Alonso pode ter seus últimos momentos na Formula 1. A Formula Indy abre os olhos da Mclaren e do Príncipe das Asturias

Com 301 corridas na Formula 1, Aos 37 anos de idade. Fernando Alonso se ver em uma dúvida para a temporada de 2018: Continuar a tentar mais um ou dois anos na Formula 1 ou então, Desistir e partir Para um novo desafio na sua vida.

Nessas últimas semanas a Mclaren esta conversando com equipes da Formula Indy para entrar na categoria associada a um time ou com uma própria equipe. Com os últimos anos sendo anos de muito fracasso, aonde se quer conquista um pódio desde de um Duplo Pódio do GP da Austrália de 2014, Com Kevin Magnussen em 2º e Jenson Button em 3º.

De 2015 a 2017, Com Fernando Alonso e com a parceria com a Honda a Mclaren acabou sendo um Fiasco. Nenhum pódio e muita reclamação do Bicampeão mundial resultou no fim da parceira. Em busca da volta ao pelotão de elite, A equipe de Woking acabou trocando os motores Honda para os Motores Renault.

Após um bom começo de ano, Com Alonso conseguindo ser o melhor piloto do segundo pelotão nas 4 primeiras provas da temporada o que se viu foi a Mclaren se perder completamente. Principalmente na prova passada, Aonde Alonso e Vandoorne tiveram o pior desempenho da Mclaren em 2018 no circuito de Paul Ricard.

Alonso mais uma vez não esta feliz com o desempenho do seu carro, Parece esta decepcionado com o desempenho das últimas corridas. A Mclaren que tinha um chassi muito bom, nesse ano esta devendo nesse quesito. Isso se traduz no desempenho da Renault e muito mais no desempenho da Red Bull, que tem os mesmos motores Renault e tem desempenhos superiores ao desempenho de Alonso e Vandoorne.

Por essas e outras, Além de ter disputado as 500 milhas de Indianapolis no ano passado e as 24 horas de Le Mans pela Toyota junto de Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima e visto um novo fracasso nesse ano. Pode ser que o Espanhol não queria mais a Formula 1. A não ser que ele corra ou com a Mercedes ou com a Red Bull. A Ferrari nem pensar. Na Mercedes que pode ser a sua melhor possibilidade vejo com muita dificuldade do Espanhol entrar.

Só resta a Red Bull, Se Daniel Ricciardo sair para Ferrari ou Mercedes, Pode entrar Alonso. Mas pelo que estou percebendo é mais possível: Ou uma permanência de Ricciardo ou uma Sáida do Australiano para entrar Carlos Sainz jr. Não vejo a Red Bull pegando Alonso, Ainda mais com a Honda entrando como fornecedora de motores em 2019.

Sem isso, Alonso não vai ficar na Mclaren. O Futuro seria ir para o WEC ou então partir para os Estados Unidos e disputar o Campeonato Mundial de Formula Indy.

Se ele sair da Formula 1, Que ele tome o caminho da Indy. Isso porque, ele seria um nome para chamar a atenção da categoria que busca reviver os seus melhores dias. Em 2017, As 500 Milhas de Indianapolis teve as atenções do Mundo inteiro com a presença de um dos melhores pilotos do Mundo. Abrindo mão de correr uma prova do Mundial para tentar a vitória. Apesar do Abandono na parte final de corrida. Ele liderou por 27 voltas e mostrou que se adapta muito rápido a qualquer carro de corrida.

Na Indy, Alonso poderia desempenhar um Grandioso papel. Nas próximas semanas veremos qual vai ser o destino do príncipe das Asturias na Formula 1. Se ele vai tentar mais um ano em uma grande equipe, Ou apostar ainda na Mclaren ou então da um ponto final na Formula 1 e partir ou para os Estados Unidos ou para o WEC.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mclaren / http://www.dailysportscar.com / IndyCar / elcomercio.pe

Neo Zelandês Brendon Hartley substitui Gasly em Austin

Sem a possibilidade de Pierre Gasly que vai disputar o título na etapa final da Super Formula 2017 em Suzuka (Em Rodada Dupla) a Toro Rosso precisou recorrer do neozelandês Brendon Hartley que corre no WEC desde de 2012. O piloto de 27 anos de idade será o companheiro de Daniil Kvyat no GP dos Estados Unidos.

