O Dia 31 que durou 21 anos – Parte 3

General Ernesto Geisel

Apoiado pelo Grupo Castelista, Sua indicação foi uma derrota para a parte mais radical da área Militar. (A Linha dura) O General Geisel assumiu o poder em 15 de Março de 1974 e Juntamente com Golbery de Couto e Silva ele iria articular um projeto de Abertura, que seria “Lenta, Gradual e Segura” Rumo a uma “Democracia Relativa”. Esse plano não seria fácil de ser implantado. As dificuldades seriam uma crise na Economia nacional e a reação que a linha dura teria, Ameaçando esse projeto de Abertura.

O Presidente não abriu mão totalmente do endurecimento através do AI-5.

Nas eleições de 1974 a oposição vence as eleições e a bancada do MDB cresce e impede a aprovação do projeto do Governo para a reforma do Judiciário, Denunciando que existia uma “Ditadura da Minoria” Com isso Geisel fechou o congresso em Abril de 1977, Implanta a reforma do Judiciário, Baixa uma série de medidas para frear o avanço do MDB, Volta das eleições indiretas para os Governadores, Aprovação de medidas pela maioria simples do congresso (Antes eram 2/3 do Congresso) e a Escolha de 1/3 dos Senadores pelo Governo. (OS Chamados Senadores Biônicos) Essa medida teve apoio do Ministro do Planejamento Reis Velloso, João Figueiredo (Chefe do SNI), General Hugo Abreu (Chefe da casa Militar) e General Golbery de Costa e Silva (Chefe da Casa Cívil). E o apoio de 3 dos principais governadores do país: Paulo Egydio (São Paulo), Aureliano Chaves (Minas Gerais) e Sinval Guazelli (Rio Grande do Sul).

Apesar disso tudo, Geisel não abandonou o plano de Abertura Democrática no País. Primeiro em 1975 ele suspendeu a censura previa a imprensa escrita (Ainda manteve a Censura em Rádio e na TV). Apesar disso era algo muito tímido para um processo de Abertura política. Em Julho de 1975, O Brasil faz um acordo Nuclear com a Alemanha sem consultar a Comunidade Cientifica e a Sociedade Cívil. Essa parceria quase fez com que os Estados Unidos roupem-se relações com o Brasil)

A Economia começou a ficar mais crítica. apesar do PIB do país aumentar 41%, A Inflação anual passou de 18,7% para 40%. E a dívida Externa mais do que Triplicou nesse período: De U$ 12,5 Bilhões para U$ 43 Bilhões. Mesmo com toda essa crise, Geisel conseguiu ganhar a guerra de Braço com o General Silvio Frota (representante da Linha Dura) e conseguiu fazer de João Figueiredo o seu sucessor.

No final do mandato, Geisel cumpriu sua promessa e em 1º de Janeiro de 1979 ele extingue o AI-5. No dia 15 de Março, João Figueiredo assume a presidência do Brasil.

O momento mais tenso de seu Governo se deu no dia 26 de Outubro de 1975, Com a morte covarde do Jornalista Vladimir Herzog. Ele era Chefe de Departamento de Jornalismo da TV Cultura e simpatizante do PCB. Porém, Jamais se envolveu em Luta Armada.

Herzog foi preso, Brutalmente torturado e morto. Após isso, Montaram uma farsa, O Corpo do Jornalista foi colocado em uma posição absurda, Forjando que ele tinha se suicidado. A sua morte acabou causando comoção em São Paulo. Mesmo sendo proibido o Velório, No dia 31 de outubro de 75, cerca de 8 mil pessoas se reuniram na catedral da Sé para assistir a um culto ecumênico celebrado pelo Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, pelos Rabinos Henry Sorbel e Marcelo Rittmer e pelo Reverendo Jaime Wright.

O General Geisel teve de ir até São Paulo deixar um recado bem dado de que “Não seria mais tolerada mais nenhuma morte naquelas circunstâncias. Após esse caso o presidente começou a travar um duelo com a linha dura. Era um jogo de Poder entre esses dois lados. A Morte do Operário Manuel Fiel Filho só aumentou esse confronto. Nessa Batalha Geisel ganha da Linha dura e consegue não só fazer o sucessor como conseguiu caminhar o processo de democratização no Brasil com o Fim do AI-5.

João Baptista Figueiredo

Foi o 5º e último presidente do período da Ditadura Militar, Tinha a missão de concretizar a abertura Democrática no Brasil iniciado pelo Ernesto Geisel. Apesar do apoio incondicional do ministro da Justiça Petrônio Portela e o Apoio do General Golbery, Mas teria de enfrentar uma das maiores crises econômica na história do país (Uma Herança da Milagre Econômico) e os últimos, Violentos e Desesperados espasmos da linha dura e da Direita Radical.

Durante esses 6 anos de Figueiredo no poder a Economia foi muito mal, Graças as equivocadas medidas econômicas pela equipe Econômica. No final de 1983, O PIB caiu 2,5%, A Divida externa passou de 81 para 91 Bilhões de Dólares. (9,5 Bilhões eram de Juros da Dúvida interna) Mesmo com essa crise, Muitas empresas e muitos empresários acabaram lucrando com a inflação. Devido a concentração de Renda e o Arrocho Salarial.

Em Agosto de 1979, Figueiredo dá anistia aos presos e cassados politicamente, Devolvendo seus direitos políticos. Em 1980 a linha dura estava desesperada, Com bombas sendo explodidas a comando desse setor da política nacional. No dia 1º De maio de 1981 durante a um Show do dia do Trabalhador uma bomba explodiu no colo de um sargento dentro de um carro, No Estacionamento do Rio Centro. A Ditadura Militar estava cada dia mais e mais em ruinas e cada dia mais e mais estava chegando perto da Abertura Democrática no Brasil.

Em 1982 tivemos eleições estaduais, A Primeira depois da volta do Multipartidarismo. Em 1984 as ruas do Brasil foram ocupadas pedindo diretas já. Vários políticos aderiram a essas manifestações pedindo a volta do regime democrático. A Emenda acabou sendo derrotada no Congresso obtendo 298 votos. (Precisava de 320 votos para ser aprovada) Mas o Apelo da sociedade pedia um presidente democrático para a sucessão de Figueiredo.

Tancredo Neves representou essa via para a democracia, Seu vice era José Sarney. Paulo Maluf era o candidato do PDS. Nessas eleições que foram feitas pelo com os votos do congresso no dia 15 de Janeiro. Tancredo ganhou com 180 votos contra 180 de Paulo Maluf.

Infelizmente, Tancredo não assumiu o poder, 1 dia antes da posse, Tancredo foi internado no Hospital por causa de um tumor no intestino. Foram 37 dias de agonia até o dia 21 de Abril de 1985 quando anunciaram a morte de Tancredo Neves. A Alegria do povo virou tristeza e comoção pelas ruas pela triste notícia.

Jose Sarney assumiu a presidência no dia 15 de Março e teve a missão de conduzir o Brasil para a redemocratização. Apesar de não ser o presidente dos sonhos ele configurou a Constituição Cidadã de 1988. Em 1989 ocorreu as primeiras eleições direitas desde de 1960.

Debate do Governador de São Paulo de 1982:

Com o Fim do Bipartidarismo nas eleições de 1982 o Surgiu o PDS, PDT, PT, PTB e PMDB. Outros partidos surgiram nos anos 80, Entre eles o PFL, PL, PCN, PV, PASART, PDC, PCB, PSB, PC do B. Em 1989 as eleições presidenciais contou com 22 candidatos. Nesse ano completamos 33 anos de Democracia, Ela esta consolidada, Mas sempre corre o risco de ser destruída com qualquer político lunático e que tenham perfis autoritários e extremistas. “Ditadura é Ditadura seja de qual viés Ideológico Venha”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fonte: História do Brasil / Zero Hora – RBS Jornal
Vídeos: Mario Jorge de Castro Dourado / Band Jornalismo

Francesco Bagnaia sobra em Spielberg e leva a pole position

Na moto 2, Bagnaia encerrou o dia com uma pole incontestável em Spielberg. O piloto da Sky Racing VR46. Desde dos primeiros minutos mostrou um grande desempenho, Assumindo a primeira posição nos primeiros minutos. Com 1:29.787 e depois em uma outra volta sendo o temporal de 1:29.409. Colocando 6 décimos em Miguel Oliveira, Seu mais próximo concorrente e líder do campeonato.

No começo do Treino Xavi Vierge foi atropelado pelo piloto Holandês Steven Odendaal com a moto da NTS. O Espanhol caiu no chão e acabou com sua mão machucada. Ao voltar aos boxes, sua mão inchou. O piloto da Dynavolt não voltou a Classificação.

Com 1 terço de Treinamento, A pole estava praticamente garantida nas mãos do piloto Italiano. Visto que depois de 15 minutos de treino meio que as posições são muito definidas, E a vantagem de 639 milésimos a frente de Oliveira, Só consolidava a posição do piloto Italiano.

Na metade do treinamento, Luca Marini que vinha em 4ºlugar acabou caindo, Sua moto ficou em posição muito perigosa. Com os detritos da pista, O treino foi paralisado por pelo menos uns 5 minutos.

O Treino reiniciou, Xavi Vierge acabou sofrendo uma Fratura no pulso direito, O que impossibilita dele correr amanhã.  Enquanto isso, Lorenzo Baldassarri subiu do 9º para o 6ºlugar. No terço final de treinamento, Os tempos começaram a melhorar.

A 10 minutos do final, Pasini marcou o segundo tempo, Mas esse tempo foi anulado. Quem subiu para o segundo lugar foi Fábio Quartararo com 1:29.719, A Moto da Speed UP esta andando bem. Pasini subiu do 7º para o 5ºlugar.

Bagnaia no final do treino acabou com problemas eletrônicos em sua moto, Mas isso não lhe tirou a pole position. Foi conquistada de maneira muito fácil. Completava a primeira fila, O líder do campeonato Miguel Oliveira que ganhou o segundo lugar do Fábio Quartararo nos minutos finais da Classificação. O Piloto da Speed UP completa a primeira fila.

Na segunda fila larga o Espanhol Jorge Navarro da Gresini, Alex Marquez da Marc VDS em  5º e Mattia Pasini completando a 2ªFila. Marcel Schrotter que vai ser o único piloto da Dynavolt na corrida de amanhã larga em 7º. Com Brad Binder que comemorou 23 anos no dia de hoje em 8º e Lorenzo Baldassarri fechando a 3ªFila. Luca Larini que caiu no meio do Treinamento acabou não voltando a pista ficando em 10ºlugar.

Bom treino de Remy Gardner, Largando em 11ºlugar. Iker Lecouna, Augusto Fernandez e Andrea Locatelli foram bem no treino. Sam Lowes em 16º, Simone Corsi em 18º e Joan Mir em 20º acabaram decepcionando.

Eric Granado foi chutado pela incompetente e decadente equipe Forward, com seu medíocre Chassi Suter. Minha opinião é essa sobre essa história: Claramente é o pior dos mundos para o piloto Brasileiro, Mas em breve isso pode acabar sendo o melhor dos mundos. Pois ainda nessa temporada ele possa pegar uma moto mais competitiva do que a moto aonde ele correu pelas 10 etapas nesse ano. Seu substituto, Isaac Viñales não acrescentou nada ao time e larga em 29ºlugar, 6 posições atrás de Stefano Manzi.

Amanhã, As 7 e 15 da manhã será dada a largada para o GP da Áustria da Moto 2. Com os principais candidatos ao título largando nas duas primeiras posições.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de largada do Mundial de motovelocidade
MotoGP – GP da Áustria

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 1’29.409
2 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 1’29.719
3 20 Fabio Quartararo (+)Ego – Speed Up Racing Speed Up 1’29.930
4 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 1’29.971
5 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’30.058
6 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 1’30.069
7 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 1’30.095
8 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’30.125
9 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 1’30.135
10 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 1’30.194
11 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 1’30.195
12 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 1’30.197
13 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex 1’30.215
14 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 1’30.270
15 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex 1’30.286
16 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 1’30.336
17 52 Danny Kent (+)Ego – Speed Up Racing Speed Up 1’30.401
18 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’30.409
19 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 1’30.452
20 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’30.486
21 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’30.555
22 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’30.555
23 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter 1’30.654
24 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 1’30.794
25 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 1’30.959
26 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 1’31.093
27 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 1’31.132
28 66 Niki Tuuli Petronas Sprinta Racing Kalex 1’31.404
29 32 Isaac Vinales Forward Racing Team Suter 1’31.468
30 55 Alejandro Medina SAG Team Kalex 1’31.790
31 18 Xavier Cardelus Team Stylobike Kalex 1’32.012
32 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’33.725

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Dakar 2014 – Parte Final – Para a Alegria do Povo Casale é campeão nos quadriciclos

O Gran Finale dessa cobertura do Dakar só poderia ser com a competição dos Quadriciclos onde tivemos a festa chilena com o primeiro título de Ignacio Casale que ficou entre os primeiros colocados desde do primeiro estágio e esteve na hora certa sempre e se aproveitou dos Abandonos do Super Favorito Marcos Patronelli que era candidato fortíssimo ao Bicampeonato e do Uruguaio Sérgio Lafuente que liderou boa parte do Dakar desse ano, Casale no final do Dakar teve como única ameaça o Polonês Rafal Sonik que acabou ficando em 2ºlugar, O Pódio foi completado pelo Holandês Sebastian Husseini, Ao final da competição de 40 quadriciclos apenas 15 pilotos completaram o Dakar, uma carnificina de Quadriciclos que aconteceu nessa edição do Dakar.

Quadriciclos:

Resultado final do Estágio 13 – La Serena a Valparaíso

251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 2:11:37
255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 2:12:31
252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 2:14:44
268 Victor Manuel Gallegos Lozic (Chile) HONDA 2:16:18
296 Sergey Karayakin (Russia) YAMAHA 2:20:24
276 Jeremias Gonzalez Ferioli (Argentina) YAMAHA 2:21:09
262 Alexis Hermandez (Peru) YAMAHA 2:22:15
267 Santiago Hansen (Argentina) YAMAHA 2:22:31
263 Mohammed Abu-Issa (Catar) HONDA 2:22:42
279 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Portugal) YAMAHA 2:24:18
266 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 2:25:33
259 Camelia Liparoti (Itália) YAMAHA 2:26:50

Classificação final do Dakar 2014

251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 68:28:01
252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 69:54:53
255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 74:08:28
263 Mohammed Abu-Issa (Catar) HONDA 78:35:15
268 Victor Manuel Gallegos Lozic (Chile) HONDA 78:51:45
276 Jeremias Gonzalez Ferioli (Argentina) YAMAHA 80:18:21
296 Sergey Karayakin (Russia) YAMAHA 84:08:05
258 Daniel Mazzucco (Argentina) CAN-AM 86:15:52
267 Santiago Hansen (Argentina) YAMAHA 86:19:49
266 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 88:53:17
273 Mauro Almeida (Uruguai) YAMAHA 90:44:07
279 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Portugal) YAMAHA 106:34:10

Avaliação final do Dakar foi de uma competição disputada, Com muita emoção até o final, Duas categorias tendo o vencedor definido por um espaço menor que 5 minutos, Magina depois de 13 dias ganhar ou perder por 5 minutos, Foi bonito ver a  participação dos Bolivianos nesse evento sendo a primeira vez que o Dakar passa pelo país e que deus queira que o Dakar venha um dia para o Brasil, Por falar no Brasil, Achei a participação Brasileira muito pequena, deveríamos levar mais competidores, nesse Dakar as coisas não funcionaram para nossos pilotos que tinham chances de pelo menos se terminasse m o Dakar de lutar pelos top 10 tanto nos Carro como nas motos.

Foi ótimo Fazer esse Dakar e que 2015 seja melhor que 2014 para essa grande competição que já envergou mais não quebrou e encontrou na América uma nova esperança que se tornou realidade.

Fotos:

Fotos: Dakar.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Lançamento do Carro da Force India de 2008

Vamos relembrar a primeira temporada da Force India com essa apresentação do VJM01, o primeiro carro da História da Force India que tinha planos muito audaciosos para a Formula 1 e hoje se consolidou como um dia intermediário e esta indo para a sua 7ªTemporada na Formula 1. O Vídeo e de 10 minutos e a composição da Equipe era Giancarlo Fisichella e Adrian Sutil com Vitantônio Liuzzi como o 3ºpiloto da equipe.

Vídeo da apresentação:


Force_India_car_launch_VJM_01 por Deivisonf1world

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Dakar de volta as competições e pela primeira vez na História na Bolívia – Estágio 7: Salta

Carros:

Após um dia de pausa do Rally Dakar os pilotos percorrem um estágio Longo e duro, No Carros apesar do domínio dos carros da mini a vitória ficou com o Buggy de Carlos Sainz e Timo Gottschalk que chegaram a quase 5 minutos na frente de Nasser Al-Attiyah e Lucas Cruz com o Mini que parece ser o carro dominante do Rally Dakar e muito provavelmente o título fica entre um dos pilotos da Mini. Stephane Peterhansel e Jean Paul Cottret ficaram em 3ºlugar. O Líder do Rally é Nani Roma e Michel Perin que termiaram o dia em 4ºlugar a 8 minutos e 56 segundos do vencedor. mas tem uma vantagem de certo modo comoda de quase 32 minutos,

Mas quem esta logo atrás de Roma e Perin são temíveis e perigosos Franceses Peterhansel e Cottret. Em terceiro lugar furando o domínio dos Mini são os pilotos Giniel De Villiers da África do Sul e Dirk von Zitzewitz da Alemanha correndo com a Toyota, Em Salta eles não foram bem e acabaram em 8ºlugar na especial do dia, Mas ainda alimentam esperanças de vencer o Dakar. Carlos Sainz e Timo Gottschalk apesar da vitória estão em 6ºlugar na classificação Geral. Guilherme Spinelli e Toussef Haddad terminaram o dia em 14ºlugar e subiram uma posição no Geral, estão em 14ºlugar.

Resultado do 7ºestágio do Rally Dakar
Salta
533 Km
1. 303 Carlos Sainz (Espanha) / Timo Gottschalk (Alemanha) BUGGY 4:43:28
2. 301 Nasser Al-Attiyah (Catar) / Lucas Cruz (Espanha) MINI 4:48:13
3. 300 Stephane Peterhansel (França) / Jean Paul Cottret (França) MINI 4:50:54
4. 304 Nani Roma (Espanha) / Michel Perin (França) MINI 4:52:24
5. 309 Krzysztof Holowczyc (Polônia) / Konstantn Zhiltsov (Rússia) MINI 4:54:19
6. 330 Federico Villagra (Argentina) / Jorge Perez Companc (Argentina) MINI 4:56:22
7. 314 Vladimir Vasilyev (Rússia) / Vitaliy Yevtyekhov (Ucrânia) MINI 4:59:26
8. 302 Giniel De Villiers (África do Sul) / Dirk von Zitzewitz (Alemanha) TOYOTA 4:59:26
9. 307 Orlando Terranova (Argentina) / Paulo Fiuza (Portugal) MINI 4:59:53
10.311 Bernhard ten Brinke (Holanda) / Matthieu Raumel (França) HRX 5:01:28
11.325 Erik Van Loon (Holanda) / Wouter Rosegaar (Holanda) HRX 5:03:32
12.332 Martin Kaczmarski (Polônia) / Filipe Palmeiro (Portugal) MINI 5:09:25
13.315 Christian Lavieille (França) / Jean-Pierre Garcin (França) HAVAL 5:11:08
14.310 Guilherme Spinelli (Brasil) / Youssef Haddad (Brasil) MITSUBISHI 5:11:15
15.404 Thomas Rundle (África do Sul) / Juan Mohr (África do Sul) TOYOTA 5:12:17
16.326 Erik Wevers (Holanda) / Fabian Lurquin (Bélgica) HRX 5:16:29
17.337 Stephan Schott (Alemanha) / Holm Schmidt (Alemanha) MINI 5:20:13
18.308 Lucio Alvarez (Argentina) / Bernardo Graue (Argentina) FORD 5:20:48
19.319 Yong Zhou (China) / Hong Yu Pan (China) MINI 5:20:51
20.327 Emiliano Spataro (Argentina) / Benjamin Lozada (Argentina) RENAULT 5:22:28
21.328 Marek Dabrowski (Polônia) / Jacek Czachor (Polônia) OVERDRIVE 5:22:45
22.317 Boris Garafulic (Chile) / Gilles Picard (França) MINI 5:23:32
23.342 Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão) / Vladmir Demyanenko (Rússia) OVERDRIVE 5:25:39
24.371 Pierre Lachaume (França) / Jean Michel Polato (França) BUGGY MD RALLYE 5:26:07
25.322 Adam Malysz (Polônia) / Rafal Marton (Polônia) OVERDRIVE 5:26:17
26.312 Ronan Chabot (França) / Gilles Pillot (França) SMG 5:29:22
27.321 Patrick Sireyjol (França) / Francois-Xavier Beguim (Bélgica) BUGGY 5:31:22
28.318 J B Baldwin(Estados Unidos) / Quin Cody (Estados Unidos) 5:34:20
29.374 Roman Briskindov (Rússia) / Konstantin Meshcheryakov (Rússia) NISSAN 5:35:59
30.373 Benediktas Vanagas (Lituânia) / Andrei Rudnitski (Bielorrússia) OSC 5:40:26

Motos:

Bortjoan Barreda reage e conquista a vitória no estágio de Salta, Com 5 minutos a frente de seu aquirivel na luta pelo título do Dakar o Também Espanhol Marc Coma, Cyril Despres já sem chances de título ficou em 3ºlugar. Com a Sherco de Juan Pedrero Garcia em 4ºlugar e o Polonês Jakub Przygonski em 5ºlugar com a KTM que foi a única a terminar com duas motos entre os 5 primeiros colocados.

A se destacar o muito bom desempenho de Jeremias Ismael Esquerre que com a Speedbrain completou o estágio do dia em 6ºlugar mostrando ser um piloto eficiente e que esta em crescimento prova a prova no Dakar de 2014.

Coma continua na frente com 38 minutos sobre Barreda que esta em segundo lugar sonhando com o título ainda, Quem não teve um bom dia foram os pilotos Jordi Viladoms que ficou apenas em 10ºlugar no estágio a 7 minutos atrás de coma, e Alain Duglos com a Sherco que ficou em uma distante 21ºposição a 15 minutos de Coma, com isso Viladoms e Duclos se afastaram da disputa do Título. Ainda tem chances do campeonato?, sim mais terão de lutar muito nos próximos estágio e contar com um pouco de sorte a partir de amanhã para voltarem de vez a briga. E o Chileno Jeremias Ismarel Esquerre está em 5ºlugar no Geral. E Nas 5 primeiras posições temos 4 marcas de Motos diferentes: Honda, KTM, Sherco e Speedbrain que por incrível que pareça esta na frente da Poderosa Yamaha que tem como seu melhor piloto da Geral o Francês Olivier Pain que esta em 6ºlugar. Já Cyril Despres esta em 10ºlugar.

Resultado do 7ºestágio do Rally Dakar
Salta
393 km

1.3 Bortjoan Barreda (Espanha) HONDA 3:28:41
2.2 Marc Coma (Espanha) KTM 3:33:44
3.1 Cyril Despres (França) YAMAHA 3:34:16
4.23 Juan Pedrero Garcia (Espanha) SHERCO 3:35:38
5.15 Jakub Przygonski (Polônia) KTM 3:37:37
6.38 Jeremias Israel Esquerre (Chile) SPEEDBRAIN 3:38:45
7.7 Helder Rodrigues (Portugal) HONDA 3:39:38
8.36 Mario Patrão (Portugal) SUZUKI 3:40:08
9.6 Olivier Pain (França) YAMAHA 3:40:18
10.4 Jordi Viladoms (Espanha) KTM 3:40:38
11.30 Riaan van Niekerk (Africa do Sul) KTM 3:40:56
12.50 Laia Sanz (Espanha) HONDA 3:42:12
13.26 Daniel Gouet (Chile) HONDA 3:43:01
14.40 Juan Carlos Salvatierra (Bolívia) SPEEDBRAIN 3:43:21
15.9 David Casteu (França) KTM 3:44:29
16.16 Ivan Jakes (Eslováquia) KTM 3:45:05
17.17 Michael Metge (França) YAMAHA 3:47:12
18.14 Javier Pizzolito (Argentina) HONDA 3:47:23
19.52 Claúdio Rodriguez (Chile) HONDA 3:47:24
20.31 Paolo Ceci (Itália) SPEEDBRAIN 3:47:27
21.22 Alain Duglos (França) SHERCO 3:48:21
22.27 Marc Guasch (Espanha) GAS – GAS 3:49:42
23.45 Daniel Oliveiras Carreras (Espanha) GAS – GAS 3:51:43
24.28 Henk Knuiman (Holanda) KTM 3:53:31
25.67 Robert van Pelt (Holanda) HONDA 3:54:29
26.59 Brett Cummings (África do Sul) KTM 3:54:48
27.44 Pedro Oliveira (Portugal) SPEEDBRAIN 3:54:55
28.134 Shane Diener (Austrália) YAMAHA 3:55:32
29.133 Toomas Triisa (Estônia) HONDA 3:55:35
30.74 Henricus Vogels (Holanda) KTM 3:55:55

Quadriciclos:

Dos 17 competidores apenas na corrida a vitória do Estágio ficou com Ignacio Casale do Chile que assumiu a liderança no Geral superando ao Uruguaio Sergio Lafuente que ficou em 3ºlugar a 8 minutos do vencedor de hoje e com isso Casale esta na liderança do geral com uma diferença de 6 minutos de Lafuente. Rafal Sonik em 3º na geral ainda continua na disputa após o 4ºlugar do Estágio 7. Sebastian Husseini da Holanda ficou em 2ºlugar no dia e esta em 4ºlugar, Mas praticamente sem chances de título estando a 3 horas do Líder na Geral.

Resultado do 7ºestágio do Rally Dakar
Salta
393 km

1. 251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 3:56:16
2. 255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 4:03:59
3. 256 Sergio Lafuente (Uruguai) YAMAHA 4:04:57
4. 252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 4:06:16
5. 268 Victor Manuel Gallegos Lozic (Chile) HONDA 4:11:47
6. 296 Sergey Karayakin (Russia) YAMAHA 4:14:00
7. 297 Walter Nosiglia (Bolivia) HONDA 4:25:30
8. 279 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Portugal) YAMAHA 4:28:04
9. 273 Mauro Almeida (Uruguai) YAMAHA 4:29:44
10.276 Jeremias Gonzalez Ferioli (Argentina) YAMAHA 4:29:54
11.263 Mohammed Abu-Issa (Catar) HONDA 4:30:44
12.258 Daniel Mazzucco (Argentina) CAN-AM 4:43:31

Caminhões:

O trio Russo Eduard Nikolaev, Evgent Yakovlet e Vladimir Rybanov venceram o estágio de Hoje em Salta a 4 minutos de uma outra dupla Russa formada por Dmitry Sotnikov, Vyatchesla Mizyukaev e Andrew Aferin fazendo a dobradinha do dia e a dobradinha da Kamaz. Mas a liderança continua de forma segura com os piloto Gerar de Rooy, Tom Colsoul e Darek Rodewald com a Iveco que estão a 37 minutos e 50 segundos dos mais próximos perseguidores que são Andrey Karginov, Andrey Mokeev e Igor Devyatkin da Rússia que estão com o Kamaz. Eduard Nikolaev, Evgent Yakovlet e Vladimir Rybanov em 3º e Dmitry Sotnikov, Vyatchesla Mizyukaev e Andrew Aferin 4º ainda sonham em vencer o Rally

