Coluna de Deivison da Conceição – 22 anos e 12 segundos depois

Ao passar os primeiros treinos livres valendo para o GP da Austrália eu me perguntava qual seria o tamanho da melhora dos tempos e quanto iriam virar os primeiros colocados. Eu acharia sinceramente que iriam virar 1:22 para 1:21 alto, O que seria uma bela melhora de tempo em comparação com os últimos anos, Aonde os motores Turbo vem baixando as marcas em 1 segundo média.

O que me deixou espantado foi Lewis Hamilton que chegou a incrível marca de 1:21 baixo (1:21.164) A média de 235 km de média horária era impensável para mim. Achei que no ano de 2010, Com o tempo da pole na casa de 1:23 alto seria o limite do tempo desse circuito, Agora o que pode se esperar em 2019: Já acho que esse tempo cai para 1 minuto e 19 segundos alto. Não duvidem isso, Eu duvidava desse tempo. Pena que nas corridas por motivos de combustível (Não pode reabastecer) Os pilotos ficam limitados a essa regra. Isso é o principal motivo para o Record de corrida continue com Schumacher a 14 anos.

Em relação a evolução dos tempos de classificação de cada prova de 2004 e do carro do ano passado. (2017)

Classificação 2004 2017 Diferença
China 1:34.012 1:31.678 -2.334
Bahrein 1:30.139 1:28.769 -1.370
Mônaco 1:13.985 1:12.178 -1.807
Canadá 1:12.275 1:11.459 – 0.816
Hungria 1:19.146 1:16.276 -2.870
Itália 1:20.089 1:35.554* +15.465
Japão 1:33.542 1:27.319 -6.223
Brasil 1:10.646 1:08.322 -2.324

*Treino sob Chuva

Melhor Volta da Prova 2004 2017 Diferença
China 1:32.238 1:35.378 +3.140
Bahrein 1:30.252 1:32.798 +2.546
Mônaco 1:14.439 1:14.820 +0.381
Canadá 1:13.622 1:14.551 +0.929
Hungria 1:19.071 1:20.182 +1.111
Itália 1:21.046 1:23.361 +2.315
Japão 1:32.730 1:33.144 +0.414
Brasil 1:11.473 1:11.044 -0.429

 

Resultado Final 2004 2017 Diferença
China 1:29:12.420 1:37:36.158 +0:08:23.738
Bahrein 1:28:34.875 1:33:53.374 +0:05:18.499
Mônaco 1:45.46.601* 1:44:44.340 -0:01:02.261
Canadá 1:28:24.803 1:33:05.154 +0:04:40.351
Hungria 1:35:26.131 1:39:46.713 +0:04:20.582
Itália 1:15:18.448 1:15:32.312 +0:00:13.864
Japão 1:24:26.985 1:27:31.194 +0:03:04.209
Brasil 1:28:01.451 1:31:26.262 +0:03:24.809

*Corrida teve a presença do Safety Car

Dá para se imaginar se o regulamento não fosse limitado os motores por temporada, Nem precisa liberar os giros. Se não tivesse a preocupação de carregar os 105 kg de combustível em todas as provas do campeonato. Não teríamos a menor dúvida que os carros iriam ser pelo menos 1 segundo mais rápido por volta em relação aos carros de 2004. E o tempo final de corrida iria cair pelo menos em 2 a 3 minutos.
O que mostra isso é que apesar do carro de hoje ser mais rápido em média de 1 a 2 segundos em Volta de Classificação. Na corrida pelas limitações do Regulamento. Os carros com motores Turbo V6 é mais lento que os carros de 2004 que usavam motores V10 Aspirado.

Isso para não falar desse GP da Austrália. Aonde o melhor carro da temporada de 1996 (Williams FW18) Não conseguiria nem chegar no tempo mínimo para largar o GP da Austrália desse ano. É Evidente que cada décimo, Centésimo ou Milésimo de segundo foi ganho no desenvolvimento aerodinâmico e pelas inovações tecnológicas  (Algumas delas proibidas) foi possível ter esse tremendo ganho. (11 segundos em 22 anos)

O Carro da Williams em 1996 não conseguiria se quer entrar no Grid de Largada. O FW18 ficaria 3 segundos dos 107% do melhor tempo do Q1.

O que se tira de lição é que com tamanhas restrições, Dá para vemos que os carros estão bem mais rápidos do que os carros com os motores aspirados de 14 anos atrás. E com os carros de 22 anos atrás não tem nem comparação. Nem comparo com os anos 80 que os carros turbo da época não tinham praticamente nenhuma apêndice ou elemento aerodinâmico, Eram limpos e sem muita preocupação com os desenvolvimentos aerodinâmicos de prova a prova.

Daniel Ricciardo foi o Autor da Melhor Volta da prova – Veja a melhor volta de Cada Piloto

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Volta Tempo
1 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 54 1:25.945
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 57 1:26.373
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 50 1:26.444
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 53 1:26.469
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 54 1:26.880
6 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 57 1:26.958
7 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 57 1:26.978
8 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 54 1:27.019
9 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 57 1:27.081
10 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 57 1:27.600
11 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 51 1:27.633
12 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 51 1:27.944
13 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 57 1:28.176
14 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 55 1:28.511
15 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 56 1:28.759
16 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 23 1:28.805
17 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 21 1:29.534
18 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 13 1:30.649
19 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 4 1:32.210
20 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 3 1:32.573

Foto: Red Bull

Vettel acaba vencendo em Albert Park ao aproveitar o Safety Car Virtual

Uma nova temporada começa e o vencedor foi o mesmo do ano passado. Apesar disso a emoção foi diferente para Sebastian Vettel que largou em 3ºlugar e acabou parando na hora certa por causa do inacreditável problema com a parada dos dois pilotos da equipe Haas e resistindo aos ataques do Hamilton na hora certa.

Na largada tudo foi calmo. Hamilton manteve a liderança com Raikkonen e Vettel logo atrás e Kevin Magnussen que largou muito bem e acabou passando Max Verstappen, Grosjean completava os 6 primeiros lugares. Uma largada limpa em Melborne, Algo raro de acontecer. Apenas Brendon Hartley da Toro Rosso que deve ter tido algum toque e por isso ele parou nos boxes para uma parada antecipada.

Na 6ªVolta a primeira ação de prova acontece, Com a ultrapassagem de Daniel Ricciardo sobre Hulkenberg, Ultrapassagem valeu o 7ºlugar, Já Verstappen não estava conseguindo nem se quer fazer uma tentativa em cima de Magnussen. O Russo Serguei Sirotkin com a Williams e o Sueco Marcus Ericsson (que fez um 3ºtreino aproveitando da secagem da pista no FP3) com a Sauber acabaram por deixar a prova ainda no começo.

Na 10ªVolta, Max Verstappen roda após passar a roda na grama e perdeu 3 posições. Grosjean, Ricciardo e Hulkenberg se beneficiaram desse erro e acabou jogando o piloto da Red Bull para o 8ºlugar. 1 volta antes disso: Bottas ultrapassou Ocon e estava em 13ºlugar.

Na Volta 15, Gasly acusa os problemas de motor Honda e acaba indo para os boxes bem lentamente para abandonar a prova. Enquanto isso Hamilton mantinha 3 segundos de vantagem para Kimi Raikkonen que começava a forçar o ritmo de prova para baixar a diferença entre os dois, Vettel estava 2 segundos atrás, No 3ºlugar, Sem dar mostras de partir para cima dos dois. Enquanto isso, Trabalho exemplar de Magnussen e Grosjean estavam em 4º e 5ºlugar, ficando na frente de Ricciardo que não conseguia ainda realizar uma tentativa de ultrapassagem sobre o piloto Francês, Tanto mais para o Dinamarquês.

Na volta 18 Raikkonen vai para os boxes, Esse foi o aviso para Hamilton também entrar nos boxes na volta seguinte. Isso garantiu que o inglês ficasse na frente de Raikkonen. Vettel assumiu a liderança e tentaria ficar algumas voltas a mais para tentar algo que desse a possibilidade de disputar o 2º ou até mesmo a liderança mais tarde.

Sem conseguir sair do 8ºlugar, Verstappen vai para a sua troca na 22ªVolta e volta em 14ºlugar. A partir dai, O resto da turma vai para os boxes nessa parte da prova. E ai acontece algo que eu considero absolutamente inacreditável.

Na 23ªVolta, Kevin Magnussen foi para a sua parada, Tudo normal e ele volta a pista. Só que metros depois ele fica lento na pista e acaba encostando na área de escape da curva 4. 2 voltas depois foi a vez de Grosjean fazer a parada e aconteceu a mesma coisa, Ele saiu dos boxes, Ficou lento e encostou após a curva 2. Algo que nunca vi acontecer, A equipe ficou desesperada, Era a possibilidade do melhor resultado da história da escuderia norte-americana.

O Safety Car virtual foi acionado, Os pilotos que não tinham parado foram para os boxes. Vettel aproveitou a hora certa, Na volta 26 ele foi para os boxes, Fez a parada e acabou voltando a frente de Lewis Hamilton e retornou a liderança. Outros beneficiados foram Fernando Alonso da Mclaren e Valtteri Bottas com a Mercedes que ganharam posições por causa dessa parada com o SCV que se tornou Safety Car devido à posição do carro da Haas.

Com isso, todos se juntam e Hamilton poderia tentar ultrapassar Vettel. Alonso reclamou com razão da manobra do piloto Holandês que depois de algum tempo acabou devolvendo a posição ao Príncipe das Astúrias.

Na 32ªVolta, A prova reiniciou com Hamilton tentando a aproximação em cima de Vettel. Mais atrás Hulkenberg tenta aproximação em cima de Verstappen, Mas logo o Holandês começou a pressionar Alonso, buscando o 5ºlugar. Pela distância de carro poderia ser fácil essa missão…

… Mas Alonso de forma nenhuma iria facilitar mesmo tendo um carro 1 segundo por volta mais lento que o carro da Equipe Austríaca.

Lá na frente Hamilton buscava atacar Vettel, Mas voltas depois é avisado que o seu Motor estava superaquecendo e que ele deveria dar um respiro lá na frente, Já Daniel Ricciardo pressionava Raikkonen. Queria fazer pódio na sua casa, Já Alonso não deixava Verstappen ter qualquer chance de ultrapassá-lo. Continuava firme e forte em um 5ºlugar que a Mclaren não conseguiu no ano passado com o Motor Honda.

Vettel fez a volta mais rápida na 45ªVolta: 1:26.785, Na Volta seguinte Hamilton respondeu com 1:26.523 e foi para cima de Vettel, Na Volta 47, Porém o inglês trava os pneus na curva 8 do Circuito e acaba perdendo 2.5 segundos do piloto Alemão que ganhava um respiro na liderança. Hamilton teria de buscar de novo a diferença e lutar pela vitória. Lewis Hamilton tenta alcançar Vettel, Chegou a baixar a vantagem para 1.2 segundos…

… Mas os seus pneus começam a apresentar problemas e ele trata de salvar o segundo lugar que começava a ficar ameaçado por Raikkonen que segurava Ricciardo, Faminto pelo pódio (Fazendo a volta mais rápida da prova: 1:25.945). Enquanto Verstappen buscava suas últimas fichas para superar Alonso.

Vettel foi tranquilo no final para a sua vitória de número 48 da carreira e o seu 100ºpódio da carreira (Primeiro pódio foi na Vitória do GP da Itália em 2008) E larga na frente na disputa do título de 2018. Lewis Hamilton segurou o 2ºlugar, Um pouco mais de 1 segundo a frente de Kimi Raikkonen que segurou a 3ªposição.

Por muito pouco o Australiano Daniel Ricciardo não chega ao pódio na sua casa, O 4ºlugar em uma bela prova de recuperação após largar do 8ºlugar. O seu tão sonhado pódio em casa(Sem contar o pódio que tiraram dele em 2014 com a desclassificação do 2ºlugar em 2014) vai ter de esperar por mais uma temporada.

Fernando Alonso conseguiu segurar por 26 voltas ao jovem Max Verstappen e mostra com menos carro que ainda é o bicampeão e um dos melhores pilotos da categoria. Verstappen em 6ºlugar foi o ponto negativo da prova. Após a rodada e sem fazer uma tentativa decisiva de ultrapassagem ele ficou até no lucro com essa posição

Nico Hulkenberg levou a Renault a uma boa 7ªposição e Valtteri Bottas que largou do 15ºlugar chegou em 8º. Esperava uma recuperação melhor do piloto da Mercedes.

Stoffel Vandoorne com a Mclaren e Carlos Sainz com a Renault tiveram corridas corretas e completaram a zona de pontuação. A Force India diferente dos outros anos começa o ano de forma discreta, Sergio Perez e Esteban Ocon levaram seus carros para o 11º e 112ºlugar.

Charles Leclerc com a Sauber, mostrou seu talento provado com o título da Formula 2 no ano passado. Ficando na frente de Lance Stroll com a lamentável Williams que pode substituir a Mclaren-Honda como a gigante que fica dando fiasco. O 14ºlugar e desesperador para um time que tem a dupla mais inexperiente do Grid. Brendon Hartley com a Toro Rosso-Honda fez uma corrida apagada, mas levou o carro até o final no que é importante para o estágio que esta a Honda e a equipe nesse ano de experimento.

Daqui a 2 semanas teremos a segunda etapa do Campeonato: GP do Bahrein,No circuito de Sahkir.

Resultado final do GP da Austrália de Formula 1
58 Voltas – Melbourne – Albert Park

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Grid
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:29:33.283 3
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ a 5.036s 1
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO a 6.309s 2
4 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer a 7.069s 8
5 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 a 27.886s 10
6 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer a 28.945s 4
7 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 a 32.671s 7
8 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ a 34.339s 15
9 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 a 34.921s 11
10 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 a 45.722s 9
11 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ a 46.817s 12
12 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ a 1:00.278s 14
13 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO a 1:15.759s 18
14 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ a 1:18.288s 13
15 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H a 1 Volta 16
8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO a 34 Voltas 6
20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO a 36 Voltas 5
10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H a 45 Voltas 20
9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO a 53 Voltas 17
35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ a 54 Voltas 19

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Mercedes/Mclaren/Toro Rosso/Renault/Haas/Williams/Red Bull

Hamilton conquista a pole após volta arrebatadora no final

Lewis Hamilton, Conquistou sua pole de número 73 da sua carreira na Formula 1. Abrindo a temporada com chave de ouro e fazendo a melhor volta da história do Circuito de Albert Park. (Nunca ninguém fez na história desse circuito um tempo de 1 minuto e 21 segundos, Algo impensável a 10 anos atrás)

No Q1, O que se previa em temos de nível das equipe aconteceu, Mas não da forma como se esperava: As Sauber muito atrás das outras equipe, Porém não aconteceu.Marcus Ericsson e Charles Leclerc chegaram a sonhar com a possibilidade de entrar no Q2. Por muito pouco ficaram de fora, largam em 17º e 18ºlugares.

Entre eles ficaram atrás o Russo Sergei Sirotkin com a Williams, Uma estreia muito desapontadora da equipe de Grove e principalmente do Russo e do Francês Pierre Gasly que assim como Brendon Hartley ainda sofrem com a falta de potência dos motores Honda. O Neozelandês foi o primeiro dos pilotos Eliminados. A Force India confirmou que não esta forte nesse começo de temporada e que Alonso e a Mclaren estava de novo entre os Top 10.

Hamilton foi o mais rápido com Raikkonen em segundo e Vettel em 3º

Resultado do Q1:

Piloto Equipe Tempo
44 Lewis Hamilton Mercedes 1:22.824
7 Kimi Räikkönen Ferrari 1:23.096
5 Sebastian Vettel Ferrari 1:23.348
33 Max Verstappen Red Bull Racing TAG Heuer 1:23.483
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing TAG Heuer 1:23.494
55 Carlos Sainz Renault 1:23.529
14 Fernando Alonso McLaren Renault 1:23.597
8 Romain Grosjean Haas Ferrari 1:23.671
77 Valtteri Bottas Mercedes 1:23.686
27 Nico Hulkenberg Renault 1:23.782
20 Kevin Magnussen Haas Ferrari 1:23.909
2 Stoffel Vandoorne McLaren Renault 1:24.073
11 Sergio Perez Force India Mercedes 1:24.344
18 Lance Stroll Williams Mercedes 1:24.464
31 Esteban Ocon Force India Mercedes 1:24.503
28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso Honda 1:24.532
9 Marcus Ericsson Sauber Ferrari 1:24.556
16 Charles Leclerc Sauber Ferrari 1:24.636
35 Sergey Sirotkin Williams Mercedes 1:24.922
10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso Honda 1:25.295

No Q2, O desempenho da Ferrari melhorou e Sebastian Vettel marcou 1:21.944, Nesse momento o piloto Alemão se tornava o recordista do circuito. Detalhe, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas não usaram os pneus ultra macios para fazerem seu tempos no Q2 e terão vantagem para a corrida amanhã. Com pneus mais resistentes no inicio de corrida.

Max Verstappen ficou a frente de Raikkonen mostrando força dele e da Red Bull nessa temporada e Daniel Ricciardo fechando os 6 pilotos das 3 grandes equipes desse mundial.

As 4 outras vagas ficaram com a Renault: Carlos Sainz em 7º e Nico Hulkenberg em 10º após passar reto pela primeira curva na sua primeira tentativa. O piloto Alemão salvou o seu treino. E a Hassa colocando seus dois pilotos na fase final de treinamento. Kevin Magnussen ficou na frente de Romain Grosjean.

Terminaram ficando de fora do Q3: Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne, Com a Mclaren-Renault ainda não foi o bastante para entrar entre os 10 primeiros colocados, A Force India com o Perez em 13º e Ocon em 15º não tinham muito o que fazer. Entre eles o Canadense Lance Stroll leva a Williams a uma digna 14ªposição.

Piloto Equipe Tempo
5 Sebastian Vettel Ferrari 1:21.944
44 Lewis Hamilton Mercedes 1:22.051
77 Valtteri Bottas Mercedes 1:22.089
33 Max Verstappen Red Bull Racing TAG Heuer 1:22.416
7 Kimi Räikkönen Ferrari 1:22.507
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing TAG Heuer 1:22.897
55 Carlos Sainz Renault 1:23.061
20 Kevin Magnussen Haas Ferrari 1:23.300
8 Romain Grosjean Haas Ferrari 1:23.468
27 Nico Hulkenberg Renault 1:23.544
14 Fernando Alonso McLaren Renault 1:23.692
2 Stoffel Vandoorne McLaren Renault 1:23.853
11 Sergio Perez Force India Mercedes 1:24.005
18 Lance Stroll Williams Mercedes 1:24.230
31 Esteban Ocon Force India Mercedes 1:24.786

Q3

A Expectativa da disputa da pole position acabou sendo abortada com um fortíssimo acidente que o Finlandês Valtteri Bottas acabou lindo para a grama na curva um e acabou indo para o muro na curva seguinte. Treino paralisado por pelo menos 10 minutos para a limpeza do circuito.

Faltando 9 minutos para o final o treino recomeça e os 5 pilotos das 3 principais equipes vão para a pista para decidirem a parada. Hamilton acaba fazendo o melhor tempo, Vettel parecia que iria conseguir superar o piloto inglês com duas melhores parciais, Mas acabou perdendo tempo e fazendo apenas 1:22.085 contra o 1:22.051 do piloto da Mercedes. Max Verstappen vinha perto dos dois, Em 3ºlugar com 1:22.112. Raikkonen e Ricciardo vinha logo a seguir.

Restando 4 minutos para o final: Sainz, Hulkenberg, Grosjean e Magnussen foram para a pista para decidirem a parada entre o 6º e o 9ºlugar. Nessa disputa em particular, Quem levou a melhor foi Kevin Magnussen com a Haas, Que se revelou um carro muito bom para o circuito Australiano (Lembrando que foi nesse circuito a 2 anos que a equipe estreou marcando pontos com o 6ºlugar de Romain Grosjean) Depois vieram Romain Grosjean, e os pilotos da Renault com Hulkenberg a 45 milésimos a frente de Carlos Sainz jr.

A 2 minutos do final os favoritos saíram para a volta decisiva!

Daniel Ricciardo que vai perder 3 posições por excesso de velocidade na bandeira vermelha no 2ºTreino Livre ficou com 1:22.152 e vai largar em 8ºlugar devido a penalização. Na segunda fila largam Sebastian Vettel e Max Verstappen. Ambos não conseguiram fazer o melhor deles nas suas voltas rápidas derradeiras. Na frente dos dois larga o Homem de Gelo, Kimi Raikkonen marcou 1:21.828, 10 milésimos a frente de Vettel e 51 milésimos a frente de Verstappen.

Kimi só não pode ser mais rápido que Hamilton, Que marcou 1:21.164 e com o melhor tempo da história do Circuito de Albert Park marcou sua 73ªpole da Carreira. A Média de velocidade nessa passagem incrível foi de 235,212 km/h de média horária. Com o desempenho que se mostrou hoje, Hamilton é o favorito a vitória amanhã.

A partir das 2 horas da Manhã, Horário de Brasília teremos a largada para a primeira etapa do Mundial de Formula 1. O Campeonato 69 da história e o 2ºcampeonato comandado pela Liberty Média.

Grid de Largada do GP da Austrália
1ªEtapa – Melbourne – Albert Park

Pos Piloto Equipe Tempo Voltas
1 44 Lewis Hamilton Mercedes 1:21.164 20
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari 1:21.828 17
3 5 Sebastian Vettel Ferrari 1:21.838 20
4 33 Max Verstappen Red Bull Racing TAG Heuer 1:21.879 18
5 20 Kevin Magnussen Haas Ferrari 1:23.187 17
6 8 Romain Grosjean Haas Ferrari 1:23.339 17
7 27 Nico Hulkenberg Renault 1:23.532 16
8 3 Daniel Ricciardo (pun – 3) Red Bull Racing TAG Heuer 1:22.152 17
9 55 Carlos Sainz Renault 1:23.577 17
10 77 Valtteri Bottas Mercedes Sem Tempo 16
11 14 Fernando Alonso McLaren Renault 1:23.692 14
12 2 Stoffel Vandoorne McLaren Renault 1:23.853 14
13 11 Sergio Perez Force India Mercedes 1:24.005 14
14 18 Lance Stroll Williams Mercedes 1:24.230 13
15 31 Esteban Ocon Force India Mercedes 1:24.786 16
16 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso Honda 1:24.532 8
17 9 Marcus Ericsson Sauber Ferrari 1:24.556 9
18 16 Charles Leclerc Sauber Ferrari 1:24.636 9
19 35 Sergey Sirotkin Williams Mercedes 1:24.922 8
20 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso Honda 1:25.295 7

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Renault/Sauber

Resultado do 3ºTreino Livre – GP da Austrália

Pos Piloto Equipe Tempo Voltas
1 5 Sebastian Vettel Ferrari 1:26.067 15
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari 1:28.499 13
3 9 Marcus Ericsson Sauber Ferrari 1:28.890 14
4 33 Max Verstappen Red Bull Racing TAG Heuer 1:31.680 8
5 55 Carlos Sainz Renault 1:33.172 11
6 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing TAG Heuer 1:34.043 14
7 77 Valtteri Bottas Mercedes 1:34.174 14
8 44 Lewis Hamilton Mercedes 1:34.225 7
9 2 Stoffel Vandoorne McLaren Renault 1:34.233 15
10 14 Fernando Alonso McLaren Renault 1:34.298 13
11 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso Honda 1:34.990 16
12 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso Honda 1:35.438 16
13 35 Sergey Sirotkin Williams Mercedes 1:35.589 16
14 18 Lance Stroll Williams Mercedes 1:35.828 8
15 8 Romain Grosjean Haas Ferrari 1:36.171 6
16 16 Charles Leclerc Sauber Ferrari 1:36.448 12
17 20 Kevin Magnussen Haas Ferrari 1:36.807 7
18 27 Nico Hulkenberg Renault 1:38.482 8
19 31 Esteban Ocon Force India Mercedes Sem Tempo 1
20 11 Sergio Perez Force India Mercedes Sem Tempo 1

Foto: Sauber

Formula 1 começa na Austrália com quadro inalterado nas primeiras posições

O Quadro do campeonato Mundial de Formula 1 de 2018 não é muito diferente do Quadro do ano passado e do retrasado. Apesar de que os dois treinos livres não darem certeza dos resultados pode-se dizer que a Mercedes tem com alguma sobra o melhor carro do ano. Porém não creio que Red Bull e Ferrari estejam fora da disputa, Pelo contraio, Estão dentro da batalha pela vitória ou pelo menos para dificultar o domínio da equipe Alemã.

Lewis Hamilton ficou com melhor tempo com os dois treinos livres, Valtteri Bottas ficou com o 2ºlugar no treino da Manha e 3º no treino da tarde. Max Verstappen com a Red Bull ficou com o 2ºtempo no 2ºtreino. Os dois pilotos da Ferrari vieram longo a seguir e o Ricciardo acabou sendo a nota negativa do dia com o 6ºlugar no 1ºtreino e no segundo treino acabou perdendo sua melhor volta e ficando em 7ºlugar.

Romain Grosjean furou o grupo dos pilotos da Top 3. O 6ºtempo mostra o quanto pode ser boa a temporada da equipe Haas. A Renault apesar de não colocar carros entre os 10 primeiros colocados no 2ºTreino livre eu coloco com um dos candidatos a entrar no Q3 e com expectativas de progressão. E a Mclaren parece estar no caminho certo para voltar aos bons tempos, Ainda que nesse ano eles vão brigar pelo 4ºlugar nos construtores.

Já a Force India confirmou a expectativa de que não viria muito bem nesse começo de temporada, A Williams também não parece vim muito forte nesse começo de ano, O Carro de Paddy Lowe não parece ter funcionado no primeiro momento. Toro Rosso achei que iria andar mais a frente, Mas ainda continua com os motores Honda sem grande potência e Sauber com a parceria da Ferrari continua fechando o Grid.

Sobre o Halo, Eu achei que essa aberração fosse infinitamente pior do que achei que fosse, Não sei se estamos nós acostumando com essa aberração. O Grande problema é que não dá para ver o capacete do piloto durante a prova. (Por mais que o número do carro seja mais visível do que antes) E se acontece um acidente que tenha fogo saindo do carro e esse Halo não sai do carro e o piloto fica preso??? Ele morre???

Não poderia ser obrigatório essa bizarrice, Quem quer correr com isso usa e quem não quer não precisa, Eu acredito que isso não vai fazer praticamente diferença nenhuma.

Amanhã a meia-noite teremos o treino livre 3 no Circuito de Albert Park e as 3 da manhã teremos a primeira classificação para formação do Grid de largada da Abertura do 69º Campeonato Mundial de Formula 1.

Resultado dos Dois Treinos Livres do GP da Austrália

1ºTreino Livre

Pos Piloto Equipe Tempo Voltas
1 44 Lewis Hamilton Mercedes 1:24.026 27
2 77 Valtteri Bottas Mercedes 1:24.577 29
3 33 Max Verstappen Red Bull Racing TAG Heuer 1:24.771 26
4 7 Kimi Räikkönen Ferrari 1:24.875 23
5 5 Sebastian Vettel Ferrari 1:24.995 22
6 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing TAG Heuer 1:25.063 25
7 8 Romain Grosjean Haas Ferrari 1:25.730 24
8 14 Fernando Alonso McLaren Renault 1:25.896 16
9 55 Carlos Sainz Renault 1:25.922 23
10 2 Stoffel Vandoorne McLaren Renault 1:26.482 15
11 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso Honda 1:26.494 25
12 35 Sergey Sirotkin Williams Mercedes 1:26.536 25
13 27 Nico Hulkenberg Renault 1:26.583 25
14 31 Esteban Ocon Force India Mercedes 1:26.605 30
15 18 Lance Stroll Williams Mercedes 1:26.636 30
16 11 Sergio Perez Force India Mercedes 1:26.767 26
17 20 Kevin Magnussen Haas Ferrari 1:27.035 13
18 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso Honda 1:27.745 16
19 9 Marcus Ericsson Sauber Ferrari 1:27.964 28
20 16 Charles Leclerc Sauber Ferrari 1:28.853 28

2ºTreino Livre

Pos Piloto Equipe Tempo Voltas
1 44 Lewis Hamilton Mercedes 1:23.931 35
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing TAG Heuer 1:24.058 34
3 77 Valtteri Bottas Mercedes 1:24.159 34
4 7 Kimi Räikkönen Ferrari 1:24.214 39
5 5 Sebastian Vettel Ferrari 1:24.451 38
6 8 Romain Grosjean Haas Ferrari 1:24.648 34
7 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing TAG Heuer 1:24.721 28
8 14 Fernando Alonso McLaren Renault 1:25.200 28
9 20 Kevin Magnussen Haas Ferrari 1:25.246 30
10 2 Stoffel Vandoorne McLaren Renault 1:25.285 34
11 55 Carlos Sainz Renault 1:25.390 35
12 11 Sergio Perez Force India Mercedes 1:25.413 30
13 27 Nico Hulkenberg Renault 1:25.463 35
14 18 Lance Stroll Williams Mercedes 1:25.543 32
15 31 Esteban Ocon Force India Mercedes 1:25.888 33
16 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso Honda 1:25.925 41
17 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso Honda 1:25.945 39
18 35 Sergey Sirotkin Williams Mercedes 1:25.974 37
19 9 Marcus Ericsson Sauber Ferrari 1:26.814 31
20 16 Charles Leclerc Sauber Ferrari 1:26.815 35

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Haas

Mais uma vez, O Estrategista Dovizioso parte de trás para vencer Marquez e conquista a vitória em Losail pela primeira vez

Na moto GP, No Q1 vimos que Maverick Viñales e Jack Miller se sobresairam dos demais pilotos e marcaram os melhores tempos classificando para o Q2. No final do treino o piloto Australiano que faz sua estreia na Ducati marca o melhor tempo da primeira parte da classificação de forma surpreendente. Com sua moto de 2017 sobre a Yamaha de 2018 que deveria ser uma moto melhor.

Destaques do treino foram Aleix Espargaro que leva a Aprilla acima do limite, Franco Morbidelli fez uma boa estreia nas classificações. E vale ressaltar o trabalho de Hafizh Syarhin que com pouco tempo de Moto ele consegue o 5ºlugar no Q1 e larga em 15ºlugar. Decepção foi Takaaki Nakagami que ficou a frente apenas de Xavier Simeon.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’54.634
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.637
3 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.140
4 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.169
5 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’55.258
6 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’55.273
7 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.380
8 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.381
9 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’55.392
10 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.553
11 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’55.638
12 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.706
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’56.401
14 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’56.545

No Q2, Uma disputa forte pela pole position que em um primeiro momento teve Jorge Lorenzo que parecia que iria conseguir brigar pela pole position, Mas logo se viu que a disputa estava mais voltado para Andrea Dovizioso e Marc Marquez que assumiram os primeiros lugares. Com Cal Crutchlow, um surpreendente Jack Miller com a Pramac, Johann Zarco e Danilo Petrucci logo atrás.

Na parte final do Treino 5 pilotos em sua última volta estavam em parcial vermelha buscando a pole position, Zarco, Marquez, Dovizioso, Petrucci e Crutchlow vinham com parcial vermelha. No final do treino, Quem levou a melhor foi Johann Zarco, Com 1’53.680 o francês da Tech 3 com a Yamaha do ano de 2016 conquistou a pole position em cima de Marc Marquez, que tem o equipamento da Honda de 2018. O tetracampeão do Mundial de Motovelocidade da Honda Reysol e Danilo Petrucci da Pramac Ducati de 2018 completam a primeira fila.

Cal Crutchlow superou Andrea Dovizioso e vai largar em 4ºlugar, O piloto da Ducati que liderou boa parte do treino acabou perdendo a sua volta no final, Perdendo posições e conseguindo apenas o 5ºlugar no Grid de largada. Alex Rins com a Suzuki que promete melhorar em 2018 completa a 2ªFila. Dani Pedrosa, Valentino Rossi e Jorge Lorenzo largam na 3ªFila. Enquanto Rossi fez o que era possível com a Yamaha de 2018 que não dava pistas de ter moto para disputar vitória, Do outro lado, Lorenzo começava o ano como começou ano passado, Tomando tempo do Dovizioso.

Jack Miller larga em 10º e Andrea Iannone e Maverick Viñales completam a 4ªfila do GP do Qatar.

Grid de largada – Mundial de Motovelocidade
MotoGP – 1ªEtapa – GP do Qatar (Losail)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’53.680
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’53.882
3 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’53.887
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’54.072
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’54.074
6 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’54.339
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’54.368
8 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.389
9 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’54.431
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’54.449
11 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’54.619
12 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.707
13 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.140
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.169
15 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’55.258
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’55.273
17 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.380
18 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.381
19 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’55.392
20 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.553
21 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’55.638
22 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.706
23 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’56.401
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’56.545

Dovizioso não deixou dúvidas de que ele é um dos principais pilotos da MotoGP nesse ano. Após uma corrida bem pensada, largando do 5ºlugar, Recuando 2 posições na Largada e subindo aos poucos até que no final da prova ele assumiu a liderança, E em Feroz disputa com o Espanhol Marc Marquez ele ganha a batalha com o piloto da Honda e leva a primeira etapa do Campeonato.

Na Largada, Zarco manteve a liderança com Marquez em Segundo. Pedrosa e Rossi subiram na largada. Quem caiu foi Petrucci, Dovizioso e Viñales. O piloto da Yamaha largou muito mal e ficou mais para trás. No final da primeira volta Zarco erra a curva final e Marquez assume a lideranda até o final da Reta quando Zarco recupera a liderança. Rossi que subiu de 8º para 5º e ganhou a posição para Petrucci foi para cima de Pedrosa e na segunda volta o Doutor passou o Samurai de Borracha e assumia o 3ºlugar.

Viñales em 14º e Lorenzo em 11º estavam muito mal. Os 10 primeiros colocados estavam no mesmo pelotão da frente. Com 5 voltas completadas o Italiano Andrea Dovizioso começou a dar as cartas, Passa para o 6ºlugar superando a Daniel Pedrosa que ficou para Alex Rins, Com sua Suzuki que melhorou sua moto para essa temporada. Na 7ªVolta Rossi ultrapassa Marquez e assume a segunda posição.

Na 9ªVolta, Andrea Dovizioso Faz uma ultrapassagem dupla em cima de Danilo Petrucci e de Cal Crutchlow e sobe para o 4ºlugar.

Rossi foi para cima de Zarco, O Doutor queria a liderança a todo o custo, Na 12ªVolta Rossi pega o vácuo do Francês, Parecia que o piloto da Yamaha ganharia o primeiro lugar, Porém foi Marquez que ultrapassou Rossi e assumiu o segundo lugar. Dovizioso também passou Rossi, Caindo para o 4ºlugar, e em Curvas depois Rossi acabou segurando os ataques de Petrucci que estava disputando posição com Crutchlow que ganhou o 5ºlugar no final da volta.

Dovizioso foi para cima de Marquez e o piloto da Ducati ultrapassou a Formiga atômica, Assumindo o 2ºlugar.

A 10 voltas do final Alex Rins caiu na curva 2 e Jorge Lorenzo caiu na volta 5 deixando a prova. Mais uma vez Lorenzo tomando pau do Dovizioso.

Marquez passou Dovizioso, recuperando o segundo lugar, Na volta seguinte o piloto da Ducati recupera o Segundo Lugar e partiu para cima de Zarco que liderava praticamente de ponta a ponta. A 7 voltas do final Marevick Viñales passou Andrea Iannone e após esta até em 15ºlugar o piloto da Yamaha já vinha para o 8ºlugar.

Zarco estava liderando a prova de forma segura, Até que a 5 voltas do final Andrea Dovizioso e Marc Marquez ultrapassaram Zarco e assumiram os 2 primeiros lugares, Rossi também passou o piloto da Tech 3 que perdeu de vez o rendimento (provavelmente acabaram os pneus) e foi ficando para os outros pilotos.

Dovizioso, Marquez e um pouco mais atrás Rossi brigavam pela vitória nas voltas finais. Em reta a Ducati levava vantagem sobre Marquez e Rossi. Na Volta final a Formiga atômica foi para cima de Dovi para tentar quebrar a vantagem que a Ducati tinha de reta. Na volta final Marquez fez tudo que era possível e acelerou o que pode para ter a chance de passar o piloto da Ducati na curva final. MM fez a manobra, Mas tomou o X de Dovizioso e cruza a linha de chegada. Vencendo em Losail. Prova aonde ele ficou em 2ºlugar em 2015, 2016 e 2017.

Marquez começa sua caminhada para buscar o pentacampeonato da MotoGP com o 2ºlugar com a Honda, Valentino Rossi completou o pódio, Após largar da 8ªposição e que apesar dos 38 para 39 anos o Italiano continua sendo um dos melhores pilotos da MotoGP até hoje.

Cal Crutchlow que terminou em baixa 2017 fez um belo final de semana com a moto da LCR Honda (Melhor piloto das equipes satélites) completando a prova em um honroso 4ºlugar. A frente de Danilo Petrucci que fez um grande final de semana com sua Ducati da equipe Pramac, O Italiano segurou Marevick Viñales que teve uma grande recuperação, Chegando a estar em 15ºlugar para terminar a prova em 6ºlugar.

Dani Pedrosa acabou a prova em 7ºlugar em uma corrida apagada. Johann Zarco que liderou 17 voltas acabou perdendo rendimento no final de corrida e foi rebaixado até o 8ºlugar com os pneus detonados. Completaram os 10 primeiros colocados o Italiano Andrea Iannone que ficou longe do primeiro grupo e do Australiano Jack Miller que estreou muito bem com a Pramac Ducati do ano de 2017.

Tito Rabat surpreendeu na sua estreia na Avintia, O piloto que foi muito mal no ano passado na Mard VDS obteve um bom 11ºlugar.

Franco Morbidelli foi o melhor dos estreantes, Com um desempenho consistente o Ítalo-Brasileiro completou a 1ªcorrida na MotoGP em 12ºlugar. Superando Hafish Syahrin que estreou na Tech 3 e teve um final de semana muito digno para quem pegou a moto a 1 mês atrás (Esta no Lugar de Jonas Folger que desistiu de correr nessa temporada por problemas de saúde) ficando em 14ºlugar.

Thomas Luthi e Takaaki Nakagami não conseguiram entrar na zona de pontuação, Ficaram em 16º e 17ºlugares. Álvaro Bautista em 13º e Karel Abraham em 15º, Ambos da equipe de Aspar Martinez que agora tem o nome de Angel Nieto Team completaram a zona de pontuação.

Próxima etapa acontece na Argentina no dia 8 de Abril, No circuito de Termas de Rio Hondo.

Resultado final do GP do Qatar
MotoGP – 1ªEtapa – Mundial de Motovelocidade

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 42’34.654
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 0.027
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 0.797
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 2.881
5 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 3.821
6 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 3.888
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 4.621
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 7.112
9 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 12.957
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 14.594
11 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 15.181
12 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 16.274
13 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 19.788
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 20.299
15 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 23.287
16 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 24.189
17 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 24.554
18 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 31.704
19 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 34.712
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 37.641
21 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 46.706
44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 7 Voltas
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 10 Voltas
99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 10 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Francesco Bagnaia resiste a pressão de Baldassarri e conquista 1ªVitória na Moto 2

Alex Marquez sobra e conquista a pole em Losail

O Irmão de Marc Marquez mostrou que é um sério candidato ao campeonato da Moto 2 de 2018. Ele pulverizou toda a concorrência na classificação do GP do Qatar da MotoGP. O tempo de 2’00.299 feito no final do tempo foi avassalador, Seu tempo anterior a esse já por si daria o segundo lugar. Apenas Lorenzo Baldasserri alcançou esse tempo e se colocou em 2ºlugar, Na sua estreia na Pons. Jantando o experiente Hector Barbera que vai largar em 19ºlugar apenas.

Francesco Bagnaia completa a primeira Fila com a Moto da equipe de Valentino Rossi; Que ao contraio da Moto 3 acabou indo muito bem na categoria intermediária. Já que o piloto Luca Marini, apesar de 17ºlugar no Grid chegou a disputar os primeiros lugares. Miguel Oliveira, Um dos candidatos ao título dessa temporada larga em 4ºlugar com sua KTM que novamente vem com força para essa temporada.

O Estreante Romain Fenati e o Britânico Danny Kent surpreenderam e completam a 2ªFila. Um estreia pela equipe Marinelli Snipers Team e o outro esta na equipe Speed Up após um ano de 2017 sabático praticamente. Jorge Navarro também fez um bom treino e larga em 7º. Completando os 10 primeiros colocados: Mattia Pasini, Marcel Schrotter e Sam Lowes que volta a Moto 2 após um desastroso ano de 2017 na MotoGP. Xavi Vierge e Reny Gardney mostraram um bom serviço e ambos largam em boas posições.

Quem deixou a desejar nesse treino foi a Suter que parece ter feito uma moto ruim para esse ano. Stefano Manzi em 28º e Eric Granado em 30ºlugar vão precisar de muita melhora para sonharem pelo menos com zona de pontuação para a prova.

Grid de largada – Mundial de Motovelocidade
Moto 2 – 1ªEtapa – GP do Qatar (Losail)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 2’00.299
2 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 2’00.607
3 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 2’00.843
4 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 2’00.846
5 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex 2’00.899
6 52 Danny Kent Beta Tools – Speed Up Racing Speed Up 2’00.965
7 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 2’01.038
8 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 2’01.062
9 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 2’01.129
10 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 2’01.167
11 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex 2’01.176
12 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 2’01.252
13 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 2’01.338
14 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’01.351
15 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 2’01.355
16 20 Fabio Quartararo Beta Tools – Speed Up Racing Speed Up 2’01.404
17 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 2’01.420
18 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex 2’01.421
19 40 Hector Barbera Pons HP40 Kalex 2’01.482
20 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 2’01.562
21 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 2’01.745
22 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 2’01.936
23 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 2’01.954
24 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 2’02.324
25 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’02.433
26 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’02.568
27 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 2’03.233
28 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter 2’03.263
29 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 2’03.453
30 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter 2’03.516
31 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’04.078
32 63 Muhammad Zulfahmi SIC Racing Team Kalex 2’04.780

Francesco Bagnaia resiste a pressão de Baldassarri e conquista 1ªVitória na Moto 2

O piloto da equipe de Valentino Rossi na Moto 2 Francesco Bagnaia conquistou ontem sua primeira vitória na Moto 2. Após uma corrida de onde ele saiu na pole e liderou por todo o tempo, e no final, Segura a pressão de Lorenzo Baldassarri para levar a sua primeira vitória na categoria Moto 2.

Na largada todo o domínio de Alex Marquez na disputa pela pole position foi anulado pela grande largada do piloto Italiano que pulou do 3º para o primeiro lugar. Baldassarri com a moto da Pons em 2º e Alex Marquez caindo para o terceiro lugar, Pior ficou para Miguel Oliveira que caiu para o 8ºlugar. Schrotter e Xavi Vierge largaram muito bem e estavam em 4º e 6ºcolocados. Entre eles vinha o Italiano Romano Fenati que logo depois começou a cair na Classificação.

Os três primeiros colocados começaram a abrir diferença do 2ºpelotão liderado por Mattia Pasini que vinha em 4ºlugar. Brad Binder disputou o 5ºlugar com Marcel Schrotter e conseguiu a 5ªposição do piloto da Dynavolt Intact GP, Miguel Oliveira e Xavi Vierge vinham logo atrás. No pelotão intermediário o Britânico Sam Lowes passou o estreante Joan Mir e depois ganhou posição do Italiano Luca Marini para ocupar o 9ºlugar em uma corrida de recuperação. Porém essa recuperação acabou após uma queda a 9 voltas do final. Nesse meio tempo Alex Marquez passou Baldassarri e assumiu o segundo lugar, Mas isso acabou durando pouco tempo. O piloto da Pons recupera o segundo lugar e o irmão de Marc Marquez acabou errando a curva e perdendo tempo para voltar a pista. Ainda volta em 3º, Mas começa a permitir que Pasini possa alcançar ele.

Enquanto que Schrotter tenta segurar a 5ºposição, pressionado pelos dois pilotos oficiais da KTM. Vierge em 8º e Marini e Jorge Navarro disputavam a 9ªposição.

Na reta final, Baldassarri foi para cima de Bagnaia nas voltas finais, Na penúltima curva o piloto da Pons consegue a ultrapassagem, Mas Peppo Bagnaia deu o X no piloto da Pons, Segura a liderança até a bandeirada e vence com 112 milésimos de frente para Lorenzo Baldassarri. Foi a primeira vitória na Moto 2 para o piloto da equipe de Valentino Rossi. Baldassarri pode vim como a surpresa da temporada como postulante ao campeonato.

Alex Marquez segurou o 3ºlugar e fechou o pódio, ficando 1 segundo a frente de Mattia Pasini que começa o ano bem com a moto da Italtrans. Os melhores pilotos sem usarem moto da Kalex que ficou com os 4 primeiros lugares vieram os dois pilotos da KTM Ajo com o Miguel Oliveira chegando a frente de Brad Binder na 5ºposição. Ambos superaram os dois pilotos Dynavolt Intact GP. Marcel Schrotter e Xavi Vierge terminaram a prova em 7º e 8ºlugares respectivamente.

Luca Marini levou a melhor na disputa pelo 9ºlugar na disputa com o Espanhol Jorge Navarro, O piloto da Gresini fechou os Top 10 da corrida. Joan Mir estreou na Moto 2 com o 11ºlugar após largar do 24ºlugar. Remy Gardner, Hector Barbera (em um final de semana muito apagado), Simone Corsi e Dominique Aegerter completaram a zona de pontuação.

Resultado final do GP do Qatar
Moto 2 – 1ªEtapa – Mundial de Motovelocidade

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 40’19.802
2 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 0.112
3 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 5.625
4 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 6.657
5 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM a 10.296
6 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 10.344
7 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 11.419
8 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 11.516
9 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 20.690
10 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 20.961
11 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 23.025
12 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 30.292
13 40 Hector Barbera Pons HP40 Kalex a 30.299
14 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 30.732
15 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 30.870
16 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex a 31.052
17 52 Danny Kent Beta Tools – Speed Up Racing Speed Up a 31.958
18 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 a 32.382
19 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 35.228
20 20 Fabio Quartararo Beta Tools – Speed Up Racing Speed Up a 35.357
21 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 35.969
22 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 42.545
23 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 42.776
24 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex a 44.562
25 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 56.077
26 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter a 1’01.581
27 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 1’01.853
28 63 Muhammad Zulfahmi SIC Racing Team Kalex a 1’11.618
29 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 1’20.148
30 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter a 1’26.192
22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 10 Voltas
27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 13 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Jorge Martin ganha abertura em Losail após disputa com Canet

Classificação: Antonelli leva a pole em Losail por 1 milésimo sobre Jorge Martin

Niccolò Antonelli, Disposto a se recuperar do péssimo campeonato do ano passado levou a primeira pole position do ano na Moto 3. Após intensa disputa com Jorge Martin que liderou a maior parte do tempo. O piloto da SIC58 Squadra Corse superou o piloto da Gresini por apenas 1 milésimo de segundo em sua última volta rápida. Logo depois do Cronometro ter zerado.

Martin poderia ter conseguido a pole, Mas foi um pouco mais lento do que Antonelli no final, Deixando a pole escapar. O Argentino Gabriel Rodrigo vai fechar a primeira fila do Grid de Largada. Na segunda fila larga o Japonês Ayumu Suzuki, o Japonês Kaito Toba e o Italiano Marco Bezzecchi. Três pilotos que não costumam estar entre os primeiros colocados.

Aron Canet abre a terceira fila, Junto dele larga o Alemão Phillip Oettl que chegou a ocupar o segundo lugar na Classificação e do Italiano Lorenzo Dalla Porta que superou em 4 milésimos o primeiro piloto da Leopard Racing, Enea Bastianini que errou sua última tentativa ao se tocar com seu companheiro de equipe. A Frustação do dia fica com os pilotos da equipe de Valentino Rossi que ficaram muito mal colocados no Grid de largada.

Grid de largada – Mundial de Motovelocidade
Moto 3 – 1ªEtapa – GP do Qatar (Losail)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 2’06.364
2 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 2’06.365
3 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 2’06.848
4 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 2’07.043
5 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 2’07.048
6 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 2’07.058
7 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 2’07.059
8 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 2’07.187
9 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 2’07.320
10 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 2’07.324
11 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 2’07.326
12 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 2’07.407
13 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 2’07.462
14 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 2’07.586
15 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 2’07.607
16 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 2’07.634
17 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 2’07.758
18 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 2’07.901
19 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 2’08.108
20 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 2’08.202
21 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 2’08.280
22 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 2’08.364
23 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 2’08.480
24 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 2’08.547
25 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 2’08.785
26 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 2’08.795
27 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 2’08.936

Jorge Martin perdeu a pole no Sábado, Mas a vitória por hoje não escapou das mãos dele. Corrida foi a primeira da programação de Losail, No finalzinho de tarde no Qatar a largada acontece e Antonelli continuou na liderança por pouco tempo até que o Argentino Gabriel Rodrigo passou a liderança. Poucas curvas depois Jorge Martin foi que tomou a ponta da prova. Com Rodrigo, Kornfeil e Antonelli nas 4 primeiras posições.

Ao começar a terceira volta, Bastianini e Canet acabaram se dando bem em uma enorme disputa de posição pelo segundo lugar com Ayumi Sasaki também se beneficiando, Mas logo ele ficou mais para trás.

Canet e Bastianini ficaram disputando o segundo lugar e começaram a se aproximar de Jorge Martin na disputa pela liderança.

Na 5ªVolta Bastianini supera Martin e assume a liderança, Mas na volta seguinte o piloto da Leopard Racing caiu e abandonou a corrida, Deixando a Briga pela vitória entre Martin da Gresini e Canet da Estrella Galícia. Ambos distanciaram do Grupo que estava disputando o 3ºlugar formado por : Marco Bezzecchi, Niccolò Antonelli, Jakub Kornfeil, Lorenzo Dalla Porta, Ayumi Suzuki e Gabriel Rodrigo. Um pouco mais atrás vinham Di Giannatonio e John McPhee disputando a 9ªposição.

Ao caminhar do final da prova Canet chega a tomar a liderança de Martin, Que 1 volta depois recuperou a ponta. Enquanto que o último lugar do pódio continuava totalmente indefinido. Canet tentou o bote em Martin que não deu a menor chance para o seu adversário e levou a vitória na abertura do campeonato. Foi a segunda vitória da carreira do piloto Espanhol.

Canet ficou em 2ºlugar a 23 milésimos de Martin. O pódio após imensa disputa acabou ficando com Lorenzo Dalla Porta, Seu primeiro pódio da carreira. Superando Niccolò Antonelli que teve um bom final de semana e do Argentino Gabriel Rodrigo que parece esta mais consistente para disputar o campeonato desse ano.

Fabio di Giannantonio em corrida de recuperação acabou em 6ºlugar, Seguido de Kaito Toba que consegue seu melhor resultado da carreira, Ayumu Sasakl da equipe Petronas, Jakub Kornfeil e Andrea Migno completaram os 10 primeiros colocados.  Marco Bezzecchi caiu na última volta da prova, Ainda conseguiu voltar e chegar e cruzar a linha de chegada em 14ºlugar.

Resultado final do GP do Qatar
Moto 3 – 1ªEtapa – Mundial de Motovelocidade

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 38’18.207
2 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 0.023
3 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 6.746
4 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 6.791
5 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 6.850
6 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 6.916
7 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 6.946
8 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 6.998
9 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 7.156
10 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 7.699
11 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 7.753
12 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 8.026
13 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 8.829
14 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 21.838
15 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 26.912
16 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 26.981
17 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 33.401
18 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 33.446
19 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM a 33.622
17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1 Volta
72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 7 Voltas
11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 7 Voltas
8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 8 Voltas
33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 13 Voltas
65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 15 Voltas
40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 15 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Bourdais vence depois de Empurrada de Rossi em Wickens no final da prova

Em St.Petersburgh, Local que abriu a temporada de 2018 da Formula Indy. O Francês Sebastien Bourdais contou com uma ajuda da sorte para levar a vitória. Tudo graças a uma tentativa mal sucedida de ultrapassagem de Alexander Rossi em cima de Robert Wickens, que liderou grande parte da prova.

Uma corrida bem confusa no começo, Na largada Will Power tentou tomar a ponta de Wickens e acabou rodando na entrada da segunda curva e batendo de traseira, Danificando o seu carro. Também tivemos a Rodada de Tony Kannan que foi atingido quando defendia posição no meio do pelotão. O Norte-Americano Charlie Kimball acaba parando na área de escape da última curva do circuito. Com todos esses incidentes foi dada a bandeira amarela na 3ªVolta.

Sebastian Bourdais e outros pilotos lá de trás (Incluído os envolvidos em acidentes) fizeram uma parada nos boxes. A Relargada aconteceu  na volta 6 e Jordan King por fora ganhou a primeira posição em cima do Wickens. Já Alexander Rossi conseguiu a ultrapassagem em cima de Matheus Leist, Assumindo o 3ºlugar. Logo depois disso tivemos uma bandeira amarela, Graças a Graham Rahal que atingiu o carro do Norte-americano Spencer Pigot. (que não apareceu praticamente o final de semana inteiro)

Na 11ªVolta tivemos nova relargada, Desta vez sem bandeira amarela por um bom tempo. King acaba perdendo a curva e Wickens da Schmidt Petersen volta a liderança. Rossi tenta se aproveitar da bobeada de King, Mas ele não realiza bem a manobra de ultrapassagem, Perde tempo e perde também a posição para Matheus Leist que vinha fazendo um final de semana exemplar. Logo depois disso o Norte-americano da equipe Andretti em duas voltas recuperou a posição que tinha perdido para o piloto Brasileiro e na volta seguinte passou King e assumiu a segunda posição.

Na 15ªVolta o carro de Matheus Leist acaba travando na 3ªMarcha e o piloto Brasileiro que fazia uma bela estreia na Indy foi para os boxes, O problema era muito sério, O que tirava qualquer chance de um bom resultado para o Gaúcho de Novo Hamburgo.

Wickens e Rossi tinha uma bela vantagem para Jordan King que acabou ficando mais para os outros pilotos que vinham lá atrás como o Canadense James Hinchcliffe da Schmidt Petersen.

Aos poucos os pilotos foram para a sua parada, Na volta 24 parou o Norte-americano Alexander Rossi, Na Volta 26 parou o líder Robert Wickens. A Liderança passou para as mãos de Sebastién Bourdais da Dale Coyne que vinha em uma tática diferente das demais.

Até que Matheus Leist acabou voltando para a pista e por razões ainda não explicadas o piloto da A.J.Foyt acabou batendo e abandonando a prova. E provocando uma bandeira amarela na 28ªVolta. Isso fez com que Bourdais perdesse a vantagem que ele tinha por não ter feito a parada, Assim como Pigot, Zach Veach e Claman de Melo que teriam de fazer a parada.

Na relargada Bourdais e Pigot nas duas primeiras posições com Vickers como o primeiro dos pilotos que já tinham feito a primeira parada com a tática convencional.

Mas acabou durando muito pouco essa bandeira verde, Já que Scott Dixon acabou atingindo de forma grotesca o Japonês Takuma Sato (Que vinha bem no começo de prova e depois disso acabou caindo) provocando uma nova bandeira amarela. Dixon foi punido pela manobra caindo para o final da fila enquanto que Pigot foi para a sua parada nos boxes, Deixando Vickens na cola do piloto Francês.

Na volta 38 a corrida recomeça com estreante canadense da Schmidt Petersen passando Bourdais e assumindo a liderança enquanto o piloto da Dale Coyne (Com o desgaste dos pneus mais macios que vinham de quase 40 voltas de uso) vinha sofrendo para manter o segundo lugar dos ataques principalmente de Alexander Rossi. Na volta 40 Rodada de Jack Harley da equipe de Michael Shank acaba na grama. Nova Bandeira amarela (5ªBandeira Amarela antes da metade da prova)

Com essa bandeira amarela Bourdais foi para a parada, Assim como metade do pelotão foi para os boxes para fazer uma parada, Mudando a estratégia dos boxes deles. Josef Newgarden teve um pneu furado, Por sorte ele levou rapidamente aos boxes não comprometendo completamente a sua prova. (Num final de semana bem difícil para o campeão de 2017)

A Relargada aconteceu na volta 46. A Partir dai a corrida realmente se desenvolve normalmente. Com o recorrer da prova a disputa pela vitória vinha se encaminhando para ser entre Robert Wickers da Schmidt Petersen e o Norte-americano Alexander Rossi da Andretti Autosport, Mas o Bourdais vinha bem colocado e com a possibilidade de fazer a parada a menos  funcionar e que ele pudesse entrar na disputa pela vitória.

Wickers parou na 60ºVolta e Rossi parou na 2 Voltas depois. A liderança voltava as mãos de Bourdais, Que precisava pelo menos fazer 15 voltas para fazer a parada e conseguir levar o carro até o final da prova.

Bourdais voltas antes da parada era pressionado pelo piloto da Schmidt que liderava a prova, Wickers não poderia se descuidar com Rossi que vinha tirando a diferença para ele. Quem também vinha na mesma estratégia eram Graham Rahal, Ed Jones, Josef Newgarden e Claman de Melo.

Na volta 78, Bourdais parou e provavelmente iria terminar a prova com um pouco de economia de combustível. Wickers e Rossi assumiram as 2 primeiras posições, Fizeram suas paradas a menos de 30 voltas para o final e partiram para o duelo pela vitória.

Com melhor desempenho, Rossi se aproximou de Wickers e partiu para cima em busca da vitória. Enquanto isso Bourdais vinha Economizando o combustível e se distanciando dos dois primeiros colocados. Hinchcliffe vinha brigando com Graham Rahal pelo 4ºlugar.

Wickers vinha resistindo a pressão de Rossi, Quando eles chegaram em Charlie Kimball e em Claman de Melo acabou Rossi da Andretti Autosport passando reto e quase batendo no muro, Isso foi um respiro que o piloto Canadense precisava na liderança. A vantagem foi para 3 segundos e pelo andar da carruagem estava pintando a vitória de um estreante na Formula Indy.

Até que a 9 voltas, O piloto Austríaco Rene Binder, da estreante Juncos Racing acabou passando reto e indo de leve para o muro. Bandeira amarela em todo o circuito e todo mundo se juntava e que parecia uma vitória tranquila do Canadense agora estava tudo indefinido, Até mesmo Bourdais, Rahal e Hinchcliffe entrarem nessa disputa.

Bandeira verde foi acionada a 5 voltas do final. Wickens segurava a liderança, Enquanto que Rossi escorregava um pouco e deixava o piloto Canadense abrir diferença. A3 voltas no final o Inglês Max Chilton para na pista e aciona a bandeira amarela. E dai se tem um trabalho incrivelmente rápido para religarem o carro do piloto da Carlin. Conseguiram e isso fez com que pudessem acionar a bandeira verde a 2 voltas do final.

Foi ai que Rossi tentou a cartada final assim que foi acionada a bandeira verde, O Norte-Americano foi para cima do Canadense, se posicionou por dentro e mesmo sem estar com o carro de lado acabou entrando na curva com condições de ultrapassar, Mas acabou por escorregar e atingir Wickens que teve o final de sua corrida o muro como destino. Com tudo isso Sebastien Bourdais assumiu a liderança com Rahal em 2º e Rossi ainda mantendo a 3ºposição.

Com isso acionaram a bandeira amarela. Bourdais que largou em 14ºlugar e adotou a tática diferente dos favoritos acabou tendo a sorte ao seu lado e conquistou a sua 36ªvitória de sua Carreira. O piloto da Dale Coyne repete a dose do ano passado aonde ele venceu na abertura do campeonato na Mesma St.Petersburgh.

Graham Rahal também adotando tática diferente após ter atropelado Spencer Pigot ficou em 2º e Alexander Rossi acabou completando o pódio em 3º.(Na minha opinião ele deveria ter levado acréscimo de 20 segundos no tempo final de corrida) Completando os 5 primeiros colocados ficaram: James Hinchcliffe e Ryan Hunter-Reay que começou a corrida com problemas em seu carro e conseguiu uma recuperação muito boa.

Scott Dixon teve um dia para esquecer, Errou no lance aonde ele atropelou Takuma Sato, Sofreu uma punição de Drive Turogh por ter excedido o limite de velocidade. O 6ºlugar do piloto da Chip Ganassi é um grande lucro. Pois não fez corrida para essa posição.

Os 6 primeiros colocados foram todos motores da Chevrolet. Só ai você ver o primeiro Penske e o primeiro Motor Chevrolet em 7ºlugar. Com um sumido Josef Newgarden. O time de Roger Penske ainda teria Will Power que bateu no começo da prova chegando no 10ºlugar, Atrás de Ed Jones que estreou na Chip Ganassi e de Marco Andretti que corre esse ano pela Andretti-Herta.

O Único Brasileiro que terminou a prova foi Tony Kannan, Estreando pela A.J.Foyt acabou tendo uma estreia apenas regular na equipe de uma das lendas do automobilismo Norte-Americano, Ao completar a prova em 11ºlugar. Das equipes novatas acabou a Harding Racing de Gabby Chaves obtendo um desempenho bem melhor, Apesar do 14ºlugar do Colombiano. Ela se mostrou melhor do que a Juncos Racing e do que a Carlin.

Robert Wickens, Que liderou a maior parte da prova acabou apenas em 18ºlugar. Uma judiação para quem merecia vencer a prova de hoje.

Daqui a 3 semanas a IndyCar 2018 volta com o primeiro desafio em circuito oval. O GP de Phoenix, No deserto do Arizona.

Resultado final do GP de St.Petersburg
1ªEtapa da IndyCar 2018

Pos Piloto Equipe Carro/Motor Voltas Tempo/Abandono
1 18 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 110 2h17m48.4954s
2 15 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 110 0.1269s
3 27 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 110 0.7109s
4 5 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 110 1.5175s
5 28 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 110 1.9907s
6 9 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 110 2.2716s
7 1 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 110 3.3842s
8 10 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 110 4.2992s
9 98 Marco Andretti Andretti Herta Dallara/Honda 110 4.8363s
10 12 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 110 6.1272s
11 14 Tony Kanaan AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 110 6.5176s
12 30 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 110 7.4005s
13 22 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 110 7.9903s
14 88 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 110 9.2272s
15 21 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 109 1 Volta
16 26 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 109 1 Volta
17 19 Zachary Claman Dale Coyne Racing Dallara/Honda 109 1 Volta
18 6 Robert Wickens Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 108 Acidente
19 59 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 108 2 Voltas
20 23 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 107 3 Voltas
21 20 Jordan King Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 107 3 Voltas
22 32 Rene Binder Juncos Racing Dallara/Chevrolet 100 Acidente
23 60 Jack Harvey Michael Shank Racing Dallara/Honda 38 Abandonou
24 4 Matheus Leist AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 16 Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar