Category Archives: Automobilismo Internacional

Automobilismo Internacional GP2 Series

Tática de Cecotto jr. Funciona e dá vitória a piloto da Venezuela

Published by:

Partido do 16ºlugar no Grid de largada o piloto Johnny Cecotto jr. da Equipe Trident conseguiu sua primeira vitória na temporada.

Johnny Cecotto jr. – Foto: GP2 Series

Usando uma tática de estratégia que permitiu a ele andar rápido com os pneus duros por maior parte da corrida e com os pneus moles na parte final da corrida Cecotto passou Jolyon Palmer na parte final da corrida para levar a Vitória, O pódio foi completado pelo Inglês  Jolyon Palmer com o carro da DAMS, ele que largou em 2ºlugar e Felipe Nasr que foi o único piloto Brasileiro no Grid da Espanha acabou a corrida em terceiro lugar e subiu ao pódio pela primeira vez na temporada, Antes da largada 4 pilotos ficaram parados por causa do péssimo sistema de largada que tanto complicou a vida de vários pilotos na categoria num todo. A corrida começou com confusão com um acidente entre Facu Regalla e Raffaele Marciello que provocou a vinda do safety car da pista. Depois da limpeza da pista a corrida recomeçou, Palmer e Nasr que se deram melhor na largada trocaram seus pneus macios para os duros e vários outros pilotos foram para a tática de ficarem o maior tempo possivel na pista para que eles pudessem fazer a parada no final da corrida e para terem mais rendimento na prova, Foi ai que o Piloto da Venezuela conseguiu a vitória. Com a Vitória Cecotto Jr. assume o 4ºlugar no campeonato com 25 pontos atrás de Felipe Nasr, Julian Leal e de Jolyon Palmer, o Líder do campeonato. Julian Leal que é o vice líder do campeonato completou o dia em 4ºlugar, Haryanto da Caterham em 5ºlugar após boa corrida, Arthur Pic, Irmão de Charles Pic completou a corrida em uma boa 6ªposição.

Jolyon Palmer – Foto: GP2 Series

O Piloto André Negrão por causa de Dores nas costas ocasionada durante exercícios de treinamento de Rotina não pode correr nesse final de semana, seu substituto foi o piloto Tom Dillmann que completou a corrida em 8ºlugar e larga na pole position, Destaque para o piloto Cipriota Tio Ellinas que completou a corrida em 7ºlugar e vai largar em 2º no Grid da corrida curta que vai ser realizada as 5 e meia da manhã. Adrian Quaife-Hobbs e Mitch Evans completaram os dez primeiros colocados. 3 pilotos foram penalizados com 20 segundos a mais no tempo deles na corrida: Rene Binder, Stefano Coletti  e Conor Daly. Stephane Richelmi que foi o pole position da primeira corrida acabou salvando 1 pontinho completando a prova em 10ºlugar.

Felipe Nasr e Julian Leal – Foto: GP2 Series

Grid de largada:

1. Stephane Richelmi (DAMS) 1:29.293 – 10
2. Jolyon Palmer (DAMS) 1:29.421 – 9
3. Stefano Coletti (Racing Engineering) 1:29.514 – 10
4. Raffaele Marciello (Racing Engineering) 1:29.650 – 10
5. Felipe Nasr (Carlin) 1:29.698 – 11
6. Mitch Evans (Russian Time) 1:29.703 – 9
7. Julian Leal (Carlin) 1:28.841 – 11
8. Alexander Rossi (Caterham) 1:29.893 – 11
9. Tio Ellinas (MP) 1:29.902 – 11
10. Stoffel Vandoorne (ART) 1:29.963 – 11
11. Rio Haryanto (Caterham) 1:29.983 – 11
12. Tom Dillmann (Arden) 1:30.289 – 10
13. Arthur Pic (Campos) 1:30.300 – 11
14. Daniel Abt (Hilmer) 1:30.412 – 11
15. Nathanael Berthon (Lazarus) 1:30.470 – 9
16. Johnny Cecotto (Trident) 1:30.496 – 11
17. Kimiya Sato (Campos) 1:30.510 – 11
18. Rene Binder (Arden) 1:30.553 – 11
19. Daniel de Jong (MP) 1:30.617 – 9
20. Sergio Canamasas (Trident) 1:30.737 – 11
21. Facu Regalia (Hilmer) 1:30.790 – 11
22. Adrian Quaife-Hobbs (Rapax) 1:30.884 – 11
23. Takuya Izawa (ART) 1:30.903 – 11
24. Simon Trummer (Rapax) 1:30.923 – 13
25. Artem Markelov (Russian Time) 1:31.336 – 12
26. Conor Daly (Lazarus) 1:31.558 – 9 Resultado final do GP da Espanha – 3ªEtapa

1. Johnny Cecotto (Trident) 1:00:28.853 em 36 voltas
2. Jolyon Palmer (DAMS) a 3.409
3. Felipe Nasr (Carlin) a 3.750
4. Julian Leal (Carlin) a 6.128
5. Rio Haryanto (Caterham) a 15.895
6. Arthur Pic (Campos) a 16.842
7. Tio Ellinas (MP) a 18.407
8. Tom Dillmann (Arden) a 20.565
9. Adrian Quaife-Hobbs (Rapax) a 21.265
10. Stephane Richelmi (DAMS) a 21.460
11. Artem Markelov (Russian Time) a 22.233
12. Simon Trummer (Rapax) a 22.804
13. Stoffel Vandoorne (ART) a 23.397
14. Mitch Evans (Russian Time) a 23.630
15. Rene Binder (Arden) a 37.682*
16. Stefano Coletti (Racing Engineering) a 41.847*
17. Sergio Canamasas (Trident) a 42.769
18. Conor Daly (Lazarus) a 45.415*
19. Kimiya Sato (Campos) a 48.653
20. Takuya Izawa (ART) a 52.965

* Penalização de 20 segundos

Não Terminaram a corrida:

Daniel de Jong (MP) 26 Voltas
Alexander Rossi (Caterham) 18 Voltas
Nathanael Berthon (Lazarus) 3 Voltas
Daniel Abt (Hilmer) 1 Voltas
Raffaele Marciello (Racing Engineering) 0 Voltas
Facu Regalia (Hilmer) 0 Voltas

Automobilismo Internacional Emerson Fittipaldi Formula indy Fotos História TV Vídeos

200 milhas de Nazareth de 1989

Published by:

200 Milhas de Nazareth – 1989

1 Rick Mears (4 Penske Chevrolet-Penske) 174.672 Mph
2 Emerson Fittipaldi (20 Penske Chevrolet-Patrick) 171.103 Mph
3 Teo Fabi (8 March Porsche-Porsche) 170.770 Mph
4 Danny Sullivan (1 Penske Chevrolet-Penske) 169.811 Mph
5 Al Unser, Jr. (2 Lola Chevrolet-Galles) 169.300 Mph
6 Scott Pruett (3 Lola Judd-Truesports) 168.201 Mph
7 Derek Daly (10 Lola Judd-Raynor) 167.356 Mph
8 Michael Andretti (6 Lola Chevrolet-Newman-Haas) 166.559 Mph
9 Mario Andretti (5 Lola Chevrolet-Newman-Haas) 166.397 Mph
10 John Andretti (70 Lola Buick-Vince Granatelli) 165.624 Mph
11 A.J. Foyt (14 Lola Cosworth-Foyt) 163.934 Mph
12 Pancho Carter (29 Lola Cosworth-Machinists Union) 163.347 Mph
13 Bobby Rahal (18 Lola Cosworth-Kraco) 161.002 Mph
14 Scott Brayton (22 Lola Cosworth-Simon) 160.264 Mph
15 Raul Boesel (30 Lola Judd-Shierson) 158.849 Mph
16 Roberto Guerrero (21 March Alfa Romeo-Morales) 158.737 Mph
17 Didier Theys (9 Lola Buick-Vince Granatelli) 157.570 Mph
18 Arie Luyendyk (7 Lola Cosworth-Simon) 156.829 Mph
19 Bernard Jourdain (69 Lola Cosworth-Andale) 156.399 Mph
20 Guido Daccò (50 Lola Cosworth-Euromotorsport) 153.584 Mph
21 Ludwig Heimrath, Jr. (71 Lola Judd-Hemelgarn) 151.007 Mph

Emerson conquista título na Casa da Penske e se torna o primeiro Homem a ser campeão da Formula 1, 500 milhas e Formula Indy

Dia 24 de setembro de 1989, A história da Formula Indy estava próxima de mudar para sempre, Pois o Bi-Campeão de Formula 1 e campeão das 500 milhas em 89 Emerson Fittipaldi poderia fazer história nesse dia e conquistar o título da Formula Indy, sendo o primeiro estrangeiro a ganhar essa tradicional corrida do Automobilismo mundial.
Emerson Fittipaldi tinha em 13 etapas completadas de 15 etapas do campeonato 165 pontos contra 147 de Rick Mears, seu principal adversário ao título, Mas tínhamos Teo Fabi em excelente forma com a equipe oficial da Porsche com 141 pontos que poderia ser o campeão e de Michael Andretti com 134 pontos com remotas chances de título.

Mas Mears não estava querendo que o título fosse parar nas mãos do Brasileiro ou até do Italiano e com uma média de 174.672 Mph (281,047 Km/h) conquistou a pole position fazendo o novo Record do Circuito Oval e com isso conseguiu mais um ponto no campeonato que poderia fazer a diferença no final do campeonato, Mas que largava em 2º era Emerson Fittipaldi com o Chassi Penske, Motor Chevrolet da Partick Racing, O Mesmo equipamento da Penske de Mears, Em terceiro iria largar o piloto Teo Fabi com a March-Porsche comandada pelo Derek Walker que viria a montar seu time em 1991 a equipe Walker que teve memoráveis vitórias na Formula Indy, 21 pilotos de classificaram para o Grid, até poucos carros naquela época, Mas a pista era curva e a capacidade dela só permitiu que 21 participassem da prova.

450 mil Dólares estavam em jogo para essa corrida em um dia ensolarado. Após as voltas de aquecimento dos pneus os pilotos estavam prontos para a largada e ela aconteceu, Enquanto Emerson Fittipaldi tomava a ponta de Mears. Um acidente inutilizou 4 pilotos da prova, Mario Andretti tocou em John Andretti e dai ocorreu uma colisão entre John Andretti e Pancho Carter, Didier Theus acabou rodando e se acidentando e Roberto Guerreiro também se envolveu batendo de forma mais leve, Mas todos eles acabaram deixando a prova, Aliás os dois pilotos da Vince Granatelli que poderiam fazer uma corrida interessante mesmo com motores Buick foram inutilizados da prova logo de cara. Durante a Bandeira amarela o piloto A.J.Foyt parou na pista e teve que ser empurrado para voltar a corrida.

A Bandeira amarela demorou 18 voltas e a relargada só foi acontecer na volta 19 a Classificação não tinha mudado muito, Ela era a seguinte 1. Emerson Fittipaldi, 2. Rick Mears, 3. Teo Fabi, 4. Danny Sullivan, 5. Al Unser jr.

Na relargada Emerson se manteve em primeiro, Carter tentou voltar a corrida, Mas não foi possível isso acontecer. Emerson e Mears fugiam do resto do pelotão mostrando estarem muito na frente dos demais pilotos e mostrando um desempenho bem melhor do Chassi da Penske PC18. Mears começava a tentar um ataque para cima de Emerson, o Resultado até aquele momento dava o título ao Brasileiro, Logo no primeiro retardatário que veio que era o piloto Ludwig Heimrath, Jr. que largou em último lugar e fazer a ultima corrida na Formula Indy com o carro com as Cores do Banco Mackenzie que em 1990 seria de Scott Goodyear. Mears de aproveitou que Emerson pegou ele em um ponto ruim da pista para tentar tomar a ponta do piloto Brasileiro que se defendeu bem e ficou na liderança da prova.

Era bem dificil ter Mears como adversário em um oval, Rick Mears era o rei dos ovais, nesse tipo de pista era que seu talento. Al Unser jr. vinha em 4ºlugar e tentando buscar o 3ºlugar que naquele momento era o Italiano Teo Fabi.

Emerson e Mears não encontram muitas dificuldades para ultrapassarem os retardatários enquanto isso Al Unser jr. com melhor desempenho que Fabi tentava pular para o terceiro lugar, Unser já usava desde de 88 o carro lendário da equipe Galles, Era o Lola-Chevrolet contra o March-Porsche de Fabi que se defendia como podia de Al Unser jr., Só que Al Unser jr. passou a Fabi e também Danny Sullivan passou Fabi até com facilidade, poderia Fabi ter algum problema em seu carro, Já Emerson conseguia uma pequena vantagem sobre Mears que estava em 2º. Classificação após 39 Voltas Completadas: 1. Emerson Fittipaldi, 2. Rick Mears, 3. Al Unser jr., 4. Danny Sullivan, 5. Teo Fabi.

Ludwing Heimrath jr. deixou a corrida na 34ªVolta, Emerson pega 4 retardatários e precisou ter calma para resolver as ultrapassagens sobre Bobby Rahal, Mario Andretti, Derek Daly e Michael Andretti, Mears também teve de fazer o mesmo, a diferença entre Emerson e Mears era de 3 segundos aproximadamente.

Fabi com problemas na corrida já estava muito longe dos pontos, ele estava em 16ºlugar e as possibilidades de campeonato do Italiano estavam se acabando em Nazareth, Mears Em um momento da corrida tinha pista livre para andar baixo, nesse momento na volta 8p ele assumia a liderança da corrida, Mas Mears iria para a primeira parada, a Penske trabalhou bem com 14.6 segundos (Média das paradas nos boxes na época era entre 13 a 15 segundos), Emerson fez a parada e a Partick Racing colocou o carro no Chão em 14.9 segundos.

Depois das paradas nos boxes Fittipaldi voltou a ponta da corrida após 10 voltas depois o piloto Norte-Americano ter conseguido assumir a liderança, Mas na volta 93 Fittipaldi voltava ao primeiro lugar. Na Volta 113 o piloto Bernard Jourdain do México tinha fazendo uma corrida modesta acabou perdendo o controle do carro e batendo de leve no muro interno de Nazareth, Essa batida até pequena foi o Bastante para o Mexicano que é Tio de Michel Jourdain Jr. abandonar a corrida. Jourdain levou seu carro bem devagar para os boxes para deixar com segurança a corrida.

Emerson era o líder, Mas via bem de perto a Rick Mears que era o segundo colocado, Classificação após 121 Voltas completadas: 1. Emerson Fittipaldi, 2. Rick Mears, 3. Al Unser Jr., 4. Danny Sullivan, 5. Michael Andretti. Durante a bandeira amarela vários pilotos foram para a largada, entre eles Mears e Fittipaldi, já Danny Sullivan que não foi aos boxes acabou assumindo a liderança da corrida na volta de número 125, com a corrida sendo recomeçada Sullivan tinha dado um pulo do Gato, ele estava em estratégia normal enquanto Emerson e Mears tentaram uma estratégia diferente, esperando por bandeiras amarelas para terminarem a corrida só com o tanque das voltas 123 e 124, Mas seria difícil, O Campeão de 1988 poderia dar uma reviravolta na disputa do campeonato que naquele momento tinha Mears na frente de Emerson na corrida e portanto o campeonato iria ser decidido em Laguna Seca. Sullivan continuava andando forte na frente aproveitando o momento que não tinha retardatários na frente dele.

Na Volta 153 Sullivan foi para os boxes para sua parada definitiva na prova. a Penske trabalhou muito bem fazendo 14.9 segundos. Com essa parada Mears assumiu a liderança da corrida, A esperança de Mears e de Fittipaldi era uma bandeira amarela bem longa ou então corria-se o risco de nem ele e nem Mears levar a corrida. Sullivan voltou uma volta atrás, mas Mears e Emerson teriam de parar e a parada não era parada que demorava pouco não e que poderia fazer Sullivan ganhar a prova. Classificação após 168 Voltas completadas: 1. Rick Mears, 2. Emerson Fittipaldi, 3. Al Unser jr., 4. Danny Sullivan, 5. Michael Andretti, 6. Scott Pruett, 7. Mario Andretti, 8. Bobby Rahal, 9. Derek Daly, 10. Scott Brayton.

Mears estava liderando a prova e deixando a decisão para Laguna Seca, Enquanto Teo Fabi deixava a prova e deixava a luta pelo título após belo ano da equipe Porsche na Formula Indy. Ao contraio do que Mears e Fittipaldi queriam as bandeiras amarelas não surgiam e com isso era inevitável a parada para colocar o resto de combustível para que ambos terminassem a corrida. Mears rendia mais na parte final da prova com Seu Penske. Naquele momento da corrida: Emerson Fittipaldi teria 182 pontos e Mears com 168 iriam decidir a parada do campeonato da Indy em Laguna Seca. Mas foi no reabastecimento que o campeonato iria se definir…

… na volta 186 Mears iria aos boxes para o Splash Go, uma parada que duraria poucos segundos acabou em uma saída equivocada de Rick Mears (Não se sabe se foi um erro piloto ou se foi alguém que mandou ele sair dos Boxes naquela Hora) que acabou arrancando a mangueira de combustível, A Mangueira arrebentou e o bocal que colocava o combustível estava no seu carro. Conclusão da História, Mears teve de voltar aos boxes para que a Penske retirasse esse bocal de combustível carro de Mears que poderia provocar um incêndio, Com isso Mears perdeu um tempo absurdo e Emerson Fittipaldi com a sua parada não tendo problema nenhum Assumiu a liderança da corrida a 10 voltas do final.

Dai Emerson tratou de levar as últimas 10 voltas com todo o cuidado e Mears tentou diminuir o prejuízo dos boxes. Mas 1989 era definitivamente o Ano de Emerson Fittipaldi na Formula Indy, Com seu Penske-Chevrolet da equipe Partick Racing O Brasileiro venceu a corrida que durou 1 hora e meia praticamente e conquistou o título da Formula Indy se tornando o primeiro piloto da história do Automobilismo a vencer as 500 milhas de indianápolis, o Campeonato da Formula 1 (1972 e 1974) e o Campeonato Mundial de Formula Indy. Derrotando a poderosa equipe Penske que tinha o Rei dos Ovais e o campeão da Indy em 1988. Emerson Fittipaldi tinha com ele na Partick o Chip Ganassi que fez em 1989 seu último ano na Partick pois em 1990 ele criou a Chip Ganassi Racing que hoje é uma das maiores equipes do Automobilismo norte-Americano e Rival da Penske.

Emerson também quebrava outro tabu, Ser o primeiro estrangeiro campeão da Formula Indy que foi criada em 1979 que era a Chamada CART. Pois existia antes de 1979 campeonatos da Formula Indy mais eles eram dirigidos por uma outra entidade do Automobilismo norte-Americano (United States Auto Club – USAC). A Narração final de 1989 fica por conta de Luciano do Valle que infelizmente deixou o mundo mais orfão das suas narrações e de emoções como essa. Esse vídeo em Português é da Rede Bandeirantes de Televisão que transmitiu essa prova e que promoveu a formula indy para o Brasil inteiro, Assim como Luciano do Valle promoveu vários esportes e que se estão com visibilidade no Brasil muito deve-se ao esforço desse homem.

Valeu Luciano do Valle pelo seu legado ao Esporte Olímpico no Brasil – essa é a Homenagem mais do que justa que o Portal Sportszone faz para você.

Resultado final do GP de Nazareth de 1989

Fotos:

Homenagem a Luciano do Valle que lamentavelmente nos deixou no último Sábado! A Narração da volta final da corrida que deu o título a Emerson Fittipaldi em 1989:

Corrida Completa:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Vídeos e Prints : Wheelsports / Andrew Sopher

Automobilismo Internacional GP2 Series

Palmer larga bem e vence corrida curta no Bahrein

Published by:

Jolyon Palmer – Fonte: GP2 Series/LAT

O Inglês Jolyon Palmer que fez uma largada ruim na primeira etapa no Sábado se redimiu e largou bem no dia de domingo para vencer a segunda prova da GP2, O Pole Felipe Nasr que largava na pole largou mal e perdeu várias posições por causa de problemas na sua embreagem, Ainda assim conseguiu recuperar algumas posições antes da segunda curva, A Corrida lá na frente não teve disputas, elas ficaram renegadas para o pelotão de trás onde pilotos dividiram curva em vários momentos da corrida buscando subir de posições, Destaque para Artem Markelov que chegou em 10ºlugar e de Daniel Abt que também fez ultrapassagens muito interessantes sobre seus adversários e ficou em 13ºlugar.

Felipe Nasr no final da prova conseguiu a ultrapassagem sobre Adrian Quaife-Hobbs que também foi ultrapassado pelo Monegrasco Stefano Richelmi. Palmer com a vitória assumiu a liderança do campeonato e Julian Leal, Companheiro de equipe de Felipe Nasr que acabou em 3ºlugar assumiu a vice-liderança do campeonato. Simon Trummer ficou com a Rapax em segundo lugar. Nasr, Richelmi, Quaife-Hobbs, Evans e Binder completaram a zona de pontuação, a próxima corrida do ano será nos dias 10 e 11 de Maio na Espanha.

Julian Leal – Fonte:GP2 Series/LAT

Resultado final da 2ªEtapa do Campeonato Mundial de GP2 Series

1. Jolyon Palmer (DAMS) 41:02.484
2. Simon Trummer (Rapax) a 0.809
3. Julian Leal (Carlin) a 1.430
4. Luiz Felipe Nasr (Carlin) a 8.719
5. Stefano Richelmi (DAMS) a 16.416
6. Adrian Quaife-Hobbs (Rapax) a 17.680
7. Mitchell Evans (Russian Time) a 18.012
8. Rene Binder (Arden) a 19.791
9. Arthur Pic (Campos) a 19.977
10. Artem Markelov (Russian Time) a 20.678
11. Daniel de Jong (MP) a 21.086
12. Takuya Izawa (ART) a 21.713
13. Daniel Abt (Hilmer) a 29.171
14. Johnny Cecotto (Trident) a 33.500
15. Jon Lancaster (MP) a 34.017
16. Rio Haryanto (Caterham) a 35.778
17. Nathanael Berthon (Lazarus) a 38.028
18. Andre Negrão (Arden) a 38.524
19. Kimiya Sato (Campos) a 39.439
20. Facu Regalia (Hilmer) a 44.065
21. Axcil Jefferies (Trident) a 48.583
22. Stoffel Vandoorne (ART) a 49.324
23. Stefano Coletti (Racing Engineering) a 1:20.944
24. Raffaele Marciello (Racing Engineering) a 1 Volta
25. Alexander Rossi (Caterham) a 1 Volta

Não Terminou a corrida:

Conor Daly (Lazarus) 7 Voltas

Automobilismo Internacional GP2 Series

Na Corrida de Estreia Vandroome conquista vitória o Bahrein

Published by:

Stoffen Vandroome – Foto: Gp2series/LAT

Piloto de Testes da equipe Mclaren não poderia ter um dia melhor na GP2 Series, após uma corrida perfeita Stoffel Vandroome venceu a primeira Etapa na GP2 Series realizada no Bahrein, Na largada o belga tomou a ponta de Jolyon Palmer que acabou largando muito mal mesmo, Lá atrás aconteciam algumas brigas interessantes em busca de melhores posições. Na terceira volta numa manobra infeliz Kimiya Sato atingiu na traseiro o piloto do Zimbábue Axcil Jefferies, um Acidente que provocou o Safety car na pista durante 3 voltas, Na bandeira verde vários pilotos foram para os boxes, inclusive Felipe Nasr que trocaram para os pneus mais duros, um outro Grupo referiu ficar na pista, A tática de corrida dos que ficaram na pista se resultou na melhor e quem arriscou ficar na pista mais tempo acabou não conseguindo muita coisa, Apenas dois pilotos conseguiram resultados relevantes foram Takuya Izawa e Simon Trummer que foi o último a fazer sua parada e conseguiu um honroso 7ºlugar logo atrás do Japonês que fez uma boa estreia com a ART Gran Prix que se revelou a melhor equipe dessa primeira corrida do Ano. No final da corrida Jolyon Palmer perdeu rendimento no seu carro devido ao Desgaste nos pneus e permitiu a ultrapassagem do Colombiano Julian Leal com o carro da equipe Carlin e assumiu o segundo lugar, Masnnguém conseguiu pegar Vandoorne que venceu e convenceu ao mundo que vem para disputar o título em 2014 da GP2 Series, Leal chegou em 2º e Palmer em 3º, Stefano Coletti começou o ano bem chegando em4ºlugar e Arthur Pic irmão do piloto Charles Pic ficou em 5ºlugar na volta da Campos Racing a GP2. Já Felipe Nasr fez uma corrida muito abaixo do esperadop e tirando alguns bons momentos acabou devendo e muito ficando em 8ºlugar, o lado bom foi que ele larga na pole position na corrida de Amanhã, Binder e  Quaife-Hobbs completaram a zona de pontuação. Andre Negrão não teve um dia Feliz na sua estreia na GP2, ficou em 20ºlugar apenas.

Foto: Gp2 Series/LAT

Resultado final da GP2 Series – 1ªEtapa – Bahrein

1. Stoffel Vandoorne (ART) 59:57:411 em 32 voltas
2. Julian Leal (Carlin) a 1.551
3. Jolyon Palmer (DAMS) a 5.880
4. Stefano Coletti (Racing Engineering) a 6.317
5. Arthur Pic (Campos) a 15.100
6. Takuya Izawa (ART) a 21.729
7. Simon Trummer (Rapax) a 21.979
8. Felipe Nasr (Carlin) a 24.425
9. Rene Binder (Arden) a 24.861
10. Adrian Quaife-Hobbs (Rapax) a 26.194
11. Daniel de Jong (MP) a 27.034
12. Conor Daly (Lazarus) a 31.931
13. Daniel Abt (Hilmer) a 36.231
14. Mitch Evans (Russian Time) a 36.997
15. Artem Markelov (Russian Time) a 41.030
16. Rio Haryanto (Caterham) a 41.714
17. Jon Lancaster (MP) a 42.412
18. Raffaele Marciello (Racing Engineering) a 46.849
19. Stepahen Richelmi (DAMS) a 49.656
20. Andre Negrao (Arden) a 1:02.346
21. Johnny Cecotto Jr (Trident) a 1:13.454
22. Alexander Rossi (Caterham) a 1:34.560

Não Terminaram a corrida:

Nathanael Berthon (Lazarus) 30 Voltas
Kimiya Sato (Campos) 27 Voltas
Axcil Jefferies (Trident) 2 Voltas
Facu Regalia (Hilmer) 0 Voltas