Category Archives: Automobilismo Norte-americano

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos Indycar 2016

Indy Car – Round 10 : Power vende e domina em Road America e Kannan obtém brilhante 2ºlugar

Published by:

Grid de Largada:

1 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m42.2105s
2 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m42.3759s
3 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m42.7279s
4 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m42.8573s
5 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m42.9449s
6 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) 1m43.7782s
7 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m42.7519s
8 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m42.8318s
9 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1m43.1073s
10 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m43.2001s
11 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m43.2649s
12 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) 1m43.3291s
13 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1m43.4024s
14 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m44.3570s
15 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1m43.5357s
16 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) 1m45.0840s
17 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1m43.6432s
18 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1m45.5110s
19 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1m43.6672s
20 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 4m19.1862s
21 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m43.7289s
22 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 4m29.0408s

Vídeo da corrida:

Um dos mais bonitos circuitos do automobilismo mundial voltou a ser cenário de mais uma etapa da Formula Indy. A 10ªEtapa da Formula Indy (Vou explicar o porque é a 10ªEtapa e não a 9ª) Na última semana do mês de Junho, Will Power foi o pole position com Scott Dixon ao lado dele, Na Segunda fila largam Tony Kannan e Simon Pagenaud que lidera o campeonato com folga até agora, Castroneves e Rahal largam na terceira fila, Completaram os 10 primeiros colocados: Max Chilton, Ryan Hunter-Reay, Conor Daly e Carlos Munõz.

Na largada Dixon tentou passar Power que manteve a ponta com Dixon, Kannan e Pagenaud mantendo as 4 primeiras posições e Graham Rahal subindo para o 5ºlugar, O Outro brasileiro Helio Castroneves caiu do 5º para o 7ºlugar, No começo da primeira volta Jack Hawksworth acabou rodando e indo para o último lugar, Mas antes devido a um toque de Charlie Kimball o Francês Sebastian Bourdais acabou tendo seu kit aerodinâmico danificado atrás e com isso ele foi para os boxes perdendo 1 volta para fazer essa troca.

Hélio Castroneves foi a luta e recuperou uma das posições perdidas na largada ultrapassando a Ryan Hunter-Reay assumindo o 6ºlugar, no final da 2ªvolta Munõz teve de arriscar tudo até ir aos confins  da pista para passar Conor Daly que teve de recuar e sair da pista para manter-se na corrida o que seria a previa de uma boa corrida em Wisconsin. Na 7ªVolta Scott Dixon teve problemas de motor e deixou a prova deixando Power na frente com mais de 3 segundos na frente de Tony Kannan que assumiu a segunda posição com Pagenaud e Rahal logo a seguir e Castroneves completando os 5 primeiros colocados.

Marco Andretti e Gabby Chaves foram para a primeira parada nos boxes na volta 8, Era certo que teríamos 3 paradas nos boxes e 2 paradas só se tivesse muitas bandeiras amarelas no que em uma pista com essa não seria fácil. Rahal foi para cima de Pagenaud e na reta oposta conquistando a 3ªposição enquanto que Conor Daly foi para cima do Hunter-Reay e tomou o 6ºlugar, Impressionante o desempenho do piloto da Dale Coyne nessa temporada. A partir da volta 12 começou de vez a rodada de paradas nos boxes com Ryan Hunter-Reay indo para os boxes quando estava em 7ºlugar junto de Munõz, Montoya, Hinchcliffe, Hawksworth e Rossi.

Power e Kannan pararam para a primeira parada nos boxes na 13ªVolta deixando Rahal na liderança com Pagenaud e Daly completando as 3 primeiras posições, Na volta seguinte os três foram para os boxes para realizarem sua primeira parada de troca de pneus e reabastecimento na 14ªVolta. Ao final da primeira rodada de paradas Power manteve a liderança com Rahal tomando o segundo lugar que era do Brasileiro Tony Kannan e depois Pagenaud e Castroneves completavam os 5 primeiros colocados. Ao final da 14ªVolta Kannan vai para cima de Rahal e usando o Puss to pash de forma eficiente retorna ao segundo lugar e começa a busca para pelo Will Power que liderava sem problemas a prova e nas voltas seguintes o piloto da Chip Ganassi começou a diminuir a diferença para o piloto da Penske enquanto que Rahal começava a sofrer a pressão não muito forte do Simon Pagenaud que estava muito bem em relação ao campeonato se a corrida terminasse daquela forma.

kannanRA2016

Após 20 Voltas Power liderava a prova com apenas 2.7 segundos na frente de Kannan quando a vantagem tinha chegado a um certo período com mais de 6 segundos nas primeiras 12 voltas da prova, Rahal, Pagenaud e Castroneves continuava nas 5 primeiras posições com Daly, Hunter-Reay, Sato, Munõz e Kimball completavam os 10 primeiros colocados. Mas a posição do piloto da Andretti Autosport campeão da Indy em 2012 estava com o 7ºlugar ameaçado pela pressão do Japonês Takuma Sato.

Power nas voltas seguintes conseguiu reverter essa situação e voltou a aumentar a diferença para Kannan, Enquanto isso lá atrás Josef Newgarden que conseguiu largar para essa corrida depois do fortíssimo acidente que ele teve na prova do Texas que não acabou 2 semanas antes tomou o 14ºlugar do Mikhall Aleshin que prolongou muito a curva no final da reta oposta que tinha uma área de escape de asfalto e que vários pilotos usaram durante a prova após tentativas mal sucedidas de ultrapassagem, Quando a prova atinge a sua metade os lideres partiam para a segunda parada nos boxes com Kannan fazendo sua parada na 26ªVolta, Power, Rahal e Pagenaud fizeram a parada na volta seguinte e na volta de Rahal e Pagenaud o Brasileiro Tony Kannan que chega a ficar atrás dos dois pilotos e consegue recuperar em um espaço de uns 30 segundos e uma fechada de Rahal os posicionamentos para Pagenaud e Rahal voltando ao segundo lugar, Power continuava na liderança tranquilo. Já para Chilton acabou sendo uma rodada de paradas ruim porque seu carro teve pane seca o que fez o Britânico da Chip Ganassi perder 2 voltas completas.

rahal_ra2016

Uma das disputas que rolavam no bloco intermediário era a disputa do 14ºlugar entre Gabby Chaves, Mikhail Aleshin e Marco Andretti. Na Frente Graham Rahal era pressionado pelo piloto da Penske o Francês Simon Pagenaud na disputa pelo 3ºlugar. Os cinco primeiros colocados na prova estavam muito na frente do 6ºcolocado o norte-americano Conor Daly que fazia mais uma bela corrida visto a limitação da equipe Dale Coyne mas que estava a 8 segundos do Castroneves que estava em 5ºlugar e a 16 segundos do Power que liderava a corrida praticamente de ponta a ponta 5 segundos a frente de Kannan que vinha a 2 segundos da disputa entre Rahal e Pagenaud pelo 3ºlugar.

O piloto da Penske passou Rahal e foi para cima de Kannan e também ultrapassou e em pouquíssimo tempo ele pulou do 4º para o 2ºlugar e começou a sua buscar Power pela liderança isso na 35ªVolta da prova e agora Kannan precisava segurar a Rahal para manter-se no pódio enquanto que na parte de trás começava as paradas derradeiras de troca de pneus e reabastecimento, Nesse meio tempo Charlie Kimball passou Conor Daly assumindo o 6ºlugar.

pagenaud

Tony Kannan foi o primeiro a ir para os boxes para a terceira parada na 38ªVolta, Na volta seguinte Power, Rahal, Castroneves, Daly e Newgarden foram para a parada final nos boxes deixando Pagenaud na liderança por 1 volta até ir para a sua parada na 40ªVolta de prova e foi nessa volta que a suspensão de Conor Daly acabou quebrando fazendo com o piloto da Dale Coyne fosse reto para a brita no final da reta dos boxes e batesse provocando uma bandeira amarela a 10 voltas do final da prova.

Essa bandeira amarela foi uma bandeira longa que durou 5 voltas devido a retirada do carro de Daly, Os cinco primeiros eram Power, Pagenaud, Kannan, Rahal e Castroneves. A 5 voltas do final a relargada foi dada e Pagenaud foi para cima de Power para buscar a vitória enquanto que Rahal tentou uma ultrapassagem sobre Kannan que segurou o terceiro lugar e ainda com Kimball para cima de Castroneves trocando os carros roda com a roda praticamente pelo 5ºlugar.

powerwinsRA2016

Pagenaud tinha um belíssimo 2ºlugar nas mãos, Mas começou a perder rendimento e com a perda de rendimento ele acabou tomando ultrapassagem de Tony Kannan e dai logo a seguir veio Graham Rahal e passou, Hélio se enrolou nessa e perdeu posição sobre Ryan Hunter-Reay que passou também Kimball assumindo o 4ºlugar e o Pagenaud foi caindo, Caindo, Caindo e ficando lá atrás. Nas voltas finais Kannan tentou buscar Power, Mas o dia era do piloto Australiano que venceu de forma dominante e de maneira merecida assim como o segundo lugar do Tony Kannan que teve seu melhor resultado e sua melhor corrida na temporada e Graham Rahal completou o pódio.

Destaques para Ryan Hunter-Reay ficou em 4º, Charlie Kimball ficando em 6ºlugar e a Josef Newgarden pela corrida de recuperação e também pela recuperação do acidente do Texas fazendo uma bela prova ficando em 8ºlugar. Hélio Castroneves com o 5ºlugar assumiu a vice-liderança do campeonato. O Líder do campeonato Simon Pagenaud ficou em 13ºlugar com problemas em seu motor Chevrolet, Domingo teremos a 11ªEtapa da Formula Indy no mais curto oval da temporada em Iowa.

podioRA2016

Resultado final da 10ªEtapa da Formula Indy
GP de Elhkart Lake

1 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1h39m10.3044s em 50 Voltas
2 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 0.7429s
3 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) a 5.9608s
4 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 9.3597s
5 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 10.5340s
6 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 10.9966s
7 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 12.6191s
8 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 13.8835s
9 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 15.7290s
10 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 17.1132s
11 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 18.7152s
12 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 19.9030s
13 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 21.1530s
14 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 22.1333s
15 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) a 22.5908s
16 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 23.5531s
17 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 35.3665s
18 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) a 1 Volta
19 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 1 Volta
20 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 2 Voltas
21 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 10 Voltas – Quebra/Acidente
22 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 44 Voltas – Motor/Mecânico

Fotos:

 

RoadAmerica2016

Agora a Explicação do porque não falei da corrida no Texas, Eu acho primeiro lugar um absurdo que uma prova possa ser feita a parte que falta no dia 27 de agosto. Acho que se a corrida aconteceu no dia 12 de Junho ou foi feita uma programação para essa data visto que a corrida seguinte seria daqui a 16 dias ou 15 dias se contar o domingo aonde foi feita as 71 voltas daria muito bem para tentar correr na segunda-feira ou terça-feira e tentar até conseguir dar pelo menos a metade da corrida mais uma volta era o bastante para resolver esse problema. A Solução diante disso é para um uma apenas: Cancelar as 71 voltas e começar tudo do começo como se a prova do dia 11/12 de Junho não existisse, Seria mais honesto para todo mundo e acho que não teríamos gente perdida com essa provável confusão que vai se fazer com essa manobra da Formula Indy que até a respeito sem a minha aprovação. Ou seja, eu discordo desse adiamento.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar
Vídeo: IndyCar

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos Indycar 2016 TV Vídeos

Rodada Dupla de Detroit tem grandes corridas e vitórias de Bourdais e de Power

Published by:

Grid de largada – 1ªCorrida em Detroit

1 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m14.9166s
2 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m14.9285s
3 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m15.5659s
4 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1m15.7708s
5 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m16.3897s
6 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m16.4613s
7 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m15.5508s
8 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m15.6712s
9 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m15.7142s
10 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) 1m15.7172s
11 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1m16.0998s
12 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1m16.2665s
13 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) 1m16.1087s
14 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1m16.3154s
15 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m16.2643s
16 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1m16.6370s
17 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) 1m16.4512s
18 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m16.7138s
19 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m16.4965s
20 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1m16.9140s
21 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1m17.6894s
22 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1m18.3918s


Pagenaud foi pole nas duas corridas

Pagenaud foi pole nas duas corridas

Chegamos a metade da Temporada com a rodada dupla do campeonato em Detroit com Simon Pagenaud sendo o pole position com Hélio Castroneves em 2º e Juan Palbo Montoya em 3º todos sendo da Penske, James Hinchcliffe foi o primeiro carro com motor Honda largando em 4ºlugar com o carro da Schmidt, Will Power largaria em 9ºlugar duas posições atrás de Tony Kannan.

Antes da Largada o piloto Jack Hawksworth ficou parado nos boxes com problemas em seu carro o que significava que o piloto inglês poderia nem largar, Com um tempo fechado a corrida começou com Castroneves tentando passar Pagenaud, Uma manobra que quase deu certo para o Brasileiro, Porem o piloto Francês conseguiu manter a liderança da prova com Hélio, Montoya, Hinchcliffe e Kannan que largou muito bem ganhando 2 posições na largada. Na volta 3 Will Power foi para o ataque e passou Takuma Sato e ganhou a 9ªposição.

Nas primeiras voltas Marco Andretti, Gabby Chaves e Spencer Pigot (Que corre até o final do ano com o carro 20 nos circuitos mistos e autódromos na equipe de Ed Carpenter enquanto que o dono da equipe corre nos ovais) pararam na 3ªVolta, Na volta seguinte parou o brasileiro Tony Kannan, Kimball, Sato, Newgarden, Hunter-Reay e Bourdais. No final da 6ªVolta só tínhamos os 9 primeiros colocados sem terem parado nos boxes, Conor Daly na volta 7 foi para os boxes. Enquanto isso James Hinchcliffe sofria a pressão de Carlos Muñoz buscando o 4ºlugar, Dixon fez a parada na 9ªVolta e a Chip Ganassi pisou na bola fazendo uma péssima parada de 22 segundos quando o normal e entre 7 a 9 segundos com 6 mecânicos que são permitidos nos trabalhos nos boxes, Montoya para na volta 10 enquanto que Max Chilton que já tinha feito a parada acabou batendo no muro provocando a primeira bandeira amarela.

Montoya se deu bem e mesmo com a parada estava levando uma enorme vantagem sobre os demais que não pararam nos boxes, Já Pagenaud, Castroneves e Muñoz teriam que fazer a parada nos boxes. Na volta 15 tivemos a relargada com Pagenaud acabou não dando chances para Castroneves tomar a liderança, Power em uma manobra sensacional passou Montoya assumindo a terceira posição depois de passar o Colombiano Carlos Muñoz. Dixon disputava o 14ºlugar com o Marco Andretti conseguindo a ultrapassagem pouco tempo depois.

Após 20 voltas completadas Will Power passa Hélio Castroneves assumindo a segunda posição a 3 segundos atrás de Pagenaud que estava sumindo na liderança, Kimball pressionava Kannan na disputa pelo 8ºlugar. Na volta 23 Pagenaud com 7 segundos de vantagem foi para os boxes para a sua primeira parada, Na volta 24 Power que assumiu a liderança foi para a primeira parada deixando Castroneves na ponta e Muñoz em segundo que acabaram sendo os últimos a pararem na volta 25.

Após essas paradas a classificação era: Power em 1º, Montoya em 2º, Hinchcliffe em 3º, Rahal em 4º e Kannan em 5º. Mas em poucas voltas os pilotos que foram parar nas primeiras voltas iriam fazer suas trocas, Power parou na volta 29, Hunter-Reay na volta anterior, Hinchcliffe na volta 31 e Montoya na volta 34. Após essas paradas o Australiano Will Power voltou na liderança da prova na frente de Simon Pagenaud, Mas dai Power foi para cima de Montoya e até conseguiu a ultrapassagem mas perdeu a curva junto do Montoya e com isso que aproveitou essa história foi Simon Pagenaud que recuperou a ponta da corrida, Já Castroneves passou Hinchcliffe assumindo o 4ºlugar, Na metade da corrida os 4 primeiros colocados eram os 4 pilotos da Penske, Um domínio Assombrador do time de Roger Penske.

A Corrida continuou assim até a volta 43 quando em uma rodada James Hinchcliffe acabou batendo no muro provocando uma nova bandeira amarela o que obrigou aos pilotos que fizeram a tática de duas paradas e alguns outros pilotos a irem aos boxes, Um tanque de combustível durar 26 Voltas nessa pista não seria fácil pois com muita dificuldade o tanque durava 23 a 24 voltas sem bandeira amarela, Se poupasse muito combustível poderia sonhar com 25 voltas.

De quem passou Power voltou na frente de Pagenaud o que não adiantou muito pois com problemas mecânicos acabou Power parando o seu carro em uma área de escape no começo da pista abandonando a prova, A Relargada foi na volta 47 com Montoya na frente seguido de Rahal e Dixon que abriam muito de Sebastian Bourdais e Conor Daly que precisavam fazer uma parada também, Já Gabby Chaves acabou indo muito devagar e lento acabou sendo alvo fácil para Castroneves passar o piloto da Dale Coyne que fazia a 3ªcorrida dele na temporada além de passar Spencer Pigot assumindo o 7ºlugar sendo o primeiro dos que pararam aos boxes para terminarem a corrida.

Bourdais levou a KV para a vitória através da Estratégia

Bourdais levou a KV para a vitória através da Estratégia

Montoya, Rahal e Dixon abriram 5 segundos sobre Bourdais que tinha 4 segundos na frente de Daly que tinha confortáveis 7 segundos sobre Castroneves, Graham Rahal foi para os boxes na volta 53 para a sua última parada nos boxes, Montoya parou na volta 54 e Dixon na Volta 55 (Só que teve problemas elétricos abandonando a corrida) deixando a liderança com Sebastian Bourdais que voou baixo para tentar colocar a vantagem necessária para voltar ainda em primeiro lugar com Conor Daly em 2º fazendo a mesma coisa, 20 segundos depois vinha Castroneves e Pagenaud tentando poupar combustível para terminarem a corrida e começaram a sofrer a pressão de Montoya e Rahal que não tiveram dificuldades de passar ambos o que mostrava que a tática de duas paradas acabou não sendo a vencedora e isso se confirmou com as paradas de Bourdais na volta 59 e de Daly na 60 que voltaram em 1º e 2ºlugares, O piloto da KV Racing foi até o final com um ritmo de prova melhor do que Daly conquistando a 35ªVitória na Formula Indy e a primeira na temporada chegando a 2 segundos na frente de Conor Daly que conquistou o seu melhor resultado com o 2ºlugar sendo impressionante para um piloto da Dale Coyne e Juan Palbo Montoya fechando o pódio e Graham Rahal em 4ºlugar.

Hélio Castroneves em uma corrida heroica com um tanque que durou 26 voltas conquistou o 5ºlugar enquanto que Pagenaud acabou sucumbindo e acabou apenas em 13ºlugar. Tony Kannan fechou a prova em 9ºlugar.

Pódio da primeira corrida

Pódio da primeira corrida

Resultado final da 7ªEtapa da Formula Indy
1ªCorrida em Detroit

1 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) a 1h40m51.6838s – 70 Voltas
2 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 2.0401s
3 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 5.7067s
4 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) a 7.4793s
5 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 40.0139s
6 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 40.7592s
7 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 42.2990s
8 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 44.4699s
9 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 45.5832s
10 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) a 48.2961s
11 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 51.1067s
12 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 51.3256s
13 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 52.5313s
14 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 1m06.2350s
15 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 1m14.1421s
16 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 1 Volta
17 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 1 Volta
18 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 5 Voltas
19 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 15 Voltas (Elétrico)
20 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 26 Voltas (Mecânico)
21 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 62 Voltas (Acidente)
22 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 70 Voltas (Mecânico)

Vídeo da Primeira corrida:


Grid de largada – 2ªCorrida em Detroit

1 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m14.0379s
2 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m14.5621s
3 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m14.1904s
4 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m14.6867s
5 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1m14.7256s
6 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m14.8163s
7 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) 1m14.7786s
8 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m14.8392s
9 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1m14.9349s
10 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m14.8486s
11 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m15.1345s
12 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) 1m15.1690s
13 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m15.2094s
14 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1m15.5692s
15 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1m15.2840s
16 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1m15.5987s
17 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1m15.4653s
18 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) 1m15.6904s
19 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m15.4678s
20 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1m16.1132s
21 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1m15.4766s
22 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m16.4531s


Em um dia com o tempo claro a pole position ficou de novo com Simon Pagenaud com Ryan Hunter-Reay em 2º e Hélio Castroneves em 3ºlugar. Na largada acabou tendo confusão! James Hinchcliffe devido a um toque com Carlos Muñoz que se assustou com a presença de Charlie Kimball do lado do piloto da Andretti acabou batendo e Max Chilton acabou indo reto batendo no carro do piloto da Schmidt, Resultado é que ambos deixaram a corrida, Takuma Sato também foi envolvido assim como Gabby Chaves e Graham Rahal que perderam muito tempo para consertar os seus carros, Isso provocou a primeira bandeira amarela na prova.

Na 5ªVolta é que a corrida começou de verdade com a relargada com Pagenaud na frente seguido de Hunter-Reay e Kannan que passou Castroneves assumindo o 3ºlugar, Jack Hawksworth muito lento segurando a turma a partir do 10ºlugar acabou indo para os boxes antecipando a parada nos boxes, Enquanto isso os 5 primeiros lugares (Pagenaud, Hunter-Reay, Kannan, Castroneves e Aleshin) não sofriam ameaça de ninguém e nem de ameaçarem o piloto da frente e estavam tranquilos em suas posições. Sato parou de novo buscando uma nova Tática nos boxes.

Kannan começou a sofrer pressão de Castroneves, Na volta 13 Bourdais e Rahal foram para os boxes para mudar a suas táticas na prova, Já Montoya foi para cima de Power e de forma arrojada passou Power assumindo o 7ºlugar e logo chegou em Dixon que estava na pressão em cima de Aleshin e após pouco tempo o piloto da Chip Ganassi deixou o piloto da Schmidt para trás para Montoya resolver passar o russo que não esmoreceu mas sem ritmo para aguentar a pressão de Montoya acabou indo para os boxes mudar a sua tática na corrida na volta 17, Kimball foi para cima de Power buscando o 7ºlugar, Tony Kannan foi para os boxes na volta 18 abandonando a tática de 2 paradas quando estava em 3ºlugar, Na mesma volta Bourdais e Muñoz fizeram suas paradas nos boxes.

Pagenaud com 4 segundos de diferença sobre Hunter-Reay seguia na liderança de uma forma absoluta, Montoya atrás de Dixon acabou tocando no piloto da Chip Ganassi perdendo uma parte de sua asa dianteira que ficou na pista, Apesar da parte da asa ter ficado em lugar que era perigoso não foi acionado a bandeira amarela e a corrida rolou solta, Com isso Montoya e Dixon tiveram que ir aos boxes e ambos perderam muito tempo nessa parada, Quem estava em tática normal já estava na hora de ir para a parada nos boxes. Na Volta 24 Pagenaud e Hunter-Reay foram para os boxes deixando Castroneves na liderança da corrida que fez a parada na volta 25, No meio do pelotão a disputa estava bem feroz.

Após as paradas a classificação após 25 voltas era Pagenaud em 1º com 5 segundos de diferença para Kannan que tinha 2 segundos para Sebastian Bourdais que acabou sendo o mais beneficiado depois das paradas subindo para o 3ºlugar na frente de Castroneves e de Hunter-Reay que caiu 3 posições, Muñoz, Power, Kimball, Aleshin, Hawksworth, Montoya e Rahal completavam as 12 primeiras posições.

Kannan volta a volta foi tirando a diferença para Pagenaud, Com 6 voltas a menos de combustível a tática do brasileiro da equipe Chip Ganassi era ficar andando com o tanque vazio enquanto outros ficavam andando com o tanque cheio e foi essa tática mais ou menos fez o Bourdais vencer a corrida 1 de Detroit e por falar no piloto da KV Racing estava logo atrás seguindo Tony buscando fazer pressão no Pagenaud. Na Volta 34 Bourdais e Muñoz foram para os boxes fazerem uma 2ªparada nos boxes. Enquanto Pagenaud estava na liderança fazendo um incrível trabalho com a Penske o Colombiano Juan Palbo Montoya em uma batida grotesca e parando em um lugar perigoso na pista provocando uma nova bandeira amarela em todo o circuito. Com essa bandeira Amarela os pilotos Tony Kannan, Marco Andretti e Alexander Rossi (que pouco se falou dele nas corridas pois fez corridas discretas até aquele momento da prova) foram para os boxes antecipar a parada nos boxes.

Montoya a besta de Domingo passado

Montoya a besta de Domingo passado em Detroit

Relargada na volta 40 e Castroneves foi para cima de Pagenaud, Na primeira tentativa não deu certo a manobra de ultrapassagem mas na volta seguinte o piloto Brasileiro fez a mesma manobra contornando a curva por fora e com mais aceleração acabou que Helinho passou Pagenaud assumindo a liderança da prova e pelo andar da carruagem e pela tática que os pilotos adotaram que todos teriam de fazer uma parada ainda a corrida estava nas mãos do piloto Brasileiro.

Na Volta 49 Pagenaud, Power, Hunter-Reay, Newgarden, Hawksworth foram para os boxes para a última parada nos boxes e foi exatamente o piloto da A.J.Foyt que acabou parando com problemas mecânicos provocando a bandeira amarela justamente na volta da parada de Hélio Castroneves o que destruiu a prova do piloto Brasileiro que teve de fazer a parada depois de todos os pilotos se juntaram e com isso Castroneves voltou nas últimas posições, Quem conseguiu aproveitar bem essa bandeira amarela foi Tony Kannan e alguns pilotos que conseguiram a tempo fazerem a parada e ganharam posições nessa história.

Relargada na volta 52 com Bourdais em 1º com Kimball em 2º, Rahal em 3º e Rossi em 4º, Já Power foi para cima de Pagenaud e ultrapassou passando a ser o primeiro piloto que iria terminar a corrida sem parar mais nos boxes e Power só teve o trabalho de esperar os 4 primeiros colocados pararem nos boxes (Bourdais e Kimball pararam na volta 59, Rahal na volta 60 e Rossi na volta 61) para assumir a liderança da corrida e de administrar a sua vantagem para Simon Pagenaud e conquistar a sua primeira vitória na temporada com Pagenaud completando a dobradinha da Penske e Ryan Hunter-Reay com o Carro da Andretti completou o pódio, Newgarden chegou em 4º com Scott Dixon, Conor Daly fazendo um grande final de semana com o carro da Dale Coyne na frente de Tony Kannan que terminou a prova  em 7ºlugar, Bourdais, Marco Andretti (Em seu melhor resultado na sua patética temporada até agora) e Takuma Sato conseguiu se recuperar completando os 10 primeiros colocados. Hélio Castroneves acabou a corrida  em 14ºlugar, Hoje a Noite teremos a 9ªEtapa da Formula Indy com o GP do Texas a partir das 21:30 minutos horário de Brasília.

Pódio da Segunda Corrida

Pódio da Segunda Corrida

Resultado final da 8ªEtapa da Formula Indy
2ªCorrida em Detroit

1 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1h42m22.2672s
2 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) 0.9203s
3 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1.4711s
4 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 2.4602s
5 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 3.1575s
6 Conor Daly ((Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 7.1263s
7 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 11.3012s
8 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) 12.9361s
9 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) 26.4201s
10 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 27.7105s
11 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) 28.0410s
12 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) 28.5507s
13 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 29.2530s
14 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) 29.6631s
15 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) 30.4879s
16 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 30.6922s
17 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1m10.5229s
18 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 3 Voltas
19 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 22 Voltas (Mecânico)
20 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 37 Voltas (Acidente)
21 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 70 Voltas
22 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 70 Voltas

Vídeo da Segunda corrida:

Fotos do final de semana em Detroit:

 

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos Indy 500 TV Vídeos

Corridas Históricas: 500 milhas de Indianápolis de 1993

Published by:

Grid de Largada da 77ªEdição das 500 Milhas deIndianápolis

Piloto Equipe Chassi Motor Média
1. Arie Luyendky 10 Chip Ganassi Lola T9300 Ford-Cosworth XB 223.967 Milhas
2. Mario Andretti 6 Newman-Haas Lola T9300 Ford-Cosworth XB 223.414 Milhas
3. Raul Boesel 9 Dick Simon Lola T9300 Ford-Cosworth XB 222.379 Milhas
4. Scott Goodyear 2 Walker Lola T9300 Ford-Cosworth XB 222.344 Milhas
5. Al Unser jr. 3 Galles Lola T9300 Chevrolet C 221.773 Milhas
6. Stefan Johansson 16 Bettenhausen Penske Chevrolet C 220.824 Milhas
7. Paul Tracy 12 Penske Penske Chevrolet C 220.298 Milhas
8. Nigel Mansell 5 Newman-Haas Lola T9300 Ford-Cosworth XB 220.255 Milhas
9. Emerson Fittipaldi 4 Newman-Haas Lola T9300 Chevrolet C 220.150 Milhas
10. Roberto Guerreiro 40 King Lola T9300 Chevrolet C 219.645 Milhas
11. Scott Brayton 22 Dick Simon Lola T9300 Ford-Cosworth XB 219.637 Milhas
12. Danny Sullivan 7 Galles Lola T9300 Chevrolet C 219.428 Milhas
13. Nelson Piquet 77 Menard Lola T9300 Menard 217.949 Milhas
14. Kevin Cogan 11 Galles Lola T9300 Chevrolet C 217.230 Milhas
15. Stéphan Gregoire 36 Formula Project Lola T9200 Chevrolet B 220.851 Milhas
16. Jeff Andretti 21 Hemelgarn Lola T9200 Buick 220.572 Milhas
17. Teo Fabi 8 Hall Lola T9300 Chevrolet C 220.514 Milhas
18. Gary Bettenhausen 51 Menard Lola T9300 Menard 220.380 Milhas
19. Jimmy Vasser 18 Hayhoe Lola T9200 Ford-Cosworth XB 218.967 Milhas
20. Stan Fox 91 Hemelgarn Lola T9100 Buick 218.765 Milhas
21. Lyn St. James 90 Dick Simon Lola T9300 Ford-Cosworth XB 218.042 Milhas
22. Tony Bettenhausen 76 Bettenhausen Penske Chevrolet C 218.034 Milhas
23. Al Unser 80 King Lola T9300 Chevrolet C 217.453 Milhas
24. John Andretti 84 A.J.Foyt Lola T9200 Ford-Cosworth XB 221.746 Milhas
25. Robby Gordon 41 A.J.Foyt Lola T9300 Ford-Cosworth XB 220.085 Milhas
26. Hiro Matsushita 15 Walker Lola T9300 Ford-Cosworth XB 219.949 Milhas
27. Dominic Dobson 66 Pacwest Galmer Chevrolet A 218.776 Milhas
28. Davy Jones 50 Euromotorsport Lola T9200 Chevrolet A 218.416 Milhas
29. Geoff Brabham 27 Menard Lola T9300 Menard 217.800 Milhas
30. Willy T. Ribbs 75 Walker Lola T9200 Ford-Cosworth XB 217.711 Milhas
31. Jim Crawford 60 King Lola T9300 Chevrolet C 217.612 Milhas
32. Didier Theys 92 Hemelgarn Lola T9200 Buick 217.752 Milhas
33. Eddie Cheever 59 Menard Lola T9200 Buick 217.599 Milhas

Rahalforadas500milhas1993

Eliminados da Corrida:

Brian Bonner
Eric Bachelart
Robbie Buhl
Ross Bentley
A.J.Foyt
Marco Greco
Mike Groff
Olivier Grouillard
Davey Hamilton
Buddy Lazier
Rocky Moran
John Paul jr.
Johnny Parsons
Scott Pruett
Bobby Rahal
Mark Smith
John Morton

Números das 500 milhas:

Galmer_Dobson_indy50093

Chassis:

Lola T9300 19 pilotos
Lola T9200 7 pilotos
Lola T9100 1 pilotos
Galmer 92 1 pilotos
Penske PC-22 4 pilotos

Motores:

Chevy C 11 pilotos
Chevy B 1 pilotos
Chevy A 2 pilotos
Ford XB 12 pilotos
Buick 4 pilotos
Menard 3 pilotos

lynstjames_indy50093

Países:

Estados Unidos 18 pilotos
Brasil 3 pilotos
Inglaterra 2 pilotos
Canadá 2 pilotos
Holanda 1 pilotos
Itália 1 pilotos
Suécia 1 pilotos
Colômbia 1 pilotos
França 1 pilotos
Japão 1 pilotos
Austrália 1 pilotos
Bélgica 1 pilotos

30 de Maio de 1993 – A corrida:

Em um dia nublado tivemos a maior prova do automobilismo mundial e que era cercado por muitas expectativas. Apesar da Ausência de Bobby Rahal teríamos na pista 4 campeões mundiais (Nigel Mansell, Emerson Fittipaldi, Mario Andretti e Nelson Piquet) e possivelmente termos a maior 500 milhas da História, Mas a pole position foi do Holandês Voador Arie Luyendky com um Lola-Ford da equipe Chip Ganassi, Mario Andretti com o carro da Newman-Haas Lola-Ford largava em 2º e Raul Boesel da Mediana Dick Simon Lola-Ford largaria em 3ºlugar. O Melhor carro da Chevrolet era Al Unser jr. da Galles Lola-Chevrolet que largaria em 5ºlugar atrás do Vice-campeão da prova de 1992 Scott Goodyear com o Walker Lola-Ford.

Emerson Fittipaldi largaria da 9ªposição na Terceira fila atrás de Nigel Mansell e de Paul Tracy que não era o melhor chassi Penske do Grid pois Stefan Johansson levou a seu carro da Bettenhausen para o 6ºlugar. Nelson Piquet iria sair em 13ºlugar sendo o seu carro o melhor motor Menard do Grid.

Na Largada Mario Andretti fica e Luyendky e Boesel disputam a primeira posição na entrada da curva 1 e o piloto da Dick Simon levou a melhor assumindo a liderança das 500 milhas de Indianápolis e começou a abrir diferença de Luyendky que estava em 2º e depois vinham Mario Andretti, Al Unser jr., Scott Goodyear, Stefan Johansson, Emerson Fittipaldi, Paul Tracy e Nigel Mansell eram os 9 primeiros colocados, Scott Brayton, Kevin Cogan e Teo Fabi completavam as 12 primeiras posições.

Boesel_lider_nocomeço

Era evidente que o Campeão do mundial de Endurance de 1987 estava no melhor da sua forma e com o seu Lola-Ford redondo abrindo diferença para os demais, O primeiro retardatário que foi o Dominic Dobson com seu Galmer-Chevrolet da equipe Pacwest foi o primeiro a tomar volta na 9ªVolta quando sua vantagem já era de quase 5 segundos sobre Arie Luyendky que começou a dar uma reagida e diminuir essa diferença para 3 segundos. Enquanto isso Scott Goodyear começou a pressionar Al Unser jr. enquanto que Emerson Fittipaldi tentava aproximação sobre Stefan Johansson e vinha levando com ele Paul Tracy e Nigel Mansell, Goodyear passou Al Unser jr. na volta anterior e na 13ªVolta Emerson Fittipaldi ultrapassa Johansson subindo para o 6ºlugar e na ida para a curva três toma o 5ºlugar de Al Unser jr. que começa a perder o rendimento e perdeu posições para Johansson, Nessa Mansell aproveita e passa Tracy na 14ªVolta na curva 2, O Canadense Paul Tracy não se contentou e acabou pelo lado de fora na curva 3 ultrapassando ao Leão voltando ao 8ºlugar.

A primeira Bandeira amarela aconteceu na 15ªVolta com a Rodada do piloto da King Jim Crawford que largaria do 31ºlugar, Dois voltas depois os boxes foram abertos para os pilotos realizarem a primeira parada nos boxes. Raul Boesel que era o líder e vários pilotos foram para os boxes aproveitando a bandeira amarela, Antes disso Jim Crawford vai aos boxes e consegue voltar a corrida. Após as paradas Mario Andretti parecia que voltaria a frente e Raul Boesel com mais velocidade ultrapassou o piloto da Newman-Haas e assumiu a liderança dos que pararem nos boxes. O Líder da prova na volta 18 era Stéphan Grégoire da equipe Formula Project que largaria da 15ªPosição ele acabou indo para os boxes na volta seguinte deixando a liderança com Kevin Cogan com Al Unser em 2º e John Andretti com o carro da A.J.Foyt estava em 3ºlugar na frente de Robby Gordon em 4º e o Gregoire estava em 5ºlugar e ai temos Raul Boesel na 6ªposição com Mario Andretti, Luyendky e Goodyear atrás do piloto Brasileiro.

Na 20ªVolta tivemos a relargada com Cogan na frente seguido de Al Unser, John Andretti e Gordon, Já Raul Boesel teria de cumprir uma penalização por ter ultrapassado Mario Andretti em bandeira amarela e isso fez ele despencar para o 29ºlugar, Stephan Gregoire foi também punido com uma entrada dos boxes.

Al Unser jr. aparecia muito bem na prova ultrapassando a Paul Tracy, Já Nelson Piquet com o seu carro da Menard estava em 21ºlugar já aparentando problemas no seu carro, Al Unser passou Cogan assumindo a liderança das 500 milhas tentando a 5ªVitória nas 500 milhas nos boxes, Mario Andretti já era o 3ºcolocado com John Andretti em 4º, Gordon em 5º, Luyendky em 6º, Goodyear em 7º, Fittipaldi em 8º e Al Unser jr. em 9º.

thcau_danny

Boesel começava a buscar o prejuízo ultrapassando os carros mais lentos na pista, Enquanto isso Al Unser, Kevin Cogan e John Andretti apareciam um pouco nas primeiras posições e mostravam carros competitivos e derepente em uma tática diferente poderiam disputar a vitória, Enquanto isso Boesel já passava a Lyn St. James indo para o 23ºlugar e na volta 28 para a 29 passou Stan Fox assumindo o 22ºlugar e foi nessa mesma volta 29 é que o piloto Danny Sullivan que vinha mal das pernas no campeonato acabou batendo e acabou sendo o primeiro piloto a deixar a prova com o carro da Galles Lola-Chevrolet. Nesse meio tempo Al Unser e os pilotos que fizeram uma tática diferente acabaram indo para os boxes e com isso o piloto Mario Andretti assumiu a liderança, O piloto de 53 anos venceu as 500 milhas de Indianapolis em 1969 e buscava para a segunda vitória nas Indianapolis, Com Luyendky em 2º e Emerson Fittipaldi em 3º, John Andretti em 4º e Robby Gordon em 5º não foram para os boxes, logo iriam parar para uma primeira parada deles, Goodyear em 6º, Mansell em 7º, Teo Fabi 8º e fechando os 10 primeiros os pilotos Roberto Guerreiro e Scott Brayton.

A relargada aconteceu na volta 36 com Mario Andretti, Arie Luyendky e Emerson Fittipaldi disputando a liderança da corrida, O Holandês Voador partia para cima do velho Mario Andretti que resistiu ao ataque do piloto da Chip Ganassi, Enquanto isso Nelson Piquet foi para os boxes e desistiu da prova com problemas com o seu motor Menard que não teve condições para disputar a corrida de maneira competitiva, Teo Fabi vinha em 4ºlugar com Nigel Mansell em 5º e o Rápido Roberto Guerreiro que foi pole position em 1992 das 500 milhas estando em 6ºlugar com o carro da King Lola-Chevrolet, Em 7º Al Unser e depois vinham Al Unser jr., John Andretti e Scott Brayton fechando os 10 primeiros colocados, Mas com o detalhe dos 3 primeiros colocados se distanciando muito de Teo Fabi que liderava o segundo grupo da corrida naquele momento da prova.

ratonaindy50093

Andretti, Luyendky e Fittipaldi andavam a pelo menos 208 a 210 milhas por hora quando Mario Andretti voltou a pegar retardatários Luyendky foi para o ataque para cima de Mario Andretti e na volta 47 assume a liderança da prova enquanto que Teo Fabi era pressionado por Nigel Mansell disputando o 4ºlugar com o piloto da equipe Hall, Na volta 48 Mario Andretti da o troco em Luyendky e reassume a liderança da prova enquanto isso Mansell não só passou a Teo Fabi como passou a Emerson Fittipaldi já assumindo a 3ªposição.

Após 50 voltas o líder é Arie Luyendky , com Mario Andretti em 2º, Nigel Mansell em 3º com Emerson Fittipaldi em 4º. O leão foi para cima do velho Mario Andretti, numa disputa particular da equipe Newman-Haas e nessa os dois chegaram no Luyendky o que mostrava que a corrida estava longe de terminar e que ao contraio disso é que estava apenas começando até porque tínhamos ainda Al Unser jr. e Scott Goodyear que protagonizaram uma grande disputa pela vitória, tinha um Raul Boesel se recuperando na corrida, Tinha um Al Unser que buscava sua 5ªvitória nas 500 milhas.

Mansell passou Mario Andretti e assumiu o segundo lugar ao mesmo tempo que o Emerson Fittipaldi acabou perdendo tempo parando no pit errado (Parou nos boxes da equipe King) e perdeu tempo, era a hora das paradas, Andretti na volta seguinte juntamente com o Raul Boesel enquanto que Nigel Mansell passou Luyendky e assumiu a primeira posição, Mas teve de ir para a parada nos boxes o que reconduziu o piloto da Chip Ganassi a liderança por uma volta já que o Holandês Voador foi para os boxes deixando a liderança de novo com Al Unser pai.

alunser_senior_indy500_93

Classificação após 60 voltas Al Unser pai era o líder com seu filho Al Unser jr. com o carro da Galles Lola-Chevrolet em 2º e o 3ºlugar era John Andretti com o carro da equipe Foyt, Enquanto que Roberto Guerreiro foi penalizado com um Stop in Go, Na volta 63 Al Unser foi para os boxes e a liderança foi para as mãos de John Andretti com Robby Gordon na segunda posição e o Scott Brayton era o terceiro colocado com o carro da Dick Simon até entrar nos boxes e deixar esse 3ºlugar com o piloto Paul Tracy com o carro da equipe Penske. Na volta 65 John Andretti foi para os boxes deixando seu companheiro de equipe Robby Gordon com o carro número 41 na liderança da prova (A.J.Foyt usa esse número nas 500 milhas e acabou se aposentando nos treinos para a prova de 1993), Duas voltas depois parou Robby Gordon para os boxes junto de Paul Tracy deixando a liderança com Scott Goodyear até a volta 70 quanto o piloto da equipe Walker foi para os boxes e com isso a liderança passou a ser de Nigel Mansell pela primeira vez na corrida com Mario Andretti em segundo bem perto do leão e Emerson Fittipaldi em 3ºlugar, Stan fox com problemas em seu motor Buick abandonou a corrida, ele que tinha o carro mais defasado das 500 milhas com um Lola de 1991.

Mansell colocava 1 volta em cima de Raul Boesel que estava em 15ºlugar, Na Média os lideres viravam entre 204 a 205 milhas por hora por volta, Emerson Fittipaldi vinha tirando diferença para Mario Andretti virando mais rápido que o piloto da Newman-Haas, Já Mansell estava engolindo a todos os retardatários que via pela frente.

Classificação após 76 Voltas completadas

  1. Nigel Mansell
  2. Mario Andretti
  3. Emerson Fittipaldi
  4. Teo Fabi
  5. Arie Luyendky
  6. Al Unser
  7. Al Unser jr.
  8. Robby Gordon
  9. John Andretti
  10. Scott Brayton
  11. Roberto Guerreiro
  12. Paul Tracy
  13. Scott Goodyear
  14. Stefan Johannson (1 Volta)
  15. Raul Boesel (1 Volta)
  16. Kevin Cogan (1 Volta)
  17. Jimmy Vasser (1 Volta)
  18. Geoff Brabham (1 Volta)
  19. Gary Bettenhausen (1 Volta)
  20. Davy Jones (2 Voltas)
  21. Eddie Cheever (2 Voltas)
  22. Lyn St. James (2 Voltas)
  23. Willy T. Ribbs (2 Voltas)
  24. Jeff Andretti (2 Voltas)
  25. Tony Bettenhausen (3 Voltas)
  26. Hiro Matsushita (3 Voltas)
  27. Didier Theys (3 Voltas)
  28. Stephan Gregoire (3 Voltas)
  29. Dominic Dobson (3 Voltas)
  30. Jim Crawford (4 Voltas)
  31. Stan Fox (OUT)
  32. Nelson Piquet (OUT)
  33. Danny Sullivan (OUT)

mansellemacao_indy500_1993

Mansell continuava na frente com Mario Andretti a menos de 1 segundo sobre Emerson Fittipaldi com indícios de começar uma disputa pelo 2ºlugar, Mas logo iria começar as paradas nos boxes de novo. Roberto Guerreiro foi o primeiro a parar nos boxes para uma terceira rodada de paradas tanto é que na volta seguinte Emerson Fittipaldi vai para os boxes certos e acaba os mecânicos da Penske trabalhando bem, Nessa mesma volta Teo Fabi da Hall foi para os boxes.

Na volta seguinte Mario Andretti foi para os boxes quando tivemos acionada uma bandeira amarela provocada pelo piloto Jim Crawford que pela segunda vez roda e pela segunda vez saiu com o seu carro ileso (pilotos mais competentes não tiveram essa sorte toda e acabaram no muro), Os pilotos foram para os boxes os que não pararam nos boxes e dai Mansell acabou se atrapalhando e passou da sua posição dos boxes e teve de ser empurrado pelos seus mecânicos até a posição de parada do seu carro nos boxes para fazer sua parada e com isso perdeu muito tempo caindo na classificação, Scott Goodyear também teve problemas na sua parada nos boxes. Depois de 91 Voltas completadas em termos de atrapalhadas estava tudo igual entre o Rato e o Leão ambos errando 1 vez nos boxes.

Mario Andretti reassumiu a liderança da prova com Al Unser em 2º, Al Unser jr. em 3º e Luyendky em 4º , Bandeira Verde na volta 93, Mas essa bandeira amarela durou muito pouco isso devido ao acidente de Paul Tracy que foi para parte suja da pista na volta 95 após uma má sucedida tentativa de ultrapassagem sobre o piloto da Dick Simon Scott Brayton, Pela 4ªVez a bandeira amarela foi acionada, Emerson Fittipaldi que estava em 10ºlugar quase para tomar uma volta dos líderes acabou se beneficiando e voltando a estar perto dos lideres.

Devido ao acidente o pó que é geralmente usado para absolver os combustíveis e o liquido que acabou caindo do carro do piloto Canadense e por isso os pilotos durante a bandeira amarela usou a pista de rolamento da pista, Nesse meio tempo Teo Fabi fez uma parada nos boxes. A Classificação estava assim na metade das 500 milhas: 1. Mario Andretti, 2. Al Unser, 3. Al Unser jr., 4. Arie Luyendky, 5. Scott Brayton, 6. Nigel Mansell, 7. Scott Goodyear, 8. John Andretti, 9. Roberto Guerreiro, 10. Emerson Fittipaldi, 11. Teo Fabi e Raul Boesel em 13ºlugar. Nesse meio tempo Robby Gordon parou nos boxes e perdeu muito tempo nos boxes.

Scott Brayton Indy500 1993

Depois de muitas voltas com a bandeira amarela a relargada aconteceu na volta 105 com Mario Andretti disparando na liderança sem ninguém a tentar ameaçar o piloto da Newman-Haas, Al Unser esta a quase 8 segundos atrás de Andretti, Al Unser jr. em 3º e Scott Brayton em 4ºlugar sofrendo a pressão de Arie Luyendky, Al Unser foi para os boxes e com isso Al Unser jr. assumia o 2ºlugar com Brayton, Luyendky e Mansell logo a seguir.

Luyendky não perdeu tempo e passou Brayton assumindo o 3ºlugar e Mansell aproveitou e voou para cima do piloto da Dick Simon e acabou passando para a 4ªposição, Emerson Fittipaldi mesmo em 11ºlugar vinha obtendo voltas muito rápidas passando Scott Goodyear já assumindo o 10ºlugar em 1 volta apenas e depois colou em John Andretti, 2 Voltas depois o Rato já jantou John assumindo o 9ºlugar. Mansell coloca pressão em cima de Arie Luyendky na volta 110 em um duelo de gerações afinal era o campeão das 500 milhas de Indianápolis de 1990 contra o campeão mundial de Formula 1 de 1992, Na Volta 113 acabou passando na curva 2 o Holandês voador e assumiu o 3ºlugar e logo iria chegar em Al Unser jr. e lutaria sem dúvida pelo segundo lugar, Já o primeiro lugar se não tivesse bandeira amarela seria difícil pelos 15 segundos que o velho Mario tinha sobre Al Unser jr.

Me impressiona como um piloto de 53 anos como Mario Andretti voava em Indianápolis enquanto Mansell lutava pelo segundo lugar com Al Unser jr. da Galles, era impressionante o quanto a Newman-Haas estavam rendendo, Naquela altura da prova somente a Penske de Emerson Fittipaldi poderia deter os dois, Só que o Brasileiro estava a uns 25 segundos atrás do Mario Andretti pelo menos chutando por baixo.

Classificação da prova com 120 voltas completadas: 1. Mario Andretti, 2. Al Unser jr. , 3. Nigel Mansell, 4. Arie Luyendky, 5. Roberto Guerreiro, 6. Al Unser, 7. Scott Brayton, 8. Teo Fabi, 9. Emerson Fittipaldi, 10. John Andretti, 11. Scott Goodyear, 12. Raul Boesel -1 Volta

Al Unser jr. resiste a pressão de Mansell mantendo seu Lola-Chevrolet em 2ºlugar conseguindo um rendimento muito bom podendo até brigar pela vitória, Raul Boesel buscava o 10ºlugar de Scott Goodyear na volta 123, Duas voltas depois Roberto Guerreiro e Jeff Andretti acabaram se encontrando e ambos bateram provocando uma nova bandeira amarela (A 5ªBandeira amarela na prova) Na volta anterior Al Unser jr. foi para a parada nos boxes igualmente o Mario Andretti também foi para os boxes para fazer mais uma parada, Com a bandeira amarela acabaria por juntar todo mundo e Raul Boesel recuperou a volta perdida para o líder e voltava a ter chances de vitória enquanto que Emerson Fittipaldi foi para os boxes com alguns pilotos como John Andretti e Robby Gordon entre outros.

luyendky_chipganassi1993

Na Volta 131 Mansell nos boxes deixando Luyendyk na liderança da corrida enquanto que Mario Andretti acabou sendo penalizado e teria de fazer um stop in go. Raul Boesel também fez a parada durante a Bandeira Amarela, Mario Andretti relutou para cumprir a penalização mas parou fazendo o Stop in Go.

Na volta 135 Arie Luyendky foi para os boxes deixando a liderança com Al Unser jr. que buscava o Bicampeonato da prova com Mario Andretti em segundo (Até porque parou para cumprir penalização em Bandeira amarela), Al Unser em 3º (Tentando o Recorde de vitórias em Indianapolis que estava dividido com ele, Rick Mears e A.J.Foyt), 4. Scott Brayton, 5. Emerson Fittipaldi, 6. Nigel Mansell.

A Relargada aconteceu na volta 138 com Al Unser jr. na frente e Mario Andretti buscando recuperar a liderança, Não iria ser uma missão fácil para o piloto de 53 anos já que o carro da Galles parecia ter se equiparado com o carro da Newman-Haas nesse momento de prova. Classificação após 138 Voltas:

  1. Al Unser jr.
  2. Mario Andretti
  3. Al Unser
  4. Scott Brayton
  5. Emerson Fittipaldi
  6. Nigel Mansell;
  7. Arie Luyendky
  8. Scott Goodyear
  9. John Andretti
  10. Raul Boesel
  11. Teo Fabi
  12. Robby Gordon (1 Volta)
  13. Jimmy Vasser (1 Volta)
  14. Stefan Johansson (1 Volta)
  15. Kevin Cogan (1 Volta)
  16. Davy Jones (2 Voltas)
  17. Lyn St. James (2 Voltas)
  18. Eddie Cheever (2 Voltas)
  19. Geoff Brabham (3 Voltas)
  20. Gary Bettenhausen (3 Voltas)
  21. Hiro Matsushita (3 Voltas)
  22. Stephan Gregoire (3 Voltas)
  23. Tony Bettenhausen (3 Voltas)
  24. Dominic Dobson (4 Voltas)
  25. Willy T.Ribbs (5 Voltas)
  26. Didier Theys (5 Voltas)
  27. Jim Crawford (6 Voltas)
  28. Roberto Guerreiro OUT
  29. Jeff Andretti OUT
  30. Paul Tracy OUT
  31. Stan Fox OUT
  32. Nelson Piquet OUT
  33. Danny Sullivan OUT

Começava a corrida chegar na sua reta final e Scott Brayton sofria pressão de Emerson Fittipaldi e tinha atrás dele o Leão Nigel Mansell, Naquela altura do campeonato qualquer um dos 11 primeiros colocados poderiam vencer a corrida pelo fato de estarem na mesma volta dos lideres sendo que os favoritos para a vitória seriam os pilotos da Newman-Haas, Al Unser jr. com a Galles e Emerson Fittipaldi com a Penske.

Al Unser jr. abriu uma vantagem pequena sobre Mario Andretti com Al Unser em 3º e um valente Scott Brayton segurando o 4ºlugar que estava sendo ameaçado por Emerson Fittipaldi e Nigel Mansell, Mas na volta 147 Brayton é ultrapassado pelo Rato e assume a quarta posição, Emrson abriu de Brayton que começaria a sofrer pressão em cima de Nigel Mansell, Raul Boesel estava em 8ºlugar atrás de Arie Luyendky.

mariolittleal

Na volta 150 Mario Andretti pressionava Al Unser jr. que perdeu tempo nos retardatários, Mas o piloto da Galles acabou mantendo a liderança e na volta seguinte Little Al é ultrapassado pelo Mario Andretti assumindo de novo a liderança da prova e Al Unser pai alcançava o seu filho Al Unser jr na disputa pelo 2ºlugar e com o Emerson Fittipaldi colou imediatamente em Al Unser pai e foi para cima e de imediato passou assumindo o 3ºlugar e também colou em Al Unser jr. , Impressionante o desempenho do Penske-Chevrolet de Emerson que rendia até mais do que o Lola-Ford da Newman-Haas de Mario Andretti e de Nigel Mansell com 43 voltas para acabar as 500 milhas de Indianapolis.

A diferença entre Mario Andretti para o 3ºlugar Emerson Fittipaldi era de menos de 2 segundos, Na Volta 159 Emerson tentou de novo passar Little Al mas o piloto da Galles manteve-se firme na segunda posição, Scott Brayton perdeu posição para Nigel Mansell e Arie Luyendky e estava sofrendo pressão do seu companheiro Raul Boesel, Na volta 164 Al Unser jr. iria para a parada nos boxes que poderia ser a ultima parada. Al Unser foi para os boxes e acabou perdendo muito tempo e saiu da disputa pela vitória. Na Volta 167 poderia pintar a Bandeira amarela em todo o circuito e antes disso Scott Brayton, Mario Andretti, Emerson Fittipaldi, Nigel Mansell e outros pilotos foram para os boxes.

Na Volta seguinte deu se a bandeira amarela, Problemas com o carro de Robby Gordon o que certamente iria dar um alivio de combustível com os pilotos que já tinham parado nos boxes e que certamente teriam combustível para terminar as 500 milhas de Indianápolis, Raul Boesel aproveitou e foi para os boxes para a sua última troca e com isso Scott Goodyear assumiu a liderança da prova pela segunda vez com Arie Luyendky em 2º e John Andretti em 3º, Só que Arie Luyendky e John Andretti foi para os boxes para a última parada nos boxes, Na volta 172 Scott Goodyear foi para os boxes e com isso Mario Andretti foi para a liderança com Emerson Fittipaldi em 2º e Raul Boesel em 3º.

Classificação após 172 voltas: 1. Mario Andretti, 2. Emerson Fittipaldi, 3. Raul Boesel, 4. Al Unser jr., 5. Nigel Mansell. Só que Al Unser jr. foi para os boxes para garantir que tenha combustível nos boxes deixando Mansell em 4ºlugar e Raul Boesel acabou penalizado de novo e praticamente dava adeus a uma possível primeira vitória na Formula Indy, Com essa penalização e a parada do Al Unser jr. Mario Andretti o líder, Emerson em 2º e Nigel Mansell em 3º.

gordon_abandinaindy500

Relargada na volta 175 e Nigel Mansell foi para cima de Emerson e de Mario Andretti e reassumiu a liderança das 500 milhas com Emerson em segundo e o Mario caiu para o terceiro lugar e segundos depois perde posição para Arie Luyendky, Impressionante a relargada de Nigel Mansell. Já não dava mais para saber quem merecia ganhar mais as 500 milhas se Mansell, Emerson, Arie ou Mario Andretti e ainda poderia se esperar de Scott Brayton, Scott Goodyear, Al Unser jr. e até mesmo de Raul Boesel que buscava a recuperação novamente.

Mansell o líder tinha média de 200 milhas contra 201 de Emerson Fittipaldi e de 200 milhas de Arie Luyendky. Ou seja um detalhe iria decidir as 500 milhas e Raul Boesel passou Scott Goodyear e Scott Brayton assumindo o 5ºlugar a um pouco mais de 20 voltas para o final da prova, Enquanto isso Lyn St. James com problemas em seu Lola-Ford parou na entrada dos boxes praticamente provocava uma nova bandeira amarela a 18 voltas para o final o que iria servir para acalmar todos os 24 pilotos que continuavam na prova e Mansell, Emerson Fittipaldi, Arie Luyendky, Raul Boesel que passou Mario Andretti na disputa pela vitória, Já Scott Brayton, Scott Goodyear, Al Unser jr., Teo Fabi e John Andretti teriam menos chances de vencer mas não se poderia descartar nenhum deles a poucas voltas do final.

A 15 Voltas do final tivemos a relargada e Emerson deu o bote em cima de Mansell assumindo a liderança da prova e também Arie Luyendky passou Mansell assumiu a 2ªposição, O Desempenho do piloto Brasileiro era incrivelmente forte e se nada desse errado iria ser difícil o Holandês se aproximar do piloto da Penske, Igualmente para o Mansell e para o Boesel que eram os pilotos que iriam disputar realmente a vitória, A 8 Voltas do final uma nova bandeira amarela (A última da corrida) foi por causa de uma batida no muro de Nigel Mansell que não sei como ele não teve nenhum dano em seu carro, A única explicação que eu acho para isso acontecer é que a Roda bateu em um ângulo certo para ela não ter quebrado e isso fez com que Mansell continuasse na corrida.

mansell_batendo

A 5 voltas do final com todo mundo colado O brasileiro Emerson Fittipaldi disparou com seu Penske-Chevrolet não dando a menor chance para Arie Luyendky, Nigel Mansell e Raul Boesel chegar a tentar ameaçar a 2ªVitória nas 500 milhas de Indianápolis do Brasileiro de 46 anos sendo que essa edição foi uma das mais disputadas de toda a História da lendária corrida, Qualquer um dos 5 primeiros colocados (Arie Luyendky, Nigel Mansell, Raul Boesel e Mario Andretti) merecia a vitória e os pilotos que ficaram um pouco mais atrás (Scott Brayton, Scott Goodyear, Al Unser jr., Teo Fabi e John Andretti) conseguiram terem grandes momentos na prova incluindo a Al Unser. (que corria pela última vez na Formula Indy)

Essa edição das 500 milhas ficara marcada com uma das melhores edições da História desse grande evento. Parabéns Emmo, Parabéns Arie, Parabéns Nigel, Parabéns Raul, Parabéns Mario, Parabéns a todos que correram nessas as 500 milhas de 1993.

Resultado das 500 milhas de Indianápolis de 1993

Número de voltas lideradas:

Mario Andretti     73 Voltas
Nigel Mansell     34 Voltas
Raul Boesel     17 Voltas
Al Unser, Jr.     17 Voltas
Emerson Fittipaldi     16 Voltas
Al Unser     15 Voltas
Arie Luyendyk     14 Voltas
Scott Goodyear     5 Voltas
Kevin Cogan     4 Voltas
John Andretti     2 Voltas
Robby Gordon     2 Voltas
Stephan Gregoire     1 Voltas

Fotos das 500 milhas de Indianápolis de 1993:

Parte 1Parte 2Parte 3Parte 4Parte 5

Vídeo dos Treinos das 500 milhas de Indianápolis:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Bump Day

Vídeo das 500 milhas de Indianápolis de 1993:

Transmissão Rede Manchete
Narrador: Téo José
Comentarista: Willy Hermann
Repórter: Luis Carlos Azenha
Convidado Especial: Rubens Barrichello

Propagandas:

Skol
M2000
Arisco – Tarantela refogado na latinha abre Fácil da Arisco
Casa das Pueblas – Pedro Juan Caballero (Paraguai)
Chacha Veiculos – Chevrolet
Supermercados Compec
American Air Lines
Pael Tintas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeos: cart World Series / Asopher1

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy

Premiação da 100ªedição das 500 milhas de Indianápolis para os 33 pilotos

Published by:

Alexander Rossi $2,548,743
Carlos Munoz $788,743
Josef Newgarden $574,243
Tony Kanaan $445,743
Charlie Kimball $423,243
JR Hildebrand $257,305
James Hinchcliffe $502,993
Scott Dixon $384,493
Sebastien Bourdais $371,743
Will Power $390,243
Helio Castroneves $451,243
Oriol Servia $220,305
Marco Andretti $354,243
Graham Rahal $354,493
Max Chilton $346,743
Jack Hawksworth $336,243
Alex Tagliani $215,805
Pippa Mann $205,305
Simon Pagenaud $341,243
Gabby Chaves $336,243
Townsend Bell $221,305
Matthew Brabham $202,805
Bryan Clauson $201,805
Ryan Hunter-Reay $419,243
Spencer Pigot $200,805
Takuma Sato $338,243
Mikhail Aleshin $359,243
Stefan Wilson $200,805
Conor Daly $336,243
Buddy Lazier $200,305
Ed Carpenter $200,305
Sage Karam $203,305
Juan Pablo Montoya $339,493

Total de Premiação das 500 milhas de Indianápolis: U$ 13.273.263

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos

Alexander Rossi anula os favoritos com sua tática e conquista vitória na Centenária 500 Milhas

Published by:

Fotos da Corrida:

Um dia histórico para Alexander Rossi que correu sua primeira 500 milhas de Indianápolis e acabou surpreendendo a todos os favoritos após largar em 11ºlugar, Na largada James Hinchcliffe, Josef Newgarden, Reyan Hunter-Reay dividiram e alternavam a liderança da prova, Tony Kannan que largou do 18ºlugar teve um grande começo de prova subindo rapidamente para os 10 primeiros colocados, Já Hélio Castroneves foi um pouco mais conservador ficando um pouco mais atrás.

No começo da corrida nenhum piloto quis disparar na liderança e preferiram fazer um jogo do vácuo para poupar combustível, Em 30 voltas os pilotos foram para os boxes para uma primeira parada nos boxes, Depois das paradas o Piloto Ryan Hunter-Reay assumiu a liderança depois de um belo trabalho da Andretti, Ao Contraio da Equipe Schmidt Peterson com James Hinchcliffe que acabou perdendo tempo caindo para o 6ºlugar. A primeira bandeira amarela aconteceu na volta 47 por sujeira na pista, Todos os pilotos foram para os boxes para uma nova parada de Reabastecimento e troca de pneus.

Hunter-Reay e Hinchcliffe estavam entre os protagonistas da prova.

Hunter-Reay e Hinchcliffe estavam entre os protagonistas da prova.

Depois de algumas acontece a Relargada e a disputa pela liderança continuava, O primeiro a sair da corrida foi Juan Palbo Montoya na volta 64, A Partir dai começaram os acidentes que não foram muitos na corrida e não foram acidentes graves, Na volta 94 o piloto Sage Karam ao tentar ultrapassagem em Townsend Bell por fora acabou indo para a parte suja da pista e foi para no muro provocando uma bandeira amarela Longa, A corrida chegava em sua metade e os dois pilotos Brasileiros estavam muito bem na disputa pela vitória junto de Hicnhcliffe, Newgarden, Hunter-Reay e um surpreendente Townsend Bell na Briga.

Na Volta 115 uma nova bandeira amarela devido ao acidente de Mikhall Aleshin e Conor Dalym Com isso todos foram para os boxes e um incidente praticamente eliminou dois candidatos a vitória Ryan Hunter-Reay e Townsend Bell que se tocaram e deram um toque em Hélio Castroneves que teve a sorte de continuar na corrida apenas com alguns danos em seu carro e que em nada inteferiu o desempenho do seu Penske-Chevrolet.

Na Relargada o Norte-Americano Alexander Rossi chegou a liderar a corrida devido a uma tática diferente que ele e o Canadense Alex Tagliani adotaram na prova e ambos poderiam entrar na disputa da corrida com 120 voltas completadas, Mas tinham pelo menos uns 8 a 10 pilotos na disputa pela vitória ainda como Tony e Hélio que estavam se mostrando com carros competitivos chegando em uma hora da corrida se aproveitando de retardatários que estavam rápidos na pista o Piloto da Penske e o piloto da Chip Ganassi abrissem quase 2 segundos para o resto do pelotão, Mas logo surgiria um perigo colombiano chamado Carlos Munõz que já vinha em 3º e tinha um carro muito bom nas mãos para lutar pela vitória. A Um pouco mais de 50 voltas para o final mais uma bandeira amarela, Dessa vez com o Veterano Buddy Lazier que já estava atrasado a mais de 40 voltas e acabou tendo um dos pneus se soltando, Nessa Tony, Hélio, Newgarden e alguns outros pilotos estavam nos boxes no momento do acidente e se deram muito bem nessa história pois todos os outros pilotos tiveram de ir para a parada isso quando os boxes foram reabertos.

indy500_edicao100 (10)

Depois disso a corrida recomeçou com o Tony Disputando a 1ªposição com Josef Newgarden e ambos revezaram-se na liderança, Já Hélio Castroneves ficou um pouco mais atrás e dai ele foi tocado por JR Hildebrand e teve danos em parte da parte traseira de seu carro o que complicou demais sua corrida, A sorte do piloto da Penske é que o piloto Takuma Sato acabou batendo de leve e que foi o bastante para provocar uma nova bandeira amarela (Foi a última da corrida) e com isso a Equipe Penske colocou uma nova asa, trocando os pneus e Reabastecimento o Brasileiro volta a corrida na mesma volta do líder mas nas últimas posições.

A Menos de 30 voltas para o final a disputa pela vitória ficou entre Kannan, Hinchcliffe e Newgarden pela vitória, Hildebrand que chegou a ser o líder da prova mas parou nos boxes sem qualquer chance de vitória (Até porque não merecia vencer) E a 15 voltas do final todas as equipes revelaram que não teriam combustível para terminar a corrida e com isso todos foram para o ataque no final da corrida, Na Volta 192 o Brasileiro Tony Kannan foi o primeiro a fazer um reabastecimento completo para tentar uma última cartada no final da prova e logo pilotos como Newgarden, Hinchcliffe, Newgarden, Muñoz e outros foram para os boxes, Hélio Tentou ir até o final mas teve de fazer a para na volta 197 e com isso apenas Alexander Rossi estava na liderança sem fazer uma parada nos boxes.

Indy 500May 29th, 2016©2016 Walt Kuhn

E a partir dai as 2 últimas voltas foram dramáticas para o piloto da Andretti-Herta que acabou tendo de fazer todo o possível para terminar a corrida com esse tanque e na Volta final foi a mais longa da sua vida e a mais longa da prova, 50 segundos que Rossi teve de fazer o máximo possível e acelerar o mínimo possível para vencer e ao final Rossi conseguiu levar o carro até o final e no limite do combustível para marcar seu nome na história como o vencedor da edição 100 das 500 milhas de Indianápolis com 4 segundos de Vantagem para Carlos Muñoz que após a corrida aonde ele ficou em brilhante segundo lugar aparecendo no final da prova ele chora por ter visto a chance de vencer escapar das suas mãos.

Moñoz se desespera com o fato de não ter conseguido a vitória nas 500 milhas e chora depois da corrida

Moñoz se desespera com o fato de não ter conseguido a vitória nas 500 milhas e chora depois da corrida

Josef Newgarden fechou a prova em belíssimo 3ºlugar disputando também a vitória e Tony Kannan que não tinha as melhores expectativas para o piloto da Chip Ganassi fez uma corrida magistral mesmo com um carro um pouco inferiorizado ele foi a luta e do 18ºlugar no Grid de largada acabou fechando a prova em 4ºlugar com o seu companheiro de equipe Charlie Kimball que não deu as caras nessa prova chegando em 5ºlugar.

Hélio Castroneves acabou em 11ºlugar, Mas acabou saindo com algum lucro para o campeonato já que o Líder do Campeonato Simon Pagenaud ficou apenas em 19ºlugar em uma corrida que ele foi se apagando atrás até mesmo da Pippa Mann que fez uma apresentação digna sendo a melhor piloto da Dale Coyne com o 18ºlugar.

indy500_edicao100 (5)

Parabéns a Alexander Rossi pela vitória na 100ªEdição das 500 Milhas de Indianápolis, O seu nome esta a história do automobilismo mundial.

Resultado Final da 100ªEdição das 500 milhas de Indianápolis
6ªEtapa da Formula Indy – Temporada 2016

1 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) 3h00m02.0872s – 200 Voltas
2 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) 4.4975s
3 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 4.9304s
4 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 10.4963s
5 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 10.5218s
6 J.R. Hildebrand (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 11.3459s
7 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 12.7744s
8 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 15.1607s
9 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) a 21.0613s
10 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 21.5171s
11 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 22.1015s
12 Oriol Servia (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 23.8140s
13 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 24.9700s
14 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) a 28.2494s
15 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 28.7589s
16 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 32.1748s
17 Alex Tagliani (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 32.1993s
18 Pippa Mann (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 1 Volta
19 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 1 Volta
20 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 1 Volta
21 Townsend Bell (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 1 Volta
22 Matthew Brabham (Team Murray Dallara/Chevrolet) a 1 Volta
23 Bryan Clauson (Jonathan Byrd’s Racing Dallara/Honda) a 2 Voltas
24 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 2 Voltas
25 Spencer Pigot (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) a 5 Voltas
26 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 37 voltas – Acidente
27 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 76 Voltas – Acidente
28 Stefan Wilson (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) a 81 Voltas – Elétrico
29 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 85 Voltas – Acidente
30 Buddy Lazier (Lazier Burns Racing Dallara/Chevrolet) a 100 Voltas – Mecânico
31 Ed Carpenter (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 102 Voltas – Mecânico
32 Sage Karam (Dreyer & Reinbold Racing Dallara/Chevrolet) a 107 Voltas – Acidente
33 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 137 Voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar