Acidente elimina pilotos da Ferrari e Verstappen. Vitória cai no colo de Lewis Hamilton

Tudo mudou de forma muito rápida em Cingapura de ontem para hoje. Após uma corrida inédita em piso molhado na sua primeira parte com trilho seco na segunda parte acabou que poderia ser um dia de domínio da Ferrari virar uma vitória de Lewis Hamilton que o coloca muito favorito ao título de 2017. Com 28 pontos de frente para Sebastian Vettel que sai de Cingapura com um duro golpe psicológico nessa disputa.

O Lance que decidiu a corrida foi na largada aonde Verstappen larga pior que Raikkonen que de forma audaciosa tenta passar o piloto Holandês que de leve muda a direção e bate em Raikkonen que já tem meio carro de frente ao piloto da Red Bull. Raikkonen perde o controle do seu carro e acaba batendo no meio do duto de refrigeração do carro de Vettel que curvas depois acaba rodando depois de todos os fluidos do seu carro terem sido derramados pelas primeiras curvas do circuito. Lá Atrás Raikkonen acaba atingindo Verstappen que acaba por atingir Fernando Alonso que poderia assumir o 3ºlugar sem essa pancada.

Claro que o safety car entrou na pista e Lewis Hamilton que saiu do 5ºlugar no Grid de largada assumiu a liderança com Daniel Ricciardo em 2º e Nico Hulkenberg na terceira posição. Perez, Bottas que largou muito mal, Palmer,  A Bandeira amarela durou por 4 voltas com a pista molhada. Na quinta volta a corrida recomeçou e de forma surpreendente Bottas tomou ultrapassagem do demitido Jolyon Palmer que assumiu o 5ºlugar. Mais atrás Fernando Alonso sem rendimento muito devido a batida que ele teve acabou tendo de abandonar a prova voltas depois.

A pista estava em condições críticas, Mas já estava secando e começando a ficar melhor para os pilotos que estavam com os pneus intermediários que estavam ganhando rendimento na prova. Entre eles os pilotos Carlos Sainz jr., Daniil Kvyat e Lance Stroll. Outros pilotos com os pneus intermediários como Esteban Ocon, Kevin Magnussen e Felipe Massa estavam começando a perder rendimento com os pneus de chuva pesada.

Na 11ªVolta Daniil Kyvat perde a freada e bate de frente na proteção de pneus da curva 4 para a 5 e provoca a entrada do Safety Car que entra pela segunda vez na corrida. Todos os pilotos aproveitam para colocarem os pneus intermediários com exceção de Felipe Massa que ficou na pista com os pneus de chuva extrema começou a ficar muito para trás e perdeu posições caindo do 9ºlugar na relargada para o 13ºlugar. Sem ritmo de corrida o piloto Brasileiro foi para os boxes na volta 17 para colocar pneus intermediários. (Deveria ter colocado os pneus de pista seca, Se era para fazer essa parada então porque não arriscou os pneus de pista seca para voltar a corrida. O Erro é do piloto e também a equipe poderia ter tido essa audácia de fazer isso.

A pista mesmo sem estar totalmente seca ela vinha melhorando volta após volta com um trilho seco cada vez mais evidente. Hamilton vinha abrindo diferença para Ricciardo que tinha uma enorme vantagem para Valtteri Bottas que vinha com dificuldades no circuito de Marina Bay o fim de semana inteiro. Carlos Sainz jr. Com a Toro Rosso, Nico Hulkenberg com a Renault e Sergio Perez com a Force India eram os melhores do grupo intermediário. Os estreantes Stoffel Vandoorne e Lance Stroll disputava a 8ªposição.

Kevin Magnussen da Haas por chamada da equipe foi para os boxes ser o primeiro a arriscar pneus de pista seca. Na mesma volta parou Felipe Massa com a Williams. A partir dai a expectativa das voltas seguintes para saber se a tática era a correta. Bastou poucas voltas para a tática se mostra acertada. Daniel Ricciardo foi para os boxes na volta 29. Sabendo disso e com uma diferença de quase 10 segundos para o piloto Australiano Hamilton faz a parada na volta seguinte. O piloto da Mercedes voltou a liderança com Ricciardo em segundo, Bottas em 3º, Hulkenberg, Sainz e Perez nas 6 primeiras posições.

Nas voltas seguintes estávamos vendo os pilotos baixarem seus melhores tempos e as voltas mais rápidas vinham caindo volta após volta. Hamilton tinha mais de 15 segundos de diferença para Ricciardo, Tudo indicava uma vitória tranquila até que na volta 39 o Sueco Marcus Ericsson acabou rodando e batendo no muro danificando a sua roda. Com isso provoca huma nova bandeira amarela e com consequência a esse Safety Car na pista a corrida passou para o tempo de corrida. Restava 30 minutos para o termino da prova.

Nico Hulkenberg que vinha tentando alcançar o primeiro pódio da carreira acabou indo para os boxes com problemas em seu carro. Vi umas mangueiras, possivelmente alguma parte que precisava de ar comprimido ou de reprogramação em seu carro. (Isso não iria adiantar, Já que o piloto Alemão acabou abandonando voltas depois)

Relargada a 26 minutos do final da prova. Hamilton, Ricciardo e Bottas se distanciam dos demais enquanto que Sainz jr. E Perez disputam o 4ºlugar seguidos de Jolyon Palmer e de Stoffel Vandoorne.

Já Lance Stroll segurava o 8ºlugar dos ataques de Romain Grosjean, Nico Hulkenberg que deixaria a corrida voltas depois, de Esteban Ocon. Felipe Massa e Kevin Magnussen estavam ficando um pouco mais distanciados da turma.

Na parte final de corrida Hamilton chegou a aparentar algum problema em seu carro que logo ele ou se acostumou com esse problema ou ele foi temporário já que nas voltas finais ele manteve distância segura para Daniel Ricciardo que teve que se cuidar de um pequeno risco que existiria com a aproximação de Valtteri Bottas.

Hamilton conquistou sua 7ªvitória na temporada 2017 e agora tem 28 pontos de frente para Sebastian Vettel que vai querer esquecer esse dia desastroso para ele e a Ferrari que pela primeira vez tem seus dois pilotos abandonando a corrida por acidente na primeira volta. Daniel Ricciardo conquistou o seu 7ºpódio na temporada e consolidando a quarta posição no Mundial de pilotos abrindo 24 pontos de frente para Kimi Raikkonen. Valtteri Bottas completou o pódio com a outra Mercedes.

Carlos Sainz jr. Motivado com a sua ida para a Renault terminou em 4ºlugar, O melhor resultado do Espanhol na Formula 1 chegando na frente de Sergio Perez que vai permanecer na Force India para 2018.

A surpresa do dia foi o inglês Jolyon Palmer que nem de longe realizou uma exibição tão boa como a que ele fez no dia de hoje conquistando o seu melhor resultado justo no final de semana que ele acabou chutado da Renault para 2018, Mas esse desempenho de hoje pode afastar a ideia da equipe Francesa chamar Sainz jr. Para correr no GP da Malásia já daqui a duas semanas.

Stoffel Vandoorne com a Mclaren-Honda alcançou seu melhor resultado na Formula 1 com uma boa corrida chegando no 7ºlugar. Muito na frente de Lance Stroll que acabou conquistando 4 pontos totalmente inesperados para a Williams. Romain Grosjean e Esteban Ocon completaram a zona de pontuação.

Felipe Massa pagou caro pela aposta errada dos pneus e acabou de fora da zona de pontuação ficando em 11ºlugar apenas a frente de Pascal Wehrlein com a Sauber (Se era para chamar esse carro de carro de Formula 1, pelo pífio desempenho do time suíço)

Restando 6 provas para o final do campeonato nada esta decidido, Mas podemos dizer que Hamilton deu sem dúvida um importante passo rumo ao título de 2017. Daqui a 2 semanas teremos o GP da Malásia no circuito de Sepang com Vettel tentando recuperar o prejuízo e Hamilton tentando começar a matar o campeonato a Favor dele.

Resultado final da 14ªEtapa do Mundial de Formula 1
GP de Cingapura – 58 Voltas

Pos. Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 58 2:03:23.544 5
2 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 58 +4.507s 3
3 77 Valtteri Bottas Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 58 +8.800s 6
4 55 Carlos Sainz Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 58 +22.822s 10
5 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 58 +25.359s 12
6 30 Jolyon Palmer Renault R.S.17 Renault R.E.17 58 +27.259s 11
7 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H 58 +30.388s 9
8 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 58 +41.696s 18
9 8 Romain Grosjean Haas VF-17 Ferrari 062 58 +43.282s 15
10 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 58 +44.795s 14
11 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 58 +46.536s 17
12 94 Pascal Wehrlein Sauber C36 Ferrari 061 56 +2 laps 19
20 Kevin Magnussen Haas VF-17 Ferrari 062 50 Unidade de Potência 16
27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 48 Vazamento de óleo 7
9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 35 Acidente 20
26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 10 Acidente 13
14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H 8 Acidente 8
5 Sebastian Vettel Ferrari SF70H Ferrari 062 0 Acidente 1
33 Max Verstappen Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 0 Acidente 2
7 Kimi Räikkönen Ferrari SF70H Ferrari 062 0 Acidente 4

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Renault/Toro Rosso

Vettel supera Verstappen e conquista pole position em Cingapura

Sebastian Vettel conquistou sua terceira pole position na temporada de 2017, Em Cingapura o piloto da Ferrari superou o Favoritismo que a Red Bull deixou estampado a todos liderando os 3 treinos livres que ela acabou liderando todos eles. Já que o Motor Renault conta pouco. numa pista mais travada como a de Cingapura.

Porém, Sebastian Vettel acabou na parte final do treino superou a Verstappen e a Ricciardo fazendo o tempo de 1:39.491 conta o 1:39.814 do piloto Holandês e 1:39.840 de Daniel Ricciardo que larga em 3ºlugar na frente de Kimi Raikkonen.

A Mercedes teve um dia bem ruim, Lewis Hamilton ficou apenas com a 5ªposição e não parece que vão brigar por vitória dessa vez. No máximo vão tentar um pódio na melhor das hipóteses já que o carro não se adapta as características do circuito. Bottas larga em 6º fechando a 3ªfila do Grid.

O melhor do resto foi o Alemão Nico Hulkenberg da Renault superando Fernando Alonso com a Mclaren que vive suas últimas provas com a fracassada parceria com a Honda já que em 2018 o time de Woking vai correr com os motores Renault. O piloto espanhol que vai largar no 8ºlugar exigiu isso para continuar na Mclaren em 2018 ou então ir para a Formula Indy. Já que ele esta queimado com todas as equipes praticamente da categoria.

Vandoorne que esta garantido em 2018 na Mclaren e Carlos Sainz jr. Que vai correr na Renault em 2018 completam os 10 primeiros lugares. A frente de Jolyon Palmer larga em 11ºlugar pode estar fazendo amanhã sua ultima corrida na Formula 1. Dependendo do seu desempenho a Renault pode chamar Sainz jr. Para o lugar dele já para a próxima corrida na Malásia.

Sergio Perez e Esteban Ocon dessa vez não conseguiram levar a Force India para o Q3, Vão largar em 12º e 14ºlugares respectivamente separados pelo Russo Danill Kvyat da Toro Rosso. As três últimas filas serão formadas pelos carros da Haas com Romain Grosjean na frente de Kevin Magnussen, Pelas Williams que não se acertaram mesmo para Cingapura com Felipe Massa e Lance Stroll e pelos carros da Sauber com Pascal Wehrlein e Marcus Ericsson fechando o grid de largada.

Amanhã as 9 da manhã (Horário de Brasília) Teremos o GP de Cingapura. Iniciando a parte final do Mundial de Formula 1 – Temporada 2017.

Grid de largada do GP de Cingapura de Formula 1

Pos. Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Fase
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF70H Ferrari 062 1:39.491 Q3
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:39.814 Q3
3 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB13 TAG Heuer 1:39.840 Q3
4 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF70H Ferrari 062 1:40.069 Q3
5 44 Lewis Hamilton Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:40.126 Q3
6 77 Valtteri Bottas Mercedes W08 Mercedes M08 EQ Power+ 1:40.810 Q3
7 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:41.013 Q3
8 14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:41.179 Q3
9 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H 1:41.398 Q3
10 55 Carlos Sainz Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:42.056 Q3
11 30 Jolyon Palmer Renault R.S.17 Renault R.E.17 1:42.107 Q2
12 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:42.246 Q2
13 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 1:42.338 Q2
14 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 1:42.760 Q2
15 8 Romain Grosjean Haas VF-17 Ferrari 062 1:43.883 Q2
16 20 Kevin Magnussen Haas VF-17 Ferrari 062 1:43.756 Q1
17 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:44.014 Q1
18 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 1:44.728 Q1
19 94 Pascal Wehrlein Sauber C36 Ferrari 061 1:45.059 Q1
20 9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 1:45.570 Q1

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Red Bull/Sauber

Formula 1 – Mercado de pilotos para 2017

Mercado de pilotos para o ano de 2017 esta com suas vagas quase todas definidas restando as vagas na Sauber e teoricamente 1 das vagas na Manor.

Nessas Vagas que ainda restam Marcus Ericsson, Felipe Nasr e Jordan King são os mais prováveis pilotos para as vagas da Sauber e Manor respectivamente, Mas essas vagas podem mudar de mãos dependendo do dinheiro que cada piloto vai trazer para as equipes. E nisso é que Esteban Gutierrez, Rio Haryanto e qualquer um que tenha pelo menos uns 10 a 15 milhões de Dólares para injetar nesses dois times pode mudar essa história o que é bem triste para a maior categoria do automobilismo mundial ter sua decisão dos pilotos influenciado pelo dinheiro e por influências de custos de motor.

Por falar em Motores nada justifica a entrada de Esteban Ocon na Force India em 2017, tinhas vários pilotos na frente dele e seu desempenho na Manor demonstrou isso apesar de um pouco melhor que o Haryanto em corridas o piloto indonésio deu mais trabalho para o talentoso piloto Alemão Pascal Wehrlein que seria naturalmente o piloto a subir para a Force India.

Ocon poderia ficar mais uma temporada para aprender na Manor e ganhar bagagem, Subir para a Force India já pode ser um tiro muito no escuro que se justifica pelo desconto dos motores Mercedes para o time indiano que vai pagar apenas 3 dos 16 milhões de euros para continuar com os motores Alemães em 2017.

malasia_domingo_2016-7

Mas injustificável ainda é a permanência de Jolyon Palmer na Renault em 2017, Não faz sentido tirar Magnussen que fez alguma coisa ou contratar um piloto melhor do que o piloto Inglês que se resumiu a 1 ponto marcado no GP da Malásia com o 10ºlugar visto que Magnussen fez 7 pontos (Com um 7º na Rússia e um 10ºlugar em Cingapura). A Williams confirmou o Canadense Lance Stroll de apenas 18 anos de idade vindo de um título da Formula 3 Europeia, Mas acima disso entra na Williams com o dinheiro de patrocínio vindo do seu pai que  é um dos donos da Tommy Hilfiger que é uma empresa do ramo da moda que vai injetar 40 milhões de Dólares! uma jogada que pode dar muito certo ou o piloto acabar não sendo uma aposta certa queima a carreira por falta de tempo de voo.

Nisso eu vejo que a Formula 1 virou uma banalização aonde qualquer piloto de 18 anos ou alguém bem mais ou menos com muito dinheiro entra no campeonato. Na Formula 1 precisa ter hora de voo para chegar lá, Deveria ser obrigatório que o piloto disputasse a GP2 ou GP3 series pelo menos 1 temporada completa para estar qualificado para subir para a Formula 1. Por Exemplo eu subiria a idade mínima para 21 anos de idade na categoria e nisso não precisaria pegar um piloto que sem dúvida vai queimar etapas na sua carreira o que pode ser prejudicial.

Para mim na Formula 1 deveria ter no grid pilotos que estejam entre os 100 melhores pilotos do mundo e tem pilotos que não chegam nem perto disso nos dias de hoje (Só dou um exemplo: Esteban Gutierrez que esta na Haas apenas pelo dinheiro e busca vaga na falida equipe Sauber).

Por Falar em Sauber, Além de estarem próximos de ficarem na última posição a equipe apesar da entrada de um fundo de investimentos Suíço para salvar as financias da equipe comandada pela incompetente Monisha Kalterborn que desde de quando ela entrou na categoria conseguiu a façanha de fazer contrato com 3 pilotos titulares o que levou a equipe para uma situação constrangedora no começo da temporada passada aonde o Holandês Giedo van der Garde chegou a colocar o macacão da equipe na Sexta-feira e de conseguir na justiça Australiana para garantisse que ele corresse na temporada passada.

O Caso se resolveu com uma indenização de 60 milhões de Reais para o piloto holandês o que desfalcou o orçamento já pífio que a equipe de Marcus Ericsson e Felipe Nasr obtém graças muito aos patrocinadores que eles tem. Mas em 4 anos já dá para se ver a incompetência dela no comando desse time.

Em 2016 perder para a Manor será o fundo do poço mesmo, Dois anos antes a Sauber não pontuou e  foi um vexame, Mas muito mais pela incompetência dos seus pilotos (Sutil e Gutierrez) do que pelo carro que poderia pontuar. Já nesse ano é a total falta de condições do time que para completar vai usar motores defasados em 2016 o que acaba por condenar a equipe a ficar sendo uma nanica para 2016.

Hungria_2016sex_f1 (1)

O pior de tudo é que Ericsson e Nasr sobrou essa como a única opção para continuarem na Formula 1, A situação do piloto Brasileiro é dramática pois o Banco do Brasil vai diminuir os investimentos e visto que Gutierrez praticamente fora da Haas esta mirando nessa vaga o Brasil pode ficar depois de 46 anos seguidos sem nenhum representante na Formula 1. Ericsson tem sua situação quase que definida para continuar no time suíço.

Na Haas Grosjean só sai se quiser do time e provavelmente terá Kevin Magnussen como seu companheiro de equipe após um ano aonde ele conseguiu mostrar algum resultado na Renault que estava pegando o projeto da Lotus falida para 2016.

Gutierrez esta cotado para a Sauber apenas pelo dinheiro que possui
Gutierrez esta cotado para a Sauber apenas pelo dinheiro que possui

A consequência disso é uma Formula 1 muito mais fraca e cada vez mais desinteressante. faz sentido pilotos como Lucas di Grassi, Antonio Giovinazzi que pode ser campeão da Gp2 Series e não é citado para ganhar a vaga em qualquer equipe para 2016), Kamui Kobayashi que foi chutado da Formula 1 sem ter merecido sair em 2012 aonde no final do ano ele mostrou dedicação na Sauber quando o Perez se acomodou e deixou o time de lado o que prejudicou muito a equipe Suíça que poderia hoje esta em realidade diferente entre outros pilotos.

Falta coragem para as equipes de Formula 1 buscarem pilotos pelo talento e não pelo dinheiro e derepente um time que faça isso, Que tenha uma mentalidade vencedora e não uma mentalidade de apenas sobreviver na categoria. Esta na hora definitivamente de se pensar numa Formula 1 mais barata. A Solução é que todas as equipes corram com o mesmo modelo de chassis e que possam ser livres para fazerem seus desenvolvimentos aerodinâmicos e que tenhamos equipes CRT na categoria para encher o grid e que se melhore a qualidade do plantel da Formula 1. Da forma que esta a categoria esta ficando cada vez mais falida e parecendo uma velha de 67 anos que não atrai mais ninguém para a sua casa para ouvir as suas histórias e tomar um suco ou um café.

Plantel para 2017:

Equipe Motor Piloto 1 Piloto 2
Mercedes Mercedes Lewis Hamilton Nico Rosberg
Red Bull TAG Heuer Daniel Ricciardo Max Verstappen
Ferrari Ferrari Sebastian Vettel Kimi Raikkonen
Force India Mercedes Sergio Perez Esteban Ocon
Williams Mercedes Valtteri Bottas Lance Stroll
Mclaren Honda Fernando Alonso Stoffen Vandroone
Toro Rosso Renault Carlos Sainz jr. Daniil Kvyat
Haas Ferrari Romain Grosjean Kevin Magnussen*
Renault Renault Nico Hulkenberg Jolyon Palmer
Manor Mercedes Pascal Wehrlein* vago
Sauber Ferrari (16) vago Vago

* Não Confirmado

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Haas/Sauber/Renault