Tony Kannan conquista vitória e Power leva seu primeiro título na Indy

Tony Kannan termina um ano difícil da melhor maneira possível em Fontana

Depois de uma corrida teoricamente rápida e um pouco mais de 2 horas e meia  em Fontana na Califónia definiram um novo campeão da Formula Indy.

Hélio Castroneves foi o pole position e tinha a melhor das situações imagináveis já que Will Power líder do campeonato com 51 pontos na frente do Brasileiro, Simon Pagenaud que largava da 13ªPosição tinha uma remotíssima chance de título. Na largada Hélio Castroneves seguiu na liderança da corrida, Mas foi Montoya que acabou pegando a liderança e ficou por um bom tempo na frente com o Hélio sempre nas primeiras posições, Já Power teve cautela desde do começo da corrida, tanto é que na largada ele não ganhou posição nenhuma, Só começou a angariar colocações sempre com cautela e sem arriscar sua posição no campeonato.

Já Simon Pagenaud teve problemas em uma parada na 22ªvolta e a partir dai ele perdeu 1 volta sobre os líderes e dai a sua chance que já era pequena passou a inexistir pois o carro do Francês estava indirigível.

As voltas passavam e nada de bandeira amarela, apesar de Charlie Kimball e de Marco Andretti terem raspado os pneus no muro, isso na metade da corrida, Nesse momento Power já vinha pelas primeiras posições e Hélio não vinha com o melhor carro da pista, Mas conseguiu recuperar a liderança da corrida, Nesse momento Power tinha a 7ªposição e levaria o campeonato por 1 ponto.

Depois de 176 Voltas veio finalmente a primeira e única bandeira amarela que foi com o norte-americano Ryan Hunter-Reay que acabou perdendo o controle do carro e ainda assim o piloto foi muito bem por que evitou a batida no muro e por isso conseguiu voltar a corrida.

Com a bandeira amarela todo mundo se juntou e dai Power apareceu na corrida, na relargada o Australiano reagiu e chegou a ser o líder da corrida na parte final da prova e isso acabava sendo ruim para Castroneves, Mas o que acabaria de vez enterrando as suas chances de título foi uma penalização por causa de irregularidades no trajeto nos boxes, sendo assim voltando em 14ºlugar e deixando a vida de Power bem tranquila para ser o campeão apesar de um problema no final da corrida tornou as últimas voltas de Power mais difíceis que optou por não forçar mais o equipamento e levar seu carro com segurança para o final da corrida.

Tony Kannan que largou bem colocado na 7ªposição fez uma corrida de cabeça e acabou liderando e dominando a corrida na hora certa, Uma grande vitória após um ano difícil para ele na Chip Ganassi com seu companheiro de equipe Scott Dixon em segundo lugar e com Ed Carpenter mostrando toda a sua competência nos ovais completou o pódio na terceira posição. Já Will Power sem nenhum susto acabou a corrida em 9ºlugar e comemorou seu primeiro título na Formula Indy após passar 2010, 2011 e 2012 como vice-campeão, Para Hélio Castroneves sobrou a frustração de ter pela 4ªVez seguida batido na trave com a 14ªposição.

Power finalmente comemora seu título na Formula Indy

Na minha opinião Power finalmente teve seu título merecido o que acho que vai tornar ele um piloto muito mais alto confiante para o Futuro, Derepente pode fazer ele começar uma hegemonia na Indy, Cometeu erros? Sim. Mas acertou no momento decisivo e teve um adversário que na Hora que precisou decidir o campeonato Falhou.

Hélio Castroneves cometeu os mesmo erros do ano passado, Para mim eu acho que foi a última chance dele ser o campeão, Com o surpreendente campeonato que fez Montoya em sua volta na indy e o título de Power nesse ano o que tirou a Penske da fila de 8 anos sem um campeão Hélio acaba 2014 numa posição frágil e tendo o que provar em 2015 que pode lutar pelo título. Já a Ganassi a Troca de Motores acabou sendo ruim para todos por lá, Mas se recuperaram no final da temporada, Faltou pouco para Dixon brigar pelo título e Tony Kannan melhorou muito na segunda parte do campeonato o que pode ser um sintoma de que vai lutar seriamente pelo título em 2015.

Pela Quarta vez Hélio deixa o título escapar.

Simon Pagenaud foi um dos pilotos mais fortes do ano e pode muito bem ser o campeão até mesmo pela Schmidt pois vejo um crescimento dessa equipe na Formula Indy nos últimos anos e a equipe acertou na contratação de Aleshin que tem a chance de mostrar o que pode fazer uma categoria forte como a Formula Indy.

A Andretti acabou tendo seu melhor momento a vitória de Ryan Hunter-Reay nas 500 milhas de Indianápolis. Mas achei um ano bem discreto da equipe de Michael Andretti, Mostrando que a equipe teve uma perda com os motores Honda.

Só tenho a dizer, parabéns a Will Power pelo merecido título da Formula Indy da temporada de 2014.

Resultado final das 500 milhas de Fontana:

1.  Tony Kanaan         (Ganassi/Chevy)    2:32:58.4659
2.  Scott Dixon         (Ganassi/Chevy)         a 3.6750s
3.  Ed Carpenter        (Carpenter/Chevy)       a 7.3053s
4.  Juan Pablo Montoya  (Penske/Chevy)          a 7.9238s
5.  James Hinchcliffe   (Andretti/Honda)       a 11.8858s
6.  Takuma Sato         (Foyt/Honda)           a 12.6887s
7.  Ryan Briscoe        (Ganassi/Chevy)        a 16.5113s
8.  Carlos Munoz        (Andretti/Honda)       a 23.2807s
9.  Will Power          (Penske/Chevy)         a 28.3456s
10.  Josef Newgarden     (Fisher/Honda)         a 32.1856s
11.  Marco Andretti      (Andretti/Honda)          a 1 Volta
12.  Charlie Kimball     (Ganassi/Chevy)           a 1 Volta
13.  Justin Wilson       (Coyne/Honda)             a 1 Volta
14.  Helio Castroneves   (Penske/Chevy)            a 1 Volta
15.  Jack Hawksworth     (Herta/Honda)            a 1 Volta
16.  Ryan Hunter-Reay    (Andretti/Honda)         a 2 Voltas
17.  Sebastian Saavedra  (KV/Chevy)               a 2 Voltas
18.  Sebastien Bourdais  (KV/Chevy)               a 5 Voltas
19.  Graham Rahal        (Rahal/Honda)           a 6 Voltas
20.  Simon Pagenaud      (Schmidt/Honda)          a 7 Voltas

Não Terminou a corrida:

Carlos Huertas      (Coyne/Honda)            a 229 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Indycar

Grid de largada do mundial de motovelocidade – GP da Inglaterra

marquez_pole_silverstone

Grid de largada da Moto GP

1 93 Marc Marquez (Repsol Honda Team Honda) 2’00.829
2 4 Andrea Dovizioso (Ducati Team Ducati) 2’01.140
3 99 Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) 2’01.175
4 41 Aleix Espargaro (NGM Forward Racing Forward Yamaha) 2’01.448
5 26 Dani Pedrosa (Repsol Honda Team Honda) 2’01.464
6 46 Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) 2’01.550
7 38 Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) 2’01.593
8 44 Pol Espargaro (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) 2’01.747
9 6 Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP Honda) 2’01.973
10 29 Andrea Iannone (Pramac Racing Ducati) 2’02.064
11 45 Scott Redding (GO&FUN Honda Gresini Honda) 2’02.116
12 19 Alvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini Honda) 2’03.618
13 68 Yonny Hernandez (Energy T.I. Pramac Racing Ducati) 2’03.046
14 17 Karel Abraham (Cardion AB Motoracing Honda) 2’03.206
15 35 Cal Crutchlow (Ducati Team Ducati) 2’03.407
16 7 Hiroshi Aoyama (Drive M7 Aspar Honda) 2’03.563
17 15 Alex de Angelis (NGM Forward Racing Forward Yamaha) 2’03.686
18 2 Leon Camier (Drive M7 Aspar Honda) 2’03.696
19 9 Danilo Petrucci (Octo IodaRacing Team ART) 2’04.755
20 70 Michael Laverty (Paul Bird Motorsport PBM) 2’04.836
21 8 Hector Barbera (Avintia Racing Avintia) 2’04.957
22 63 Mike Di Meglio (Avintia Racing Avintia) 2’05.451
23 23 Broc Parkes (Paul Bird Motorsport PBM) 2’06.106

zarco_primeira_pole_caterham

Grid de largada da Moto 2

1 5 Johann Zarco (AirAsia Caterham Caterham Suter) 2’07.094
2 36 Mika Kallio (Marc VDS Racing Team Kalex) 2’07.467
3 3 Simone Corsi (NGM Forward Racing Kalex) 2’07.487
4 53 Esteve Rabat (Marc VDS Racing Team Kalex) 2’07.632
5 94 Jonas Folger (AGR Team Kalex) 2’07.906
6 12 Thomas Luthi (Interwetten Paddock Moto2 Suter) 2’07.979
7 22 Sam Lowes (Speed Up Speed Up) 2’08.014
8 40 Maverick Viñales (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) 2’08.055
9 11 Sandro Cortese (Dynavolt Intact GP Kalex) 2’08.102
10 21 Franco Morbidelli (Italtrans Racing Team Kalex) 2’08.123
11 49 Axel Pons (AGR Team Kalex) 2’08.185
12 30 Takaaki Nakagami (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) 2’08.189
13 60 Julian Simon (Italtrans Racing Team Kalex) 2’08.276
14 54 Mattia Pasini (NGM Forward Racing Kalex) 2’08.301
15 96 Louis Rossi (SAG Team Kalex) 2’08.331
16 39 Luis Salom (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) 2’08.424
17 19 Xavier Simeon (Federal Oil Gresini Moto2 Suter) 2’08.433
18 81 Jordi Torres (Mapfre Aspar Team Moto2 Suter) 2’08.495
19 77 Dominique Aegerter (Technomag carXpert Suter) 2’08.516
20 88 Ricard Cardus (Tech 3 Tech 3) 2’08.676
21 55 Hafizh Syahrin (Petronas Raceline Malaysia Kalex) 2’08.697
22 23 Marcel Schrotter (Tech 3 Tech 3) 2’08.750
23 7 Lorenzo Baldassarri (Gresini Moto2 Suter) 2’08.770
24 4 Randy Krummenacher (Octo IodaRacing Team Suter) 2’08.946
25 95 Anthony West (QMMF Racing Team Speed Up) 2’09.064
26 8 Gino Rea (AGT REA Racing Suter) 2’09.134
27 84 Riccardo Russo (Tasca Racing Moto2 Suter) 2’09.576
28 2 Josh Herrin (AirAsia Caterham Caterham Suter) 2’10.206
29 97 Roman Ramos (QMMF Racing Team Speed Up) 2’10.228
30 70 Robin Mulhauser (Technomag carXpert Suter) 2’10.333
31 25 Azlan Shah (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) 2’10.381
32 10 Thitipong Warokorn (APH PTT The Pizza SAG Kalex) 2’11.471
33 80 Dakota Mamola (Mapfre Aspar Team Moto2 Suter) 2’12.190
9 Jeremy McWilliams (Brough Superior Racing Taylor Made) 2’16.102
45 Tetsuta Nagashima (Teluru Team JiR Webike TSR) Sem Tempo

treino_impecavel_rins_silverstoneGrid de largada da Moto 3

1 42 Alex Rins (Estrella Galicia 0,0 Honda) 2’13.112
2 23 Niccolò Antonelli (Junior Team GO&FUN Moto3 KTM) 2’13.224
3 12 Alex Marquez (Estrella Galicia 0,0 Honda) 2’13.450
4 33 Enea Bastianini (Junior Team GO&FUN Moto3 KTM) 2’13.711
5 41 Brad Binder (Ambrogio Racing Mahindra) 2’13.768
6 10 Alexis Masbou (Ongetta-Rivacold Honda) 2’13.855
7 44 Miguel Oliveira (Mahindra Racing Mahindra) 2’13.888
8 8 Jack Miller (Red Bull KTM Ajo KTM) 2’14.184
9 32 Isaac Viñales (Calvo Team KTM) 2’14.324
10 31 Niklas Ajo (Avant Tecno Husqvarna Ajo Husqvarna) 2’14.384
11 58 Juanfran Guevara (Mapfre Aspar Team Moto3 Kalex KTM) 2’14.416
12 52 Danny Kent (Red Bull Husqvarna Ajo Husqvarna) 2’14.500
13 98 Karel Hanika (Red Bull KTM Ajo KTM) 2’14.531
14 9 Scott Deroue (RW Racing GP Kalex KTM) 2’14.544
15 7 Efren Vazquez (SaxoPrint-RTG Honda) 2’14.556
16 84 Jakub Kornfeil (Calvo Team KTM) 2’14.686
17 17 John Mcphee (SaxoPrint-RTG Honda) 2’14.726
18 21 Francesco Bagnaia (SKY Racing Team VR46 KTM) 2’14.845
19 3 Matteo Ferrari (San Carlo Team Italia Mahindra) 2’14.853
20 38 Hafiq Azmi (SIC-AJO KTM) 2’14.886
21 16 Andrea Migno (Mahindra Racing Mahindra) 2’14.990
22 5 Romano Fenati (SKY Racing Team VR46 KTM) 2’15.002
23 63 Zulfahmi Khairuddin (Ongetta-AirAsia Honda) 2’15.099
24 19 Alessandro Tonucci (CIP Mahindra) 2’15.151
25 65 Philipp Oettl (Interwetten Paddock Moto3 Kalex KTM) 2’15.312
26 99 Jorge Navarro (Marc VDS Racing Team Kalex KTM) 2’15.405
27 57 Eric Granado (Calvo Team KTM) 2’15.683
28 13 Jasper Iwema (KRP Abbink Racing FTR KTM) 2’15.709
29 51 Bryan Schouten (CIP Mahindra) 2’15.925
30 55 Andrea Locatelli (San Carlo Team Italia Mahindra) 2’15.939
31 95 Jules Danilo (Ambrogio Racing Mahindra) 2’16.889
32 66 Joe Irving (Redline Motorcycles/KTM UK KTM) 2’16.942
33 22 Ana Carrasco (RW Racing GP Kalex KTM) 2’17.418
34 4 Gabriel Ramos (Kiefer Racing Kalex KTM) 2’18.608
43 Luca Grunwald (Kiefer Racing Kalex KTM)

Fotos: Moto GP

Regras para tornar a Formula 1 melhor para todo mundo

Texto: Deivison da Conceição da Silva
20 Maneiras para Tornar a Formula 1 mais competitiva e mais acessível Financeiramente:

1. Fim dos Chassis criados pelas equipes (Não ter mais chassis construídos pelas equipes) E a introdução de um chassi único que será feito de acordo com as exigências de todas as equipes da Formula 1 e que terá a metade dos sensores que tem o carro de hoje. Os Modelos de Chassis serão construídos de 3 em 3 anos, Com a liberdade das equipes de construírem o bico dianteiro e a asa traseira e peças aerodinâmicas para melhorar o desempenho dos carros.

2. Banimento do jogo de equipe, tendo uma comissão de técnicos na área de Rádio das equipes (Serão 3 pilotos, 3 Comentaristas, 3 torcedores e mais 11 pessoas das 11 equipes de Formula 1 que vão formar essa comissão que tem direito e aval para desclassificar um dos pilotos ou até os dois pilotos caso na visão deles o jogo de equipe tenha sido feito.

Nunca mais veríamos essas cenas lamentáveis na Formula 1 com essas novas Regras.

Nunca mais veríamos essas cenas lamentáveis na Formula 1 com essas novas Regras.

3. Obrigatório o uso de Carros da mesma equipe com Cores diferentes e que tenham cuidados iguais para ambos, caso isso não ocorra a equipe será punida com dinheiro nas primeiras vezes até o ponto que se tire pontos no campeonato. O uso de cores diferentes em carros da Mesma equipe é para dificultar ainda mais o jogo de equipe.

4. Taxa de inscrição das equipe será de 1 milhão e meio por ano para todas as equipes, para as equipes que querem disputar só determinadas corridas do campeonato a taxa vai ser apenas de 75 mil dólares por corrida.

5. Quinta-feira começa as atividades com um treino livre para pilotos jovens de manhã e a Tarde um treino oficial para os times que não disputam a temporada inteira para determinar os classificados para a classificação de Sábado. Serão 6 vagas para o treinos livres e a classificação, esses 6 vão se juntar aos 22 pilotos fixos que vão fazer o treino oficial que ira classificar somente os 26 para a corrida de domingo. As equipes que tiverem terminado o campeonato nas 6 primeiras posições do campeonato passado estão garantidos na corrida isso na primeira corrida do ano. A partir da segunda corrida do Ano, Estarão automaticamente garantidos para a corrida os 10 primeiros colocados da corrida passada, Mais o pole, Mais o piloto com a melhor volta da corrida. Caso o pole tenha chegado entre os 10 primeiros colocados o 11ºcolocado herda a vaga do pole position, Já no caso da Melhor Volta da corrida o piloto que fizer a melhor volta da prova já esteja entre os 10 primeiros passa a vaga para o piloto com a melhor volta da prova sem que ele esteja entre os 10 primeiros colocados formando assim 12 pilotos, esse sistema será colocado até o final da temporada.

6. As equipes que são fixas no campeonato terão direito a 16 jogos de pneus secos (4 do super macio, 4 de macio, 4 do médio e 4 do duro) e 8 jogos de pneus Molhados (4 intermediários e 4 de chuva intensa) Sem pagarem por esses pneus sendo que acaba o monopólio da Pirelli e libera-se a Guerra dos pneus para qualquer marca de pneus disputar o campeonato sob a condição de não cobrar das equipes os pneus que serão usados. Já quem não disputa o campeonato inteiro terá duas opções, 1ª estampar a marca da fabricante de pneu para ter os pneus de Graça. 2ªopção Pagar 100 mil dólares para ter direito a usar 16 jogos de pneus secos (4 do super macio, 4 de macio, 4 do médio e 4 do duro) e 8 jogos de pneus Molhados (4 intermediários e 4 de chuva intensa).

7. Liberado o uso da Asa Movel.

8. A abertura no Regulamento de motores na Formula 1, Poderão ser usados motores Turbo e Aspirados (Turbo 1.6 e Aspirados V6, V8, V10 e V12), E as equipes terão de obrigatoriamente passar mais de 20 motores para cada equipe. As equipes tem direito a usar 12 motores por temporada, a partir do 13º o piloto larga dos boxes. A Restrição para os construtores que não são fixos não existe, Mas eles terão 3 opções. Ou colocam o logotipo dos motores para terem motores mais baratos sob o custo de 150 a 200 mil dólares, Ou usam os motores oferecidos pela FIA que são baratos e resistentes mas com menos potência, Ou pagam por uma unidade o preço real para as fábricas de motores.


Gutierrez e Maldonado são pilotos que não deveriam estar na Formula 1.

9. Transmissões de Televisão serão mais vibrantes e com muito mais vivacidade, sendo informativas, mas também ouvindo a opinião do mundo inteiro através do twitter, Facebook, Instagram e por SMS, interatividade que pode decidir e influenciar em uma decisão em Termos de punições ou até de prosseguir ou paralisar uma corrida.

Maldonado é uma ameaça a vida e continua na Formula 1 por causa do dinheiro da PDVSA.

10. As equipes são proibidas de venderem os seus dois cockpits para pilotos pagantes, os times terão que obrigação colocar um dos pilotos pelo talento do piloto e terão que provar para a FIA que estão contratando ele pela capacidade e talento do pilotos, Haverá uma comissão que é composta por 12 pessoas sendo Jornalistas, Dirigentes e Torcedores que ira falar se a contratação foi pela capacidade ou visando o dinheiro do patrocinador do piloto, Caso a equipe coloque dois pilotos pagantes a Equipe vai perder o direito a verba de TV que ela tem destinada todos os anos, Essa regra deve favorecer o espetáculo e punir o time que prefere Paydrivers do que o talento dos pilotos.

11. Verba de TV igual para todos os times do campeonato, sendo que no final da temporada terá uma premiação para as 10 primeiras colocadas mais para o piloto ou equipe não fixa com o melhor desempenho e dependendo do desempenho até receber o convite para disputar como time fixo a temporada seguinte.

12. Os Ingressos serão reduzidos pela metade do preço para pessoas do país de origem da corrida e os organizadores pagarão menos para realizarem as corridas e terão direito a 50% de Lucro com o evento no autódromo caso ofereça 1000 ingressos para população de Classe mais pobre que não tem condições de pagar o ingresso da corrida, Caso essa contrapartida social não seja feita o lucro que o Autódromo vai ficar é de apenas 20% e o preço para ter a corrida será 75% a 90% maior.

Viva a Revolução!

13. Pilotos serão protagonistas de um programa na internet sobre a Formula 1 e sobre a vida fora da Formula 1, um programa leve e descontraído sobre a vida dos pilotos e um pouco de bom humor, algo que falta na categoria, tudo nela esta muito certinho na atual Formula 1 de hoje.

14. Pilotos terão mas voz, a GPDA terá um peso maior na feitura dos regulamentos da categoria, podendo aprovar ou vetar componentes e itens do regulamento que eles não fossem de acordo. E ainda os pilotos poderão levar no pódio bandeiras de seus países e poderão levar a bandeira de seus países ou bandeira de um outro pais ou com uma uma homenagem a alguém ou a um evento.

15. Os pilotos terão números fixo independente da sua colocação no campeonato ou da classificação da equipe, Criando uma identidade para cada piloto e facilitando a identificação do público com o piloto. (Regra Já Criada)

16. A GP2 Passaria a ser a 2ªdivisão da Formula 1, com 16 corridas sendo todas disputadas no sábado com a campeã passando a primeira divisão substituindo a última colocada da primeira divisão, isso para fazer os times não se acomodarem com as últimas posições e as equipes da Atual GP2 terem uma motivação para lutarem por uma vaga lá em cima.

17. Introdução de Rodadas duplas em 4 a 6 finais de semana, sendo uma corrida no Sábado e a outra no domingo.

18. No Final do Ano os 8 primeiros colocados da Formula 1 irão disputar uma corrida com outros 12 pilotos selecionados pela GPDA que não estejam ligados a Formula 1 (Pilotos de Indy, Nascar, Rally, WEC, DTM) para disputarem uma corrida a noite onde o campeão leva 1 milhão de Dólares pra casa e 1 torcedor da arquibancada ira ser sorteado e vai ganhar 1 milhão de Dólares.

19. Corridas sendo disponibilizadas pelo Youtube e também o compromisso de não retirar mais nenhum vídeo de corridas de Formula 1 do passado da internet.

Chora Luca de Montezemolo! – Seu mimimi não vai adiantar nada com as novas regras.

20. O fim dos privilégios das grandes equipes de Formula 1 (Principalmente da Ferrari) nas decisões do Regulamento que tem que ser feito para todas as equipes e também as punições tem que ser aplicadas para todas as equipes porque não pode ser dois pesos e duas medidas na Formula 1 seja uma equipe nanica seja uma poderosa equipe.

Vejam essas regras e me digam o que acharam disso, Qualquer dúvida ou critica podem comentar a vontade.

Quem quiserem me dar sugestões ou escrevem colunas e acharem que escrevem colunas melhores do que as minhas escrevam uma coluna e me mandem por e-mail deivisonf1world@portalsportszone.com.br ou deivison_penguimslap@hotmail.com que eu coloco a sua coluna, estou dando a chance de vocês de produzirem algo que pode ser melhor que as colunas que eu escrevo.

Valeu gente!!! Até a Próxima
Um abraço pra todos os meus amigos do Orkut, MSN, Facebook, Twitter e para a minha família!!
Valeu gente!!

E só uma mensagem para uma certa pessoa:

Volta para o Sarcófago tio Bernie!

47_Gold Wing

Honda GL 1800 GoldWing – Fotos

Esse especial vai mostrar um dos nossos arquivos sobre uma moto muito bacana, Muito bom mesmo.

Qualidades da Moto? Tem muitas

Confortável

Segura

Um Belo Espaço para Cargas Extras

Com Rádio para você ouvir músicas e informação

Claro o Painel informando o desempenho e o combustível que ainda tem na Goldwing.

Agora vamos colocar a Ficha Técnica dessa Moto:

CATEGORIA

Touring

MOTOR

1.832 cm³, OHC, 4 tempos, com 6 cilindros contrapostos, 12 válvulas (2 por cilindro), arrefecimento a líquido

POTÊNCIA MÁXIMA

118 cv a 5.500 rpm

TORQUE MÁXIMO

17 kgf.m a 4.000 rpm

RELAÇÃO DE COMPRESSÃO

9.8:1

SISTEMA DE IGNIÇÃO

CDI

BATERIA

12V-18Ah (selada)

SISTEMA DE PARTIDA

Elétrica

CAPACIDADE DO TANQUE

25 litros (reserva de 4,4 litros)

TRANSMISSÃO

Eixo cardã / 5 velocidades

SUSPENSÃO DIANTEIRA

Garfo telescópico com 140 mm de curso

SUSPENSÃO TRASEIRA

Duplo amortecida com 47 mm (Pro-link + Pro-arm)

EIXO DA RODA

Dianteira (122 mm); Traseira (105 mm)

TRAIL

109 mm

CÁSTER

29º15’

FREIO DIANTEIRO

Disco de 296 mm de diâmetro e cáliper de pistão triplo

FREIO TRASEIRO

Disco de 316 mm de diâmetro e cáliper de pistão triplo

PNEU DIANTEIRO

130/70 R18 M/C 63H

PNEU TRASEIRO

180/60 R16 M/C 74H

ALTURA DO ASSENTO

740 mm

ALTURA MÍNIMA DO SOLO

125 mm

CHASSI

Em alumínio dupla trave (Diamond)

DIMENSÕES (C X L X A)

2,635 x 945 x 1,455 mm

ENTRE-EIXOS

1,690 mm

PESO SECO

383Kg

CORES

Prata e preta metálicas

PREÇO PÚBLICO SUGERIDO

R$ 105.529,91 (base Estado de São Paulo) Maio de 2007
Hoje R$ 93.500,00 (base Estado de São Paulo)

Fotos:

E a partir de hoje teremos um novo projeto, As montadoras que quiserem mandar novidades sobre motos novas ou antigas podem enviar um e-mail para deivison_penguimslap@hotmail.com que colocaremos os Créditos para as devidas Montadoras e mostraremos as Fotos e também falaremos de forma rápida das principais características e da ficha técnica de cada moto comentada aqui.

Fotos: Honda
Vídeo: Honda

Stoneman e Lynn ganham na GP3 em Spa-Francorchamps

No final de semana de volta da GP3 Series na Bélgica destaque para a confusa primeira corrida do final de semana aonde os pilotos e equipes tiveram uma experiência de GP2 com a troca de pneus de pista molhada para os pneus de pista seca.

Na primeira prova da programação foi uma confusão enorme por causa da Chuva, na volta de apresentação o piloto Patric Niederhauser acabou batendo enquanto aquecia seus pneus, Dai a largada foi adiada até limparem os destroços que ficaram na pista, O pole position dessa corrida foi o estreante de 17 anos Luca Ghiotto que andou boa parte do tempo na liderança da corrida, pilotos como Emil Bernstorff e Alex Lynn foram para os boxes no começo da corrida para colocar os pneus de pista seca que se revelaram absolutamente inúteis no começo da corrida, Na segunda parte de corrida ai sim os pneus de pista seca já eram mais eficientes do que os pneus de pista molhada que se desgastavam e era evidente que Bernstorff e Lynn e os pilotos que foram para a mesma tática.

Mas uma batida a 5 voltas do final provocou um safety car na pista para a remoção dos destroços de Matheo Tuscher. A Corrida recomeçou faltando duas voltas para o final e a briga por posições foi forte, Alex Lynn acabou quebrando o bico do seu carro em um enrosco com um piloto em que ele tentou ultrapassar e isso acabou limitando seu desempenho apenas com o objetivo de manter sua posição no final.

Dean Stoneman acabou se dando bem e conquistou a 2ªvitória na temporada com Dino Zamparelli e Nick Yelloly completando o pódio.

Já no domingo Alex Lynn que largou na pole position após completa a prova em 8ºlugar na primeira corrida acabou vencendo a segunda bateria já com o tempo seco e sem chuva e manteve a liderança do campeonato com 153 pontos contra os 121 pontos de Richie Stanaway que ficou em segundo lugar nessa corrida, Alex Fontana completou o pódio. A Próxima corrida acontece na Itália nos dias 6 e 7 de Setembro.

Resultado da 11ªEtapa da GP3 Series – GP da Bélgica

1. Dean Stoneman (Manor) 28:58.508 em 12 Voltas
2. Dino Zamparelli (ART) a 1.210
3. Nick Yelloly (Status) a 2.923
4. Jann Mardenborough (Arden) a 3.837
5. Pal Varhaug (Jenzer) a 4.938
6. Alex Fontana (ART) a 5.734
7. Richie Stanaway (Status) a 7.012
8. Alex Lynn (Carlin) a 7.555
9. Emil Bernstorff (Carlin) a 8.059
10. Riccardo Agostini (Hilmer) a 9.237
11. Kevin Ceccon (Jenzer) a 10.027
12. Alfonso Celis (Status) a 10.547
13. Santiago Urrutia (Koiranen) a 11.831
14. Ryan Cullen (Manor) a 25.472
15. Nelson Mason (Hilmer) a 35.045
16. Luis Sa Silva (Carlin) a 1:10.700
17. Carmen Jorda (Koiranen) a 1:43.531
18. Luca Ghiotto (Trident) a 1:45.090
19. Sebastian Balthasar (Hilmer) a 2 Voltas
20. John Bryant-Meisner (Trident) a 2 Voltas

não completaram a corrida:

Matheo Tuscher (Jenzer) a 5 Voltas
Robert Visoiu (Arden) a 8 Voltas
Patrick Kujala (Manor) a 12 Voltas
Jimmy Eriksson (Koiranen) a 12 Voltas
Marvin Kirchhofer (ART) a 12 Voltas
Patric Niederhauser (Arden) a 12 Voltas

Resultado da 12ªEtapa da GP3 Series – GP da Bélgica

1. Alex Lynn (Carlin) 28:25.130 em 13 Voltas
2. Richie Stanaway (Status) a 2.050
3. Alex Fontana (ART) a 7.947
4. Jann Mardenborough (Arden) a 13.530
5. Nick Yelloly (Status) a 14.501
6. Emil Bernstorff (Carlin) a 14.758
7. Dino Zamparelli (ART) a 16.745
8. Pal Varhaug (Jenzer) a 19.075
9. Dean Stoneman (Manor) a 19.092
10. Nelson Mason (Hilmer) a 20.980
11. Kevin Ceccon (Jenzer) a 22.067
12. Riccardo Agostini (Hilmer) a 34.829
13. Ryan Cullen (Manor) a 40.131
14. Luca Ghiotto (Trident) a 40.616
15. Alfonso Celis (Status) a 43.370
16. Matheo Tuscher (Jenzer) a 46.892
17. Marvin Kirchhofer (ART) a 51.011
18. Santiago Urrutia (Koiranen) a 52.123
19. Jimmy Eriksson (Koiranen) a 52.777
20. Robert Visoiu (Arden) a 54.430
21. Patrick Kujala (Manor) a 54.868
22. John Bryant-Meisner (Trident) a 58.526
23. Luis Sa Silva (Carlin) a 1 Volta

Não terminaram a corrida:

Carmen Jorda (Koiranen) a 4 Voltas
Patric Niederhauser (Arden) a 9 Voltas
Sebastian Balthasar (Hilmer) a 13 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: GP3 Series