Resultado do 7ºestágio do Rally Dakar
Salta
525 km
1. 500 Eduard Nikolaev (Rússia) / Evgent Yakovlet (Rússia) / Vladimir Rybanov (Rússia) KAMAZ 5:02.41
2. 549 Dmitry Sotnikov (Rússia) / Vyatchesla Mizyukaev (Rússia) / Andrew Aferin (Rússia) KAMAZ 5:06:26
3. 501 Gerard de Rooy (Holanda) / Tom Colsoul (Bélgica) / Darek Rodewald (Holanda) IVECO 5:07:15
4. 505 Pieter Versluis (Holanda) / Jurgen Damen (Bélgica) / Henricus Schuurmans (Holanda) MAN 5:10:45
5. 504 Ales Loprais (República Tcheca) / Serge Bruynkens (Bélgica) / Radim Pustejovsky (República Tcheca) TATRA 5:13:04
6. 545 Anton Shibalov (Rússia) / Robert Amatych (Rússia) / Almaz Khisamiev (Rússia) KAMAZ 5:13:51
7. 506 Andrey Karginov (Rússia) / Andrey Mokeev (Rússia) / Igor Devyatkin (Rússia) KAMAZ 5:16:00
8. 507 Hans Stacey (Holanda) / Detlef Ruf (Alemanha) / Bernard Der Kinderen (Holanda) IVECO 5:17:51
9. 509 Martin van der Brick (Holanda) / Peter Willemsen (Bélgica) / Arjan Veenvliet (Holanda) GINAF 5:18:46
10.502 Martin Kolomy (República Tcheca) / David kilian (República Tcheca) / Rene Kilian (República Tcheca) TATRA 5:22:07
11.512 Frits van Eerd (Holanda) / Charly Gotlib (Bélgica) / Peter Vervoort (Holanda) DAF 5:23:08
12.529 Siarhei Viazovich (Bielorrússia) / Dzmitry Vikhrenka (Bielorrússia) / Aliaksei Neviarovich (Bielorrússia) MAZ 5:23:34

Em resumo faltando 1 semana para o fim do Dakar, nada esta definido ainda e tudo pode acontecer.

Spataro continua no Dakar, esta em 18ºlugar na Geral - Foto: Dakar.com
Spataro continua no Dakar, esta em 18ºlugar na Geral – Foto: Dakar.com

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

 

Resultado do primeiro dia do Dakar 2014 (Quadricículos e Caminhões)

Vídeo do Resumo do primeiro dia dos caminhões e das motos.


FR – étape 1 – Camion/Quad – Résumé de l’étape… por Dakar

Etapa de Rosário até San Luiz
180 km

Quadriciclos:

1. 251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 2:38.41
2. 250 Marcos Patronelli (Argentina) YAMAHA 2:39.02
3. 253 Lucas Bonetto (Argentina) HONDA 2:39.58
4. 252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 2:40.11
5. 255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 2:41.30
6. 257 Pablo Copetti (Argentina) YAMAHA 2:42.11
7. 256 Sergio Lafuente (Uruguai) YAMAHA 2:42.21
8. 254 Sebastian Palma (Chile) CAN-AM 2:48.28
9. 293 Szabolcs Somfai Matyas (Hungria) E-ATV 2:51.31
10.265 Marcelo Martin Fernandez (Argentina) YAMAHA 2:52.23

Caminhões:

Caminhões:

1. 503 Ayrat Mardeev (Rússia) / Aydar Belyaev (Rússia) / Ayrat Israfilov (Rússia) KAMAZ 2:46.52
2. 504 Ales Loprais (Republica Tcheca) / Serge Bruynkens (Belgíca) / Radim Pustejovsky (Republica Tcheca) TATRA 2:47.02
3. 508 Marcel van Vleit (Holanda) / Marcel Pronik (Holanda) / Artur Klein (Alemanha) MAN 2:47.13
4. 501 Gerard de Rooy (Holanda) / Tom Colsoul (Belgíca) / Darek Rodewald (Holanda) IVECO 2:48.25
5. 500 Eduard Nikolaev (Rússia) / Evgent Yakovlet (Rússia) / Vladimir Rybanov (Rússia) KAMAZ 2:50.52
6. 516 Pep Vila Roca (Espanha) / Peter van Eerd (Holanda) / Roqueta Xavi Colome (Espanha) IVECO 2:53.48
7. 545 Anton Shibalov (Rússia) / Robert Amatych (Rússia) / Almaz Khisamiev (Rússia) KAMAZ 2:53.57
8. 507 Hans Stacey (Holanda) / Detlef Ruf (Alemanha) / Bernard Der Kinderen (Holanda) IVECO 2:55.01
9. 513 Jaroslav Valtr (Republica Tcheca) / Josef Kalina (Republica Tcheca) / Jakub First (Republica Tcheca) LIAZ 2:56.10
10.511 Wuf van Ginkel (Holanda) / Hugo Kupper (Holanda) / Bert van Donkelaar (Holanda) GINAF 2:57.23

Voltamos já com informações do segundo dia do Rally Dakar.

Patrocínio:
planatina_projeto_gif