Moto 3: Di Giannantonio é roubado em Le Mans e vitória cai nas mãos de Albert Arenas

Classificação do Sábado: Jorge Martin acabou levando a pole position em um treino complicado no Circuito de Lemans – Bugatti.

Primeiro pelo começo do treino aonde acabou Jamie Masla, Gabriel Rodrigo e Enea Bastianini com quedas sérias. O piloto Argentino da RBA acabou sendo o piloto que mais sentiu as dores da queda e acabou não voltando a pista.

E logo depois com um monte de brita na reta dos boxes. Isso atrapalhou a muitos pilotos que queriam superar a marca de Fabio di Giannatonio que ficou por 10 minutos na liderança. Até que aos 14 minutos, O Espanhol Aron Canet, que provocou o acidente que tirou ele e mais três pilotos da Pista. Baixou o tempo do piloto da Gresini e assumiu a liderança. Os fiscais de pista aproveitaram no momento da pista praticamente vazia para varrer a brita pra fora do circuito.

A partir dai, O Treino ocorreu com mais normalidade… O piloto da Estrella Galícia manteve a liderança até que em um espaço de 4 minutos a pole passou pelas mãos de Fabio Di Giannantonio, Marcos Ramirez e de Enea Bastianini que voltou para a disputa e marcou 1:42.163. A partir dai, poucos pilotos melhoraram seu tempo e a pole parecia se encaminhar nas mãos do piloto da Leopard Racing.

Porém, A 1 minuto e meio do final, O rei das poles na Moto 3, Jorge Martin marcou 1:42.039 e conquistou a pole position. Que só foi ameaçada de fato pelo Aron Canet que marcou as 3 parciais mais rápidas do treino. Porém falhou na última parcial e perdeu a chance da pole.

A primeira fila será Completada por Jakub Kornfeil que acabou sendo uma surpresa, comandando a moto da equipe PruestelGP a primeira fila, E Enea Bastianini assegurou o 3ºlugar com o 1:42.163.

A segunda fila será composta por Marcos Ramirez da Bester Capital Dubai, Albert Arenas que foi muito bem com a moto da equipe Angel Nieto (Aspar Martinez) e do líder do Campeonato Marco Bezzecchi da PruestelGP.

Aron Canet acabou ficando com o 10ºlugar. Atrás de Niccolo Antonelli da SIC58 Squadra Corse, Fabio di Giannantonio que acabou ficando para trás na parte final do Treino e de Andrea Migno da Angel Nieto que vem crescendo prova após prova.

Phillip Oettl não repetiu o mesmo desempenho da prova em Jerez e vai largar em 12ºlugar. Completando a 4ªFila que além de Canet também vai ter Lorenzo Dalla Porta.

Grid de Largada – Moto 3
GP da França – Le Mans – Bugatti

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.039
2 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’42.162
3 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’42.163
4 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’42.189
5 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’42.214
6 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’42.355
7 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’42.422
8 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.447
9 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’42.509
10 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’42.520
11 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’42.576
12 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’42.611
13 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’42.728
14 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’42.777
15 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’42.813
16 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’42.889
17 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’42.982
18 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 1’43.000
19 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’43.018
20 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 1’43.087
21 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’43.099
22 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’43.170
23 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’43.219
24 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’43.380
25 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’43.419
26 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’43.450
27 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’43.290
28 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’42.512

O Domingo, A categoria que abriu o dia de disputas em um dia ensolarado no circuito francês. O que se reservava para a categoria inicial do Mundial de Motovelocidade era uma corrida de muita polêmica com o Resultado final.

Jorge Martin largou muito bem e manteve a liderança,Com Kornfeil apesar da largada meio atrapalhada acabou mantendo o segundo lugar. Ambos tentavam fugir do pelotão liderado inicialmente por Enea Bastianini.

Fabio Giannatonio começou muito bem, partido do 8ºlugar em 1 volta e meia já tinha passado 3 pilotos subindo para o 5ºlugar. Na parte final da volta Kornfeil passa Jorge Martin, assumindo a liderança. Na volta seguinte na curva 3 o piloto da Gresini da o troco em cima do piloto da Redox PruestelGP que teve de vazar a curva, Assim mesmo manteve o 2ºlugar.

Gabriel Rodrigo que acabou sofrendo um forte acidente no Sábado acabou caindo na 4ªVolta. Não foi o final de semana para o piloto Argentino. E nem para Livio Loi que queimou a largada e teve de fazer um ride turough.

A tentativa de Martin e Kornfeil de se distanciar de Bastianini, Di Giannatonio e Bezzecchi acabou indo por terra na 5ªVolta, Quando eles se juntaram aos líderes formando um grupo de 5 pilotos e um pouco mais atrás tinha o segundo grupo com mais 5 pilotos (Ramirez, Arenas, Migno, Antonelli e Arbolino)

No final da 5ªVolta, Bezzecchi assumiu a liderança que estava nas mãos de Martin que estava na alça de mira de Kornfeil, Porém em dia inspiradíssimo. Fábio di Giannantonio passou para o 3ºlugar.

A partir dai, Começou uma briga de gato e rato pela primeira posição em Le Mans entre Martin e Bezzecchi que se alternavam na liderança. Praticamente sempre com Di Giannantonio, Bastianini e Kornfeil que foi punido em 1.3 segundos por vazar no começo da prova as curvas 3 e 4 e segundo a direção de prova, O que tornava a missão do piloto Tcheco bem mais difícil. Outro que tomou punição foi Niccolò Antonelli que pegou 1.8 segundos por ter vazado as curvas 9 e 10 (Depois eu vou falar sobre essas tais punições)

A 9 Voltas do final, O segundo pelotão acabou se unido ao primeiro pelotão, Formando um grande Bloco que poderia vencer a prova. Martin e Bezzecchi estavam se alternando na ponta, Enquanto Martin passava Bezzecchi na curva. Na Reta o piloto Italiano voltava sempre a frente.

A 8 Voltas do final Enea Bastianini começava a aparecer na prova, Passou Di Giannantonio (Curvas depois para não bater no Kornfeil, ele acaba passando reto por uma parte da curva 9 (Não de maneira grande, Mas o bastante para evitar a colisão)

O Cenário continuava a troca de ultrapassagem entre Bezzecchi e Martin pela liderança conforme a corrida chegava ao final…

A 2 voltas do final Bastianini foi para o terceiro lugar e buscou entrar na disputa pela vitória. Na saída da curva 14 o piloto da Leopard cai e Jakub Kornfeil acaba passando por cima da moto do piloto Itália. O piloto nada sofreu, Ele escapou de ser atropelado, Apesar do acidente perigoso, pode ter certeza que essa cena vai gerar brincadeiras na internet.

Na volta final, a disputa ficou restrita entre Bezzecchi, Martin e Di Giannantonio pela vitória. Martin tenta a cartada final, Mas é o companheiro do piloto espanhol. Italiano Fabio Di Giannantonio que passa para o 2ºlugar. E na curva 13 ele em uma manobra lindíssima ultrapassa Bezzecchi que acaba caindo e levando com ele Jorge Martin (Nessa história não teve toque do piloto da Gresini sobre o piloto da Redox PruestelGP. Uma manobra limpíssima, sem dúvida.

Fabio di Giannantonio acabou cruzando na frente. A primeira vitória da carreira do piloto da Gresini que acabou por várias vezes batendo na trave desde da sua entrada definitiva na MotoGP. Com Albert Arenas e Andrea Migno com a Moto da equipe Angel Nieto. Um belo resultado para o time do Aspar Martinez.

Porém a direção de prova acabou punido Fabio di Giannatonio com 3 segundos acrescidos no tempo final de prova, Por ele ter furado a curva 9 do circuito e ter levado vantagem. Com esse acrescimento. Di Giannantonio caiu para o 4ºlugar. O piloto da Gresini ficou revoltado com a decisão.

Albert Arenas acabou herdando a vitória. 1ª da sua carreira. Com dobradinha, Andrea Migno chegou em 2ºlugar e Marcus Ramirez completou o pódio assim como foi em Jerez de la Fronteira.

Além de Fabio di Giannantonio, Completaram os 6 primeiros colocados: Niccolò Antonelli e Jakub Kornfeil. (Mesmo com o pulo que a moto dele deu após passar por cima da moto de Bastianini)

Para terminar, A punição que a Moto 3 deu a Fabio di Giannatonio é uma das coisas mais ridículas que já vi no esporte. Punir por ele ter cortado a curva, Tudo bem. Porém, Ele não passou de uma forma que ele tenha ganhando muito tempo. Passando menos que Kornfeil e menos que Antonelli e ambos foram punidos com menos tempo que o piloto da Gresini.

No ano passado com uma manobra parecida de Valentino Rossi no GP dos Estados Unidos. O piloto da Yamaha ganhou de punição 0.3 segundos.

Ou seja, A chamada regra do 2 pesos, 2 medidas (Acho que foi 2 pesos, 500 medidas) foi aplicada ao piloto Italiano que nos boxes soube que sua comemoração acabou sendo a toa.

Uma lamentável decisão que acabar manchando uma prova e talvez um final de semana. O Mundial de Motovelocidade que tem em esmagadora maioria de decisões acertadíssimas acabou dessa vez errando feio e comprometendo a lisura do GP da França de 2018. E o pior, apaga também o brilho da vitória de Arenas que ganhou sua primeira corrida da carreira. Vão lembrar dessa corrida pela punição absurda que deram ao piloto da Gresini. Resumindo o meu sentimento sobre essa prova: “Um desserviço que a categoria fez nesse domingo com o Esporte”

Resultado final – Moto 3
GP da França – Le Mans – Bugatti

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 37’40.056
2 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 0.160
3 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 0.709
4 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 0.811
5 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 2.305
6 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 5.487
7 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 7.577
8 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 11.190
9 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 11.517
10 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 11.704
11 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 12.011
12 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 12.073
13 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM a 12.358
14 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 12.481
15 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 12.746
16 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 12.808
17 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 14.397
18 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 28.015
19 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 36.479
20 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 59.917
21 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM a 1’07.363
12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 1 Volta
88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 1 Volta
7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 1 Volta
33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 2 Voltas
48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 8 Voltas
8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM a 13 Voltas
19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 19 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.