesmo com Newgarden e Rossi que fizeram a parada na volta 55 não poderia ser dispensável economizar combustível. O piloto da Andretti passou o piloto da Penske que já não vinha muito bem e ainda por cima tomou ultrapassagem de um adversário direto na disputa pelo campeonato.

Dixon parou na volta 56, Não precisaria poupar muito combustível para terminar a corrida. Pagenaud assume a liderança por uma volta até a sua parada na volta 57, Juntamente com Marco Andretti. Tony Kannan assumiu pela primeira vez a liderança em circuito misto em 2018.

Ao voltar dos boxes, Pagenaud por muito pouco não acabou com sua corrida destruída, Robert Wickens acabou tendo de frear bem em cima evitar um incidente maior com o piloto da Penske. Apenas um toque no que poderia ser um acidente.

Kannan fez a parada ao final da 57ªVolta. Os últimos a pararem foram Charlie Kimball que levou a Carlin a liderar corrida pela primeira vez na Indy Car e Spencer Pigot (Volta 59 e 60) Dixon voltou a liderança da prova. Com 7 segundos a frente de Pagenaud. A vitória estava nas mãos do piloto da Ganassi.

O Brasileiro Matheus Leist parou na volta 65, Sua tática não deu certo e ele voltou em 15ºlugar. Dixon não conseguia se livrar de Hunter-Reay que estava perto da sua parada. Isso fez que Pagenaud tirasse a vantagem do líder e que ele acreditasse que poderia brigar pela vitória. Já Takuma Sato escapou na mesma curva que Newgarden tinha escapado. Com a suspensão quebrada o piloto da Rahal abandonou a prova.

Na Volta 72, Hunter-Reay parou e Dixon passou a andar rápido. Na volta seguinte ele fez a volta mais rápida da prova e aumentou sua vantagem para Pagenaud. Wickens vinha em 3º, Com Marco Andretti em uma ótima corrida em 4º, James Hinchcliffe em 5º, Kimball com seu melhor resultado com a Carlin em 6º, Kannan conquistando o melhor resultado com a Foyt em 7º, Pigot, Veach e Rossi completando os 10 primeiros lugares.

Na reta final de prova, Pigot bateu e abandonou a prova. Newgarden subiu para o 10ºlugar. Enquanto que Zach Veach vinha em uma grande prova de recuperação, Do 22º na largada para o 8ºlugar.

Nas voltas finais, Wickens foi para cima de Pagenaud disputando o 2ºlugar.  Kimball não satisfeito com o melhor resultado do ano vinha na pressão em cima de Hinchcliffe, em busca do 5ºlugar. Dixon administrava sua vitória. Na última volta, Marco Andretti foi para os boxes, Perdendo seu 4ºlugar por causa de 3 litros de combustível. (Calcularam mal o combustível que entrou no carro dele) O que fez ele perder 6 posições.

Dixon conquista sua vitória de número 3 em 2018. Abrindo 62 pontos de Vantagem para Josef Newgarden que ficou apenas em 9ºlugar. O piloto da Chip Ganassi deu um grande passo para conquistar o título de 2018 da Formula Indy, No que seria o seu 5ºcampeonato da sua carreira.

Simon Pagenaud foi o único carro da Penske a fazer uma corrida condizente com  a história da equipe, Segurou os ataques de Robert Wickens ficando com o 2ºlugar. Os Canadenses Robert Wickens e James Hinchcliffe fecharam a prova em 3º e 4ºlugares fazendo um belo papel em sua casa. Um bela prova da Schmidt Peterson.

Charlie Kimball levou a Carlin pela primeira vez ao 5ºlugar na Formula Indy. Das novas equipes certamente é a que melhor se consolidou até agora. Tony Kannan em uma bela corrida largando do 14ºlugar completou a prova em 6ºlugar. Bem diferente da desastrosa prova em Iowa.

Zach Veach se não teve seu melhor resultado do ano, Ele obteve uma das suas melhores corridas do seu ano de estreia. Largando do 22ºlugar ele acabou a prova em 7º e foi o melhor colocado com o carro da Andretti.

Alexander Rossi e Josef Newgarden com os erros que cometeram acabaram em 8º e 9ºlugares, Permitindo que Dixon abrisse mais de uma prova de vantagem para os seus dois mais próximos perseguidores. O Resultado não foi nada bom para os dois, Mas poderia ter sido muito pior.

Marco Andretti ficou em 10ºlugar, Deu pena dele. A Corrida dele foi muito boa, Largando do 14ºlugar seria um belo resultado para o piloto da Andretti-Herta. Matheus Leist ficou em 15ºlugar. Conor Daly que substitui a Gabby Chaves pelo resto da temporada (Fazendo parte do plano da Harding Racing de colocar 2 carros no grid de 2019) fez uma boa corrida e chegou em 13ºlugar.

Nesse Domingo teremos o GP de Mid-Ohio, 13ªEtapa do Campeonato. Com a Volta de Pietro Fittipaldi para as últimas 5 corridas do campeonato.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeo:

Resultado Final do GP de Toronto
12ªEtapa do Mundial de Formula Indy

pos Piloto Equipe Chassi/Motor Volta Tempo
1 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 85 1h 37:00.3100
2 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 85 a 5.2701
3 Robert Wickens Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 85 a 6.7753
4 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 85 a 18.3362
5 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 85 a 18.8439
6 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 85 a 30.4354
7 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 85 a 32.2732
8 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 85 a 34.5257
9 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 85 a 35.5755
10 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 85 a 38.9089
11 Jordan King Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 85 a 39.3331
12 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 85 a 42.3674
13 Conor Daly Harding Racing Dallara/Chevrolet 85 a 46.5785
14 Zachary Claman Dale Coyne Racing Dallara/Honda 85 a 54.4973
15 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 85 a 59.0749
16 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 84 a 1 Volta
17 Rene Binder Juncos Racing Dallara/Chevrolet 83 a 2 Voltas
18 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 83 a 2 Voltas
19 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 83 a 2 Voltas
20 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 76 Acidente
21 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 68 a 17 Voltas
22 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 66 Acidente
23 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 34 Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar

Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *