Category Archives: F1

F1 Formula 1 Formula 1 - 1986 Fotos História

GP da Inglaterra de 1986

Published by:

Grid de Largada:

1 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’06.961
2 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’07.399
3 Ayrton Senna (Lotus/Renault) 1’07.524
4 Gerhard Berger (Benetton/BMW) 1’08.196
5 Keke Rosberg (McLaren/TAG) 1’08.477
6 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’09.334
7 Teo Fabi (Benetton/BMW) 1’09.409
8 René Arnoux (Ligier/Renault) 1’09.543
9 Derek Warwick (Brabham/BMW) 1’10.209
10 Johnny Dumfries (Lotus/Renault) 1’10.304
11 Martin Brundle (Tyrrell/Renault) 1’10.334
12 Michele Alboreto (Ferrari) 1’10.338
13 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’10.941
14 Alan Jones (Lola/Ford) 1’11.121
15 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’11.267
16 Philippe Streiff (Tyrrell/Renault) 1’11.450
17 Patrick Tambay (Lola/Ford) 1’11.458
18 Stefan Johansson (Ferrari) 1’11.500
19 Jacques Laffite (Ligier/Renault) 1’12.281
20 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’12.848
21 Andrea de Cesaris (Minardi/Motori Moderni) 1’12.980
22 Jonathan Palmer (Zakspeed) 1’13.009
23 Christian Danner (Arrows/BMW) 1’13.261
24 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’16.134
25 Huub Rothengatter (Zakspeed) 1’16.854
26 Allen Berg (Osella/Alfa Romeo) 1’18.319

Mansell em sua casa para Piquet e conquista 4ªvitória no ano

O Grande Prêmio da Inglaterra tinha um cenário diferente do habitual, dessa vez ele iria ser disputado na lendária pista de Brands Hatch que em 1985 era realizado o GP da Europa de Formula 1, não menos espetacular do que Silvestone a pista. Mais uma vez os treinos livres quem dominou foi as Williams com Piquet largando na pole position e com Mansell em 2º. Senna com a Lotus-Renault largava em 3º com Gerhard Berger ao seu lado na segunda fila e a terceira fila a Dupla da Mclaren com Rosberg em 5º e Prost em 6º, Prost depois de 8 corridas era o líder do campeonato com 39 pontos, com Mansell logo atrás tendo 38 pontos e Senna tinha 36 pontos, Piquet já estava um pouco mais atrás com 23 pontos.

Na primeira largada tivemos o lamentável acidente que envolveu 8 carros, O piloto que mais sofreu foi Jacques Laffite que acabou tendo sérios ferimentos em suas pernas, Laffite que estava igualando a marca de 176 Grandes Prêmios e seria naquele momento o piloto com o maior número de largadas na Formula 1, acabou encerrando a sua carreira na Formula 1 por causa desse acidente. Nessa largada o Carro de Mansell quebrou e isso ocasionou a troca do carro de Mansell para o carro reserva, carro que Nélson Piquet acabou acertando caso ele precisasse, mal sábia Piquet que o feitiço viraria contra o feiticeiro.

Depois de quase 1 hora Laffite foi levado por um helicóptero para o Hospital, e a corrida pode recomeçar, Vale lembrar que um dos primeiros atendimentos foi dado pelo piloto Jonathan Palmer que além de piloto era médico.

Na Segunda largada, a Largada que acabou valendo Piquet manteve a ponta com Mansell em 2º, Berger tomou o 3ºlugar de Senna que teve que se segurar para não perder mais posições, Logo na primeira volta Berger ultrapassou Mansell e assumiu o segundo lugar, já não é surpresa que as Benetton-BMW andavam forte em pistas que valia mais a potência do motor, Apenas 22 pilotos partiam para a segunda largada: Allen Berg, Ghinzani, Danner e Laffite não tiveram condições de largar para a segunda largada.

Mansell na 3ºvolta passou Berger e retomou a 2ºposição e assim se restabeleceu o domínio das Williams, Berger já começava a ficar para Senna e Rosberg que brigavam pelo 4ºlugar enquanto isso Mansell começava a querer se aproximar de Piquet para lutar pela ponta da corrida. Após 7 voltas a Classificação da corrida era a seguinte: Piquet (6), Mansell (5), Berger (20), Senna (12), Rosberg (2), Prost (1).

O primeiro carro a quebrar foi de Keke Rosberg com problemas de Câmbio que deixou na mão o Finlandês. Enquanto isso as Williams dominaram a corrida e já abriram mais de 5 segundos na frente de Berger. Em 10 voltas Piquet e Mansell começou a pegar trafego dos últimos lugares que eram uma Zakspeed e de uma Minardi, No Caso eram Palmer e Nannini que tomaram uma volta dos líderes, enquanto isso Rothengatter foi para a grama mais voltou a pista, Piquet na volta 8 fazia a melhor volta da corrida com 1:12.720 – Média de 208.259 Km/h (129.406 Mph), Alboreto passou Fabi e assumiu a 6ªposição da corrida, Alboreto andando muito bem até nesse momento e Senna tinha dificuldades em segurar o 4ºlugar dos ataques de Alain Prost, Fabi fez uma parada nos boxes, Após 15 voltas completadas a Classificação era Piquet, Mansell, Berger, Senna, Prost, Alboreto e Arnoux. Thierry Boutsen foi para os boxes, mas tinha problemas no seu carro. Prost na volta 17 foi para os boxes fazer sua parada nos boxes, foi uma parada rápida feita em 9.33 segundos, Prost voltou em 9ºlugar mais acabou Patresse passando a Prost, Patresse que corria com o modelo da Brabham de 1985.

Classificação após 18 Voltas: Piquet (22:10.178), Mansell a 1.797, Berger a 16.549, Sena a 26.279, Alboreto a 37.034, Arnoux a 39.154. Um domínio total das Williams em relação a outros pilotos ultrapassando retardatários.

A partir da 20ªvolta foi um festival de abandonos, o primeiro deles foi Stefan Johansson que quebrou o seu motor Ferrari. Enquanto isso Jones e Warwick brigam pelo 8ºlugar. Na mesma volta 20 Mansell fazia a melhor volta da corrida: 1:12.363 – Média 209.288 Km/h – 130.044 Mph. Warwick passou Jones depois de uma luta com o Jones mostrando a força da BMW sobre os motores Ford.

Mansell ira para cima de Piquet para lutar pela liderança da corrida, e na volta 22 Mansell usou a força do seu motor Honda e assumiu a liderança da corrida, Gerhard Berger que estava em 3ºlugar tem problemas elétricos e também deixa a corrida na volta 23, com isso Senna assumiu a 3ªposição. Alan Jones também deixa a corria na mesma volta com problemas no acelerador do seu Lola-Beatrice enquanto isso Mansell e Piquet continuavam brigando pela ponta e ultrapassando a todos os retardatários com muita facilidade, tanto é que depois de 25 voltas Dumfries que era já o nono colocado já tinha 1 volta atrás de Mansell e de Piquet. Na Volta 24 Abandono de Andrea de Cesaris com problemas elétricos e Rothengatter na volta seguinte com problemas de Motor. Com isso depois de um terço de corrida só tínhamos 15 carros na corrida. Classificação após 26 voltas: Mansell 31:57.120, Piquet a 1.533 , Senna a 33.376, Alboreto a 45.712, Arnoux a 47.082, Warwick a 59.948, Patrese, Prost, eles estavam na volta do líder, o Resto estava a 1 volta atrás. Senna foi para os boxes na volta 27, Mas teve problemas, seu motor morreu e a corrida para o Brasileiro acabava por ai. Prost vivia situação difícil estava em 7ºlugar com o abandono de Senna, mas sem ritmo para tentar passar ambas das Brabham.

Na Volta 30 Piquet foi para os boxes e voltou para pista após um bom trabalho da Williams de 9.04 segundos e voltou em segundo. A Williams colocou a praça para Mansell olhar na volta 31 e na volta seguinte Mansell foi para os boxes, com uma rápida parada também de 9.5 segundos, ainda que meio segundo mais lento que Piquet e dai Mansell voltou na ponta, Mas Piquet foi para cima de Mansell e Mansell deu uma fechada em Piquet, foi a pá de cal para Piquet ficar furioso e partir para cima de Mansell como se fosse um monstro na pista, Mas para seu azar Mansell também foi fera e defendeu a posição, Alboreto fez a troca na volta 33. Classificação após 33 voltas: Mansell 40:49.972, Piquet a 0.118, Arnoux a 30.281, Prost a 45.786, Warwick a 46.794, Alboreto a 53.030.

Mansell conseguiu abrir um pouco de Piquet enquanto isso Prost já estava em 4ºlugar e buscando a 3ªposição de Arnoux. Na volta 35 Piquet faz a melhor volta com o tempo de 1:11.250 – 212.555 km/h – 132.076 Mph, estávamos chegando na metade da corrida com 15 carros na corrida, Thierry Boutsen voltou a corrida, mas com Várias voltas atrás do Líder e só para fazer número. Dumfries parou para os boxes para trocar os pneus, ele era a esperança da Lotus para pontuar na Inglaterra. Piquet continua pressionando e indo para trás de Mansell na luta pelo primeiro lugar, Depois das Williams vinha Rene Arnoux muito bem na 3ªposição, Arnoux foi para os boxes e a Ligier fez um trabalho muito ruim com a troca de Arnoux e com isso Prost assumiu a 3ªposição e Alboreto assumiu o Quarto Lugar. Ricardo Patrese deixou a corrida, O Motor BMW não resistiu a corrida e deixou o Italiano na Mão, isso na volta de número 40.

Classificação após 40 voltas: Mansell, Piquet, Prost, Alboreto, Arnoux, Warwick.

Por enquanto Alboreto era um surpresa na 4ªcolocação com a Ferrari que andava mal das pernas na temporada de 1986, uma belíssima corrida de Alboreto com a Ferrari, Tirando a briga pela ponta, as outras posições não tínhamos uma briga intensa por posições pelos primeiros lugares. Prost tranquilo em 3º, Alboreto tranquilo em 4º, Arnoux tranquilo em 5º e Fabi surpreendentemente em 6ºlugar depois de ficar nas últimas posições depois da largada após um pit stop antecipado ultrapassou a Derek Warwick que passava a ser 7ªcolocado.

Enquanto isso Mansell e Piquet dava uma volta em Alboreto que era o Quarto colocado, só tínhamos na volta 43 para 44 Mansell, Piquet e Prost na mesma volta do Líder e Piquet tenta um novo ataque sobre Mansell. Enquanto isso Teo Fabi deixava a corrida após esta durante 3 voltas em 6ºlugar, Com isso Warwick assumia de novo o 6ºlugar. Mansell na volta 48 quebrava de novo os ponteiros do tempo e fazia a melhor volta da corrida 1:10.345 – 215.290 km/h – Média 133.775 mph.

Uma Tyrrell atrapalha a Mansell e Piquet se aproveitou para tentar passar Mansell em mais um round dos dois pilotos da Williams. Prost em 3º já começava a preparar uma nova parada para os boxes, isso que acontece na volta 50 fazendo sua segunda parada em 10 segundos e em 3ºlugar ainda, Nannini deixava a corrida na volta 50, a Minardi que não tinha terminado nenhuma corrida em 86 estava perto disso em Brands Hatch.

Alboreto que tinha uma ótima quarta posições quebrou o Turbo de seu Ferrari e abandonou a corrida, Infelizmente a desgraça da Ferrari continuava em 1986. Classificação após 55 voltas: Mansell a 1:07.02.744 – Piquet a 1.356 – Prost a 1 volta –Warwick a 1 volta – Arnoux a 1 Volta e Tambay a 2 voltas – Depois Brundle, Streiff, Dumfries e Palmer e depois com mais de 10 voltas de atraso estava Thierry Boutsen com a Arrows.

Arnoux com isso assumia o Quarto lugar, e Warwick em 5º e Tambay em 6º cm a Lola-Bearice. Arnoux foi para os boxes na volta 54 e com isso Warwick assumia a 4ªcolocação, Mas Arnoux recuperaria a 4ªposição ultrapassando a Warwick. Enquanto isso Mansell e Piquet continuavam na Briga pelo primeiro lugar Warwick e Arnoux iriam levar 2 voltas do líder.

Na Parte final da corrida Mansell tentava fugir de Piquet que tentava uma cartada final para cima de Mansell. Partick Tambay que vinha em 6ºlugar deixava a corrida com problemas de Câmbio, com isso o primeiro ponto da Lola ficava para a próxima oportunidade. Enquanto isso Mansell fazia a volta mais Rápida com 1:09.808 – Média 216.946 Km/h – 134.804 Mph, Restando 10 voltas para o final da corrida tínhamos apenas 10 carros na corrida, na verdade 9 pilotos, até por que Boutsen estava a mais de 10 voltas e portanto ele não contava para a classificação. Na Volta 68 Mansell fazia 1:09.678 – Média 217.351 Km/h – 135.056 Mph.

Quando finalmente parecia que iria ter um ataque Mansell se distanciou de Piquet e com isso garantiu sua quarta vitória na temporada de 1986. Num dia em que os dois carros da Williams sobraram na turma. Prost completou o pódio em 3ºlugar num dia ruim para ele, mas Salvou o dia com o pódio e vendo Senna fora da corrida e ficava perto de Mansell na luta pelo título, Senna ficaria a 11 pontos e Piquet ficaria um pouco mais longe dos 3. Arnoux garantiu um pouco de alegria para a Ligier se é que se podia ter alegria em um dia tão ruim como a do acidente de Laffite. Para Warwick que tinha num belíssimo 5ºlugar a última volta foi cruel para ele, opois ele perdeu posição para Brundle, Streiff e Dumfries e acabou apenas em 8º deixando o 5º e 6ºlugares para a dupla da Ligier e com Dumfries em 7º, Depois dos 8, apenas Palmer com a Zakspeed terminou a corrida, Mais bem longe mesmo a 6 voltas do vencedor. Já Boutsen ele passou a 13 voltas atrás do vencedor e sua colocação não foi computada por que somente é computada após o piloto completar 90% da corrida.

Para nos ingleses era só festa, Mansell ganhava e a torcida via depois de 10 anos uma vitória de um Inglês em solo natal.
O 1º Boletim médico de Jacques Laffite tinha saído Infelizmente Laffite acabou tendo fratura nas duas pernas e não iria mais correr em 1986, esse acidente acabaria por terminar sua carreira na formula 1, foram necessário muito tempo para ele voltar a andar, e dois anos para ele voltar a um carro de Formula 1, Mas não por competição, só para testes.

Resultado do GP da Inglaterra de 1986

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fontes: Formel1mic, Bestlap

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

F1 Formula 1 Formula 1 - 1986 Fotos História

GP da França de 1986

Published by:

Grid de largada:

1 Ayrton Senna (Lotus/Renault) 1’06.526
2 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’06.755
3 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’06.797
4 René Arnoux (Ligier/Renault) 1’07.075
5 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’07.266
6 Michele Alboreto (Ferrari) 1’07.365
7 Keke Rosberg (McLaren/TAG) 1’07.545
8 Gerhard Berger (Benetton/BMW) 1’07.554
9 Teo Fabi (Benetton/BMW) 1’07.818
10 Stefan Johansson (Ferrari) 1’07.874
11 Jacques Laffite (Ligier/Renault) 1’07.913
12 Johnny Dumfries (Lotus/Renault) 1’08.544
13 Patrick Tambay (Lola/Ford) 1’08.616
14 Derek Warwick (Brabham/BMW) 1’08.905
15 Martin Brundle (Tyrrell/Renault) 1’09.044
16 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’09.436
17 Philippe Streiff (Tyrrell/Renault) 1’09.700
18 Christian Danner (Arrows/BMW) 1’09.737
19 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’09.792
20 Alan Jones (Lola/Ford) 1’09.929
21 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’09.987
22 Jonathan Palmer (Zakspeed) 1’10.305
23 Andrea de Cesaris (Minardi/Motori Moderni) 1’11.483
24 Huub Rothengatter (Zakspeed) 1’12.163
25 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’12.443
26 Allen Berg (Osella/Alfa Romeo) 1’14.264

Mansell vence e embora tudo no Campeonato de 1986

Depois da 7ªetapa nos EUA, Ayrton Senna era o líder do Campeonato, com 36 pontos, Três a mais que Prost que era o seu mais próximo perseguidor, A corrida que marca a Metade do Campeonato acontecia em Paul Ricard, palco da corrida Francesa, mas palco do acidente fatal de Elio de Angelis em Maio durante testes privados da Brabham, por isso, a pista de Paul Ricard foi cortada de 5,5 km para 3,8 km e de 53 voltas a corrida passou para 80 voltas. a Pole foi de Ayrton Senna com Nigel Mansell em Segundo, Lotus x Williams, Segunda Fila, Piquet de Williams e Arnoux de Ligier, na Terceira Fila, Prost da Mclaren e Alboreto com a Ferrari e é exatamente Alboreto que tem problemas com o seu carro, Ele avisou aos fiscais de corrida, mas a Largada é dada, e Mansell larga melhor e assumi a ponta, com Senna em Segundo e Arnoux em 3º, Piquet largou muito mal e ficou em 7º Alboreto conseguiu largar depois de um tempo, Na primeira volta vários pilotos foram envolvidos na confusão e tiveram que ir aos Boxes, Mansell, Senna, Arnoux, Berger, Prost, Dunfries, Piquet, Rosberg e Laffite, os 9 primeiros colocados.

No Final da segunda volta Piquet já tinha ganhado a 6ªposição de Dumfries, Rothengatter teve problemas nos seus pneus, Johansson nos boxes também com problemas com a sua Ferrari, Andrea de Cesaris com problemas de motor abandona e deixou um monte de óleo na pista, Todos escorregaram, mas Ayrton Senna foi o único a pagar com o muro na quarta volta, Bateu e deixou a corrida muito cedo.

Já tinha desse modo 5 abandonos na corrida, Com isso Prost e Rosberg começam a ir para a luta em cima de Berger que largou muito bem com a sua Benetton, Enquanto isso Mansell estava tranquilo na Frente com Arnoux de Ligier em 2º pretendendo até não fazer troca nenhuma de pneus. A Classificação até naquele Momento era: Mansell, Arnoux, Berger, Prost, Rosberg e Piquet. Enquanto isso Allan Berg com a Terrível Osella rodou.

Prost na Volta 9 passou Berger e assumia a 3ªposição e já partia a caça de Arnoux. Johansson com problemas no Turbo abandona a corrida, Na Volta 10 Rosberg também passou pela Benetton de Berger e foi para o 4ºlugar. Alias Berger caia muito de rendimento, Piquet passou também por ele, O Benetton-BMW ainda não era um carro páreo para lutar pelos primeiros lugares, foi para os boxes, sem bico e voltou lá atrás, A Melhor volta era de Mansell, 1:11.791 feita apenas na 3ªVolta da corrida. Arnoux sofria com a pressão de Alain Prost, Com um motor mais Forte e um carro melhor Prost passou Arnoux e assumiu o segundo lugar na 15ªVolta E Rosberg também vinha pra cima de Arnoux que tenta defender posição em cima de Rosberg, Na 18ªVolta Rosberg finalmente consegue passar Arnoux e assumia a primeira posição, Arnoux decediu ir aos Boxes, o pneus dianteiro não agüentou nem 1 terço de corrida, Arnoux voltava em 9ºlugar. Com 18 Voltas a Classificação era essa: Mansell (22:16.82), Prost (a 4.90), Rosberg (a 9.89), Arnoux (a 11.55), Piquet (a 13.46) e Laffite (a 20.99) claro que a Classificação era antes de Arnoux ir aos boxes. Dumfries que estava em 7ºlugar assumiu o 6ºlugar. Jonatham Palmer com a Zakspeed complicou a vida de Mansell e Prost quando ele tomava 1 volta Depois de 21 Voltas a Classificação era: Mansell, Prost, Rosberg, Piquet, Laffite e Dumfries. Prost estava bem próximo de Mansell na luta pela primeira posição, Rosberg e Piquet tentavam chegar, Na Volta 22 pra 23 Piquet foi aos boxes vai para a sua primeira troca de pneus, com um trabalho muito bom de quase 9 segundos. Patrese tentava lutar pela posição com o Dumfries pelo 6ºlugar. Mas logo Arnoux passou Dumfries e Patrese e assumiu o 6ºlugar. e Prost partiu de vez na briga, Mas quando iria começar a luta Mansell foi para os boxes, Deixando a liderança para Alain Prost, Mansell voltou na 3ªPosição perto dele vinha Laffite numa ótima 4ªposição.

Prost era o Lider da Corrida e Rosberg o segundo, mas tinha muito trafego lá na frente, outro que parava nos boxes era Alboreto que estava se recuperando na corrida após o seu carro ter falhado na largada. Laffite Fez sua parada na Volta 27 Na Volta 27 Mansell Fazia a melhor volta da corrida 1:11.3 17 Carros estavam na corrida: Teo Fabi, Gerhard Berger, Ambos de Benetton e Allen Berg com a Osella abandonaram a corrida. E Mansell com 1:11.314 fazia a melhor volta da corrida o Inglês estava voando na pista, Rosberg na volta 29 foi fazer sua primeira troca de pneus. Prost agora estava sozinho na Frente mas os seus pneus muito desgastados, não estava virando bem, sua pretensão poderia ser apenas uma parada nos boxes.

Classificação após 32 Voltas: Prost (39:22.08), Mansell (a 13.15), Piquet (24.47), Rosberg (a 33.09), Arnoux (a 35.39) e Laffite (a 55.43). Prost era o único que não trocou os pneus. Acidente de Rothengatter, o Holandês acabou se acidentando com Dumfries que conseguiu seguir na corrida. Alain Prost na volta 35 foi para os boxes para trocar os pneus, e voltou na Frente de Pique e Rosberg, na 2ªposição. Piquet na volta seguinte colou em Prost, Tentava passar Prost, Nelson Piquet tinha um pneu mais quente que Prost com os seus pneus ainda ganhando a temperatura, Mas Piquet começava a perder rendimento, seu carro estava com o motor falhando com isso Rosberg se aproximou de Piquet e em poucas voltas passou O Brasileiro e assumiu o 3ºlugar, muito ajudado pelos retardatários que estavam atrasando Prost, Piquet e Rosberg, quem se deu pior foi Piquet que numa manobra errada em cima de um deles, Rosberg aproveitou e passou. Com 44 Voltas As duas Williams, Duas Mclarens e Duas Ligiers estavam dominando a corrida. Tinham os 6 primeiros colocados.

Classificação após 44 Voltas: Mansell (53:59.84), Prost (a 19.81), Rosberg (a 20.89), Piquet (a 23.93), Arnoux (a 36.13), Laffite (52.77). Streiff logo depois e Tomar volta em cima de Mansell abandonou com o seu motor que explodiu, E a missão tão simples de apagar o Fogo virou um martilho, pois quando se imaginava que o Fogo estava controlado o fogo voltou com tudo e o carro inteiro foi para o espaço, os Bombeiros de Paul Ricard tiveram o papel principal de comédia pastelão, isso demonstrava o por que Elio de Angelis faleceu em um acidente nos testes em Paul Ricard, pela demora absurda que os bombeiros atenderam o piloto italiano. Além da incompetência eles jogaram muita espuma na pista, e depois o carro de bombeiros bloqueou a entrada dos boxes. Quer dizer um trabalho absolutamente censurável do primeiro ao último parágrafo. Jonatham Palmer abandonava a corrida na volta 50, ele estava 4 voltas atrás e quebrou o Fraco e frágil motor Zakspeed Turbo (acredita que esse motor é turbo). Depois de tudo isso Piquet e Arnoux foram para os boxes para uma segunda parada de troca de Pneus. Logo Mansell teria que parar, seus pneus estavam já nas últimas. E na volta 53 Mansell foi para os Boxes. e Prost voltava a liderança da Corrida, Mansell em 2º e Rosberg em 3º, Laffite também parava aos boxes para a segunda parada, de todos o Único que tentaria uma parada mesmo era Alain Prost que estava na liderança na 55ªvolta. Mas Mansell poderia brigar pela vitória por que estava com os pneus melhores que Prost. Quando começa a chuviscar em Paul Ricard Tornando a corrida dramática podendo chover pra valer ou não, Classificação após 55 Voltas: Prost, Mansell, Rosberg, Piquet, Arnoux e Laffite.

Mas Prost vivia situação difícil, Mansell chegava rápido em Prost, o Francês já não tinha pneu nenhum. Com 1:09.993 Mansell fazia a melhor volta da corrida, com 23 voltas para o termino da Corrida Prost via a sua vitória fugir de suas mãos. E na Volta seguinte Mansell passou para a ponta, Prost não tinha mais nada a fazer, estava sem pneus, Apesar da Ameaça da Chuva, a chuva parou, Johnny Dumfries acabou parando com problemas no motor. Restando 20 Voltas. Prost Ainda tentava lutar pela vitória com Mansell, Rosberg começava a perder rendimento, poderia ser a falta de Gasolina que é um fantasma para Rosberg em 1986, E Piquet, mesmo com o motor bichado ele estava chegando em Rosberg para lutar pelo 3ºlugar. Mansell a 16 Voltas do Final da Corrida estava tranquila em relação a Prost, controlando a vantagem que ele tinha para o Francês. Partick Tambay que vinha bem em 7ºlugar abandonaria com problemas de Freio, Rosberg estava na alça de mira de Nelson Piquet, a vantagem esta caindo de 24 segundos para apenas 10 segundos em 7 voltas, As Ligiers estavam tranquilas em 5º e 6ºlugares numa boa corrida. Com 5.3 Segundos é a Mostra de que Piquet iria brigar e passar Rosberg e tinha tempo de Sobra, faltavam 10 voltas para o Final da Corrida.

Sendo a única Briga por posições importantes Rosberg e Piquet era o que mais chamava atenção de todos na pista e na Televisão, E a 8 Voltas do Final Piquet coloca por Dentro e passou Rosberg e conquistou a 3ªposição, Rosberg agora não tinha nada a fazer a não ser pagar mais uma vez pelo consumo de combustível. E de tantas e Tantas ameaças de chuva, com até um chuvisco ter caído na pista Estava agora fazendo sol na pista em Paul Ricard, No Final das Contas o Único que trocou pneus apenas uma vez na corrida Foi Alain Prost que acabou não conseguindo vencer a Williams-Honda de Nigel Mansell, Nas últimas voltas pouco se viu, as posições estavam definidas: Mansell, Prost, Piquet, Rosberg, Arnoux e Laffite – Williams, Mclaren e Ligier ficaram com todos os pontos. O Campeonato chegava na metade tendo Prost 39, Mansell 38, Senna 36 e Piquet 23.

Resultado final do GP da França de 1986

Fotos:

 

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Fonte das Fotos: Bestlap , Formel1mic

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

F1 Formula 1 Formula 1 - 1986 Fotos História

GP dos Estados Unidos de 1986

Published by:

Grid de Largada:

1 Ayrton Senna Lotus/Renault 1’38.301
2 Nigel Mansell Williams/Honda 1’38.839
3 Nelson Piquet Williams/Honda 1’39.076
4 René Arnoux Ligier/Renault 1’39.689
5 Stefan Johansson Ferrari 1’40.312
6 Jacques Laffite Ligier/Renault 1’40.676
7 Alain Prost McLaren/TAG 1’40.715
8 Riccardo Patrese Brabham/BMW 1’40.819
9 Keke Rosberg McLaren/TAG 1’40.848
10 Eddie Cheever Lola/Ford 1’41.540
11 Michele Alboreto Ferrari 1’41.606
12 Gerhard Berger Benetton/BMW 1’41.836
13 Thierry Boutsen Arrows/BMW 1’42.279
14 Johnny Dumfries Lotus/Renault 1’42.511
15 Derek Warwick Brabham/BMW 1’42.558
16 Martin Brundle Tyrrell/Renault 1’42.815
17 Teo Fabi Benetton/BMW 1’43.658
18 Philippe Streiff Tyrrell/Renault 1’43.796
19 Christian Danner Arrows/BMW 1’44.259
20 Jonathan Palmer Zakspeed 1’44.401
21 Alan Jones Lola/Ford 1’44.450
22 Piercarlo Ghinzani Osella/Alfa Romeo 1’45.059
23 Andrea de Cesaris Minardi/Motori Moderni 1’46.705
24 Alessandro Nannini Minardi/Motori Moderni 1’47.230
25 Allen Berg Osella/Alfa Romeo 1’48.682
26 Huub Rothengatter Zakspeed 1’49.680

Senna Dá o Troco nos franceses e vence em Detroit numa magnifica apresentação.

Na pista de rua de Detroit, uma pista de baixa velocidade e dura para os pilotos que não permitia o erro para qualquer piloto, pois esse erro quase que certamente custaria a corrida para qualquer piloto, principalmente num campeonato onde Prost com 29, Mansell e Senna com 27 disputavam pau a pau a liderança do campeonato.

Na primeira fila tínhamos Ayrton Senna da Lotus que faria a 4ªpole em 7 corridas do campeonato com Nigel Mansell em 2º, Nelson Piquet com a Williams e René Arnoux de Ligier dividiram a segunda fila e Stefan Johansson com a Ferrari e Jacques Laffite na 3ªfila, o Líder do campeonato Alain Prost largava em 7ºlugar apenas. A corrida trazia a substituição de Partick Tambay que não se recuperou do acidente que lhe tirou do GP do Canadá o Norte-americano Eddie Cheever que conseguiu fazer um ótimo Trabalho e largaria em 10ºlugar.

Na Largada Senna mantem a ponta com Mansell em 2º, Arnoux em 3º e Piquet em 4º, Senna em 1º, Mas estava muito ameaçado por Mansell que estava pressionando a Senna. Ao termino da primeira Volta a Classificação era essa: 1. Senna, 2. Mansell, 3. Arnoux, 4. Piquet, 5. Johansson, 6. Prost, 7. Laffite, 8. Alboreto, 9. Cheever, 10. Rosberg. Huub Rothengatter se quer largou por causa de problemas elétricos.

Na segunda volta Senna se mantia na frente com Mansell e Arnoux em sua cola enquanto isso Johansson tentava tomar a 4ªposição de Nelson Piquet. No Começo da 3ªVolta Mansell usando da sua potência do Williams-Honda ultrapassa a Senna e assumiu a ponta da corrida e começou a abrir de Senna que teria de segurar os ataques de Rene Arnoux com a sua Ligier que vinha em Grande momento no Campeonato. Além dessa briga tinha a batalha pelo 4ºlugar (Piquet e Johansson) e o 6ºlugar entre Prost e Laffite. Ou Seja, Williams, Lotus (De Senna), Ligier e Alain Prost com a Mclaren estavam disputando a corrida. Alessandro Nannini com a sua Minardi número 24 deixava a corrida na 4ªvolta, problemas de Turbo (que não era novidade nenhuma se tratando de um motor tão fraco como o Motori Moderni).

Mansell estava abrindo de Senna e de Arnoux que lutavam pelo segundo lugar, Derek Warwick na volta 4 já fazia uma primeira parada nos boxes caindo para as últimas posições. Arnoux tentou passar Senna na volta 5, Só que Senna segurou a posição e Arnoux perdeu terreno nessa disputa, com isso Nelson Piquet foi se aproximou mais de Arnoux e Deixou Johansson para Jacques Laffite que já passava a Prost e pressionava o Sueco com a Ligier que rendeu muito bem na pista norte americana.
Apesar da Pista travada a prova proporcionava no começo boas disputas por posição. A Classificação após 5 voltas era a Seguinte: 1. Mansell (9:00.756) – 2. Senna (a 4.059) – 3. Arnoux (a 4.436) – 4. Piquet (5.651) – 5. Johansson (6.441) – Laffite (a 6.990) – Prost era o 7º, Alboreto o 8º, Cheever o 9º e Berger em 10º.

Johansson começava a sentir a força da Ligier de Laffite pressionando ao Piloto da Ferrari mais bem posicionado na pista, Apesar da Ferrari não estava bem no campeonato o Time também teve um desempenho bom em Detroit. Enquanto isso Mansell que tinha 4 segundos de vantagem para Senna simplesmente perdeu toda a vantagem e via o Brasileiro pressionando ao Leão na luta pela ponta e Arnoux chegava nessa briga também. Com muito mais carro Senna só espero o momento certo para tomar a ponta de Mansell, no final da volta 7 Senna passou a Mansell e assumiu a ponta da corrida, Arnoux na reta dos boxes no começo da volta 8  também se aproveitou do problema de Mansell  e assumiu o segundo lugar que era do Inglês, Já Laffite pressionava a Piquet pela 4ºposição, a Ligier passava pelo melhor momento da temporada e com um carro que poderia até ser um carro para combater o domínio de Senna na corrida sendo assim os grandes adversários do Brasileiro na prova.
Gerhard Berger enquanto isso abandonaria a corrida com problemas de Motor na 8ªvolta, Va volta 9 Keke Rosberg foi para os boxes para tentar uma tática diferente, Mansell tentava recuperar o 2ºlugar de Rene Arnoux, Mas já tinha atrás Jacques Laffite que tinha superado Já a Nelson Piquet e assumido a 4ªposição. Piercarlo Ghinzani foi para os boxes para fazer reparos mecânicos no frágil carro da Osella com o Motor alfa Romeo. Classificação após 10 Voltas: Senna (17:57.954) – Arnoux (a 4.026) – Mansell (a 4.359) – Laffite (a 4.941) – Piquet (a 7.709) e Prost (a 9.178).

Johansson perdeu o 6ºlugar para Prost e era pressionado pelo seu companheiro de Equipe Michele Alboreto que tinha em 8ºlugar chegando para lutar por posições mais a frente.

Senna continuava sentando a Bota, Liderando e abrindo mais e mais para Arnoux que segurava a Mansell e Laffite e para desespero dos adversários Senna não tinha necessidade de poupar combustível para terminar a corrida por ser Detroit uma pista de baixa velocidade, Laffite assumiu o 3ºlugar na corrida passado Mansell na volta 11, As Ligier só tinham Senna pela frente, Mas o desempenho dos dois franceses com os carros da equipe Francesas era impressionante, Mas ainda sim menos do que o desempenho da Lotus de Ayrton Senna que fazia na volta 11 a melhor volta da corrida com 1:44.448 – Média de 138.673 Km/h (86.167 Mph).

Laffite estava com um ritmo melhor de corrida do que a seu companheiro de equipe Rene Arnoux e iria buscar o 2ºlugar na corrida Keke Rosberg abandonaria a corrida com problemas de Transmissão, ele que poderia fazer uma grande corrida já que ele costuma se da bem em pistas de Rua e seguia a briga entre Arnoux e Laffite pelo segundo lugar na corrida, Senna acabou indo para os boxes na volta 14, não foi uma parada programada, ele acabou tendo de parar por causa de um pneu furado, Com isso Arnoux assumiu a ponta da corrida com Laffite em 2ºlugar, Os dois carros da Ligier comandavam a corrida, depois de muito tempo a Ligier voltava a Dominar a corrida dessa forma. Cheever que substituía a Partick Tambay  estava em 9ºlugar, na frente de Riccardo Patrese e de Thierry Boutsen, fazendo uma boa corrida o piloto norte-americano. Mansell na Volta 15 fazia a melhor volta da corrida 1:44.314 – Média de 138.851 Km/h – 86.278 Mph, Mansell vinha pela 3ªposição.

Classificação após 15 voltas completadas: 1. Arnoux (26:50.237) 2. Laffite (a 0.494) 3. Mansell (a 6.017) 4. Prost (a 8.823) 5. Piquet (a 13.697) 6.Alboreto (a 14.571) 7. Johansson , 8. Senna, 9. Cheever, 10. Patrese e Boutsen em 11º. Martin Brundle deixaria a corrida na volta 15 com problemas Elétricos, Ghinzani também abandonaria a corrida com problemas no Turbo do motor Alfa-Romeo (Chamar esse motor de Turbo é uma piada).

Senna começava a busca a recuperação na corrida enquanto isso Laffite Buscava passar a Arnoux para tomar a ponta da corrida. Na Volta 17 Senna passava a Johansson e já assumia o 7ºlugar na corrida , Laffite foi com tudo para cima de Arnoux e na volta seguinte ele conseguiria passar o seu companheiro de equipe para assumir a ponta da corrida, Com 42 anos Laffite era Líder da corrida e andando no melhor da sua forma, Arnoux começaria a  ficar para Nigel Mansell que começava a chegar em Arnoux e até no Laffite para lutar pelas 2 primeiras posições da corrida, Mas também Nelson Piquet vinha para a Briga, ele fazia a melhor volta da corrida com 1:43.981 baixando o tempo para a casa dos 1:43 pela primeira vez na corrida. Média de 139.296 Km/h – 86.554 Mph na volta 18.

Mansell continuava retirando diferença para Arnoux  enquanto Prost e Piquet tentavam chegar nessa briga, Mas Senna já vinha em 6ºlugar e estava mais rápido que todos os pilotos que estavam na frente, Mostrando que ele era o homem a ser batido nesse circuito. Laffite não abriu muito sobre Arnoux e que via Mansell cada vez mais perto de Arnoux, Laffite viu sua diferença sumir quando perdeu tempo para passar Christian Danner que era o 17ºcolocado, Arnoux ainda por cima fez a melhor volta da corrida com 1:43.315 – média de 140.194 km/h – 87.112 Mph e abria um pouco sobre Mansell que era o Terceiro lugar.

Mansell também perderia algum tempo para passar Christian Danner. Classificação após 20 voltas:  1. Laffite (35:35.454) 2. Arnoux (a 0.664) 3. Mansell (a 3.287) 4. Prost  (a 6.039) 5. Piquet (a 9.650) 6. Senna (a 17.698).

Agora Arnoux perdia um tempo para passar a Zakspeed de Jonatham Palmer, com isso Laffite abriu um pouco sobre o seu compatriota, Mansell seguia perto e Senna estava a Caça de Piquet na luta pelo 5ºlugar, Com os pneus mais novos o Ritmo de Senna seria bem superior ao dos outros carros que estavam com pneus de 20 voltas e bem desgastados.

Mansell colava de vez em Arnoux , só que na curva seguinte Arnoux conseguia fugir um pouco do Alvo do Mansell, tava difícil bater os carros Azul e Branco em Detroit, Atrás de Arnoux e de Mansell vinha Prost que estava quieto, quieto mas estava em 4ºlugar fazendo uma corrida de cabeça já que a Mclaren parecia não ter rendimento para lutar de igual para Igual com Senna, as Williams e as Ligiers e Piquet estava perto de Prost tentando lutar pelo 4ºlugar na corrida, Mas Senna já estava chegando em Piquet e do Prost. Derepente no final da Volta 24 Mansell ficava mais para Prost que ameaça o 3ºlugar de Mansell, enquanto isso Senna fazia 1:43.284 e tomava de Arnoux a melhor volta da corrida com 140.236 km/h – 87.138 Mph.

Prost chegava de vez em Mansell e Piquet também colado em Mansell na Luta pelo 3ºlugar na corrida. Classificação após 25 voltas completadas: 1. Laffite (44:21.069) 2. Arnoux (a 1.459) 3. Mansell (3.573) 4. Prost (a 3.904) 5. Piquet (a 4.998) 6. Senna (a 9.618).

A Partir dai começava o Show de Senna sobre o Resto, ele se aproximava de Piquet, Prost, Mansell e de Arnoux que estavam num grupo só na briga pelo segundo lugar. Essa briga dava um sossego para Laffite que tinha uma folga na ponta da corrida, Na volta 27 Os 5 pilotos estavam todos juntos e Piquet acabou aproveitando um Vacilo de Prost e passou para o 4ºlugar e Senna também no final da Volta 27 Passou a Prost e assumia o 5ºlugar , Arnoux foi para os boxes para a sua parada nos boxes. Laffite perdia o seu escudo que estava sendo Arnoux e agora tinha Mansell, Piquet, Senna e Prost na luta pelo 2ºlugar, Mansell e Piquet duelavam pela primeira posição, Mas com Senna na cola deles e Prost um pouco mais atrás, estavam ai os 4 grandes pilotos da temporada. Streiff nos boxes para a sua troca de pneus.

A corrida chegava na sua metade e Senna tinha muita vantagem sobre os seus concorrentes na corrida. Piquet passou Mansell e assumiu o segundo lugar  na volta 29, E Mansell não teria sossego e enfrentaria Senna e pela terceira vez na corrida fazia a ultrapassagem nesse local da pista perto da reta dos boxes e assumia a 3ªposição.

E a corrida ganhava em Emoção Piquet colou em Laffite e não tomou conhecimento do Francês da Ligier e passou para a ponta da corrida e Senna foi para cima de Laffite e passou para o 2ºlugar. Piquet era o 1º Mas Senna estava em situação melhor que o Piquet pois já tinha trocado os pneus e teria pneus melhores que Piquet, Mas Piquet quando trocasse os pneus ele poderia ir até o final da corrida enquanto Senna poderia fazer uma Segunda parada. Prost fez a parada 2 voltas atrás enquanto Laffite fez a parada na volta 30, estávamos a metade da corrida de onde o Estreante Allen Berg não iria chegar, pois a parte elétrica do seu Osella deu problema e fez o Canadense abandonar a corrida. Michele Alboreto foi para os boxes de onde a Ferrari deu mancada e fez uma parada muito ruim.
Piquet conseguia abrir sobre Senna, Mansell foi para os boxes, e com uma parada de 12.80 ele voltou longe das primeiras colocações, Só faltava Piquet fazer sua troca, ele estava postergando a sua parada no máximo possível e estava fazendo o certo já que na volta 34 ele fez a melhor volta da corrida: 1:42.911 – Média de 140.744 Km/h – 87.454 Mph, mostrando que o pneu ainda rendia bem.

Classificação após 35 Voltas: Piquet, Senna, Prost, Arnoux, Laffite, Mansell, Patrese, Johansson, Alboreto, Cheever. Jones Abandonou a corrida na volta 33 com problemas de Direção. Senna fazia a melhor volta da corrida na volta 35 com 1:42.781 – Média de 140.922 Km/h – 87.565 Mph, ou Seja, ainda inferior a velocidade da Maquina do Tempo do de Volta para o Futuro que tem que chegar a 88 mph por hora para viajar no tempo.

Eddie Cheever que fazia uma boa apresentação em Detroit teve o mesmo problema de Jones que foi o companheiro de equipe do norte-americano e deixaria a corrida. Dumfries fez sua parada que acabou sendo horrível, 23 segundos parado nos boxes, uma péssima parada da Lotus.

Mesmo sem o Sol escaldante Ao passar da corrida as vitimas do calor aumentava, Teo Fabi que fazia corrida discretíssima abandonou com problemas de Câmbio na volta 37. Enquanto isso Piquet continuava na ponta da corrida com a mesma vantagem sobre Senna, impressionante que ele estava com os mesmos pneus da largada e não dava sinal de desgaste dos compostos.

Só que a brincadeira acabou para Piquet, ele fez a sua parada na volta 39, e a Williams acabou fazendo uma parada péssima, 18 segundos em sua troca. Com isso Senna era o líder da corrida e com muita tranquilidade a partir daquele momento, Mas agora ele tinha um pneu de 25 voltas contra pneus dos seus concorrentes. Com isso Senna inteligentemente fez sua 2ªparada e a Lotus caprichou fazendo a parada em 8.28 segundos.

Classificação após 40 Voltas: Senna 1:10:43.642 – Piquet a 11.476 – Prost a 13.201 – Arnoux a 13.715 – Laffite a 19.298 – Mansell em 6º Johansson em 7ºlugar teve problemas elétricos e acabou deixando a corrida deixando essa posição para Patrese em 7º  e Alboreto em 8ºlugar. Do segundo ao Sexto lugar tinha disputa forte.

Nelson Piquet na volta 41 fez a melhor volta da corrida com 1:41.233 – Média de 143.077 Km/h – 88.904 Mph finalmente mais rápido que o Carro do de volta para o Futuro. Mas na Volta seguinte tentando se recuperar do Prejuízo Piquet  acabou errando e cometendo um acidente e abandonou a corrida. Isso deixou Senna mais tranquilo na ponta. O Carro de Piquet estava em um ponto muito perigoso da pista e precisaria ser retirado logo para que não ocorresse mais acidentes. Arnoux passou Prost e assumia a segunda posição da corrida.

Classificação após 43 voltas completadas: 1. Senna – 2. Arnoux – 3. Prost – 4. Laffite – 5. Mansell – 6. Alboreto – 7. Patrese – 8. Dumfries – 9. Palmer – 10. Boutsen. Com apenas 14 carros na corrida e restando ainda 20 voltas para o final. Esse número iria cair para 12 com a quebra no Câmbio de Andrea de Cesaris que até andou muito para uma Minardi naquela época que geralmente andava só 10 voltas na volta 44 e Thierry Boutsen que se acidentou e abandonou a corrida na volta 45.

Classificação após 46 voltas: Senna (1:21:07.024) – Arnoux a 11.548 – Prost a 22.904 – Laffite a 30.209 – Mansell a 1:25.311 – Alboreto a 1:37.721.

O Carro de Piquet continuava em local perigoso e podendo ser atingido por algum piloto, e na volta 47 isso aconteceu, Rene Arnoux que fazia grande corrida, estando na segunda posição acabou batendo os destroços de Piquet e abandonou a corrida. Com isso Prost era o segundo lugar e Laffite em 3º, Mas estava com apetite para ganhar a posição de Prost. Mas uma crítica dura para os organizadores da corrida que se mostraram incompetentes para tirar um carro em local perigoso para que não tivéssemos vitimas como o Rene Arnoux, uma desorganização que se repetiu por anos em Detroit. Exemplo disso: Detroit 1991 na Formula Indy.

Arnoux talvez fosse o único que poderia ameaçar a vitória do Senna, agora o Brasileiro tinha mais de 20 segundos para Prost que era o seu mais próximo adversário e que não estava com um carro tão bom assim no dia de hoje, Mas tinha uma distância boa para Laffite que era o terceiro lugar.

Já Alboreto iria tomar 1 volta de Ayrton Senna logo, o Italiano vinha me 5ºlugar e no decorrer da corrida ficou sem ritmo de corrida assim como o Inglês Nigel Mansell que estava perto também de tomar volta do líder. E Mesmo depois do acidente de Arnoux o carro de Piquet continuava no mesmo lugar numa total forma de desorganização, Apesar de ser uma curva de baixa os riscos para a formula 1 são incalculáveis, Depois de quase 10 voltas O Carro de Piquet foi retirado do Local, algo que demorou para acontecer.

Classificação após 50 voltas: 1. Senna (1:28.02.980) 2. Prost (a 33.359) 3. Laffite (a 37.101) 4. Mansell (a 1:39.399) 5. Alboreto (a  1 Volta) 6. Patrese (a 1 Volta). Quem se aproximava de Prost naquela altura do campeonato era Jacques Laffite que vinha muito bem com a Ligier em 3ºlugar e tentaria o ataque para cima de Prost que apesar do 2ºlugar estava longe de ter um carro com desempenho para brigar por vitória, na 51ªvolta Senna se preparava para colocar 1 volta em cima de Mansell e é exatamente o que acontece Senna não teve problemas para colocar volta em Mansell.

Restavam agora 12 voltas para o final da corrida e só 11 pilotos estavam na corrida e a única briga naquele momento era a de Prost com Laffite pelo 2ºlugar e só seriam 10 pois Christian Danner com problemas elétricos deixaria a prova só com 10 participantes dos 26 que alinharam e dos 25 que largaram pois Rothengatter alinhou mais teve problemas antes mesmo da largada o que impediu ele de correr. Classificação após 53 voltas: 1. Senna (1:33:12.442) – 2. Prost (a 43.891) 3. Laffite (a 45.771) 4. Mansell (a 1 Volta) 5. Alboreto (a 1 Volta) 6. Patrese (a 1 Volta)

Laffite pressionava forte a Prost na luta pela segunda posição, numa briga de dois franceses, Laffite não toma conhecimento de Alain Prost, ele toma a parte de Dentro da curva e ultrapassa o seu compatriota e assume o segundo Lugar, Mas um segundo lugar que estava a 40 segundos de Senna que começava a administrar a sua vantagem para os demais após uma corrida em que ele deu um show, tanto é que Mansell começou a acompanhar a Senna e até mesmo a tirar a volta de atraso que ele tinha sobre Senna que não se importou de deixar o Inglês passar para que ele recuperasse a volta na corrida.
Laffite em segunda ainda não tinha seu 2ºlugar garantido, até por que Prost estava bem perto para tentar tomar de volta o segundo lugar, Alboreto se aproximou muito de Senna e também recuperou a volta em cima do Brasileiro na volta 60 na mesma volta Mansell acabou errando a curva, e perdendo muito tempo fazendo assim Alboreto esta em 4ºlugar, Mansell voltou para a corrida. Classificação após 60 Voltas: Senna (1:45.37.407) 2. Laffite (a 44.268) 3. Prost (a 47.422) 4. Alboreto (1:45.000) 5. Mansell (a 1 Volta) 6. Patrese (a 1 Volta).

Senna só administrou a sua enorme vantagem para conquistar sua 4ªvitória na carreira e a 2ºno Ano o que representou a liderança do campeonato com 36 pontos contra 33 de Prost que só conseguiu o 3ºlugar pois na frente de Prost veio o Bom e Veio Jacques Laffite em Grande fase. Senna no final da corrida fez algo que lavou a alma de todos os brasileiros, parou perto de um muro e pela primeira vez Senna pega uma bandeira do Brasil, um símbolo que seria a partir dessa corrida uma constante em sua carreira e principalmente um dia depois do Brasil ter perdido de maneira tão dramática como perdeu da França nas quartas de final da copa do mundo. Alboreto em 4º, Mansell em 5º e Patrese em 6º completaram a zona de pontuação. Dumfries, Palmer, Streiff e Warwick foram os que resistiram à corrida além dos seis primeiros colocados, numa prova desgastante demais.

Resultado Final do GP dos Estados Unidos de 1986

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

F1 Formula 1 Formula 1 - 1986 Fotos História

GP do Canadá de 1986

Published by:

Grid de largada:

1 Nigel Mansell Williams/Honda 1’24.118
2 Ayrton Senna Lotus/Renault 1’24.188
3 Nelson Piquet Williams/Honda 1’24.384
4 Alain Prost McLaren/TAG 1’25.192
5 René Arnoux Ligier/Renault 1’25.224
6 Keke Rosberg McLaren/TAG 1’25.533
7 Gerhard Berger Benetton/BMW 1’26.439
8 Jacques Laffite Ligier/Renault 1’26.447
9 Riccardo Patrese Brabham/BMW 1’26.483
10 Derek Warwick Brabham/BMW 1’27.413
11 Michele Alboreto Ferrari 1’27.495
12 Thierry Boutsen Arrows/BMW 1’27.614
13 Alan Jones Lola/Ford 1’28.058
14 Patrick Tambay Lola/Ford 1’28.095
15 Teo Fabi Benetton/BMW 1’28.102
16 Johnny Dumfries Lotus/Renault 1’28.521
17 Philippe Streiff Tyrrell/Renault 1’28.639
18 Stefan Johansson Ferrari 1’28.881
19 Martin Brundle Tyrrell/Renault 1’29.111
20 Alessandro Nannini Minardi/Motori Moderni 1’29.653
21 Andrea de Cesaris Minardi/Motori Moderni 1’29.854
22 Jonathan Palmer Zakspeed 1’30.005
23 Piercarlo Ghinzani Osella/Alfa Romeo 1’31.479
24 Huub Rothengatter Zakspeed 1’32.113
25 Christian Danner Osella/Alfa Romeo 1’41.436

Nigel Mansell emplaca em Montreal a 2ªvitória seguida em 1986

Após conquistar a vitória no GP da Bélgica o piloto Nigel Mansell estava disposto a mais nessa temporada, com 18 pontos no campeonato o Leão foi a luta no GP do Canadá e marcou a pole position, a primeira dele na temporada, ao seu lado largaria o Brasileiro Ayrton Senna com a Lotus-Renault, na segunda fila alinhados Nelson Piquet com a Williams e Alain Prost com Mclaren-Porsche e na terceira fila René Arnoux com a Ligier-Renault e Keke Rosberg com Mclaren-Porsche, a corrida seria disputada numa linda tarde de ceu azul e calor em Montreal.

Os 25 pilotos iriam para a volta de apresentação já que Partick Tambay acabou se acidentando no Warm Up e acabou tendo uma lesão na perna e dessa forma ficando impossibilitado de correr. Danner sairia dos boxes e Jonathan Palmer teve problemas e também sairia atrasado. Na largada Mansell se manteve em 1º com Senna em 2º, Prost assumiu o 3ºlugar de Piquet e Arnoux e Rosberg brigavam pelo 5ºlugar, acabou curvas depois Rosberg assumiu o 5ºlugar. Mansell já disparava na frente de Senna que começava a segurar Prost, Piquet, Rosberg, Arnoux e entre outros, mas principalmente esses 4. Prost tentou passar Senna no começo da 2ªvolta, mas sem sucesso. Palmer só saiu dos boxes depois de uma volta completada dos lideres.

Depois de uma volta a classificação era a seguinte: Mansell, Senna, Prost, Piquet, Rosberg, Arnoux, Berger, Patrese, Alboreto, Johansson.

Enquanto Prost tentava passar Senna, Rosberg passou Piquet e assumiu a 4ªposição que viria pra cima do Prost que estava para cima de Senna, um começo de corrida brilhante de corrida.

Na 5ªvolta Prost passou Senna que tentando resistir passou por cima da Zebra alta, Senna com isso acabou perdendo muito equilíbrio do carro e com isso perdendo posição para Rosberg, Piquet e Arnoux com muita facilidade e acabou caindo de 2º para a 6ºposição e com isso Prost e Rosberg começaram a impor um ritmo fortíssimo, mais forte que a Williams de Piquet e de Mansell que abriu uma considerável vantagem em cima dos dois Mclaren provenientes da vantagem que Mansell abriu de Senna nas primeiras voltas. Duas voltas depois Senna se estabilizou e começou a acompanhar a Arnoux.

Com 6 voltas completadas a classificação era a seguinte: Mansell (9:08.98) – Prost a 5,29 – Rosberg a 6,02 – Piquet a 8,62 – Arnoux a 12,31 – Senna a 13,37.

Christian Danner abandonou a corrida do Canadá que seria a última corrida dele na Osella, estaria ele indo para a Arrows-BMW (mal sabia que esse carro era uma outra furada)com problemas de Turbo. Alan Jones fez uma parada precipitada logo no começo da corrida e ficou muito para trás. Enquanto isso Rosberg tentou ultrapassagem em cima de Prost, Mas o Francês segurou a 2ªposição, Patrese rodou no grampo antes da reta dos boxes tentando passar Berger E voltou na frente de Derek Warwick que estreiava no carro da Brabham-BMw no lugar de Elio de Angelis atrapalhando a trajetória do inglês.

Enquanto a Dupla da Mclaren brigava pelo primeiro lugar Piquet fazia a melhor volta da corrida com 1:27.948 – Média de 180.516 km (112.167 Mph), Enquanto isso Senna começava a encostar em Arnoux na luta pelo 5ºlugar. Mansell começava a se preocupar que a dupla da Mclaren vinha para cima dele, mas ambos estavam brigando pelo 2ºposto. Classificação após 9 voltas: Mansell, Prost, Rosberg, Piquet, Arnoux, Senna, Johansson, Berger e Alboreto.
De Cesaris foi para a sua primeira parada, uma troca lenta diga-se de passagem. Na volta 13 Rosberg se aproveitou de De Cesaris que era retardatário e assumiu a segunda posição passando a Prost, Rosberg iria para cima de Mansell de forma bastante rápida, Lá atrás Senna passou Arnoux e assumiu o 5ºlugar; Na Volta 15 Rosberg chegou perto de Mansell que teve sua pele salva por que uma Zakspeed acabou atrapalhando Rosberg, Mas seria por pouco tempo pois Rosberg vinha pra cima do Leão e o Finlandês fez na volta 11 a volta mais rápida da corrida – 1:27.918 – Média de 180.577 Km/h (112.206 mph). Fabi abandonou a corrida com problemas de Bateria em seu carro. Classificação após 16 Voltas: Mansell – Rosberg – Prost – Piquet – Senna – Arnoux – Johansson – Alboreto – Berger – Patrese são Os 10 primeiros colocados.

Rosberg chegou em cima de Mansell e foi logo para a ultrapassagem e assumiu a ponta na volta 16 para 17. E de forma esperta não permitiu que Mansell desse o x em cima dele e com isso Rosberg assumia a ponta da corrida e parecia que ele iria disparar na ponta tamanha era a facilidade que a Mclaren dominava a corrida, Prost vinha para cima de Mansell. Nannini deixou a corrida na volta 18 com problemas de motor Motori Moderni (Isso era motor de Formula 1?); Arnoux sofria pressão de Johansson que andava bem rápido e estava disposto a brigar pelo 6ºlugar com a Ligier de Arnoux enquanto isso Mansell voltava para cima de Rosberg para tentar voltar a primeira posição da corrida.

Classificação da corrida após 18 Voltas: Rosberg, Mansell, Prost, Piquet, Senna, Arnoux, Johansson, Alboreto e Laffite. Na volta 21 Mansell se aproveita do Retardatário Jones passa Arnoux e reassumiu o primeiro lugar com Rosberg em 2º e Prost em 3º bem coladinho em Rosberg numa linda corrida até aquele momento. Derek Warwick deixou a corrida com problemas de Motor na volta 22, Depois de Mansell, Rosberg e Prost colados brigando pela ponta Piquet vinha longe deles em 4ºlugar, mas com boa vantagem em cima de Senna e depois de Senna vinha Arnoux em 6º Johansson perto dele tentando passar Arnoux e bem perto Michele Alboreto em 8º, Mansell continuava na ponta com Rosberg por perto em 2º e Prost um pouco longe em 3º isso com 25 voltas completadas. A Classificação em 24 voltas dava o seguinte posicionamento: Mansell (35:50.11) – Rosberg a 00.96 – Prost a 03.13 – Piquet a 19.03 – Senna a 28.83 – Arnoux a 37.00.

Na volta 26 Rosberg tenta volta a ponta da corrida e pressionava a Mansell numa belíssima briga pela primeira posição. E logo vinham as paradas nos boxes para todos os pilotos. Na volta 27 Rosberg vinha para cima de Mansell, O finlandês tinha a melhor volta da corrida com 1:27.479 – Média de 181.484 Km/h – 112.769 Mph na volta número 19. Mansell conseguiu pequena vantagem quando passou de forma mais rápido a Jonathan Palmer para colocar volta no piloto da Zakspeed, Mas Rosberg não iria desistir e continuava em cima de Mansell. Palmer logo depois de ser ultrapassado pelo lideres o Inglês teve problemas de Motor e deixou a corrida.

Mansell, Rosberg e Prost pegavam muitos retardatários quanto Rosberg foi para a sua primeira parada, que ficou em 13.24 segundos, uma troça de razoável para fraca na volta 29 e Rosberg voltou atrás de Piquet. Mansell na volta 30 foi para os boxes para sua parada que foi boa, mais ou menos 10 a 11 segundos. Já Johansson bateu no muro e abandonou a corrida na volta 31, Alboreto também fez sua parada demorando 10.48 segundos, Na Volta 32 Prost fez sua parada nos boxes, mas a Mclaren demorou demais fazendo uma péssima troca, 19.98 segundos. Com isso a classificação da corrida era: Mansell – Piquet e Rosberg os três primeiros na 32ªvolta. Senna era o Quatro com Prost em 5ºlugar depois da desastrosa parada nos boxes.

Classificação após 31 Voltas: Mansell (46:20.50) – Piquet a 02.03 – Rosberg a 03.06 – Senna a 10.35 – Prost a 15.14 – Arnoux a 21.99. Piquet, Senna e Arnoux não foram para as suas trocas de Boxes. Na volta 34 Senna foi para os boxes que trabalhou muito bem no carro do Brasileiro demorando somente 9.44 segundos. Enquanto isso Dunfries já estava fora da corrida se acidentando com a Lotus-Renault. Na metade da corrida Berger também deixava a corrida com problemas de Turbo em sua Benetton-BMW após largar em 7ºlugar. Piquet na volta 36 fez sua parada, e foi um bom trabalho assim como a do Mansell, por volta de 10 segundos, um pouco mais rápido que Mansell, mas bem pouca coisa. Arnoux era o único a não ter trocado de pneus, seus pneus Pirelli poderiam oferecer uma possibilidade remota de correr a prova inteira com o mesmo pneu que o favorecia na corrida pois Arnoux estava em 5ºlugar, na frente de Ayrton Senna.

Na Volta 36 a classificação era a seguinte: Mansell (52:25.31) – Rosberg a 08.63 – Prost a 23.56 – Piquet a 24.65 – Arnoux a 30.60 e Senna a 34.91. 16 pilotos continuavam na corrida naquele momento.

Mansell voltava a ficar tranquilo na liderança com Rosberg tentando alcançar o Inglês em 2º com Prost em 3º e Piquet em 4ºlugar que pouco apareceu até aquele momento da corrida. E depois Arnoux em 5º e Senna tentando Chegar em Arnoux para lutar pelo quinto lugar na volta 39. Thierry Boutsen também deixava a corrida na Volta 38 com problemas elétricos na cadeira elétrica da Arrows-BMW que deixava a corrida, ela correu nessa corrida só com um carro, pois Marc Surer se acidentou e deixou a Arrows devido a esse acidente que o Suíço sofreu deixou ferimentos graves no piloto. Enquanto isso Senna chegava em definitivo em Rene Arnoux pela 5ªposição isso na volta 41.

A Classificação em 41 voltas era a Seguinte: Mansell – Rosberg – Prost – Piquet – Arnoux – Senna – Alboreto – Patrese – Laffite e Brundle – Os dez primeiros colocados.

Senna e Arnoux brigavam pau a pau pelo quinto lugar, com ambos fazendo ultrapassagem em retardatários, Senna continuava colado para tentar ultrapassar o Francês veterano que de todas as maneiras não deixava Senna ter uma chance de passar e isso tendo um pneu que foi usado desde da 1ªvolta segurando Senna com um pneu mais novo. Andrea De Cesaris teve problemas de Câmbio e abandonou a corrida. Alboreto estava para tomar uma volta do líder Michele Alboreto na volta 44.

Enquanto Mansell caminhava a passos largos para a segunda vitória na temporada Rosberg tentava alcançar Mansell mas sem sucesso Prost em 3º tinha que ficar de olho em Nelson Piquet que estava começando a pressionar ao Francês. Enquanto isso Piercarlo Ghinzani deixava a corrida com a Sua Osella com problemas de câmbio. Aliás a Osella de Ghinzani que supreendentemente aguentou muito nessa corrida. Classificação após 45 voltas estava assim: Mansell (1:07.11.90) – Rosberg a 12.52 – Prost a 22.40 – Piquet a 23.84 – Arnoux a 44.41 – Senna a 45.65. Na volta 46 Ricardo Patrese com sua Brabham-BMW soltando fumaça com problemas de turbo deixando a corrida.

Piquet partia definitivamente para a Briga na volta 49 pra cima de Prost e acabou conseguindo passar Prost e assumiu o 3ºlugar. Piquet que procurava aparecer no terço final de corrida, ele que pouco apareceu na 2 primeiras partes do GP. Piquet tinha no momento a melhor volta da corrida feita na volta 46: 1:26.475 – Média de 183.581 Km/h – 114.078 Mph. Restando 20 voltas para o Final Piquet ainda tentaria a vitória e teria tempo para isso, com um carro relativamente menos desgastado do que Rosberg, Mansell e Prost isso na teoria, mas na prática veríamos se isso seria realidade.

Restando 18 voltas para o final Rosberg começava a diminuir o ritmo de corrida para poupar combustível até por que ele nunca foi de economizar combustível e começava a Piquet e Prost se aproximar dele para tomar o 2ºlugar do Finlandês. Enquanto isso continuava Senna atrás de Arnoux tentando a ultrapassagem, mas tendo em cima dele Laffite que estava a 1 volta atrás de Senna e Arnoux tentando ajudar Arnoux pressionando a Senna, mas parecia que Laffite tinha mais carro que Arnoux e Senna que estavam na sua frente, a 1 volta na Frente do Veteraníssimo francês de 42 anos de idade.

Rosberg já lento na pista para salvar combustível já tinha a pressão de Nelson Piquet e de Alain Prost e provavelmente iria perder a 2ªposição para os dois que tinham preservado mais seus carros. Classificação após 52 voltas: Mansell (1:17:25.43), Rosberg a 20.36, Piquet a 22.00, Prost a 23.57, Arnoux a 1:06.04 e Senna a 1:07.66.

E Na 54ªvolta Piquet conseguiu a ultrapassagem em cima de Rosberg e assume a 2ªposição e logo Prost passa Rosberg para assumir a 3ªposição. Rosberg parecia ter de se contentar com o 4ªlugar após brigar pela ponta a maior parte da corrida, mas mais uma vez ele não soube dosar a sua velocidade com a economia de combustível. Senna nas últimas 14 voltas tentava um ataque final pra cima de Arnoux para buscar o 5ºlugar que parecia ser o máximo que ele podia almejar na corrida do Canadá pela falta de condições de brigar com Mclaren e Williams pela vitória. Classificação após 55 voltas: Mansell – Piquet – Prost – Rosberg – Arnoux – Senna – Alboreto – Laffite – Brundle – Streiff.

Mas Piquet não estava tendo vida fácil pois Prost continuava no cangote de Piquet, buscando o 2ºlugar enquanto isso Mansell passeava nas voltas finais rumo a vitória faltando 11 voltas para o final da corrida. Piquet tinha problemas de pneus e foi para o Box para uma segunda parada, para colocar pneus de classificação literalmente, o time trabalhou muitíssimo bem com uma parada de 7.77 segundos. Piquet tentaria no final voar para buscar posições. Faltando 10 voltas para o Final Senna passou por fora por Rene Arnoux e assumiu o 5ºlugar.
Piquet voltou para a pista e na volta 61 para 62 passou a Keke Rosberg que já estava bem lento para terminar a corrida e assumiu o 3ºlugar e tentaria buscar Prost para ficar em 2ºlugar na corrida.

As últimas voltas só tinha algumas dúvidas, se Piquet teria chance de conseguir se aproximar e passar a Prost e se o Rosberg conseguia terminar a corrida, já que estava bem lento, a mais de 30 segundos atrás de Piquet e com alguma chance de Senna e Arnoux chegarem para passar Rosberg, Mas ambos com o motor Renault, o Beberrão motor Renault teriam de poupar para terminar a corrida e também ficaram lentos. Classificação após 65 voltas: Mansell (1:36:28.46) – Prost (a 21.53) – Piquet (a 39.19) – Rosberg (1:09.94) – Senna (1 Volta) – Arnoux (1 Volta).

Mansell só levou na ponta dos dedos para a quarta vitória na Carreira e a segunda do Ano. Prost em 2º assumindo a liderança do campeonato que era de Ayrton Senna, Piquet fazendo a melhor volta da corrida terminou em 3º, Rosberg em 4º tendo de poupar combustível no final da corrida e terminando muito atrás dos 3 primeiros. Senna em 5º e Arnoux em 6º com a Ligier que teve Jacques Laffite em 7º andando muito na parte final da corrida. Alboreto, Brundle, Jones, Streiff e Rothengatter completaram a lista os 12 pilotos que chegaram ao final da corrida. Prost terminava a 6ªetapa como Líder com 29, Senna e Mansell com 27 dividiram o 2ºlugar, Piquet chegava a 19 e Rosberg a 14 eram os 5 primeiros colocados da temporada restando 10 corridas para o final do Certame, numa das mais belas corridas da temporada de 86.

Resultado Final do GP do Canadá de 1986

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

F1 Formula 1 Formula 1 - 1986 Fotos História

GP do Brasil de 1986

Published by:

GP do Brasil de 1986

Grid de Largada:

Ayrton Senna 12 (Lotus Renault) 1’25″501 – 211,829 Km/h
Nelson Piquet 6 (Williams Honda) 1:26.266 – 209.951 Km/h
Nigel Mansell 5 (Williams Honda) 1:26.749 – 208.782 Km/h
René Arnoux 25 (Ligier Renault) 1:27.133 – 207.862 Km/h
Jacques Laffite 26 (Ligier Renault) 1:27.190 – 207.726 Km/h
Michele Alboreto 27 (Ferrari) 1:27.485 – 207.025 Km/h
Keke Rosberg 2 (Mclaren Porsche) 1:27.705 – 206.506 Km/h
Stefan Johansson 28 (Ferrari) 1:27.711 – 206.492 Km/h
Alain Prost 1 (Mclaren Porsche) 1:28.099 – 205.582 Km/h
Riccardo Patrese 7 (Brabham BMW) 1:29.294 – 202.831 Km/h
Johnny Dumfries 11 (Lotus Renault) 1:29.503 – 202.357 Km/h
Teo Fabi 19 (Benetton BMW) 1:29.748 – 201.805 Km/h
Patrick Tambay 16 (Lola Hart) 1:30.594 – 199.921 Km/h
Elio De Angelis 8 (Brabham BMW) 1:31.074 – 198.867 Km/h
Thierry Boutsen 18 (Arrows BMW) 1:31.244 – 198.496 Km/h
Gerhard Berger 20 (Benetton BMW) 1:31.313 – 198.346 Km/h
Martin Brundle 3 (Tyrrell Renault) 1:32.009 – 196.846 Km/h
Philippe Streiff 4 (Tyrrell Renault) 1:32.388 – 196.038 Km/h
Alan Jones 15 (Lola Hart) 1:33.236 – 194.255 Km/h
Marc Surer 17 (Arrows BMW) 1:33.781 – 193.127 Km/h
Jonathan Palmer 14 (Zakspeed) 1:33.784 – 193.120 Km/h
Andrea De Cesaris 23 (Minardi Motori Moderni) 1:34.646 – 191.361 Km/h
Piercarlo Ghinzani 21 (Osella Alfa Romeo) 1:35.988 – 188.686 Km/h
Christian Danner 22 (Osella Alfa Romeo) 1:36.558 – 187.572 Km/h
Alessandro Nannini 24 (Minardi Motori Moderni) 1:37.466 – 185.825 Km/h

Em Dia de Festa – Piquet vence com Senna em Segundo em Jacarepaguá

Dobradinha Brasileira Em Jacarepaguá, na primeira corrida do Mundial de 1986. Nelson Piquet e Ayrton Senna fizeram a festa para o público que veio para Jacarepaguá. Na Largada Senna e Mansell na primeira Fila, Senna na largada manteve a ponta seguido de Mansell e de Piquet um pouco mais longe. Na Reta Oposta Mansell atacou Senna, mas o Brasileiro com sua Lotus Renault acabou jogando Mansell para fora da pista e o mesmo acaba indo para o muro e abandonando a corrida logo na primeira volta.

Já para os Brasileiros acabou sendo uma festa em ver Senna em primeiro e Piquet em Segundo, uma verdadeira festa brasileira. Senna se Segurava como podia do ataques de Piquet, mas até que na terceira volta Piquet ultrapassou Senna e assumiu a liderança da Corrida. Senna ficava em 2º e Alboreto e Arnoux ficavam em 3º e 4º. Prost vinha num modesto 9ºLugar, mas ele começava a sua corrida de Reação, ultrapassando primeiro Patrese e depois Laffite além de ter ganhado a posição de Rosberg que abandonava a corrida, Alan Jones também abandonaria a corrida, Teo Fabi teve que ir aos Boxes com problemas no motor, provando que a corrida iria exigir demais de motores e pilotos.

Piquet começava a fugir na Frente e aumentava a vantagem volta a Volta, Senna estava em 2º mantendo vantagem para Alboreto. Enquanto lá atrás Prost dava um Show ao ultrapassar Johansson e Arnoux, nessa altura em 13 Voltas ele já estava na 4ªPosição e querendo se aproximar de Alboreto com a Ferrari em 3º Enquanto isso Piquet e Senna começavam a ter o incomodo dos retardatários , Prost brigava com Alboreto pelo 3ºLugar, na primeira tentativa Alboreto Fechou a porta no Final da Reta oposta, mas na volta seguinte Prost conseguiu passar o piloto da Ferrari e assumiu a terceira posição e foi a busca de Senna, Na Volta 17 Piquet Foi fazer sua primeira parada.

Alboreto também veio para a sua primeira parada. Na Volta de número 19 Senna teve Prost logo atrás dele para tentar a ultrapassagem em cima do Brasileiro para assumir a Liderança da Corrida com Senna em Segundo, mas 2 Voltas depois Senna foi para a primeira parada, com isso Senna voltava em 5º. Prost Tentava fazer uma única parada, mas Piquet estava tirando vantagem em cima de Prost. Logo depois de algumas voltas Piquet ultrapassou Prost que já acusava problemas no seu carro que vinham muito além dos pneus. Senna estava em 3º Longe de Piquet e Prost, Arnoux e Laffite com a tática de 1 parada assumiram a 4ª e 5ª Posições. Na Volta 23 Patrese e Palmer abandonariam a corrida, voltas atrás Elio de Angelis tinha problemas na sua Roda que fugiu e fez perder muito tempo.

Na Volta 29 A Ferrari de Johansson atolava na areia depois da Reta oposta com problemas de Freio, Tambay que fazia boa corrida também abandonava a corrida. Prost fez sua parada na volta 29, e Senna voltava a segunda posição. 30 Voltas completadas: Piquet sobrando na Frente com Senna em 2º, Prost em 3º, Arnoux e Laffite com as Ligiers em 4º e 5º e Brundle com a boa e Velha Tyrrell em 6º. Na Volta seguinte Laffite Fazia sua única parada. Nesse momento da corrida só havia 13 carros na corrida, Prost iria para os boxes com problemas no Motor Porsche no seu carro, que fez abandonar a corrida, desse modo o único perigo dos brasileiros tinha ido embora, as Ligiers não fazia sombra e não assustavam Nem Piquet e nem Senna.

Enquanto isso nas outras posições com 32 voltas: Piquet, Senna, Arnoux que ainda não tinham parado para a sua parada em 3º, Laffite, Dumfries na sua estreia em 5º e Brundle em 6º. Com Alboreto, Berger, e Boutsen brigando para uma melhor colocação. Enquanto isso Elio de Angelis continuava lá atrás com problemas no seu carro da Brabham, a Corrida meio que esfriou na segunda parte da corrida devido ao fato dos rivais dos Brasileiros já estava fora da Corrida.

Alboreto conseguia ainda a 6ªPosição na corrida, apesar dos problemas na sua Ferrari. Arnoux estava a 45 segundos atrás de Senna, e Laffite a mais de 50 Segundos. Uma corrida Lá atrás Dumfries fazia boa corrida em 5ºLugar com a Lotus, Na Volta 35 Boutsen teve problemas e teve que abandonar a corrida voltas depois. Ao mesmo tempo Michele Alboreto encostava para abandonar a corrida.

Nessa altura com 60% de Corrida só 11 carros estavam vivos na corrida. Com Duas Ferrari e Mclaren fora da Corrida. Na volta 40 Dumfries fazia sua parada de Pits, Mas teve problemas na sua parada demorando 40 segundos. Logo Depois Piquet iria para o seu segundo pit para a Troca de pneus. e Senna voltava a liderança mas Piquet estava por perto, Na Volta Seguinte Senna vai para os boxes, e a parada de Senna foi normal. Agora Piquet administrava a corrida, Senna o segundo lugar, Laffite na parte final de corrida assumia a terceira posição nas voltas finais, também vira um drama nas voltas finais o consumo de combustível para Senna que tinha que economizar para terminar a corrida, e dai em Diante a vida de Piquet que estava tranquila já ficava ainda mais tranquila. Brundle com a Tyrrell-Renault em 5º e Berger em 6º, Streiff com a Outra Tyrrell, de Angelis com a Brabham, Dumfries que com a outra Lotus com a corrida comprometida e Fabi que estava cumprindo tabela continuavam na corrida.

Piquet depois de 61 Voltas vencia a Corrida do Brasil uma corrida dificílima, Senna no limite do combustível em 2ºFizeram a festa brasileira na Estreia da Temporada 1986, Laffite que fazia a sua 11ªParticipação em corridas completava o Pódio com a Ligier, com Arnoux em 4º. Brundle em 5º e Berger em 6º completavam a Zona de Pontuação. Impressionante é que 4 motores Renault terminaram nos pontos e mais uma terminou perto dos pontos, um motor que se mostrou confiável a corrida inteira, como a Honda também se mostrou confiável com Piquet. e o Restante dos outros motores quebraram demais e não resistiram a Sufocante corrida que fez de 25 carros, apenas 10 pilotos terminarem a corrida, sendo que Teo Fabi teve problemas no seu carro com o motor. Sendo que 9 terminaram com os carros com perfeita saúde.

Resultado final do GP do Brasil de 1986

Fotos da Corrida:

Fontes: Formel1mic, Bestlap

texto; Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif