Sebastian Vettel conquista vitória na Bélgica e diferença de Hamilton cai para 17 pontos

Treino de Classificação: Hamilton conquista a pole position, Nova Force India se classifica de maneira triunfal!

No Q1, Sob tempo seco e com sol, Mas com expectativas de chuva se iniciou a classificação. Logo se notou o melhor desempenho dos carros da Mercedes e da Ferrari. Kimi Raikkonen fez 1:42.585 OS carros  da Red Bull estavam 6 décimos atrás dos carros da Ferrari no mínimo. Na metade do treinamento, Os pilotos da Mclaren estavam muito mal, Alonso e Vandoorne vinham em 16º e 17ºlugares. Junto com os pilotos da Williams e Valtteri Bottas que não tinha marcado tempo.

A 5 minutos do final, O piloto da Mercedes foi para a pista marcar sua volta. Classificando na segunda posição. 220 milésimos atrás de Raikkonen.

Os pilotos da Haas foram muito bem no Q1 se colocando em boas colocações. Alonso tentou melhorar seu tempo, Mas não foi o suficiente para evitar a eliminação vexatória. Os pilotos da Mclaren e Williams acabaram de fora do Q2. Triste a situação das duas equipes que nos anos 90 chegaram a disputarem campeonatos estarem nas últimas 4 posições no Q1. Carlos Sainz jr. acabou sendo o 5ºeliminado. A Renault não se adaptou bem ao circuito de Spa, Muito se deve ao fraco motor da equipe. Nico Hulkenberg ficou em 13ºlugar.

Isso acaba chamando a atenção que os dois pilotos da Toro Rosso com os motores Honda conseguiram a classificação. O que pode começar a indicar que o motor Japonês começa a render melhor. Além do ótimo trabalho dos dois pilotos da Sauber.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo
1 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:42.585
2 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.805
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.977
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:43.035
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:43.199
6 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.597
7 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:43.604
8 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:43.654
9 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.834
10 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:43.846
11 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.003
12 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.004
13 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:44.145
14 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:44.153
15 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:44.221
16 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1:44.489
17 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:44.917
18 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:44.998
19 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1:45.134
20 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1:45.307

No Q2, Com a chuva ameaçando. Todos foram para a pista de imediato, Ninguém marcando bobeira. Raikkonen continuava sendo o que dava as cartas. 1:41.627. Com Hamilton a 104 milésimos atrás e Vettel já a meio segundo do tempo do Homem de Gelo. Bottas e Hulkenberg não marcaram tempos. Além de Hartley, Leclerc e Ericsson que estavam de fora da fase final da classificação. Gasly estava no Risco de perder sua vaga caso Bottas marcasse um tempo. Porém, Não se sabia se o Finlandês iria para a pista, Já que ele sofreria por trocar componentes da unidade de potência assim como Hulkenberg.

Bottas resolveu partir para uma tentativa a 4 minutos do termino do Q2. Leclerc também estava disposto a entrar no Q3. Bottas conseguiu sem problemas passar para o Q3 em 4ºlugar. Vettel ficou com o tempo mais rápido com Raikkonen, Hamilton e Bottas completando os 4 primeiros colocados. Verstappen, Perez, Grosjean, Ricciardo, Ocon e Magnussen foram os outros 6 classificados. A Force India sob nova direção colocou seus dois carros Na fase final da classificação para o Grid de largada.

Sobrou para Gasly, Hartley da Toro Rosso. Leclerc e Ericsson da Sauber e Hulkenberg da Renault (que não saiu dos boxes no Q2) a eliminação.

Resultado do Q2:

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:41.501
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:41.533
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:41.553
4 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1:42.191
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:42.554
6 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.014
7 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.042
8 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:43.126
9 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 1:43.302
10 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 1:43.320
11 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:43.844
12 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1:43.865
13 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:44.062
14 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1:44.301
15 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 Sem Tempo

No Q3, A Chuva deu as caras logo desde do primeiro segundo. Os pilotos foram para a pista com os pneus de pista seca. A partir do momento que perceberam que a pista estava começando a ficar molhada. A Primeira tentativa dos pilotos foi jogada no lixo. Max Verstappen arrisca de cara a fazer tempo com os pneus intermediários. Aos poucos, Os outros pilotos também estavam saindo da pista.

Verstappen marcou 2:02.849, Seu companheiro de equipe ficou 2 segundos atrás do piloto Holandês. Raikkonen assumiu a liderança com 2:02.671 a 4 minutos e 35 do final da classificação.

Vettel faz 2:02.446 a 2 minutos e 50 do final, A Ferrari tinha nesse momento a dobradinha. Hamilton a tentar melhorar o tempo acaba saindo da pista a 2 minutos do final. Parecia que a pole iria ficar mesmo com o piloto da Ferrari. Porém, Hamilton ainda teria mais uma chance.

Só que Vettel destruiu o cronometro com o tempo de 2:01.188 a 50 segundos do final. A pole estava nas mãos do piloto Alemão, Mas Hamilton estava melhorando o tempo, Colocando pra baixo todas as parciais. O Tempo de 1:58.179 no final do treino foi uma porrada na concorrência. A pole era de Hamilton.

A grande surpresa do treino foi o desempenho de Esteban Ocon que ficou com o 3ºlugar e de Sergio Perez com o 4ºLugar. Os pilotos da Racing Point largariam na segunda fila. Vettel melhorou seu tempo, Só que insuficiente para tirar a 78ª da Carreira de Hamilton.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Bélgica
12ªEtapa do Mundial de Formula 1 – Temporada 2018

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Voltas Fase
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 1’58.179 19 Q3
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1’58.905 18 Q3
3 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 2’01.851 16 Q3
4 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 2’01.894 14 Q3
5 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 2’02.122 20 Q3
6 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 2’02.671 13 Q3
7 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 2’02.769 11 Q3
8 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 2’02.939 16 Q3
9 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 2’04.933 19 Q3
10 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1’43.844 7 Q2
11 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 1’43.865 14 Q2
12 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1’44.062 13 Q2
13 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 1’44.301 14 Q2
14 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 1’44.917 11 Q1
15 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1’44.998 3 Q1
16 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 1’45.134 6 Q1
17 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ Sem Tempo 6 Q3
18 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 Sem Tempo 6 Q2
19 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 1’44.489 6 Q1
20 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 1’45.307 8 Q1

Sebastian Vettel confirma favoritismo e conquista vitória na Bélgica

Confirmando o favoritismo da Ferrari, O Alemão Sebastian Vettel não se intimidou com a pole position de Lewis Hamilton e conquistou a vitória praticamente de ponta a ponta.

Na largada tivemos um acidente impressionante. Nico Hulkenberg acabou atropelando o espanhol Fernando Alonso que acabou saltando e passando por cima do Monegasco Charles Leclerc que se salvou graças ao halo. Esse acidente acabou envolvendo Daniel Ricciardo e Kimi Raikkonen. O Australiano acabou sendo atingido por trás e acabou batendo no pneu e na traseira do homem de Gelo.

Antes da bandeira amarela, Na reta oposta, Sebastian Vettel com mais velocidade de reta passou Hamilton. Mas por muito pouco os dois pilotos da nova Force India não pegaram Vettel e Hamilton com as calça nas mãos e assumirem a liderança da prova. Safety Car depois disso foi acionado.

Raikkonen foi as boxes para trocar os pneus, Daniel Ricciardo foi para a parada para consertar o seu aerofólio traseiro e dessa perdendo 2 voltas em relação aos lideres.

A corrida recomeça na volta 5, Vettel e Hamilton disparam na frente, Com Perez muito bem em 3ºlugar. Verstappen começou a partir para cima de Ocon querendo a 4ªposição. Na Reta o motor da nova Force India era difícil de bater, Mas o jovem piloto Holandês passou no final da reta oposta e faturou a posição.  Enquanto que Valtteri Bottas passou Brendon Hartley em plena Eau Rouge. Uma grande manobra que levou o finlandês a subir para o 13ºlugar.

Raikkonen voltou aos boxes pela segunda vez com problemas na sua asa. Ele acabaria por deixar a prova na volta 10.

Na volta 10, Verstappen supera Sergio Perez e assume a terceira posição. Enquanto isso, Com mais de 340 km/h na reta oposta, Bottas passava seus adversários. Primeiro foi o Sueco Marcos Ericsson da Sauber e na volta seguinte ele passou o Francês Pierre Gasly. Com isso o piloto da Mercedes estava já em 8ºlugar.

Hamilton começava a esforçar uma possível aproximação em Sebastian Vettel, Porém tanto ele como Valtteri Bottas estavam com bolhas nos seus pneus.

Na metade da corrida, O líder do campeonato e segundo lugar na prova Lewis Hamilton acabou indo para os boxes para trocar os pneus, não querendo arriscar um pneu estourado a toa. Isso fez a Ferrari chamar Vettel para ele parar na volta seguinte. Isso evitou que o Alemão perdesse a primeira posição para Hamilton que fez uma volta bem rápida. Na volta 23 Hamilton se livra de Max Verstappen e agora tinha um pouco mais de 1 segundo atrás de Sebastian Vettel.

A partir dai os pilotos partiram para a parada obrigatória nos boxes. Valtteri Bottas que larga em 17ºlugar estava na 4ºlugar, Em uma bela prova de recuperação. Na volta 28. Marcus Ericsson e Brendon Hartley travaram um duelo interessante pelo 10ºlugar. O Sueco passou o piloto Neozelandês que deu o troco na reta oposta. (Que mostra o crescimento da Honda em termos de potência em seus motores) Na volta seguinte o piloto da Sauber deu o troco e passou Hartley de maneira definitiva assumindo o 10ºlugar.

Na 30ªVolta, Valtteri Bottas que vinha em 4ºlugar foi para a sua parada nos boxes, Voltou em 6ºlugar. Perto de Ocon e a 8 segundos de Perez. Vettel abriu 5 segundos de Lewis Hamilton. A vitória do piloto Alemão estava mais do que certa. Daniel Ricciardo depois de mais de 30 voltas na pista com 2 voltas de atraso finalmente deixou a prova.

Bottas foi para cima de Esteban Ocon e acabou ganhando a 5ªposição sem qualquer problema, Agora o finlandês foi a caça de Sergio Perez.

O piloto da Mercedes era evidentemente mais rápido que o mexicano da Racing Point. Mesmo com todo o esforço de Perez. Bottas ultrapassou Perez na 40ªvolta para tomar o 4ºlugar. Era o máximo que ele poderia almejar na prova.

Vettel com os seus 10 segundos de frente para Hamilton levou sua Ferrari até o final e confirmou o favoritismo da equipe italiana, Vencendo pela 52ªVez  em sua carreira. O Alemão se torna isolado o 3ºpiloto com mais vitórias na Formula 1. 1 Vitória a mais que Alain Prost. Mais importante disso foi a sua desvantagem para Hamilton cair de 24 para 17 pontos.

Lewis Hamilton mesmo com a pole position não conseguiu reverter o favoritismo da Ferrari na corrida. O segundo lugar minimizou os prejuízos do líder do campeonato que agora tem 17 pontos de frente para Vettel. O pódio foi completado pelo Holandês Max Verstappen, Que pode se dar por satisfeito pelo 3ºlugar. A torcida Holandesa comemorou o Resultado.

Valtteri Bottas também teve um belo dia, Acabou tocando a parte de trás do carro do Stroll na largada, Mas sem maiores prejuízos para a sua corrida. Largando do 17ºlugar o segundo piloto da Mercedes ganhou um belíssimo 4ºlugar em uma de suas melhores atuações do ano.

O Final de semana da Bélgica teve como vencedores morais a nova Force India. Em uma grande corrida de Sergio Perez e de Esteban Ocon em 5º e 6ºlugares respectivamente. Mesmo com os pontos anulados como Force India, A Racing Point já marca 18 pontos superando a Williams.

Romain Grosjean em 7º fez uma prova discreta assim como Kevin Magnussen que chegou em 8ºlugar, Levaram os dois carros da Haas para a zona de pontuação e se aproximaram da Renault na classificação do Mundial de construtores.

Pierre Gasly que vai correr na Red Bull para a temporada de 2019 chega em 9ºlugar, O que mostra que o motor da Honda não esta tão fraco assim como se imagina. E Marcus Ericsson salvou o final de semana da Sauber, Com uma bela corrida e ganhando a briga contra Brendon Hartley acabou fechando a zona de pontuação em 10ºlugar.

Carlos Sainz jr. se esforçou, Mas não conseguiu nada mais que o 11ºlugar. A Renault não tinha um bom carro para o circuito de Spa-Francorchamps. Siroktin que chegou a sonhar com o primeiro ponto dele no ano, Mas acabou em 12º e Lance Stroll que tem futuro certo na Racing Point em 2019 em 13ºlugar. A Williams parece que deu uma melhorada em seu carro, Mas longe de ser algo que anime a equipe de Frank Williams para melhores resultados.

Brendon Hartley mais uma vez ficou muito longe de Pierre Gasly, Um 14ºlugar que não ajuda em nada o Neozelandês a permanecer no Mundial de Formula 1. E Stoffel Vandoorne que parece estar com os dias contados na Mclaren ficando com o 15ºlugar.

Semana que vem teremos a corrida mais rápida do Mundial de Formula 1. No Tradicional Circuito da Itália para a 13ªEtapa do Campeonato que esta ficando cada vez mais disputado entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final do GP da Bélgica
12ªEtapa do Mundial de Formula 1 – Temporada 2018

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Voltas Tempo Grid
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 44 1h 23:34.476 2
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 44 a 11. 061 1
3 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 44 a 31.372 7
4 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 44 a 1:08.605 17
5 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 44 a 1:11.023 4
6 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 44 a 1:19.520 3
7 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 44 a 1:25.953 5
8 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 44 a 1:27.639 9
9 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 44 a 1:45.892 10
10 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 43 a 1 Volta 13
11 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 43 a 1 Volta 19
12 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 43 a 1 Volta 15
13 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 43 a 1 Volta 16
14 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 43 a 1 Volta 11
15 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 43 a 1 Volta 20
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 28 Abandono 8
7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 8 Abandono 6
16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 0 Acidente 12
14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 0 Acidente 14
27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 0 Acidente 18

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Mercedes/Red Bull/Force India/Toro Rosso/Haas/Sauber/Williams/Mclaren

Mercado de Pilotos para 2019 – Os novos rumos da Formula 1

A nova realidade da Formula 1 para 2019, Se modifica mais rápido do que se pensava. Com várias mudanças para a próxima temporada.

Daniel Riccardo e sua aposta na Renault

A escolha de Daniel Ricciardo pela Renault foi uma surpresa. O piloto Australiano faz uma aposta em uma equipe de Fábrica para as próximas temporadas. Faz muito tempo que uma equipe não faz uma aposta em 2 pilotos muito talentosos como Nico Hulkenberg e Daniel Ricciardo.

Foram 5 temporada pela Red Bull, Aonde Ricciardo mostrou muito talento. Esse talento por vezes conseguiu suprir as deficiências de motor que a Equipe Austríaca tem desde de 2014. Terceiro lugar no Mundial de Pilotos de 2014 e de 2016. 7 vitórias até agora em sua carreira (Canada, Hungria e Bélgica em 2014 , Malásia 2016, Azerbaijão 2017, China e Mônaco nessa temporada)

O objetivo e colocar a Renault para disputar o Título. A dupla de pilotos a equipe Francesa tem para 2019. Porém ainda falta 1 segundo para eles começarem a disputarem vitórias. É muito provável que a Renault consiga o 4ºlugar no Mundial de Construtores.

o objetivo da escuderia é “lutar pelo título mundial” da principal categoria do automobilismo mundial. – Falou Jerome Stoll, Presidente da Renault Racing.

Carlos Sainz jr. estava fora da Renault para 2019, Mas ele em alguns dias eles acharia o seu lugar para a temporada que vem. O Espanhol terá a responsabilidade de substituir a Fernando Alonso que após 17 temporadas na Formula 1 e sem expectativas de disputar o título no futuro acabou anunciando que esta fora da categoria em 2019. O Espanhol foi campeão em 2005 e 2006 pela Renault. O provável destino deve ser correr na Formula Indy em uma parceria com a Mclaren.

Red Bull sobe Pierre Gasly a Red Bull

Após perderem Daniel Ricciardo, A Red Bull acabou subindo Pierre Gasly para formar dupla com Max Verstappen. Será o primeiro ano da Red Bull com os motores japoneses. Daí pode se ver uma vantagem para Gasly que já trabalha com esses motores nessa temporada com a Toro Rosso.

A Red Bull finalmente tem uma Fábrica de Motores para trabalhar. Porém, é uma aposta arriscada para ter os motores Honda. Por mais que a Red Bull faça um grande Chassis, O motor pode derrubar um grande carro. Lembre das temporadas ruins que a Mclaren teve em 2015 e 2017 aonde a Mclaren tinha um belo chassi, Mas um péssimo motor o que fez eles ficarem em 9ºlugar no Mundial de Construtores.

Então, Pode ser por causa do Motor Honda é que Daniel Ricciardo preferiu correr pela Renault em 2019 fazendo uma aposta que pode ser uma aposta mais segura.

A Compra da equipe Force India pelo pai de Lance Stroll.

O pai do piloto Lance Stroll, Acabou por salvar a Force India. Lawrence Stroll liderou um consócio de empresários que comprou os ativos da equipe indiana. A Equipe só teve sua participação confirmada no GP da Bélgica, Com a mudança de nome de Sahara Force India para Racing Point Force India. Com isso os 59 pontos que a equipe marcou como Force India foram anulados. A equipe ainda vai ter a premiação do campeonato a partir do GP da Bélgica além do porte financeiro.

Opinião: Mesmo que tenha sido mudado o nome da equipe, Eu não considero justo que se retire os pontos da equipe. Até porque eles não mudaram a estrutura física da equipe, Só mudaram o nome. Com todos os problemas financeiros que a Force India teve acho até que esses problemas demoraram para acontecer. Esperamos que a Racing Point não seja uma aventura e que ela possa continuar uma equipe competitiva. Já na próxima prova do Campeonato podemos ver Lance Stroll na nova equipe no lugar de Esteban Ocon, Que poderá ser emprestado para a Mclaren no Lugar de Stoffel Vandoorne. Com isso sobraria a vaga de Stroll para o Polonês Robert Kubica.

As vagas que resta para 2019

Mercedes, Red Bull, Renault já confirmaram suas vagas, Vettel confirmado na Ferrari, e de Carlos Sains jr. pela Mclaren restam 12 vagas para serem confirmadas para a temporada de 2019.

Equipes e Pilotos para a temporada de 2019:

Equipe Pilotos 2018 Pilotos 2019
Mercedes Lewis Hamilton Valtteri Bottas Lewis Hamilton Valtteri Bottas
Ferrari Sebastian Vettel Kimi Raikkonen Sebastian Vettel A definir
Red Bull Daniel Ricciardo Max Verstappen Max Verstappen Pierre Gasly
Renault Nico Hulkenberg Carlos Sainz jr. Nico Hulkenberg Daniel Ricciardo
Force India Sergio Perez Esteban Ocon Lance Stroll (Provavelmente) A definir
Haas Romain Grosjean Kevin Magnussen A Definir A definir
Mclaren Fernando Alonso Stoffel Vandoorne Carlos Sainz jr. A definir
Toro Rosso Pierre Gasly Brendon Hartley A Definir A definir
Sauber Marcus Ericsson Charles Leclerc A Definir A definir
Williams Lance Stroll Sergei Sirotkin A Definir A definir

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Renault/Red Bull/Force India/Mclaren/Toro Rosso

Wickens sobre contusão pulmonar em terrível acidente em Pocono

Ontem a ontem, Foi divulgado o estado de saúde do Canadense Robert Wickens. O Comunicado divulgado pela Schmidt Peterson Motorsports e da Indy Car fala que o piloto esta sendo tratado das lesões nas duas pernas , Braço direito e na coluna após o acidente que ele se envolveu no dia de ontem.

Além disso Wickens acabou sofrendo uma contusão pulmonar. Ele vai ser submetido a uma a uma ressonância magnética e provável cirurgia no Lehigh Valley Hospital – Cedar Crest. Outras atualizações sobre sua condição serão fornecidas quando disponíveis.”

Vários pilotos prestaram solidariedade a Robert Wickens. Entre eles os Brasileiros Tony Kannan e Pietro Fittipaldi além de outros pilotos em todo o mundo.

Vídeo do Acidente:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Em Pocono, Rossi domina as 500 milhas e conquista vitória em Prova marcada por violento acidente de Robert Wickens

Alexander Rossi dominou o domingo em Pocono que foi palco de um acidente impressionante e violentíssimo que ocorreu nas primeiras voltas da prova. Com o Canadense acabou atendido, Segundo as informações que foram divulgadas Wickens foi para o Hospital consciente.

Antes mesmo de partirem para a primeira volta da prova. Graham Rahal atropelou Spencer Pigot que acabou indo para o muro externo e batendo de leve. O piloto da Carpenter acabou deixando a prova. Já Rahal ficou com a Asa danificada. Certamente ele teria de ir para os boxes. Carpenter, Daly e Max Chilton foram com Rahal aos boxes. Em busca de uma tática diferente de corrida.

Corrida começa de vez na 7ªVolta, Rossi assume a liderança em cima de Will Power, No final da volta, Um acidente horrível. O Carro de Robert Wickens ao tocar em Ryan Hunter-Reay acabou se desintegrando.

O Acidente foi assustador, A prova foi paralisada por 2 horas para o atendimento do piloto da Schmidt e para o conserto do muro de proteção. Nesse acidente acabaram se envolvendo James Hinchcliffe, Pietro Fittipaldi, Ryan Hunter-Reay e Takuma Sato. Nenhum deles puderam voltar a corrida.

Durante o Safety Car, Simon Pagenaud, Scott Dixon e outros pilotos foram para do boxes. O francês da equipe Penske estava com problemas em seu carro. Dixon estava trocando sua asa dianteira. Spencer Pigot voltou para a corrida com 10 voltas de atraso.

A Relargada aconteceu na volta 13. Rossi disparou na liderança, Seguido de Power e Newgarden. Dixon que fez sua parada com o Safety Car já estava em 9ºlugar após a volta 14.

Tony Kannan nos boxes na volta 17. Problemas de motor com o piloto da Foyt obrigaram ele a deixar a corrida.

Rossi vinha 3.5 seg a frente de Will Power, A prova vinha de certo modo, Bem monótona. Após a sua recuperação incrível, Dixon estacionou na 8ªposição. Matheus Leist que largou em 20ºlugar já estava em 9ºlugar. Spencer Pigot abandonou na volta 17, Seu carro não estava em condições depois da presepada que ele sofreu do Graham Rahal.

Leist parou na volta 38, Começando a 1ªrodada de paradas nos boxes. Alexander Rossi para na volta 38. A liderança passava para as mãos de Will Power, O Australiano junto de Newgarden e outros pilotos pararam nessa mesma volta. Ed Carpenter foi para a parada na volta 41. Dixon assumiu a liderança.

A Liderança do Neozelanes durou até a volta 44 quando ele foi para os boxes. Rossi voltou a liderança com Power e Newgarden passou a 3ªposição.

Rossi começa a pegar os retardatários, Com 6 segundos a frente de Power e a 9.5 segundos de Newgarden. Zach Veach fazia uma bela corrida, Seguindo de perto Newgarden, Mas sendo seguido de perto pelo Sebastien Bourdais.

Rossi domina a prova, Com 12 segundos. Seu carro sobra na turma. Na volta 68 Leist fez sua segunda parada. Na Volta 69 foi a vez de Scott Dixon a fazer uma parada. Lá na frente, Veach recupera posição em cima de Bourdais e assume o terceiro lugar.

Newgarden para na volta 71 e volta exatamente a frente de Scott Dixon. Com os pneus mais aquecidos, Foi fácil para o piloto da Ganassi ganhar posição. Rossi parou na volta 72, O que fez novamente a liderança ficar nas mãos de Power por uma volta. O Australiano parou na volta seguinte devolvendo a liderança para Rossi.

Após 78 Voltas, Rossi continua tranquilo na liderança, Com 11.2 segundos a frente de Will Power e 21.8 segundos de frente para Marco Andretti. Scott Dixon subiu muito e já estava em 4ºlugar. Newgarden, Bourdais, Veach (A equipe se atrapalhou e perdeu muito tempo na parada do jovem piloto da Andretti) e Pagenaud completavam os 8 primeiros colocados. Até Matheus Leist que vinha em 10ºlugar continuavam na mesma volta do líder, O Restante da turma já tinha tomado volta do líder.

Pagenaud estava colocando Veach na sua alça de mira, Disposto a levar de bandeija o 7ºlugar. Com 117 Voltas ainda por serem disputadas.

Matheus Leist resiste às tentativas de Rossi colocar uma volta nele. Will Power se aproveita disso e faz a desvantagem cair de 11 para 3 segundos. Na metade da prova, Os pilotos partem para a 3ªparada, No que deixa a possibilidade de se se precise fazer apenas mais duas paradas até o final da prova.

Alexander Rossi e Will Power faz sua terceira parada na volta 105. A Penske parece ter trabalhado melhor e se aproximou da liderança, Que voltou as mãos do piloto da Andretti após a terceira parada de Sebastien Bourdais.

Rossi e Power estavam separados por 1 segundo de diferença. Andretti vinha em 3º, Dixon em 4º e Newgarden completava os 5 primeiros colocados. Leist vinha em 10ºlugar com 1 volta de atraso.

Rossi manteve a diferença de 1 segundo a 1.5 segundo durante essa 4ªParte da corrida. Andretti vinha em terceiro com Scott Dixon em 4º, Mas estava já a mais de 25 segundos de distância.

Na 4ªRodada de paradas, Todos os pilotos tiraram um pouco o pé para terminarem a prova com apenas 5 paradas. Os primeiros a pararem foram Matheus Leist e Ed Carpenter.

Rossi fez a parada na volta 137, Power passou a liderança e acabou indo para a 4ªparada na volta 138, E assumiu a liderança após ficar até 12 segundos de diferença para Rossi. Parecia que o Australiano iria despachar na frente. Porém, três voltas depois Rossi colou em Rossi e com muita facilidade passou Power e recuperou a liderança.

A partir dai, Rossi disparou mais uma vez. Abrindo diferença cada vez mais sobre Will Power. Scott Dixon vinha 30 segundos atrás em 3ºlugar. Rossi ultrapassou Simon Pagenaud, Depois Zach Veach que era o 7ºlugar e depois o Norte-Americano Marco Andretti. Colocando 1 Volta em cima do 6ºcolocado.

A última parada nos boxes aconteceu a partir da volta 165 com o Brasileiro Matheus Leist, Para completar a corrida um piloto tinha que levar o carro até a volta 167 na pior das hipóteses. Rossi parou na volta 168 enquanto que Power parou duas voltas depois.

A partir dai praticamente nada mais mudou na corrida até o final da prova. Rossi continuou abrindo e continuou colocando em outros pilotos, inclusive no 5ºlugar. (Josef Newgarden) Nas voltas finais, O piloto da Andretti Autosport tentou colocar volta em Bourdais e Dixon. Não conseguiu, Nas 3 voltas finais, Rossi tirou o pé para evitar uma pane seca e foi levando dessa forma até a linha de chegada.

Rossi dominou quase toda a prova e levou sua 3ªVitória me 2018 e esta mais perto de Scott Dixon, na liderança do campeonato. Will Power da Penske chegou em 2º, Sendo o único a tentar bater de frente com o piloto Norte-Americano, Porém ele só conseguiu fazer isso por uma parte da corrida. Desde do começo da 4ªParte da prova até o Começo da 5ªParte da Prova.

O pódio foi completado pelo Líder do Campeonato, Scott Dixon suportou a pressão do Francês Sebastien Bourdais, O piloto da Dale Coyne fez mais uma bela corrida, levando a pequena equipe a um importante 4ºlugar. Já o neozelandês fez mais uma grande corrida, Na relargada partiu lá de trás para subir com o decorrer da prova.

Josef Newgarden acabou ficando em 5ºlugar, 1 volta atrás de Alexander Rossi. Zach Veach que teve uma bela corrida, Prejudicada por uma parada ruim que a Andretti fez com ele. Ainda sim acabou passando Marco Andretti na reta final da prova, garantindo o 6ºlugar. Marco Andretti que chegou a andar em 3ºlugar ficou em 7ºlugar.

Fechando os 10 primeiros colocados vieram: Simon Pagenaud que teve problemas com a suspensão no procedimento de retornada da largada, Charlie Kimball da Carlin e Ed Carpenter que deixou a desejar com um pífio 10ºlugar.

Matheus Leist teve uma prova consistente, A Foyt não permitiu a ele mais do que o 11ºlugar a 3 voltas do vencedor. Esse foi o melhor resultado do Brasileiro na sua temporada de Estreia na Formula Indy.

Próximo sábado, teremos o GP de Gateway. A última prova em circuito oval da temporada. Ficaremos de plantão para informar o estado de saúde do Canadense Robert Wickens.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final da 14ªEtapa do Mundial de Formula Indy
500 milhas de Pocono

pos Piloto Equipe Chassi/Motor Voltas Tempo Grid
1 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 200 2h 36:49.1128 3
2 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 200 a 4.4982 1
3 Scott Dixon Chip Ganassi Dallara/Honda 200 a 41.3557 13
4 Sebastien Bourdais Dale Coyne Dallara/Honda 200 a 42.0120 8
5 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 199 a 1 Volta 2
6 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 199 a 1 Volta 7
7 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 199 a 1 Volta 11
8 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 199 a 1 Volta 5
9 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 198 a 2 Voltas 19
10 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 197 a 3 Voltas 15
11 Matheus Leist A.J.Foyt Dallara/Chevrolet 197 a 3 Voltas 20
12 Ed Jones Chip Ganassi Dallara/Honda 197 a 3 Voltas 12
13 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 196 a 4 Voltas 21
14 Graham Rahal Rahal Lettermann Lanigan Dallara/Honda 196 a 4 Voltas 18
15 Conor Daly Harding Racing Dallara/Chevrolet 162 Acidente 22
16 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 17 Acidente 16
17 Tony Kanaan A.J.Foyt Dallara/Chevrolet 16 Acelerador 14
18 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 6 Acidente 4
19 Robert Wickens Schmidt Peterson Dallara/Honda 6 Acidente 6
20 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Dallara/Honda 6 Acidente 9
21 Takuma Sato Rahal Lettermann Lanigan Dallara/Honda 6 Acidente 10
22 Pietro Fittipaldi Dale Coyne Dallara/Honda 6 Acidente 17

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Preview das 500 milhas de Pocono – Formula Indy 2018

O Pocono Raceway vai para a sua 5ªEdição, Depois de sua volta a Formula Indy que ocorreu em 2013, com vitória de Scott Dixon. Essa prova é a última das corridas de longa duração em circuito oval dessa temporada. Seu piso é irregular, não tem o mesmo cuidado do circuito de Indianápolis.

Esse circuito tem como uma mancha em sua história recente. Foi em 2015 nesse circuito aonde o Inglês Justin Wilson acabou morrendo após um acidente de Sage Karam, Uma das peças do carro do piloto da Chip Ganassi acabou acertando a cabeça dele. O piloto de 37 acabou falecendo no dia seguinte a corrida.

Scott Dixon que tem 44 pontos de frente para Alexander Rossi, Busca sua segunda vitória em Pocono. Porém, Quem dar as cartas é Will Power que ganhou em 2016 e 2017. O Australiano é sem dúvida um dos favoritos a vitória. Para os Brasileiros a expectativa é que melhorem os seus desempenhos depois do resultado ruim que tiveram em Mid-Ohio. (Diga-se de passagem pelo carro ruim que eles tiveram)

Matéria das provas

2014:

Montoya faz final de semana impecável e vence em Pocono

2015:

Formula Indy 2015 – Round 15 – Pocono entre disputas e acidentes Hunter-Reay vence e Montoya fica mais próximo do título

2016:

Indy Car em Pocono : Power vence e com Batida de Pagenaud o campeonato fica em aberto

2017:

Indycar – 500 milhas de Pocono : Will Power em uma incrível recuperação conquista vitória em Pocono

Lista de pilotos para as 500 milhas de Pocono:

Previsão do Tempo : accuweather

Sexta-Feira

Sábado

Domingo

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar