Will Power sobrevive aos inúmeros acidentes no Texas e conquista vitória. Kannan fica em 2º após ficar 2 voltas atrás dos líderes.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Chassi/motor Tempo
1 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 46.5861
2 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 46.5944
3 Alexander Rossi Andretti Herta Autosport Dallara/Honda 46.6098
4 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 46.7013
5 Tristan Vautier Dale Coyne Racing Dallara/Honda 46.7445
6 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 46.7756
7 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 46.8.105
8 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 46.8171
9 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 46.8553
10 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 46.8716
11 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 46.9237
12 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 46.9470
13 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 46.9764
14 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 47.0231
15 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 47.0593
16 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 47.1264
17 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 47.1387
18 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 47.3512
19 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 47.7095
20 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 48.0976
21 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 48.1066
22 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet Sem Tempo

 

A corrida do Texas é uma das 3 corridas de longa duração em Ovais e foi palco da 9ªetapa da Formula Indy em 2017. Uma corrida de 600 km que foi incrível pelas disputas e pela carnificina que tivemos durante essas 3 horas de prova.

Nessa corrida quem largou na pole position foi o Norte-americano Charlie Kimball da Chip Ganassi com seu companheiro de equipe Scott Dixon largando em 2º. Alexander Rossi com o carro da Andretti-Herta larga em 3ºlugar e Tony Kannan com a 3ªGanassi largava em 4ºlugar. Tristan Vautier que faria a primeira corrida substituindo a Sebastien Bourdais já conseguia uma bela classificação na 3ªFila, 5ºposição. Max Chilton completava o domínio da Ganassi largando em 6ºlugar. A Penske melhor colocada era de Will Power que largaria em 9ºlugar e Hélio Castroneves largando em 10ºlugar. Gabby Chaves faria a segunda corrida na temporada com a equipe Harding Racing.

Na largada Kimball manteve a liderança com o Dixon tentando ficar na frente de Alexander Rossi no começo. Segundos depois o piloto da Andretti perdeu a 3ªposição para Kannan. Nas primeiras voltas chamou a atenção o rendimento e o atrevimento de Vautier com manobras ousadas ele vinha subindo na classificação. Passando primeiro a Takuma Sato, Duas voltas depois (Volta 10) passando Tony Kannan mesmo com o piloto da Ganassi jogando duro em cima do piloto da Dale Coyne. Na 14ªVolta Alexander Rossi foi a próxima vitima de Vautier que assumiu o 3ºlugar.

Logo depois passou Scott Dixon e o piloto Francês já vinha na segunda posição. E já vinha pressionando Kimball com apenas 16 voltas de corrida percorridas das 248 previstas. Kimball resistia aos ataques de Vautier e logo atrás Dixon e Kannan disputavam lado a lado a 3ªposição.

Após 29 voltas após varias voltas com o piloto da Ganassi resistindo aos ataques de Vautier. Finalmente o piloto da Dale Coyne conquistou a liderança em um começo de corrida soberbo de Vautier. Na mesma 28ªVolta o piloto Josef Newgarden assumiu a segunda posição após largar em 17ºlugar. Kimball caiu para o 3ºlugar com Power, Carpenter completando os 5 primeiros colocados.

Vautier resistia a pressão do piloto da Penske após 37 voltas. No final dessa volta tivemos a primeira bandeira amarela com a Batida do Norte-americano Alexander Rossi da Andretti-Herta. Ele acabou tocando no carro de Dixon e de Kannan em disputa de posição. Não teve um culpado nessa história. Um acidente de corrida. Com essa bandeira amarela todos os pilotos aproveitaram para ir aos boxes para a primeira rodada de trocas. Durante as paradas o Canadense James Hinchcliffe acabou atingindo Hélio Castroneves que foi para o lado. Para o Azar  de Takuma Sato que acabou pensado no muro.

Ambos voltaram a corrida, Castroneves não tomou volta, Mas Sato acabou tomando 1 volta trocando o seu aerofólio dianteiro.. Durante a bandeira amarela estranhamente Charlie Kimball vai para os boxes e depois indo para os boxes internos para não voltar a corrida. Pena para ele que estava na frente desde do começo da prova.

Josef Newgarden foi punido e teve de ir para o último lugar.

Relargada na volta 49 com Will Power na liderança seguido de Vautier, Dixon, Carpenter, Pagenaud, Kannan, Hunter-Reay, Aleshin, Jones e Muñoz nas 10 primeiras posições.

Logo o francês foi para cima de Power querendo a liderança da corrida, Mas foi pego no contra pé e acabou ultrapassado pelo Scott Dixon que voltou ao segundo lugar. James Hinchcliffe acabou tendo de ir para os boxes. O Canadense da equipe Schmidt Peterson foi considerado culpado pelo incidente da primeira parada. Depois da punição o piloto perdeu praticamente 2 voltas dos líderes ficando praticamente de fora da disputa.

Dixon desafiou Power querendo o primeiro lugar enquanto que Vautier e Kannan disputava o 3ºlugar na 53ªVolta, Mas isso mudou rapidamente quando Vautier passou Dixon  e partiu para cima de Power na 55ªVolta. Kannan e Pagenaud disputavam a 4ªposição na volta 60.

Hélio Castroneves após ter um incidente na primeira parada se recuperava de maneira impressionante e na volta 72 estava em 6ºlugar voltando a corrida. Pagenaud nesse meio tempo passou para o 2ºlugar e começou a disputar a liderança com Power. Enquanto isso Fernando Alonso falava com a transmissão da TV norte-americana. Na pista, O pau comia solto na frente.

Power continuava na liderança com Pagenaud, Vautier, Dixon, Castroneves nas 6 primeiras posições. Ed Carpenter parou na volta 84 começando a segunda rodada de paradas, Na Volta 87 Castroneves já vinha na terceira posição e entrando na liderança da corrida.

4 Voltas depois o piloto da Penske teve um pneu furado e acabou batendo de maneira até forte no muro o que provocou a segunda bandeira amarela da prova. Todos aproveitaram para a segunda parada. Power, Pagenaud  mantiveram posições enquanto que Dixon e Kannan ganharam posição de Aleshin que caiu para o 5ºlugar. Os pilotos que tinham uma volta como Hinchcliffe e Sato que voltaram a disputa da corrida.

Após limparem a pista a corrida foi reiniciada na volta 103 e segundos depois Ed Carpenter acaba rodando. Voltamos a ter bandeira amarela em todo o circuito que seria rápida já que só era por causa de uma rodada. Carpenter foi para os boxes depois da rodada. Aproveitando a Bandeira amarela Josef Newgarden vai para os boxes e parte para uma tática diferente dos lideres.

5 Voltas depois tivemos nova relargada Power, Pagenaud e Dixon era os 3 primeiros colocados, Mas em questão de voltas tudo mudou e Will Power continuava na liderança agora com Tony Kannan na sua cola. Lutando pela liderança com Vautier e Pagenaud disputando o 3ºlugar e Dixon em 5º um pouco mais atrás.

Kannan, Vautier e Power quase formaram uma linha de 3 pilotos na mesma curva. Pagenaud ganhou a posição de Kannan que ainda não se dava por vencido na disputa pelo 2ºlugar. Dixon e Vautier disputando o 4ºlugar com Power um pouco mais tranquilo na liderança. A corrida vinha chegando na sua metade e a noite já cairá no Texas. Um novo cenário para a corrida que começa no final da tarde e termina no começo da noite.

Classificação na metade da prova era: Power, Pagenaud, Kannan, Vautier, Dixon, Aleshin, Jones, Muñoz, Hildebrand, Newgarden, Carpenter, Andretti, Chaves, Chilton, Rahal, Hunter-Reay, Sato, Hinchcliffe e Daly.

A corrida corria solta sobre o ritmo alucinante de mais de 220 Milhas por hora até que foi acionada na volta 138 por detritos na pista. Era hora de fazer uma nova parada nos boxes. Entre os 3 primeiros colocados o trabalho no carro de Power foi o mais rápido e com isso o Australiano da equipe Penske seguiu na frente de Pagenaud e Kannan mantendo as 3 primeiras posições. Dixon, Vautier, Aleshin, Jones, Hinchcliffe e Carpenter.  Chilton que não parou era o líder.

Volta 148, 100 voltas do final tivemos mais uma relargada com Max Chilton logo perdeu a liderança para Will Power que ficou na frente deixando o jovem inglês disputando o segundo lugar com Simon Pagenaud com Kannan e Vautier na cola deles.

Hinchcliffe e Aleshin passaram Vautier e o piloto Canadense foi para cima de Kannan na volta 152 e dai tivemos o toque de Kannan em Hinchcliffe que perdeu o controle do carro e provocou um grande acidente que envolveu além dele outros 6 pilotos que acabaram batendo. Aleshin, Ed Jones, Hildebrand, Carpenter, Hunter-Reay e Daly foram envolvidos nessa batida que começo com o toque no piloto da Schmidt Peterson.

Bandeira vermelha no circuito do Texas. A paralisação durou mais ou menos 30 minutos. Nesse meio tempo Dale Coyne, e vários pilotos criticaram Tony Kannan por ter mudado a trajetória quando foi fazer a curva 3. Para mim não sei se a culpa foi realmente dele ou foi um acidente de corrida.

Depois de meia hora a pista foi totalmente limpa e a corrida pode recomeçar com a bandeira amarela ainda. Nisso os pilotos foram para mais uma parada nos boxes. Nessa Max Chilton que precisava fazer uma parada e estava com uma estratégia diferente entrou na tática dos líderes e entrou na disputa pela vitória. Power voltou a frente com Chilton. Pagenaud, Kannan, Newgarden, Sato, Chaves, Rahal, Andretti e Daly completavam os 10 primeiros lugares. Ed Carpenter volta à corrida com várias voltas de desvantagem para os líderes. Com isso só 12 carros estavam na prova.

Relargada aconteceu na volta 160 Chilton perdeu posições para Pagenaud, Dixon e Kannan caindo para o 5ºlugar. 3 voltas depois Kannan foi para os boxes, punido em 20 segundos (Uma punição muito pesada) Parado nos boxes o piloto da Ganassi voltou a 2 voltas dos líderes e praticamente sem chances de vitória com pouco mais de 80 voltas para o final da prova. Power, Pagenaud e Newgarden. O trio da Penske dominavam a corrida (Se Helinho tivesse na corrida certamente estaria nessa disputa pela liderança)  Com Dixon, Sato, Chaves que sobrevivia com o carro da Harding Racing, Rahal, Chilton e Muñoz logo atrás.

Dixon tentava furar o domínio dos carros de Roger Penske buscando passar Newgarden, Voltas depois o piloto da Ganassi conquistou a terceira posição. Na volta 186 Newgarden recuperava o 3ºlugar de Dixon e a Penske voltava a mandar nas 3 primeiras posições. Logo depois que Newgarden foi para os boxes a bandeira amarela apareceu na volta 192 por detritos na pista.

Os pilotos foram para a parada nos boxes com Power fazendo o melhor trabalho, Mas foi Scott Dixon que estava em 4ºlugar pular para a liderança com Power, Pagenaud, Sato e Rahal que estava apagado na corrida. Chilton, Chaves, Newgarden e Daly completavam os 9 primeiros colocados. Marco Andretti voltou à volta do líder e Kannan recuperou uma volta das duas que ele tinha perdido com a punição. JR Hildebrand estava na pista com 34 voltas de atraso para o líder.

Relargada na volta 198 com Dixon ficou meia volta na liderança. Will Power assumiu a liderança após ultrapassagem. Dixon teve de lutar pelo segundo lugar com o Francês Simon Pagenaud que foi para cima do Neozelandês. Na volta 201 Josef Newgarden bateu provocando uma nova bandeira amarela em todo o circuito.

Essa bandeira amarela não fez os pilotos irem para os boxes. Após a limpeza da pista a corrida recomeça na volta 210. Power, Pagenaud e Dixon disputavam a liderança com Sato e Chilton disputando o 4ºlugar. Mas logo isso mudou e o domínio da Penske não estava mais tão grande assim. Dixon ganhou o segundo lugar do piloto Francês da Penske. Pagenaud foi ultrapassado pelo Sato caindo para o 4ºlugar. Graham Rahal tentava aparecer no final da prova disputando o 5ºlugar com Max Chilton.

A 27 voltas do final ainda teríamos uma última parada nos boxes. Na volta 227 é acionada mais uma vez a bandeira amarela. Hora certa para os pilotos irem para a última parada nos boxes. Power manteve a liderança com Dixon e Sato nas 3 primeiras posições. Pagenaud, Chilton, Chaves, Andretti, Daly e Rahal completavam os 9 que foram para os boxes. Kannan voltou a volta dos líderes, Mas será que ele ainda teria gás para disputar a vitória?

A 19 voltas do final tivemos aa relargada e era tudo ou nada para os pilotos que ficaram na corrida Power e Dixon disputavam a liderança com Sato, Pagenaud e Chilton disputando o 3ºlugar, Mas dai veio como foguete o Brasileiro Tony Kannan que veio com tudo para tentar lutar pela vitória a poucas voltas do final.

Mesmo assim Kannan vinha um pouco longe de Power, Sato e Dixon que disputavam diretamente a liderança. A 5 Voltas do final Sato acaba indo para fora da pista, Toca em Dixon e ambos se acidentam e envolvem Max Chilton e Conor Daly. Bandeira amarela em toda a pista faltando 4 voltas para o final. Poderiam colocar bandeira vermelha para terminarem a prova com bandeira verde.

Porém vendo que a corrida já estava muito longa a decisão foi de acabar com a prova em bandeira amarela. Will Power sobreviveu ao bombardeiro do Texas e conquistou a vitória com Tony Kannan  que tomou uma punição ficando a 2 voltas dos lideres acabou incrivelmente na segunda posição conquistando o melhor resultado em 2017. Simon Pagenaud completou o pódio com Graham Rahal na 4ªposição.

Gabby Chaves que correu pela Harding Racing fez seu melhor resultado na Formula Indy ficando em um respeitável 5ºlugar com seu carro da Chevrolet. Marco Andretti também fez  seu melhor resultado na horrível temporada do piloto norte-americano ficando em 6ºlugar. Apenas 9 carros cruzaram a linha de chegada.

Vídeo da Corrida:

Resultado final da 9ªEtapa da Formula Indy – Temporada 2017
GP do Texas – 248 Voltas

Pos Piloto Equipe Chassi/motor Voltas Tempo
1 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 248 2h 32:31.0118
2 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 248 0.1978
3 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 248 0.3740
4 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 248 0.8112
5 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 248 1.8984
6 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 248 4.1632
7 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 247 1 Volta
8 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 245 3 Voltas
9 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 243 Acidente
10 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 243 Acidente
11 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 224 Acidente
12 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 215 33 Voltas
13 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 201 Acidente
14 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 151 Acidente
15 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 151 Acidente
16 Tristan Vautier Dale Coyne Racing Dallara/Honda 151 Acidente
17 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 151 Acidente
18 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 151 Acidente
19 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 151 Acidente
20 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 90 Acidente
21 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 41 Mecânico
22 Alexander Rossi Andretti Herta Autosport Dallara/Honda 36 Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar
Vídeo: Indycar para Latinos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *