F1 Humor: DVD Pancadão do !Maldanado!

E a Turbilhão 5000, Strodando Geral do Brasil lança diretamente da
Venezuela para as pistas da Formula 1 Pastor Maldonado com o DVD
Pancadão do !Maldanado!.

Reunido seus grandes pancadões em Países como Austrália, Mônaco, Valência, Inglaterra, Hungria entre outros, Com participações de Hugo Chavez e Frank Williams, Em Breve a produção do DVD vai liberar partes desse DVD para passamos aqui no Portal Sportszone.

Postado no dia 15 de Agosto de 2012
Segunda Edição em Breve!!!

Maldonado com o seu pancadão em 2012

Logano derruba favoritismo da Hendrick e conquista as 500 milhas de Daytona

Após 3 horas de muitas disputas em Daytona e um domínio dos pilotos da Hendrick o piloto da Penske Joey Logano acabou quebrando a lógica conquistando a vitória para a equipe Penske, Jeff Gordon foi o pole position da corrida e em grande parte da prova o trio da Hendrick comandando por Gordon, Jimmie Johnson e pelo Dale jr. revezaram maior parte da liderança da corrida e por alguns momentos tendo Kasey Kahne na briga pelos primeiros lugares, Joey Logano foi o único que conseguiu o tempo inteiro desafiar os pilotos da Hendrick.

Jeff Gordon saiu na pole acabou fora da disputa na sua última Daytona 500 da carreira

Foram 5 bandeiras amarelas durante a corrida, três delas por causa de quebra de Motor em um dos casos acabou o Ford de Brad Keselowski com o outro carro da Penske que também vinha bem, Uma das bandeiras amarelas foi provocada pelo Tony Stewart que acabou batendo em um dos competidores e por muito pouco não tivemos um big one nessa corrida, Matt Kenseth também foi envolvido no acidente e ficou sem chances de conquistar a vitória. Jimmie Johnson chegou a sofrer uma punição nos boxes e ficou com 1 volta a menos que os líderes, Mas conseguiu recuperar essa volta e voltar a disputa da corrida.

Se na primeira parte da corrida ela foi movimentada na segunda parte acabou sendo sonolenta devido a pouquíssimos incidentes durante umas 100 voltas até que na parte final a 41 voltas para o final quando o motor do Brad Keselowski quebrou e a partir dai e que a corrida ganhou força, A Hendrick tinha na parte final adversários como o campeão de 2014 Kevin Harvick e Joey Logano como os principais oponentes, Mas na volta 174 apareceu o Carl Edwards para assumir a liderança, Mas durou pouco e ele foi para um pouco mais atrás, Na Volta 174 outra quebra de motor dessa vez foi do carro 21 de Ryan Blaney provocando uma nova bandeira amarela.

Harwick ficou em 2ºlugar mostrando força para esse campeonato

a Partir dai a briga foi nervosa podendo ter um big one a qualquer momento, Jeff Gordon em sua últimas 500 milhas de Daytona acabou perdendo rendimento e ficando para trás, Quando tudo se encaminhava para um final extremamente excitante uma nova bandeira amarela surgiu a 3 voltas para o final provocando bandeira amarela e depois a vermelha interrompendo a prova com a quebra do carro 51 de Justin Allgaier.

Nesses casos a corrida vai para uma prorrogação e dai teríamos 2 voltas para que de definisse a prova de bandeira verde e dai Joey Logano foi para a ponta e não perdeu mais a vitória quebrando o favoritismo da Hendrick que tinha  o melhor carro para essa pista e que o seu melhor piloto na classificação que foi o Dale Earnhardt jr. ficando em 3ºlugar atrás até mesmo do campeão de 2014 Kevin Harwick. Denny Hamlin salvou o final de semana da Joe Gibbs que teve problemas com um dos seus pilotos que foi o Matt Kenseth que ficou em 35ºlugar o piloto do carro 11 ficou em 4ºlugar, Jimmie Johnson mostrou o do porque é 6 vezes campeão da Nascar recuperando terreno chegando em 5ºlugar.

Dale jr. ficou sendo o melhor piloto da Hendrick na Daytona 500

A grande corrida mesmo desse final de semana e que pouco se fala foi de Casey Mears que largou das últimas posições e levou o carro da equipe German ao 6ºlugar, Clint Bowler com o carro da Michael Waltrip ao 7ºlugar, Martin Truex jr. com a pequena Furniture Racing conquistou o 8ºlugar, Kasey Kahne com a Henrick e Greg Biffle com o carro da Roush completaram os 10 primeiros colocados, Menção honrosa para o competente David Gilliland que fez uma boa corrida com o carro da limitada Front Row chegando em 11ºlugar, Semana que tem teremos a segunda etapa no dia 1º de Março em Atlanta.

Logano sai de Daytona com uma vitória histórica, Um sorriso no rosto e a liderança no campeonato.

Resultado final das 500 milhas de Daytona:

1 Joey Logano (Team Penske Ford) 3h08m02 em 203 Voltas
2 Kevin Harvick (Stewart-Haas Racing Chevrolet) 1.006s
3 Dale Earnhardt Jr. (Hendrick Motorsports Chevrolet) 1.193s
4 Denny Hamlin (Joe Gibbs Racing Toyota) 1.761s
5 Jimmie Johnson (Hendrick Motorsports Chevrolet) 2.102s
6 Casey Mears (Germain Racing Chevrolet) 2.578s
7 Clint Bowyer (Michael Waltrip Racing Toyota) 2.779s
8 Martin Truex Jr. (Furniture Row Racing Chevrolet) 3.167s
9 Kasey Kahne (Hendrick Motorsports Chevrolet) 3.340s
10 Greg Biffle (Roush Fenway Racing Ford) 3.373s
11 David Gilliland (Front Row Motorsports Ford) 3.573s
12 Sam Hornish Jr. (Richard Petty Motorsports Ford) 3.765s
13 Michael Annett (HScott Motorsports Chevrolet) 4.141s
14 Austin Dillon (Richard Childress Racing Chevrolet) 4.239s
15 Aric Almirola (Richard Petty Motorsports Ford) 4.646s
16 Regan Smith (Stewart-Haas Racing Chevrolet) 8.236s
17 David Ragan (Front Row Motorsports Ford) 8.317s
18 Matt Crafton (Joe Gibbs Racing Toyota) 8.612s
19 Johnny Sauter (BK Racing Toyota) 9.992s
20 A.J. Allmendinger (JTG Daugherty Racing Chevrolet) 12.213s
21 Danica Patrick (Stewart-Haas Racing Chevrolet) 12.471s
22 Cole Whitt (Front Row Motorsports Ford) 13.696s
23 Carl Edwards (Joe Gibbs Racing Toyota) 17.234s
24 Bobby Labonte (Go FAS Racing Ford) 17.301s
25 Paul Menard (Richard Childress Racing Chevrolet) 17.430s
26 Michael Waltrip (Michael Waltrip Racing Toyota) 17.410s
27 Jamie McMurray (Chip Ganassi Racing Chevrolet) 19.941s
28 Ty Dillon (Richard Childress Racing Chevrolet) 23.167s
29 Ricky Stenhouse Jr. (Roush Fenway Racing Ford) 23.632s
30 Trevor Bayne (Roush Fenway Racing Ford) 30.003s
31 Michael McDowell (Leavine Family Racing Ford) 32.673s
32 Reed Sorenson (Team Xtreme Racing Chevrolet) 50.105s
33 Jeff Gordon (Hendrick Motorsports Chevrolet) 1m08.921s
34 Kyle Larson (Chip Ganassi Racing Chevrolet) a 1 Volta (Acidente)
35 Matt Kenseth (Joe Gibbs Racing Toyota) a 1 Volta
36 Mike Wallace (Premium Motorsports Toyota) a 4 Voltas
37 Justin Allgaier (HScott Motorsports Chevrolet) a 6 Voltas (Acidente)
38 Ryan Newman (Richard Childress Racing Chevrolet) a 19 Voltas
39 Ryan Blaney (Wood Brothers Racing Ford) a 28 Voltas (Motor)
40 J.J. Yeley (BK Racing Toyota) a 42 Voltas
41 Brad Keselowski (Team Penske Ford) a 43 Voltas (Motor)
42 Tony Stewart (Stewart-Haas Racing Chevrolet) a 131 Voltas (Acidente)
43 Landon Cassill (Hillman Smith Motorsports Chevrolet) a 185 Voltas (Motor)

Não Correram:

Kyle Busch (Joe Gibbs Racing Toyota) Acidente na prova da divisão de acesso da Nascar
Kurt Busch (Stewart-Haas Racing Chevrolet) Problemas Jurídicos

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Motorsport.com

Rea e Haslan conquistam a vitória na Abertura da Temporada em Phillip Island

Em Phillip Island tivemos a primeira etapa do Mundial de Superbike e na pista australiana tivemos muita disputa pela vitória nas duas baterias sendo decididas por distâncias mínimas pelos pilotos Jonathan Rea, Leon Haslan e Chaz Davies representando a Kawasaki, Aprila e a Ducati. Na primeira Bateria Rea liderou quase toda a corrida, Mas teve que Segurar a Haslan que conseguiu passar o piloto da Kawasaki para liderar a corrida, Mas acabou saindo e perdendo tempo, Haslan se virou uma Arara e nas voltas finais recuperou as posições que perdeu passando a Jordi Torres que foi a grande surpresa da etapa e Chaz Davies para ficar em 2ºlugar.

Nas voltas finais foi para cima de Rea, conseguiu passar o piloto da Kawasaki, Mas nas curvas finais Rea deu o troco e com uma diferença de 0.039 segundos conquistou a vitória deixando Haslan em segundo e Chaz Davies em terceiro lugar, Jordi Torres fazendo belíssima estreia com a Aprilla ficando em 4º, Michael VD Mark estreando na categoria principal ficando em 5ºlugar com a Honda e Tom Sykes fechando os 6 primeiros colocados com a outra Kawasaki oficial.

Resultado Final da primeira Bateria:

1.65 Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team-Kawasaki ZX-10R) 33’58.385 em 22 Voltas – 172,707 km/h
2.91 Leon Haslan (Aprilia Racing Team – Red Devils-Aprilia RSV4 RF) a 0.039
3.7 Chaz Davies (Aruba.it Racing-Ducati SBK Team-Ducati Panigale R) a 0.496
4.81 Jordi Torres (Aprilia Racing Team – Red Devils-Aprilia RSV4 RF) a 2.259
5.60 Michael VD Mark (PATA Honda World Superbike Team-Honda CBR1000RR SP) a 9.838
6.66 Tom Sykes (Kawasaki Racing Team-Kawasaki ZX-10R) a 13.761
7.1 Sylvain Guintoli (PATA Honda World Superbike Team-Honda CBR1000RR SP) a 14.021
8.18 Nico Terol (Althea Racing-Ducati Panigale R) a 15.954
9.22 Alex Lowes (VOLTCOM Crescent Suzuki-Suzuki GSX-R1000) a 21.106
10. 2 Leon Camier (MV Agusta Reparto Corse-MV Agusta 1000 F4) a 24.771
11.15 Matteo Baiocco (Althea Racing-Ducati Panigale R) a 28.920
12.36.Leandro Mercado (BARNI Racing Team-Ducati Panigale R) a 35.929
13.21 Troy Bayliss (Aruba.it Racing-Ducati SBK Team-Ducati Panigale R) a 40.315
14.77 Jed Metcher (Race Center – Demolition Plus-Kawasaki ZX-10R) a 45.090
15.20 Sylvain Barrier (BMW Motorrad Italia SBK Team-BMW S1000 RR) a 46.444
16.40 Roman Ramos (Team Go Eleven-Kawasaki ZX-10R) a 53.331
17.14 Randt de Puniet (VOLTCOM Crescent Suzuki-Suzuki GSX-R1000) a 58.811
18.72 Larry Pegram (Team Hero EBR-EBR1190 RX) a 1:06.071
19.51 Santiago Barragan (Grillini SBK Team-Kawasaki ZX-10R) a 1:06.110
20.10 Imre Toth (BMW Team Toth-BMW S1000 RR) a 1 Volta

Não Completaram a corrida:

59 Niccolò Canepa (Team Hero EBR-EBR1190 RX) a 7 Voltas
23 Christophe Ponsson (Grillini SBK Team-Kawasaki ZX-10R) a 13 Voltas

Melhor Volta: Leon Haslam – 1:31.626 – 174,264 km/h

2ªCorrida

Na Segunda corrida tivemos um pouco mais de alternativas na liderança da corrida, O Holandês Michael VD Mark largou muito bem e assumiu a liderança da corrida e liderou por boas volta a corrida, Mas dai Haslan, Rea e os outros acabaram engolindo ao piloto Holandês que acabou caindo no final dessa prova, Se não vimos quedas na primeira bateria, Na segunda já deu para ver quedas importantes como a de VD Mark como a do Espanhol Jordi Torres que perdeu o controle de sua Aprilla e deixou a prova quando estava em 5ºlugar

Haslan e Rea disputaram a vitória até o final da prova, O piloto da Aprilla abriu a volta final na ponta, Só que Rea terceira parte da última volta passou Haslan e parecia que Rea levaria a vitória, Mas nos últimos metros Haslan usou toda a potência da Aprilla e em cima da linha de chegada conseguiu a ultrapassagem sobre Rea e após 2014 sem vitória o piloto da moto 91 conquistou a vitória o que fez Haslan e Rea saírem da Austrália ambos como líderes do campeonato com 45 pontos de 50 possíveis com Chaz Davies que ficou bem perto da Vitória em Terceiro Lugar, Tom Sykes com a Kawasaki ficou em 4ºlugar um pouco longe dos líderes.

O Campeão da Superbike de 2014 Sylvain Guintoli estreou na Honda e fez um final de semana muito discreto ficando em 7ºlugar na primeira bateria e em 5ºlugar na segunda bateria, Nico Terol que veio da Moto 2 ficou em uma honesta 6ªPosição com a sua Ducati da equipe Althea Racing com Randy de Puniet em 7ºlugar com a melhor Suzuki do Grid. Leon Camier com a MV Agusta em 8ºlugar.

Destaque para o Argentino Leandro Mercado que fez duas corridas competentes e pontuou em ambas chegando em 12ºLugar na primeira bateria e em 11º na segunda Bateria. Troy Bayliss com seus 45 anos sentiu a falta de ritmo depois de ficar por muitos anos parado, ficando em 13ºlugar na primeira bateria e com problemas nos seus pneus ficou em 16ºlugar na segunda Bateria substituindo o Titular Davide Giugliano que sofreu um acidente na semana da corrida e não pode correr, E a Moto da EBR conseguiu marcar 2 pontos na segunda bateria com o piloto Larry Pegram que ficou em 14ºlugar.

A próxima Etapa do Campeonato será disputada no dia 22 na Tailândia no novo Circuito de Chang.

Classificação final da 2ªBateria

1. 91 Leon Haslan (Aprilia Racing Team – Red Devils-Aprilia RSV4 RF) 33:58.711 em 22 Voltas
2. 65 Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team-Kawasaki ZX-10R) a 0.010
3. 7 Chaz Davies (Aruba.it Racing-Ducati SBK Team-Ducati Panigale R) a 0.298
4. 66 Tom Sykes (Kawasaki Racing Team-Kawasaki ZX-10R) a 5.242
5. 1 Sylvain Guintoli (PATA Honda World Superbike Team-Honda CBR1000RR SP) a 14.649
6. 18 Nico Terol (Althea Racing-Ducati Panigale R) a 16.025
7. 14 Randt de Puniet (VOLTCOM Crescent Suzuki-Suzuki GSX-R1000) a 22.300
8. 2 Leon Camier (MV Agusta Reparto Corse-MV Agusta 1000 F4) a 23.606
9. 15 Matteo Baiocco (Althea Racing-Ducati Panigale R) a 23.818
10.40 Roman Ramos (Team Go Eleven-Kawasaki ZX-10R) a 35.775
11.36.Leandro Mercado (BARNI Racing Team-Ducati Panigale R) a 39.929
12.20 Sylvain Barrier (BMW Motorrad Italia SBK Team-BMW S1000 RR) a 46.467
13.51 Santiago Barragan (Grillini SBK Team-Kawasaki ZX-10R) a 57.893
14.72 Larry Pegram (Team Hero EBR-EBR1190 RX) a 1:02.676
15.23 Christophe Ponsson (Grillini SBK Team-Kawasaki ZX-10R) a 1:05.262
16.21 Troy Bayliss (Aruba.it Racing-Ducati SBK Team-Ducati Panigale R) a 1 Volta
17.10 Imre Toth (BMW Team Toth-BMW S1000 RR) a 1 Volta

Não Completaram a corrida:

60 Michael VD Mark (PATA Honda World Superbike Team-Honda CBR1000RR SP) a 4 Voltas
81 Jordi Torres (Aprilia Racing Team – Red Devils-Aprilia RSV4 RF)a 5 Voltas
77 Jed Metcher (Race Center – Demolition Plus-Kawasaki ZX-10R)a 19 Voltas
22 Alex Lowes (VOLTCOM Crescent Suzuki-Suzuki GSX-R1000) a 21 Voltas

Melhor Volta: Chaz Davies 1’31.725 174,456 Km/h

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Baú do Portal Sportszone – GP da Espanha de 2012

Hamilton sobra na turma e conquista pole na casa do Alonso!

Lewis Hamilton conquistou sua terceira pole position na temporada sendo que a primeira vez em Montdelo para aflorá-la a Fúria da torcida espanhola que viu o arqui-inimigo do espanhol fazer a festa na Catalunha, Hamilton simplesmente sobrou na turma no treino, sempre conseguia tempos muito superiores aos seus adversários, inclusive a Jenson Button que ficou de fora da última parte do Treino de Classificação.

Aliás foi um dia de alguns opostos também na Ferrari e Williams, Infelizmente para os pilotos Brasileiros os opostos foram para a parte de baixo enquanto Pastor Maldonado foi o único a andar mais ou menos no Ritmo do Inglês mesmo que no tempo de classificação ele tivesse tomado meio segundo do Hamilton; Mas Maldonado faz história pois o 2ºlugar de Maldonado no Grid de largada é o melhor resultado de um piloto Venezuelano na história da Formula 1. tanto em Grid, tanto em Corrida.

Fernando Alonso larga em 3ºlugar, uma posição surpreendente para uma Ferrari que não esta essas coisas, mas isso ressalta o talento que é Fernando Alonso e a total deficiência do Felipe Massa que vai largar em 17ºlugar. Apesar de ter sido atrapalhado em sua volta rápida andou muito abaixo dos tempos de Alonso nesse treinamento. Já Bruno Senna acabou não aproveitando a melhor volta do pneu macio e tentou o tudo ou nada numa última volta, Mas andando acima do limite que ele poderia andar com o pneu gasto e rodou não conseguindo passar do 18ºlugar, Se espera um desempenho melhor de Senna, pois até agora a Classificação definitivamente não é o seu forte até esse momento.

Depois dos três primeiros a Lotus teve um grande desempenho com Romain Grosjean em 4ºlugar e cada vez mais tentando apagar a imagem ruim que ele passou em 2009 quando andou naquela patética Renault e Kimi Raikkonen em 5º. Sérgio Perez largo em 6º com a primeira Sauber, Já a Segunda Sauber a de Kamui Kobayashi também andou muito bem nos treinos, Mas acabou tendo problemas e parando seu carro antes mesmo do q3. Como conseguiu tempo para participar da parte final da classificação ficou com o 10ºno Grid, Rosberg em 7º foi o último a fazer tempo no Q3. já que Vettel e Schumacher adotaram a tática de não irem para a pista fazerem volta rápida, Mas fazerem uma volta com pneu duro e velho para dizer que treinaram, Como Vettel fez duas voltas e Schumacher 1 é o Alemão da Red Bull que larga em 8º com o Alemão da Mercedes em 9º.

Depois dos 10 primeiros vem Jenson Button que surpreendentemente saiu da classificação no Q2, Mark Webber que foi pole position em 2010 e 2011 larga em 12º. Depois as Duplas da Force India com Di Resta e Hulkenberg na 7ªfila, Ressaltando que os carros da Force India andaram muito bem nos treinos que ainda falta alguma coisa para esse carros chegar mais perto dos ponteiros, Na oitava fila veio os dois pilotos da Toro Rosso com Vergne na Frente de Ricciardo. Depois da nona fila com os dois brasileiros veio duas surpresas: Na Caterham Petrov na frente de Kovalainen largando em 19º e Pic na frente de Glock e tem a primazia de largar em 21º com a Marussia e em 23º Pedro de la Rosa com a Hispania fecha o Grid de largada.
Narain Karthikeyan apesar do seu esforço o tempo de 1:31.122 não permitiu para o indiano que só teve problema o final de semana inteiro. O tempo dos 107% foi de 1:28.363.

Hamilton é desclassificado e Maldonado passa a Ser pole na Espanha

De nada valeu a super Volta que Lewis Hamilton deu para fazer a pole position, ele foi punido por não voltar aos boxes, o caso demorou 5 horas para ser analisado, Segundo o Regulamento o piloto tem que deixar pelo menos 1 litro no tanque de combustível no seu carro e voltar para os boxes, Item do Regulamento que a Mclaren de Lewis Hamilton não cumpriu.

Com isso Maldonado passa a ser o pole position e Lewis Hamilton vai partir da 24ª e última posição já que Narain Karthikeyan foi autorizado a largar no GP da Espanha de Formula 1 mesmo tendo tempo acima dos 107%.

Grid de Largada:

1 – Pastor Maldonado (Williams-Renault) – 1:22.285
2 – Fernando Alonso (Ferrari) – 1:22.302
3 – Romain Grosjean (Lotus-Renault) – 1:22.424
4 – Kimi Raikkonen (Lotus-Renault) – 1:22.487
5 – Sergio Perez (Sauber-Ferrari) – 1:22.533
6 – Nico Rosberg (Mercedes) – 1:23.005
7 – Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) – Sem tempo
8 – Michael Schumacher Mercedes) – Sem tempo
9 – Kamui Kobayashi (Sauber-Ferrari) – Sem tempo
10 – Jenson Button (McLaren-Mercedes) – 1:22.944
11 – Mark Webber (Red Bull-Renault) – 1:22.977
12 – Paul di Resta (Force India-Mercedes) – 1:23.125
13 – Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) – 1:23s177
14 – Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Ferrari) – 1:23.265
15 – Daniel Ricciardo (Toro Rosso-Ferrari) – 1:23.442
16 – Felipe Massa (Ferrari) – 1:23.444
17 – Bruno Senna (Williams-Renault) – 1:24.981
18 – Vitaly Petrov (Caterham-Renault) – 1:25.277
19 – Heikki Kovalainen (Caterham-Renault) – 1:25.507
20 – Charles Pic (Marussia-Cosworth) – 1:26.582
21 – Timo Glock (Marussia-Cosworth) – 1:27.032
22 – Pedro de la Rosa (HRT-Cosworth) – 1:27.555
23 – Narain Karthikeyan (HRT-Cosworth) – 1:31.122 (acima dos 107%)
24 – Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes) – 1:21.707 – punido

Tempo dos 107% 1:28.363

Maldonado vence 1ªvez para delírio da Venezuela

Um dia histórico para Pastor Maldonado e para a Venezuela na Formula 1, após herdar a pole position ontem por causa de um descumprimento de regulamento por parte do inglês Lewis Hamilton, Maldonado segurou o ímpeto de Fernando Alonso e conquistou a vitória que era inesperada, totalmente inesperada pela imprensa que apontava a Lotus como a Favorita a vitória. Maldonado na Largada largou bem, mas Alonso foi melhor ainda e largando de segundo lugar assumiu a ponta da corrida com Raikkonen em 3º. Quem se deu muito mal na largada foi Perez que de 6ºlugar caiu muitas posições depois que foi jogado por fora e dessa maneira teve de ir aos boxes para trocar os pneus.

Depois disso parecia que Alonso iria dominar a corrida, só que as voltas se passavam e a Ferrari mostrava todas as suas deficiências tanto é que Maldonado ficava por perto do Alonso, Raikkonen em 3ºlugar um pouco mais atrás, e um pouco mais atrás a Briga era de Rosberg, Grosjean e Schumacher enquanto mais atrás Hamilton recuperava rapidamente posições.
As primeiras paradas aconteceram a partir da volta 7 quando Mark Webber foi para a sua primeira parada, e a partir daqui começou as paradas nos boxes, aliás bem mais cedo do que se imaginava tamanho foi o desgaste dos pneus no começo da corrida, Alonso parou na 9ªvolta. Maldonado fez sua parada na 10ªvolta. Enquanto vários pilotos fizeram paradas nos boxes outros tentavam resistir o máximo possível na pista. Na 13ªvolta Schumacher numa manobra desastrada bateu em Bruno Senna que fez ambos deixarem a corrida. Bruno Senna teve um final de semana para esquecer depois da classificação ruim na Corrida ele vinha com os pneus velhos sem faz parada e foi atingido por trás.

Já Felipe Massa teve uma corrida combativa e brigou com grande galhardia com Lewis Hamilton durante algumas voltas e andando de uma certa forma num bom ritmo, Mas Massa sofreria uma punição assim como Sebastian Vettel que ambos ignoraram bandeira amarela, Dessa forma a corrida para Massa e Vettel ficou muito prejudicada.

Alonso liderou a corrida até a segunda parada dos boxes, já que Maldonado parou antes de Maldonado e com as voltas rápidas depois da sua parada ele tirou a diferença que ele tinha pra tirar do Alonso e passou para a ponta da corrida, e nas voltas seguintes chegou a abrir 7 segundos na frente de Alonso que também estava seguro na segunda posição. Enquanto isso Kobayashi fez uma das suas mirabolantes manobras passado Jenson Button de forma totalmente inesperada e ganhou posição. Hamilton que tentou uma estratégia diferente apesar de passar vários carros no começo da corrida não pode avançar muito mais na corrida.

Maldonado que chegou a abrir 7 segundos para Alonso foi para a terceira parada primeiro e a equipe na parada se complicou e perdeu 3 segundos só com o um dos pneus trazeiros e parecia que a Williams jogaria fora a corrida, Mas Alonso perdeu tempo quando estava na pista Maldonado virava mais rápido e com a parada do Espanhol a liderança era de Raikkonen com Maldonado em segundo e Alonso em 3º. Raikkonen tentou resistir o maior tempo possível na pista e acabou tendo de ir aos boxes na volta 49 para a tentativa final dele para tentar a vitória, Mas a vitória estava entre Alonso e Maldonado.

O Espanhol chegou a se aproximar de Maldonado e ameaçou seriamente a vitória do Venezuelano, Mas ao passar das voltas Maldonado com um carro que trata melhor os pneus do que o carro da Ferrari tratou a Maldonado manter uma distância segura e administrar a sua primeira vitória na formula 1.

A primeira vitória da Williams depois do GP do Brasil de 2004 que teve a vitória de Juan Palbo Montoya, Alonso em segundo lugar acabou não conseguindo dar a 2ªvitória em casa (Venceu em 2006), Mas com os resultados ele empata em pontos com Sebastian Vettel com 61 pontos na liderança do campeonato. Kimi Raikkonen chegou a apenas 6 décimos atrás de Alonso e a 3 segundos e meio atrás de Maldonado, com mais duas voltas Kimi poderia ter vencido e conquistou seu segundo pódio na temporada, Romain Grosjean teve mais um desempenho positivo e chegou em 4ºlugar consolidando mais o seu nome na Lotus e apagando de vez o que ele fez em 2009.

Kamui Kobayashi termina a corrida numa ótima 5ªposição e consegue apagar a estrela de Sérgio Perez que teve uma corrida ruim e com problemas abandonou a corrida e completou a terceira corrida sem pontuar. Sebastian Vettel após uma penalização acabou salvando o 6ºlugar e manteve-se na liderança do campeonato, Já Webber não conseguiu pontuar após 4 corridas em 4ºlugar. Rosberg terminou em 7ºlugar após uma enorme queda de rendimento no final da corrida devido ao excessivo desgaste dos pneus. Depois vem os dois pilotos da Mclaren acabando muito abaixo do que se esperava, Lewis Hamilton fez boa corrida de Recuperação e salvou o 8ºlugar.

Já Jenson Button foi muito mal e terminou num fraquíssimo 9ºlugar, aliás um final de semana ruim para ele, O Último ponto foi disputado entre vários pilotos mas acabou com Nico Hulkenberg sendo presenteado com esse ponto. Depois vem Webber numa corrida Sofrível, Vergne que ficou limitado ao Limitado carro da Toro Rosso assim com Ricciardo, Di Resta com a Force India, Massa pela Ferrari e depois Kovalainen e Petrov com a Caterham chegando a uma volta atrás do vencedor, Glock com a Marussia e De la Rosa com a HRT completaram a lista dos pilotos que terminam a corrida.

A próxima corrida vai acontecer em Mônaco, e com 5 vencedores em 5 corridas de 5 equipes diferentes será que é sonhar demais com um 6 vencedor diferente com uma 6 equipe diferente a vencer. A Resposta vai ser dada daqui a 15 dias. Por enquanto a Venezuela comemora a vitória de seu piloto.
Resultado final do GP da Espanha de Formula 1:

1- Pastor Maldonado (Williams-Renault) – 1:39:09.145
2 – Fernando Alonso (Ferrari) – a 3.195
3 – Kimi Raikkonen (Lotus-Renault) – a 3.884
4 – Romain Grosjean (Lotus-Renault) – a 14.799
5 – Kamui Kobayashi (Sauber-Ferrari) – a 1:14s641
6 – Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) – a 1:17.576
7 – Nico Rosberg (Mercedes) – a 1:17.919
8 – Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes) – a 1:18.200
9 – Jenson Button (McLaren-Mercedes) – a 1:25.100
10 – Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) a 1 volta
11 – Mark Webber (Red Bull-Renault) a 1 volta
12 – Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Ferrari) a 1 volta
13 – Daniel Ricciardo (Toro Rosso-Ferrari) a 1 volta
14 – Paul Di Resta (Force India-Mercedes) a 1 volta
15 – Felipe Massa (Ferrari) a 1 volta
16 – Heikki Kovalainen (Caterham-Renault) a 1 volta
17 – Vitaly Petrov (Caterham-Renault) a 1 volta
18 – Timo Glock (Marussia-Cosworth) a 2 voltas
19 – Pedro de la Rosa (HRT-Cosworth) a 3 voltas

Abandonaram:

Sergio Perez (Sauber-Ferrari) na 38ª volta
Charles Pic (Marussia-Cosworth) na 36ª volta
Narain Karthikeyan (HRT-Cosworth) na 23ª volta
Bruno Senna (Williams-Renault) na 13ª volta
Michael Schumacher (Mercedes) na 13ª volta

domingo, maio 13, 2012 13:36

Boxes da Williams pega fogo, Destruindo o carro de Bruno Senna e gera ferimentos a alguns mecânicos.

Depois da festa da Williams pela vitória de Maldonado a equipe sofreu um incêndio que aconteceu devido a uma explosão do KERS um a explosão do tanque de combustível do carro de Bruno Senna, O Carro do piloto Brasileiro deixou a corrida na volta 13 e, portanto o carro ainda estaria bem cheio de combustível, Alias o carro do Brasileiro ficou totalmente destruído pelas fotos que você ver aqui. Segundo as notícias é que mecânicos da Force India, Caterham e Williams foram atingidos e já estão sendo tratados segundo as equipes.

Fotos do incêndio:

Fotos: Parte 1

Fotos – Parte 2

Fotos – Parte 3

Matéria dos dias 12 e 13 de Maio de 2012
Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: F1-Gears

Toro Rosso num misto de ousadia e loucura mostra o STR10 com a dupla mais jovem da história da Formula 1

Enquanto alguns pilotos demoram a vida toda lutando para estar na Formula 1 e por muitas vezes mesmo com títulos eles acabam não conseguindo nem disputar uma corrida como é o Caso de Fábio Leimer, Davide Valsecchi e de Luca Filippi que conseguiram grandes desempenhos na GP2 Series. Com apenas 37 anos os dois juntos Max Verstappen e Carlos Sainz jr. são os pilotos da Toro Rosso para esse ano. Algo que pode dar muito certo como pode ser um vexame e vou explicar o do porque disso.

Sobre Max Verstappen com apenas 17 anos de idade vai para a Formula 1 muito verde, bem verde e acho que pode sim se queimar tanto é que a FIA depois dessa contratação estabeleceu regras na Formula 1 em que os pilotos agora para correrem na Formula 1 precisa ter 18 anos e com dois anos em categorias como GP2 e GP3 e Formula 3 valendo para a temporada de 2016.

Carlos Sainz Jr. é o tipo do piloto que esta ai por causa do dinheiro ou por política, Acho o Felix da Costa bem mais piloto do que o Sainz jr. que é o filho do piloto de Rally Carlos Sainz, O que esperar da Toro Rosso eu respondo bem rápido e ligeiro como é a Formula 1: Será 8 ou 8000, ou um enorme fracasso ou então um grande sucesso.

Sobre o carro da Toro Rosso, Segue a mesma ideia dos carros desde 2006 quando ela disputou a sua primeira temporada após 20 anos como Minardi, O bico do carro é muito elegante e nem se parece com um elemento muito fétido que estava lá (quero dizer Pênis estilizado) e o desempenho do carro deve ser parecido com o desempenho dos últimos dois anos num crescente que é projetado pelo James Key que possivelmente possa ser o sucessor de Adrian Newey em Breve, Agora se os pilotos vão corresponder isso só com o Decorrer da temporada saberemos.

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Twitter/Toro Rosso