Category Archives: Automobilismo Internacional

Automobilismo Internacional Formula 3.5 Fotos

Formula V8 3.5 – confira como foi a Etapa 4 em Paul Ricard

Published by:

Provas realizadas nos dias 24 e 25 de Junho

Grid de largada da 7ªCorrida da Temporada
Formula V8 3.5 – Paul Ricard

1    Matthieu Vaxiviere    (SMP Racing)    1’49.087
2    Roy Nissany    (Lotus)    1’49.257
3    Egor Orudzhev    (Arden)    1’49.326
4    Rene Binder    (Lotus)    1’49.356
5    Louis Deletraz    (Fortec)    1’49.610
6    Aurelien Panis    (Arden)    1’49.944
7    Tom Dillmann    (AVF)    1’50.004
8    Yu Kanamaru    (Ted Martin)    1’50.080
9    Vitor Baptista    (RP Motorsport)    1’50.145
10    Beitske Visser    (Ted Martin)    1’50.176
11    Alfonso Celis    (AVF)    1’50.234
12    Matevos Isaakyan    (SMP Racing)    1’50.287
13    Pietro Fittipaldi    (Fortec)    1’50.290
14    Artur Janosz    (RP Motorsport)    1’51.118
15    Giuseppe Cipriani    (Durango)    1’54.670

Como foi a sétima etapa

Antes da Largada o piloto da Arden Aurélien Panis vai para os boxes perdendo o 6ºlugar no grid de largada tendo de largar dos boxes só depois do último carro passar. A primeira largada acabou não valendo porque o carro do piloto Russo Matevos Isaakyan acabou parado e se quer conseguiu largar. Acabou o russo conseguindo largar e se juntar a Panis para a largada nos boxes deixando apenas 13 pilotos para largarem em suas posições originais.

Na Largada que valeu Orudzhev largou muito bem pulando de 3º para a primeira posição seguido de Vaxiviere e os pilotos da Lotus que estavam disputando o 3ºlugar com vantagem para Nissany, Logo Vaxiviere foi para cima do piloto Russo da Arden em busca da recuperação da primeira colocação. Ainda na primeira volta Yu Kanamaru fez bonita ultrapassagem sobre o Suíço Louis Delétraz ganhando o 7ºlugar no começo da segunda parte da primeira volta.

O francês Matthieu Vaxiviere colocava enorme pressão em Egor Orudzhev e ao final da segunda volta a ultrapassagem do piloto da SMP Racing acontece o que fez ele retornar a primeira posição com Orduzhev em segundo e Nissany em 3ºlugar com a Lotus checa que acabou por fazer a volta mais rápida da prova com 1:54.056 na segunda volta.

O Líder do campeonato Tom Dillmann estava em 5ºlugar tentando chegar no Austríaco Rene Binder para disputar o 4ºlugar. OS dois brasileiros estavam lá atrás com Pietro Fittipaldi em 10ºlugar e Vitor Baptista em 11ºlugar ambos disputando os últimos lugares na zona de pontuação. Na frente Vaxiviere estava na frente

com pouco mais de 1 segundo sobre Orudzhev que também estava vendo Roy Nissany de Israel por perto em 3ºlugar, E depois vinham Rene Binder e Tom Dillmann ainda acompanhando de longe os primeiros colocados. Disputando o 6ºlugar o piloto Japonês da Equipe de Ted Martin segurava Delétraz da equipe Fortec.

Com 25 minutos mais uma volta de corrida dos 38 minutos previstos visto que 2 minutos foram excluídos devido a volta de apresentação de acréscimo que teve nessa primeira corrida do final de semana. Após 7 voltas a classificação era essa: 1. Vaxiviere, 2. Orudzhev a 1.333 , 3. Nissany a 2.325, 4. Binder a 3.819 , 5. Dillmann a 5.296 , 6. Kanamaru a 8.696 , 7. Deletraz a 9.162 , 8. Visser a 12.773 , 9. Celis jr. a 14.994, 10. Fittipaldi a 15.987 , 11. Baptista a 16.397 , 12. Panis a 17.180 , 13. Isaakyan a 17.884, 14. Janosz a 18.974, 15. Cipriani a 29.994.

Pelo que se via na prova era que o piloto Francês estava com a corrida sob controle, toda a vez que o Russo tirava alguma vantagem lá vinha Vaxiviere e coloca uma volta colocando mais de meio segundo jogando por terra a reação do piloto da equipe Arden. Enquanto isso o Brasileiro Pietro Fittipaldi que vinha em 10ºlugar foi tocado pelo Vitor Baptista no que resultou no abandono do piloto da Fortec.

Até que na 10ªVolta Orudzhev foi para cima de Vaxiviere e conseguiu retornar a primeira posição e por pouco não perder essa posição pois curvas depois o piloto da Arden passou do ponto e acabou indo um pouco para fora da pista. Na entrada da 11ªVolta Roy Nissany também deixou Vaxiviere assumindo o segundo lugar com a Lotus checa e da forma que estava seu desempenho caiu drasticamente.

Disputando o 10ºlugar os pilotos Matevos Isaakyan e Alfonso Celis jr. enquanto que René Binder chegou em Vaxiviere para tomar o 3ºlugar e deixar o Francês de fora do pódio na entrada da 14ªVolta. Na disputa pela primeira posição Nissany tentava um ataque em cima do piloto Russo que com 1:52.801 fez a melhor volta da prova na 14ªpassagem enquanto que Nissany chega a sair de lado para acompanhar o piloto da Arden enquanto isso Dillmann estava prestes a tomar o 4ºlugar de Vaxiviere.

Classificação após 14 voltas: 1.Orudzhev – 2. Nissany a 0.974 – 3. Binder a 5.806 – 4. Vaxiviere a 6.746 – 5. Dillmann a 7.156 – 6. Kanamaru a 11.529 – 7. Delétraz a 11.703 – 8. Visser a 17.075 – 9. Panis a 19.822 – 10. Isaakyan a 22.440 – 11. Celis a 23.678 – 12. Janosz a 27.350 – 13. Cipriani a 48.319

Orudzhev passou por fora dos limites da pista perdendo três pedaços do seu carro o que poderia criar problemas para o piloto da Arden, Nisso o Israelita Roy Nissany continua na pressão teoricamente com mais carro que o piloto da Rússia.

A 7 minutos do final Vaxiviere perdeu a posição para Dillmann caindo para o 5ºlugar.

O piloto Polônes Artur Janosz que substituiu a Johnny Cecotto jr. estava em 12ºlugar na frente apenas do Veterano Giuseppe Cipriani. Continuava a disputa entre Kanamaru e Delétraz pela 6ªposição em uma disputa que foi desde da primeira volta com vantagem para o bom piloto Japonês enquanto que Nissany partiu para o ataque em cima de Orudzhev definitivamente a menos de 4 décimos atrás do piloto da Arden Motorsport.

Nissany tentou o ataque na última curva faltando 12 segundos para o final da prova e acabou que ele e Orudzhev bateram e se chocaram com o Russo ficando na frente e Nissany sem qualquer dano que comprometesse seu desempenho partiu para o ataque em cima de Orudzhev, Entrando na volta final tentando colocar seu carro em condições de ultrapassagem e com o Russo fazendo a defesa de forma perfeita.

Depois disso Egor Orudzhev conseguiu segurar a primeira posição conquistando a segunda vitória na temporada sendo o primeira a ter 2 vitórias na temporada com Roy Nissany em segundo lugar a 541 milésimos, Rene Binder completou o pódio na 3ªposição.

Tom Dillmann fez uma prova discreta e levou o carro da AVF para o 4ºlugar na frente de Matthieu Vaxiviere que foi caindo, caindo até que no final acabou ficando apenas em 5ºlugar. No final da prova Delétraz finalmente deu o troco em Kanamaru recuperando a 6ªposição. Completando a zona de pontuação os pilotos Yu Kanamaru, Aurelien Panis, Beitske Visser e Matevos Isaakyan.

Resultado final da 7ªCorrida da Temporada

1    Egor Orudzhev        (Arden)        41:42.225 e 22 Voltas
2    Roy Nissany        (Lotus)        a    0.541
3    Rene Binder        (Lotus)        a    5.647
4    Tom Dillmann        (AVF)        a    6.572
5    Matthieu Vaxiviere    (SMP Racing)    a    18.289
6    Louis Deletraz        (Fortec)    a    18.398
7    Yu Kanamaru        (Ted Martin)    a    19.218
8    Aurelien Panis        (Arden)        a    19.642
9    Beitske Visser        (Ted Martin)    a    21.571
10    Matevos Isaakyan    (SMP Racing)    a    23.606
11    Alfonso Celis        (AVF)        a    26.242
12    Artur Janosz        (RP Motorsport)    a    36.470
13    Giuseppe Cipriani    (Durango)    a    1:08.212

Não Terminaram a corrida:

Vitor Baptista        (RP Motorsport)     a 11 Voltas
Pietro Fittipaldi    (Fortec)     a 14 Voltas

Classificação do Campeonato pós 7 corridas:

1. Tom Dillmann 124
2. Louis Delétraz 85
3. Aurélien Panis 80
4. Matthieu Vaxiviere 73
5. Rene Binder 66
6. Roy Nissany 56
7. Egor Orudzhev 52
8. Johnny Cecotto jr. 43
9. Yu Kanamaru 39
10.Alfonso Celis r. 28
11.Vitor Baptista 25
12.Beitske Visser 15
13. Pietro Fittipaldi 10
14. Giuseppe Cipriani 6
15. Matevos Isaakyan 2

Grid de largada da 8ªCorrida da Temporada
Formula V8 3.5 – Paul Ricard

1    Roy Nissany        (Lotus)        1’47.933
2    Egor Orudzhev        (Arden)        1’48.266
3    Louis Deletraz        (Fortec)    1’48.532
4    Matevos Isaakyan    (SMP Racing)    1’48.574
5    Aurelien Panis        (Arden)        1’48.762
6    Rene Binder        (Lotus)        1’48.896
7    Alfonso Celis        (AVF)        1’48.921
8    Tom Dillmann        (AVF)        1’48.981
9    Matthieu Vaxiviere    (SMP Racing)    1’49.090
10    Vitor Baptista        (RP Motorsport)    1’49.330
11    Pietro Fittipaldi    (Fortec)    1’49.359
12    Artur Janosz        (RP Motorsport)    1’49.422
13    Beitske Visser        (Ted Martin)    1’49.881
14    Giuseppe Cipriani    (Durango)    1’53.144
15    Yu Kanamaru        (Ted Martin)    Sem Tempo

Como foi a oitava etapa

Na largada entre Nissany e Orudzhev acabou o piloto de Israel mantendo a liderança com Orudzhev e Delétraz logo a seguir e uma imensa disputa mais atrás com Tom Dillmann em 7ºlugar não estando em bons lençóis no começo de prova.

Nissany começava a tentar impor um ritmo alucinante e dessa forma abrir o máximo possível de Egor Orudzhev que buscava permanecer em 2ºlugar que estava sendo visado por Delétraz que era o vice-líder do campeonato e precisava aproveitar que Tom Dillmann estava em posição não muito favorável para que ele tirasse parte dos 39 pontos de distância que separava ele do piloto Francês. Aurélien Panis se defendeu bem do ataque de Binder valendo o 4ºlugar no começo da terceira volta.

Dillmann em 7º estava mais para Isaakyan do que para passar Vaxiviere que eram ambos pilotos da SMP Racing e o líder do campeonato sendo o recheio do Sanduíche enquanto que por fora no final de uma reta Vitor Baptista passou Pietro Fittipaldi assumindo o 9ºlugar.

Sem querer mais ser o recheio Dillmann foi para os boxes sendo o primeiro a realizar a parada obrigatória o que era uma chance para ele sair dessa dupla da equipe SMP Racing, Com 10 minutos de corrida Nissany não conseguiu abrir uma grande diferença para Orudzhev e Delétraz que vinham perto sem ameaçar o líder da prova, No 12ºminuto de corrida Panis e Fittipaldi foram para os boxes.

Já o Brasileiro Vitor Baptista em bom momento na prova começou a buscar os dois pulotos da equipe SMP Racing buscando um posicionamento melhor na prova. O polonês Artur Janosz fez sua parada nos boxes obrigatória assim como um piloto da SMP Racing e da Ted Martin fizeram o mesmo.

A menos de 25 minutos do final Delétraz que estava em 3ºlugar parou nos boxes sendo o primeiro dos líderes a fazer a sua troca obrigatória enquanto que Nissany e Orudzhev continuavam a prolongar a parada nos boxes. Nissany tinha uma vantagem até que razoável em cima do piloto da SMP Racing que buscava a segunda vitória assim como Nissany na categoria, Além deles os pilotos Rene Binder, Alfonso Celis jr. e Yu Kanamaru que largou do último lugar no Grid de largada não tinham feito a parada obrigatória, Já Delétraz em 6º era o primeiro piloto dos que pararam nos boxes com Panis e Dillmann logo a seguir.

Rene Binder foi para os boxes ao restarem 21 minutos para o final da corrida, Na 11ªVolta Nissany erra a chicane e perde tempo, Assim mesmo ainda manteve a liderança da corrida mas tendo muita ameaça do Russo Orudzhev enquanto que Vitor Baptista que vinha fazendo até uma corrida decente acabou abandonando a prova.

Mais da Metade da prova já tinha passado e nada de Nissany e de Orudzhev pararem o que poderia beneficiar Delétraz que vinha andando muito rápido, Celis e Kanamaru também não tinham parado nos boxes. A 15 minutos e meio do final dos 40 minutos o piloto da Arden acaba parando nos boxes e acabou voltando atrás do piloto da Fortec no que significava que Delétraz tinha acertado na sua tática de corrida e na hora de Nissany, Celis jr. e Kanamaru pararem a liderança seria do piloto Suíço caso não tivesse surpresas nas paradas dos boxes.

Visto que não adiantava ficar mais tempo sem a parada Nissany foi para os boxes assim como Celis jr. e Kanamaru. E não adiantou mesmo já que Delétraz com o carro da Fortec assumiu a liderança da prova com Nissany voltando em 2º e Orduzhev em 3ºlugar na cola do piloto da Lotus checa e a pressão não era pouca não a 12 minutos do final da prova que tinha além desses 3 nos lugares do pódio tinham Panis, Binder, Dillmann, Fittipaldi, Celis, Kanamaru e Visser nas 10 primeiras posições.

E a pressão de Egor continuava sobre o Israelita pelo segundo lugar e que valia pontuação no campeonato mesmo eles estando atrás de Dillmann que vinha não só em corrida discreta como em um final de semana discreto, Já Delétraz vinha com uma grandiosa diferença para os seus adversários mais próximos que se digladiavam pelo 2ºposto.

Na 19ªVolta Matthieu Vaxiviere com muitos problemas na segunda Bateria acabou deixando a corrida, A poucos minutos do final o Suíço já vinha administrando a sua grande diferença para Nissany que conseguiu abrir pequena, Mas importante diferença Para Orduzhev Classificação após 18 Voltas: 1. Delétraz – 2. Nissany a 6.192 – 3. Orudzhev a 7.661 – 4. Panis a 13.302 – 5. Binder a 14.675 – 6. Dillmann a 18.341 – 7. Fittipaldi a 22.464 – 8. Celis jr, 24.485 – 9. Janosz a 29.503 – 10. Kanamaru a 31.759 – 11. Visser a 32.646 – 12. Isaakyan a 34.646 – 13. Vaxiviere a 40.841.

No final da prova acabou o Japonês Kanamaru saindo da pontuação a ser ultrapassada pela Holandesa Beitske Visser que tomou o 10ºlugar em uma disputa caseira por posição. Com menos de 2 minutos para o final da prova, O piloto da Fortec Louis Delétraz estava com a prova ganha com Nissany que já tinha se estabilizado na segunda posição e Orudzhev que não tinha mais carro para acompanhar Nissany e tendo o trabalho de manter a confortável distância que ele  tinha para Panis que vinha em boa 4ªposição.

Ao final da prova a vitória ficou com o Suíço Louis Delétraz que se junta a Egor Orudzhev como os maiores vencedores da temporada com 2 vitórias e além disso tira uma bela diferença para Tom Dillmann que não teve um final de semana dos melhores do campeonato. O pódio foi completado pelo piloto da Lotus checa o Israelita Roy Nissany e o Russo da Equipe Arden Egor Orduzhev.

formulav8_paulricard-1

Resultado final da 8ªCorrida da Temporada

1    Louis Deletraz    (Fortec)    43:44.351 em 23 Voltas
2    Roy Nissany    (Lotus)    a    2.878
3    Egor Orudzhev    (Arden)    a    9.722
4    Aurelien Panis    (Arden)    a    13.381
5    Rene Binder    (Lotus)    a    14.317
6    Tom Dillmann    (AVF)    a    22.114
7    Pietro Fittipaldi    (Fortec)    a    23.489
8    Alfonso Celis    (AVF)    a    24.984
9    Artur Janosz    (RP Motorsport)    a    32.318
10    Beitske Visser    (Ted Martin)    a    37.204
11    Yu Kanamaru    (Ted Martin)    a    39.792
12    Matevos Isaakyan    (SMP Racing)    a    40.632
13    Giuseppe Cipriani    (Durango)    a    1:37.173

Não Terminaram a corrida:

Matthieu Vaxiviere    (SMP Racing)    a 5 Voltas
Vitor Baptista    (RP Motorsport)    a 14 Voltas

Classificação do Campeonato após 8 corridas

1. Tom Dillmann 132
2. Louis Delétraz 110
3. Aurélien Panis 92
4. Rene Binder 76
5. Roy Nissany 74
6. Matthieu Vaxiviere 73
7. Egor Orudzhev 67
8. Johnny Cecotto jr. 43
9. Yu Kanamaru 39
10. Alfonso Celis jr. 32
11. Vitor Baptista 25
12. Pietro Fittipaldi 16
13. Beitske Visser 16
14. Giuseppe Cipriani 6
15. Artur Janosz 2
16. Matevos Isaakyan 2

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Motorsport.com

Automobilismo Internacional Formula 3.5 Fotos

Formula V8 3.5 – Em Spa-Francorchamps vitórias de Orudzhev sob sol e de Vaxiviere sob chuva pesada em maio

Published by:

Rodada dupla Realizada nos dias 21 e 22 de maio de 2016

Grid de largada da 5ªcorrida da Formula V8 3.5 – GP da Bélgica

1 Aurelien Panis (Arden) 1’58.369
2 Egor Orudzhev (Arden) 1’58.505
3 Rene Binder (Lotus) 1’58.737
4 Tom Dillmann (AVF) 1’58.799
5 Louis Deletraz (Fortec) 1’58.924
6 Yu Kanamaru (Ted Martin) 1’59.047
7 Roy Nissany (Lotus) 1’59.097
8 Johnny Cecotto Jr. (RP Motorsport) 1’59.293
9 Alfonso Celis (AVF) 1’59.601
10 Matevos Isaakyan (SMP Racing) 1’59.642
11 Pietro Fittipaldi (Fortec) 1’59.700
12 Vitor Baptista (RP Motorsport) 1’59.929
13 Beitske Visser (Ted Martin) 2’00.398
14 Giuseppe Cipriani (Durango) 2’04.691
15 Matthieu Vaxiviere (SMP Racing) 1’58.226

Como foi a quinta corrida da temporada

Largada com Panis que largou da pole ficando praticamente parado o que fez o Russo Egor Orudzhev assumir a liderança com Binder, Dillmann e Deletraz nas 4 primeiras posições, Panis caiu para o 12ºlugar, Uma largada horrível do piloto da Arden. Antes do final da primeira volta já veio o Dillmann que tinha ganho a posição do Binder e partia para cima do piloto Russo enquanto que Alfonso Celis jr. com problemas estava lento pela pista. Matevos Isaakyan não conseguiu se quer largar enquanto que na Segunda volta Deletraz passou Binder assumindo o 3ºlugar.

Dillmann que era o líder do campeonato estava na pressão em cima de Orudzhev que precisava de um bom resultado se quisesse pensar ainda em campeonato. Roy Nissany após 1 volta recolheu seu carro e deixou a corrida certamente por problemas em seu equipamento da Lotus checa que tinha Binder agora como o único representante na prova e sendo pressionado pelo Japonês Yu Kanamaru da Ted Martin.

Em busca de recuperação Panis faz linda ultrapassagem por fora em cima de Visser assumindo o 10ºlugar no final da terceira volta. Quem vinha chegando na disputa pela liderança era Louis Delétraz que estava já acompanhando aos dois primeiros colocados, Na 5ªVolta Orudzhev escapou um pouco, já Dillmann começava a sofrer pressão do piloto Suíço da equipe Fortec que tinha também o Brasileiro Pietro Fittipaldi que estava colocado em 7ºlugar. Aurélien Panis 2:02.777 tinha a melhor volta da prova marcada após a 4ªVolta.

Com 10 minutos de corrida e 5 Volta completadas a corrida tinha entre os 10 primeiros colocados: Orudzhev, Dillmann, Delétraz, Binder, Kanamaru, Vaxiviere, Fittipaldi, Cecotto jr., Baptista e Panis.

Dillmann voltou a se aproximar do piloto Russo da equipe Arden na 7ªVolta, Mas não estava sendo fácil para o líder do campeonato, Egor estava disposto a ficar na liderança. Pietro Fittipaldi colocava pressão em cima de Vaxiviere por uma briga pelo 6ºlugar.

Com 16 minutos de corrida e 8 Voltas completadas continuavam os ataques do piloto da AVF em cima do piloto da Arden que estavam seguindo de perto pelo Suíço Louis Delétraz. Era visível que Dillmann tinha mais carro que Orudzhev, Mas que não chegava ao ponto do francês conseguir uma oportunidade para executar essa ultrapassagem. Com toda essa briga estavam começando a chegar nessa disputa o Austriaco Rene Binder, Louis Deletraz na 10ªvolta no final da grande reta de Spa-Francorchamps acabou quase sendo surpreendido pelo Suíço Deletraz.

No que isso aconteceu acabou favorecendo Orudzhev que ganhou um pouco de vantagem para os seus perseguidores. Enquanti osso Pietro Fittipaldi e Johnny Cecotto jr. ganharam posições de Vaxiviere que tinha até aquele momento um campeonato bem decepcionante. Após 12 voltas a classificação era a seguinte: Orudzhev, Dillmann, Deletraz, Binder, Kanamaru, Fittipaldi, Cecotto, Baptista, Vaxiviere, Panis, Visser, Cipriani e Celis jr. que eram os pilotos que estavam na corrida quando tínhamos ainda 16 minutos de prova.

Dillmann voltava a caça de Orudzhev que se mantia solidamente na liderança da prova com um dos melhores carros da temporada, mesmo com o segundo lugar Dillmann estava na frente de todos os concorrentes ao título já que a pontuação do piloto Russo até a rodada dupla da Bélgica era de míseros 2 pontos contra os 76 de piloto Francês, Mas continuava a partir para a disputa da vitória o piloto da AVF sobre Egor, Mas teria de se cuidar com o perigoso Louis Delétraz, Binder vinha em 4º e Yu Kanamaru vinha com seu 5ºlugar começando a ficar ameaçado pela aproximação de Pietro Fittipaldi que vinha em boa apresentação.

Restando 9 minutos para o final no final da 16ªVolta Orudzhev freia muito forte e passa por fora da Chicane permitindo uma possibilidade para Dillmann colocar o carro por dentro no final da reta dos boxes para assumir a liderança da prova, Mas o Russo Odurzhev não desistiu e foi atrás de Dillmann conseguindo por fora uma bela ultrapassagem e com isso voltando a liderança da corrida. Dillmann acabou sofrendo pressão de Delétraz e Binder que não conseguiram se aproveitar da frustrada tentativa de Dillmann ficar na liderança.

spa_formula35_2016-2

Mas Tom Dillmann não entregou os pontos e foi a luta buscar de novo passar Orudzhev e dessa vez sem dar chances para o Russo voltar curvas depois. Já o francês Matthieu Vaxiviere acabou abandonando a prova. Louis Deletraz na Chicane antes da reta dos boxes na 17ª Volta também vazou a chicane sem nenhum prejuízo para o piloto da Fortec. A 3 minutos do final Dillmann aperta Orudzhev que se defende muito bem e toda a vez que o piloto da AVF fracassa em passar o líder ele acaba sendo pressionado pelo Delétraz que vinha em 3º e Binder que vinha em 4º, Nisso Kanamaru, Pietro Fittipaldi chegaram nessa disputa e também vinha chegando o piloto Venezuelano Johnny Cecotto jr.

Faltando 1 minuto para o final Pietro foi para cima de vez do piloto Japones e conseguiu a ultrapassagem assumindo o 5ºlugar o que já seria o melhor resultado dele na temporada. Dillmann tenta na penúltima volta passar Orudzhev que estava decidido a ganhar a prova, Já Pietro tomou o troco de Kanamaru e voltou para o 6ºlugar. Na Volta final Orudzhev, Dillmann, Delétraz e Binder disputando a vitória e Kanamaru, Fittipaldi e Cecotto jr. disputando o 5ºlugar.

Kanamaru se empolgou e foi para cima de Binder e passando o Austríaco da equipe Lotus subindo para o 4ºlugar, Fittipaldi tentava ir para cima de Binder, Mas acabou sendo pressionado por Cecotto jr. e na tentativa do piloto da RP Motorsport de passar o brasileiro eles se chocaram e ficaram na caixa de Brita. Ao final da prova o Russo Egor Orudzhev vence e se torna o 5ºvencedor na temporada em 5 corridas, Dillmann apesar dos esforços ficou apenas em 2º e Delétraz completou o pódio. Kanamaru conquistou um belíssimo 4ºlugar na frente de Rene Binder que levou a única Lotus que ficou na pista até o final em 5ºlugar.

Vitor Baptista conquistou um bom 6ºlugar em uma corrida discreta, Bietske Visser passou no final a Aurélien Panis ficando o 7ºlugar que era do piloto Francês que teve sua corrida comprometida pela largada horrível que teve. E o piloto de 51 anos Giuseppe Cipriani se aproveitou dos erros de outros pilotos e de quebras e levou o carro da Durango para o 9ºlugar marcando os 2 primeiros pontos dele e da equipe na Temporada na frente de Alfonso Celis jr. que fechou a zona de pontuação.

spa_formula35_2016

Resultado final da 5ªCorrida da Formula 3.5 – Temporada 2016
GP da Bélgica

1 Egor Orudzhev (Arden) 43:37.476 em 21 Voltas
2 Tom Dillmann (AVF) a 0.229
3 Louis Deletraz (Fortec) a 0.820
4 Yu Kanamaru (Ted Martin) a 2.029
5 Rene Binder (Lotus) a 2.683
6 Vitor Baptista (RP Motorsport) a 6.363
7 Beitske Visser (Ted Martin) a 17.168
8 Aurelien Panis (Arden) a 22.634
9 Giuseppe Cipriani (Durango) a 1:18.576
10 Alfonso Celis (AVF) a 1:36.080
11 Pietro Fittipaldi (Fortec) a 1 Volta
12 Johnny Cecotto Jr. (RP Motorsport) a 1 Volta

Não Completaram a prova:

Matthieu Vaxiviere (SMP Racing) a 4 Voltas
Roy Nissany (Lotus) a 20 Voltas
Matevos Isaakyan (SMP Racing) Não largou
melhor Volta: 2:02.713 – Egor Orudzhev

Classificação do Campeonato após 5 corridas:

Tom Dillmann 94
Louis Delétraz 77
Aurélien Panis 66
René Binder 43
Johnny Cecotto jr. 43
Roy Nissany 38
Matthieu Vaxiviere 38
Yu Kanamaru 27
Vitor Baptista 13
Beitske Visser 13
Alfonso Celis jr. 13
Pietro Fittipaldi 10
Giuseppe Cipriani 2
Matevos Isaakyan 1

Grid de largada da 6ªCorrida da Formula V8 3.5 – GP da Bélgica

1 Tom Dillmann (AVF) 1’59.745
2 Roy Nissany (Lotus) 1’59.761
3 Aurelien Panis (Arden) 1’59.816
4 Matthieu Vaxiviere (SMP Racing) 2’00.060
5 Vitor Baptista (RP Motorsport) 2’00.100
6 Louis Deletraz (Fortec) 2’00.161
7 Alfonso Celis (AVF) 2’00.235
8 Rene Binder (Lotus) 2’00.253
9 Matevos Isaakyan (SMP Racing) 2’00.404
10 Pietro Fittipaldi (Fortec) 2’00.454
11 Yu Kanamaru (Ted Martin) 2’00.538
12 Johnny Cecotto Jr. (RP Motorsport) 2’00.614
13 Beitske Visser (Ted Martin) 2’00.904
14 Egor Orudzhev (Arden) 2’01.709
15 Giuseppe Cipriani (Durango) 2’04.917

Devido a enorme chuva que estava tendo em Spa no dia 22 de Maio a corrida foi começada com o Safety Car na pista, E acabou o Louis Delétraz não saindo para a volta de apresentação perdendo seu posicionamento que era da 6ªposição. Melhor para Tom Dillmann que era o pole position e que tinha seu mais próximo perseguidor fora da disputa pela vitória na teoria. Seguindo Dillmann vinha Nissany, Panis, Vaxiviere, Baptista, Celis jr., Binder, Isaakyan (que conseguiu largar na segunda corrida), Fittipaldi e Kanamaru nos 10 primeiros lugares.

Depois de 12 Minutos a bandeira verde foi acionada na 4ªVolta, Estava valendo pra valer a prova com muita chuva mesmo com Dillmann tendo toda a vantagem do Mundo por não ter ninguém na sua frente enquanto que Nissany e Panis disputavam o 2ºlugar, Nessa disputa chegou o Francês Vaxiviere, Bruno Baptista acabou indo para o 14ºlugar ou por erro ou acabou parando nos boxes para a troca obrigatória nessa segunda corrida da Rodada Dupla em território Bélga, com 2:33.772 O francês Dillmann fez a melhor volta da prova, Nisso dava para ver a dificuldade de se andar nesse circuito. Panis chegou a passar Nissany, Mas acabou saindo da pista o que obrigou o Francês a ceder a posição para o piloto da Lotus checa.

Louis Deletraz abandonou a prova na 4ªVolta o que significava que Dillmann tinha a possibilidade de ganhando colocar mais de 35 pontos de frente para o piloto da Fortec. Na 5ªVolta Celis jr. e outros 3 pilotos fazem a parada obrigatória nos boxes. A corrida estava sendo realizada em condições difíceis e era claro que Dillmann era o mais rápido da prova inteira, lá atrás Matevos Isaakyan roda e abandona a corrida. Exatamente na entrada da volta 6 Dillmann vai para os boxes. O Mesmo faz Nissany, Panis e Vaxiviere. Pietro Fittipaldi também faz a parada na 6ªVolta.

Na Eau Rouge o piloto Venezuelano Johnny Cecotto jr. se chocou com o Israelita Roy Nissany e acabou levando ambos para o Muro, Uma batida que se juntando a rodada de Isaakyan fez o safety car entrar na pista de novo. A classificação da prova era depois de 6 voltas com o Safety car essa: Panis, Binder, Dillmann, Kanamaru, Vaxiviere, Celis jr., Fittipaldi, Visser, Baptista, Cipriani. O Resto já abandonou a prova e o carro do Nissany ficou completamente destruído.

Pietro Fittipaldi teve problemas em seu carro e acabou parando abandonando uma corrida aonde ele poderia marcar bons pontos no final de semana em que foi o melhor final de semana até aqui na temporada dele. O Safety Car só saiu faltando menos de 5 minutos para o final da prova aonde voltamos a ter corrida valendo com Panis na dianteira seguido de Binder, Dillmann e Vaxiviere que não estavam enxergando nada com toda essa água. Na 11ªVolta Visser acaba deixando a prova parada no caminho para os boxes momentos depois de ter sido superada pelo Brasileiro Vitor Baptista que já estava em 7ºlugar. A Menos de 2 minutos do final Panis e Binder precisaram ir aos boxes já que eles não tinham feito a parada nos boxes.

Dillmann voltou a liderança com Vaxiviere em 2º, Mas isso mudou com uma rodada do piloto da AVF o que permitiu a Vaxiviere a assumir a liderança com o tempo praticamente encerrado o que faria a prova ter mais uma volta. Com tudo que tinha acontecido na prova teve o francês Tom Dillmann decidiu conservar o segundo lugar e agradecer de não ter tido uma batida. Vaxiviere levou seu carro com cuidado absoluto até o final da prova e conquistou sua primeira vitória na temporada sendo o 6ºVencedor em 6 corridas nas 3 rodadas duplas da Formula v8 3.5 em 2016, Mas tom Dillmann pode se considerar vencedor em relação ao campeonato com o 2ºlugar que conseguiu e apesar da rodada que fez o piloto da AVF perder a vitória ele disparou na liderança já que Delétraz ficou de fora da prova. E completando o pódio ficou o Mexicano Alfonso Celis jr.

Vitor Baptista obteve um belo 4ºlugar, Seu melhor resultado na Formula V8 até agora na frente de Aurelien Panis, Rene Binder, Yu Kanamaru e do tiozão do Churrasco Giuseppe Cipriani que completaram a corrida.

spa_formula35_2016-1

Resultado final da 6ªCorrida da Formula 3.5 – Temporada 2016
GP da Bélgica

1 Matthieu Vaxiviere (SMP Racing) 43:24.368 em 13 Voltas
2 Tom Dillmann (AVF) a 6.268
3 Alfonso Celis (AVF) a 10.277
4 Vitor Baptista (RP Motorsport) a 17.636
5 Aurelien Panis (Arden) a 20.715
6 Rene Binder (Lotus) a 36.885
7 Yu Kanamaru (Ted Martin) a 42.023
8 Giuseppe Cipriani (Durango) a 58.157

Não Terminaram a corrida:

Beitske Visser (Ted Martin) a 3 Voltas
Pietro Fittipaldi (Fortec) a 6 Voltas
Roy Nissany (Lotus) a 7 Voltas
Johnny Cecotto Jr. (RP Motorsport) a 7 Voltas
Matevos Isaakyan (SMP Racing) a 8 Voltas
Egor Orudzhev (SMP Racing) a 10 Voltas
Louis Deletraz (Fortec) a 10 Voltas
2:33.683 – Tom Dillmann – Volta mais rápida da prova

Classificação do Campeonato após 6 corridas e 3 Rodadas duplas:

1. Tom Dillmann 112
2. Louis Delétraz 77
3. Aurélien Panis 76
4. Matthieu Vaxiviere 63
5. René Binder 51
6. Johnny Cecotto jr. 43
7. Roy Nissany 38
8. Yu Kanamaru 33
9. Alfonso Celis jr. 28
10. Egor Orudzhev 27
11. Vitor Baptista 25
12. Beitske Visser 15
13. Pietro Fittipaldi 11
14. Giuseppe Cipriani 6
15. Matevos Isaakyan 1

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Motorsport.com

Automobilismo Internacional F1 Formula 1 Formula 1 - 2016 Fotos Mercedes 2016 Opinião

Em meio a tragédia da Chapecoense o Campeão Nico Rosberg anuncia a aposentadoria da Formula 1

Published by:

Uma semana terrível para o mundo do esporte, principalmente no futebol com a perda de praticamente um time inteiro que estava buscando um feito inédito que era a Copa sul-americana como era a Chapecoense que acabou através dessa lamentável tragédia com a solidariedade do mundo inteiro.

Após um final de temporada de Formula 1 quando agente já começava a voltar as atenções para 2017 quando o novo campeão do Mundo Nico Rosberg iria defender o título de campeão do Mundial de Formula 1 eis que o piloto Alemão em uma entrevista acabou dando como encerrada sua trajetória na categoria após 11 temporadas, 206 Gps, 23 Vitórias, 30 poles, 57 pódios, 20 voltas mais rápidas, 1594,5 Pontos pilotando pela Williams de 2006 a 2009 e correu pela Mercedes a partir de 2010 até o último Domingo que acabou sendo a última prova da sua carreira. Rosberg foi o campeão do primeiro campeonato da GP2 Series em 2005.

Em entrevista coletiva em Viena, Na Áustria aonde vai esta sendo a premiação da FIA aonde o piloto alemão vai receber a taça de campeão mundial de 2016, Rosberg anunciou essa decisão de parar após a sua maior conquista na carreira.

“Para mim é um dia muito especial receber o troféu. Esta noite será incrível, mas por outra razão. Quero aproveitar a oportunidade para anunciar o fim da minha carreira na F1″

Veja o post inteiro que ele colocou nas suas redes sociais:

” Há 25 anos disputando corridas, meu sonho, meu maior desejo, sempre foi ser campeão de Fórmula 1. Através de trabalho duro, dor e sacrifícios, isso tem sido meu objetivo. E agora eu consegui! Escalei minha montanha e estou no topo. Sinto-me bem agora. Meu maior sentimento no momento é de gratidão àqueles que sempre me apoiaram para que esse sonho se tornasse realidade.

Essa temporada, eu lhes digo, foi muito complicada. Eu dei o meu máximo em cada pequeno detalhe depois das frustrações dos últimos dois anos; estes momentos serviram de combustível para aumentar minha motivação em níveis que jamais havia experimentado. E claro que isso acabou impactando aqueles que amo. Foi um sacrifício familiar, deixando tudo para trás em detrimento de um único objetivo. Eu não consigo achar palavras suficientes para agradecer minha esposa Vivian; ela tem sido incrível. Ela entendeu que este era “o ano”, nossa oportunidade real, e criou um ambiente para que eu me recuperasse após cada corrida, cuidando da nossa filha todas as noites, e assumindo as rédeas de tudo quando a situação apertava, colocando nosso campeonato à frente.

Quando venci em Suzuka, momento em que o título ficou nas minhas mãos, uma pressão gigante, eu comecei a pensar em encerrar minha carreira se fosse campeão. Na manhã de domingo, em Abu Dhabi, eu sabia que aquela poderia ser minha última corrida na F1, e aquele pensamento deixou meus pensamentos mais claros. Eu queria aproveitar toda aquela experiência, já que sabia que poderia ser a última… E aí as luzes vermelhas apagaram e eu tive as 55 voltas mais intensas de toda a minha vida. Tomei a decisão na noite de segunda. Depois de refletir durante todo o dia, as primeiras pessoas que falei foram Viviam, Georg (Nolte, da equipe de Nico) e Toto.

A única coisa que tornou minha decisão difícil foi o fato de colocar meu time em uma situação complicada. Mas o Toto entendeu. Ele sabia de cara que eu estava completamente certo da minha decisão. Minha maior conquista no automobilismo sempre será ter vencido um Campeonato Mundial com este time de pessoas incríveis, o time das Flechas de Prata.

Agora estou aqui para aproveitar o momento. Agora é hora para curtir as próximas semanas, pensar na temporada que passou e aproveitar cada experiência que aparecer pelo caminho. Depois disso, eu vou virara a próxima esquina da vida e ver o que está disponível para mim…”

A primeira corrida de Rosberg - GP do Bahrein de 2006 pela Williams

A primeira corrida de Rosberg – GP do Bahrein de 2006 pela Williams

Opinião de Deivison Conceição

Após uma semana duríssima hoje tivemos esse surpreendente fato do termino da carreira de Nico Rosberg na Formula 1 com apenas 31 anos de idade. Uma carreira que poderia ter tido mais êxitos, Mesmo que não conseguisse vencer mais nenhum campeonato de pilotos, Um piloto que esperávamos ver como ele iria defender o título na temporada de 2017 e agora acaba por deixar a Formula 1 bem no topo da colina conquistando o máximo de que um piloto pode conquistar.

Agora se de um lado lamentamos a sua aposentadoria, Por outro lado agente ver que para Rosberg 1 título de Formula 1 era o suficiente para ele. Algo que ele buscou por 25 anos desde do Kart até aqui. Será que ele para de vez com o esporte? Eu não acredito que ele vai fazer isso. Nico certamente pode até parar em 2017 e voltar em 2018 em uma outra categoria e ele tem lugar em todas essas categorias visto o que ele fez na sua trajetória na Formula 1. Ele teve como companheiros 2 pilotos monstros como Michael Schumacher e Lewis Hamilton. O que ele fez foi evoluir de uma maneira que ele conseguiu nas 3 temporadas destruir com o 7 vezes campeão do Mundo, E quando teve Hamilton que foi o mais duro dos seus adversário acabou também mostrando a sua evolução como piloto. Elevou seu nível ao enfrentar gigantes até finalmente em 2016 quando Nico teve o ano que favoreceu a ele em temos de sorte e de total competência, Aonde ele soube aproveitar cada chance e cada oportunidade para levar esse título.

Fica nossos parabéns a Nico Rosberg e que seja feliz no que ele decida fazer em sua vida.

Agora, Fica uma baita vaga na Formula 1 para 2016. Quem será o dono desse carro?

Eu tenho a certeza de que esse carro não sai da mão dessas três opções: Bottas, Wehrlein e um piloto de fora da Formula 1. Mas eu devo falar disso amanhã. Ainda estou afetado com o que aconteceu pela tragédia que tivemos nessa semana.

#ForçaChape

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Williams

Automobilismo Gaúcho Automobilismo Internacional Automobilismo Nacional Automobilismo Paranaense Divulgação Endurance Fotos

Endurance:A dupla Sena/Elias é campeã brasileira em Londrina

Published by:

Foi um fim de semana perfeito para a dupla do Gol #77, Luiz Sergio Sena Junior e Daniel Elias, eles juntamente com o paranaense Edson Bueno venceram as 500 Milhas de Londrina nas categorias Turismo e Turismo Super.

Com a vitória no Paraná Sena Jr e Elias também conquistaram o campeonato Brasileiro de Endurance nas duas categorias.

A equipe desembarcou em Londrina com um carro acertado e já na sexta-feira conquistaram a pole para a prova de sábado. “Viemos para Londrina com um único objetivo, o de sair daqui com a taça de campeões da temporada 2016, conquistamos isso”, destaca o piloto de Caxias do Sul, Sena Jr. “Nessa etapa temos que agradecer a participação do piloto da casa Edson Bueno que nos ajudou na vitória de hoje”, ressalta.

A temporada de 2016 foi repleta de vitórias para a equipe do Gol #77, no mês passado Sena/Elias foram campeões Gaúchos de Endurance e a conquista desse sábado abrilhantou ainda mais o ano repleto de vitórias da dupla. “Ainda estamos comemorando o campeonato gaúcho e já temos uma nova taça para levantar”, destaca Sena Jr.

28

“A temporada não poderia ter terminado de maneira melhor para nós, campeões no Gaúcho e no Brasileiro e a nossa prova aqui em Londrina foi tão boa que terminamos a corrida na oitava colocação no geral, um excelente resultado andando com carros de outras categorias muito mais fortes que nós”, finaliza Sena Jr.

A dupla também venceu às Seis Horas de Guaporé, prova no circuito da serra gaúcha que serviu para apresentar ao público a nova categoria que estreia em 2017 no automobilismo gaúcho, a Super Turismo.

“Foi um ano vitorioso e temos que agradecer muito aos preparadores, Ribamar e o Alexandre Rheinlander (Bujão), e claro, a todos demais componentes da equipe que formam esse time maravilhoso. Equipe 100% vencedora”, exalta o caxiense

_mg_6688

A equipe tem o apoio de Paline Matérias de Construções, Segurança Vêneto, Intelbras e Matvsul e Adesca.

Assessoria Schaefer
Fotos: Cintia Azevedo

Fernando Silva – Administrador
Fone:
(51) 9363 -1334
(51) 3365 – 6843

Automobilismo Internacional Coluna Comentarista F1 Formula 1 Formula 1 - 2016 Fotos Manor 2016 Manor 2017 Opinião Sauber 2016 Sauber 2017

Os dois pontos da Sauber no Brasil podem acabar com o Futuro da Manor na Formula 1

Published by:

A alegria e o feito que Felipe Nasr fez com em Interlagos colocando a Sauber em 9ºlugar levando 2 pontos para o time suíço acabaram destruindo as pretensões para a Manor que tinha o 10ºlugar no mundial de construtores pela maioria do campeonato até a 2 semanas atrás. Isso pode fazer a equipe não seguir na Formula 1 em 2017, Isso porque só existe premiação para os 10 primeiros lugares do campeonato e a premiação da 10ªposição é de 40 milhões de Dólares o que pode fazer a diferença ou fazer falta para uma equipe pequena na Formula 1 que hoje continua com seu sistema feudal de não dar qualquer ajuda para as equipes pequenas ou não se movimenta para diminuir os custos tornando a categoria cada vez mais e mais elitizada.

manor_sem_premiacao

As consequências disso são que as vagas no maior campeonato mundial de Automobilismo são decididas pelo dinheiro, pelo patrocinador, por desconto de preço de motores, … E os pilotos com talento ficam nem em segundo plano, Eles se quer tem chance de correr na Formula 1 se não tiverem patrocinadores.

A situação da Manor, A situação da Sauber é mais uma prova da falência do sistema da Formula 1 o que é bem ruim para o Esporte. A maior categoria do Esporte a motor precisa ter o maiores pilotos do mundo ou parte dos 100 melhores pilotos do mundo inteiro e hoje vemos nomes como Jolyon Palmer e Esteban Gutierrez como dois desses pilotos que não estão nem entre os 300 melhores pilotos do mundo (Se bobear nem estão entre os 500 primeiros pilotos) E eu aposto que se não mudar o sistema dessa categoria continuaremos a ver paydrivers (Pilotos Pagantes) substituindo pilotos talentosos que podem muito bem suprir qualquer deficiência das equipes menores.

Nasr pode mais uma vitima do dinheiro de Esteban Gutierrez

Nasr pode mais uma vitima do dinheiro de Esteban Gutierrez

A Sauber pode sim cometer um erro de trocar um piloto que é mais talentoso que seria o Caso de Felipe Nasr que teve sua temporada sabotada já que seu companheiro de equipe Marcus Ericsson recebe as melhores peças para o carro dele (O piloto Sueco já esta renovado para a temporada de 2017) do que o Esteban Gutierrez que já mostrou que não tem talento para ajudar quaisquer time que ele corra sem que seja financeiramente.

kobayashi_sauber_2012

Kobayashi com seu talento foi preterido por um piloto Medíocre por causa do patrocínio de Esteban Gutierrez

A lição que estou falando é quando a Sauber no final de 2012 em alta contratou Esteban Gutierrez no lugar do talentoso e arrojado japonês Kamui Kobayashi visto que ele não não tinha o mesmo talento que o seu compatriota Sérgio Perez, Pois bem Gutierrez correu ao lado de Hulkenberg e o resultado disso foi que o Mexicano foi surrado pelo piloto Alemão que levou o time nas costas literalmente o ano inteiro. Seu único momento de gloria da categoria foi o solitário 7ºlugar no GP do Japão de 2013 marcando seus únicos 6 pontos na sua carreira que chega ao 60ºGP completando o seu terceiro ano completo. E ai a pergunta que não quer calar: Valeu a pena fazer essa contratação que afundou o time que teve um 2014 terrível sem marcar ponto nenhum e que até hoje sofre por esse movimento errado tudo por causa dos patrocinadores que esse piloto levava??

Gutierrez foi o marco da derrocada da Sauber na Formula 1

Gutierrez foi o marco da derrocada da Sauber na Formula 1

Tá claro que a Sauber não tem planejamento para se manter na categoria, Não pensa grande, Não tem o mínimo de senso crítico para melhorar a equipe Suíça. Se tivesse a Monisha Kalterborn deveria ser mandada embora pela enorme incompetência que essa mulher vem gerindo a equipe a 4 anos ( E não é por ser mulher que ela não merece ficar na Formula 1 e sim porque ela é absolutamente incompetente para exercer o cargo de chefe de um time de Formula 1)

Mas acima de uma demissão de uma chefe de equipe a Formula 1, O Senhor Bernie Ecclestone de 5 milhões de anos de idade que é dono da categoria e o presidente da FIA, O incompetente e omisso Jean Todt precisam mudar a Formula 1 antes que o grid se reduza ainda mais ou que se tenha no futuro apenas Paydrivers que mostram a carteira chega de dinheiro, Que mostram padrinhos políticos, Que mostram influência de motores, Que mostram apoios de governos nacionais, Que mostram tudo! exceto talento.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Sauber/Manor/F1-Gears