Miguel Oliveira fecha sua trajetória na Moto 2 com vitória em piso molhado em Valencia

A última corrida do ano na Moto 2, Tivemos uma corrida com piso molhado e com muitos acidentes. Na Largada, Vierge passou a liderança. Logo na segunda curva, Luca Marini caiu, levando com ele Joan Mir e Lorenzo Baldassarri. Francesco Bagnaia e Augusto Fernandez perderam muitas posições.

Na primeira volta ainda, Pasini, Vierge e Oliveira disputaram a primeira posição. Na segunda volta a liderança foi parar nas mãos de Miguel Oliveira que partiu do 10ºlugar, Com Pasini em 2º e Alex Marquez largando do 17ºlugar estava em 3ºlugar à frente de Xavi Vierge, Iker Lecouna (Que largou do 21ºlugar) Na 3ªVolta, Já tinham ido ao chão 6 pilotos: Além dos três da largada: Carderus, Pawi e Danilo.

Na 4ªVolta, Sam Lowes que vinha em 6ºlugar foi ao chão pela última vez em 2018 com sua KTM de 2017. Xavi Vierge e Iker Lecouna disputam com muita coragem o 3ºlugar.

Na volta 5, Alex Marquez partiu para cima de Miguel Oliveira. A ultrapassagem do irmão de Marc Marquez aconteceu na volta seguinte. Alex foi para a liderança e abriu diferença para o vice-campeão do mundo da Moto 2. Vierge, Lecouna, Pasini, Corsi, Locatelli, Schrotter, Nakagami e Roberts nas 10 primeiras posições. Quartararo que teve problemas e largou dos boxes estava em 9ºlugar. Bagnaia já vinha nos pontos em 12ºlugar.

Joe Roberts com a NTS que anda bem na chuva vinha evoluindo muito na corrida, Chegou a estar em 7ºlugar. Porém, No final da volta 9, O norte-americano cai e deixa a prova.

Marquez abria diferença para Oliveira, A briga pelo 3ºlugar entre Vierge e Lecuona acabou na 13ªvolta, Quando o piloto da Dynavolt acabou indo para o Chão, Deixando a prova e a posição para o jovem piloto da Swiss Innovative Investors, que acabou cometendo um pequeno erro na última curva do circuito perdendo contato com Oliveira.

Marquez vinha com o controle da corrida, Até que ele cai no final da 15ªVolta e deixa a liderança com Miguel Oliveira, O piloto da Marc VDS consegue ainda volta em 3ºlugar, A frente de Mattia Pasini, Mas com a moto avaliada poderia ter tido algum prejuízo em desempenho.

Outro que vinha muito bem e acabou caindo era o finlandês Niki Tuuli que vinha em 5ºlugar. Miguel Oliveira na parte final da prova abria 9 segundos de frente para o Lecouna. Marquez conseguiu se consolidar em 3ºlugar. Mais atrás, Simone Corsi que vinha muito bem acabou perdendo rendimento no final. O 5ºlugar passou a ser disputado por Fabio Quartararo e Remy Gardney, Disputa que acabou o Australiano levando a melhor.

Miguel Oliveira acabou levando sua KTM com cuidado para a 3ªVitória no ano e completando sua história na Moto 2 com chave de ouro e com o vice-campeonato no bolso. Iker Lecouna fez sua melhor corrida do ano e acabou levando o seu primeiro pódio da sua carreira, O jovem de 18 anos terminou o ano em ótima forma.

Alex Marquez que largou em 16ºlugar acabou liderando a prova e mesmo com a queda no meio da corrida ainda conseguiu salvar o pódio, Com o terceiro lugar. Após um ano muito irregular do piloto Espanhol. Mattia Pasini acabou em 4ºlugar e por enquanto não tem uma moto para 2019.

O australiano Remy Gardner teve seu melhor resultado na Moto 2. Levando o Chassi Tech 3 a encerrar sua trajetória com dignidade ao 5ºlugar, Superando Fabio Quartararo, Que também fez uma sensacional corrida. Dos boxes para o 6ºlugar.

Marcel Schrotter que largou na primeira fila não conseguiu ir além do 7ºlugar, Augusto Fernandez fechando o ano com o 8ºlugar, Andrea Locatelli com um decente 9ºlugar e Simone Corsi ainda fechando os Top 10. O Campeão Francesco Bagnaia terminou em 14ºlugar e termina sua trajetória no Mundial de motovelocidade com 30 corridas seguidas na zona de pontuação.

Dessa forma o ano no Mundial da moto 2 se encerra com a disputa mais apertada na classificação final, Bagnaia e Oliveira ficaram separados por apenas 9 pontos. (306 a 297 a favor do piloto da VR46) e com a promessa de um 2019 mais disputado e com os novos motores triumph que estrelam no GP do Qatar no ano que vem.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final da última etapa da Moto 2
GP da Comunidade Valenciana – Mundial de Motovelocidade

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 45’07.639
2 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM a 13.201
3 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 22.175
4 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 28.892
5 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 30.106
6 20 Fabio Quartararo HDR Heidrun – Speed Up Speed Up a 32.126
7 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 33.086
8 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex a 33.950
9 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 35.707
10 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 37.019
11 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 43.844
12 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 45.871
13 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 49.113
14 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex a 53.288
15 2 Jesko Raffin SAG Team Kalex a 1’08.712
16 32 Isaac Vinales Forward Racing Team Suter a 1’25.666
17 18 Xavier Cardelus Marinelli Snipers Team Kalex a 1’32.166
18 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 1’47.502
19 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 1 Volta
20 3 Lukas Tulovic Forward Racing Team Suter a 1 Volta
66 Niki Tuuli Petronas Sprinta Racing Kalex a 6 Voltas
97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 12 Voltas
16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 17 Voltas
70 Tommaso Marcon HDR Heidrun – Speed Up Speed Up a 18 Voltas
9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 20 Voltas
41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 22 Voltas
22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM a 22 Voltas
89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 23 Voltas
10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 25 Voltas
7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 25 Voltas
36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 25 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Luca Marini leva a pole na Moto 2 após disputa com pilotos da Dynavolt

Após a vitória em Sepang, O Italiano Luca Marini conquistou a pole position no circuito de Ricardo Torno. O piloto da Sky Racing VR46 larga na frente após dura disputa com os dois pilotos da Dynavolt.

Pasini começou o treino na frente, Com Navarro, Lecuona e Aegerter logo a seguir, 1 minuto depois, Luca Marini assumiu a liderança. Jesko Raffin e Tetsura Nagashima chegaram a ocupar os dois primeiros lugares.

A 35 minutos do final, Marini voltou a ocupar a Ponta tomada pelo Pasini, Com 1:37.333, Com Miguel Oliveira subindo do 18ºlugar para a segunda posição. Dai tivemos uma pequena disputa entre Bagnaia e Oliveira. O piloto campeão de 2018 da moto 2 marcou 1:37.000 e tomou a liderança do piloto Português, Que acabou dando o troco na volta seguinte com 1:36.756 e volta para a ponta. Mattia Pasini passou a segunda posição ao fazer 1:36.817 com 1 terço de classificação.

Logo depois disso, Marini e Bagnaia passaram para as duas primeiras posições respectivamente puxando um ao outro. A VR46 teve essa como uma das características na moto 2, Os dois pilotos se ajudando na classificação para largarem o mais a frente possível.

Marcel Schrotter aos 27 minutos do final da classificação marcou uma belíssima volta de 1:36.413 se colocando na segunda posição. Na volta seguinte, O piloto Alemão da Dynavolt melhora para 1:36.170, Marini baixou essa marca para 1:36.058. Classificação era aos 20 minutos de classificação: Marini, Schrotter, Vierge, Bagnaia, Baldassarri, Pasini, Oliveira, Fernandez, Marquez e Binder.

Schrotter tentou mais uma volta, Mas acabou perdendo a chance da pole no último setor na metade da classificação. Fábio Quartararo subiu para o 9ºlugar. Quem deu uma bela subida foi Joan Mir (Que se despede da moto 2 para ir a motoGP em  2019 pela Suzuki) que pulou do 12º para a 6ªposição a 21 minutos do final.

Depois disso tivemos uns 10 minutos sem modificações. Até que Corsi foi para o 8ºlugar. Destacar que o Malaio Pawi subiu para uma impressionante 6ºposição. (Talento ele tem, Falta experiência para o jovem malaio) Xavi Vierge melhorou seu tempo, E aumentou a pressão do pilotos da Dynavolt contra Marini da VR46.

A 8 minutos e 40 segundos do final, Schrotter assumiu a liderança com 1:35.978, 1 minuto e 40 segundos depois Marini respondeu e se colocou de novo na frente com 7 milésimos a frente do piloto Alemão. Não satisfeito, Melhorou a marca para 1:35.777 a 5 minutos do final. A pole estava próxima das mãos dele, Mas ainda não tinha acabado…

… Vierge na sua tentativa final subiu para a segunda posição com 1:30.804, Lorenzo Baldassarri, Sam Lowes e Joan Mir melhoraram seus tempos e se colocaram em 4º, 5º e 6ºlugares respectivamente. Mas ai veio o campeão da temporada e marcou 1:36.173 para tomar o 4ºlugar das mãos do piloto da Pons.

Marini com a pole position, pode sonhar com a segunda vitória no ano e terminar a temporada com a moral lá em cima para entrar em 2019 como um postulante ao título da Moto 2, Mas não vai ser fácil. Os dois pilotos da Dynavolt estão dispostos e lutarem pela 1ªvitória na Moto 2. Tanto Xavi Vierge como Marcel Schrotter tem chances de vitória em Valência pelo belo desempenho que ambos demonstraram.

Na segunda fila larga o Campeão da moto 2, Francesco Bagnaia, O piloto da Pons Lorenzo Baldassarri e o piloto Inglês Sam Lowes. Joan Mir que vai para a Moto GP em 2019 quer se despedir bem da categoria, Larga em 7ºlugar e abre a 3ªFila, que terá Augusto Fernandez que cresceu na parte final da temporada e de Fabio Quartararo que faz sua despedida da moto 2 com sua Speed UP.

Miguel Oliveira larga apenas em 10ºlugar com sua KTM oficial, Seguido de seu companheiro de equipe Brad Binder. Jesko Raffin em belo treino completa a 4ªFila. Mattia Pasini em 14º e Alex Marquez em 16º foram às decepções da classificação. A prova da moto 2 começa a partir das 9 e 20 da manhã desse domingo.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de largada
GP da Comunidade Valenciana – Mundial de Motovelocidade

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 1’35.777
2 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex 1’35.804
3 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 1’35.945
4 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 1’36.173
5 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 1’36.270
6 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 1’36.335
7 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’36.336
8 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex 1’36.380
9 20 Fabio Quartararo HDR Heidrun – Speed Up Speed Up 1’36.396
10 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 1’36.429
11 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’36.464
12 2 Jesko Raffin SAG Team Kalex 1’36.499
13 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’36.515
14 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 1’36.532
15 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’36.572
16 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’36.580
17 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 1’36.595
18 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 1’36.638
19 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 1’36.656
20 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’36.667
21 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 1’36.671
22 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 1’36.819
23 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 1’36.909
24 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 1’36.976
25 14 Hector Garzo Tech 3 Racing Tech 3 1’37.444
26 66 Niki Tuuli Petronas Sprinta Racing Kalex 1’37.457
27 70 Tommaso Marcon HDR Heidrun – Speed Up Speed Up 1’37.483
28 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’38.351
29 32 Isaac Vinales Forward Racing Team Suter 1’38.406
30 18 Xavier Cardelus Marinelli Snipers Team Kalex 1’38.718
31 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 1’39.275
32 3 Lukas Tulovic Forward Racing Team Suter 1’39.600

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Vindo da repescagem Marevick Viñales conquista pole position em Valência

Em treino sobre pista ainda com pontos molhados no Circuito de Ricardo Torno, O espanhol Marevick Viñales vindo do Q1 e de uma perspectiva ruim da Yamaha para a Pole position. É a segunda vez que um piloto vindo do Q1 conquista a pole position.

No Q1, Smith e Viñales começaram na frente a 11 minutos do final, Bautista e Morbidelli logo a seguir. Thomas Luthi a 10 minutos do final sobe para o 2ºlugar.

Viñales em sua segunda volta rápida acabou marcando o pelo tempo de 1:32.418 e assume a liderança. Takaagi Nakagami com 1:32.532 assumiu o segundo lugar. Quem vinha muito mal era Jorge Lorenzo, que não estava em totais condições físicas. Rossi vinha muito pior, estava em 10ºlugar a 7 minutos do final da repescagem.

Franco Morbidelli voltou a pista, A 4 minutos do final o piloto da Marc VDS (Que vai sair da MotoGP depois dessa prova) marca 1:32.393 e assume a liderança, que não durou muito, 35 segundos depois, Iannone marcou 1:31.382 e Viñales com 1:31.973 foram para o 1º e 2ºlugares. Na volta seguinte Viñales melhorou para 1:31.858.

Morbidelli e Rossi tentaram melhorar seus tempos, Mesmo assim. Não conseguiram chegar perto da vaga ao Q2. Quem chegou perto foi Lorenzo com 1:31.900 e Nakagami com 1:31.928. Mas não foi o suficiente para tirarem Iannone e Viñales que se classificaram para o Q2.

Resultado do Q1:

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’31.382
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’31.858
3 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’31.900
4 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’31.928
5 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’32.385
6 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’32.452
7 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’32.545
8 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’32.547
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’32.568
10 6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda 1’32.708
11 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’32.749
12 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’33.011
13 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati 1’34.427
14 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’35.171

Logo no começo do Q2 em sua primeira volta rápida, Marc Marquez acabou caindo na curva 4 e acabou deslocando o ombro que estava com algum problema desde do GP do Japão.

Enquanto isso Pedrosa começou na frente com Pol Espargaró em 2º. Eles foram superados rapidamente por Dovizioso que foi superado por Jack Miller que passou para a liderança com Danilo Petrucci marcando o segundo tempo, Ambos com a Pramac Ducati. A 9 minutos e 45 segundos do final, Petrucci em sua última corrida na equipe (Em 2019 vai correr na equipe oficial da Ducati) assumiu a liderança com 1:31.930. Na Volta seguinte o piloto Italiano baixou o tempo para 1:31.531 e consolida a liderança do Q2. Alex Rins passou para o segundo lugar e Dovizioso .

Marc Marquez que não tinha marcado tempo foi a luta. Com sua moto reserva para tentar a pole. Quem foi para o Chão foi Jack Miller a 3 minutos do final, Ao mesmo tempo, Marevick Viñales assumiu a liderança, Com o tempo 1:31.359, superando Danilo Petrucci. Marc Marquez foi para o 3ºlugar.

Alex Rins foi fazendo as melhores parciais nos 3 primeiros setores, Mas no último setor o piloto da Suzuki não foi bem e acabando deixar a pole escapar diante dos dedos a 1 minuto e 56 segundos do termino da classificação.

Viñales tratou de acabar com a história marcando 1:31.312 a 1 minuto e meio do final, Com Rins em segundo e Marquez em 3ºlugar. (Marcando 1:31.442 a 1:20 do final) Dovizioso e Petrucci ultrapassaram o campeão do Mundo de 2018.

Marevick Viñales se torna o segundo piloto a fazer a pole saindo da repescagem. O piloto da Yamaha disputa o 3ºlugar no Mundial de pilotos com seu companheiro de equipe Valentino Rossi que larga do 16ºlugar. O Piloto de 23 anos tem ampla vantagem nessa disputa.

Largando junto na primeira fila largam o Espanhol Alex Rins e o Italiano Andrea Dovizioso, nenhum deles tem nada a perder. O piloto da Suzuki quer fechar o ano com vitória e Dovizioso busca a vitória para fechar bem o ano de 2018. Na segunda fila larga Danilo Petrucci. O piloto da Pramac conta com a possibilidade de chuva para lutar pela 1ªVitória da sua carreira. O Campeão de 2018, Marc Marquez larga em 5ºlugar sendo o melhor piloto da Honda, Quem fecha a 2ªFila é o Espanhol Pol Espargaró, que levou a KTM ao melhor grid do ano.

Na terceira fila largam Andrea Iannone com a Suzuki, Aleix Espargaró com a Aprilla e Dani Pedrosa. Em sua corrida de despedida da Honda Repsol  larga em 9ºlugar. Completando os 12 primeiros lugares, O Australiano Jack Miller da Pramac, O Francês Johann Zarco da Tech 3 e o piloto de testes da Ducati Michele Pirro.

Amanhã, As 8 da manhã teremos a prova de encerramento do Mundial de Motovelocidade abrindo com a Moto 3. As 9 e 20 teremos a Moto 2 e as 11 da Manhã teremos a última prova com a MotoGP, A última de 2018.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de largada
GP da Comunidade Valenciana – Mundial de Motovelocidade

pos Piloto Equipe Moto Tempo Fase
1 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’31.312 Q2
2 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’31.380 Q2
3 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’31.392 Q2
4 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’31.414 Q2
5 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’31.442 Q2
6 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’31.577 Q2
7 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’31.629 Q2
8 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’31.630 Q2
9 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’32.140 Q2
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’32.145 Q2
11 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’32.179 Q2
12 51 Michele Pirro Ducati Team Ducati 1’32.310 Q2
13 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’31.900 Q1
14 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’31.928 Q1
15 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’32.385 Q1
16 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’32.452 Q1
17 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’32.545 Q1
18 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’32.547 Q1
19 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’32.568 Q1
20 6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda 1’32.708 Q1
21 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’32.749 Q1
22 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’33.011 Q1
23 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati 1’34.427 Q1
24 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’35.171 Q1

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Preview do GP da Comunidade Valenciana – Mundial de Motovelocidade

Circuito da Comunidade Valenciana

Circuito de Ricardo Torno, Nunca realizou provas na Formula 1, Apesar de ser por várias vezes palco dos testes de pré-temporada. Na MotoGP essa é uma das provas mais curtas do calendário, Um circuito de média, Com curvas desafiadoras como as curvas 13 e 14.

Distância : 4.005 Km (2.488 Milhas) Por volta Completada

Previsões para a prova que encerra o campeonato do Mundial de motovelocidade:

Marquez tenta a vitória para fechar com Chave de ouro

Pedrosa em sua última prova na Honda que a 7ªVitória em Ricardo Torno

Ducati quer acabar com o Jejum de 12 anos sem vitória do circuito espanhol

Suzuki busca uma vitória inédita em Ricardo Torno

Tom Luthi tem última chance de evitar zerar a temporada toda

Rossi quer a vitória para não passar em branco em 2018

Na moto 2: A última prova de Francesco Bagnaia, Miguel Oliveira, Fábio Quartararo, Joan Mir. Em 2019 eles serão promovidos a MotoGP.

Na Moto 3: Disputa pelo vice-campeonato entre Marco Bezzecchi e Fabio di Giannantonio

Lista de Inscritos:

Piloto País Equipe Moto
4 Andrea Dovizioso Itália Ducati Team Ducati
5 Johann Zarco França Monster Yamaha Tech 3 Yamaha
6 Stefan Bradl Alemanha LCR Honda CASTROL Honda
9 Danilo Petrucci Itália Alma Pramac Racing Ducati
10 Xavier Simeon Bélgica Reale Avintia Racing Ducati
12 Thomas Luthi Suíça EG 0,0 Marc VDS Honda
17 Karel Abraham República Tcheca Angel Nieto Team Ducati
19 Alvaro Bautista Espanha Angel Nieto Team Ducati
21 Franco Morbidelli Itália EG 0,0 Marc VDS Honda
25 Maverick Viñales Espanha Movistar Yamaha MotoGP Yamaha
26 Dani Pedrosa Espanha Repsol Honda Team Honda
29 Andrea Iannone Itália Team SUZUKI ECSTAR Suzuki
30 Takaaki Nakagami Japão LCR Honda IDEMITSU Honda
38 Bradley Smith Inglaterra Red Bull KTM Factory Racing KTM
41 Aleix Espargaró Espanha Aprilia Racing Team Gresini Aprilia
42 Alex Rins Espanha Team SUZUKI ECSTAR Suzuki
43 Jack Miller Austrália Alma Pramac Racing Ducati
44 Pol Espargaró Espanha Red Bull KTM Factory Racing KTM
45 Scott Redding Inglaterra Aprilia Racing Team Gresini Aprilia
46 Valentino Rossi Itália Movistar Yamaha MotoGP Yamaha
51 Michele Pirro Itália Ducati Team Ducati
55 Hafizh Syahrin Malásia Monster Yamaha Tech 3 Yamaha
81 Jordi Torres Espanha Reale Avintia Racing Ducati
93 Marc Marquez Espanha Repsol Honda Team Honda
99 Jorge Lorenzo Espanha Ducati Team Ducati

Moto 2

Piloto País Equipe Moto
2 Jesko Raffin Suíça SAG Team Kalex
3 Lukas Tulovic Alemanha Forward Racing Team Suter
4 Steven Odendaal África do Sul NTS RW Racing GP NTS
5 Andrea Locatelli Itália Italtrans Racing Team Kalex
7 Lorenzo Baldassarri Itália Pons HP40 Kalex
9 Jorge Navarro Espanha Federal Oil Gresini Moto2 Kalex
10 Luca Marini Itália SKY Racing Team VR46 Kalex
14 Hector Garzo Espanha Tech 3 Racing Tech 3
16 Joe Roberts Estados Unidos NTS RW Racing GP NTS
18 Xavi Cardelus Andorra Marinelli Snipers Team Kalex
20 Fabio Quartararo França HDR Heidrun – Speed Up Speed Up
21 Federico Fuligni Itália Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex
22 Sam Lowes Inglaterra Swiss Innovative Investors KTM
23 Marcel Schrotter Alemanha Dynavolt Intact GP Kalex
24 Simone Corsi Itália Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex
27 Iker Lecuona Espanha Swiss Innovative Investors KTM
32 Isaac Viñales Espanha Forward Racing Team Suter
36 Joan Mir Espanha EG 0,0 Marc VDS Kalex
40 Augusto Fernandez Espanha Pons HP40 Kalex
41 Brad Binder África do Sul Red Bull KTM Ajo KTM
42 Francesco Bagnaia Itália SKY Racing Team VR46 Kalex
44 Miguel Oliveira Portugal Red Bull KTM Ajo KTM
45 Tetsuta Nagashima Japão IDEMITSU Honda Team Asia Kalex
54 Mattia Pasini Itália Italtrans Racing Team Kalex
66 Niki Tuuli Finlândia Petronas Sprinta Racing Kalex
70 Tommaso Marcon Itália HDR Heidrun – Speed Up Speed Up
73 Alex Marquez Espanha EG 0,0 Marc VDS Kalex
77 Dominique Aegerter Suíça Kiefer Racing KTM
87 Remy Gardner Austrália Tech 3 Racing Tech 3
89 Khairul Idham Pawi Malásia IDEMITSU Honda Team Asia Kalex
95 Jules Danilo França Nashi Argan SAG Team Kalex
97 Xavi Vierge Espanha Dynavolt Intact GP Kalex

Moto 3

Piloto País Equipe Moto
5 Jaume Masia Espanha Bester Capital Dubai KTM
10 Dennis Foggia Itália SKY Racing Team VR46 KTM
12 Marco Bezzecchi Itália Redox PruestelGP KTM
14 Tony Arbolino Itália Marinelli Snipers Team Honda
16 Andrea Migno Itália Angel Nieto Team Moto3 KTM
17 John McPhee Escócia CIP – Green Power KTM
19 Gabriel Rodrigo Argentina RBA BOE Skull Rider KTM
21 Fabio DI Giannantonio Itália Del Conca Gresini Moto3 Honda
22 Kazuki Masaki Japão RBA BOE Skull Rider KTM
23 Niccolò Antonelli Itália SIC58 Squadra Corse Honda
24 Tatsuki Suzuki Japão SIC58 Squadra Corse Honda
25 Raul Fernandez Espanha Angel Nieto Team KTM
26 Izam Ikmal Malásia Petronas Sprinta Racing Honda
27 Kaito Toba Japão Honda Team Asia Honda
31 Celestino Vietti Itália SKY Racing Team VR46 KTM
33 Enea Bastianini Itália Leopard Racing Honda
40 Darryn Binder África do Sul Red Bull KTM Ajo KTM
41 Nakarin Atiratphuvapat Tailândia Honda Team Asia Honda
42 Marcos Ramirez Espanha Bester Capital Dubai KTM
44 Aron Canet Espanha Estrella Galicia 0,0 Honda
48 Lorenzo Dalla Porta Itália Leopard Racing Honda
61 Can Oncu Turquia Red Bull KTM Ajo KTM
65 Philipp Oettl Alemanha Sudmetal Schedl GP Racing KTM
71 Ayumu Sasaki Japão Petronas Sprinta Racing Honda
72 Alonso Lopez Espanha Estrella Galicia 0,0 Honda
75 Albert Arenas Espanha Angel Nieto Team Moto3 KTM
77 Vicente Perez Espanha Reale Avintia Academy 77 KTM
81 Stefano Nepa Itália CIP – Green Power KTM
84 Jakub Kornfeil República Tcheca Redox PruestelGP KTM
88 Jorge Martin Espanha Del Conca Gresini Moto3 Honda

Previsão do Tempo:

Sexta-Feira

Sábado

Domingo

Prova de 2013

Lorenzo ganha em Valencia, Mas é Marquez que entra na História e é o Campeão Mais Jovem da MotoGP

Prova de 2014

Marquez resiste a deslealdade de Miller e conquista título da Moto 3 diante de sua Torcida

Rabat deixa vitória escapar no final, Luthi fecha a temporada com Vitória em Ricardo Torno

Marquez fecha ano com vitória em Valência e supera recorde de Doohan, Valentino Rossi conquista vice!

Prova de 2015

Rabat conquista vitória em sua despedida da moto 2 em Valencia

Lorenzo conquista o tricampeonato na MotoGP após segurar os pilotos da Honda, Rossi ultrapassa 22 pilotos e fica em 4º

Prova de 2016

No Fim da Temporada da Moto 3 Binder vive um quase Review de Jerez, se recupera e vence em Valência

Moto 2: Zarco fecha temporada com Chave de ouro vencendo em Ricardo Torno

Lorenzo sobra em sua despedida da Yamaha e conquista vitória em Valência

Prova de 2017

Jorge Martin conquista sua primeira vitória na Motovelocidade em Valencia

Oliveira fecha campeonato com 3ªVitória seguida, Granado faz boa prova em preparação da Decisão do Europeu de Moto 2

Marquez conquista o título na Decisão de Valencia, Pedrosa Vence e Lorenzo tira chance de Dovizioso brigar pelo Campeonato

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Hamilton conquista vitória em Interlagos na Raça e na Sorte, Mercedes é a campeã dos Construtores de 2018

Dia de sol em Interlagos para mais uma corrida no Brasil, Uma das melhores da temporada e uma das mais rápidas e competitivas provas que já foram realizadas no Brasil.

Na largada, Hamilton manteve a liderança com Valtteri Bottas assumindo o segundo lugar passando por fora a Sebastian Vettel. Kimi e Max Verstappen disputaram o 4ºlugar, Com vantagem para o piloto da Ferrari. Nas primeiras curvas, Ericsson que largou em 6ºlugar foi tocado e acabou tendo seu carro danificado, Comprometendo sua corrida.

Na segunda volta um pega pra capar entre os dois pilotos da Renault acaba em choque entre dois pilotos provocado pelo Espanhol, Hulkenberg leva a pior e teve de fazer uma parada nos boxes.

A partir da 3ªVolta, Começou o shjow de Max Verstappen. No S do Senna ele ultrapassou Kimi Raikkonen e ganhou o 4ºlugar. Na Volta seguinte, Na mesma curva, Verstappen se joga pra cima de Vettel bem por dentro e ganha o terceiro lugar e vai para cima de Bottas. Vettel perderia posição para Raikkonen, Após um erro depois da reta oposta.

Quem vinha se recuperando muito bem era Daniel Ricciardo, Que no começo da 5ªVolta já tinha passado Charles Leclerc e assumiu o 6ºlugar.

Verstappen destemido vai para cima de Valtteri Bottas, Apesar do melhor carro, O piloto da Mercedes se segurava pela melhor potência do Motor. Hamilton vinham abrindo 2 segundos de vantagem para Bottas e os demais.

O Companheiro de Lewis Hamilton segurou a pressão até o final da 9ªVolta, foi quando Verstappen se aproximou de Bottas e na reta, indo bem por dentro (Bottas ficou no meio da Pista) e passou para o segundo lugar no S do Senna. Enquanto Verstappen parte para disputar a liderança com Hamilton. Bottas segurava Raikkonen, Vettel e Ricciardo. Os pneus do pilotos da Mercedes estavam ruins e não rendiam mais.

No S do Senna, Raikkonen tentou passar Bottas. Essa curva foi o ponto de ultrapassagem para vários pilotos. Entre eles a Kevin Magnussen que passou Ericsson por fora o piloto da Sauber que não estava em um bom dia (Perdeu outras 3 posições caindo para o 14ºlugar) Essa ultrapassagem deu ao Escandinavo o 10ºlugar.

A diferença entre Hamilton e Verstappen cai para 1.5 segundos. O holandês já estava abrindo 5 segundos de vantagem para Bottas que tinha seus pneus pedindo Água além de segurar Raikkonen após 15 voltas de prova. Na 16ªVolta, Alonso fez sua primeira parada que acabou sendo problemática, É muito triste ver um bicampeão mundial terminar carreira em um carro tão pouco competitivo.

Ferrari na 18ªVolta acabou fazendo um blefe nos boxes, Mas Bottas não poderia blefar, Seus pneus estavam no limite. Na 19ªVolta ele vai para os boxes para fazer sua parada, Colocando os pneus mais duros. Na Volta seguinte, O Líder Lewis Hamilton vai para os boxes. Verstappen passa para o primeiro lugar. Raikkonen, Vettel vinham com os pneus médios em 2º e 3º seguido de Ricciardo com a outra Red Bull em 4º. Hamilton voltou em 6º atrás de Leclerc e de Grosjean. Bottas voltou em 8ºlugar atrás de Magnussen.

Hamilton vinha 18.8 segundos atrás de Verstappen que precisava fazer sua parada nos boxes. Sabendo disso o Jovem Holandês fez a melhor volta da prova na 22ªVolta, Porém Hamilton começou logo em seguida a fazer voltas 7 décimos mais rápido que o líder da prova. Na Volta 24, Hamilton ultrapassa Leclerc e assume o 5ºlugar.

Verstappen abriu 8 segundos de frente para Raikkonen. Vettel era pressionado pelo Ricciardo. Na 27ªVolta, O Vice-campeão do Mundo vai para os Boxes deixando o 3ºlugar para o piloto Australiano. Vettel voltou atrás de Bottas. Ambos passaram pelo Francês Romain Grosjean na 29ª e 31ªVolta.  Enquanto que Alonso e Vandoorne faziam um duelo pelo Vexatório 18ºlugar, Que fase da Mclaren.

Raikkonen parou na 32ªVolta. A Red Bull tem Verstappen em 1º e Ricciardo em 2ºlugar. Raikkonen voltou logo atrás de Vettel que na tática ganhou a posição do seu companheiro de equipe. Verstappen estava a 11 segundos a frente em 1ºlugart. E Já vinha a 20 segundos a frente de Hamilton. Nico Hulkenberg abandona a prova.

Hamilton voltou a andar mais rápido que Verstappen. Tava na cara que ao momento que Verstappen parar para colocar pneus mais novos o piloto da Red Bull iria voar pra cima do Campeão do mundo de 2018.

Na Metade da prova (36ªVolta) parou Max Verstappen para colocar os pneus mais novos. Leclerc parou na mesma volta. Raikkonen ganhou a posição do Vettel, O Homem de Gelo tinha pneus melhores que os pneus do Vettel e passou a atacar Bottas.

Verstappen na 38ªVolta faz a volta mais rápida da corrida e passou a pressionar ao Hamilton. A diferença entre os dois era muito grande. A ultrapassagem aconteceu no começo da 40ªVolta, O Holandês assumiu a liderança, Hamilton não se deu por vencido e tentou dar o troco na reta oposta e por fora. Depois disso Verstappen abriu vantagem na liderança. A Corrida estava nas mãos do piloto da Red Bull.

Bottas segurava Raikkonen na Briga pelo 3ºlugar. Enquanto que Ricciardo pressionava a Vettel na disputa pelo 5ºlugar. Na Volta 43, Ricciardo tenta passar Vettel por fora, O Alemão espalhou no que fez o Australiano recuasse.

Na Volta 44, Raikkonen partiu para a ultrapassagem em cima do Bottas. Quase que ao mesmo tempo, Max Verstappen era atingido por Esteban Ocon quando tomava uma volta do líder. Uma manobra totalmente equivocada do piloto da Force India. Com isso Hamilton assumiu a liderança, 6 Segundos a frente de Max Verstappen que poderia estar com seu desempenho prejudicado e agora precisava tirar essa desvantagem para voltar a disputar a vitória.

Na Volta 46, Ricciardo passou Vettel por fora no S do Senna, levando o 5ºlugar. Sebastian ainda tentou o troco, Mas sem sucesso. Verstappen começou a tirar vantagem para Hamilton, Entre 1 a 2 décimos sobre o líder da prova (Mesmo com os pneus danificados pelo incidente com Ocon).

Daniel Ricciardo foi para cima de Valtteri Bottas, Seus pneus estavam em condições muito melhores do piloto da Mercedes. (Daniel Riccardo parou na volta 40)

No final da 53ªVolta, Vettel vai para a 2ªparada nos boxes, Foi excessivo demais o desgaste do pneus para ele. Volta em 7ºlugat atrás de Charles Leclerc. (Raro de Acontecer um piloto como da Sauber andar na frente de um piloto de equipe grande nessa altura de corrida)

Hamilton estava com os pneus em péssimo estado e segurando como pode para ficar na frente de Verstappen que conseguiu uma vantagem minimamente segura de Raikkonen, Que vinha perto do piloto Holandês. Na Volta 58 (Reta dos Boxes) Vettel ultrapassa Leclerc sem maiores problemas e detona o 6ºlugar do Monegasco. Na volta seguinte, Bottas perde o 4ºlugar para Daniel Ricciardo. Isso faz com que o piloto Finlandês parasse pela segunda vez na volta seguinte.

Nessa altura da prova, Ocon pelo incidente foi punido com um Pênalti de 10 segundos parado nos boxes.

Lewis Hamilton vinha com os problemas de pneus e com certa falta de potência em seu carro, Mas precisava ficar na pista. Uma parada nos boxes significaria a Vitória entregue nas mãos de Verstappen, Que tirava sempre de 1 a 2 décimos por volta. A 8 Voltas do final, Bottas marca a volta mais rápido da corrida, Mas estava a quase 20 segundos atrás de Ricciardo e nada poderia fazer o piloto Finlandês.

Por falar no Australiano, ele partiu para cima de Raikkonen para tentar um pódio após largar do 11ºlugar. Hamilton levou o carro com todas as dificuldades até o final da prova e conquistou a vitória no GP do Brasil pela segunda vez na carreira e conquistou sua vitória 72 da sua carreira na Formula 1. Esta a apenas 19 do recorde de Michael Schumacher.

Uma Vitória conquistada na Raça e com uma boa dose de sorte, Até porque o Campeão dessa temporada não tinha nem equipamento e nem pneus para levar essa. Azar para Max Verstappen. Se tivesse acontecido o incidente que foi provocado pelo Esteban Ocon, Certamente a vitória seria dele. Max não escondeu sua frustração pelo segundo lugar.

Kimi Raikkonen segurou Daniel Ricciardo e levou o 3ºlugar subindo ao pódio. Porém, não foi o bastante para evitar o 5ºtítulo consecutivo da Mercedes no Mundial de Construtores. Com antecipação de uma corrida os Alemães desde de 2014 são a melhor equipe de Formula 1 tanto no campeonato de pilotos como de Construtores.

Daniel Ricciardo largando do 11ºlugar devido a um componente da Unidade de Potência Trocado completou a prova em 4ºlugar em sua penúltima prova pela Red Bull. Valtteri Bottas acabou com a melhor volta da prova e com o 5ºlugar na prova Brasileira e ficou na frente de Sebastian Vettel, Que fez uma prova medíocre.

Ao contraio de seu futuro companheiro de equipe na Ferrari. Charles Leclerc fez brilhante corrida com sua Sauber. Os 6 pontos com o 7ºlugar na corrida colocaram a Sauber não só consolidada como a 8ªcolocada no Mundial de Construtores como deixou ela com chances de passar a Force India Racing Point, na última etapa em Abu Dhabi.

A Haas marcou ponto com seus dois pilotos. Romain Grosjean e Kevin Magnussen ficaram em 8º e 9º com um bom desempenho, O Mexicano Sergio Perez completou a zona de pontuação.

Apesar de ter ficado na 11ªposição, Deve-se dizer que Brendon Hartley fez uma boa corrida, Depois de largar em 16ºlugar. Chegando a Frente de Carlos Sainz jr. com a Renault, que passou Pierre Gasly na última volta garantindo o 12ºlugar. Esteban Ocon teve um final de semana para se esquecer. O Incidente que ele participou influenciou totalmente o Resultado final da corrida. Além de ficar sem vaga para 2019 o que aconteceu no Brasil não vai ajudar em nada a Ele. Pelo Contraio, Sua imagem ficara arranhada pelo infeliz incidente.

Stoffel Vandoorne e Fernando Alonso tomaram punição de 5 segundos no tempo final de prova por terem ignorado bandeira azul. Isso pouco mudou o resultado ruim dos dois. Vandoorne ficou em 15º e Alonso em 17º. Os pilotos da Williams ficaram em 16º com Siroktin e em 18º com Lance Stroll.

No dia 26 teremos a última prova do campeonato Mundial de Formula 1. No Circuito de Abu Dhabi, Nos Emirados Árabes Unidos.

Fotos:

Resultado final da 20ªEtapa do Mundial de Formula 1 – Temporada 2018
GP do Brasil – Interlagos

Pos Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 71 1:27:09.066 1
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 71 a 1.469s 5
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 71 a 4.764s 4
4 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 71 a 5.193s 11
5 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 71 a 22.943s 3
6 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 71 a 26.997s 2
7 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 71 a 44.199s 7
8 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 71 a 51.230s 8
9 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 71 a 52.857s 10
10 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 70 a 1 volta 12
11 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 70 a 1 volta 16
12 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 70 a 1 volta 15
13 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 70 a 1 volta 9
14 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 70 a 1 volta 18
15 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 70 a 1 volta 20
16 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 69 a 2 voltas 14
17 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 69 a 2 voltas 17
18 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 69 a 2 voltas 19
27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 32 Superaquecimento 13
9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 20 Acidente 6

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Force India/Sauber/Haas