Indycar 2017 – Round 11 – Em Iowa, Hélio Castroneves quebra jejum de vitória dele e do Brasil

Grid de largada:

pos Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo
1 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 34.7541
2 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 35.0185
3 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 35.0374
4 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 35.0774
5 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 35.2405
6 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 35.2791
7 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 35.2906
8 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 35.3107
9 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 35.5257
10 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 35.5353
11 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 35.5355
12 Alexander Rossi Andretti Herta Autosport Dallara/Honda 35.5357
13 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 35.5768
14 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 35.5893
15 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 35.6183
16 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 35.6920
17 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 35.7002
18 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda 35.8817
19 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 36.0376
20 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 37.4865
21 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet Sem Tempo

No menor circuito da temporada da Formula Indy Hélio Castroneves que esta sendo especulado para deixar a Formula Indy para participar do campeonato de Endurance pela equipe Penske conseguiu quebrar um jejum enorme de 3 anos sem vencer na Formula Indy.

A Penske e a Carpenter dominaram os treinos e a classificação. Will Power da Penske larga na pole com J.R. Hildebrand da Carpenter larga em 2º, Hélio Castroneves da Penske larga em 3º e Ed Carpenter da Carpenter larga em 4º.

Takuma Sato da Andretti, Mikhall Aleshin da Schmidt Peterson, Tony Kannan da Chip Ganassi, Ed Jones da Dale Coyne, James Hinchcliffe da Schmidt Peterson e Graham Rahal da Rahal Lettermann completa os 10ºprimeiros lugares.

A Largada de Hélio Castroneves foi impressionante de forma ofensiva já assumia a segunda posição e logo partiu para cima de Will Power disputando a liderança com Hildebrand e Carpenter seguindo os pilotos da Penske. Scott Dixon que largou do 17ºlugar já vinha na 13ªposição tentando fazer uma corrida de recuperação. Já Kannan foi ao inverso foi caindo de posição nas primeiras voltas. Muito ruim o começo de corrida do piloto Brasileiro.

Em 11 voltas Power e Castroneves chegavam no Marco Andretti que era o primeiro a tomar volta dos líderes, Porém a pista de Iowa era muito difícil até mesmo para se passar retardatários. Até que na 20ªVolta o Brasileiro passa assumindo Power e assume a liderança da corrida. Melhor que isso é o vigoroso desempenho o que fazia ele aumentar a diferença na liderança.

Mesmo assim a dificuldade de ultrapassar retardatários continua muito grande, tanto é que por mais de 20 voltas foi o tempo para Castroneves dar uma volta em um retardatário. Quem crescia na prova naquele momento era Mikhall Aleshin que vinha pressionando a Ed Carpenter disputando um 3ºlugar, Mas com um olho no Graham Rahal que também tinha um belo começo de corrida já surgindo em 5ºlugar. Hildebrand acabou caindo de posição na prova.

Na volta 42 o Russo consegue a ultrapassagem sobre Carpenter e assume a 3ªposição em um ritmo muito forte do piloto da Schmidt. Enquanto isso Hélio Castroneves aumentava cada vez mais a sua diferença para o seu companheiro Will Power para 3 segundos de diferença. Quando o Brasileiro tentou dar uma volta em Carlos Muñoz surgiu a primeira bandeira amarela com a batida de Aleshin que vinha fazendo um grande trabalho.

Essa bandeira amarela veio em boa hora para os pilotos realizarem a primeira parada nos boxes. Castroneves entrou em primeiro e voltou na liderança. Power, Rahal, Carpenter e Hildebrand completavam os 5 primeiros colocados.

Na 69ªVolta recomeça a etapa de Iowa e logo o piloto patrão da Carpenter passou Rahal assumindo o terceiro lugar, Mas quem veio com tudo nessa relargada o Norte-americano J.R. hildebrand que começou a subir passando Rahal na volta 72 passando para o 4ºlugar enquanto Will Power começou a pressionar o Brasileiro Hélio Castroneves que tinha apenas 4 décimos de frente para o seu companheiro de equipe.

Enquanto isso a Ganassi vinha muito mal com Scott Dixon sendo o melhor desses pilotos apenas em 11ºlugar com Tony Kannan que melhorou seu ritmo de corrida vinha em 12ºlugar.

Hildebrand superou Carpenter e assumiu o terceiro lugar. Logo o norte-americano que ainda não tinha vencido na Formula Indy foi em busca da liderança que estava nas mãos dos 2 pilotos da Penske. Na volta 93 o piloto da Carpenter passou Power assumindo o segundo lugar. Enquanto que Carpenter perde o 5ºlugar para Hunter-Reay da Andretti Autosport.

Na volta 97 Hildebrand passa Castroneves assumindo a liderança da prova e abrindo de Castroneves que ficou para Power que tomou o segundo lugar de seu companheiro de equipe na volta 104. O rendimento do piloto brasileiro piorou muito após a primeira parada nos boxes. Logo Helinho já estava na alça de mira de Rahal que estava visando a 3ªposição que se via em posição precária. Enquanto que Hildebrand vinha em posição tranquila na liderança com Power a 2.5 segundos atrás do líder. Carpenter foi ultrapassado pelo Josef Newgarden e na volta 112 já sofria pressão de James Hinchcliffe. Enquanto isso Dixon e Kannan disputavam o 10ºlugar com vantagem para o piloto Brasileiro que ultrapassou seu companheiro de equipe subindo de posição.

Power começava a tirar volta após volta a diferença que Hildebrand tinha na liderança enquanto que Castroneves que conseguia segurar Rahal e Hunter-Reay que chegava na disputa disputando o 4ºlugar com seu compatriota o que por momentos aliviou para o lado do Helinho que vinha pressionado.

Kannan continuava a sua recuperação e agora encarava a Simon Pagenaud disputando o 9ºlugar na volta 125. Rahal voltou a tona ao tentar passar Castroneves e subir para o 3ºlugar. Na volta 132 graças a um toque no muro de Carlos Muñoz tivemos a segunda bandeira amarela da corrida. O que foi oportuno para os pilotos realizarem a segunda parada nos boxes.

Com um trabalho magnifico nos boxes o Castroneves voltou na liderança com Hildebrand, Power, Hunter-Reay e Rahal nas 5 primeiras posições. O brasileiro voltou a disputa pela vitória. Na volta 143 tivemos a relargada e Power foi para cima de Hildebrand tomando o segundo lugar do piloto da Carpenter e partindo para cima do Castroneves. Enquanto que o vencedor da prova de 2016 Josef Newgarden vai para cima de Hunter-Reay em busca não só do 5ºlugar. Mais também entrar na disputa pela prova que estava já chegando à sua metade das 300 voltas programadas. Hunter-Reay reagiu e voltou a pressionar Graham Rahal voltando a disputar o 4ºposto.

Helinho estava com meio segundo de vantagem na ponta com Power na sua cola na segunda posição, Mas a apenas 4 décimos de frente para Hildebrand que também buscava não só a posição de Power como a de Castroneves. Na volta 196 o piloto da Carpenter passa Will Power e assume o segundo lugar e quando foi atacar o líder surgi uma outra bandeira amarela provocada pelo Conor Daly que acabou batendo do mesmo jeito do que seu companheiro de equipe na bandeira amarela passada.

Os pilotos foram para a terceira parada nos boxes. Todas as trocas de pneus e reabastecimento estavam sendo feitos nas bandeiras amarelas. Castroneves voltou para a pista na frente com Power, Hunter-Reay, Hildebrand, Rahal, Kannan, Newgarden, Pagenaud e Hinchcliffe nas 9 primeiras posições, Só que o líder da corrida era Charlie Kimball que não tinha feito a parada. Ed Jones e Takuma Sato ficaram mais lentos do que de costume em bandeira amarela. Ou tiveram problemas ou tiveram que cumprir punição. Isso não sei o que aconteceu.

Relargada na volt 183 e Kimball durou muito pouco na liderança que voltou as mãos de Castroneves. Enquanto o piloto da Ganassi despencava na classificação. Mesmo com tanque vazio os seus pneus estavam gastos e isso fazia que Kimball estava com um ritmo muito pior de corrida. Na volta 189 James Hinchcliffe no meio de Tony Kannan e Charlie Kimball fez uma bela ultrapassagem ganhando 2 posições de uma só vez. Na volta 198 tivemos mais uma bandeira amarela dessa vez por causa de alguns pingos de chuva que começavam a cair no circuito de Iowa. Como não temos corridas de chuva em ovais esperaram 10 voltas para parar essa chuva que era pouca, Mas era suficiente para darem uma bandeira vermelha interrompendo a prova.

A corrida já poderia ser encerrada já que tínhamos mais de 50% da prova, Mas a pista secou e logo depois disso e com o trabalho dos carros que secam o piso do circuito os pilotos voltaram para o circuito para as últimas 91 voltas de corrida. Duas voltas depois deram a bandeira verde sobre sol no oval curto de Iowa com Castroneves na liderança com Power e Hunter-Reay seguindo o piloto Brasileiro. Newgarden foi para cima do Kannan e do Hinchcliffe e com mais desempenho em 2 voltas ele passou os dois pilotos e assumir o 7ºlugar.

Dixon foi para cima de Carpenter buscando o 12ºlugar e em uma volta acabou o Neozelandês passou o norte-americano ganhando essa posição. Pagenaud foi o próximo a passar pelo Kannan e pelo Hinchcliffe ganhando o 8ºlugar. A 70 voltas do final os pilotos iriam para uma última parada nos boxes. Na volta 237 JR Hildebrand passou Graham Rahal assumiu a 4ªposição, Mas o filho de Bobby Rahal deu o troco em cima do piloto da Carpenter voltando a posição.

Hildebrand foi o primeiro a ir para os boxes na volta 247 para a sua última parada nos boxes. A partir dai todos os pilotos foram para a parada derradeira. Na volta 253 Ed Carpenter foi para a última parada.

Hélio Castroneves foi para a parada na volta 254 e acabou por perder um tempinho na hora de sair dos boxes o que poderia fazer diferença no final. Rahal parou na volta 256. Power que assumiu a liderança depois da parada do Castroneves parou na volta 258 deixando a ponta para Simon Pagenaud que parou na volta seguinte juntamente com Scott Dixon que vinha no segundo lugar. Pasmem! Esteban Gutierrez chegou a liderar a corrida.

Depois da parada do fraco piloto Mexicano o líder passou a ser Max Chilton por ficou por uma volta na liderança e depois parou na volta 262.

Após as paradas Hildebrand e Castroneves em 3º e 4ºlugares iriam disputar a vitória. Kimball e Andretti estavam na frente, Mas teriam de fazer uma última parada nos boxes logo logo. Helinho foi com decisão para buscar a liderança e não deu outra. Na volta 269 o piloto da Penske passou Hildebrand e Andretti e assumiu a liderança. A 30 voltas do final o desempenho do carro 3 da Penske estava ótimo com a diferença entre líder aumentando cada vez mais e mais. Hildebrand em 2º, Hunter-Reay em 3º, Power em 4º e Graham Rahal segurando o 5ºlugar dos ataques do Josef Newgarden.

Castroneves usando de sua experiência junto com o melhor carro da corrida na reta final só aumentou a vantagem com ultrapassagens precisas e seguras em cima dos retardatários que vinham pela frente.

Após 3 anos sem vitória o Brasileiro conquista a sua 30ªvitória da sua carreira na Indy Car. Essa vitória selou um jejum de 43 corridas sem vitória para pilotos brasileiros. Castroneves com a vitória assumiu a vice-liderança do campeonato e sai fortalecido para a disputa do restante do campeonato. JR Hildebrand com uma bela atuação ficou em 2ºlugar e repetiu o melhor resultado dele na Categoria e seu segundo pódio na temporada. O pódio foi completado pelo Norte-americano Ryan Hunter-Reay da Andretti Autosport.

Will Power que poderia estar no pódio até mesmo disputando a vitória acabou de fora do pódio e segurando o 5ºlugar o Norte-americano Graham Rahal que conseguiu frear o avanço de Josef Newgarden que ficou em um modesto 6ºlugar não lembrando nem de longe o desempenho avassalador de 2016.

Pagenaud, Dixon que largou do 17ºlugar para chegar em 8ºlugar sendo ele o melhor Ganassi na prova. Kannan e Hinchcliffe completaram os 10 primeiros colocados. Nesse domingo teremos a prova de Toronto no Canadá. A 12ªEtapa do Mundial de Formula Indy da temporada de 2017.

Vídeo da corrida:

Resultado final – 11ªEtapa da IndyCar 2017
Iowa – 300 Voltas

pos Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo
1 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 1h 55:11.2807
2 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet a 3.9647
3 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda a 4.5845
4 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet a 5.7403
5 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda a 10.1811
6 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet a 11.0500
7 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet a 12.2562
8 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 14.3653
9 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 15.1184
10 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda a 15.8243
11 Alexander Rossi Andretti Herta Autosport Dallara/Honda a 1 Volta
12 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet a 1 Volta
13 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda a 1 Volta
14 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 1 Volta
15 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 2 Voltas
16 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda a 2 Voltas
17 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda a 2 Voltas
18 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda a 3 Voltas
19 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet a 132 Voltas-Contato
20 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet a 170 Voltas-Contato
21 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda a 244 Voltas-Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar
Vídeo: IndyCar

Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *