Rossi domina final de semana em Long Beach, Vence e pela 1ªVez assume a liderança do Campeonato

Grid de Largada do GP de Long Beach
Formula Indy 2018 – 3ªEtapa

Pos Piloto Chassi/Motor Equipe Tempo Fase
1 Alexander Rossi Dallara/Honda Andretti Autosport 1’06.5528 Q3
2 Will Power Dallara/Chevrolet Team Penske 1’06.9054 Q3
3 Simon Pagenaud Dallara/Chevrolet Team Penske 1’06.9107 Q3
4 Scott Dixon Dallara/Honda Chip Ganassi Racing 1’07.0483 Q3
5 Graham Rahal Dallara/Honda Rahal Letterman Lanigan Racing 1’07.1275 Q3
6 Josef Newgarden Dallara/Chevrolet Team Penske 1’07.1922 Q3
7 Ryan Hunter-Reay Dallara/Honda Andretti Autosport 1’07.1415 Q2
8 James Hinchcliffe Dallara/Honda Schmidt Peterson Motorsports 1’07.1899 Q2
9 Sebastien Bourdais Dallara/Honda Dale Coyne Racing 1’07.1943 Q2
10 Robert Wickens Dallara/Honda Schmidt Peterson Motorsports 1’07.2289 Q2
11 Tony Kanaan Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 1’07.3478 Q2
12 Jordan King Dallara/Chevrolet Ed Carpenter Racing 1’07.6427 Q2
13 Ed Jones Dallara/Honda Chip Ganassi Racing 1’08.3844 Q1
14 Matheus Leist Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 1’08.1622 Q1
15 Max Chilton Dallara/Chevrolet Carlin 1’08.7167 Q1
16 Zach Veach Dallara/Honda Andretti Autosport 1’08.1763 Q1
17 Jack Harvey Dallara/Honda Michael Shank Racing 1’08.8207 Q1
18 Spencer Pigot Dallara/Chevrolet Ed Carpenter Racing 1’08.2739 Q1
19 Gabby Chaves Dallara/Chevrolet Harding Racing 1’08.8623 Q1
20 Marco Andretti Dallara/Honda Andretti Herta Autosport 1’08.5294 Q1
21 Zachary Claman Dallara/Honda Dale Coyne Racing 1’09.1429 Q1
22 Takuma Sato Dallara/Honda Rahal Letterman Lanigan Racing 1’08.6340 Q1
23 Charlie Kimball Dallara/Chevrolet Carlin 1’09.7481 Q1
24 Kyle Kaiser Dallara/Chevrolet Juncos Racing Sem Tempo Q1

Antes de falar da corrida, Eu vou falar sobre a transmissão do Band Sports. É horrível! Uma transmissão amadora com um Narrador apenas correto e um comentarista horroroso! Não sabe de automobilismo. Foi horrível o trabalho do Tiago Mendonça, Sinto muito dizer isso pois eu comento essa corrida através dessa transmissão da Band Sports. É uma pena o Teó José não esta mais na Band, Ele é a cara da categoria e os comentários do Felipe Giaffone enriquece a transmissão.

Sem dúvida o melhor final de semana do Norte-Americano Alexander Rossi na categoria. Dominou todos os treinos e largou na pole position, Com Will Power ao seu lado em 2º. Na segunda fila largam Simon Pagenaud e Scott Dixon, A Terceira fila largam Graham Rahal e Josef Newgarden. São 3 pilotos da Penske com motores Chevrolet e 3 motores Honda: Com Rossi, Dixon e Rahal. Tony Kannan larga na 11ªposição e Matheus Leist largou em 14ºlugar.

Rossi largou bem, Porém Power, Pagenaud largaram melhor e tentaram passar Power, infelizmente uma manobra totalmente afobada de Graham Rahal que atropelou Simon Pagenaud que bateu no muro e abandonou a prova. Provocando assim a primeira bandeira amarela. Pilotos que estavam na parte de Trás como Jack Harley da Michael Shank Racing, Charlie Kimball, Kyle Kaiser fizeram a parada optando por uma tática diferente.

Ryan Hunter-Reay, Com problemas em seu aerofólio Dianteiro, teve de ir para os boxes trocar o bico danificado, Aproveitou para colocar pneus novos e encher o tanque. Voltando nas últimas posições dos 23 pilotos que estavam na prova ainda.

Na Relargada na 5ªvolta: Alexander Rossi abriu de Will Power, Enquanto que Rahal foi punido e pagou a punição, tendo de passar pelos boxes o que fez ele cair para as últimas posições. Na Volta 7, Kannan com o carro da Foyt fez brilhante ultrapassagem sobre o Robert Wickens o que fez o Brasileiro ganhar o 7ºlugar.

Além do domínio de Rossi, Quem estava dando um show era Ryan Hunter-Reay que vinha recuperando posições na parte de trás da corrida. Na volta 13, Ed Jones faz sua primeira parada nos boxes. Muitos dos pilotos não cumpriram a janela de paradas e preferiam fazer a primeira parada 10 a 15 voltas antes do que deveria ser as voltas das paradas. Tony e Leist adotaram essa táticas. Já os primeiros colocados adotaram a tática normal.

Na volta 25, Robert Wickers tem problemas de Câmbio que foram  acusados logo após sua parada nos boxes, O que obriga ele a parar de novo nos boxes, Aonde ele ficaria por muitas voltas sem qualquer chance de um bom resultado.

Alexander Rossi vai para a sua parada na volta 26. Power assumiu a liderança, Até a volta 31 quando o piloto da Penske foi para a troca de pneus e reabastecimento juntamente com Scott Dixon e Sebastien Bourdais. O piloto Neozelandês ganhou a posição de Power assumindo o 3ºlugar. O líder era Ryan Hunter-Reay que tinha feito uma brilhante recuperação, essa liderança durou uma volta, O piloto da Andretti foi para os boxes para a primeira parada normal dele. Após essas paradas, Rossi voltava a liderança, Com  Dixon em 2º, Power em 3º, Newgarden que estava em Tática diferente vinha em 4º, Bourdais completava os 5 primeiros colocados. Hunter-Reay voltou em 9ºlugar.

Rossi abria 6 segundos para Dixon que vinha em 2ºlugar. Power perdeu posição para o Newgarden, Na volta 36, Borudais ultrapassou o piloto Australiano ganhando o 4ºlugar.

Na volta 40, Newgarden faz a sua segunda parada. Rossi começava a colocar volta nos últimos colocados. (Matheus Leist, Kyle Kaiser e Max Chilton) Na volta 42, Surge nova bandeira amarela com o piloto da Juncos Kyle Kaiser. Kannan e outros pilotos aproveitaram para fazerem paradas nos boxes nessa bandeira amarela.

Cinco voltas depois tivemos a relargada, Rossi continuou na frente com uma enorme diferença para Dixon que precisava, Já Hunter-Reay acabou sendo tocado e sua roda trazeira acabou furando, O que obrigou o piloto da Andretti a fazer uma nova parada nos boxes, Perdendo 1 volta em relação aos líderes e ficando fora da disputa.

Na volta  49, Sebastien Bourdais fez uma das mais bonitas manobras nos últimos anos na Formula Indy, Ultrapassou Scott Dixon se aproveitando dos retardatários que estavam na frente de ambos e assumiu o segundo lugar. Porém a direção de prova exigiu que o piloto da Dale Coyne devolvesse a posição para o piloto da Ganassi. Motivo foi que Bourdais ultrapassou a linha azul que limita a saída dos boxes na pista. Na minha opinião, Uma besteira, Não deveriam obrigar o piloto a devolver a posição.

O Francês obedeceu a determinação (Burra) da IndyCar e devolveu a posição ao Dixon. Bastou uma volta (55ªVolta) depois para Bourdais colocar Dixon no Bolso e dessa vez não havia nada que pudesse colocar a ultrapassagem em cheque. Com menos de 30 voltas para o final da prova, Rossi vinha 7.6 segundos a frente de Bourdais e Dixon. Nessa altura da corrida já dava para o piloto que parasse ir até o final da prova.

Na volta 57, Rossi fez sua segunda e última troca nos boxes. Bourdais assumiu a liderança com Dixon em 2º. Na volta 60, Parou Will Power. Nessa mesma volta, O canadense Zachary Mello acabou batendo no final da reta oposta provocando a 3ªbandeira amarela da prova. Dixon e Bourdais entraram nos boxes, Porém a parada nesse momento não estava autorizada. O piloto da Ganassi parou nos boxes, Já Bourdais passou direto. Era possível que os 2 pilotos fossem punidos (Dixon certamente seria punido, Bourdais poderia  sair ileso dessa punição)

Com os boxes abertos 2 voltas depois os pilotos que precisavam ir para os boxes fizeram suas paradas. Rossi voltou à liderança, Dixon em 2º seria punido, Power herdaria o 2ºlugar. Ed Jones, Zach Veach e Marco Andretti completavam os 6 primeiros colocados. Rossi reclamava dos freios nesse momento, A Corrida começava a escapar das mãos de Rossi???

Relargada na volta 67, Rossi era o líder, Já Dixon tentava atacar o piloto da Casa, Mas acabou confirmada a punição para o piloto da Ganassi. A Prova dele estava comprometida. Charlie Kimball e Tony Kannan disputavam a 8ªposição. O Piloto da Foyt vinha em sua melhor corrida na Temporada. Graham Rahal superou Mario Andretti na volta 70 assumindo o 5ºlugar. Apesar da punição no começo da prova estava sendo uma bela reação do piloto da equipe do pai. (Bobby Rahal)

No final da 71ªVolta, Jordan King que vinha em uma bela corrida realizou uma manobra impensada, Tentou passar Bourdais que acabou sendo tocado pelo piloto da Ed Carpenter e viu o mundo ao contraio. Hunter-Reay bateu de leve no Francês. Com a pista obstruída, foi acionada mais uma bandeira amarela, Sobrou para o coitado do Robert Wickens que acabou parando por não ter como desviar dos carros que pararam na frente dele.

King certamente seria punido, Já Bourdais voltou a pista e parou para trocar a asa dianteira. Após essa confusão toda a relargada aconteceu a 8 voltas do final. Power tenta um ataque para cima de Rossi. Enquanto isso Zach Veach atacava ferozmente Ed Jones que segura com valentia o último lugar no pódio. A 4 voltas do final Josef Newgarden ultrapassou Tony Kannan levando a 7ªposição.

Rossi segurou a pressão de Power e administrando bem os problemas de freios (Se é que existiu esse problema) e conquistou sua 3ªVitória da Carreira. Pela primeira vez da Carreira ele assume a liderança do campeonato Mundial de Formula Indy. Will Power foi o único carro com Chevrolet a ficar entre os 5 primeiros colocados. Um bom segundo lugar em uma corrida regular para boa. O último lugar do pódio ficou para Ed Jones da Chip Ganassi, Em uma bela corrida, Compensando a batida no final de Phoenix.

Zach Veach conquistou seu melhor resultado com o 4ºlugar. Fechando os 5 primeiros Graham Rahal em uma corrida de recuperação brilhante, Igualmente digo o mesmo de Marco Andretti que largou do 20º para ficar em 6º. Completando os 10 primeiros lugares chegaram: Josef Newgarden (Que perdeu a liderança do campeonato), Tony Kannan (Em seu melhor desempenho no ano), James Hinchcliffe e Charlie Kimball (Primeiro bom resultado da Carlin na Formula Indy)

Nesse domingo teremos a 4ªetapa da Formula Indy no Barber Motorsports Park  no Alabama.

Resultado final do GP de Long Beach
Formula Indy 2018 – 3ªEtapa

Pos Piloto Chassi/Motor Equipe Voltas Tempo
1 Alexander Rossi Dallara/Honda Andretti Autosport 85 1h 53:15.2434
2 Will Power Dallara/Chevrolet Team Penske 85 a 1.2413
3 Ed Jones Dallara/Honda Chip Ganassi Racing 85 a 9.2906
4 Zach Veach Dallara/Honda Andretti Autosport 85 a 10.1050
5 Graham Rahal Dallara/Honda Rahal Letterman Lanigan Racing 85 a 10.7466
6 Marco Andretti Dallara/Honda Andretti Herta Autosport 85 a 11.5513
7 Josef Newgarden Dallara/Chevrolet Team Penske 85 a 12.2175
8 Tony Kanaan Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 85 a 16.1048
9 James Hinchcliffe Dallara/Honda Schmidt Peterson Motorsports 85 a 16.4757
10 Charlie Kimball Dallara/Chevrolet Carlin 85 a 17.0119
11 Scott Dixon Dallara/Honda Chip Ganassi Racing 85 a 17.3301
12 Jack Harvey Dallara/Honda Michael Shank Racing 85 a 18.3469
13 Sebastien Bourdais Dallara/Honda Dale Coyne Racing 85 a 18.9443
14 Matheus Leist Dallara/Chevrolet A. J. Foyt Enterprises 85 a 18.9466
15 Spencer Pigot Dallara/Chevrolet Ed Carpenter Racing 84 a 1 Volta
16 Kyle Kaiser Dallara/Chevrolet Juncos Racing 84 a 1 Volta
17 Max Chilton Dallara/Chevrolet Carlin 84 a 1 Volta
18 Jordan King Dallara/Chevrolet Ed Carpenter Racing 84 a 1 Volta
19 Gabby Chaves Dallara/Chevrolet Harding Racing 83 a 2 Voltas
20 Ryan Hunter-Reay Dallara/Honda Andretti Autosport 81 a 4 Voltas
21 Takuma Sato Dallara/Honda Rahal Letterman Lanigan Racing 74 a 11 Voltas
22 Robert Wickens Dallara/Honda Schmidt Peterson Motorsports 73 a 12 Voltas
23 Zachary Claman Dallara/Honda Dale Coyne Racing 58 Acidente
24 Simon Pagenaud Dallara/Chevrolet Team Penske 0 Acidente

Fotos:

 

 

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Preview – GP das Americas – Mundial de Motovelocidade

A MotoGP chega a segunda etapa com essas dúvidas.

Marc Marquez tem a missão de vencer pela 6ªvez seguida em Austin e apagar a desastrosa apresentação na Argentina.

Cal Crutchlow terá condições de manter a liderança do campeonato. Lembrando que a mais de 10 anos que um piloto de equipe privada não lidera o Mundial.

Andrea Dovizioso em busca da liderança do campeonato, Jorge Lorenzo em busca de estrear na temporada 2018 (Após desastrosas provas no Qatar e na Argentina) Ducati mostra ter uma grande moto nessa temporada.

Os pilotos da Yamaha irão dar a volta por cima, Foram duas provas frustrantes para os pilotos oficiais, Que estão vendo Johann Zarco com a moto de 2016 na frente das Motos de 2018.

Como vai ser um possível confronto entre Rossi e Marques e como vai ser o clima deles

Qual piloto vai ser a surpresa em Austin: Jack Miller, Esteve Rabat ou outro piloto?

Alex Rins e Andrea Iannone com a Suzuki podem pretender vitórias após o pódio do Espanhol?

Danilo Petrucci ira recompensar a prova decepcionante que tele?

E Franco Morbidelli, Thomas Luthi, Hafizh Syarhin e Takaagi Nakagami vão mostrar o potencial deles que mostraram na Moto 2 em Austin?

Última pergunta: Quando Johann Zarco vai conseguir sua primeira vitória na Moto GP?

Como foram as corridas em: 2014201520162017

Previsão do Tempo:

Sexta-Feira

Sábado

Domingo

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

F1 Comedy Music – Clip American Idiot: Versão Max Verstappen (Holland Idiot)

Baseado na música American Idiot da banda Green Day, Lançado em 2004 criticando ao Presidente George W.Bush e a Guerra do Iraque. Devido ao enorme número de erros do Verstappen no começo da temporada Jogando pontos no lixo. Essas inconsequências acabam por merecer uma versão do American Idiot especialmente para o piloto de 20 anos de idade.

Veja o American Idiot do resumo da temporada do piloto Holandês!

Enquete: Qual nota você da para esse Clip? – What grade do you give to this Clip?

Indy Car em Phoenix: A última Chance do deserto teve vitória de Josef Newgarden

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Chassi-Motor Tempo
1 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 39.0285
2 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 39.1096
3 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 39.3808
4 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 39.3869
5 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 39.6165
6 Robert Wickens Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 39.6975
7 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 39.7152
8 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 39.8384
9 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 39.8624
10 Pietro Fittipaldi Dale Coyne Racing Dallara/Honda 39.8725
11 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 39.9234
12 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 40.0088
13 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 40.2187
14 Kyle Kaiser Juncos Racing Dallara/Chevrolet 40.2409
15 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 40.4275
16 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 40.4715
17 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 40.4744
18 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 40.5995
19 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 40.6695
20 Marco Andretti Andretti Herta Autosport Dallara/Honda 40.8349
21 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 41.2324
22 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 41.4561
23 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 41.8725

Palco de provas chatas e sem qualquer condição para os pilotos fazerem ultrapassagens. O Circuito de Phoenix tinha uma última chance de ter uma grande corrida. Com os carros novos, A Esperança de que poderíamos ter uma corrida com muitas ultrapassagens e bem disputada.

Sebastian Bourdais conseguiu a pole position em uma grande volta, pela ordem do campeonato através do carro ele foi o último a fazer a volta. Com a pista ideal o piloto da Dale Coyne marcou um temporal, Dando mostras de que ele é sim no dos candidatos ao título da Temporada 2018. Ao seu lado larga o Francês Simon Pagenaud com a Penske que parece ter recuperado a boa forma da temporada passada.

Na segunda fila largam o Australiano Will Power e o Norte-Americano Alexander Rossi que mais uma vez faz as honras da equipe Andretti. Na Terceira fila largam os pilotos da Schmidt-Petersen. James Hinchcliffe larga em 5º e Robert Wilkers em 6º. Tony Kannan foi o melhor dos Brasileiros. Começando os trabalhos com a A.J.Foyt ele coloca o carro em 9ºlugar, A Frente de um dos estreantes do dia. Pietro Fittipaldi treinou muito bem, Colocando o carro da Dale Coye para o 10ºlugar no Grid de largada. O outro estreante do dia era o norte-americano Kyle Kaiser da equipe Juncos (Que busca disputa o ano inteiro, Mas só tem garantidas 10 corridas sendo 3 de Kaiser e 7 de Rene Binder, O Norte-americano larga em uma respeitável 14ªposição.

Antes da largada, O Carro Bourdais morre, Porém ao contraio da Formula 1, Na indy você pode recuperar a sua posição de largada. Na largada, Bourdais manteve a liderança com Bourdais em 2º e Rossi passou Power assumindo a 3ªposição. Outro que começou muito bem foi o Norte-americano Ryan Hunter-Reay que superou James Hinchcliffe (que acabou perdendo posição para Newgarden segundos depois ) e assumiu o 6ºlugar.

Após 15 voltas os líderes chegaram no primeiro retardatário, Max Chilton. E dai as esperanças de que teríamos mais facilidades nas ultrapassagens. Porém novamente a dificuldade de ultrapassagem foi vista. Mesmo num carro desajustado como é o carro da Carlin. Bourdais e os outros pilotos tiveram dificuldades para colocar volta no piloto inglês.

O Cenário continuou o mesmo até que na passagem da volta 40 para 41. Pietro Fittipaldi acabou pagando pela sua inexperiência, Ao escapar do traçado ideal, indo para a sujeira dos pneus e batendo no muro. A Corrida do piloto da Dale Coyne terminava ai, E com isso foi acionada a primeira bandeira amarela da prova. Todos os pilotos anteciparam a primeira parada nos boxes. (Que geralmente seria na volta 55 a 60)

Sebastian Bourdais e Alexander Rossi atropelaram mecânico na hora da sua parada, além de perderem tempo acabaram sendo penalizados com uma passagem nos boxes após a Relargada, Quem se deu bem foi Will Power que assumiu a liderança, Com Josef Newgarden na segunda posição colocando a Penske no comando da prova. A seguir vinham Robert Wilkens e James Hinchcliffe representando bem a Schmidt Peterson. Ed Jones levava a Ganassi ao 5ºlugar. Hunter-Reay, Kannan, Rahal, Sato e Scott Dixon que saiu do 17º para o 10ºlugar após as paradas. Quem também não teve uma boa para foi Simon Pagenaud que caiu para o 12ºlugar.

Na 51ªVolta tivemos a relargada, Hunter-Reay foi com tudo para ganhar 2 posições em poucas voltas. Primeiro passando Ed Jones e depois passando Hinchcliffe na Volta 60.  Power abriu 2 segundos e ficou mais tranquilo na liderança ate um dos últimos colocados da corrida voltar a ficar na Alça de mira do líder.

A partir dai novamente se dar a dificuldade de se colocar volta nos pilotos mais lentos. Sobre o Max Chilton, não houve tanta dificuldade, Mas com o Kimball da mesma equipe Carlin a situação foi bem mais difícil. E que ficava pior a medida que a parte de fora ficava mais suja. Nada praticamente aconteceu até chegarem a 2ªrodada de paradas nos boxes. Hunter-Reay foi o primeiro a fazer a parada. Que acabou demorando, Já que a equipe teve problemas nessa parada. Problemas mesmo enfrentou Matheus Leist que foi vitima de um erro da Foyt que não apertou a porca de uma das rodas do seu carro que acabou se soltando de maneira perigosa, O Brasileiro teve de ser empurrado de volta aos boxes para fazerem o trabalho direito para piloto voltar a prova, 9 voltas atrás dos líderes e sem chance nenhuma de um bom resultado.

Os últimos a pararem nos boxes foram Graham Rahal e Takuma Sato da Rahal, O líder Will Power parou na volta 125. Após as paradas o líder passou a ser o Canadense James Hinchcliffe com Robert Wilkers em 2º e por incrível que pareça o Ryan Hunter-Reay que acabou perdendo tempo nos boxes vinha em 3ºlugar.

Wilkens foi para cima de Hinchcliffe, Era impressionante o desempenho desse piloto que vinha na segunda corrida na IndyCar e já pegou a mão desse novo carro da Indy.  Na volta 149, Hinchcliffe perde tempo ao tentar colocar uma volta em Gabby Chaves, O Canadense aproveita isso e ultrapassa seu companheiro de equipe para assumir a liderança. 5 Voltas depois, Will Power acabou encostando no muro e indo lentamente para os boxes, Aonde não saiu mais.

Wilkens abre 1.2 segundos sobre Hinchcliffe que era pressionado pelo Norte-americano Hunter-Reay, Já Ed Jones vinha mais longe no 4ºlugar com o carro da Ganassi que resolver ir para os boxes para fazer a parada antes (mesmo que ele teria de fazer uma parada nos boxes apagar até o final da prova. Foi exatamente o piloto dos EAU que foi o primeiro a fazer a 3ªparada nos boxes. Com mais de 75 voltas pela frente, O piloto muito provavelmente faria um splash go no final da prova. Hinchcliffe foi para os boxes na volta 178, Wilkens parou na volta 178, Hunter-Reay assumiu a liderança por 4 voltas até a sua parada na volta 183. Com 67 voltas para o final, Já começaria a pensar em ir até o final da prova (Poupando combustível)

Simon Pagenaud tomou a liderança até a sua parada na volta 187, Passando a 1ªposição para Graham Rahal que ficou 2 voltas na liderança e depois foi para a sua parada. (Que possivelmente terminaria com esse tanque)Sebastian Bourdais assumiu a liderança levando a sua parada o mais longe possível, Assim como Rossi, Os dois pilotos foram para a parada na volta 206 (Piloto da Andretti) e na Volta 208 (Para o líder do campeonato na Dale Coyne) Se a aposta deles funcionarem, Eles iriam ficar entre os primeiros lugares.

Newgarden assumiu a liderança com Ed Jones subiu do 4º para o 2ºlugar. Wilkers caiu do 1º para o 3ºlugar e Hinchcliffe que caiu do 2º para o 4ºlugar. Scott Dixon completavam os 5 primeiros lugares. Alexander Rossi voltou para a corrida, Vinha em 6ºlugar na mesma volta dos líderes. Hunter-Reay, Kannan, Ed Carpenter e Sato completavam os 10 primeiros lugares. Somente Rossi e Bourdais poderiam andar tudo já que não iria ter mais que poupar combustível ao contraio de todos os outros pilotos.

A 22 voltas do final, Ed Jones que vinha em 2ºlugar acabou batendo, Provocando a 2ªbandeira amarela da prova. Essas bandeiras amarelas podem ter aliviado a situação dos pilotos que teriam de poupar combustível. Durante essa bandeira amarela, Quase todos os pilotos foram para a tática de trocarem os pneus e colocarem o combustível o bastante para terminar a corrida, Com exceção de Robert Wilkers, James Hinchcliffe e Alexander Rossi que decidiram ficar na pista. Mesmo com os pneus mais gastos do que os pneus de Newgarden e companhia.

A Relargada aconteceu a 8 voltas do final. E o que se viu foi uma imensa vantagem dos pilotos com os pneus novos, Newgarden passou Rossi e Hinchcliffe por fora, E logo a seguir partiu pa caça de Wilkers que segurou como pode o piloto da Penske, Porém o campeão de 2017 tinha muito mais pneu e muito mais rendimento que o piloto da Schmidt.

A 5 voltas do final por fora aconteceu a ultrapassagem que decidiu a corrida a favor do piloto da Penske, Foi a 9ªVitória da sua carreira na Indy. Robert Wilkers em uma excelente corrida no oval ficou em 2ºlugar e Alexander Rossi segurou Scott Dixon e completou o pódio. Ryan Hunter-Reay e James Hinchcliffe que foi o piloto que mais sofreu com os pneus desgastados no final. Completaram os 6 primeiros colocados.Tony Kannan terminou a corrida em 8ºlugar e Matheus Leist ficou em 19ºlugar.

Agora, eu espero que essa seja a última prova em Phoenix, Essa pista mostra não ter condições de ter a Formula Indy. Os problemas de falta de ultrapassagem não foram conseguidos e além disso o novo carro acabou fazendo a prova ficar mais lenta. Não é possível que um carro desses piorou de uma corrida para outra. Portanto, o Problema não era apenas o carro em si, Mas é a pista que já deu belas corridas do passado, Porém nos dias de Hoje é uma pista ultrapassada para a categoria hoje.

Resultado final – Formula Indy 2018
2ªEtapa – Phoenix

Pos Piloto Equipe Chassi-Motor Voltas Tempo
1 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 250 1h 44:00.3552
2 Robert Wickens Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 250 29.946
3 Alexander Rossi Andretti Autosport Dallara/Honda 250 34.890
4 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 250 38.175
5 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 250 40.122
6 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 250 a 94.497
7 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 250 a 94.731
8 Tony Kanaan A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 250 a 98.650
9 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 250 a 101.747
10 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 250 a 103.247
11 Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 250 a 109.443
12 Marco Andretti Andretti Herta Autosport Dallara/Honda 249 a 1 Volta
13 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 249 a 1 Volta
14 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 249 a 1 Volta
15 Gabby Chaves Harding Racing Dallara/Chevrolet 249 a 1 Volta
16 Zach Veach Andretti Autosport Dallara/Honda 249 a 1 Volta
17 Charlie Kimball Carlin Dallara/Chevrolet 248 a 2 Voltas
18 Max Chilton Carlin Dallara/Chevrolet 247 a 3 Voltas
19 Matheus Leist A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 241 a 9 Voltas
20 Ed Jones Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 228 Acidente
21 Kyle Kaiser Juncos Racing Dallara/Chevrolet 174 Acidente
22 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 153 Acidente
23 Pietro Fittipaldi Dale Coyne Racing Dallara/Honda 40 Acidente

Vídeo:

 

Fotos:

 

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Ajudado por safety Car e estratégia audaciosa da Red Bull, Ricciardo conquista vitória em Xangai

Pensem que uma festa estava indo para o saco e traduza isso para a corrida que estava indo para o saco. Foi exatamente o que aconteceu na primeira parte da prova. Isso mudou com o Safety Car que entrou no circuito devido a um acidente e por causa de uma equipe que se aproveitou disso para mudar a história da corrida.

Na Largada, Raikkonen tentou tomar a liderança de Sebastian Vettel que acabou se colocando do lado do seu companheiro de equipe e diminuindo o espaço dele. Isso fez com que Valtteri Bottas pulasse para o segundo lugar e logo depois o Holandês Max Verstappen que já tinha passado Hamilton na 2ªCurva ele foi para cima de Raikkonen e ultrapassou o finlandês, Passando para a 3ªposição. Hamilton caiu para o 5ºlugar, Ficando apenas na frente de Daniel Ricciardo na luta pelas primeiras posições.

Vale salientar a boa largada dos dois pilotos Williams que saíram dos últimos lugares para posições até que razoáveis.

A prova teve pouco movimento nas primeiras voltas, Apenas Vandoorne conseguindo passar Lance Stroll e Alonso tentando chegar em Romain Grosjean. Lá na Frente, Vettel chegou a abrir 3 segundos sobre Bottas que esboçou uma reação baixando essa diferença para 1.5 a 2 segundos. O Fato é que nenhum dos 6 primeiros ameaçava ninguém e nem mesmo era ameaçado.

Os primeiros a pararem nos boxes eram Hartley na volta 11, Ocon na volta 12, Sainz e Perez na volta 13 e Hulkenberg na volta 14. A se destacar o belíssimo desempenho de Hulkenberg que estava voando baixo e conseguia ultrapassar com bem mais facilidade os pilotos que não tinham parado nos boxes do que o seu companheiro Carlos Sainz jr.

Na volta 18, Verstappen e Ricciardo foram para os boxes ao mesmo tempo, Colocando os pneus médios para ir até o final. Hamilton parou na volta 19 e Bottas na volta 20. Com os pneus médios, A Mercedes passa a render melhor e com uma parada rápida do Bottas, acabou fazendo que o Finlandês passar a frente de Vettel logo após a parada do piloto da Ferrari na volta 21.

O líder passou a ser Kimi Raikkonen, Que tentou uma tática diferente, Prolongar o tempo de vida com os pneus gastos. Isso custou muito tempo para ele,exatos 2 a 3 segundos por volta sobre Lewis Hamilton. Em poucas voltas, Bottas e Vettel chegaram em Raikkonen. Na volta 27, O piloto da Mercedes consegue a ultrapassagem e assume definitivamente a liderança com Vettel em segundo lugar.

Raikkonen parou na volta seguinte e apesar do tempo perdido ele sem dúvida iria terminar a prova com 1 parada apenas, A corrida estava se arrastando para um final sendo decidido pela tática de paradas. Até que o Francês Pierre Gasly tentou passar Brendon Hartley na reta oposta, Mas foi totalmente precipitado e acabou batendo no seu companheiro de equipe que ficou na curva, Os dois voltaram a corrida, Porém detritos na pista fizeram a direção de prova acionar o Safety Car.

Nessa história toda, A Red Bull ordenou mudança de tática para os dois pilotos: Verstappen e Ricciardo colocaram os pneus Macios. Era o piloto do Gato para tentarem ganhar a corrida. O mesmo fez Hulkenberg, Sainz, Ocon, Alonso e uma volta depois Sergio Perez adotou essa mesma tática.

Na Relargada, Alonso consegue a ultrapassagem sobre Grosjean, Era a mostra de que a corrida seria diferente nas 21 voltas finais. Gasly acabou tomando 10 segundos de punição por causa da batida no Hartley. Na 37ªVolta, Ricciardo passou de cara Kimi Raikkonen e assumiu o 5ºlugar. Enquanto isso Verstappen pressionava Hamilton querendo o 3ºlugar, Porém tenta de maneira afobada. Na curva 5 da 38ªVolta, Ele acaba escapando da pista, prejudica os pneus e perde posição para Daniel Ricciardo que passa a atacar Hamilton, No final da 39ªVolta, Ricciardo ultrapassa o piloto da Mercedes, Ganha o 3ºlugar. Nessa altura do campeonato era bem possível que o Australiano brigasse pela vitória.

Max Verstappen voltou a pressionar Hamilton, Na volta 41, O Holandês passa para o 4ºlugar e abre do piloto inglês. Na volta 42, Ricciardo passou a apertar Vettel, A ultrapassagem do piloto da Red Bull foi concretizada no mesmo ponto aonde ele passou Hamilton, Passando para o 2ºlugar.

Na Volta seguinte, Verstappen foi para cima do Vettel. Ai novamente o jovem de vinte anos desligou o celebro e fez besteira. Em uma manobra impensada acabou no fim da reta oposta atingindo Vettel. Os dois voltaram rápido para a pista, Porém Verstappen perdeu 2 posições, Porém o pior ficou para Vettel que perdeu posição para o Verstappen, Hamilton, Raikkonen e na reta perdeu posição para Hulkenberg caindo para o 7ºlugar. O pior para o líder do campeonato foi que ele perdeu rendimento devido a esse toque.

Riccardo foi para cima de Bottas na volta 45 e na curva 4, Em uma manobra inesperada acabou ganhando a liderança. Os pneus médios definitivamente deram certo para ele, Já para Verstappen acabou não dando tão certo. Por causa da batida ele tomou penalização de 10 segundos. (Muito pouco pelo que ele fez com Vettel que perdeu rendimento depois do Toque) A 8 Voltas do final, Verstappen passou Hamilton que não se esforçou para segurar o piloto da Red Bull, Só teria o trabalho de ficar a menos de 10 segundos sobre o piloto Holandês.

Raikkonen com pneus mais novos foi para cima de Bottas, Com desgastado pneus de quase 30 voltas, O piloto da Mercedes segurava seu rival com 10 voltas de pneus a mais desgastados. Verstappen chegou nessa disputa, Mas não conseguiu mais ultrapassar ninguém. Provavelmente seus pneus mácios estavam bem mais desgastados do que os pneus do Ricciardo que estava com a corrida ganha, A mais de 8 segundos em 1ºlugar.

O piloto Australiano conquistou sua 6ªvitória, Após ter ficado a minutos de ficar eliminados no Q1 por causa de um motor estourado Contando com a ousada tática de paradas Red Bull, Na aposta dos pneus mais novos e médios compensou as deficiências do RB14 ( O Motor Renault) e principalmente pela sua pilotagem Arrojada, precisa e inteligente.

Valtteri Bottas se recupera do inicio de ano ruim e comanda equipe para o 2ºlugar. A Mercedes termina essa terceira etapa sem ter ganho corrida nenhuma, Já não passa a ser sorte e sim um indicio que a Mercedes pode não tem o melhor carro do ano. O pódio foi completado pelo Kimi Raikkonen que não conseguiu ultrapassar Bottas, podém acabou sendo o represente da Ferrari no pódio.

Com os 10 segundos de Punição, Verstappen passou do 4º para o 5ºlugar. Minha opinião Verstappen esta se tornando uma nova versão, Algo que chamava-se geralmente de idiota Vez. A punição é branda demais. Tinha que tomar 30 segundos pelo menos. 10 segundos não é nada, Ele só perdeu posição para Lewis Hamilton que acabou em 4ºlugar e apesar da vice liderança do campeonato, 9 pontos atrás de Vettel o inglês vive um momento díficil no começo de campeonato.

Nico Hulkenberg fez sua melhor corrida do ano, Aproveitou a oportunidade de ultrapassar Vettel e acabou garantido mais um 6ºlugar com o carro da Renault. No final da corrida, Alonso de forma arrojada passou Vettel e ganhou o 7ºlugar do piloto da Ferrari. Depois da batida ocarro de Vettel só foi ficando pior, Conseguiu segurar a pressão de Carlos Sainz jr. para ficar me 8ºlugar e salvar 4 pontos, Apesar do fraquíssimo resultado  Vettel manteve a liderança do campeonato. Completando a zona de pontuação o Dinamarquês Kevin Magnussen com a Haas.

Ocon e Perez ficaram novamente perto dos pontos com a Force India, Em 11º e 12ºlugares, Pelo desempenho deles a equipe Indiana não pode reclamar, O Carro é que precisa melhorar para começarem a coletar pontos. Stoffel Vandoorne acabou de fora dos pontos em 13º. Lance Stroll e Sergei Sirotkin levaram a Williams para o 14º e 15º lugares respectivamente.

Marcus Ericsson levou a melhor Sauber para o 16ºlugar, Seguido de Romain Grosjean que esta tendo um ano desastroso até agora na Haas, Pierre Gasly com a Toro Rosso que terminou a prova (Hartley abandonou nas voltas finais) e Charles Leclerc que acabou tendo um dia complicado. Daqui a 2 semanas no rapidissimo circuito de rua de Baku, Teremos a 4ªEtapa do Mundial de Formula 1 que agora tem os 5 primeiros colocados a 17 pontos de distância.

Resultado final do GP da China
3ªEtapa do Mundial de Formula 1 – Xangai – 56 Voltas

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Grid
1 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 1:35:36.380 6
2 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ a 8.894 3
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO a 9.637 2
4 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ a 16.985 4
5 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer a 20.436 5
6 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 a 21.052 7
7 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 a 30.639 13
8 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO a 35.286 1
9 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 a 35.763 9
10 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO a 39.594 11
11 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ a 44.050 12
12 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ a 44.725 8
13 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 a 49.373 14
14 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ a 55.490 18
15 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ a 58.241 16
16 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO a 1:02.604s 20
17 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO a 1:05.296s 10
18 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H a 1:06.330s 17
19 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO a 1:22.575s 19
20 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H Não Terminou 15

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Red Bull/Mercedes/Ferrari/Renault/Force India/Mclaren/Toro Rosso