Hartley é o exemplo do piloto que acabou se destacando fora das categorias de base para entrar na Formula 1. Seus melhores momentos foram no Mundial de Endurance aonde ele conquistou o título da temporada 2015. Nesse ano ele lidera o Campeonato com o protótipo da Porsche restando 2 etapas para o termino do campeonato. 4 Vitórias na temporada, Contando com a vitória nas 24 Horas de LeMans formando trio junto com o Alemão Timo Bernhard e o Neozelandês Earl Bamber.

Nesse ano ele ganhou a Petit Le Mans nos Estados Unidos com a equipe Tequila Patrón ESM com um protótipo da Nissan.

Brendon Hartley teve seu nome especulado como piloto da Chip Ganassi em 2018. Só que ainda não teve seu nome confirmado. Foi piloto de testes da equipe Mercedes em 2012 e 2013, Sem jamais correr em uma corrida na categoria.

Gasly deve voltar para as 3 últimas corridas da temporada. O Francês foi promovido a piloto da Toro Rosso a partir do GP da Malásia dessa temporada, Praticamente já esta certo na filial da Red Bull que usara os motores Honda para a temporada de 2018.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: Porsche

Acompanhe as 24 horas de Lemans aqui

Grid de largada das 24 Horas de Le Mans:

1 LMP1 2 Porsche Team 3:19.733
2 LMP1 1 Porsche Team 3:20.203
3 LMP1 6 Toyota Gazoo Racing 3:20.737
4 LMP1 5 Toyota Gazoo Racing 3:21.903
5 LMP1 7 Audi Sport Team Joest 3:22.780
6 LMP1 8 Audi Sport Team Joest 3:22.823
7 LMP1 13 Rebellion Racing 3:26.586
8 LMP1 12 Rebellion Racing 3:27.348
9 LMP2 26 G-Drive Racing 3:36.605
10 LMP2 35 Baxi DC Racing Alpine 3:37.175
11 LMP2 36 Signatech Alpine 3:37.225
12 LMP2 44 Manor 3:38.037
13 LMP2 49 Michael Shank Racing 3:38.837
14 LMP2 31 Extreme Speed Motorsports 3:39.366
15 LMP2 46 Thiriet by TDS Racing 3:39.375
16 LMP2 42 Strakka Racing 3:39.394
17 LMP2 47 KCMG 3:39.436
18 LMP2 23 Panis-Barthez Compétition 3:39.470
19 LMP2 33 Eurasia Motorsport 3:40.631
20 LMP2 38 G-Drive Racing 3:40.685
21 LMP2 43 RGR Sport by Morand 3:40.899
22 LMP2 37 SMP Racing 3:41.776
23 LMP2 25 Algarve Pro Racing 3:42.088
24 LMP2 41 Greaves Motorsport 3:42.570
25 LMP2 48 Murphy Prototypes 3:43.508
26 LMP2 34 Race Performance 3:43.590
27 84 SRT41 by OAK Racing 3:45.178
28 LMGTE Pro 68 Ford Chip Ganassi Team USA 3:51.185
29 LMGTE Pro 69 Ford Chip Ganassi Team USA 3:51.497
30 LMGTE Pro 51 AF Corse 3:51.568
31 LMGTE Pro 67 Ford Chip Ganassi Team UK 3:51.590
32 LMGTE Pro 66 Ford Chip Ganassi Team UK 3:52.038
33 LMGTE Pro 71 AF Corse 3:52.508
34 LMGTE Pro 82 Risi Competizione 3:53.176
35 LMGTE Pro 92 Porsche Motorsport 3:54.918
36 LMGTE Pro 95 Aston Martin Racing 3:55.261
37 LMGTE Pro 91 Porsche Motorsport 3:55.332
38 LMGTE Pro 97 Aston Martin Racing 3:55.380
39 LMGTE Pro 77 Dempsey-Proton Racing 3:55.426
40 LMGTE Pro 64 Corvette Racing – GM 3:55.848
41 LMGTE Am 61 Clearwater Racing 3:56.827
42 LMGTE Am 98 Aston Martin Racing 3:57.198
43 LMGTE Am 88 Abu Dhabi-Proton Racing 3:57.513
44 LMGTE Am 55 AF Corse 3:57.596
45 LMGTE Am 83 AF Corse 3:57.742
46 LMGTE Am 50 Larbre Compétition 3:58.018
47 LMGTE Am 60 Formula Racing 3:58.760
48 LMGTE Am 78 KCMG 3:59.034
49 LMGTE Am 62 Scuderia Corsa 4:00.008
50 LMGTE Am 89 Proton Competition 4:00.107
51 LMGTE Am 86 Gulf Racing 4:01.046
52 LMGTE Am 57 Team AAI 4:02.326
53 LMGTE Am 99 Aston Martin Racing 4:03.148
54 LMP1 4 ByKolles Racing Team 3:34.168
55 LMP2 27 SMP Racing 3:41.132
56 LMP2 28 Pegasus Racing 3:41.285
57 LMP2 30 Extreme Speed Motorsports 3:41.406
58 LMP2 22 SO24! by Lombard Racing 3:44.347
59 LMP2 40 Krohn Racing 3:45.213
60 LMGTE Pro 63 Corvette Racing – GM 3:57.967

Link para acompanhar as 24 Horas aqui ou se preferir acompanhe aqui mesmo com esse Player cedido pela Ford Performance

Mark Webber, Hartley e Bernhard levam a Porsche a um heroico título do WEC no Bahrein

Em 6 Horas de disputa no Bahrein a Porsche comemorou o campeonato de pilotos de maneira dramática com os pilotos Timo Bernhard, Mark Webber e Brendon Hartley conquistaram o título do WEC na categoria LMP1, A prova no circuito de Sahkir no Bahrein mostrou que a Porsche tem o melhor carro do Campeonato desse ano, No começo da corrida o Carro de número de 17 de Bernhard, Webber e Hartley liderava a corrida com Dumas,Jani e Lieb em segundo lugar. Mas o Audi número 8 de Lucas di Grassi, Löic Duval e Oliver Jarvis chegou ao segundo lugar na corrida ao passar o Trio da Porsche e depois disso estava tão rápido e competitivo com o Porsche de Bernhard, Webber e Hartley tanto é que chegaram a estarem na liderança da corrida. Mas problemas acabaram jogando o Audi nº8 para lá atrás.

Vencedores_Sahkir

O Porsche nº17 no decorrer da corrida acabou tendo problemas perdendo muitas voltas para os líderes e dessa forma o campeonato ficava aberto para um possível campeonato para o Trio Fässler/Lotterer/Tréluyer conquistar o título, Bastava o Audi nº7 vencer o Porsche número 18. Apesar da eficiência da Audi o carro da Porsche foi superior e a cada volta a distância entre os dois trios aumentava mais e mais, Os dois trios da Toyota estavam em 3º e 4ºlugares mas sem possibilidades de disputarem a vitória. O Porsche de Bernhard, Webber e Hartley volta e outra dava problemas. Em uma de suas últimas paradas o carro foi para mais um concerto emergencial o que custou mais algumas voltas, Mas foi o bastante para ficar em 5ºlugar na frente do Audi de Di Grassi/Duval/Jarvis que teve problemas ainda maiores do que o Porsche 17 que praticamente tinha problemas que normalmente poderiam levar os pilotos a encostarem e deixarem a prova. Mas acabaram levando o carro até o final da prova em 5ºlugar.

Audi_Bahrein_2015

A Vitória de Romain Dumas, Neel Jani e Marc Lieb com o Porsche de número 18 garantiu o campeonato para Timo Bernhard, Mark Webber e Brendon Hartley que ficou em 5ºlugar e garantiu o campeonato com 166 pontos contra os 161 pontos de Marcel Fässler, André Lotterer e Benoit Tréluyer que ficou em 2ºlugar na corrida e no campeonato. O pódio foi completado pelo Trio da Toyota Formado por Alexander Wurz que encerra a carreira nessa corrida, Stéphane Sarrazin e Mike Conway com a Toyota que fez um ano bem ruim ponto de sequer conseguir defender de maneira minimamente decente.

Davidson/Buemi/Nakajima ficou em 4ºlugar com a Toyota. A festa ficou mesmo com Timo Bernhard, Mark Webber e Brendon Hartley com a Porsche que em seu segundo ano na volta da equipe no WEC já conquista o título das 24 Horas de LeMans e do Campeonato Mundial de Endurance.

podio_sahkir6h_2015

Na LMP2 a vitória ficou com Roman Rusinov, Julien Canal, Sam Bird que também ficaram com o título da categoria com o Ligier JS P2-Nissan com Matthew Howson, Richard Bradley, Nick Tandy com o Oreca 05 – Nissan em segundo lugar e Gustavo Yacaman, Luis Felipe Derani, Ricardo Gonzalez com o Ligier JS P2 com Nissan em 3ºlugar.

Patrick Pilet, Frédéric Makowiecki com Porsche 911 RSR venceu na LMGTE Pro com Gianmaria Bruni, Toni Vilander em 2ºlugar com a Ferrari F458 Itália. O Título ficou com Richard Lietz que correu com o Porsche 911 RSR com seu parceiro Michael Christensen. Na LMGTE am a vitória ficou com o Paul Dalla Lana, Pedro Lamy, Mathias Lauda com o carro da Aston Martin Vantage V8 o pódio foi completado pelos trios da Porsche Marco Mapelli, Khaled al Qubaisi, Klaus Bachler em 2º e Christian Ried, Patrick Long, Marco Seefried em 3ºlugar. Mas o Campeonato ficou com o trio Victor Shaytar, Andrea Bertolini, Aleksey Basov  com a Ferrari F458 Italia.

campeoesLMP2

O WEC sai fortalecido nesse ano tendo em seu grid cada vez mais cheio de grandes pilotos e com seu nível técnico cada vez mais alto nos seus pilotos e nas montadoras, Esperar para 2016 que a Nissan se recupere e traga seu protótipo na LMP1 e que a Ford venha também Forte e que a Toyota possa estar em pé de igualdade com a Porsche e com a Audi.

Resultado Final das 6 Horas do Bahrein

1 18 LMP1 Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb (Porsche 919 Hybrid M) 6:00’52.843 em 199 Voltas
2 7 LMP1 Marcel Fässler, André Lotterer, Benoît Tréluyer (Audi R18 e-tron quattro M) 1’25.310
3 2 LMP1 Alexander Wurz, Stéphane Sarrazin, Mike Conway (Toyota TS 040 – Hybrid M) 3 Voltas
4 1 LMP1 Anthony Davidson, Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima (Toyota TS 040 – Hybrid M) 3 Voltas
5 17 LMP1 Timo Bernhard, Mark Webber, Brendon Hartley (Porsche 919 Hybrid M) 9 Voltas
6 8 LMP1 Lucas di Grassi, Loïc Duval, Oliver Jarvis (Audi R18 e-tron quattro M) 11 Voltas
7 26 LMP2 Roman Rusinov, Julien Canal, Sam Bird (Ligier JS P2 – Nissan D) 16 Voltas
8 47 LMP2 Matthew Howson, Richard Bradley, Nick Tandy (Oreca 05 – Nissan D) 16 Voltas
9 28 LMP2 Gustavo Yacaman, Luis Felipe Derani, Ricardo Gonzalez (Ligier JS P2 – Nissan D) 17 Voltas
10 36 LMP2 Nelson Panciatici, Paul Loup Chatin, Tom Dillmann (Alpine A450b – Nissan D) 17 Voltas
11 13 LMP1 Alexandre Imperatori, Dominik Kraihamer, Mathéo Tuscher (Rebellion R-One – AER M) 18 Voltas
12 4 LMP1 Simon Trummer, Pierre Kaffer, (CLM P1/01 – AER M) 19 Voltas
13 44 LMP2 Mikhail Aleshin, Nicolas Minassian, David Markozov (BR01 – Nissan D) 20 Voltas
14 12 LMP1 Nicolas Prost, Mathias Beche (Rebellion R-One – AER M) 20 Voltas
15 42 LMP2 Nick Leventis, Danny Watts, Jonny Kane (Gibson 015S – Nissan D) 21 Voltas
16 43 LMP2 Pierre Ragues, Oliver Webb, Christopher Cumming (Morgan Evo – SARD D) 22 Voltas
17 30 LMP2 Scott Sharp, Ryan Dalziel, David Heinemeir Hansson (Ligier JS P2 – HPD D) 23 Voltas
18 92 LMGTE Pro Patrick Pilet, Frédéric Makowiecki (Porsche 911 RSR M) 26 Voltas
19 51 LMGTE Pro Gianmaria Bruni, Toni Vilander (Ferrari F458 Italia M) 26 Voltas
20 31 LMP2 Ed Brown , Johannes van Overbeek, Jonathon FOGARTY (Ligier JS P2 – HPD D) 26 Voltas
21 97 LMGTE Pro Darren Turner, Jonathan Adam, (Aston Martin Vantage V8 M) 26 Voltas
22 95 LMGTE Pro Christoffer Nygaard, Marco Sorensen, Nicki Thiim (Aston Martin Vantage V8 M) 26 Voltas
23 91 LMGTE Pro Richard Lietz, Michael Christensen (Porsche 911 RSR M) 27 Voltas
24 71 LMGTE Pro Davide Rigon, James Calado (Ferrari F458 Italia M) 27 Voltas
25 99 LMGTE Pro Alex Macdowall, Fernando Rees, Richie Stanaway (Aston Martin Vantage V8 M) 28 Voltas
26 98 LMGTE Am Paul Dalla Lana, Pedro Lamy, Mathias Lauda (Aston Martin Vantage V8 M) 29 Voltas
27 88 LMGTE Am Marco Mapelli, Khaled al Qubaisi, Klaus Bachler (Porsche 911 RSR M) 29 Voltas
28 77 LMGTE Am Christian Ried, Patrick Long, Marco Seefried (Porsche 911 RSR M) 29 Voltas
29 83 LMGTE Am François Perrodo, Emmanuel Collard, Matteo Cressoni (Ferrari F458 Italia M) 30 Voltas
30 72 LMGTE Am Victor Shaytar, Andrea Bertolini, Aleksey Basov (Ferrari F458 Italia M) 30 Voltas
31 50 LMGTE Am Gianluca Roda, Paolo Ruberti, Kristian Poulsen (Chevrolet Corvette C7 M) 30 Voltas
32 96 LMGTE Am Francesco Castellacci, Roald Goethe, Stuart Hall (Aston Martin Vantage V8 M) 31 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: WEC

Grid de largada das 6 Horas do Bahrein – WEC

1 17 LMP1 Timo Bernhard, Mark Webber, Brendon Hartley (Porsche 919 Hybrid M) 1’39.736
2 18 LMP1 Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb (Porsche 919 Hybrid M) 1’40.100
3 7 LMP1 Marcel Fässler, André Lotterer, Benoît Tréluyer (Audi R18 e-tron quattro M) 1’41.303
4 8 LMP1 Lucas di Grassi, Loïc Duval, Oliver Jarvis (Audi R18 e-tron quattro M) 1’41.407
5 1 LMP1 Anthony Davidson, Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima (Toyota TS 040 – Hybrid M) 1’42.158
6 2 LMP1 Alexander Wurz, Stéphane Sarrazin, Mike Conway (Toyota TS 040 – Hybrid M) 1’42.462
7 13 LMP1 Alexandre Imperatori, Dominik Kraihamer, Mathéo Tuscher (Rebellion R-One – AER M) 1’46.660
8 12 LMP1 Nicolas Prots, Mathias Beche, (Rebellion R-One – AER M) 1’46.918
9 4 LMP1 Simon Trummer, Pierre Kaffer, (CLM P1/01 – AER M) 1’48.281
10 36 LMP2 Nelson Panciatici, Paul Loup Chatin, Tom Dillmann (Alpine A450b – Nissan D) 1’49.993
11 26 LMP2 Roman Rusinov, Julien Canal, Sam Bird (Ligier JS P2 – Nissan D) 1’50.102
12 47 LMP2 Matthew Howson, Richard Bradley, Nick Tandy (Oreca 05 – Nissan D) 1’50.490
13 28 LMP2 Gustavo Yacaman, Luis Felipe Derani, Ricardo Gonzalez (Ligier JS P2 – Nissan D) 1’50.720
14 43 LMP2 Pierre Ragues, Oliver Webb, Christopher CUMMING (Morgan Evo – SARD D) 1’51.302
15 30 LMP2 Scott Sharp, Ryan Dalziel, David Heinmeier Hansson (Ligier JS P2 – HPD D) 1’51.610
16 44 LMP2 Mikhail Aleshin, Nicolas Minassian, David Markozov (BR01 – Nissan D) 1’52.020
17 42 LMP2 Nick Leventis, Danny Watts, Jonny Kane (Gibson 015S – Nissan D) 1’52.260
18 31 LMP2 Ed Brown, Johannes Van Overbeek, Jonathon Fogarty (Ligier JS P2 – HPD D) 1’55.472

19 51 LMGTE Pro Gianmaria Bruni, Toni Vilander, (Ferrari F458 Italia) M 1’58.347
20 95 LMGTE Pro Christoff Nygaard, Marco Sorensen, Nicki Thiim (Aston Martin Vantage V8) M 1’58.659
21 99 LMGTE Pro Alex Macdowall, Fernando Rees, Richie Stanaway (Aston Martin Vantage V8) M 1’58.777
22 92 LMGTE Pro Patrick Pilet, Frédéric Makowiecki, (Porsche 911 RSR) M 1’58.988
23 97 LMGTE Pro Darren Turner, Jonathan Adam (Aston Martin Vantage V8) M 1’59.111
24 91 LMGTE Pro Richard Lietz, Michael Christensen (Porsche 911 RSR) M 1’59.807
25 98 LMGTE Am Paul Dalla Lana, Pedro Lamy, Mathias Lauda (Aston Martin Vantage V8) M 2’00.522
26 50 LMGTE Am Gianluca Roda, Paolo Ruberti, Kristian Poulsen (Chevrolet Corvette C7) M 2’00.944
27 72 LMGTE Am Victor Shaytar, Andrea Bertolini, Aleksey Basov (Ferrari F458 Italia) M 2’00.988
28 83 LMGTE Am François Perrodo, Emmanuel Collard, Matteo Cressoni (Ferrari F458 Italia) M 2’01.796
29 77 LMGTE Am Christian Ried, Patrick Long, Marco Seefried (Porsche 911 RSR) M 2’02.348
30 96 LMGTE Am Francesco Castellacci, Roald Goethe, Stuart Hall (Aston Martin Vantage V8) M 2’03.517
31 71 LMGTE Pro Davide Rigon, James Calado (Ferrari F458 Italia) M 2’04.574

M – Michelin
D – Dunlop
Foto: WEC