Category Archives: Fotos

Formula 1 Fotos História

Especial Footwork FA13 – 1992

Published by:

Footwork em Japonês, Cortesia de Epson Araujo

Footwork em Japonês, Cortesia de Epson Araujo

Ficha completa:
Equipe: Footwork Mugen-Honda
Construtor: Footwork
Ano: 1992
Chassi: Footwork FA13 (carbon fibre monocoque)
Pilotos: Michele Alboreto (nº9) (ITA)
Aguri Suzuki (nº10) (JAP)
Motor: Mugen-Honda MF-351H 3.5 V10
Designer: Alan Jenkins
Transmission: Footwork / Xtrac 6 Speed
Fuel: BP
Tyres: Goodyear

Descrição: No ano anterior, a Footwork sofreu para chegar a ser uma equipe média, marcando nenhum ponto no campeonato, usando o motor Ford.
No Grande Prêmio do Japão, foi anunciado o piloto Aguri Suzuki, e juntamente o motor Mugen-Honda, uma versão mais barata do motor Honda, sendo isso a esperança da equipe para o próximo ano. Que felizmente, resultaram em alguns pontos, no total seis pontos.

Michele Alboreto: 6 pontos (Brasil 6º lugar, Espanha 5º lugar, San Marino 5º lugar, Portugal 6º lugar)

Michele Alboreto Vitórias : 0
País: Itália Poles : 0
Equipe: Footwork Pódios: 0
GPS: 16 Pontos: 6
Número de Voltas Completadas: 912

Aguri Suzuki: Nenhum ponto.

Aguri Suzuki Vitórias :0
País: Japão Poles : 0
Equipe: Footwork Pódios: 0
GPS: 16 (Largou em 14 Gps) Pontos: 0
Número de Voltas Completadas: 604  

Fotos:











Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Epson Nakajima Araujo

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

F1 Formula 1 Formula 1 - 2002 Fotos História

GP do Brasil de 2002

Published by:

Grid de Largada:

1 Juan Pablo Montoya (Williams/BMW) 1’13.114
2 Michael Schumacher (Ferrari) 1’13.241
3 Ralf Schumacher (Williams/BMW) 1’13.328
4 David Coulthard (McLaren/Mercedes) 1’13.565
5 Kimi Räikkönen (McLaren/Mercedes) 1’13.595
6 Jarno Trulli (Renault) 1’13.611
7 Jenson Button (Renault) 1’13.665
8 Rubens Barrichello (Ferrari) 1’13.935
9 Nick Heidfeld (Sauber/Petronas) 1’14.233
10 Mika Salo (Toyota) 1’14.443
11 Pedro de la Rosa (Jaguar/Cosworth) 1’14.464
12 Felipe Massa (Sauber/Petronas) 1’14.533
13 Eddie Irvine (Jaguar/Cosworth) 1’14.537
14 Giancarlo Fisichella (Jordan/Honda) 1’14.748
15 Jacques Villeneuve (BAR/Honda) 1’14.760
16 Allan McNish (Toyota) 1’14.990
17 Olivier Panis (BAR/Honda) 1’14.996
18 Heinz-Harald Frentzen (Arrows/Cosworth) 1’15.112
19 Takuma Sato (Jordan/Honda) 1’15.296
20 Mark Webber (Minardi/Asiatech) 1’15.340
21 Enrique Bernoldi (Arrows/Cosworth) 1’15.355
22 Alex Yoong (Minardi/Asiatech) 1’16.728

Schumacher vence a primeira com o Mágico F2002 em Interlagos.
Depois de 2 corridas na temporada, a Ferrari finalmente lança seu novo carro, o F2002, Mas só teria um carro F2002, e esse carro não preciso dizer para quem foi, pois 11 em cada 10 pessoas já sabem quem foi, Então depois do GP da Malásia, de onde as Williams sobraram na turma, A equipe de Mananello acabou tendo que lançar o carro em solo Brasileiro, Nos Treinos Montoya foi o pole position, e Schumacher com o seu novo F2002 em 2º, enquanto que Rubens Barrichello sofreu como o velho e já ultrapassado F2001 largaria em 8ºlugar.
Na largada Schumacher toma a ponta da corrida, mas logo Montoya tenta dar o troco, ai Schumacher numa manobra pra lá de Questionável joga o carro pra cima de Montoya e o Colombiano perdeu seu bico tendo assim que ir aos boxes para trocar seu bico, sua corrida estava acabada, Schumacher assumiu a ponta e agora sem seu maior adversário que teve que ir aos boxes tinha a liderança da corrida. Com Ralf Schumacher em 2º (1.563), Trulli (2.031), Button (2.520), Coulthard (3.769), Barrichello (3.790), Raikkonen (4.774), Heidfeld (5.503), Massa (6.469), Irvine (7.667), De la Rosa (8.384), Salo (8.800), Villeneuve (9.445), Frentzen (10.331), Panis (11.491), Bernoldi (11.491).

Já Barrichello começava a se recuperar de maneira impressionante na corrida, já estava em 5ºlugar e Chegando em Trulli e Button a dupla da Renault que tinha largado muito bem. 1:17.552 a melhor volta da Corrida de Schumacher na volta 2. Barrichello já passaria Jenson Button e passava para o 4ºlugar. E no S do Senna já tinha chegado a 3ªposição, de maneira brilhante para um carro já ultrapassado. O Brasileiro voava pra cima de Ralf Schumacher.
Classificação Após 4 Voltas: M.Schumacher, R.Schumacher a 4.314, R.Barrichello a 5.023, Trulli a 7.404, Button a 7.788, Coulthard a 8.603, Raikkonen a 10.883, Heidfeld a 12.078, Massa a 13.233, Irvine a 15.090, Salo a 15.105, De la Rosa a 16.237, Villeneuve a 16.413, Frentzen a 16.863, Panis a 17.532, Bernoldi a 18.260. O que havia com aquele carro o F2001, será que ele era melhor que o F2002, será que o F2002 não era bom o bastante do que o F2001. Barrichello foi para cima de Ralf e no final da 4ªVolta já tinha Ralf no vácuo e no final da reta dos boxes Rubens Barrichello estava em 2ºlugar, depois de 5 voltas, largando em 8ºlugar. E agora só restava Michael Schumacher com o novo carro, qual era a chance dele ganhar de Schumacher em sua casa, se você disser nenhuma, se enganou, pois ele estava mais rápido até que Schumacher de carro novo. Fisichella já fritava seu problemático Jordan-Honda na volta 7 e deixava a corrida. Montoya estava a 1 minuto e 6 segundos de Schumacher, seu mais desafiante estava na lona.

Classificação após 9 Voltas: M.Schumacher, R.Barrichello (a 2.437), R.Schumacher (a 8.271), Trulli (a 14.102), Button (a 15.258), Coulthard (a 15.686), Raikkonen (a 16.959), Heidfeld (a 20.444). Barrichello tirava quase 1 segundo por volta, estava possuído não sei por qual energia, mas era algo que fazia ele andar do jeito que ele estava andando e na volta 10 Barrichello fazia 1:16.813 a melhor volta da corrida. Na Volta 11 a vantagem de Schumacher para Barrichello era de 1 segundo e meio apenas, 1:16.616 na volta 11, Barrichello baixava ainda mais sua melhor volta dele e da corrida, Na Volta 15 Barrichello ultrapassava Schumacher e para o Delírio da Torcida o Brasileiro assumia a ponta, parecia que dessa vez Barrichello teria seu dia de glória finalmente diante da torcida. Enquanto isso Sato fazia ultrapassagem em De la Rosa. Classificação após 15 Voltas era essa: Barrichello, M.Schumacher a 2.180, R.Schumacher a 10.100, Trulli a 25.792, Coulthard a 26.162, Button a 30.241, Raikkonen a 30.493 e Heidfeld a 33.207. Barrichello com a melhor volta da corrida, 1:16.576, Mas na volta 17 o carro vermelho número 2 de repente
para, e mais uma vez Barrichello abandonaria a corrida, seria o Final de trajetória do F2001 que em 19 corrida tinha vencido 10 vezes, todas com Michael.

Depois de 17 Voltas a Classificação era: Schumacher, Ralf a 8.018, Trulli a 27.255, Coulthard a 27.665, Button a 32.141, Raikkonen a 32.473, Heidfeld a 35.079 e Salo a 38.812. Era impressionante como a Ferrari de Schumacher e a Wiliams de Ralf Schumacher tinham de vantagem para o restante da Turma, Montoya estava em 18ºlugar, longe ainda dos 6 primeiros, Já Yoong rodava um pouco na pista. Enquanto isso Trulli de Renault estava segurando Coulthard de Mclaren, essa briga valendo a 3ªPosição. E pelo 5ºlugar Button segurava kimi Raikkonen. Renault e Mclaren brigavam por posições importantes. Enquanto isso uma peça no Carro de Michael Schumacher se soltou, Mas a Ferrari não parecia tão preocupada assim, achando que essa pecinha não afetaria o desempenho de seu carro, Mas sem dúvida com o decorrer da corrida aquilo iria fazer falta.

Classificação após 21 Voltas: M.Schumacher, Ralf Schumacher, Trulli, Coulthard, Button, Raikkonen, Heidfeld, Salo, Massa, Villeneuve, Frentzen, de la Rosa, Sato, Irvine, Panis, Webber, Montoya, Yoong e Mcnish. Bernoldi, Barrichello e Fisichella já tinham abandonado a corrida.
Alias, para a Arrows, foi uma corrida curta demais, Tanto Bernoldi tanto Frentzen deixaram a corrida antes da 30ªVolta, e Ambos com problemas de Suspensão. Enquanto isso Montoya já vinha em 9ºlugar, numa incrível Recuperação, o Colombiano mudou a estratégia para 1 única parada.

Trulli e Coulthard Brigavam pelo 3ºlugar e Button e Raikkonen pelo 5ºlugar, enquanto isso Villeneuve e Massa já tinham feito suas paradas. Panis na volta 25 deixava também a corrida devido a problemas no câmbio. Ralf Schumacher já tinha 35 segundos na frente de Trulli, e Schumacher a mais de 40 segundos. isso tudo ainda com 27 voltas completadas, era absurda a vantagem de Ferrari e Williams sobre as demais equipes. Sato fez sua primeira parada na volta 27.

Enquanto isso Montoya continuava sua luta para recuperar posições. já passando Pedro de la Rosa com a Jaguar, mesmo assim os pontos para Montoya ainda estava dificil. Classificação após 30 voltas: M.Schumacher, R.Schumacher, Trulli, Coulthard, Button, Raikkonen, Heidfeld, Salo, Montoya, De la Rosa, Irvine, Webber, Villeneuve, Sato, Massa, Yoong e McNish.

E continuava a briga pelo Terceiro lugar entre Renault x Mclaren, Só para se ter uma idéia Ralf Schumacher virava 1 segundo e meio mais rápido que as Renault que estavam segurando as Mclaren, mas sem possibilitar aos Mclaren se livrar dos carros azul e amarelo da Renault. A Maioria dos pilotos iria para 1 parada apenas. Na Volta 35 Schumacher em 1º estava a 6.870 na frente de Ralf, 49.872 de diferença para Trulli que era o 3º, 50.346 para Coulthard que era o 4º, 51.398 para Button que era o 5º e 51.939 para Raikkonen, o 6ºcolocado da corrida. e Montoya estava a 1 minuto e 11 segundos atrás de Schumacher, quase uma volta atrás de Schumacher.

Na Volta 36 Schumacher fazia a melhor volta da corrida: 1:16.485, e na volta seguinte 1:16.363 ,O Alemão fazia as suas melhores voltas antes de ir para os boxes. E na mesma volta 37 Raikkonen ultrapassou Button na entrada do S do Senna e assumiu a 5ªposição. 1:16.235 na volta 38, a melhor volta da corrida, agora era hora da parada. Com uma parada meia longa de 12.6 segundo Schumacher faria as outras 33 voltas da corrida. Ralf Schumacher era o líder da corrida, mas até quando??

Ralf Tinha 22.795 na frente de Schumacher precisava de mais para poder voltar na frente do seu irmão Michael. Heidfeld na volta 40 faria sua troca única, com 9.5 segundos. McNish da Toyota abandonaria a corrida, por causa de uma Rodada. Montoya iria para a sua segunda parada nos boxes, que na verdade era a primeira pra valer. Enquanto isso Massa se envolvia em um acidente com o Australiano Mark Webber da Minardi em culpa que se diga por passagem era do Webber que tentou passar por onde não deveria com a Minardi.

Finalmente Ralf Schumacher na volta 43 fazia sua parada, com 9.4 segundos, Ralf voltava perto de Michael, podendo lutar pela vitória. Somente Coulthard, Raikkonen e Irvine não tinham feito suas paradas, Irvine faria sua parada na volta 44, Coulthard na 45 e Raikkonen na volta 46. Com isso a Mclaren recuperava a 3ª e 4ªposições na corrida devido ao fato deles terem ficado mais tempo na pista com o carro mais leve. Ralf estava a apenas 2.626 atrás de Schumacher e se aproximando de Schumacher perigosamente, iria ser uma bela luta pela vitória no sol escaldante de São Paulo. Enquanto isso Villeneuve iria para a tática de 2 paradas, que se mostrava uma tática derrotada perto da inteligente tática de 1 parada só. Restando 23 voltas para o Final a Classificação era a seguinte: M.Schumacher, R.Schumacher, Coulthard, Raikkonen, Trulli, Button, Montoya e Heidfeld.

Com 50 voltas completadas, Schumacher já não mostrava rendimento igual ao do inicio de corrida, tanto é que Ralf Schumacher já se aproximava do seu irmão para lutar pela vitória. Na volta 51 a diferença entre os dois já era de menos de 2 segundos. e Ambos dando mais de 50 segundos na frente de Coulthard com a Mclaren.

Na volta 56 Ralf finalmente chegou em Michael, seriam 15 voltas para Michael se segurar e para Ralf Tentar passar Michael, ou para os dois baterem e a Mclaren levar uma corrida de graça. Montoya em ótima corrida de recuperação tentava chegar nos pontos, mas ainda estava um pouco longe de Jenson Button com a Renault em 6ºlugar.

Schumacher e Ralf começavam uma luta pela vitória, enquanto Heidfeld iria para uma não planejada segunda parada que tirava ele da briga pelos pontos definitivamente. Com 58 voltas a Classificação era a Seguinte: Michael Schumacher, Ralf Schumacher, Coulthard, Raikkonen, Trulli, Button, Montoya, Salo, Irvine, De la Rosa, Villeneuve, Heidfeld, Sato, Webber e Yoong.

Coulthard em 3º e Raikkonen em 4º estavam quase tomando 1 minuto de desvantagem para Ralf e Michael. Na Volta 60 Jarno Trulli teve problemas de motor e deixava a corrida e fazia Montoya entrar na zona de pontuação. Na Volta seguinte Nick Heidfeld também deixava a corrida com problemas no Freio, com isso eram apenas 13 carros na pista.

Restando 7 voltas para o Final Michael continuava se mantendo na Frente de Ralf que não atacava de maneira forte o Carro do seu irmão na Ferrari. Montoya começava a Chegar pra cima de Jenson Button pelo 5ºlugar da corrida.

Restando 4 voltas para o Final Kimi Raikkonen roda e vai para a Brita e deixa a corrida, com isso Button subia para o 4ºlugar, Montoya para o 5º e Salo para o 6ºlugar. A corrida chegava ao Final e Michael Schumacher manteve até o Final da corrida a 1ªposição e consequentemente a vitória, mesmo com Ralf Schumacher perto dele que ficou em 2º. Tudo em Família, festa em casa, Ralf não deveria se sentir Derrotado por causa disso. A única coisa que eles perderam foi o fato de Pelé não ter dado a bandeirada para eles.

Convenhamos para alguém que iria dar uma bandeirada final de corrida, ele foi um ótimo futebolista. No Final da corrida Villeneuve teve problemas e parou seu carro, mas conseguiu completar a corrida, em 10ºlugar.

Resultado final do GP do Brasil de 2002

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: F1 Olivier

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Formula 1 Formula 1 - 1987 Fotos História

GP de Portugal de 1987

Published by:

Grid de Largada:

1. Gerhard Berger (Ferrari) 1:17.620
2. Nigel Mansell (Williams-Honda) 1:17.951
3. Alain Prost (Mclaren-Porsche) 1:17.994
4. Nelson Piquet (Williams-Honda) 1:18.164
5. Ayrton Senna (Lotus-Honda) 1:18.354
6. Michele Alboreto (Ferrari) 1:18.540
7. Ricardo Patrese (Brabham-BMW) 1:19.965
8. Stefan Johansson (Mclaren-Porsche) 1:20.134
9. Thierry Boutsen (Benetton-Ford) 1:20.305
10. Teo Fabi (Benetton-Ford) 1:20.483
11. Eddie Cheever (Arrows-Megatron) 1:21.207
12. Derek Warwick (Arrows-Megatron) 1:21.397
13. Andrea de Cesaris (Brabham-BMW) 1:21.725
14. Alessandro Nannini (Minardi-Motori Moderni) 1:21.784
15. Satoru Nakajima (Lotus-Honda) 1:22.222
16. Christian Danner (Zakspeed) 1:22.358
17. Martin Brundle (Zakspeed) 1:22.400
18. Rene Arnoux (Ligier-Megatron) 1:23.237
19. Phillipe Alliot (Lola-Ford) 1:23.580
20. Adrian Campos (Minardi-Motori Moderni) 1:23.591
21. Philippe Streiff (Tyrrell-Ford) 1:23.810
22. Ivan Capelli (March-Ford) 1:23.905
23. Piercarlo Ghinzani (Ligier-Megatron) 1:24.105
24. Jonathan Palmer (Tyrrell-Ford) 1:24.217
25. Alex Caffi (Osella-Ford) 1:24.792
26. Franco Forini (Osella-Ford) 1:26.635

Não Classificou:

27. Pascaul Fabre (AGS-Ford) 1:26.946

Prost Vence e passa a Ser o Maior Vencedor da Formula 1 em Estoril

Alain Prost comemorou a Vitória no GP de Portugal, ainda mais por um motivo especial, ele se tornava o maior vencedor da Formula 1 da História, superando Jackie Stewart que tinha 27 vitórias, Prost alcançava a sua 28ª na Carreira e a 3 na Temporada de 1987, no entanto Prost teria uma vitória difícil, pois a ascedente Ferrari fez a pole com Gerhard Berger e Mansell largava em 2º.

E Todos largaram, Berger não larga bem e Deixa Mansell assumir a ponta, mas logo na segunda curva tivermos um acidente envolvendo pelo menos 4 carros, e o Causador foi o Japonês Satoru Nakajima, Foi se completada a primeira volta, mas logo depois foi levantada a bandeira Vermelha, que dizer a largada foi abortada e teríamos um novo alinhamento.

Todos partiram para a volta de Apresentação exceto Christian Danner que não largou e Pascal Fabre que nem conseguiu se qualificar para a corrida. 25 pilotos realizaram a segunda largada e quem se deu bem na relargada foi Mansell de novo, Berger não largou bem mais uma vez e Senna pulou de 5º para 3º numa ótima largada, todo mundo saiu ileso na primeira volta da Corrida. e Berger voltava a liderança logo após a primeira volta, pegou o vácuo da Grande Reta de Estoril e passou de passagem Mansell Senna Sofria pressão de Piquet e Prost em 5º com Alboreto em 6º. Depois uma das Benettons e Patrese e Johansson completando os 9 primeiros. Após 3 Voltas Berger tinha uma enorme vantagem para Mansell em segundo. e Alboreto passava Prost e assumia a 5ªPosição, deixando Prost em 6º.

Nas primeiras voltas a única briga relevante era de Senna x Piquet pelo Terceiro lugar, já que Berger estava longe de Mansell que já tinha boa vantagem para Senna que tinha Piquet na Cola, Alboreto também tinha Prost na cola. Na volta 8 Senna sofria de vez pressão de Piquet, já tava difícil demais e a ultrapassagem era inevitável Mas assim mesmo Senna mantinha-se na Frente de Piquet, mas Alboreto e Prost chegaram mostrando que Senna não tinha um bom carro naquele momento e estava com problemas.

Na Volta 11 Senna perde o Terceiro lugar para Piquet que abre em cima de Senna, e Piquet já abria muito de Senna que segundos depois ficou muito, estranhamente e caia para o oitavo lugar. Mansell na volta 12 Fazia a melhor volta da Corrida. e vinha para cima de Berger, a Brincadeira para o leão já tinha acabado. Mas na Volta Seguinte Mansell fica lento e abandona a corrida, isso se mostrava desesperador para o Inglês e ótimo para Piquet que via os dois principais adversários ao titulo em maus lençóis, Senna longe de ficar entre os primeiros e Mansell fora, Na Volta 14 Senna ira para os Boxes para tentar Resolver o problema do seu carro e perde muitíssimo tempo. Prost iria para o Ataque em cima de Alboreto pelo 3ºLugar. Boutsen era o 5ºColocado. Berger tinha 11 segundos para Piquet que adotou uma tática de corrida conservadora, sem se arriscar muito e garantir pontos para ampliar sua vantagem para os adversários na luta pelo titulo Fabi era o Sexto colocado, mas bem longe de Boutsen que era o 5º. e Depois de mais de um minuto nos boxes Senna voltava para a pista em busca de pelo menos marcar um ponto.

Piquet tentava se aproximar de Berger, e fez a melhor volta da corrida na volta 18. Mas tinha vários retardatários para passar para tentar se aproximar de Berger. Por Causa dos muitos retardatários já que tinha muita gente na corrida, 23 carros na corrida ainda as coisas para Piquet não eram fáceis para chegar a Berger, e mais ainda para Alboreto e Prost que Brigavam pelo 3ºLugar. Na Volta 21 Boutsen parava para Trocar pneus, mas via que tinha mais problemas e Ficava para Trás na Corrida. na Volta 23 Adrian Campos sofria um acidente e deixava a prova, a partir dessa volta é que os Abandonos iriam ser mais freqüentes Warwick ficava atravessado na pista e uma das curvas depois de rodar na volta 24, mas conseguiu voltar a corrida. Na Volta 26 Piquet perdeu rendimento e foi ultrapassado por Alboreto e caiu para o Terceiro e bem perto dele Alain Prost tentando subir na corrida.

A Classificação em 27 voltas era a Seguinte: 1. Berger, 2. Alboreto 17.2, 3. Piquet 17.8, 4. Prost 18.7, 5. Fabi 33.1 e Cheever em 6º com 55.1 e na Volta Seguinte Piquet reconquistou a 2ªPosição na corrida deixando Prost se virar para passar Alboreto. Na Volta 29 Piquet vai para os Boxes e faz a troca de Pneus, na Volta seguinte Prost também vai para os Boxes. Ambas as equipes fazem boas paradas e voltam na Frente. A Situação era Berger e Alboreto na Frente e prontos para darem uma grande vitória para a Ferrari na Volta 32 Berger que tinha uma galáxia na Frente de Alboreto faz a sua parada para a troca de Pneus. e Prost na Volta 33 Fazia a melhor volta da corrida. Começava ai uma reviravolta da corrida?

Chegamos Quase na Metade da Corrida com 34 Voltas a Classificação era: Alboreto que ainda não tinha feito parada em 1º, com Berger em segundo 2.2, Fabi em Terceiro sem ter feito a sua parada 19.1, depois perto Prost 20.4 e Piquet com 21.6 atrás de Berger, e De Cesaris com a Brabham em 6º com 59.3 de distância para Alboreto. Prost iria para Cima de Fabi lutar pelo terceiro posto da corrida. e na Indecisão da Briga Piquet tentava o Bote para cima de Prost, Alboreto finalmente vai para os boxes fazer sua troca de pneus e volta atrás de Piquet e vai para o 5ºLugar e Berger voltava a Liderança. Mas o Grande Pega era entre a Benetton-Ford de Fabi e a Mclaren-Porsche de Prost, numa dessas e os dois se batem e dai Piquet acabaria herdando duas posições, então Piquet ficava na sua para ver o que aconteceria. Na Volta seguinte Prost passava Fabi e assumia a Segunda posição, e Piquet lutaria pelo Terceiro lugar, e Alboreto na Volta 38 abandonaria a corrida com problemas de Câmbio, Piquet também já tinha passado Fabi que caia para o 4ºLugar, sem nenhum demérito para o Italiano da Benetton que fazia uma corrida muito boa mesmo. Johansson nem estava em 5º, pois essa posição era Disputava mais por Cheever e De Cesaris.

15 pilotos ainda na corrida, Capelli e Palmer disputavam a vitória no Trofeu Jim Clark e Prost diminuía a Vantagem de Berger para 11 Segundos, o professor Prost vinha com tudo para cima do Austríaco mais bem sucedido na Formula 1 Depois de Rindt e de Lauda. Mas na volta seguinte Prost pega 2 retardatários e a vantagem sobe para 13 Segundos. para Prost começava uma perseguição de Gato e Rato, para Piquet em Terceiro, era garantir os 4 pontos e ficar cada vez mais perto do titulo de 1987. Mas precisava abrir o olho para a aproximação de Fabi que queria um pódio.

Berger conseguia manter a distância que tinha sobre Prost, apesar do Esforço do Francês que já não tinha ambição pelo titulo e que queria a sua vitória de número 28 na categoria, Berger estava em busca de sua 2ªVitória apenas. Mas em algumas Voltas Prost começou a tirar tempo de Berger a Diferença caia para 8 segundos a favor do Austríaco estávamos perto das 55 voltas completas, estava chegando a hora de se definir a corrida, e a Classificação após as 53 Voltas era essa daqui: Berger, Prost (6.3), Piquet (30.3), Fabi (34.0), Johansson (1 Volta) e De Cesaris (1 Volta) era outro que fazia muito boa corrida em 6º.

Só que na Volta 54 De Cesaris abandonaria a corrida, com problemas de Injeção (Brabham BT55, belo carro, mas faltava confiabilidade demais) a corrida vinha nessa perseguição e Prost estava querendo vencer a corrida, fez a volta mais Rápida na Volra 59. e Piquet tinha dificuldades contra Fabi para ficar com o pódio e tentar segurar os seus 4 pontinhos. e Berger entrava nas 10 Voltas finais com 4 segundos na Frente de Prost, Classificação era a Seguinte: Berger, Prost, Piquet e Fabi os 4 que continuavam na mesma volta, e Johansson e Chevver completando os seis primeiros.

Restando seis voltas para o Final Prost se aproximava de Berger, mas Berger tinha uma vantagem mais um menos segura em cima de Prost para garantir a primeira vitória da Ferrari no ano e Piquet sofria para ficar com o pódio devido aos fortes ataques de Fabi. e na Volta 65 Prost fazia a volta mais rápida da corrida. e a distância ira para 2.7 Prost teria uma chance só ou duas apenas para passar Berger e seria bastante difícil, mas eis que a 3 Voltas do Final Berger roda e Prost ver a Vitória cair do Colo, para Berger foi terrível pois tinha liderado praticamente a corrida toda, para Prost, a vitória caia do Colo. Prost só administrou as voltas finais para Vencer a corrida e comemorar a Quebra do Recorde. Um Recorde que durava 14 anos de Jackie Stewart. Para Berger, foi apenas lamentar o 2ºlugar depois de uma grande corrida em que ele dominou a corrida inteira e teria vencido se não fosse a Rodada. Piquet cruzava em Terceiro e Fabi acabava sem combustível, mas garantia a 4ªposição. Johansson e Cheever completavam os pontos, e Senna chegou perto de Cheever e por pouco acabou sem os pontos dessa corrida. Mesmo fora do Titulo de 87, Prost comemorava uma ocasião especial, o Francês fez uma corrida tipicamente Alain Prost, só acelerou quando precisou e contou com um pouco de sorte.

Resultado Final do GP de Portugal de 1987

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fontes das fotos : Formel1mic, Bestlap

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

F1 Formula 1 Formula 1 - 1976 Fotos História Ligier

Especial Ligier : Temporada de 1976

Published by:

A Ligier Foi criada por Guy Ligier, um Construtor que teve durante seu inicio da sua carreira uma Trajetória difícil Nos anos 50 e 60 Trabalhou em varias áreas na França, e também jogou Rugby pela França.

em 1966 Guy Ligier ingressou na Formula 1 como piloto com um Cooper-Maserati no GP de Mônaco, Guy Teve 13 participações em corridas na Formula 1 em 1966 e 1967, não conseguiu nenhum ponto. Depois em 1968 Guy Ligier compra uma Mclaren e com Jo Schlesser disputa a temporada de 1968 como construtor independente na Formula 2 com um Mclaren, mas a trajetória não foi feliz, Jo Schlesser acaba morrendo e a Equipe Ligier acaba ficando 8 anos sem ficar na Ativa.

Em 1974 a Matra vende suas ações para a Equipe Ligier que no final dos anos 60 e inicio dos anos 70 se dedicou a Outras categorias. e em 1975 A Ligier conseguiu o 2ºLugar nas 24 Horas de Le Mans na Categoria Esporte. Mas as atenções de Guy Ligier era a Formula 1, Então Gerard Ducarouge era o Encarregado a fazer o primeiro Ligier que iria largar na Formula 1, temporada de 1976.

O Chassi era chamado de JS5, tinha um Motor Matra de 12 Cilindros e tinha uma gigante entrada de Ar. Com esse carro é que a Ligier iria para a Temporada de 1976.

Fotos:

 

View post on imgur.com

A primeira temporada : 1976

A Ligier Estreia na Formula 1 com um carro Azul, marca que iria ficar registrada por essa equipe durante toda a História da Equipe Francesa, e ao Bordo do Carrinho Azul estava Jacques Laffite com seus 32 anos Que tinha a responsabilidade de Fazer com que esse carro faça bonito.

na Primeira corrida da Ligier o piloto Francês Laffite Classificou o Carro na 11ªPosição no Grid do Grande Prêmio do Brasil, mas acabou tendo problemas de transmissão no seu carro e acabou não completando a corrida. Na África do Sul Laffite Classifica o Carro na 8ªPosição no Grid, mas também não completa a corrida, Desta vez o Motor Foi o Problema do Carro. Mas só pelas 2 apresentações desse carro nos treinos era certo que a equipe não iria tardar a marcar pontos na Formula 1.

E na 3ªCorrida isso aconteceu no GP de Long Beach Laffite largou em 12ºLugar e fazendo brilhante corrida acaba em 4ºLugar dando os primeiros pontos para a Recém-criada equipe Ligier.

Depois dos pontos em Long Beach, ficou fácil a missão de pontuar, pois o Carro era muito rápido e tinha um Piloto muito bom. e logo na Sua 5ºCorrida Laffite e a Ligier Chegavam ao primeiro pódio. com um 3ºLugar atrás Apenas de Niki Lauda e de Clay Regazzoni, Após ótimo final de Semana largando na 6ªposição no Grid. Depois disso a Equipe pontuou mais Três vezes, e conquistou dois pódios, um Segundo no GP da Áustria e em Terceiro em Monza no GP da Itália. Mas foi nesse GP da Itália que a Ligier conquistou sua maior Gloria na Formula 1. Jacques Laffite conquistava a 1ªPole da Equipe, na 1ªTemporada da equipe, algo que era muito Difícil de acontecer, Quase que podermos dizer raríssimo. Além do Treino espetacular na Corrida Laffite ficou apenas a 3 segundos do Vencedor que foi o Ronnie Peterson que Levou o Fraquíssimo March a Vitória e Ficou a 7 Décimos do Suíço Clay Regazzoni da Ferrari.

A Ligier encerrada sua primeira Temporada com uma Digníssima 6ªPosição no Mundial de Construtores com 20 pontos, 3 Pódios, 1 Pole Position e levou Jacques Laffite ao 7ºLugar no mundial de pilotos tendo feito todos os 20 pontos da Equipe em 1976.

Números da Ligier em 1976:

Gps: 16
Vitórias: 0
Poles: 1
Pódios: 3
Pontos: 20
Motor: Matra MS73 V12
12 Cilindros em V
2.993 cm³
Potência: 490 Cavalos a 11.500 RPM
Pilotos:
Jacques Laffite
Chassi: JS5
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design) e Robert Choulet (Aerodinâmica)
Chassi : Monocoque em Alumínio
Peso : 605 kg
Transmissão : Hewland TL 2-200 em 5 marchas
Combustível / Lubrificante : Shell
Distância entre eixos : 2608 mm
dianteira : 1536 mm
traseira : 1600 mm

Fotos:

 

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap / Formel1mic

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

 

F1 Formula 1 Formula 1 - 1986 Fotos História TV Vídeos

GP da Austrália de 1986

Published by:

Grid de largada:

1     Nigel Mansell     Williams/Honda     1’18.403
2     Nelson Piquet     Williams/Honda     1’18.714
3     Ayrton Senna     Lotus/Renault     1’18.906
4     Alain Prost     McLaren/TAG     1’19.654
5     René Arnoux     Ligier/Renault     1’19.976
6     Gerhard Berger     Benetton/BMW     1’20.554
7     Keke Rosberg     McLaren/TAG     1’20.778
8     Philippe Alliot     Ligier/Renault     1’20.981
9     Michele Alboreto     Ferrari     1’21.709
10     Philippe Streiff     Tyrrell/Renault     1’21.720
11     Andrea de Cesaris     Minardi/Motori Moderni     1’22.012
12     Stefan Johansson     Ferrari     1’22.050
13     Teo Fabi     Benetton/BMW     1’22.129
14     Johnny Dumfries     Lotus/Renault     1’22.664
15     Alan Jones     Lola/Ford     1’22.796
16     Martin Brundle     Tyrrell/Renault     1’23.004
17     Patrick Tambay     Lola/Ford     1’23.008
18     Alessandro Nannini     Minardi/Motori Moderni     1’23.052
19     Riccardo Patrese     Brabham/BMW     1’23.230
20     Derek Warwick     Brabham/BMW     1’23.313
21     Jonathan Palmer     Zakspeed     1’23.476
22     Thierry Boutsen     Arrows/BMW     1’24.295
23     Huub Rothengatter     Zakspeed     1’25.181
24     Christian Danner     Arrows/BMW     1’25.233
25     Piercarlo Ghinzani     Osella/Alfa Romeo     1’25.257
26     Allen Berg     Osella/Alfa Romeo     1’27.208

Capa do GP da Austrália de 1986

Capa do GP da Austrália de 1986

Austrália – Adelaide, dia 26 de outubro de 1986

A decisão do Título seria na Austrália que receberia pela segunda vez a corrida de Formula 1 e pela primeira vez decidia um campeão. Mansell tinha 70 pontos, Prost tinha 64 pontos e Piquet com 63 pontos.
Na largada Mansell mantem a ponta da corrida com Senna passando Piquet e assumindo a segunda posição, só que na segunda curva Senna passa Mansell e assumiu a ponta, Piquet se aproveita e passa Mansell e na curva seguinte Rosberg se aproveita e também passa deixando Mansell em 4º. Piquet na grande reta da pista tenta passar Senna e consegue, já assumindo a ponta da corrida, Era o terceiro líder da corrida em menos de uma volta. Com esse resultado Piquet era o campeão do mundo. Na largada tivemos confusão entre Alboreto e Arnoux, Alboreto deixou a corrida por que sua suspensão quebrou e Arnoux teve de ir aos boxes para reparar danos no seu carro e caiu para a última posição.

Na segunda volta Piquet abria sobre Senna e os demais. Classificação Após 1 volta: Piquet 1:33.929 – Senna a 0.974 – Rosberg a 1.524 – Mansell a 3.258 – Prost a 3.728 – Berger a 4.255

Rosberg na segunda volta passa Ayrton Senna e já assumia a segunda posição, Rosberg queria fazer bonito em sua última corrida na Formula 1 abria demais do Senna que parecia não ter rendimento para acompanhar Piquet e Rosberg e com dificuldades de ficar na frente de Prost e Mansell e até de Berger. Piercarlo Ghinzani deixa a corrida com problemas de Transmissão (O que não é nada de novidade para a problemática Osella). Piquet continuava na frente, Mas Rosberg estava por perto, enquanto isso Mansell conseguiu passar Senna e assumia a terceira posição, com isso Mansell era o campeão do mundo.

Rosberg vai para o Ataque em cima de Piquet para lutar pelo primeiro lugar na corrida, Já bem longe em Terceiro Nigel Mansell e do Resto que era Senna, Prost e Berger. Classificação Após 5 voltas: Piquet 7:11.162 – Rosberg a 0.910 – Mansell a 9.764 – Senna a 10.667 – Prost a 11.265 – Berger a 12.644. Prost começava a atacar Senna mostrando que a Lotus não tinha rendimento para acompanhar os ponteiros. A melhor volta a corrida naquele momento era de Keke Rosberg com 1:22.828 – Média de 164.249 km/h – 102.059 MPH – e na volta 7 Rosberg assumia a ponta da corrida e começava a abrir de Piquet e Prost passou Senna e assumia a 4ªposição.

Rosberg começava a abrir de Piquet, num ritmo alucinante do Finlandês. Classificação após 10 Voltas: Rosberg (14:09.896), Piquet (a 3.372) , Mansell (a 10.825) , Prost (a 11.278) , Senna (a 17.108), Berger (a 24.947), Johansson, Streiff, Jones, Fabi.

Alessandro Nannini deixou a corrida na volta 11 sofreu um acidente e deixou a corrida, um belo estrago que Nannini fez em sua Minardi, enquanto isso Rosberg começava a pegar retardatários e Prost passou Mansell e assumiu a 3ªposição.

Em termos as Mclarens estão andando melhores do que os carros da Williams, Prost abriu sobre Mansell e começaria a tirar vantagem sobre Piquet que vinha na segunda posição, e em uma volta tira toda a diferença em cima do Piquet e vai para cima do Brasileiro para tentar o segundo lugar, Enquanto isso Jones tinha problemas em seu carro apesar de passar Berger ele acusava problemas na região do motor, com isso o dono da casa deixou a corrida.
Enquanto isso Prost continuava a pressionar Piquet na luta pelo segundo lugar e para Piquet a coisa se complica com dos retardatários que ele pega na curva, mas se livrou bem deles e como essa pista não é tão fácil assim a ultrapassagem para não dizer difícil e com carros iguais, Só mesmo com um erro de Piquet o que era bem difícil. Classificação após 20 Voltas: 1. Rosberg (28:06.260), 2. Piquet (a 14.210), 3. Prost (a 14.869), 4.Mansell (a 19.166), 5.Senna (a 37.706), 6. Johansson (a 56.177). Com esses resultados Mansell é o campeão até aquele momento da corrida.

Na Volta 23 Piquet acaba rodando quando tentava passar Alliot que era retardatário e acaba perdendo muito tempo e perdendo o 2ºlugar para Prost e o 3ºlugar para Mansell deixando Piquet para 4ºlugar e não se sabia se os pneus de Piquet estavam ainda bons ou se desgastaram totalmente? Isso pode provocar parada para Nelson Piquet e isso iria tranquilizar a Mansell na corrida. Enquanto isso Rosberg tinha 18 segundos sobre Prost.
Prost na volta 25 fazia a melhor volta da corrida com 1:25.544 – Média de 164.814 km/h (102.411 Mph) Classificação Após 25 voltas era Essa: Rosberg (35:01.329) – Prost (a 17.595) – Mansell (a 23.929) – Piquet (a 28.241) – Senna (a 51.697) – Johansson (a 1:09.968).

Na Volta 26 Prost faria 1:22.204 – Média de 165.496 Km/h – 102.834 Mph baixando seu tempo em meio segundo sua melhor volta e começava a querer chegar o Rosberg tanto que sua vantagem de 17 segundos caiu para 13 segundos. Rothengatter abandonou a corrida na volta 29 com problemas de Suspensão em sua Zakspeed.
E a corrida seguia com o seu mesmo panorama, com Rosberg em 1º mais com Prost chegando em Rosberg e Mansell e Piquet ficando mais atrás, parecia que o Título estava se encaminhando para Prost, já que Piquet poderia passar Mansell e Ele sem dúvida a Mclaren daria ordem para o Rosberg deixar Prost passar. Classificação após 30 Voltas:  1. Rosberg (42:00.947), 2. Prost (a 13.246) 3. Mansell (a 20.002) 4. Piquet (a 24.718), 5. Senna (a 58.815), 6. Johansson (a 1:20.031), Rosberg iria dar uma volta em cima de Johansson.

Prost, Bicampeão do mundo quando todos apostavam nos pilotos da Williams

Prost, Bicampeão do mundo quando todos apostavam nos pilotos da Williams

Mas Prost teria problemas, teria de fazer uma parada nos boxes, por que furou um dos seus pneus e a Mclaren fez um péssimo trabalho para desespero de Prost, com 17.13 segundos e com uma parada a mais com esse tempo perdido poderia ser o fim para o Francês na luta pelo Bicampeonato. Já Rosberg continuava na frente com muita diferença sobre Mansell que estava mais aliviado e Piquet em 3º, Mas a vantagem de Prost era que Rosberg, Mansell e Piquet teriam de ir para uma parada.

Enquanto isso a corrida vinha com os líderes colocando voltas em cima de retardatários como a Brabham de BMW e a Minardi de Andrea de Cesaris, Classificação Após 35 voltas completadas: Rosberg (48:55.143) – Mansell (a 25.253) – Piquet (a 32.460) – Prost (a 49.140) – Senna (a 1:09.811) – Johansson (a 1 Volta) Ao continuar esses resultados Mansell seria o campeão do mundo e a corrida chegava a metade, e via Mansell campeão, Mas nada tava decidido ainda.

Rosberg continuava em primeiro dominando a corrida, Mas a Mclaren estava pronta para a sua parada assim como a Williams e a Lotus além das outras equipes, Enquanto isso Prost começava a andar Rápido, Mais é Piquet que fazia a volta mais rápida da prova com 1:22.065 – Média de 165.276 Km/h – 103.008 Mph e começava a caça contra Nigel Mansell e Teo Fabi fazendo uma segunda para nos boxes.

Com Isso Piquet chegou em cima de Mansell que acabou não conseguindo passar Christian Danner com a sua Terrivel Arrows e Phillpe Streiff com a Tyrrell e além disso Piquet fazia de novo a melhor volta da corrida com 1:21.901 – Média de 166.108 km/h – 103.215 Mph na volta 40. Berger abandonava a corrida com problemas de motor, ele já vinha apagado na corrida devido ao desgaste do seu equipamento e continuava a briga entre Mansell e Piquet. Ayrton Senna fez sua parada nos boxes na volta 42.

Piquet esta pressionando Mansell e na volta 45 na reta dos boxes Piquet consegue a ultrapassagem para assumir a segunda posição. Mas dai teria que tirar 30 segundos de vantagem para Rosberg.
Ayrton Senna deixava a corrida, com problemas de Motor na volta 44, aliás, o Motor foi o maior problema da Lotus que tinha um motor beberrão que obrigava a Senna ter de poupar combustível na maioria das corridas, Enquanto isso De Cesaris com problemas de extintor. Piquet não conseguia fugir de Mansell enquanto Prost começava a tirar a diferença das Williams e para Piquet e Mansell um monte de trafego pela frente, muito pelo número de carros na corrida, 18 pilotos ainda vivos na corrida.

Rosberg continua a liderar a corrida tranquilamente, Piquet em segundo fazia de novo a volta mais rápida da corrida com 1:21.772 na volta 49 – média de 166.472 km/h – 103.411 Mph. Mas Mansell vinha por perto fazia 1:21.8 e Prost com 7 segundos atrás de Mansell e depois Johansson e Patrese em 5º e 6º e dai vem Streiff, Brundle, Warwick e Arnoux. Boutsen deixava a corrida com problemas de Motor e duas voltas depois Danner também abandonava a corrida com os mesmos problemas de motor. Prost enquanto isso fazia a melhor volta da corrida na volta 50 1:21.541 – Média de 166.841 Km/h – Média: 103.670 Mph.

Patrese passou Johansson e assumiu o 5ºlugar na 51ªvolta. Piquet tentava fugir de Mansell e Prost estava um pouco mais atrás em 4ºlugar esperando uma parada de Piquet e de Mansell, mas parece que cada vez mais que ambos os pilotos da Williams não irão para uma parada nos boxes e essa era a única atenuante para mudar resultado, pois problemas de combustível no carro não existe nessa pista por ser uma pista de velocidade média lenta. Prost na volta 53 marca a melhor volta com 1:21.526 – Média de 166.872 km/h – 103.689 Milhas e chegava cada vez mais próximo de Mansell e de Piquet e enquanto isso Dumfries, companheiro de Senna na Lotus continuava na luta com a outra Lotus.

436_australia_1986 (8)

Prost chegava de uma vez para cima de Mansell que tinha pneus desgastados com isso Piquet com pneus também desgastados iria tentar aumentar a sua vantagem em cima de Mansell e de Prost. Classificação após 57 Voltas: Rosberg (1:19:27.261), Piquet (a 25.973), Mansell (a 28.011), Prost (a 29.159), Patrese (a 1 Volta), Johansson (a 1 Volta). Warwick na volta 57 deixava a corrida.

A partir desse momento começaria a se definir o Título.

Piquet não conseguia abrir de Mansell e Prost estava no cangote de Mansell para tentar tomar o 3ºlugar do Inglês, e Piquet tentava fugir, Na Volta 60 a classificação era Rosberg (1:23.36.797), Piquet (a 21.842), Mansell (a 24.461), Prost (a 25.100), Patrese (a 1 Volta), Johansson (a 1 Volta)

A corrida vinha assim até a volta 63, quando Rosberg para com  problemas de pneu, era a última corrida de Rosberg na Formula 1, com isso Piquet era o líder da corrida com Mansell em 2º e Prost em 3º com isso Mansell era o Campeão, O jogo mudava a favor de Mansell, Mas Prost foi para a ultrapassagem em cima de Mansell e assumia a 2ªposição, mesmo assim Mansell seria o Campeão. Mas na volta seguinte tudo mudaria. Na volta 64 Prost em 2º e Mansell seguindo a Prost o Pneu de Mansell explode na grande Reta de Adelaide depois de passar o Alliot, com isso a suspensão quebra e Mansell esta fora da corrida. Com  isso Piquet e Prost teriam a chance de serem campeão, Mas Prost tinha pneus novos e Piquet já tinha pneus de 60 voltas, E depois do estouro de Mansell a Goodyear que tinha preparado pneus muito moles para a última corrida isso devido ao grande desempenho dos pneus Pirelli na corrida do México ordenou que todas as equipes com os pneus Goodyear trocassem de pneus, Foi isso que Piquet foi para os boxes e a Williams fez um grande Trabalho com 8.38 na parada e Piquet iria para as últimas 17 voltas com pneus melhores que Prost tinha que tentar diminuir a diferença de Prost e tentar a ultrapassagem do Título. Nesse mesmo tempo Riccardo Patrese abandonaria a corrida com problema elétrico no Problemático Brabham de 1986, Não só Piquet faria a sua parada, Johansson e Dumfries também fizeram as suas paradas.  Prost tinha 18 segundos na frente de Piquet.

No momento do Estouro do pneu de Nigel Mansell

No momento do Estouro do pneu de Nigel Mansell

Classificação Após 67 voltas: Prost (1:33:37.224), Piquet (a 18.979), Streiff (a 1 Volta), Brundle (a 1 Volta), Johansson (a 1 Volta), Dumfries (a 2 Voltas).
Mas na voltas seguintes Piquet não conseguia se aproximar de Alain Prost, pelo contraio ele conseguia até aumentar a sua vantagem para, mesmo com todo o esforço de Piquet parecia que Alain Prost tinha ainda pneus para continuar imprimindo um Ritmo de corrida Forte, Fora de uma briga pelo Título Phillipe Streiff e Martin Brundle tomavam o 3º e 4º colocações para a Tyrrell que se aproveitou de quebras e tinha um grande resultado em Adelaide. Prost na volta 69 fazia a melhor volta da corrida com 1:20.979 – Média de 167.999 Km/h – 104.390 Mph, Piquet tenta responder e faz 1:20.944 – Média de 168.072 km/h – 104.435 Mph e tenta diminuir a diferença sobre Prost.
Mas Piquet não conseguia diminuir mais do que 2 décimos por volta e Prost continuava tendo bom desempenho.

Classificação Após 70 Voltas: Prost (1:37:41.605), Piquet (a 18.226), Streiff (a 1 Volta), Brundle (a 1 Volta), Johansson (a 1 Volta), Dumfries (a 2 Voltas). Enquanto isso Johansson tentando se aproximar dos Tyrrell quase bateu no muro depois de escapar e ir por cima da Zebra. Na Volta 73 a diferença entre Prost e Piquet aumenta para 21.385 mostrando que Piquet não tinha carro mais para alcançar Prost e que só poderia contar com uma  quebra de Prost e Nigel Mansell ele teria de Torcer para uma Quebra de Prost ou de Piquet para ser campeão. O pódio parecia ser de Prost em 1º, Piquet em 2º e estava bem encaminhava para o 3ºlugar com o Tyrrell-Renault.

436_australia_1986 (10)

Piquet começaria a tirar diferença para Prost a partir da volta 77, Mas Prost estava mais que administrando a sua vantagem para Piquet do que Piquet tirando a diferença. Piquet lutava até a última volta e Streiff, Brundle, Johansson e Dumfries pontuando e depois Arnoux, Alliot, Palmer e Fabi completando os 10 primeiros e Tambay e Allen Berg estava a várias voltas e por isso não estavam classificados. Restando 3 voltas Prost diminuiu mesmo o Ritmo e Piquet tentou tudo para tentar uma vitória improvável, Mas não tinha mais tempo Prost tinha vantagem suficiente para tranquilamente completar a volta final e cruzar a linha de chegada para se consagrar bicampeão do mundo contra todos os prognósticos que apontavam para Mansell e Piquet que eram os favoritos ao título e que tinham o melhor motor da Categoria, Mas a Briga interna entre a parte inglesa e a parte a parte do Piloto Brasileiro foi decisivo para que Prost se aproveitasse disso.

Piquet chegou em 2ºlugar e Stefan Johansson acabou em 3ºlugar tomando posição de Brundle e se aproveitando da pane seca de Streiff que ficou atrás de Brundle que chegou em 4ºlugar e Dumfries termina a corrida e a carreira na Formula 1 em 6ºlugar, Uma das corridas mais inesquecíveis da história da Formula 1 que consagrou o Francês de 31 anos como Bicampeão do mundo.

Resultado final do GP da Austrália de 1986

Mundial de pilotos:

Mundial de Pilotos – Temporada 1986

1. Alain Prost (França) 72 Pontos
2. Nigel Mansell (Inglaterra) 70 Pontos
3. Nelson Piquet (Brasil) 69 Pontos
4. Ayrton Senna (Brasil) 55 Pontos
5. Stefan Johansson (Suécia) 23 Pontos
6. Keke Rosberg (Finlândia) 22 Pontos
7. Gerhard Berger (Áustria) 17 Pontos
8. Jacques Laffite (França) 14 Pontos
9. Michele Alboreto (Itália) 14 Pontos
10. Rene Arnoux (França) 14 Pontos
11. Martin Brundle (Inglaterra) 8 Pontos
12. Alan Jones (Austrália) 4 Pontos
13. Johnny Dumfries (Inglaterra) 3 Pontos
14. Phillipe Streiff (França) 3 Pontos
15. Teo Fabi (Itália) 2 Pontos
16. Partick Tambay (França) 2 Pontos
17. Ricardo Patrese (Itália) 2 Pontos
18. Christian Danner (Alemanha) 1 Ponto
19. Phillipe Alliot (França) 1 Ponto

Mundial de Construtores:

Mundial de Construtores – Temporada 1986

1. Williams – Honda RA166E V6 – 141 Pontos
2. Mclaren – Porsche P01 V6 – 96 Pontos
3. Lotus – Renault EF15B V6 – 58 Pontos
4. Ferrari – F186 V6 – 37 Pontos
5. Ligier – Renault EF4B/EF15 V6 – 29 Pontos
6. Benetton – BMW M12/13 S4 – 19 Pontos
7. Tyrrell – Renault EF4B/EF15 V6 – 11 Pontos
8. Lola – Ford – 6 Pontos
9. Brabham – BMW M12/13 S4 – 2 Pontos
10. Arrows – BMW M12/13 S4 – 1 Ponto

Fotos:

 

View post on imgur.com

Vídeo do Treino Oficial:

Vídeo da Corrida:

Pilotos para uma foto de Despedida

Pilotos para uma foto de Despedida

Fontes das fotos : Formel1mic, Bestlap
Fonte do Vídeo: https://www.youtube.com/user/twtakyllesRacing Channel
Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif